Ir para conteúdo

Ernan

Membros
  • Total de itens

    63
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Ernan postou

  1. Terrinha show!!!! Ainda bem que tbm tens essas opiniões sobre Otavallo e Montañita....rs Abraço!
  2. Opa, João Vítor! Cara, não passei por nenhuma estrada na qual fosse necessário um carro 4x4. A única que fiz em veículo 4x4 foi dentro do Parque do Vulcão Cotopaxi, mas nesse caso você não terá opção, só te deixam subir com um guia, e os guias lá todos andam em 4x4. Até pro Vulcão Chimborazo você pode ir de carro pequeno até onde é permitido ir de carro, o restante é subida à pé mesmo. Na região Amazônica só fui nessa parte que mencionei no relato, as estradas eram boas também. Abraço!
  3. Quando fui a Colômbia comprei nessa opção múltiplos destinos e peguei GRU - BOG; San Andrés - GRU. Para ir de Cartagena a San Andrés, comprei um voo direto pela COPA, não foi barato, mas foi o melhor na minha situação de roteiro, me custou R$ 400 já com as taxas. Espero ter ajudado, valeu!!!
  4. Opa! Estive na Colômbia em 2014, fiz dois trechos via terrestre (van saindo do terminal), Pereira - Manizales e Manizales - Medellín. Quando pesquisei sobre fazer esse trecho Medellín - Cartagena de ônibus, optei por avião (R$200), já que o relevo da Colômbia é muito montanhoso e vc gastaria muitas horas nesse deslocamento. Espero ter ajudado! Abraço!
  5. Valeu, mermão! Tentei ser mais direto, às vezes leio relatos muito detalhados que cansam de ler. E desculpa aí a demora na resposta ao colega acima, cheguei hoje de 23 dias pela África, vou tentar montar o relato (África do Sul; Namíbia; Zimbábue; Zâmbia; e Botswana). Abraço!
  6. Que bom ter te ajudado! Cara, só peguei as informações do trem pelo site deles mesmo: http://trenecuador.com/es/expediciones/nariz-del-diablo/ Segundo um amigo meu, só era bom quando permitiam viajar em cima do teto do trem...kkkkkkkkkkk Qualquer dúvida, manda aí, Abraço!
  7. Ernan

    Namíbia

    Aê, pessoal, blz?! Se alguém puder me ajudar....seguinte, chegarei em Windhoek dia 17/5 e ficarei até o dia 22, não consegui companhia pra fazer esse trecho da minha viagem pelo Sul da África. Minha intenção nesses dias é conhecer um pouco da capital (meio dia) a região de Sossusvlei e de Swakopmund (5 dias cheios). A grande dúvida é como fazer isso?! Alugo um carro e vou sozinho? Pago aqueles tours caríssimos?! Tento arranjar companhia pra alugar um carro e fazer esse roteiro?! Enfim, seria muito arriscado fazer esses trajetos sozinho em carro alugado? Principalmente para Sesriem e Sossusvlei. Logicamente, pagando um 4x4 em Sossusvlei à partir do portão de entrada.
  8. Olá!!! Que bom q está ajudando. Sobre o frio em Quito, só senti um frio, frio mesmo pra valer, lá no TelefériQo, muuutio frio...hehehe. No mais, é um frio agradável (pra mim), mas casaco ajuda, é bom levar sim. Espero ter ajudado.
  9. Ficou muito massa teu relato, divertida e prazerosa leitura!!! Dúvidas, o carro em Cape Town, alugou lá na hora? Lembra a agência? Qual cia área vc voou de Livingstone para Joanesburgo? Abraço!
  10. Show seu relato, Schumacher!!! Vou agora em maio pra África do Sul, e pretendo visitar outros países tbm. Vc lembra o nome da agência que vc contratou o CHOBE DAY TRIP por USD 120? Outra dúvida, estando pela Zâmbia e Zimbábue, eles ofereciam tour pelo Delta do Okavango em Botsuana? Abraço!
  11. Olá, Jenifer! Li seu ótimo relato, mas tenho uma dúvida, vc alugou os carros lá na hora mesmo ou já tinha deixado reservado antes de viajar pra conseguir esses valores? Irei em maio, sozinho, aí estou montando o roteiro e analisando o custo/benefício de alugar um carro em Cape e em Joanes pra ir ao Kruger. Abraço!
  12. Muito bom seu relato, Paulera!!! Já utilizei suas dicas em outras viagens (Colômbia, México, América Central), agora chegou a hora do Sul da África. Li o relato e todas dúvidas q vc esclareceu pra galera, mas fiquei com uma dúvida, como vc fez pra chegar até Katima Mulilo? Foi saindo do Zimbábue, da Zâmbia, q transporte utilizou? Porque estou pensando em chegar lá e pegar um voo pra Windhoek. Vou sozinho em maio/17, aí quero otimizar o tempo de deslocamento, analisando o custo/benefício. Vou ao Kruger, agora estou na dúvida se faço o Chobe ou o Delta do Okavango em Botsuana, o Chobe achei de fácil acesso, mesmo saindo de VFA, não sei se saindo de Maun pro Delta é assim tranquilo... Abraço!
  13. Muito bom, Louise!!!! Praticamente um tutorial da Namíbia...hehehe Anotei todas as dicas, estou indo agora em maio para África do Sul, como terei alguns dias, quero conhecer a Namíbia! Como vc disse no início, as informações sobre esse país são escassas, principalmente essa parte de locomoção, vou sozinho, aí estou na dúvida se alugo um carro ou pago caro nesses tours, posso também tentar a sorte de achar alguém para dividir os custos do aluguel. Minha intenção é fazer seu roteiro, sem o Etosha e arredores, já que planejo fazer safári no Kruger e em Botsuana (Chobe). Penso em deixar 5 ou 6 dias pra Namíbia, tá bom? Vcs se hospedaram em Windhoek no primeiro dia? Viu possibilidade de "recrutar" mais alguém pra ir no carro com vcs, rachando o valor? E muito obg por compartilhar sua experiência aqui conosco, abraço!
  14. Olá!!! Que bom que gostou do relato, foi meu primeiro relato. Achei que dessa vez eu conseguiria fazer sempre os relatos, mas....já fiz um mochilão esse ano pela América Central e nada de relato Bem, como eu ainda iria dormir mais uma noite em Quito depois de dormir em Latacaunga, deixei a mochila maior no depósito do Hostel em Quito e fui pra Latacunga com uma mochila pequena, pois seria só uma noite. Mas da forma que vc quer fazer também dá certo. Quando vc chegar próximo a entrada do Parque Nacional Cotopaxi, vc verá os guias, andam todos em caminhonetas, tipo L200, Hilux, então você poderá fazer o tour e deixar a bagagem dentro do carro ou em cima, ou vc pode deixar no escritório do Parque Nacional, na entrada ofical do Parque, creio que não tenha problema em deixar com eles. Fiz isso no Chimborazo, cheguei com toda a bagagem, pois de lá eu iria pra Cuenca, aí os funcionários do Parque Nacional guardaram minha bagagem sem custo extra. Será uma ótima viagem essa que estais planejando, muito bom o Equador, tranquilo, sem perigo de Quito a Cuenca, desceu pra Guayaquil, já fica perigoso. Boa sorte, abraço!
  15. Opa, blz?! Não vi pessoas acampando nesses locais, mas creio que no Quilotoa vc consiga, na Casa de árbol não vi espaço para isso. Baños foi a cidade onde comi e bebi mais barato nesse meu roteiro, com 3 ou 4 dólares vc faz uma refeição satisfatória. Não me pediram a carteira internacional de vacinação, mas eu fiz antes da viagem, vai que pedem, né?! Abraço! :'>
  16. Já fiz algumas viagens utilizando muitas dicas aqui deste glorioso mochileiros.com, e sempre fico me dizendo que farei o relato da viagem logo quando chegar, aí o nosso dia a dia acaba não deixando fazer isso logo, mas.....desta vez envidei esforços para ir fazendo o diário de bordo durante a viagem mesmo, agora sim consegui fazer o relato. Sem mais delongas, conto-lhes como foi essa viagem espetacular de 17 dias pelo EQUADOR, destino pouco visitado pelos brasileiros, mas de muitas belezas naturais para conhecermos. Tentei não deixar o relato muito cansativo de ler, enxuto, vamos lá! Obs: Moeda oficial do Equador é o dólar americano (USD). DIA 1 Voo Natal (NAT) – São Paulo (GRU) Voo São Paulo (GRU) – Lima (LIM) DIA 2 Voo Lima (LIM) – Quito (UIO) Chegada em Quito às 3h da madrugada. Chegando nesse horário, me submeti a pegar um táxi (USD 25) em direção ao bairro que escolhi para me hospedar, El Mariscal, foram 45min até chegar, isso sem trânsito, de madrugada, ou seja, realmente é longe!!! Hospedagem em Quito: El Arupo B&B (via Booking; muito bom!) Dia: CENTRO HISTÓRICO + EL PANECILLO Caminhada até o Centro Histórico, lugares visitados: Basílica de Quito (del Voto Nacional); Palácio do Governo (visita guiada gratuita, reserve seu horário e vá visitar os outros pontos turísticos); Igreja San Francisco; Plaza Grande; Igreja da Companhia de Jesus (não entrei; USD 5); Museu da Cidade de Quito (não entrei; USD 5). Muito bonita essa região da Plaza Grande, muito movimentada e com muitos lugares para almoçar, vc consegue almoçar bem com USD 4. EL PANECILLO + VIRGEM DE QUITO (táxi saindo do centro USD 2,70 + subida na virgem USD 1), por essa área tem muitas opções para comer também. Depois da visita, volta para o centro de ônibus (USD 0,25) e caminhei de volta ao bairro El Mariscal. Noite: Plaza Foch (caminhada de menos de 5min do hostel) DIA 3 Dia: MITAD DEL MUNDO + VULCÃO PULULAHUA + TELEFÉRIQO Mitad del Mundo Como chegar desde El Mariscal: ônibus saindo da Av. das Américas para a estação La Ofélia, depois outro ônibus de La Ofélia para Mitad del Mundo (USD 0,25). Monumento Mitad del Mundo (ingresso simples USD 3,50) Museu Inti-Nãn (a verdadeira latitude zero, com muita interação, visita obrigatória), fica a uma pequena caminhada após sair do Monumento Mitad del Mundo, ingresso USD 4. Consegui colocar o ovo em pé em cima da cabeça de um prego, tenta lá kkkkkkkk Vulcão Pululahua (entrada gratuita) Saindo do Museu Inti-Ñan pegar táxi para o vulcão USD 8, o taxista espera a visita e retorna ao Monumento Mitad del Mundo (outra opção é pegar um ônibus e depois pegar uma subida boooa caminhando). Cratera com uns 4km de diâmetro, tem um povoado que mora dentro. Telefériqo Existe um ônibus que sai do Mitad del Mundo e te deixa aos pés do Telefériqo (é longe), depois vc pega um táxi para subir USD 1,50. Entrada do Telefériqo USD 8,50 (não subi o Vulcão Pichincha). Volta para o bairro El Mariscal, van saindo do Telefériqo USD 2,50. Noite: Plaza Foch (caminhada de menos de 5min do hostel) DIA 4 Dia: VULCÃO COTOPAXI Como chegar por conta própria: Saindo de El Mariscal, pegar ônibus até o terminal QUITUMBE (USD 0,25, faz uma cambiação); chegando no Terminal, ônibus intermunicipal Quito – Latacunga (USD 1,80) e pedir ao motorista para parar em frente ao Parque Nacional Cotopaxi. Em frente à entrada do Parque Nacional existem caminhonetas com guias credenciados oferecendo o tour ao Vulcão, que quando eu fui só podia subir até o 1º refúgio, eles começam pedindo USD 25 p/pessoas, éramos 3 pessoas, negociando ficou por USD 18 p/p (não precisa pagar entrada do Parque). Subida um pouco cansativa devido a altitude, mas foi tranquila. Volta, saindo do Parque Nacional, pegar ônibus para Latacunga na rodovia (USD 0,75); Táxi do Terminal para o hostel em Latacunga (USD 1,25). Noite: Centro de Latacunga Hospedagem em Latacunga: Hostal Tiana (USD 16, quarto privado; razoável) DIA 5 Dia: QUILOTOA Táxi do Hostel ao Terminal de Latacunga USD 1,25 Ônibus Terminal de Latacunga para Quilotoa USD 2,50 (sai de hora em hora) Ingresso do Quilotoa USD 2, a descida até o lago é tranquila, mas a subida..........é de matar! Kkkkkkkkk Junte esses 3 ingredientes: subida íngreme + altitude + areia fofa, perdi uns 2kg nessa subida hehehe (outra opção: alugar um jumento pra subir USD 10). Volta para Quito, ônibus de Quilotoa para o Terminal de Latacunga (USD 2,50), pede para o motorista de deixar na rodovia pra vc pegar um ônibus para Quito (USD 2), vc ganha tempo. Chegando em Quito, ônibus Terminal Quitumbe para o bairro El Mariscal (USD 0,25). A noite seria em Latacunga, mas a Avianca alterou o voo para o dia seguinte às 6:50 am, ou seja, teria que dormir em Quito. Noite: Só descanso!!! DIA 6 Dia: GALÁPAGOS (Puerto Ayora, Ilha de Santa Cruz) Táxi do Hostel ao Aeroporto de Quito às 4h da madrugada (USD 25), trajeto 45min; No aeroporto de Quito vc paga uma taxa de USD 20 e ao chegar em Galápagos USD 50; Voo de Quito para Baltra (Galápagos) 6:50/9:20 (com conexão em Guayaquil): Chegando na Ilha de Baltra, após os cachorros “examinarem” as malas, você pode retirá-las e sair do aeroporto. Ida de Baltra ao Hostel: Você sai do aeroporto de ônibus (gratuito das cias aéreas) para o Canal de Itabaca, onde pegará um táxi aquático para a Ilha Santa Cruz (USD 1). Daí para chegar em Puerto Ayora, vc pega um ônibus até o centro (USD 2), da parada final do ônibus até o hostel, uma caminhada de aprox. 7 minutos. Almoço: El Descanso del Guia Na parte da tarde, caminhada visitando a Estação Científica Charles Darwin (Criação de tartarugas gigantes, entrada gratuita) + Playa de la Estación (iguanas e caranguejos); Mercado de Peixe (muito legal ver os leões marinhos tentando pegar os peixes da peixaria). Noite: Centro de Puerto Ayora Hospedagem em Puerto Ayora: Hospedaje Germania (via Booking; muito bom!) DIA 7 Dia: GALÁPAGOS (Puerto Villamil, Ilha Isabela) De Puerto Ayora para Puerto Villamil: Pegar Lancha entre as ilhas (tem 2 saídas diárias), custa USD 30 a ida, negociando você consegue ida e volta por USD 50. Outros gastos que terá: Táxi aquático até a lancha na saída USD 0,50; na chegada USD 1; Taxa para permanência na Ilha Isabela USD 5 Lugares visitados na Ilha Isabela: Laguna Concha y Perla; Píer; Praias de Isabela; Centro de Reprodução de Tartarugas gigantes; Laguna de Los Flamingos (tudo caminhando e custo zero). Noite: Mercado Público, achei empanadas por USD 1 Hospedagem em Puerto Villamil: Hostal Cerro Azul (Via Booking; bom) DIA 8 Dia: GALÁPAGOS (Puerto Ayora, Ilha de Santa Cruz) Volta para Ilha Santa Cruz: Mesmo procedimento de ir para Ilha Isabela, pegar lancha para Ilha Santa Cruz (USD 25) + Táxi Aquático USD 0,50 na chegada. Chegando ao píer em Puerto Ayora, aproveitar táxi aquático para ir a Las Grietas USD 0,80, lugares visitados: Las Grietas (bacana!) + Praia dos alemães; volta ao píer de Puerto Ayora: táxi aquático USD 0,80. Ida às praias de Tortuga Bay (Playa Mansa e Playa Brava), caminhada de 40min por caminho bem demarcado. Almoço nos Kioscos (rua com diversos “restaurantes” com bons preços de almoço e jantar, inclusive lagosta) Tour para Los Gemelos (duas crateras gêmeas) + Túneis de lava + Rancho Primícias + Rancho El Chato (ambas são propriedades privadas q tem criações de tartarugas gigantes, experiência muito legal, um real contato com as tartarugas)....USD 20 (fechei com o dono do Hostel Germania). Noite: Centro de Puerto Ayora DIA 9 Dia: GALÁPAGOS (Puerto Baquerizo Moreno, Ilha de San Cristóbal) Ida para Ilha San Cristóbal: Táxi aquático até a lancha USD 0,50 + Lancha entre as ilhas USD 25. Chegando em Puerto Baquerizo Moreno, lugares visitados: Playa Mann; Centro de Interpretação (tartarugas gigantes); Estátua de Darwin; Cerro Tijeretas; Playa Punta Carola (tudo caminhando e custo zero). Almoço no Mockinbird (Muito bom e “barato” USD 5! Fica no centro Esquina das calles Ignácio Hernandez com Española) Tarde na Lobería, experiência única no meio dos leões marinhos, tem muitos! (táxi na ida USD 3; volta caminhando) Noite: Caminhada pelo Malecón; jantar na Pizzaria Calipso Hospedagem: Hostal Tongo Reef (via Booking; muito bom!) DIA 10 Dia: GALÁPAGOS (Puerto Baquerizo Moreno, Ilha de San Cristóbal) Tour fechado com um “taxista” (que lá andam em Hilux) USD 25 p/pessoa: Casa da árvore El Ceibo (não entrei, não vi graça) + Galapagueras (criação de tartaruga) + Laguna El Junco + Playa de Puerto Chino (outra forma mais barata de chegar, aos domingos tem ônibus pra lá). Almoço no Mockinbird Volta para Puerto Ayora às 15h; chegada às 17h (Lancha USD 25) Noite: Passeio pela Av. Charles Darwin; Mercado de Artesanato. DIA 11 Dia: DE GALÁPAGOS A BAÑOS Saída do Hostel em Puerto Ayora para o aeroporto de Baltra às 6:30 (táxi USD 2); chegada ao Terminal Terrestre às 6:50; ônibus para o píer saiu às 7:10 (USD 2); chegada ao píer às 7:50 pra pegar o táxi aquático para chegar na Ilha de Baltra (USD 1); após a travessia, pega ônibus da cia. Aérea para chegar ao aeroporto (gratuito, da mesma forma da chegada). Voo Baltra - Quito com conexão em Guayaquil. Chegada em Quito às 14:50; pegar ônibus que passa na porta do aeroporto para o Terminal Quitumbe (USD 2); Chegando ao Terminal, pegar ônibus para Baños (USD 4,45), são 3h30min de viagem. Noite: Pizzaria Leoni em Baños Hospedagem em Baños: Hostal Las Rocas (via Booking; muito bom, em frente ao terminal; melhor atendimento que recebi nessa viagem). DIA 12 Fechei um pacote com o Hostel por USD 36, incluindo o Canopy, a Chiva para fazer o tour Ruta de las Cascadas e o tour que eles chamam de Selva pelas cidades de Pastaza e Puyo. Dia: CANOPY + RUTA DE LAS CASCADAS + CASA DEL ÁRBOL Logo cedo, ida com o pessoal do Hostel pra fazer o Canopy, nossa tirolesa (melhor estilo é o morcego); depois pegar a Chiva pra fazer a Ruta de Las Cascadas (eles pararam no mesmo Canopy q eu tinha feito mais cedo, ao fazer novamente ficou por 50% do valor normal). Almoço do restaurante venezuelano que fica em frente a Pizzaria Leoni Às 16h, pegar ônibus em direção à Casa del Árbol (USD 1), basta perguntar no Hostel de onde esse ônibus sai, bom chegar com antecedência do horário de saída (16h), costuma ficar cheio. Entrada da Casa del Árbol + Columpio del Fin del mundo (balanço) (USD 1); Columpio Extreme USD 1 (gostei desse tbm, apesar de não ser o original). Às 18h retorno no mesmo ônibus para o centro de Baños. Noite: Caminhada no centro; Praça Principal; Igreja da cidade. DIA 13 Dia: SELVA Passeio pela Selva Equatoriana, trata-se de uma pequena entrada na região amazônica do Equador, pelas cidades de Pastaza e Puyo. Passeio que dura o dia todo com almoço incluso, oferece as seguintes atividades: Parada para ver o Rio Pastaza (onde se pratica canoagem e rafting); Zoológico em Puyo; Passeio de canoa pelo Rio Puyo; Caminhada na selva para curtir uma linda cachoeira e se balançar na árvore ao estilo Tarzan...hehehe (não tenha medo, faça!); Visita aos índios Kichwa, participando de rituais e visitando sua tenda de artesanatos. Noite: Pizzaria Garfield (melhor preço do Equador, fica na rua das Boates). DIA 14 Dia: VULCÃO CHIMBORAZO Ônibus de Baños para Riobamba (USD 2); do Terminal de Riobamba, ônibus da Flota Boílvar pedindo ao motorista pra descer no Parque Nacional Chimborazo (USD 2,50). Entrada gratuita no Parque Nacional. A subida ao primeiro refúgio, vc pode fazer de 3 maneiras, caminhando cerca de 2h na altitude (a mais barata!); conseguir uma carona; ou pagar pra te levarem lá de caminhoneta. Com a negativa de algumas oportunidades de carona, pagar foi a solução (USD 10), e digo-lhes que valeu muito depois que vi todo o trajeto, muito sacrificante. Do 1º refúgio para o 2º (5.041m de altitude), caminhada de 40min. Quanto mais cedo vc chegar no Parque, melhor visão do vulcão vc terá, mais chance de conseguir carona tbm. Para descer até a entrada do Parque, carona encontrada...uhuuu!!!!! Ônibus de volta do Chimborazo para o Terminal de Riobamba (USD 2), passa de hora em hora. Ônibus de Riobamba para Cuenca (USD 8, 6h de viagem) Táxi do Terminal de Cuenca para o Hostel no Centro USD 1,30. Hospedagem em Cuenca: Hostal Latina (via Booking; não gostei, mas possui uma ótima localização). DIA 15 Dia: CUENCA Passeio pelo Centro de Cuenca (Catedral e arredores); Tur Bus (USD 8, norte e sul), não costumo pegar esses ônibus, mas diante o pouco tempo disponível, foi uma boa opção, até porque em Cuenca, um único ticket te dá direito a fazer 2 tours (lado norte e o lado sul da cidade), exemplo, uma antes e outro depois do almoço. Esse ônibus passa por todos os principais pontos turísticos dessa linda cidade, mas só faz parada em dois deles (cerca de 20min): - Museu Sombrero Homero Ortega: onde vc vê todo o processo de fabricação do famoso Chapéu do Panamá, que é equatoriano! A guia explica a história desse chapéu e vc ainda aproveita para comprar um exemplar, o clássico custava USD 31, quando estive lá; - Mirante de Turi: parte mais alta da cidade, onde vc tem uma bela vista de Cuenca. Táxi do Hostel para o Terminal de Cuenca USD 1,50 Ônibus de Cuenca para Guayaquil (USD 8, 4h de viagem); chegada ao terminal de Guayaquil, táxi para o hostel USD 5 (acho que foi o único momento da viagem que fui explorado, esse trecho era pra ter sido USD 3). Noite: Setor de bares/restaurantes do Bairro Las Peñas; Bar Casa Pilsener (ambiente bem aconchegante) até às 2h da madrugada. Táxi de volta ao hostel USD 4 (Guayaquil é diferente do resto do Equador, sempre peça aos estabelecimentos conseguirem um táxi pra vc ou peça a um policial, nessa cidade há histórico de sequestro realizado por falsos taxistas, NUNCA pegue qualquer um que vai passando na rua! Todos os pontos turísticos da cidade são bem policiados). Hospedagem em Guayaquil: Hostal San Francisco (via Booking; bom, mas com localização ruim). DIA 16 Dia: GUAYAQUIL Táxi para a Plaza Bolívar (ou Plaza de las Iguanas) USD 3; Caminhada pela Plaza Bolívar vendo Iguanas e tartarugas; a Catedral da cidade fica em frente. Ida caminhando ao Malecón 2000 às margens do Rio Guayas, percorrê-lo do início ao fim com paradas em locais estratégicos; Ao final do Malecón, subir as escadarias do Cerro Santa Ana no bairro Las Peñas. Lá em cima vc terá uma bela vista de Guayaquil, um farol, e durante a subida tem alguns bares, lanchonetes e lojinhas de artesanato. O local é bem seguro, muitos policiais fazem a segurança do lugar durante toda a subida dos 444 degraus da escadaria. Volta para o hostel, táxi USD 4 Noite: Mall San Marino (maior shopping da cidade) Táxi ida USD 3; volta USD 3 DIA 17 Táxi do Hostel para o aeroporto de Guayaquil às 6:30 (USD 4; cerca de 10min). Voo Guayaquil – Lima (8:45/10:40) Voo Lima – São Paulo (12:20/19:30) Voo São Paulo – Natal (22:45/2:00) CONSIDERAÇÕES FINAIS: - O Equador é um país fantástico e de várias facetas: Praias, Cordilheira, Vulcões, Selva, Rios, Cidades históricas; Rica gastronomia; e de um povo muito receptivo, prestativo e simpático, recomendo!!!; - Sim, faço viagens estilo maratona....correria (gosto assim!), cada um tem seu ritmo; - O que eu queria ter feito ou conhecido e não deu tempo? Ter ido a Otavalo (ao norte de Quito) e ter feito o passeio de trem Nariz del Diablo (sai de Alausí). Mas sempre temos que sacrificar algumas coisas para aproveitar outras, então minha decisão foi essa; - Muita gente fala em Montañita, não fui e nem me interessou em conhecer, pelo que pesquisei do local; - Perdi 4,5 kg nessa viagem!!!! Coloco muito esse mérito para a subida do Lago Quilotoa kkkkkkkkk - Na Ilha Isabela daria pra ter feito um tour chamado Tijeretas, teria dado tempo, mas como todo tour em Galápagos, achei caro! - Minha ida a Galápagos foi por Quito e não por Guayaquil, que tem voo direto, única e exclusivamente porque peguei uma promoção q era voo direto QUITO – BALTRA, ida e volta por R$ 908 (já com taxas) em 10x pela Avianca; - Qual destino eu considero dispensável nesse roteiro? Guayaquil!!! Se eu soubesse, poderia ter feito o Nariz Del Diablo ao invés de Guayaquil. Fiquem à vontade para perguntar, será um prazer ajudá-los! FIM!!!!!
  17. E aê, galera! Alguém sabe dizer se a visita ao Vulcão Cotopaxi está indo somente até refúgio ou se pode tentar subir até o cume? Irei ao Equador mês que vem, e estou com essa dúvida para definir melhor meu roteiro. Valeu!
  18. Ernan

    Galápagos

    Peguei uma promoção pela Avianca, dia 21/06. Comprei Quito - Baltra (ida e volta em setembro/16) por R$ 907,40 (já com as taxas), ainda dividi em 10x s/juros...hehehe. Não vi no site nada sobre valor para residente ou para turista. Apenas pesquisei no Decolar.com, vi essa tarifa, aí entrei no site Avianca.com e comprei.
  19. Muito bom seu relato!!!!! Me identifiquei com o início do seu post, quando já vinha namorando esse lugar há 3 anos, estou mais ou menos nesse tempo tb paquerando a América Central, tenho vontade de começar um mochilão no Panamá e terminar na Guatemala ou em Belize. Como vc disse, os preços sempre estão caros, aí acabo sempre pegando uma promoção para outro destino e adiando esse mochilão pela América Central. Qual o próximo destino? Abraço!
  20. Olá, bom dia!!! Para ver as distâncias entre as cidades, só jogar no google. O relevo da Colômbia não ajuda muito no quesito se locomover de ônibus, o ideal é mais avião mesmo. Pelos seus planos, você estava até seguindo um bom roteiro, até colocar Cali na jogada, Cali fica ao sul de Bogotá, teria que começar por ele, depois q sair de Bogotá. Eu faria da seguinte forma, compraria Rio - Bogotá (ida) e San Andrés - Rio (volta) pela Tam ou Avianca e todos os outros trechos vc compraria separado. Vc iria de avião nos seguintes trechos Bogotá - Medellín (pela Avianca ou Lan); Medellín - Santa Marta (pela Avianca ou Lan); Cartagena - San Andrés (pela COPA). E de ônibus você faria os trechos Santa Marta - Barranquilla; Barranquilla - Cartagena (nesse trecho fica o vulcão totumo pra vc tomar banho nele e rejuvenescer ). Caso não queira colocar Santa Marta e Barranquilla, você compra o voo direto de Medellín para Cartagena. Não sei quantos dias vc tem para essa viagem, mas Villa de Leyva (cidade colonial), San Gil (para esportes radicais) e a zona cafeeira (Armênia, Pereira e Manizales) são bem legais de conhecer tb. :'> Abraço!
  21. Bom dia, pessoal! Alguém sabe dizer onde encontro músicas latinas (Reggaeton, Bachata, Salsa, Cumbia) em Cancún e Playa? Porque já fui alguns anos atrás e me lembro de só ter frequentado bares e boates ao som de músicas americanas/inglesas. Estou indo em Maio/15. Abraço!
  22. Ernan

    Huaraz

    Outro imperdível é o Glaciar Pastoruri. Como eu vinha de Cusco, não aclimatei, passei 3 dias, e em cada dia fiz um passeio, Pastoruri, Chavín e Laguna 69 (a melhor pedida!!!). Abraço!
  23. Ernan

    Huaraz

    Olá, MiYa!!! Comprei minha ida pela Cruz del Sur, o recepcionista do B&B q eu estava hospedado em Lima ligou para o teleticket dessa empresa, e foram deixar lá a passagem, sem custo adicional. Mas também vende em um shopping em Miraflores (desculpe, não lembro do nome agora), mas se vc perguntar por lá, o pessoal ensina. Eu desci na Plaza Norte, na volta de Huaraz, mas não fui direto ao aeroporto, voltei para o B&B onde eu tinha deixado minha bagagem maior guardada, mas é tranquilo pegar táxi por lá, tem muitos na saída do terminal. Não teve atrasos nos meus percursos (ida e volta), chegou no horário previsto, foi "voo" direto, sem escalas...hehehe, lembrando que não peguei de dia, peguei saindo às 22h e chegando às 6h, em ambos, só sei q dormi o percurso todo. Lembre que é uma subida, já que Lima está ao nível do mar e Huaraz está a mais de 3.000m de altitude, então crianças podem ter problema no ouvido (como ocorreu com uma criança que estava no mesmo ônibus q eu), e qdo vai chegando em Huaraz, faz um friozinho agradável! Abraço!
  24. Gui, Não tem impedimento em comprar dessa forma, a diferença é que vc pagará o IOF do cartão de crédito de 6,38% e ficará sujeito ao câmbio da data do fechamento do seu cartão, lembrando que serão 2 trocas, de Pesos para dólar e de dólar para real. Você nem precisa comprar pelo Despegar, entra no site colombiano da companhia e compra lá. Abraço!
×
×
  • Criar Novo...