Ir para conteúdo

Ju Oliveira

Membros
  • Total de itens

    62
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Bio

  • Ocupação
    Funcionária Pública
  1. Viajei para a Patagônia em nov/2016 e fiquei hospedada no GLACIAR PERITO MORENO HOSTEL. Ficamos em quarto privado, com cama de casal - diária por 42 US$. Vantagens: - wi-fi e aquecimento funcionam perfeitamente; - depósito de bagagens: deixamos nossas bagagens no hostel por três dias, enquanto viajávamos para Puerto Natales, e não pagamos nada a mais por isso.; - não fazem câmbio, mas aceitam o pagamento em dólares ou em reais, e te dão troco em pesos. - funcionários atenciosos. Desvantagens: - não tem café da manhã, mas conta com uma cozinha espaçosa (porém, pouco equipada) - fica um pouco afastado do centro (Av. del Libertador Gral. San Martín): 1,5 Km. Dá para ir até o centrinho comercial caminhando, tranquilamente... mas de noite venta muuuuito, e no caminho temos de atravessar uma avenida muito larga e exposta a esse vento (o que diminui demais a sensação térmica). Em duas noites preferimos voltar de táxi do centro para o hostel (50 pesos).
  2. Oi Renata. Pela que vc postou aqui sua viagem já aconteceu, não é mesmo? Enfim, por qual empresa vc viajou de El calafate para Puerto Natales? Vou fazer essa viagem em novembro, e estou pensando em já comprar pela internet essa passagem, no site da Bus Sur.
  3. Mandinha, adorei o seu relato. Vou fazer uma viagem muito parecida em novembro. Em Puerto Natales, qual foi a empresa que vc contratou para o full day em Torres del Paine? E qual foi a que te levou para o início da trilha da base das Torres?
  4. Oi Elisiane!! Vou tentar te ajudar, ok? 1° e 2°- o melhor lugar para ficar é na Z. Sul. Botafogo ou Ipanema são bairros legais e com bom serviço de metrô e ônibus. Alguns amigos já ficaram no "Hostel contemporâneo", "aurora rio hostel" e no "meiai hostel". Mais dicas vc pode encontrar no tópico "onde ficar" aqui do site, e pesquisar no hostelworld. 3° - em quatro dias vc consegue ir ao Arpoador, Cristo e praias - e à noite ir na Lapa. As praias da Barra da Tijuca são um pouco mais distantes (e o trânsito é péssimo), mas dá para ir lá tb. Em três dias dá para para conhecer Paraty e Trindade (tem ônibus na Rodoviária Novo Rio para Paraty). 4° - esqueça carro, o trânsito é uma bosta, e estacionar, um suplício. Ande de metrô ou uber (melhor e mais barato que táxi). Alugar carro vale a pena se vcs decidirem ir a Paraty de carro - a Rio Santos tem um visual lindo, e facilitaria o passeio em Trindade.
  5. Excelente ideia o post de vcs!!! Irei para a patagônia em novembro/2016, e vou aproveitar as dicas. Sigo as aventuras do mucuvinha pelo face e pelo blog de vcs. Estou na torcida para que consigam completar todo o roteiro aproveitando o máximo, com muita saúde e economia, rsrsrs.
  6. Oi Gabriel! Agora em novembro vou para a Patagonia com o namorado. Estou fazendo os últimos ajustes no roteiro - que possivelmente será idêntico ao seu, rs. Vc lembra onde fez o câmbio em Calafate?
  7. Muito bom o seu relato Gustavo. Vou fazer a mesma viagem, em doze dias, agora em novembro. Vou aproveitar muito as suas dicas!
  8. Olá!!! A minha primeira parada na patagônia será a cidade de El Calafate - não passarei antes em Buenos Aires. Alguém tem uma dica de local para fazer o câmbio de reais para pesos argentinos?
  9. Vá sim!!! Viajar sozinha é uma experiência incrível. Fui para Ilha Grande sozinha no ultimo mês de abril. Fiquei no holandês hostel; amigos também recomendaram o Marlim Hostel. Em Ilha Grande vc pode fazer trilhas bem simples que levam até Lopes Mendes, Praia Preta, Dois Rios e cachoeira da Feiticeira. Se estiver sem graça de ir sozinha, entre contato com a recepção do hostel, ou com outras pessoas que estejam hospedadas no mesmo lugar que vc. Também existem agências que organizam grupos para fazer trilhas e passeios de barco.
  10. O Trem da Morte te leva de Quijarro até Santa Cruz de la Sierra - não existe conexão para o Peru. Em 2010 tomei o trem da morte até Santa Cruz de La Sierra e de lá fui para La Paz (de avião - em cia aérea boliviana). Depois de passear por La Paz fui para Cusco (também de avião). Se vc tiver mais tempo e disposição pode ir de trem até Santa Cruz e de lá para Machu Picchu de ônibus - parando em algumas cidades bolivianas. Aqui no Site já tem um fórum com muitas informações sobre o trem da morte: trem-da-morte-perguntas-e-respostas-t18111-705.html http://mundoestranho.abril.com.br/materia/o-que-e-o-trem-da-morte
  11. Marcoprimeiro, paguei 93 euros por duas diárias, quarto de casal com café da manhã. Tô encaminhando uma foto do quarto (Quarto "Chá"). Lembrando que um quarto é diferente do outro, dependendo do "tema" da decoração.
  12. Sim, a cada diária o cartão dá 24 horas de acesso ao transporte público (mesmo depois do check out).
  13. Fiquei no Porto duas noites, em maio/2014, e vão aí algumas sugestões: - No Porto, à noite: passear/jantar nos restaurantes do Cais da Ribeira; para quem quer algo mais agitado, a região da Rua Galerias de Paris ferve até altas horas - fiquei hospedada ali pertinho (Nasoni Guest hostel); - passear de bondinho é uma boa opção para conhecer a cidade; - Livraria Lello: vale a pena a visita; fotografias só são permitidas no horário de 9h às 10h, de segunda a sexta-feira. - Vila Nova de Gaia: após atravessar a Ponte, tomar o teleférico para chegar até a parte baixa de Vila Nova de Gaia (5 euros cada, só ida - com direito a degustação de dois vinhos na cave Quevedo). Chegando em V. Nova de Gaia procure o escritório de turismo, e pegue um mapa com o endereço de todas as caves, para organizar melhor as visitas que fará. Fiz a visita guiada na Cave Ramos Pinto (com uma história muito ligada ao Brasil). Era uma sexta-feira, e não precisei agendar. Visitei também os Jardins da cave Taylor´s e o terraço do Espaço Porto Cruz - bons lugares para relaxar, com visão privilegiada da cidade, e sem pagar nada (a não ser que vc queira beber algo).
  14. Sevilha: Pensão San Benito Abad - bem localizado, dá para ir andando para os Jardins Murillo, Plaza de Espanha, Catedral/Giralda, Real Alcazar. Ah, e pertinho da Vineria San Telmo, um local para comer tapas muito legal. Fiquei em quarto de casal com banheiro privativo. As instalações são bem simples, mas o que achei um absurdo era o fato de cobrar taxa extra para o uso do ar condicionado (?????????). Enfim, uma opção econômica. Granada: Hostal Lima - também muito bem localizado, a 10/15 minutos de caminhada até o Paseo de Los Tristes e o Albaicín. Dá para caminhar até Alhambra (o que eu fiz): uns 25 min com ladeira. Para quem não topa caminhar, tem ônibus. Os pontos contra deste hostal são a internet (wi-fi péssima) e não ter café da manhã, sendo que existem vários locais para comer bem perto. Aliás, na esquina do hostal tem o bar "La Clausura" que serve Tapas (à escolha do cliente) como acompanhamento da bebida. Ah, a decoração do quarto era muito charmosa, achei uma ótima opção para um casal que busca economia, rs.
  15. Em maio de 2014 fiquei uma noite em Genebra (ô cidade com hospedagem cara!), e me hospedei no City Hostel Geneva. Bem localizado, perto da estação de trens (estação Cornavin) e do lago. No check in vc recebe um "transport card" que dá acesso ao sistema de transporte público de Genebra pelo período da sua estadia. Andamos de ônibus e cruzamos o lago de barco, foi muito útil. Aliás, o cartão dá acesso também ao trem que leva até o aeroporto (optamos ir de táxi por causa da bagagem). Fiquei em quarto com duas camas, banheiro compartilhado. O quarto é beeeem pequeno, mas conta com a vantagem de ter uma pia com espelho.
×
×
  • Criar Novo...