Ir para conteúdo

Líderes

Conteúdo Popular

Exibindo conteúdo com a maior reputação em 15-10-2020 em todas áreas

  1. Olá, Aqui vou descrever sobre os meus passeios, gastos e como foi a minha viagem ao Chile do dia 02 a 10 de Outubro de 2019. Época fora da temporada de neve, porém, com uma beleza encantadora e ainda assim pude ver e sentir a neve. Vou deixar meus insta aqui pra quem quiser mais informações: @barbosa_carolin Passagens Aérea (ida e volta): R$ 709,00 Guarulhos x Santiago R$ 239,00 Santiago × Calama Companhia SKY Airline (comprei pelo site Maxmilhas). É possível encontrar bem mais barato, mas comprei muito em cima da hora hehe... Cambio: Comprei $25.000 peso
    1 ponto
  2. Obviamente está muito mais complicado, se antes um motorista já pensava 2x antes de parar imagina agora? Todo mundo está querendo evitar contato com outras pessoas, ainda mais sendo pessoas estranhas. Tanto pra quem oferece a carona quanto pra quem solicita, ninguem sabe qual o estado de saúde do outro, e nessa época de pandemia quem vai querer arriscar? Entao se voce pretende pegar alguma carona esteja preparado pra ficar bastante tempo na beira da estrada.
    1 ponto
  3. kkkkkkkk pois é. Mas na verdade, acaba ficando "elas por elas", porque os passeios são bem caros. Em Santiago, sim, eu recomendo o Airbnb, lá faziamos compras nos mercados e cozinhavamos no apartamento. Algumas vezes comemos fora para experimentar a culinária local, mas sempre optando pelo "menu del dia" que é a entrada+prato principal+sobremesa por um preço legal. No Atacama, por ficarmos muito tempo em passeios, não acho que valha a pena esse esquema de cozinhar.
    1 ponto
  4. Maravilha!! Obrigada pela dica. Vou ver Ctz esse hostel. Realmente avaliando os gastos com comida (ainda bem) que a gente só gasta na janta kkkkk
    1 ponto
  5. Oi Rhayanne! Então, o Atacama no geral é um local caro, em todos os aspectos. Mas respondendo a sua pergunta, existem mercadinhos para o básico, nada de "rede" como temos no Brasil no estilo Extra ou Pão de Açucar kkkkkkk Sinceramente, acho que um hostel com café da manhã é suficiente, pois a maioria dos passeios começam muito cedo (exceto um ou outro) e muitos duram o dia todo, com o café e o almoço já incluso no pacote. Então, só sobraria a janta, que vale a pena ir aos restaurantes da cidade que são ótimos e alguns com preços bem razóaveis. O Hostel Mamatierra que fiquei possui qu
    1 ponto
  6. Oi Luis, estou programando minha viagem para maio 2021. Você disse que em Atacama é mais difícil comprar as coisas e comer no hotel. Estava pesquisando airbnb por lá, pq achei bem carinho as hospedagens. Mas Tb me preocupei com essa questão: será que tem mercado la? Kkkk senão irei ver um hostel com quarto privado mesmo com café da manhã pelo menos.
    1 ponto
  7. Oi Rhayanne, as comidinhas são todas muito gostosas e simples, pelo menos do pessoal que estava comigo, ninguém reclamou. Se tiver algo que você não goste, é bom avisá-los, para que eles possam preparar uma substituição, na hora do rolê não tem como preparar, pois eles levam tudo pronto para apenas aquecer e servir. Por exemplo, no passeio das lagunas escondidas é servido ceviche, uma moça avisou antecipadamente que não comia peixe, então tinha uma outra opção pra ela (acho que era uma salada de quinoa). Eu sou vegetariana e avisei na momento da reserva que não consumia nenhum tipo
    1 ponto
  8. Se não me engano, no worldpackers quando aprovado em uma vaga você deve cumprir um tempo, geralmente 2 semanas. Então já elimina essa possibilidade! Outra opção para hospedagem é couchsurfing.. depois hostel. Você quer conhecer País e não cidade.. ainda mais em 20 dias! Não dá pra ninguém afirma até onde você vai conseguir chegar.. carona é sempre imprevisível, pode dar muito certo ou tu pode passar o dia esperando e nada. Eu entraria na Argentina por Foz do Iguaçu e de lá faria o norte da Argentina, sobrando tempo iria até Santiago. Ou desceria até Buenos Aires, faria Urug
    1 ponto
  9. @Lucas Feuser querer conhecer três países (Argentina - Chile - Peru) em vinte dias é inviável, voce passará mais tempo fazendo deslocamentos do que aproveitando de fato cada lugar. Agora, querer fazer isso gastando muito pouco, querendo pegar carona, mais dificil ainda pra completar o roteiro nesse tempo. Nem sempre voce ja vai pra beira da estrada e consegue uma carona, as vezes voce precisa ficar horas e horas pra talvez passar alguem que vai proximo ao destino que voce deseja, e com isso voce tem que novamente ficar no meio do caminho esperando uma nova carona. Ou seja, viajar de caron
    1 ponto
  10. Perto de Hamburgo não deixe de visitar Lübeck, cidadezinha encantadora com um passado muito próspero (foi capital da Liga Hanseática). É a cidade natal dos irmãos Mann (Thomas e Heinrich), inclusive dá pra visitar a casa da família Mann. Outro escritor famoso que viveu na cidade foi Gunter Grass, tem um museu dedicado a sua vida e obra. Mas como G Grass não está entre os meus preferidos eu deixei esse museu de lado. Há vários outros museus e atrações, o site de turismo lista tudo: https://www.luebeck-tourism.de/ Não é sempre que entro em igrejas mas gostei de ter visitado a Igreja de San
    1 ponto
  11. Oii pessoal!! Eu moro na Europa em uma área muito central e aproveito essa oportunidade para gravar videos de tudo que acho interessante mostrar! Sempre prefiro gravar conteúdos diferentes do habitual, então se vocês têm dicas de lugares legais para gravar, aceito sugestões! No meu último video, mostrei o TREM mais RARO do mundo! Até um elefante já pegou esse trem! rsrsrs
    1 ponto
  12. Compra com bastante antecedência a passagem, escolhe bem o mês que pretende visitar e reserva com antecedência a hospedagem que dá para poupar bastante. Pq tem período de altíssima temporada que não tem remédio, vai encher de gente, vai encarecer tudo, fora que pra muita coisa (em particular o snowland) vai ter fila, espera, aquilo que estressa qualquer um. Por exemplo: natal luz, por mais que tenha esse nome, começa no fim de outubro, dá para ver a cidade bonita e algumas atrações em novembro sem encontrar a cidade muito cheia, por exemplo. O resto é pesquisa, pq os valores de algumas atraçõe
    1 ponto
  13. O seguro viagem não é obrigatório, o que pedem é seguro saúde. Apesar de ser bem comum as pessoas misturarem ou confundirem os dois. O seguro viagem é para caso tenha cancelamento de passagem, perda de bagagem, e tudo relacionado a viagem do aeroporto A ao aeroporto B, não inclui a viagem per se. O seguro saúde é para caso precisar um hospital, ou tiver que retornar a casa por um problema de saúde, etc. O seguro saúde é bom fazer nem que não fosse obrigatório, porque se por acaso tiver que usar um hospital, por qualquer necessidade, você poderá ter uma conta salgada para pagar, então faça
    1 ponto
  14. Dias 25/12 e 01/01 absolutamente nada abre aqui na Alemanha, e é até complicado achar onde comer nestes dias, aberto mesmo, só alguns quiosques turcos/chineses nas estações centrais de trem/metro. Dia 24/12 e 31/12 também já fica um pouco mais complicado, quase tudo fecha ao meio-dia, então se você for chegar depois do almoço ou começo da noite, trate de providenciar um lanche para o jantar ainda no aeroporto, ou na estação central, por que se deixar para procurar depois, próximo da sua hospedagem, corre grande risco de não não achar nada aberto e passar fome na véspera de Natal, ainda ma
    1 ponto
  15. 2 semanas, no norte da Alemanha, e no inverno? Esta é meio complicada... Além de Hamburgo e Colonia, eu incluiria Bremen. Mas mesmo assim, pode ser complicado preencher 2 semanas com estas cidades. Berlin, com uns 4 dias livres você visitou tudo o que interessa, e ainda é capaz de sobrar tempo se visitar museus não for muito a sua praia. Hamburgo é muito melhor no verão, no inverno as coisas que você pode fazer ficam um pouco restritas, em uns 2 dias livre lá, você visitou praticamente toda a parte turística e sobra tempo. Bremen e Colonia são um pouco menores, 1 dia i
    1 ponto
  16. Se vai de Berlin a Amsterdã, visite as cidades de Hamburgo e Colonia.
    1 ponto
  17. Saudações! Há pouco compartilhei um relato sobre como foi viajar e viver na BR nos últimos dois anos e meio conhecendo um pouquinho de cada uma das cinco regiões do Brasil de carona, a pé e de bike. O relato não aborda roteiros, preços ou dicas mas busca compartilhar outras dimensões e aprendizados que tive (e você pode entender ao que me refiro aqui: https://www.mochileiros.com/topic/66973-sobre-a-coragem/ ). Como venho assimilando as informações vividas nesse intervalo entre ciclos que se encerram e se iniciam - e como todos sabemos que "happyness is only real when shared" -, perce
    1 ponto
  18. @nathalyleite Olá Nathaly! Estive no Atacama em abril. Deixe para fechar todos os passeios por lá, sai mais barato e fazendo tudo com uma mesma agência, tem desconto. Eu fiz todos os passeios com a agência 123 Andes e recomendo, foram pontuais e não tive nenhum problema. Paguei 90.000 pesos para 4 passeios. Tem uma grande oferta de agências por lá, então vale dar uma pesquisada. O Tour Astronômico costuma custar entre 20 e 30.000 pesos (preço meio que padronizado por lá) e eu fiz com a Time Travel Atacama (também recomendo). Muita gente diz que a Space é boa, mas tem que reserva
    1 ponto
Líderes está configurado para São Paulo/GMT-03:00
×
×
  • Criar Novo...