Ir para conteúdo

deiselourenco

Membros
  • Total de itens

    56
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    1

deiselourenco venceu a última vez em Abril 2 2019

deiselourenco tinha o conteúdo mais apreciado!

Reputação

17 Boa

Sobre deiselourenco

  • Data de Nascimento Maio 12

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. E por fim, como prometido o orçamento. Valor que eu gastei individualmente. Os gastos de cada um pode ter variado um pouco, principalmente em relação as comidas e bebidas, mas a média individual foi essa.
  2. Últimos dias (apanhado geral) de 21 a 24/03/19. Então, pra finalizar, a gente tinha resolvido lá no início da viagem incluir o Zimbábue, principalmente pra ver Victoria Falls, a “maior” catarata do mundo, a maior do mundo em termos de largura, as outras são maiores em outras coisas. Mas como a gente pode observar durante esse relato, ter o título de mais, melhor ou maior de alguma coisa é muito importante pra ser uma atração turística. Compramos a passagem pela British Airways com escala em Joanesburgo, então a gente ia sair pela segunda vez da África do Sul, pra depois entrar e sa
  3. Décimo-terceiro dia (20/03/19) - Sem Robben Island Eita viagem boa, relato tá gigante mas já tá acabando gente. Vou fazer um apanhado dos últimos dias pra vocês não desistirem antes do final. Mas do dia hoje ainda tem relato inteiro. Queríamos ir na Robben Island, pela internet a gente tinha visto que os ingressos já estavam esgotados, mas falava que os ingressos vendidos online estavam esgotados, então achamos que eles poderiam reservar alguma parte para vender na bilheteria pessoalmente. Aí fomos para o Waterfront, caminhando mesmo, esse hostel é muito bem localizado, e
  4. Décimo-segundo dia (19/03/19) Finalizando nosso passeio pela Garden Route, nem dá tempo de respirar e lembrar de todas as paisagens que vimos. Outro dia cheio pela frente. Cape Town é tudo isso mesmo, e mais um pouco. Olhamos na internet e vimos que a Table Mountain estava com boa visibilidade então aproveitamos pra ir pra esse cartão postal da cidade. Antes disso, o FH e eu chamamos uma lavanderia com serviço de delivery, tudo pelo whatsapp, eles foram buscar nossas roupas e marcamos a hora de entrega também. Super pontuais e prestativos. Depois, fomos lá no tal do doleiro trocar
  5. Décimo-primeiro dia (18/03/19) - 10 savannas!!! Acordei umas 4 da manhã toda suada, fui tomar um banho. Tinha banheira então dei uma sentada lá e fiquei uma boa meia hora aproveitando a água. A gente tinha que acordar cedo porque o passeio do caiaque tinha hora marcada e estava reservado desde o Brasil. E uma dica, se você quiser fazer reserve com antecedência mesmo porque acaba rápido. Fica no parque Tsitsikamma, outro lugar maravilhoso que merece bastante tempo, caso você tenha. Mas num lugar onde é tudo lindo, a questão são as suas prioridades. Tinha tanto lugar pra conhecer, a g
  6. Décimo dia (17/03/19) - 500km de estrada Sabe lá no começo, quando eu expliquei que a gente queria fazer tudo e tentou encaixar de tudo um pouco no roteiro, pois é, até a Garden Route em dois dias a gente inventou de fazer. 500km pra ir, 500km pra voltar, que doidera. Mas não somos tão doidos assim, não fomos até o final dela não, só quase até o final rsrsrs. Manhã do décimo dia: acordei péssima, parece que tinha um saco de cimento endurecendo dentro do meu estômago, mas fora essa sensação, tudo certo, sem dor de cabeça, só um pequeno mal estar mesmo. Não consegui tomar café da manhã,
  7. Nono dia (16/03/19) - Cabo da Boa Esperança Passamos da metade da viagem. Acordamos cedo, tomamos café, já tive um chamado da natureza (como gosto de chamar o número 2). Fomos buscar o carro na locadora, Europcar, que foi a que tinha o preço mais em conta e tinha uma loja bem próxima do Hostel, dava pra ir andando. Nesse primeiro dia, alugamos um Nissan Almera automático. O LC que ia dirigir. Em termos de espaço interno o carro era ótimo, mas ele achou o carro um pouco fraco. A mão direita é esquisita, ainda bem que era ele que tava dirigindo, tem que prestar muita atenção o tempo t
  8. Oitavo dia (15/03/19) - Cape Town at last Deixando a Namíbia, acabou o passeio pelo deserto, foi maravilhoso. Compramos a passagem de volta para África de Sul pela South African Airways que também serviu comida num vôo de 2h, chupa de novo Latam. Quando chegamos no aeroporto de Cape Town o LC já estava esperando a gente, ele tinha chegado algumas horas antes já do Brasil e estava virado, mas não compensa ele ir sozinho pro hotel e ficar esperando a gente lá. Então ficou mais virado ainda e esperou a gente chegar no aeroporto mesmo. Tudo certo, nos encontramos. Ele comprou o chi
  9. Sétimo dia (14/03/19) – Fim do deserto Chegou o último dia do passeio. Acordamos, tomamos café, preparado pelo Steve, muito bom como sempre e fomos desmontar a barraca. O Gabriel e o Steve desmontavam em 2 minutos, a gente levava uns 10 rsrs, mas desmontamos também. Guardamos tudo no caminhão, barracas, sacos de dormir, malas e fomos embora. Nesse dia o roteiro é só ir embora mesmo rsrs. A Wild Dogs garante café da manhã e almoço e os serviços acabam quando eles deixam a gente no hotel. Paramos pra almoçar na mesma árvore da ida, já dava pra imaginar que seria algo rápido então foi
  10. Sexto dia (13/03/19) – Duna 45 e Big Daddy Na noite anterior, enquanto estávamos jantando o guia Gabriel já ia explicando pra gente o que faríamos no dia seguinte, ele já começou assim: eu sei que vocês estão de férias, a gente não quer punir ninguém mas amanhã teremos que acordar as 5h da manhã. Acho que todo mundo reagiu bem, ninguém quis matar ele não. Aí ele começou a explicar: amanhã é um dia cheio, temos muitas atividades e pra ver o nascer do sol numa das dunas mais bonitas, a Duna 45 a gente precisa estar lá no máximo as 5h45, então quando der 5h todo mundo pode estar pronto pra sa
  11. Quinto dia (12/03/19) - Desert Grande dia, um dos né. Já na noite anterior combinamos o café da manhã e deixamos pago. Aliás isso é muito comum nos hotéis, eles não oferecem café da manhã geral, você pode pedir e pagar separado por esse serviço. Então pedimos ovos mexidos, bacon, aquele café da manhã esquisito que muitos países de colonização europeia adoram. Daí fomos esperar a empresa nos buscar. Não sabíamos que seria a Wild Dogs que faria o passeio e estávamos esperando um carro da Detour, mas depois, quando o carro chegou que fomos entender que a Detour é somente um intermediário, ent
  12. Quarto dia (11/03/19) - Savanna Dry Quando você quer fazer tudo numa viagem de 17 dias pode saber que boa parte do tempo vai ser em deslocamento. Hoje seria o primeiro da maratona de vôos e deslocamentos. Por outro lado, conhecer o deserto é mais um dos pontos altos da viagem. Estava sonhando e me imaginando naquela paisagem das fotos que eu tinha visto. Então lá fomos nós, nos despedimos do nosso quarto super chique e fomos para o aeroporto de Joanesburgo rumo a Windhoek, capital da Namíbia. Fomos de British Airways, eles serviram lanche num vôo de 2h, chupa Latam. Quando chegamos no aero
  13. Terceiro dia (10/03/19) - Chupa Glenalmond Mais um dia muito esperado da viagem, nesse dia tínhamos combinado de pegar o ônibus vermelho e ir ao Museu do Apartheid e no Soweto também. Compramos até um ingresso pela internet que dava direito ao passeio pelo Soweto com a City Sightseeing que é a empresa do ônibus vermelho que passa pelos principais pontos turísticos da cidade. Compramos o ingresso na noite anterior, assim que chegamos do safari e estávamos super ansiosos. Mais uma vez, íamos saindo pela portaria rumo ao nosso passeio quando a moça da recepção perguntou mais uma vez: checking
  14. Segundo dia (09/03/19) - Dia de safári Logo esse dia já era de cara um dos mais aguardados da viagem. Reservamos um safari, do Brasil mesmo, com um cara sensacional, o Pieter da empresa Big Six Tours Safari, pra reservar é só mandar um email ou um zap pra ele e tá tudo certo. Você só paga no final do passeio com cartão ou dinheiro. Ele foi super pontual e nos buscou no nosso hotel, o Glenalmond rsrs. Escolhemos fazer o safari no parque Pilanesberg, que é talvez o segundo mais famoso, o primeiro é o Kruger. Mas o Kruger é muito longe de Joanesburgo, cerca de 5h, não dá pra fazer bate-volta,
  15. Primeiro dia (07 e 08 /03/19) - uber price! Somos todos de Brasília, então marcamos de nos encontrar já no aeroporto mesmo. O vôo para São Paulo era às 10h da manhã mas agoniada que sou já estava rolando na cama desde as 3h. Cheguei no aeroporto umas 7h, depois todo mundo foi chegando, despachamos, depois embarcamos tudo certo. Em São Paulo teríamos uma escala de 6h até a hora do vôo para Joanesburgo. Conversamos muito, gastamos todo o 3G do nosso plano porque praticamente não iriamos usar mais no mês rsrs e finalmente embarcamos com destino a Joanesburgo. São 11h de vôo, 11h!!!! É
×
×
  • Criar Novo...