Ir para conteúdo

hoffhoff

Membros
  • Total de itens

    268
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

5 Neutra

Sobre hoffhoff

  • Data de Nascimento 27-10-1984

Bio

  • Ocupação
    Viajante

Outras informações

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Passamos esse ano novo lá. É um país incrível, desligue a TV e vá. Mesmo Caracas achei bem tranquila (só tomar os cuidados básicos que tem que cuidar em qualquer lugar). Se der, tente incluir Chichiriviche no roteiro, é mais bonito e mais barato que Isla Margarita. Tem comida, tem papel higiênico, e é tudo muito barato. E o povo venezuelano é muito bacana. A questão mais complicada mesmo é trocar dinheiro, mas como você vai com agência não precisa se preocupar com isso.
  2. O ideal é levar dólar e lá trocar por pesos mexicanos (e ir trocando aos poucos, pois o país tem uma inflação considerável). O problema que 6 meses é muito tempo. Vai ter que sair com muitos dólares, e corre o risco de ser roubada e estragar a viagem inteira. Neste caso o ideal é deixar o dinheiro investido no Brasil e ir usando um cartão de débito internacional por lá.
  3. Fui no começo do ano passado e não precisava de nada, mas a partir do meio do ano de 2016 começaram a exigir todas as reservas. Pode tentar reservar em Puerto Natales. Acredito que consiga (difícil acreditar que os campings pagos não tenham mais vagas, pois são enormes. Acho que só tiraram as vagas da internet). Fora do parque não tem muita coisa. Na teoria dá pra acampar, mas vai acabar ficando ao lado da estrada, porque quase tudo é fechado com cercas. Pular uma cerca e acampar pode ser meio arriscado. Se entrar pelo lado contrário (no circuito que chamam de W invertido) tem um lugar pra acampar habilitado e gratuito, mas não saberia dizer se ainda estão permitindo acampar lá. Quando fui não tinha nem guarda-parque neste lugar.
  4. Estou na Venezuela agora. Está um inferno pra trocar dinheiro. O país está praticamente sem notas, e trocar 100 dólares significa sair com uma mochila cheia de dinheiro (isso quando a pessoa consegue arranjar a grana). Além do mais, só está permitido portar, no máximo, 35 mil bolívares (que dá pouco mais de 10 dólares). Estou conseguindo me virar aqui porque um amigo nos emprestou seu cartão de débito para usarmos, senão seria impossível...
  5. Se quer fazer um som na praia, poderia procurar lugares como Equador (Montañita é uma praia bastante interessante) ou Colômbia (Cartagena e Tayrona são muito interessantes). Cuba tem as praias mais bonitas que já vi até hoje, mas a vibe lá é um pouco diferente (apesar de ser um país relativamente barato, o pessoal que vai para lá é mais quem busca turismo de luxo). A praia de Mâncora, no Peru, também tem um clima bastante agradável. Tailândia também parece ser um destino muito legal, mas como não conheço ainda não posso dizer muita coisa
  6. Se não tiver pressa e quiser economizar, vai de carona, pelo menos na parte para baixo de Bariloche. É muito comum viajar desta forma na Argentina e, pela minha experiência, é mais rápido que ônibus (nas rotas principais nunca demorei mais que meia hora para conseguir uma carona, e os carros iam no pau, já que é tudo reta). Além disso vai poder conhecer lugares espetaculares, como o Fitz Roy (que, na minha opinião, é muito mais bonito que o Ushuaia).
  7. Pode dar uma procurada no site workaway.info. Faz uma busca nos hotéis e pousadas do Brasil! Para entrar em contato com o hotel em teoria tem que pagar, mas se quiser economizar uma técnica é olhar as fotos e depois buscar o hotel no booking, tentar comparar as fotos até descobrir o nome do hotel. Aí manda um e-mail diretamente para eles!
  8. Acabamos de atravessar a fronteira por Cúcuta. Mais tranquilo, impossível. Escrevemos até um relato, se alguém quiser dar uma olhada: http://mundosemfim.com/cruzando-a-fronteira-colombia-venezuela-por-cucuta-nossa-trajetoria-ate-merida/
  9. E o bolívar segue caindo. O câmbio na fronteira hoje está 1 real = 700 bolívares!
  10. Beleza! Nós estamos na Colômbia, pretendemos cruzar para a Venezuela ainda este mês e ficar uns 2 meses rodando por lá. Vamos ver, se der pra colocar Los Roques no orçamento a gente se cruza por lá! Abs!
  11. Vamos estar na Venezuela no Reveillon, mas ainda não temos certeza onde vamos passar, porque estamos com pouco dinheiro. Você já comprou as passagens? Sabe dizer quanto está o voo Caracas/Los Roques?
  12. Heheh tem mais este detalhe! Estou estudando a hipótese de pegar "carona" com alguns barcos em alguns trechos.
  13. Já procurei em tudo, mas é tudo muito caro. Estou pensando se existem aqueles hotéis pulgueiros mesmo, que não constam na internet nem nada. Ou campings, ou acampar na praia, sei lá...
  14. Obrigado pela dica, vc sabe de onde parte essa van? é de cuzco mesmo? Fala rapaz, Partem de Cusco sim. Qualquer agência lá faz este serviço, só dá uma caminhada e ver o melhor preço. Lembre-se que lá tudo é negociável. Só tome cuidado para comprar de agências mesmo, que tenham escritórios físicos, e não de vendedores de rua. Se for de van, vale a pena dormir duas noites em Águas Calientes, assim terá um dia inteiro para conhecer MP.
  15. Olá pessoal! Alguém aqui já viajou de mochileiro por ilhas do Caribe? Estamos chegando na Venezuela, e vendo a possibilidade de cruzar de barco para lugares como Aruba, Curaçao, Trinidade e Tobago, Granada, Barbados, etc. O problema é que não achamos nada na internet sobre hospedagens simples. Quase tudo é de resorts ou pousadas caras. Queria saber se existe alguma opção barata nestes lugares, ou se é tudo voltado para quem viaja com mais grana mesmo? Obrigado!
×
×
  • Criar Novo...