Ir para conteúdo

Diogo Rodrigues

Membros
  • Total de itens

    155
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    4

Tudo que Diogo Rodrigues postou

  1. Oi Pessoal! Esse fim de semana fiz a Trilha do Cabuçu, em Santos. Ela fica dentro de uma propriedade particular, que só é possível acessar com algum guia. A trilha acaba em uma cachoeira com um escorregador natural muito legal! Tamanho: 6km Dificuldade: Fácil A primeira parte é feita em uma vegetação que é secundária. Ali era uma fazenda de banana, mas depois que foi abandonada na década de 60, sozinha a floresta se regenerou, e agora tem uma biodiversidade incrível! A segunda parte é em mata fechada, vegetação primária mesmo, nunca deixou de ser o que é. Fiz com uma agência de Santos mesmo. Vimos bastante animais, pássaros, aranhas, e até umas pegadas recentes de quati. Provamos Cacau, achamos gengibre e tentamos achar algumas larvas de besouros pra comer hahaha, mas não tinha nenhuma. Segue umas fotos e o vídeo da trilha: A duração média é das 9 da manhã às 15, ficando uma hora e meia na cachoeira. Valeu!
  2. Da uma olhada na Pousada do ET! Pousada simples com preço de camping!
  3. Oi Pessoal! Vou resumir aqui 4 dias em São Thomé, fui com minha namorada de carro. Vídeo da Viagem: As Fotos estão no final! Pra ir é melhor ir até Três Corações e depois de lá ir pra São Thomé, se seguir o GPS você vai pegar 40km de estrada de Terra que em dia de Sol ainda vai, mas na chuva deve ficar ruim. Ficamos na Pousada do ET, em frente a Pedra da Bruxa. 120 reais por pessoa 3 diárias. Bem simples, mas funcional. Quando chegamos na quinta, demos uma volta na cidade, almoçamos um PF por 21 reais, que dava pra 2 pessoas facilmente, menos a mistura hahaha. Vimos o por do sol na Pirâmide, que é o lugar que a maioria das pessoas se reúne pra ver o por do sol em São Thomé. Vibe única! vi gente chorando, cantando música lindas, muitos amigos, família, crianças, e muitos, muitos cachorros que não fazem nada com ninguém. Tudo na cidade é de pedra, inclusive as ruas, então ande devagar para não ferrar o carro, e vá preparado para sujá-lo indo nas cachoeiras hahaha. No segundo dia fomos no Vale das Borboletas, uma cachoeira que em alguns dias, fica cheia de borboletas coloridas. No ia que fomos, não tinham muitas, mas algumas estavam lá. A trilha é fácil, mas escorrega um pouco por ser de pedra, e logo se chega a parte de cima. Descendo por uma trilha do lado, dá pra chegar embaixo e mergulhar, lugar lindo! Depois fomos a cachoeira Eubiose, uma trilha maior, porém bem mais fácil. Cachoeira linda também! Sem estrutura, não vende nada (ainda bem) só artesanatos que alguns hippies vendem lá. Água gelada de doer o pé (fui quase no começo do inverno, e mesmo estando calor, tava muito gelada, e não entrei) Depois fomos até a Cachoeira Véu da Noiva, estava lotada, e com um pessoal jogando bitucas e lixo, achei meio bad vibe e fiquei pouco. Depois fomos na Pedra da Bruxa, achei surreal o por do sol de lá! Fiquei sozinho lá em cima (minha namorada não subiu), admirando o por do sol, e pensando em como aquele lugar é lindo. A noite fomos para o centro, comemos uma pizza na pedra MARAVILHOSA no restaurante da sinhá. Vibe meio estranha, casa antiga que tinha um lugar que os escravos apanhavam, mas depois que veio a pizza ficou melhor, e gostamos muito. No outro dia fomos na ladeira do amendoim, onde o carro sobe sozinho a ladeira! Muito legal, vale a pena experimentar. Tentamos ir na gruta do carimbado, mas ela estava interditada, não sei o motivo. Depois fomos novamente na cachoeira Eubiose, pois na primeira vez minha namorada ficou no carro, estava com o joelho machucado. Fomos também na cachoeira Antares, mas estava muito lotada e algumas pessoas no caminho disseram que não valia a pena ir, de tanta gente. Vimos o por do sol de novo na Pirâmide, e já estava com saudade pensando que no outro dia iria embora. Fomos embora e queremos voltar! Gastos: 240 da pousada 150 de álcool ida e volta do ABC paulista. Pedágio: 3 na ida e 3 na volta de 1,60 cada. O resto foi comida. O artesanato lá é muito barato, comprei um filtro dos sonhos enorme por 30 reais, aqui seria uns 200! Cachoeira Eubiose Por do Sol da Pirâmide Pedra da Bruxa Eubiose Valeu!
  4. Eu acho que só carro mesmo pra ir na Vista Chinesa! A cidade é segura, ainda mais em temporada de frio, onde fica lotada, nunca ouvi falar sobre roubos lá, mas fui poucas vezes, acho que três.
  5. Thaise! Você foi ao poço azul sem carro? Tô afim e não sei se é possível.
  6. Luka, você sabe se ele funciona em dia de semana fora de feriados e temporada também? Tipo na primeira semana de Maio.
  7. Oi pessoal! Fiz uma trip bate e volta nessa segunda antes do feriado, saindo de São Bernardo-SP, pra Campos, com o objetivo de aproveitar a parte da natureza da viagem, mirantes, e paisagens que fogem da estigma da cidade de que lá é um refúgio de gente com grana. Gastos: Gasolina: 50 reais (dividido em 4 pessoas) Pedágio: Se não me engano, são 4 na ida e 4 na volta, em média o preço é 2,90 cada. Almoço: 25 reais Tirolesa: 25 reais Chegamos na cidade e passamos na Vista Chinesa, pra mim até então era a melhor vista que eu teria na viagem. Ela fica antes da cidade em si, tem doces, pastéis e artesanato vendendo no local. Saímos de lá e fomos pra cidade, pegamos bastante trânsito, pois a cidade estava lotada pelo feriado. Fomos indo sentido Pindamonhangaba, e chegamos no Pico do Itapeva, agora sim, a melhor vista que tive na trip: Acima das Nuvens! Voltamos em direção a cidade, e vi uma tirolesa em cima de um lago. Paramos pra ver quanto era, e vi que era 25 reais, então decidi ir. Foi bem legal! Ela é grandinha e o visual lá de cima é bonito. Voltamos pra cidade, almoçamos em um restaurante por quilo perto do centro, mas que é bem baratinho, com bebida e um prato bem cheio deu 25 reais. Fizemos também uma visita ao Morro do Elefante, mas a vista da cidade do alto ficou meio sem graça depois de ver tanta natureza. Não sou muito fã de comprar lembranças e gastar grana que não julgo necessária nas viagens, então gastei pouco. Na volta ainda achei uma cabana na estrada bem bonita, e tirei uma foto que gostei bastante! E aqui o vídeo da viagem, tem a parte da tirolesa inteira: Valeu!
  8. Fala Luka! Putz, entendi! Vamos em duas pessoas só, e eu tenho um fusca que não tá aguentando muita coisa hahaha, então sem chances de ir de carro. Mas me interessei no ônibus! Ele visita bastante lugares? E sai todos dos dias? Eu pegaria ele no sabado, de fds tbm tem né? Acho que vai ser essa mesmo!
  9. Pessoal, alguem já foi de busão e aproveitou cachoeiras? Tô sem carro atualmente, mas queria ir! Da pra aproveitar ou melhor deixar pra outra oportunidade e ir de carro? Só tenho chances de ir em feriado, então iria dia 1 de maio. (sou de sp) Valeu!
  10. Olá pessoal! No feriado do dia 3 de abril, fui com minha namorada acampar em Paraty. Saímos de Sp (tietê), pagando 54 reais a passagem pela Reunidas, o ônibus quebrou na ida e demorou 3 horas pra chegar outro, fazendo com que eu praticamente perdesse um dia da viagem hahaha, mas faz parte, não tem como prever isso. Ficamos no Camping Portal de Paraty, na rua principal da cidade, antes do centro histórico, um lugar ENORME, cheio de árvores altissimas e muito bonitas. Pagamos 80 reais por 3 diárias, e acabamos ganhando mais uma, mas que não pudemos usufruir por falta de tempo. Consegui montar a barraca antes de anoitecer, eu estava com receio de não conseguir, pois nunca tinha montado esta barraca e também montei poucas vezes outras barracas, mas chegamos as 17 e deu tempo. (nosso ônibus saiu as 8 do tietê, ô viagem demorada!) A noite, fomos até o centro histórico procurar algo pra comer, mas como estávamos em uma viagem econômica, comemos um PF um pouco antes do centro histórico, que saiu por 15 reais já com bebida. No centro histórico um prato para 2 pessoas custa em média 70 reais. Dormimos cedo para no sábado visitar algumas praias. Acordamos as 8 e fomos até o cais, procurar um barco para nos levar até as praias. Gosto das que só são acessíveis por barco ou trilha, pois geralmente são mais bonitas, água clara, pouca gente, e assim vai. Pegamos um barco que cabia em torno de 35 pessoas, e não estava muito cheio. Pagamos 40 reais por um passeio de 5 horas. Passamos pela Ilha Comprida, Praia da Lula e Praia Vermelha, sem contar algumas outras que passamos perto e outros atrativos que só avistamos de longe. O barco servia almoço (achei caro), e mais uma vez economizamos, e almoçamos as 4 da tarde no camping, fizemos comida na cozinha comunitária, quando voltamos. As praias são lindas! Achei as água bem claras, mas diferente de Arraial que fui a pouco tempo. Dá pra ver bastante peixe perto de você, o pessoal os alimenta com arroz, e eles sobem para comer e ficam frenéticos perto de você. Ilha Comprida Praia da Lula Praia da Lula Escuna Praia da Lula Voltamos pro camping sorrindo, com as cenas que vimos. A noite, fomos novamente ao centro histórico, mas esse agora estava fervendo de gente, artistas, intervenções, lojas abertas e música. Assistimos desde pintores fazendo um quadro na hora, com o que você pedisse, até uma explicação detalhada do que são mandalas, e seus significados. Voltamos ao camping para dormir, ansioso pelo domingo, que íamos visitar a Cachoeira do Tobogã. Acordamos as 6, tomamos café no camping e saímos para pegar o ônibus que levava até ela. Pegamos uma van, por 3 reais, que fazia o mesmo trajeto. Tudo estava meio confuso, pois ninguém sabia os horário da Van e do ônibus, mas fomos mesmo assim. Chegando lá, ela estava completamente vazia! Fizemos uma trilha rápida e pudemos ficar por certa de 1 hora sozinhos nela, apreciando o barulho da água, dos animais, e sendo observados por alguns macacos, que comiam nas árvores e nos olhavam. Incrível! Quando começou a lotar de gente, fomos embora. Ficamos por mais de uma hora esperando ônibus ou van, e nada. Disseram que só passariam as 13:20, mas nossa passagem de volta era as 14, e ainda tínhamos que desmontar a barraca, arrumar tudo, almoçar, tomar banho e partir. Então decidi pedir carona, pelo menos poderia ajudar. Na primeira tentativa, pegamos carona com um cara de SP e sua mãe, que nos deixaram exatamente em frente ao camping! Demais! Chegamos, arrumamos tudo, e partimos pra mais uma viagem longe, de 9 horas, até SP. Mas valeu a pena! Já conhecia Paraty de uma forma superficial, agora conheço um pouco mais a fundo! Vídeo da Viagem: Abraço!
  11. Olá! Estou pesquisando para uma viagem futura ao Uruguai, e tentando fazer um levantamento sobre paisagens naturais lá. Alguma dica? Queria fugir do básico de Montevideu, Punta e Colonia, mesmo querendo dar uma passada em Colonia. No chile fiquei em uma cidade linda chamada Pucon, e queria achar algo no estilo. Seria melhor uma busca mais ao norte do Uruguai? valeu Diogo
  12. Marcos, Irei em Maio! Pretendo ficar em torno de 7 dias lá. Você já decidiu onde vai se hospedar?
  13. Nas pesquisas que tô fazendo, acabei achando isso hahahhaa Confesso que tenho um receio de tubarões, alguém com histórias pra contar de lá sobre isso?
  14. Tenho esse mesmo receio e pretendo usar uma espécie de "doleira" à prova d'agua, algumas pessoas que já foram recomendaram. Ainda não escolhi modelos, mas no ebay tem algumas. Não sei se é a melhor alternativa, mas a ideia de deixar a chave de um carro num lugar que outras pessoas podem acessar é, ao menos pra mim, aterrorizante. Não consigo relaxar pensando na possibilidade de roubo, o preju é muito grande, sem falar na dor de cabeça. E em Curaçao uma coisa muito comum é quebrarem vidros de carro para furtarem o que está à mostra no carro (cuidado com isso, há inúmeros relatos no Tripadvisor a respeito). Então acho que não seria viagem demais supor que esse mesmo tipo de pessoa poderia se esconder e te observar escondendo coisas em algum lugar. Quando você vai Marcos? André, hahahha pensei nisso e achei meio absurdo. Agora começo a considerar viável hahahhaha
  15. Eu tenho um medo meio besta sobre Curaçao, mas acho que lendo achei uma solução... Eu vou alugar o carro, mas vou sozinho. Quando eu for entrar na água, existem realmente alguns lugares que consigo deixas as coisas, como a chave do carro enquanto estou lá? Eu li sobre isso, um cara falando, mas ele não se aprofundou muito no assunto.
  16. Valeu André! Outra coisa, eu preciso de alguma habilitação internacional ou com a minha do Brasil posso dirigir lá?
  17. Cara, você não imagina como me tirou uma dúvida enorme! hahaha pesquisei também "poppy kamers red room" e curti muito! você alugou carro lá? eu meio que já estou decidido a alugar, só queria saber opiniões hahahah. sobre o monte saint kristopher, ele precisa de guia ou é algo fácil? já me interessei tbm! E eu gostei muito do farol abandonado que o amigo aqui em cima relatou. valeu! E daniel, valeu tbm, vou dar uma olhada! Quando voltar diga o que achou da ilha! Abraços!
  18. Opa! Estou organizando um mochilão pra Curaçao em maio de 2014! Tentei ler tudo pra ter informações, mas tem muita coisa! hahaha Vou sozinho e tô afim de algo mais natureza, sem compras e tal. Alguma dica? Alguém achou albergue lá? Pelo que vi não tem... Eu queria algum hotel barato, não faço questão de luxo, só precisaria mesmo de um wifi pra pesquisas de destinos na ilha... Pretendo alugar um carro e conhecer a ilha. Essa foto aí em cima do farol é animal! Vou querer conhecer! valeu! Diogo
  19. Opa! Pretendo ir pra Salta no final do ano, vou sair de sp dia 25 e voltar dia 2, vou de carro! Queria saber, é mais fácil eu ir de carro até salta ou pegar um busão de puerto iguazu até lá? é melhor eu contratar um guia pra conhecer os lugares lá? Tenho medo de não conseguir entrar de carro na argentina pelo fato de que o carro está no nome do pai de um cara que vai comigo, mas ele já morreu, alguém sabe como proceder? E vale a pena mesmo esse tempo em salta? valeu!
×
×
  • Criar Novo...