PERU EM 21 DIAS - CUSCO-MACHU PICCHU-PUNO-LAGO TITICACA-AREQUIPA-CANION DEL COLCA-PARACAS-HUACACHINA-LIMA

Relatos de viagem no Peru
Avatar
Mayara Lacerda Cunha
Mensagens: 21
Registrado em: 15 Nov 2014, 13:35

07 Dez 2014, 09:36  

Olá!
Seu roteiro vai me ajudar MUITO! Incrível como as pessoas não aproveitam outras partes do Peru, e ficam só no MP, Cusco e Lima rs.
Espero sair de lá aprendendo a diferenciar llamas, alpacas, vicuñas e guanacos igual vocês HAHAHAHA.

Huaraz é incrível, acrescentei outras lagunas no meu roteiro também, e diminui alguns em Lima. Mas tenho algumas perguntas, se puder ajudar, ficaria agradecida... vamos lá:

1º, Em Puno, como você encontrou tua mama e papa? Eu vejo isso por algum tipo de worldpacker?
2º, Como visitar a reserva de Bike? Quem disponibiliza? Tu acabou indo de ônibus pelo conforto? Queria entender melhor, por que ir de bike pra mim seria sensacional!
3º, Obrigada pela dica do Kokopelli Paracas, não tinha decidido ainda. Caiaque e Slackline, show de bola. Li em um relato, sobre um passeio que fazemos de buggy no fim da tarde, e termina em um luau no deserto. Ótimo pra descansar, depois de ver a morte de perto no rally dos buggys hahahaha. Você ouviu falar algo sobre? Não tem tanta informação sobre isso na internet, na verdade quase nada. Inclusive nesse relato, a pessoa não conseguiu fazer por falta de informação.

Mais uma vez, muitíssimo obrigada pelo relato!

Abraço,
Mayara Lacerda.
"Minha vida inteira, é meu dia inteiro!"
Fernando Anitteli

Avatar
morganriva
Mensagens: 73
Registrado em: 30 Mai 2014, 16:57
Localização: Brasília

08 Dez 2014, 13:34  

Mayara Lacerda Cunha escreveu:Olá!
Seu roteiro vai me ajudar MUITO! Incrível como as pessoas não aproveitam outras partes do Peru, e ficam só no MP, Cusco e Lima rs.
Espero sair de lá aprendendo a diferenciar llamas, alpacas, vicuñas e guanacos igual vocês HAHAHAHA.

Huaraz é incrível, acrescentei outras lagunas no meu roteiro também, e diminui alguns em Lima. Mas tenho algumas perguntas, se puder ajudar, ficaria agradecida... vamos lá:

1º, Em Puno, como você encontrou tua mama e papa? Eu vejo isso por algum tipo de worldpacker?
2º, Como visitar a reserva de Bike? Quem disponibiliza? Tu acabou indo de ônibus pelo conforto? Queria entender melhor, por que ir de bike pra mim seria sensacional!
3º, Obrigada pela dica do Kokopelli Paracas, não tinha decidido ainda. Caiaque e Slackline, show de bola. Li em um relato, sobre um passeio que fazemos de buggy no fim da tarde, e termina em um luau no deserto. Ótimo pra descansar, depois de ver a morte de perto no rally dos buggys hahahaha. Você ouviu falar algo sobre? Não tem tanta informação sobre isso na internet, na verdade quase nada. Inclusive nesse relato, a pessoa não conseguiu fazer por falta de informação.

Mais uma vez, muitíssimo obrigada pelo relato!

Abraço,
Mayara Lacerda.



Oi, Mayara!

respondendo às tuas perguntas:

1. Nós compramos o passeio para as ilhas em uma agência em Puno, como escrevi no relato, mas a mama e o papa eram "sorteados" na hora da chegada. Descemos todos do barco e as senhoras estavam lá esperando, trajadas a rigor. Cada um (ou cada dupla ou trio) pegava uma, na sorte. A nossa foi no azar, no caso, porque era a que morava mais alto de todas :|

2. No próprio hostel dava para alugar as bicicletas (não no Kokopelli, não lembro de ter visto isso lá, mas no Paracas Backpackers, que ficamos o primeiro dia). Não lembro por que não fomos de bike, acho que porque estávamos cansados das 12h de viagem, ou porque achamos que era muito longe... de qualquer forma, se fosse de novo com certeza iria de bike! PS.: achei também esse lugar no trip advisor agora: http://www.tripadvisor.com.br/Attractio ... egion.html

3. Quanto aos buggies, ouvi falar dos passeios sim (deve ter nessa mesma empresa aí de cima, RK Xtreme), mas não sobre esse com luau no final. Deve ser demais! Não fomos atrás de passeio de buggy em Paracas porque já tínhamos ideia de ir para Huacachina depois, e lá buggy é basicamente o que tem pra fazer...

Aproveita a viagem!!! Qualquer dúvida, só perguntar! :)

Abs!
Relato: Peru 21 Dias - Out/Nov 2013: http://migre.me/rInGD

Relato: Uma volta pela Bolívia - Abr/Mai 2015: http://migre.me/rInI0l

Nat Martin
Mensagens: 15
Registrado em: 11 Jul 2014, 17:16

08 Dez 2014, 19:50  

E sobre a moeda no Peru? Vale a pena levar real com o dólar em alta?

Avatar
morganriva
Mensagens: 73
Registrado em: 30 Mai 2014, 16:57
Localização: Brasília

10 Dez 2014, 08:21  

Nat Martin escreveu:E sobre a moeda no Peru? Vale a pena levar real com o dólar em alta?



Nat,

Acho que continua valendo a pena levar Dólar. O Nuevo Sol também está desvalorizado ( http://economia.terra.com.pe/mercados/d ... fault.aspx ). As cotações para Real lá são muito ruins, do mesmo modo que são ruins as cotações pra Nuevo Sol aqui no Brasil.
Relato: Peru 21 Dias - Out/Nov 2013: http://migre.me/rInGD

Relato: Uma volta pela Bolívia - Abr/Mai 2015: http://migre.me/rInI0l

Avatar
luizapiccoli
Mensagens: 64
Registrado em: 29 Dez 2012, 11:23
Localização: São Paulo - SP

29 Jan 2015, 12:52  

morganriva escreveu:DIA 9 - Arequipa

Como chegamos tarde no hostel e estávamos muito cansados, acabamos dormindo bastante. Acordamos perto das 10h, tomamos café-da-manhã, banho, arrumamos nossas coisas no quarto e demos um tempo por lá mesmo.

O hostel: ficamos no Arequipay. Fica em uma espécie de condomínio fechado, próximo ao centro da cidade (5 min a pé da Plaza), muito seguro. A estrutura é ótima, tem mesa de sinuca, TV enorme com Playstation, várias redes pra descansar, uma salinha de cinema e uma cachorrinha boxer de estimação muito simpática! O ponto negativo é que tem uma "lei do silêncio" a partir das 22h, embora o nosso quarto mesmo assim tenha sido bem barulhento à noite, sempre tinha alguém entrando ou saindo, e o assoalho de madeira fazia muito barulho. De um modo geral gostei, mas as gurias odiaram. Por algumas pessoas que conhecemos, sabemos que há hostels melhores pra ficar na cidade.


Saímos para conhecer a cidade.

Arequipa é uma cidade muito bonita, tanto quanto Cusco, mas de um jeito diferente. As casas, ruas e edifícios são esbranquiçados, pois a maioria das construções é feita de um tipo de rocha vulcânica de coloração branca. Por isso a cidade é conhecida como "la ciudad blanca". A vista da cidade é impressionante. Ela está localizada no meio do deserto e é vizinha de três vulcões, El Misti, Chachani e Pichu Pichu. Os dois primeiros podem ser vistos imponentes no horizonte por detrás de uma névoa, ou poeira, uma paisagem surreal para quem está acostumado às montanhas verdejantes Brasil.
Os areuipeños são muito orgulhosos da sua terra e também muito bairristas. Acham que a sua cidade é superior ao resto do País. Tem até um passaporte próprio (de mentirinha)! Nós, gaúchos, nos sentimos em casa ::hãã2:: .

Caminhamos pelo centro da cidade e pela Plaza de Armas, muito bonita e bem conservada. Almoçamos no restaurante Manolo, na Calle Mercadores.
Voltamos para o hostel no meio da tarde, estávamos bastante cansados dos dias anteriores, e aproveitamos muito bem a infraestrutura de redes e sofás do Arequipay. :wink:

DSC_0137.JPG



DIA 10 - Arequipa
Acordamos cedo e fomos para a Plaza de Armas, de onde saía um Free Walking Tour. O tour é organizado pela cidade de Arequipa e os guias são estudantes das escolas públicas da cidade. Nossa guia era uma mocinha muito inteligente, falava bem inglês, e conduziu o grupo por uma caminhada pela cidade que durou cerca de 2h30.
Assim que terminamos esse tour, partimos logo pra outro! Compramos um bilhete para um ônibus turístico em um roteiro de 4h (S./40), que ocupou nosso tempo por toda a tarde. O ônibus tem uma guia e faz algumas paradas ao longo do caminho. Estava quase vazio, então tínhamos praticamente uma guia particular. O ponto alto do tour é o Mirador del Carmen Alto, que proporciona uma linda vista dos vulcões que cercam a cidade. Chegamos ao centro novamente ao anoitecer, e concordamos que o passeio valeu a pena!

Jantamos no centro, na Calle Mercadores, e voltamos para o hostel.
Momento medo: ::ahhhh:: Essa simples volta para o hostel foi um pouco TENSA. Embora fosse próximo ao centro, erramos uma rua (talvez eu tenha indicado o caminho errado :D ) e acabamos levemente perdidos. As gurias se assustaram. Estávamos em uma rua desconhecida e a cada pouco passávamos por pessoas estranhas que nos olhavam esquisito (talvez fossem as nossas roupas peruano-wannabe que nos deduravam como turistas). Enquanto passávamos por um desses grupos de pessoas estranhas, uma lâmpada da iluminação pública se apagou de repente e a rua ficou na penumbra. As gurias saíram correndo e eu fui correndo atrás. Ou seja, estávamos perdidos, numa cidade estranha, à noite, correndo de não-se-sabe-o-quê para não-se-sabe-onde. As ruas estavam vazias e quase não passavam carros. Atacamos o primeiro táxi que passou e pedimos para que nos levasse ao hostel. O motorista não entendeu muito bem o endereço (nosso esapñol é fueda, cabrón) e deu algumas voltas pela cidade antes de encontrar nosso destino. Fomos direto para o quarto. Levei a culpa pelo incidente, óbvio. ::lol4:: Moral da história: nunca saia para a rua sem um mapa.

DSC_0182.JPG


DSC_0231.JPG


DIA 11 - Ida ao Canion del Colca - Chivay
Decidimos conhecer o Canion del Colca com um tour de 2 dias de ônibus (S./65), ao invés das possibilidades de trekking disponíveis. Não confiamos no nosso vigor físico. Pensando melhor hoje acho que não é tão difícil.
O ônibus, que na verdade era uma van, passou para nos buscar no hostel por volta das 8h. Encontramos um casal de brasileiros de MG na mesma van e passamos o resto da viagem com eles (brasileiros se adoram :D).
O roteiro consiste em ir até a cidade de Chivay em um dia, passar a noite lá e partir para o canion bem cedo no dia seguinte, de modo que se possa ver o voo dos condores por lá.
No caminho até Chivay paramos algumas vezes, especialmente para ver mais de perto as vicuñas e llamas selvagens que circulam às margens da estrada. Almoçamos assim que chegamos na cidade e depois fomos levados ao hotel onde passaríamos a noite (Hotel La Estancia, incluído no tour). No meio da tarde passaram para nos buscar para que fôssemos às piscinas térmicas de La Calera. A Fe não levou biquini e optou por ficar no hotel. Eu, a Elisa e nossos novos amigos de Minas fomos e nos surpreendemos com as termas. Essas eram piscinas de verdade! Ficamos lá cerca de uma hora, a água era bem quente (cerca de 40º), tão quente que tínhamos que sair às vezes para não passarmos mal. A vista das montanhas ao redor também tinha o seu valor.
Voltamos para o hotel e à noite saímos com todo o grupo para um restaurante local. Além da jantar, pudemos assistir a uma apresentação de danças locais (um tanto quixotescas), cujos dançarinos procuravam interagir bastante com os turistas, chamando-os para dançar e encenar esquetes constrangedoras com eles :? . Me chamaram para o "palco", mas recusei esse mico.
Voltamos para o hotel e fomos dormir. No dia seguinte acordaríamos às 5h!

DIA 12 - Canion del Colca
Acordamos cedinho, tomamos banho (a Elisa foi a última e teve problemas com a água quente) e fomos tomar café-da-manhã (devido aos problemas com a água quente, a Elisa se atrasou e ficou sem café :cry: ). Embarcamos na van e seguimos para o Canion. Estava ansioso para ver os condores!
A vista do canion é espetacular! Esperamos um pouco junto a Cruz del Condor para que o bichinho aparecesse, mas nada feito. Decidimos então descer até um outro mirador, na expectativa de enxergar o famoso voo. Quando chegamos lá embaixo, ÓBVIO, o condor apareceu para os que ficaram no mirador mais alto. Só pudemos vê-lo de longe. :cry: O condor é a ave símbolo dos Andes e de diversos países americanos e é uma ave impressionante: pode chegar a três metros de envergadura e viver mais de 80 anos!!!

Almoçamos em Chivay e voltamos para Arequipa. No caminho, passamos pelo ponto mais alto da viagem, a 4.910m.s.n.m! ::Cold:: Também paramos para contemplar a vista do imponente Misti, emergindo solitário no horizonte da estrada.

Chegando em Arequipa, trocamos dinheiro, jantamos e pegamos um táxi para a estação de ônibus. Era hora de ir a Paracas!

DSC_0020.JPG


DSC_0087.JPG



Muito bem feito seu relato, parabéns!

Uma dúvida quanto ao passeio ao Cânion: o valor foi S./ 65 com tudo incluído (ônibus + hotel)?
O pacote vcs fecharam direto no hostel, certo?
Quero muito fazer esse passeio, mas vi cada preço exorbitante por aí que desanimei.

Muito obrigada! :)
--
Luiza Piccoli

Avatar
morganriva
Mensagens: 73
Registrado em: 30 Mai 2014, 16:57
Localização: Brasília

29 Jan 2015, 17:51  

Oi, Luiza!

Isso mesmo, S.65 incluindo ônibus (no caso van apertada) + hotel.
No entanto (esqueci de comentar no relato), ao ingressar no Valle del Colca, ou seja, quando se está entrando na cidade de Chivay, é preciso comprar um boleto turístico, que para brasileiros custa(va) S.40.
Haviam nos avisado e estávamos preparados, mas um casal de franceses da nossa van não sabia e os coitados quase ficaram sem dinheiro pro resto da viagem, porque os cartões de crédito deles não estavam passando ::hein: (e também porque para europeu era beeem mais caro, tipo mais de S.100).

No total dá mais de 100 soles o passeio, mas vale a pena, acho que deves ir!

Ah! O casal de mineiros que conhecemos na van pagou S.90, sem incluir o boleto, pelo mesmo serviço!!! Eles estavam hospedados num hotel em Arequipa e reservaram por lá. Ficaram #chatiados quando descobriram que nós havíamos pago menos. Moral da história: vale dar uma pesquisada, se tiver tempo.

Abração! Boa viagem! :)
Relato: Peru 21 Dias - Out/Nov 2013: http://migre.me/rInGD

Relato: Uma volta pela Bolívia - Abr/Mai 2015: http://migre.me/rInI0l

Avatar
morganriva
Mensagens: 73
Registrado em: 30 Mai 2014, 16:57
Localização: Brasília

29 Jan 2015, 17:52  

PS.: sim, reservamos no hostel mesmo (Arequipay)
Relato: Peru 21 Dias - Out/Nov 2013: http://migre.me/rInGD

Relato: Uma volta pela Bolívia - Abr/Mai 2015: http://migre.me/rInI0l

Avatar
luizapiccoli
Mensagens: 64
Registrado em: 29 Dez 2012, 11:23
Localização: São Paulo - SP

01 Fev 2015, 09:43  

morganriva escreveu:Oi, Luiza!

Isso mesmo, S.65 incluindo ônibus (no caso van apertada) + hotel.
No entanto (esqueci de comentar no relato), ao ingressar no Valle del Colca, ou seja, quando se está entrando na cidade de Chivay, é preciso comprar um boleto turístico, que para brasileiros custa(va) S.40.
Haviam nos avisado e estávamos preparados, mas um casal de franceses da nossa van não sabia e os coitados quase ficaram sem dinheiro pro resto da viagem, porque os cartões de crédito deles não estavam passando ::hein: (e também porque para europeu era beeem mais caro, tipo mais de S.100).

No total dá mais de 100 soles o passeio, mas vale a pena, acho que deves ir!

Ah! O casal de mineiros que conhecemos na van pagou S.90, sem incluir o boleto, pelo mesmo serviço!!! Eles estavam hospedados num hotel em Arequipa e reservaram por lá. Ficaram #chatiados quando descobriram que nós havíamos pago menos. Moral da história: vale dar uma pesquisada, se tiver tempo.

Abração! Boa viagem! :)


Ah, que legal! Bom saber que dá pra negociar por preços justos, rs.

Muito obrigada pelas dicas! (:

Luiz Beduino
Mensagens: 204
Registrado em: 26 Jun 2014, 15:07
Localização: Maringá-Pr

02 Fev 2015, 03:52  

Seu relato esta muito bom.
Vou fazer mesmo roteiro mas ao contrário.Vou começar por lima e depois vou descendo Paracas -Ica etc.. e por útimo Cusco(Machu Pichu) e tbem com um 1 passeio diferente, tirei um dia para conhecer Caral bate e volta mesmo dia .
Tinha planejado para ir Junho/Julho mas vou ter que adiar para início de setembro.
Tem muita coisa que eu me orientei pelo seu roteiro,tudo ficou mais fácil para mim..Parabéns.

Avatar
morganriva
Mensagens: 73
Registrado em: 30 Mai 2014, 16:57
Localização: Brasília

03 Fev 2015, 09:11  

Valeu, Luiz!
Boa viagem! :)
Relato: Peru 21 Dias - Out/Nov 2013: http://migre.me/rInGD

Relato: Uma volta pela Bolívia - Abr/Mai 2015: http://migre.me/rInI0l



  •   Informação
  • Quem está online

    Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes