Ir para conteúdo

GabrielLannes

Membros
  • Total de itens

    12
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre GabrielLannes

  • Data de Nascimento 25-11-1991

Bio

  • Ocupação
    Adestrador de cães/ Estudante
  1. Melhor jeito de se locomover é de carona; Normalmente o povo é muito mais gente fina do que nós pensamos(homem, mulher, viado ou não) o pessoal te ajuda, não tem galho. Só tive boas experiências pegando carona, posso deixar algumas dicas que acredito serem úteis; Não pegue carona a noite, é tão perigoso pra ti como para a pessoa que der carona ; SEMPRE quando alguem perguntar - "Olha não vou até essa cidade, mas posso te deixar no caminho" AVALIE BEM, as vezes na ânsea de sair do local tu não pensa muito e passa um perrengue, como aconteceu comigo.Peguei carona com um ônibus de banda que ia até uma cidade próxima, pelos meus calculos dava de boa pra chegar lá antes de anoitecer, só que não contava que o ônibus não passava dos 50km/h e começou uma chuva torrencial, resultado lá estava eu em um trevo super perigoso a noite e na chuva com uns dez "amigo" querendo me roubar , sorte que um santo conseguiu ver minha plaquinha e me deixou na porta da casa de um amigo. Não se preocupe em rachar o pedágio ou gasolina se tiveres pegando carona na estrada, pois se tu estás pedindo carona é por que não tens ou quer economizar grana. Enquanto pegar carona pela américa latina, no Uruguai o pessoal é super legal, e tem vários camioneiros Brasileiros que passam por essas estradas e acredito que na Argentina não seja diferente.
  2. Bah outra ideia ótima, o negócio é ir perguntando para os moradores de lá, normalmente pessoal do interior é bem hospitaleiro e não se incomodaria de acampar no quintal; Pretendo ir pelo dia 15 de julho e talvez ficar até o dia 19 ou 20.
  3. Karen, Obrigado pelas dicas, vi que tu és do Paraná e sabes mais de rodovias do RS do que eu que sou gaucho hehehhehe, mas enfim estou colhendo informações para aproveitar e conhecer bem o local; Minha única preocupação é enquanto as estradas e caronas, mas que acredito que fique tudo certo.Outra questão é, será que rola ficar acampado perto do templo budista em três coroas?(Os monges devem ser hospitaleiros hehehe). Não tenho horário programado para chegar nos locais por depender de carona; A ideia das pousadas é uma boa, vou me informar com o pessoal.Vou ligar para o pessoal de Cambará para me informar das trilhas e talvez lugar para acampar perto dos cânions.E os 20 km a pé fica na boa, pelo que todos relatam vou chegar mais rápido a pé do que de carro hahaha. Valeeu.
  4. Estou me organizando para fazer uma trip de carona de Santa Cruz do Sul - RS á Cambará do Sul no mês de julho, em um tempo disponível de cinco dias. Nesse espaço de tempo pretendo sair de Santa Cruz seguindo pela BR-287, consultando meus mapas fiquei meio confuso enquanto a que rota ultilizar ( seguir depois pela 290 ou continuar pela 287). Enfim, continuo por Venâncio Aires-Igrejinha-Três Coroas(onde quero muito conhecer o templo budista, e saber do pessoal se o mesmo é perto e posso ir a pé na boa? Ou teria que pegar alguma condução especial para isso?)-Itambezinho(Conhecer o Cânion, acampar , li em algum tópico que é proibido acampar junto aos cânions, alguma ideia de trilha fugindo do convencional das agências ?) -Cambará(Parque Aparados da Serra, mochila nas costas e aproveitar esse lugar lindo, posso chegar nos cânions a pé?), a ideia inicial seria essa; Alguns pontos a se considerar; # Estou acostumado a pegar carona para o lado OESTE do RS, por isso não conheço muito bem essas estradas, o fluxo de carro para esse lado seria mais de turistas( que a maioria está nessa estrada a primeira vez e fica com receio de dar carona), são cidades turísticas que não possuem um fluxo de caminhões e transportes, mas missão impossível? #Acampar, por esses locais é na boa ? # Ideias de rotas serão aceitas de coração rsrsrs, estou meio perdido nisso ainda.
  5. Meu amigo, simplesmente tive o mesmo transtorno com esse verdadeiro lixo que a empresa de "bota outdoor"( com seu Gore-tex , Impermeabilidade etc) , fui MUITO bem informado sobre a procedência ruim das Timberland e, como um bom cabeça dura comprei uma Chochorua, e em dois meses de uso URBANO as costuras laterais desfiaram, igual ao teu caso, só que eu tive e ainda estou tendo um grande problema com a empresa Pé na Trilha que está sendo tremendamente irresponsável em resolver esse problema; Realizei o pagamento no valor de 399,00 reais em uma Chochorua no dia 25/02, logo no inicio por desorganização da empresa demorou duas semanas para ela chegar, depois de dois meses surgiram os problemas nas costuras, entrei em contato e lhes enviei a bota com a segurança que receberia uma outra( pois ainda acreditava que o problema era a minha bota em questão) e o valor do frete seria ressarcido. Outra vez por desorganização, e mais de duas semanas foi me colocado que não teriam mais o modelo, cancelei a compra, mas o valor do frete não foi devolvido como prometido; O que me deixou chateado foi me decepcionar com a empresa Pé na Trilha que acreditava ter credibilidade e confiança, e a demora em me responder e me deixar sem opção, já estou acionando o Procon bem como o Reclame aqui , para ter uma solução adequada. E o pessoal que ainda quer insistir em comprar uma Timberland, é lixo não comprem, pior que diziam que era bota de passear no Shopping, mas nem pra isso serve.
  6. Pessoal gostaria de compartilhar com vocês o relato da nossa travessia por alguns morros de Candelária e Vale do Sol ( cidades do centro do RS), fizemos toda nossa travessia a bordo de um fusca 74 1500 ( já que não temos 4x4 para os morros o fusca fez um ótimo trabalho hehehe ), nosso objetivo principal era procurar morros para saltar de Parapente e conhecer melhor a região. Total percorrido : 150 km Gastos : 50 reais de gasolina, mais 3 almoços no valor de 40 reais. Primeiramente nos organizamos na casa de meu avô em Vale do Sol, levamos o Parapente, GPS, e mais itens para entrar vegetação a dentro, participaram eu, Vinicius( tio) e Martin(pai), acordamos em torno das 6h em uma segunda-feira de feriado, colocamos os equipos no fuscão e seguimos para a localidade de Rio-Pardense que se localiza na entrada da cidade de Vale do Sol, onde já tinhamos ido na propriedade de um senhor muito simpático que nos auxiliou a chegar nos morros e nos acompanhou para não nos perdermos no caminho. Depois de 1h de estrada de chão, com o GPS não marcando nada rsrsrs, achamos a propriedade, e subimos de carro até onde o fusca conseguiu, depois seguimos em torno de 45 min até o primeiro morro, onde tive a infelicidade de encontrar com uma coralzinha do lado do meu pé( era falsa mas me borrei pra caramba). , Depois de conhecer o morro ao lado, fomos em direção a candelária pela BR 287 aproveitamos para almoçar e abastecer, seguimos viajem em direção ao Rota Aventuras que fica localizado na entrada do municipio o site : http://www.rotaaventuras.com.br , mais 4 km de estrada de chão e chegamos, não tinhamos reservado nem uma atividade, fomos somente para conhecer e me impressionei com a estrutura maravilhosa, rústica porem bonita, pessoal gente finíssima e várias atividades como rafting, tirolesa entre outras, o Junior proprietário ainda nos indicou vários morros e trilhas por onde poderiamos encontrar lugares para voo. Fomos em direção a propriedade do Sr. Batista onde o Rota Aventuras faz algumas travessias e passeios, no caminho paramos em vários lugares para conhecer o local, Seguimos uns 30 km de estrada de chão , seguindo a linha do Rio Pardo, entramos na localidade de cortadinho , seguimos até a propriedade do sr.Batista , onde fomos MUITO bem recebidos, é uma pessoa extremamente simpática e humilde que vemos pouco hoje em dia, e que já nos mostrou onde ficavam os morros, depois de desviar de vacas e bois , e com meu tio que morre de medo de cães corria toda vez que avistava um rsrsrs, e quase atolar o fusca umas 4 vezes chegamos em um lugar mais plano é LINDO , pena que o tempo estava ruim, e as fotos ficaram meio embaçadas. Enquanto estavamos lá, o tempo fechou, e já eram 19 h, com aquela estrada de chão + chuva = fusca atolado rsrs, então nos despedimos do pessoal e da família do sr.Batista e voltamos a Vale do Sol no caminho aproveitamos para conhecer mais lugares e comer alguma coisa em um bar. Essa indiada foi ótima para ver que temos lugares maravilhosos muito perto de nós que nem conheciamos, e pessoas humildes e queridas por todos esses cantos do nosso Brasil. resultado final da indiada hahahah pneu furado, e advinhem o estepe também estava rsrs, tive que esperar até o outro dia de manhã para achar um borracheiro. Estou a disposição para qualquer pergunta, assim que conseguir mais fotos vou postando para o pessoal
  7. Gurizada gente boa, sou de Santa Cruz do Sul, e lendo o jornal local fiquei sabendo desse lugar que fica em Candelária que conta com várias atividades, como trekking, rafting, rapel, tirolesa e mais outras, o site http://www.rotaaventuras.com.br/ . Engraçado que as vezes vamos tão longe para fazer realizar algumas dessas atividades e elas estão ao nosso lado , mas estou pensando em organizar com uma galera para curtir as belezas dessa terra , serra do chapadão e botucaraí. Mas alguem já curtiu esse lugar?Se a gauchada ou de outros estados se interessarem em fechar um grupo ou conversar sobre o lugar o tópico é para isso .
  8. Trauco Essas marcas são comuns aqui no RS, mas basicamente as melhores lâminas que usamos e o pessoal respeita é Solingem, Besouro, Formiga entre outras boas ( o dificil é achar original, pois 99 % é falseta e tem uma ótima qualidade por sinal), essas artesanais que tu deve ter encontrado em POA são boas sim, mas da uma avaliada boa na lâmina antes de comprar.
  9. GabrielLannes

    Barracas MANASLU

    Brother, valeu mesmo pelo relato que tu enviaste. Estou estudando bastante antes de adquirir uma apropriada para os lugares que pretendo conheçer abração
  10. GabrielLannes

    Barracas MANASLU

    Danilo, estamos pensando entre 20 a 25 dias mas contando BsAs junto( onde vamos ficar em albergue), esse é o problema, por ela ser pequena e não servir em locais quentes que eu fico com um pé atrás para compra-lá, mas do outro lado quando precisar de uma mais" guasca" vou de comet, pois ela não condensa e guenta o tranco em locais de muito frio pelo que pude ler, mas vamos pensando hehehe. Valeu brother, abração.
  11. GabrielLannes

    Barracas MANASLU

    Pessoal, sou novo no forum, e simplismete é um lugar maravilhoso onde tirei muitas dúvidas e resolvi muitas questões, estão de parabéns todos. Mas enfim, vou a Patagônia em Dezembro/Janeiro, e acho que vou de Manaslu( Comet), o galho seria, é realmente necessária uma barraca "mais extrema" como essa, ou uma 3 estações seria melhor?Pois não sei se vou tão cedo a um lugar frio, tirando onde moro rsrsrs ... abração
×
×
  • Criar Novo...