Ir para conteúdo

brufavaro

Membros
  • Total de itens

    59
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutra

Sobre brufavaro

  • Data de Nascimento 17-01-1986

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Olá, MikeBr Se você nem vai parar em Aventureiros, não se preocupe em pegar a autorização! Eles realmente não pedem. Só exigem (e nem sempre) de quem parte de barco de Angra direto pra Aventureiros e fica por lá. Sobre o barco, é fácil sim. Tem muitos barqueiros por lá. O preço não é muito atrativo. Não me lembro quanto era pra Abrão direto, mas de Aventureiro para Parnaioca, num barco com outras 2 pessoas, nos cobraram R$50 por pessoa... pra você ter ideia. Abraços e boa trip!
  2. Sobre Japariz, a informação que tenho é a de que é possível acampar no quintal dos moradores. Lá tem um restaurante grande, chamado "Bar Lagoa Azul", pedir um cantinho pro dono talvez seja uma opção.
  3. Olá, Mariana! Acho difícil pernoitar em Santo Antônio. Além de ser uma praia maior, ela é bem próxima a outra bastante movimentada (Lopes Mendes). A chance de alguma fiscalização passar por ali é grande. Caxadaço é uma praia beeeeeem escondida. Abraços Bruna
  4. Olá, Carla! Primeiramente, parabéns pelo relato e pelas fotos! Tenho uma dúvida: essa agência contratada oferecia algo para comer no meio do dia, como um almoço? Só li você mencionar jantas... Já estive em trekking de alta montanha e a alimentação é essencial pra coisa toda funcionar. A gente precisa comer até quando está sem fome, uma vez que às vezes o mal de altitude nos tira o apetite. Fiquei preocupada também quando você menciona que achou pouco o que foi feito de janta... Ficou satisfeita com essa parte? Obrigada!
  5. Então, Alex Viega , essa garota que encontramos, a Fátima, não estava sozinha. Ela estava com um grupo de amigos que chegaram de barco na praia grande de Araçatiba, caminharam até Aventureiros e de lá partiram para Angra. Nos encontramos exatamente nesse trecho do percurso, quando ela resolveu ir conosco! Coisas que só um lugar lindo como aquele faz e inspira as pessoas! Paulo Medianno Alves, desculpe a demora, te enviei um e-mail!! Parabéns a todos os trilheiros que já fizeram a Volta, ou pretendem percorrê-la em breve! Abraços! Bruna
  6. Obrigada, MarcosJ70 e andreluis.alvarenga! Qualquer coisa, estamos aí! Abraço!
  7. Augusto, Teu relato foi providencial para que eu pudesse organizar a minha também caminhada inesquecível com sucesso, agora em dezembro. Obrigada por sempre compartilhar bons caminhos por aqui. Não é a primeira vez que você ajuda bastante! Aqui segue o meu, com alguns preços atualizados: volta-completa-ilha-grande-dez-2014-com-fotos-e-valores-t106468.html Abraços!
  8. Final! Certamente essa foi a travessia mais rica que já fiz. Na natureza, foi surpreendente a quantidade de espécies de animais selvagens que avistamos pelo caminho, muitos impossíveis de fotografar... Plantas e suas flores, então! Lindíssimas! A quantidade e a beleza das praias é de elevar seu grau de exigência para nunca mais você se contentar com qualquer mar: foram 34 praias, uma mais bonita que a outra. E é claro, no sentido humano, o mais rico foi ter convivido com pessoas que desconhecia até então e ouvido inúmeras histórias de pescadores, caiçaras e de gente da cidade que foi
  9. Dia 9 - 27/12/2014 (Palmas – Abraão) Como havia prometido, estava eu às 5h40 da manhã de pé, com a máquina fotográfica em mãos, preparada para fotografar o nascer do sol. E lá surgiu ele, majestoso como sempre! Óbvio, depois voltei a dormir, rsrs. Amanhecer em Palmas Amanhecer em Palmas Amanhecer em Palmas Mais tarde, arriscamos um snorkel no costão, mas não vimos nada. Aproveitamos a praia até cerca de 12h, quando partimos para Abraão para a parte final da nossa Volta! O trecho é realmente pesado! Eu não tinha fôlego algum, enquanto a Fátima disparou na fre
  10. Dia 8 - 26/12/2014 (Caxadaço – Palmas) Acordamos umas 7h, arrumamos as tralhas todas e ficamos lá embasbacados com a beleza da praia do Caxadaço ao amanhecer. Se deixar, você passa algumas horas ali, só olhando as ondas baterem nas pedras! Acordados da miragem, partimos rumo a Lopes Mendes. Caxadaço ao amanhecer Esse é o trecho de maior dificuldade de orientação de toda a volta. Se você não tem experiência em trilhas, arrume um guia, sem dúvida! Além de difícil orientação, ela é bastante pesada, com subidas íngremes e muitas, muitas árvores caídas. Fomos com um tracklog pa
  11. Dia 7 - 25/12/2014 (Aventureiros – Caxadaço) Logo às 7h da manhã partimos com a lanchinha do Joel em direção a Parnaioca (R$50/pessoa). Lá fomos recebidos pelo Sr. Rogério, uma das pessoas mais simpáticas que encontramos pelo caminho. Um senhor pescador e metiroso, super de bem com a vida, que nos divertiu um monte com suas histórias mirabolantes. Paramos para tomar um café na casa da Dona Marta, que estava num momento de confraternização com sua família, comemorando o Natal (É mesmo, era Natal!). Mesmo assim, ela parou tudo e nos fez um delicioso café com leite, rabanada e pão com
  12. Dia 6 - 24/12/2014 – Aventureiros Acordamos já meio tarde e vimos que nossos colegas de Araçatiba tinham voltado para Angra, cada um com seu compromisso. Menos Fátima, que, muito corajosa, resolveu seguir a caminhada conosco e realizar sua “1/2 volta na Ilha Grande”! O dia não estava muito bom para seguirmos viagem, além disso, queríamos passar um tempo ali naquele paraíso. Decidimos que partiríamos de barco para Parnaioca (como já estava planejado que faríamos) apenas no fim da tarde. Nesse meio tempo, aproveitamos a praia e seus muitos encantos! Conhecemos um argentino de Córdob
  13. Dia 5 - 23/12/2014 (Grande de Araçatiba – Aventureiro) Acordamos cedo no meio da maior chuva. Fiquei um pouco indecisa sobre seguir a pernada ou não, mas lá pelas 11h a chuva deu uma trégua e resolvemos partir. O caminho até Provetá pode ser resumido a uma puta duma subida seguida de uma baita duma descida. Estávamos receosos de chegar em Provetá por ser uma comunidade muito evangélica e também porque não tínhamos ouvido falar bem do lugar. Vista de Provetá Chegando lá, fomos recebidos como em qualquer outro lugar. Logo no fim da trilha demos de cara com um mercadinho, onde nos
  14. Dia 4 - 22/12/2014 – Lagoa Verde Inicialmente íamos nesse dia até a Gruta do Acaiá, mas resolvemos tirar o dia para descansar. Então acordamos tarde, nos alimentamos bem, aproveitamos a praia e fomos com um grupo de quatro pessoas (Fátima, Marcos, Jefferson e Zé) que conhecemos ali para a Lagoa Verde, aproveitarmos um dia de snorkel e tranquilidade. O Adilson foi o mais esperto. Estava com a coxa doendo devido à caminhada e pegou emprestada uma canoa do sr. Bené e foi remando até lá! Grande de Araçatiba Aqui, várias fotos do mergulho e um videozinho que montei do snorkel na
×
×
  • Criar Novo...