Ir para conteúdo

simonebfernandes2010

Membros
  • Total de itens

    12
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que simonebfernandes2010 postou

  1. Márcio. O William tem razão. Neste período alguns lugares são perigosos. Exemplo a cachoeira Macaquinhos... por causa das trombas de água. Mesmo assim, deve ser bacana passar o ano novo por lá, mas vá sabendo que pode não aproveitar muito as cachoeiras por causa da chuva...
  2. Psoares... minha internet ta ruim agora, mas vou subir mais fotos sim... tem coisa no blog também: http://www.siontheroad.blogspot.com/
  3. Oi, Vilson Foi mal a demora... é sim, exatamente. Por San Ignacio é mais perto e mais barato ir para o lado paraguaio. Você cruza o rio de balsa e visita Trinidad e Jesus. Quando for a San Ignacio, vá à Oficina de Informação Turística (em frente à igreja) e eles agendam o passeio pra você. Boa viagem
  4. Pessoal, alguém já ficou no Hostel Catavento, em Alto Paraíso? O que acharam? Valeu!
  5. Missões Jesuíticas no Carnaval, com direiro a uma esticadinha em Foz. Trajeto total: Porto Alegre - Santo Ângelo - São Miguel das Missões - Posadas (Arg) - San Ignacio Mini (Arg) - Trinidad (Paraguai) - San Ignacio Mini (Arg) - Puerto Iguazu (Arg) - Foz do Iguaçu (BR) Uma viagem que permite conhecer mais sobre história do Brasil e América Latina e aproveitar o descanso de cidades pequenas e acolhedoras. Dia 1 - Sexta antes do carnaval Pegamos vôo SP-Porto Alegre e embarcamos num ônibus da Viação Ouro e Prata sentido Santo Ângelo. Dormimos esta noite no ônibus. http://www.viacaoouroeprata.com.br Valor: 137 reais, ônibus leito e cerca de 6 horas de viagem. Dia 2 - Sábado - Santo Ângelo e São Miguel Santo Ângelo A rodoviária tem locker e é possível ir à pé para o centro da cidade. Porém não confie no Google Maps caso você queira ir ao Museu Coluna Prestes e Museu Ferroviário - ele nos mandou para o lado errado rsrs Recomendo conhecer estes museus, que ficam no mesmo local, e embora bastante simples são interessantes por: - ser o lugar de onde partiu a Coluna Prestes - seu Jovenil, ex-telegrafista da estação ferroviária, que cuida do museu, conta histórias, e recebe os turistas com muito carinho. Entrada gratuita. Também recomendo conhecer a catedral de Santo Ângelo, que fica localizada sobre uma antiga missão jesuítica e é uma réplica desta segundo me disseram. Há apenas 4 horários de ônibus para São Miguel... eu infelizmente não anotei, mas na rodoviárias nos informamos e compramos passagem para Posadas também, para dias depois. 1H de viagem, aprox 8 reais. São Miguel Nos hospedamos na Pousada Temática, que é filiada ao HI. A diária saiu em torno de 50 reais por noite, em quarto para 3 pessoas. http://www.pousadatematica.com.br Tem piscina e é bem bonito o local. Principal opção na cidade... não tem muita coisa por lá. Restaurantes na rua Borges do Canto, recomendo o Kaipper Ely... comida simples e bem gostosa. O restaurante do hostel não é muito legal, além de demorado. Dia 3 - Domingo - São Miguel Conhecer as ruínas e ver o show de Luzes à noite - 5 reais a entrada de cada um. É bem legal conhecer as ruínas de dia...já o show de Luz (à noite) é bem mais ou menos, mas por um preço baixinho né? A cidade é uma delícia, tranquila e dá pra ver o céu estrelado. Há outros passeios como ir à Vinícula Fin, e conhecer uma tribo guarani, mas não nos interessou muito. Além do mais, o táxi sai caro e como a cidade não tem muitas opções de ônibus, o acesso não é muito fácil. Delícia de cidade tranqüila... Dia 4 - Segunda - viagem a Posadas, San Ignacio Mini e show de Luzes. O ônibus pra Posadas é da Reunidas, e só tem um horário: 9h30 da manhã... são 6 horas de viagem e custa uns 45 reais. Sai de Santo Angelo e passa em frente a São Miguel. Recomendo tentar combinar com a empresa uma parada na estrada em frente a São Miguel, pois os ônibus de São Miguel pra Santo Ângelo ocorrem apenas em 2 horários: 6h30 e 8h... um muito cedo e outro com um horário apertado. O ônibus pára p/ comer em São Borja, a seguir cruzamos a fronteira... e em Posadas a rodoviária é numa região bem ruinzinha e por ali não há muito o que fazer... pegamos o ônibus para San Ignacio (aprox 1h). Recomendo a companhia Crucero del Norte. Pegamos outra companhia cujo ônibus era meio mofado. Valor é cerca de 11 pesos mais ou menos... A rodoviária de San Ignacio é meio longe da cidade, na estrada. Nos hospedamos num HI de San Ignacio: http://www.sihostel.com.ar/ Valor em torno de 30 reais por noite. O quarto não era assim super limpo, mas fora esta ressalva, vale muito a pena, pois tem áreas comuns muito legais, piscina, redes, internet, WiFi. Staff simpático e disposto a ajudar, localização ok (tem que andar um pouco mas nada demais). Não vi nenhuma opção melhor na cidade...então, recomendo. Informações turísticas na cidade, apenas um lugar (prox à Catedral) que inclusive vende passagens e passeios. Super acolhedores. O show de luz nas ruínas vale a pena. Bem mais caro que o Brasil, mas incomparável. Creio que custou 40 a 50 pesos (e latinos têm desconto, leve seus documentos!) Dia 5 - Terça - Paraguai e San Ignacio de novo... Pegamos um passeio que passa por Posadas e cruza a ponte... custou cerca de 100 reais por pessoa, um carro para 3 pessoas. Caso fossemos por uma excursão prox a San Ignacio seria mais barato e mais bonito, através de uma balsa. Porém a imigração estava fechada. O passeio foi longo... passamos por Encarnacion e paramos em Trinidad e Jesus para ver as ruínas. Para pagar a entrada aceitam pesos e até reais se não me engano... e o mesmo ingresso vale para ambas. As ruínas são bem conservadas, mas em alguns locais dá pra ver que houve intervenção/reconstrução. Voltamos para San Ignacio e às 3 da manhã pegamos na estrada o ônibus a Puerto Iguazu (compramos passagem antes, Viação Crucero del Norte). Não me lembro o preço, mas ônibus na Argentina não é caro. Foram cerca de 4 horas de viagem, mas há linhas mais demoradas, dependendo da quantidade de cidades em que param. Dia 7 - Quarta Puerto Iguazu e Foz Da rodoviária de P Iguazu há ônibus para o parque argentino e para Foz a cada 20min. A rodoviária tem locker. Fui ao parque argentino... 70 pesos (mais barato para brasileiros) a entrada e 110 pesos o passeio de barco (passa embaixo das quedas, cerca de 12min). Há locker no parque também. Bons preços para comer lanches lá dentro. Se prepare para caminhar bastante, e pegar o trem deles (gratuito... demora um pouco, mas vale a pena pois se caminha muito lá mesmo utilizando o trem) Leve roupa que possa molhar, especialmente se vai fazer o passeio de barco. Atenção na saída do parque, pois há um horário limite para ônibus para a rodoviária. Dormi em Foz e peguei o vôo para São Paulo. Fiquei num hotel bem ruinzinho por lá, hotel King... meio velho, não recomendo... É isso, boa viagem!!!
  6. Luciana...desculpe também a intromissão, mas ele tem razão viu... 5 dias em El Calafate é demais... e em El Chalten também. Recomendo Torres apesar de caro... eu me organizei muito mal pra lá, mas recomendo que vc pesquise. Dizem que a região do Lago Grey é lindo... Se você tiver espírito pra acampar faça isso... eu me arrependi de não ter feito. Ou faça pelo menos o passeio de turista básico, de vans... não sei como é mas já ouvi elogios. Melhor do que nao ir com certeza deve ser. Além disso, se vc for de onibus de Calafate a Ushuaia é muito chão...em Punta Arenas tem a Pinguinera Isla de Magdalena. E a zona franca rsrsrs Ushuaia não saiu tão caro não, cuidado com as dicas das pousadas... eles às vezes enfiam a faca. Se quiser aumentar mais dias em Ushuaia, cabem mais passeios: Canal de Beagle, passeio de canoa pelos lagos e também o 4X4, Cerro (nao lembro nome), Pq Nacional Terra do Fogo, e outros que não fiz. Ah, pro Wesley... meu até só pra se jantar nesses refúgios é uma facada... rs. Boa viagem...
  7. Caras, legal ter notícias de vocês rs Conversei com vcs, eu e uma amiga, ambas de São Paulo, nos topamos duas vezes em Torres, na chegada, e na trilha das Torres. Muito boas as fotos!!!
  8. Luciana, Consigo responder algumas de suas perguntas. Eu fiz este passeio mas de algumas coisas não me lembro (como o preço dos ônibus). Lembro que não achei caros mas não anotei preços. - Sobre a ordem: 1 comecei por El Calafate (cheguei num vôo de B. Aires). Minitrekking e outros passeios. Incrível!!! 2 fui para El Chalten (3h de ônibus de El Calafate), fiquei 2 dias lá, no albergue Rancho Grande, da Hi (http://www.hihostels.com/dba/hostels-El-Chalt%C3%A9n---Rancho-Grande-Hostel-002074.en.htm) e paguei bem baratinho com a empresa http://www.chaltentravel.com - recomendo esta empresa, se mostraram bem organizados. O motorista pára na estrada para tirarem fotos. Muito bom. Em El Chalten não tem nada, nem rodoviária, nem caixa eletrônico. Por isso, fui e voltei de Calafate. Recomendo muito as trilhas mirador Fitz Roy e Laguna Torre. Lindíssimas, e não são difíceis. 3 Voltei pra Calafate, desci para Puerto Natales (6h de ônibus), de lá para Torres, e P Natales de novo. Acho que não fiz as melhores escolhas em Torres, acabei fazendo apenas a trilha das Torres e pagando caro no refúgio Torre Norte. Os refúgios são super careiros, mesmo ficando em quarto coletivo. 4 Parei em Punta Arenas - dá para fazer passeio de pinguins, ir à Zona Franca e descer para Ushuaia passando menos horas dentro do onibus do que se você fosse de outra cidade. Mesmo assim são 10h de ônibus - o veículo é confortável mas a viagem é feita durante o dia e nao há parada para comer na estrada, o ônibus apenas pára na imigração. Não sei se esta é a melhor ordem... mas para mim foi tudo ok. Só sugiro se programar bem quanto a Torres, por ser caro. Fiz a viagem toda apenas com o RG. Foi tranquilo. Relato de viagem no meu blog: http://siontheroad.blogspot.com/2010/08/relato-de-viagem-patagonia-fevmar10.html Se tiver alguma dúvida, me envie mensagem e tento te ajudar no que for possível! Boa viagem
  9. Renata, Existem passarelas para ver o Glaciar de perto sim, você pode contratar na cidade (acho tranquilo conseguir vaga). O parque fica longe da cidade, e você é levada de ônibus até lá. Há que pagar também a entrada do parque, se bem me lembro custa 60 pesos. Se tiver preparo físico médio e estiver disposta a desembolsar uma graninha, sugiro muitissimo o minitrekking no Glaciar. Cansativo, tem que usar grampões, venta... mas vale muito, é lindíssimo e inesquecível caminhar sobre o glaciar!!! A empresa http://www.hieloyaventura.com é a agência autorizada a fazer trekkings no glaciar. Sobre passeios de barco, há um passeio que passa pelos diversos glaciares da região. Não fiz este passeio pois já havia feito o minitrekking e também uma das entradas no mar estava fechada por haver muito gelo, então não seria possível nesse dia fazer o passeio completo. Faça uma ótima viagem!
  10. Quando fui pra lá fiquei na pousada Vila Ecológica... muito boa... não lembro bem o preço, mas na época era das mais baratas. è limpa, aconchegante e a dona tem um restaurante para hóspedes, cozinha muito bem e não é careira!
  11. Acho meio corrido pra fazer bate volta... até dá, mas ficar na cidade vale mais a pena. Quando visitei fiquei na pousada Vila Ecológica e foi ótimo. É bem pequena, e a dona, Èrika é super atenciosa e cozinha maravilhosamente bem no seu bar/restaurante. Vale a pena
×
×
  • Criar Novo...