Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Ju Oliveira

Membros
  • Total de itens

    62
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    EUA (Orlando, Nova York e Miami), Argentina (BAs, El calafate, El Chalten, Ushuaia), Bolívia (Sta Cruz, La Paz e Copacabana), Chile (Puerto Natales), Peru (Lima e Cusco), França (Paris e Annecy), Portugal (Lisboa, Óbidos e Porto), Espanha (Madri, Barcelona, Sevilha e Granada), Suíça (Genebra, Lausanne, Montreux) - Brasil (RJ, ES, SP, MG, PR, SC, MS, BA, RR)
  • Próximo Destino
    Carnaval em Curitiba
  • Ocupação
    Funcionária Pública
  1. Ju Oliveira

    El Calafate - Hotéis e Albergues

    Viajei para a Patagônia em nov/2016 e fiquei hospedada no GLACIAR PERITO MORENO HOSTEL. Ficamos em quarto privado, com cama de casal - diária por 42 US$. Vantagens: - wi-fi e aquecimento funcionam perfeitamente; - depósito de bagagens: deixamos nossas bagagens no hostel por três dias, enquanto viajávamos para Puerto Natales, e não pagamos nada a mais por isso.; - não fazem câmbio, mas aceitam o pagamento em dólares ou em reais, e te dão troco em pesos. - funcionários atenciosos. Desvantagens: - não tem café da manhã, mas conta com uma cozinha espaçosa (porém, pouco equipada) - fica um pouco afastado do centro (Av. del Libertador Gral. San Martín): 1,5 Km. Dá para ir até o centrinho comercial caminhando, tranquilamente... mas de noite venta muuuuito, e no caminho temos de atravessar uma avenida muito larga e exposta a esse vento (o que diminui demais a sensação térmica). Em duas noites preferimos voltar de táxi do centro para o hostel (50 pesos).
  2. Ju Oliveira

    ÔNIBUS REGULAR DE PUERTO NATALES A EL CALAFATE

    Oi Renata. Pela que vc postou aqui sua viagem já aconteceu, não é mesmo? Enfim, por qual empresa vc viajou de El calafate para Puerto Natales? Vou fazer essa viagem em novembro, e estou pensando em já comprar pela internet essa passagem, no site da Bus Sur.
  3. Mandinha, adorei o seu relato. Vou fazer uma viagem muito parecida em novembro. Em Puerto Natales, qual foi a empresa que vc contratou para o full day em Torres del Paine? E qual foi a que te levou para o início da trilha da base das Torres?
  4. Ju Oliveira

    Rio de Janeiro - Perguntas

    Oi Elisiane!! Vou tentar te ajudar, ok? 1° e 2°- o melhor lugar para ficar é na Z. Sul. Botafogo ou Ipanema são bairros legais e com bom serviço de metrô e ônibus. Alguns amigos já ficaram no "Hostel contemporâneo", "aurora rio hostel" e no "meiai hostel". Mais dicas vc pode encontrar no tópico "onde ficar" aqui do site, e pesquisar no hostelworld. 3° - em quatro dias vc consegue ir ao Arpoador, Cristo e praias - e à noite ir na Lapa. As praias da Barra da Tijuca são um pouco mais distantes (e o trânsito é péssimo), mas dá para ir lá tb. Em três dias dá para para conhecer Paraty e Trindade (tem ônibus na Rodoviária Novo Rio para Paraty). 4° - esqueça carro, o trânsito é uma bosta, e estacionar, um suplício. Ande de metrô ou uber (melhor e mais barato que táxi). Alugar carro vale a pena se vcs decidirem ir a Paraty de carro - a Rio Santos tem um visual lindo, e facilitaria o passeio em Trindade.
  5. Excelente ideia o post de vcs!!! Irei para a patagônia em novembro/2016, e vou aproveitar as dicas. Sigo as aventuras do mucuvinha pelo face e pelo blog de vcs. Estou na torcida para que consigam completar todo o roteiro aproveitando o máximo, com muita saúde e economia, rsrsrs.
  6. Oi Gabriel! Agora em novembro vou para a Patagonia com o namorado. Estou fazendo os últimos ajustes no roteiro - que possivelmente será idêntico ao seu, rs. Vc lembra onde fez o câmbio em Calafate?
  7. Muito bom o seu relato Gustavo. Vou fazer a mesma viagem, em doze dias, agora em novembro. Vou aproveitar muito as suas dicas!
  8. Ju Oliveira

    El Calafate e Perito Moreno

    Olá!!! A minha primeira parada na patagônia será a cidade de El Calafate - não passarei antes em Buenos Aires. Alguém tem uma dica de local para fazer o câmbio de reais para pesos argentinos?
  9. Ju Oliveira

    Estou para fazer minha primeira viagem sozinha, dicas?

    Vá sim!!! Viajar sozinha é uma experiência incrível. Fui para Ilha Grande sozinha no ultimo mês de abril. Fiquei no holandês hostel; amigos também recomendaram o Marlim Hostel. Em Ilha Grande vc pode fazer trilhas bem simples que levam até Lopes Mendes, Praia Preta, Dois Rios e cachoeira da Feiticeira. Se estiver sem graça de ir sozinha, entre contato com a recepção do hostel, ou com outras pessoas que estejam hospedadas no mesmo lugar que vc. Também existem agências que organizam grupos para fazer trilhas e passeios de barco.
  10. Ju Oliveira

    Dúvida sobre viagem a Machu Picchu pelo Trem da Morte

    O Trem da Morte te leva de Quijarro até Santa Cruz de la Sierra - não existe conexão para o Peru. Em 2010 tomei o trem da morte até Santa Cruz de La Sierra e de lá fui para La Paz (de avião - em cia aérea boliviana). Depois de passear por La Paz fui para Cusco (também de avião). Se vc tiver mais tempo e disposição pode ir de trem até Santa Cruz e de lá para Machu Picchu de ônibus - parando em algumas cidades bolivianas. Aqui no Site já tem um fórum com muitas informações sobre o trem da morte: trem-da-morte-perguntas-e-respostas-t18111-705.html http://mundoestranho.abril.com.br/materia/o-que-e-o-trem-da-morte
  11. Ju Oliveira

    Portugal - Hotéis e Albergues

    Marcoprimeiro, paguei 93 euros por duas diárias, quarto de casal com café da manhã. Tô encaminhando uma foto do quarto (Quarto "Chá"). Lembrando que um quarto é diferente do outro, dependendo do "tema" da decoração.
  12. Ju Oliveira

    Suiça - Albergues e Hotéis

    Sim, a cada diária o cartão dá 24 horas de acesso ao transporte público (mesmo depois do check out).
  13. Ju Oliveira

    Dicas do Porto

    Fiquei no Porto duas noites, em maio/2014, e vão aí algumas sugestões: - No Porto, à noite: passear/jantar nos restaurantes do Cais da Ribeira; para quem quer algo mais agitado, a região da Rua Galerias de Paris ferve até altas horas - fiquei hospedada ali pertinho (Nasoni Guest hostel); - passear de bondinho é uma boa opção para conhecer a cidade; - Livraria Lello: vale a pena a visita; fotografias só são permitidas no horário de 9h às 10h, de segunda a sexta-feira. - Vila Nova de Gaia: após atravessar a Ponte, tomar o teleférico para chegar até a parte baixa de Vila Nova de Gaia (5 euros cada, só ida - com direito a degustação de dois vinhos na cave Quevedo). Chegando em V. Nova de Gaia procure o escritório de turismo, e pegue um mapa com o endereço de todas as caves, para organizar melhor as visitas que fará. Fiz a visita guiada na Cave Ramos Pinto (com uma história muito ligada ao Brasil). Era uma sexta-feira, e não precisei agendar. Visitei também os Jardins da cave Taylor´s e o terraço do Espaço Porto Cruz - bons lugares para relaxar, com visão privilegiada da cidade, e sem pagar nada (a não ser que vc queira beber algo).
  14. Sevilha: Pensão San Benito Abad - bem localizado, dá para ir andando para os Jardins Murillo, Plaza de Espanha, Catedral/Giralda, Real Alcazar. Ah, e pertinho da Vineria San Telmo, um local para comer tapas muito legal. Fiquei em quarto de casal com banheiro privativo. As instalações são bem simples, mas o que achei um absurdo era o fato de cobrar taxa extra para o uso do ar condicionado (?????????). Enfim, uma opção econômica. Granada: Hostal Lima - também muito bem localizado, a 10/15 minutos de caminhada até o Paseo de Los Tristes e o Albaicín. Dá para caminhar até Alhambra (o que eu fiz): uns 25 min com ladeira. Para quem não topa caminhar, tem ônibus. Os pontos contra deste hostal são a internet (wi-fi péssima) e não ter café da manhã, sendo que existem vários locais para comer bem perto. Aliás, na esquina do hostal tem o bar "La Clausura" que serve Tapas (à escolha do cliente) como acompanhamento da bebida. Ah, a decoração do quarto era muito charmosa, achei uma ótima opção para um casal que busca economia, rs.
  15. Ju Oliveira

    Suiça - Albergues e Hotéis

    Em maio de 2014 fiquei uma noite em Genebra (ô cidade com hospedagem cara!), e me hospedei no City Hostel Geneva. Bem localizado, perto da estação de trens (estação Cornavin) e do lago. No check in vc recebe um "transport card" que dá acesso ao sistema de transporte público de Genebra pelo período da sua estadia. Andamos de ônibus e cruzamos o lago de barco, foi muito útil. Aliás, o cartão dá acesso também ao trem que leva até o aeroporto (optamos ir de táxi por causa da bagagem). Fiquei em quarto com duas camas, banheiro compartilhado. O quarto é beeeem pequeno, mas conta com a vantagem de ter uma pia com espelho.
×