Ir para conteúdo

Conde Nestor

Membros
  • Total de itens

    4
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Conde Nestor postou

  1. Oi churrasquinho. Esou indo para Los Roques e Caracas. Pergunto a agência Ávila tem dois endereços no Morumbi em SP e em Caracas. Farei apenas a parte terrestre com eles. Então pergunto, o pagamento eu posso fazer em U$ quando chegar em Caracas ou devo pagar antes de sair do Brasil... A cotação da moeda Bolívar de U$1 para BsF$7,6 faço com a agência em que local.... Obrigado, Néstor.
  2. Ola a todos. Estive em Fortaleza por uma semana e pelo circuito das praias. A cidade surpeende. Ao contrário do que eu esperava ela é grande. A capital tem quase 3 milhões de hab. e 3.700mil na região metropolitana, e se apresenta com edificios modernos e altos em comparação com outras capitais. Mas esta divisão é feita por zonas, delineando claramente a divisão social que predomina no Brasil, que aqui se percebe mais. Mesmo assim, eu diria que ela compete com Salvador e Recife com seu skyline que é bastante denso. O aeroporto fica perto do centro, menos de 10 km, e não existe ônibus que vai para as praias. É umas das deficiência da cidade o tranporte, bastante singular e precário para o turismo. A alternativa é alugar um carro, ou ir de taxi. Eu fui de taxi para me familiarizar com as ruas e opino por negociar antes. Não sai por menos de R$25,00 reais. A circuito das praias de Fortal fica com as praias de Iracema, dos Meireles, praia e porto do Mucuripe e a praia do Futuro, está a única balneável e não indico para se hospedar poi fica-se isolado de tudo. Fiquei hospedado na praia de Iracema. Ela é uma zona gastronômica, boêmia e residencial, vizinhando com o centro histórico da cidade onde fica o Centro Cultural Dragão do Mar, a Catedral (muito bonita), e naturalmente os outros atrativos do Centro comercial da cidade. O teatro José de Alencar, o Museu do Ceará, o Mercado Central são imperdíveis. Em alguns momentos se confunde estar em Salvador. Mas conhecer Fortal é necessário carro, pois as atrações das praias é fora. Os cearense dividiram o estado em duas costas: a Costa Leste onde está a praia de Canoa QUebrada e a Costa Oeste onde está a praia de Jericoacoara. A costa Leste, é fácil de encontrar e bem sinalizado, apresentando diversas praias pedindo algumas paradas. Até Canoa quebrada é cerca de 160km, e a cidade é pequena, quase um vilarejo. Apresentava-se quase vazia, usufruida na maioria pelos habitantes locais e da capital. Nas esquinas existem diversos vendedores de programas turísticos como passeio nas dunas e passeios de barco. Achei as águas um pouco turva, e escura. A temperatura em relação a Fortal diminui, mas ficando sempre acima de 25º. Para a costa Oeste onde fica as prais mais bonitas, é necessário atenção. A sinalizao é precária, e deve-se encontrar a Br222 para Caucáia (cidade da região metropolitana), e a partir daí pega-se outra estrada. Mas não é como a rota Leste que se avista o mar. É necessário entrar por estradas vicinais para conhecelas,. Fui até a Barra do Rio Curu, um pequeno paraíso escondido, digno de revistas de viagem. Jericoacoara fica mais de 300 km de Fortal, e irei na próxima viagem. Assim é o Ceará, povo acolhedor, com uma grande capital e que vale a pena conhecer. Sugiro a todos a visita, e quem mora no Brasil deve conhecela. Qualquer dúvida, estou prontamente disposto a respondelas. Até a próxima, Conde NEstor.
  3. Boa noite Sra. Elitacruz, peço descupas pela demora. Bem respondendo a sua pergunta, creio que ficar 7 dias em Bogotá é muito e o passeio se tornará estressante. Sugiro 4 dias na cidade e 03 dias em Cartagena, na entrada do Caribe. É um porto onde os espanhóis na época da colonização utilizava como transporte de mercadorias. Já a conheço, e é uma cidade histórica. Parte dela é cercada por muros. Lá tb está uma das casas de Gabriel Garcia Marquez, o grande escritor Colombiano. A cidade não relação com a guerrilha e é segura. As melhores praias não estão na cidade e sim acessadas através de pequenos barcos, que se contrata no próprio porto. Porém pesquise. Existem pessoas de todos os tipos, e portanto bastante eclético. Ja em Bogotá sugiro o hotel Ibis que fica no Centro Internacional e é bastante acessível e com uma boa qualidade de hospedagem. Outro passeio que sugiro é conhecer a catedral de Sal, que fica nas cercanias de Bogotá. Pode se acessar de transmilenio, o ônibus-metrô de Bogotá. Informe-se qdo chegar no aeroporto no centro de informações turísticas que eles lhe darão todas as dicas. Em relação à ir só, sugiro que use roupas de cores escuras, sóbrias, porém com simplicidade, e não encontrará problemas. Evite adornos e enfeites, não chame a atenção e aconselho a se recolher após as 18h. E finalmente em relação à altura o maior problema é quem tem pressão alta, pelo riscos de hemorragias, edemas etc. Mas a altura de Bogotá é pouca para isto, causando um desconforto. Uma boa noite de descanso resolve o problema. Se tiver mais alguma dúvida é só me perguntar. Um abraço Conde Nestor.
  4. Ola à todos. Estou iniciando no tópico com muito prazer pela primeira vez. Estive em agosto em por uma semana em Bogotá e 03 dias em Medellin a negócios e gostaria de compartilhar com vocês. O vôo foi da Gol, e é utlizado um Boing da Varig 737-800. Parte de Guarulhos em Sao Paulo com a duração de 6h 30m. Em território Colombiano diminui-se 2h. No percurso sobrevoando a floresta amazônica por algumas horas sente-se a temperatura interna do avião subir, talvez pelo excesso das queimadas ou a respiração da floresta, mas o visual é lindo. É tudo verde. Na volta o vôo é noturno e é bastante comfortável e mais rápido. Bem o aeroporto El Dorado de Bogotá é antigo, com uma longa pista de 4km e funcional. A cidade está sob 2650m do nivel do mar e sente-se isso. Existe dois centros: o da Candelária que é onde está a Zona turística e o Centro Internacional onde é a Zona de Negócios, e ambos são vizinhos. Lembra em alguns momentos o centro de SP obviamente guardados as proporções. A Colombia está ainda sob a sombra das FARC e se hospedar nestas regiões existe tensão com a patrula de muitos policiais. A cidade é atrasada em muitos setores em relação ao Brasil e é diferente de tudo o que imaginei. A cidade é feia, mas interessante. É cosmopolita tem cerca de 8 milhões com a região metropolitana mas não é ainda uma grande cidade como SP, BS ou cidade do México. O povo ao contrário do que eu espera não é tão simpático, mas se solicitados obtem-se retorno. Creio que é uma tática pela sobrevivência. As ruas não tem nome e são chamadas de calles e as Avenidas de Carreras, numeradas. A cidade está em transformação e é uma cidade de negócios, mesclada com turismo.A região da Candelária tem a maioria dos atrativos que os turistas buscam e ao lado está o Centro Internacional que é para negócios. A vista do Monserrat com mais de 3.000 metros de altura é bonita com uma boa visão da cidade. A noite nestas regiões 20h já é madrugada, e tudo é fechado. Fora disso existem diversas zonas com a Zona Rosa, A Zona Gastronomica e outras, mas tudo muito longe dali. Existem mais de 90 shoppings centers na cidade, sem muitas variações em relação aos nossos. Achei a Colombia mais cara que o Brasil, e andar de taxi é mais barato que São Paulo. Porém atençao: fique atento aos taxistas pois os sequestros são comuns, melhor chamalos por rádio taxis dos hotéis. O Museu Nacional, O Museu do Ouro e o Museu das obras de Botero são passeios recomendáveis. A cultura cênica é limitada, com pouca oferta. Subir no terraço do edifício Colpátria, o mais alto do país, no 48 andar é obrigatório. Porém só funciona as sextas a noite e finais de semana. O Parque Bolivar é imenso com mais de 400hectares. Para fazer o câmbio sugiro fazer no Centro Internacional pois ao contrário de muitos países a cotação no Aeroporto de El dorado é mais alta. Bogotá requer 04 dias para se conhecer e retornaria a cidade com muito prazer. A seguir fui para Medellin com a empresa Colombiana Aires, similar a nossa Gol com 25 minutos de voo. A cidade fica 406 km da capital. A duração de ônibus leva entre 8 a 10 horas por ser sobre as montanhas. Medellin tem 3.600.000,00 na area metropolitana e seu tamanho é proporcional a Porto ALegre, no sul do Brasil. O aeroporto é moderno e tem vans que deixa no centro da cidade, pagando-se pouco. As atrações são divididas algumas no centro e outras nos bairros mas todas acessíveis de metro. Este é todo elevado, mas bastante eficiente. Tem trem de 2 em 2 minutos e limpos, com duas linhas. O povo de Medellin é mais simples e simpático. O clima muda bastante com temperaturas próximo a 30 graus. Acessa-se 2 mirantes por extensão do metro com um funicular, que serve de transporte para os moradores das favelas que são enormes. O detalhe que todos as cabines são blindadas para evitar ataques. A noite na região central onde fiquei hospedado, é caótico. Fica-se ilhado. É enorme a quantidade de pessoas usuárias de drogas, em estado deplorável, bem mais acentuado que o Brasil. É necessário atenção e muito cuidado. Existe muita prostituição e oferta de narcóticos é corriqueira. Aconselho a não transitar a pé por esta região à noite. Sugiro uma visita a uma casa de Salsa que é bem diferente do que conhecemos. Visitei a Feira das Flores bem como o desfile, lembrando um pouco o nosso carnaval. A culinária é rica em amido de milho e pratos bem diferentes. É uma cidade que se deve conhecer. Qualquer dúvida podem me escrever, um abraço a todos Conde Néstor.
×
×
  • Criar Novo...