Ir para conteúdo

trilheirosilvestre

Membros
  • Total de itens

    13
  • Registro em

  • Última visita

Posts postados por trilheirosilvestre

  1. Queridos

    Devido à "polêmica" , gostaria de me manifestar novamente .

    É CLARO que o Lauro falou com coração e a satisfação "estampada" de um cliente satisfeito !
    Falei com um tom jocoso no sentido que é raro encontrarmos um cliente bem satisfeito .

    Só nós que usamos tênis/botas/coturnos em situações constantes sabemos o quão é importante e seguro termos uma marca a qual confiar !
    Minha ultima travessia tive a "surpresa" de uma Nord ( após quase 4 anos bem gastos em montanha e asfalto ) descolar no meio de uma travessia de 10 km , aqui no RJ . Isso NÃO É LEGAL ! rsrs

    Só quem sabe o que é andar com a sola batendo no chão e voltando sabe o perrengue que passei rs .

    Vou tentar em um futuro próximo adquirir esta marca do amigo . 
    Agradeço a atenção a todos que leram estas linhas .

     

    Um forte abraço ao Lauro e ao restante

    • Gostei! 1
  2. Queridos Amigos

    Claro que o relato tem valor e é genuíno , exaltando nosso próprio "berço" nacional , com empresas que se dedicam a provar o contrário do que se pensa que NEM SEMPRE a grama do vizinho é mais verde .

    Botas são parte de nós em nossas "empreitadas silvestres" !

    Mas que , se os amigos me permitem a brincadeira , não fosse um fórum de montanhista, a emoção que o Lauro joga nas palavras, parece até que ele ou é garoto-propaganda da marca ( a qual honestamente me é nova de nome ) ou ganhou  "algum" rsrs
     

    Vou pesquisar mais sobre a marca 😉

  3. Fala pessoal !!!!

    Bom , respondendo as perguntas do povo de fora :

     

    A trilha para o Morro da Urca é SUUUUPER tranquila ! Só não suba com pressa, senão vocÊ se dá mal :lol:

    Quem decidir um dia , ao chegar nas tais pedras "divisórias" e querer pegar pra DIREITA , irá encontrar uma trilha relativamente aberta ( que também passa por outra antena igualzinha a que vai para o próprio Morro da Urca ) e que dá literalmente no nada rs .

     

    Chega-se a uma área em que se tem visão do lado esquerdo da Guanabara e do direito , do atlântico . Mas é bem fraquinha .

    Explorando com cuidado , do lado direito pro Atlântico os mais aventureiros talvez encontrem uma via de descida ( que acredito esteja bem gasta ) pela mata para a pista Claudio Coutinho .

     

    Quanto ao valor do bilhete : Custa metade para quem sobe no Morro da Urca e sobe pro Pão de Açúcar - R$26,00. Se você for estudante da rede pública ( 1º, 2º e 3º grau ) paga a metade da metade - R$13,00 . http://www.bondinho.com.br

     

    Quanto ao transporte gratuito : Começa a rolar a partir das 20:00 se não me engano . O portão de acesso á trilha fecha as 18:00 se não me engano .

     

    Quanto á trilha do Pão de Açúcar : Nunca fui, mas já ouvi muitos relatos que é muito técnica e em alguns trechos é necessário sim cordas e crampos . O cara que caiu lá era um imbecil ! ::hein:

     

    Quanto a estrutura lá encima: Banheiros , lanchonete e banco do tipo 24h ( liguem antes para confirmar ! ) .

     

    Então é isso criançada ! Espero ter ajudado [;)]...

    Forte abraço ! ::otemo::

  4. Bom , esse tópico é antiguinho , mas o tema NUNCA expira hehehe .

    Em Junho desse ano , após quase 2 anos de trabalho ininterrupto , consegui tirar minhas benditas férias .

    Mas....Cadê que eu consegui ? rs .

     

    Com as provas na faculdade , filhos ( 3 gatos e 1 cachorro ) doentes ( nem todos, calma pessoal ! rs) , barraca velha de guerra em estado de maltrapilho e outros pepinetes que teimam em surgir justamente nestes momentos, me sobraram uns pouco 8 dias e olhe lá para fazer algo .

     

    E como só tinha tirado 20 dias de férias , conseguir fazer o que precisava ser feito e ainda arrumar tempo para viajar não foi fácil ! ::hein: ...

    No fim das contas , apesar de meu objetivo ser SIM uma travessia SOLO como PEtro x Terê ou a própria Ilha Grande, acabei por optar e me contentar em fazer 3 roteiros , sendo 2 IN SOLO e estes 2 num bate-volta frenético .

     

    Foi muito gostoso viajar , explorar , se assustar ( em uma das trilhas me "perdi" e subi um barranco que quase me mata ::dãã2::ãã2::'> ) e obviamente conhecer a mim mesmo .

    A primeira rota escolhida foi a Estrada da Concórdia em Teresópolis. Eu empreguei o dia todo nesse brincadeira só não levou mais tempo porque já comecei meio tarde a subida - quase meio dia - e explorei ao máximo todos os locais onde não havia necessidade de pedir permissão para entrar.

    Nessa aventura , acabei descobrindo uma das fibras óticas que atendem as cidades de Friburgo , Teresópolis e Petrópolis e explorei um cadinho de parte do PARNASO .

    A segunda rota , tendo iniciado de manhazinha e voltado pra casa quase meia noite , foi a exploração de um antigo trecho da linha férrea que passa pela cidade de Miguel Pereira . Esse DE LONGE foi o trecho que mais passei perrengue sozinho até hoje ::lol4:: . Em uma outra oportunidade posto aqui a história das 2 aventuras .Abraços meu povo !

  5. Olá jorge , olá pessoal !

     

    Então ...Respondendo á pergunta do camarada sobre pernoitar em 2 rios , digo que é meio complicado .

    Aquele lugar é paradisíaco ! Pessoas moram naquele local a muitos e muitos anos e sob muito custo, após a remoção do presídio , "reconquistar" o seu proprio espaço , foi uma tremenda vitória .

     

    A vida lá é absurdamente pacata e o único bar que existe lá , da Dona Tereza ( a qual eu fui "agraciado" com a permissão de chamã-la de tia ) , concentra o "point" de todos os antigos funcionários da ilha e até alguns ex-detentos , que após a dissolução da cadeia , acabaram por ficar por lá mesmo .

     

    São gente muito bacana , mas digo muito bacana MESMO !

    Só que é lógico ...Se você quer algo , tem que dar algo em troca .

    Quando estive lá em Janeiro agora, junto com Marcus e o Caio , nós presenciamos uma 2 Rios ISOLADA !

     

    Acabara de ocorrer desabamentos de terra colossais , impossibilitando o contato com Abraao .

    Caio , louco como é , se meteu a ir uma primeira vez, tendo quase sido " devorado" em uma lama movediça que se meteu a entrar . Depois, junto com os rapazes , voltamos lá , e por uma falha de planejamento , acabamos passando a tarde toda , trocando muitas prosas , e bebendo várias cervas com os coroinhas de lá .

    Foi uma tarde muito bacana, apesar de não termos conseguido nosso objetivo-mor - VIDE http://www.mochileiros.com/ilha-grande-pico-da-pedra-d-agua-t47586.html - e nos trataram com muito carinho, cordialidade e nos passaram informações preciosas , tanto históricas , como estratégicas de como chegar até o que eu chamo carinhosamente de "PAGUÁ" . Sem contar , que o próprio Mestre do Mato , na presente ocasião , após nos orientar o caminho a seguir por 2 Rios , também nos "presentou" ( era para ser um empréstimo ::lol3:: ) com várias facas de pequeno e médio porte , de seu próprio arsenal entre outros ítens .l[/i]

     

    Devido á nossa frustração , e o tempo gasto , e por termos decidido em ficarmos por lá 2 Rios mesmo , em caráter EXCEPCIONAL os coroinhas nos ofereceram de ficar por lá . Lembrando que a estradinha que liga Abraao e 2 Rios , na presente ocasião estava COMPLETAMENTE destruída ( apesar que em Janeiro a coisa estava "melhorzinha" que em Dezembro) , portanto , só o retorno em si já seria uma bela aventura .

     

    Portanto camarada SAMBIASE , quando voltar a Ilha Grande , dedique-se a passar no bar da Tia Tereza , pois além de uma ótima pessoa ( deixou que deixassem nossas mochilas , usassemos o chuveirinho lá de trás e nos fez um peixinho delicioso ! ) , nos apresentou as lendas VIVAS daquela região . Inclusive o famoso Capitão do Mato .

     

    E se quiserem fazer um agrado ao "tios" , comprem uma garrafa de uma bela pinga 51 ou outra bebida bacana . Eles irão ADORAR hehehe .

     

    Então é isso pessoal . Ta aí minha recomendação para quem for a 2 Rios .

     

    PS.: Para quem for lá , ao encontrarem a Tia Tereza e o pessoal , falem que o Laércio do projeto pico da pedra d´agua e o Caio ( o rapaz que voltou cheio de lama em Dez/10 ) mandaram um abração pra ela e o pessoal !

  6. Não desanime amigo !

    Só vou recomendar outra coisa : defina ANTES como irá querer atravessar as praias do Leste e do Sul . Consulte a tábua de marés ( dica de um camarada aqui no Mochileiros ) antes de realizar a travessia pela região . Um amigo meu - André Serrano - passou um perrengue lá na páscoa desse ano . Quando foi , a maré subiu muito e tiveram muita dificuldade para atravessar o trecho de mangue . Fora que ele avistou uma possível família de jacarés ( sim , jacarés ! ) que estão em formação na localidade . Caso opte por ir somente com mais uma pessoa , na primeira vez a possibilidade de atravessar de barco a região não pode nem deve ser descartada, ok ?

    forte abraço !

  7. Olá Pedro !

     

    Bem , vamos as respostas ( se é que acho que posso ajudá-lo rs ) .

    1 - Existe sim uma trilha MUITO DIFÍCIL e técnica que liga Lopes a Cachadaço . Nem os mais experientes costumam fazer como um "passeio" a dita cuja . E fazê-la sem um bom guia e/ou mapas , equipamentos e razoável experiência em orientação em mata fechada é MUITO arriscado .

    2 - De Lopes a 2 Rios até onde sei não existe uma embarcação regular não . O que se tem e é comum , é uma ligação ( realizada por várias empresas ) entre Abrãao e a Praia do Pouso ( última praia antes de Lopes Mendes ) .

    3 - Em tese em nenhuma das praias é permitido acampar ( em tese ! ) . O que ocorre é que quando devido ao esforço humano despreendido entre um trecho e outro , CASO esteja muito longe de algum camping , é permitido você APENAS pernoitar entre uma praia ou outro ( de preferência deserta ) .

    4 - No site www.ilhagrande.org você tem uma série de informações utilíssimas .

    5 - Se não me engano , ess época já começam as chuvas . Pernilongos existem sim e variam de lugar para lugar . De dia você pode ter sol , a tarde a temperatura cai e a noite pode ( ou não ) chover .

  8. Salve amigos !!!

     

    Vou relatar 2 breves momentos em que me deparei com essa "Senhora" , "prima" da morte ...

    Por uma questão de ironia ou não , as últimas 2 brabonas mesmo que encarei foram em Ilha Grande, quando fui no carnaval e depois Páscoa, ambas em 2007 .

     

    A coisa foi mais ou menos assim na primeira :

    Eu estava voltando de barco , e como metido que sou, fui logo pra frente da embarcação, no meu último dia do paraíso .

    Assim que me sentei , por estar ao lado de amigos, avisei que iria tirar um cochilo e que depois iria pra trás .

    Cara , o problema é que quando me deitei o vento soprava quentinho e bem agradável .

    Como alguns sabem , quando dormimos , o corpo "desliga" alguma funções, e uma delas que ele "religa" em caso de emergência , é justamente o "termosensor" .

     

    A única coisa que me lembro quando acordei é que o corpo doía e eu estava inerte, me tremendo feito cachorro sarnento.

    O choque era tanto que eu nem consegui falar ou gritar por socorro . E isso a uns 5 metros de todos ( que já estavam na cabine a uma altura dessas) . Por sorte , além de rezar muito , procurei me contrair, joguei minha mochila pra cima de mim, até que meu corpo condensasse algum calor .

     

    Sob o mesmo tremor , consegui chegar até a cabine, meio cambaleante devido as ondas, e meio que me joguei dentro da cabine . Eu cai logo encima de cordas e por sorte , alguem me recolheu e botou sentado lá dentro .

    A segunda vez , a chuva caiu voltando de Saveiro de Lopes Mendes e o frio que bateu foi intenso .

    Chegando todo molhado no píer , lembro-me só d equando pisei na areia , meu corpo "travou" .

    Era um mixto de queda de pressão com cansaço e súbita inversão de temperatura .

     

    Fiquei acuado em uma parede que nao tinha cobertura encima, mas que pelo menos do vento me protegeu por alguns minutos.

    A chuva continuou a "comer" e eu ainda precisava vencer o caminho até o camping, que dava uns 400 ou mts . Eu estava no píer e ia até o Cantinho da Ilha . Foi tenso ::hein: ...

     

    Lembro que assim que cheguei no camping, a primeira coisa que fiz foi ir pro banheiro, tirar todas as roupas e jogar uma água por cima , que estava fria pela falta de luz repentina, mas menos gelada que a da chuva.

     

    E dai pra frente NUNCA MAIS passei a dar mole pro frio hehehee.

  9. Fala galera !

     

    Tenho o Garmin 45XL ( modelinho "jurássico de 95) e o Vista sendo que esse último possui altímetro barométrico e bússola ( não, nem todos tem bússola eletrônica não, engano do amigo )

     

    Na prática , posso afirmar por experiência própria , o que mais importa no GPs são 2 coisas :

    - a atualização do firmware, que agrega correções referentes a ajustes na recepção dos dados junto ao satélite e que deve ser feito com paciência .

    - A bússola, que permite uma pelo menos quase real direção de onde você está e para onde deve ir .

     

    Esquecam a precisão . Isso só se encontra em aparelhos geodésicos . Sempre haverá falhas ou distorções naturais devido á natureza de nossa topografia bem diversa .

    Agora o que pode fazer a diferença SIM é a questão dos modelos com a sigla "H ".

    Esses garantem que a velocidade na qual as antenas irão captar com maior rapidez o sinal , não te deixem na mão na hora que mais precisarem .

    Eu por exemplo em breve devo comprar ou o Garmin Vista Hcx ( modelo com altímetro , barômetro e antena com alta sensibilidade entre outras funções) ou o Garmin 60 Csx . Ambos são coloridos o que permitiria em tese você visualizar as variações de altitude , o que em determinadas situações é EXTREMAMENTE útil . Também aceitam cartão de memória,o que expande e muito a capacidade de jogarmos noas rotas .

     

    Galerinha, se quiserem, acessem http://www.garmin.com e divirtam-se !

    Precisando de algum help, podem me dizer .

    E-mail : [email protected] ou [email protected] ( msn) .

  10. Olá Rafael !

     

     

    Acessa esse site http://couchsurfing.com.br/ que lhe ajudará bastante .

     

    O internacional é esse aqui :http://www.couchsurfing.org/

     

    Couch Surfing é uma modalidade de hospedagem paga ou não compartilhada .

    Ouseja : as pessoas podem ceder um espaço em suas residências( ou não ) seja para sua estadia por alguns dias ou apenas um café a tarde .

    Procure pelos albergues aqui ó : http://www.hihostels.com/

     

     

    Espero poder ter ajudado ! :lol:

×
×
  • Criar Novo...