Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Fmatsusaki

Membros
  • Total de itens

    17
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

2 Neutra

Sobre Fmatsusaki

  • Data de Nascimento 17-02-1989

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    Aruba
    Curaçao
    Barbados
    Bolivia
    Chile (Santiago, Região dos Rios, Região dos Lagos, Chiloe e Patagônia)
    Argentina (Patagônia)
    Peru (Cusco / Arequipa)
    Equador (Galápagos)
    Japão
  • Próximo Destino
    Islândia, Groelândia, Ilha de Páscoa e Japão,
  • Ocupação
    Estudante (engenharia de minas)

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Cara, não lembro de ter visto camping lá não... As acomodações eram baratas... Leva bem pouca coisa mesmo, acho que não precisa muito mais do que isso que você falou não. Quanto tempo você vai ficar edrj? Abraço!!
  2. Pri, Santa Cruz e San Cristobal (Isabela não tanto) estão abarrotadas de agências de mergulhos. Não sei qual é o preço para mergulhar de cilindro, mas eu via nas placas que tinha sim mergulho de batismo. Em Santa Cruz é certeza! Qualquer dúvida mais é só mandar!!
  3. Oi thais!!! Chegando la em guayaquil tive que preencher 2 formulários, super tranquilo! Acho que não tem mais nenhum outro. Em Isabela é fácil sim fechar os passeios, só chegar e falar que quer ir! Para las tijeretas marquei às 11 da manhã para sair às 15h, sem problema nenhum! Qualquer dúvida mais só mandar!!!
  4. Oi Leo!!! Não é preciso de visto, só tem que pagar uma taxa de 10usd lá no aeroporto (tem um guichê só para Galápagos). Vacina eu AAAAAACHO que não precisa, mas não é certeza. Manda ver na sua trip!!! Depois me conta!! Qqr dúvida só mandar!!
  5. De fato, pelo que lembro era uns 100~120USD...
  6. Tatiokumura, a voltagem lá é 220V. Em relação a agências, em Santa Cruz não tenho nenhum para recomendar porque não contratei passeio. Mas, pelo que entendi, os preços são meio que tabelados, ou seja, se vc quiser ir para Isla Santa Fé, Isla Floreana, Isla Española, Isla Bartolomé, AAACHO que todas cobram os mesmos preços. Em San Cristobal, gostei bastante do atendimento da agência que contratei, se não me engano se chama "Sea Riders" ou "Aqua Riders"... Para chegar lá, vá até a avenida principal (a que fica na beira do mar), e vá no sentido oposto ao que fica Las Tijeretas. Você vai passar por uma estátua de tartaruga, atravessar uma ponte e vai dar numa rua em forma de delta. Na aresta oposta ao vértice de onde vc chegou, fica a loja. Fale com o Ramiro. O atendimento foi excelente. Para ir até a parte alta da ilha, qualquer taxista leva, é tranquilo. Em Isabela o preço é tabeladíssimo, então qualquer uma que você for, os passeios e os preços serão os mesmos. A única coisa que consegui chorando foi que me emprestassem a roupa de mergulho (que para alugar era uns 5usd). Fui pela agência Mantaraya, mas o atendimento não foi nada que eu recomendasse ou desrecomendasse, foi normal HEHEHE Se for fazer snorkeling, não se esqueça de perguntar se o guia tira fotos (as agências que contratei faziam isso, os guias levavam uma gopro, tiravam fotos de todos embaixo d'água, dai vc leva um pen drive e eles copiam.)
  7. João, ouvi dizer que a ilha é um vulcão ativo (em 2009 teve uma erupção), mas acho que não existe lá nada que seja absolutamente exclusivo (iguanas e pássaros). Quando eu perguntava em Isabela como chegar em Fernandina, os nativos me olhavam com cara de espanto e falavam "é muito muito longe, não tem como chegar, talvez algum cruzeiro... mas para que você quer ir fazer lá?" Meu alvo era Galápagos, então acabei nem conhecendo Quito e Guayaquil. A alemã com quem fiz amizade diz que adorou a parte continental do país. Dizem que o vulcão Cotopaxi é lindo!! Se for para lá me conta depois!!
  8. Edu, os preços estão honestos, é isso mesmo o que eles cobram. O vulcão eu não subi, depois me conta e posta foto!!
  9. João, levei uma carcaça para meu iphone, mas ela não é muito boa: depois de 5 minutos na água ela embaça, as fotos na Loberia eu mesmo tirei, nos snorkelings os guias tiram foto e depois vc pode pegá-las, não deixe de levar um pen drive! O mais comédia é que em los Tuneles foram 2 americanas loiras super patys, enquanto todo mundo usava roupa de mergulho elas usaram só biquini. Curiosamente 90% das fotos eram delas A vantagem de ir de barco é que você para em muito mais ilhas além das principais (Por exemplo, é impossível ir para a Isla Fernandina se não for em cruzeiro), mas a impressão que tenho é que os cruzeiros são muito turísticos, vai todo mundo falar inglês, comer comida turistica, ficar pouco tempo em cada lugar... perde-se o feeling de ESTAR em Galápagos.
  10. Edu, você deve fazer o contrário. Para los tuneles só existe saída pela manhã, enquanto para las tintoneras existem 6 horários de saída (eu peguei o das 15:00, que se não me engano era um dos últimos). É possível sim fazer os dois no mesmo dia, algumas pessoas fazem los tuneles e pegam o barco das 15h para a Isla Santa Cruz (o guia inclusive pergunta se há alguém que precisa estar às 15h de volta), então acho que você não vai ter grandes problemas. Além do mais, você já vai estar no porto, que é de onde saem os dois passeios, você pode combinar com a agência em que você vai comprar las tintoneras para encontrá-los por lá mesmo! Grande abraço!!! Espero ter ajudado ^^
  11. Oi Déia!!! Que coincidência, eu estava lendo um relato no mesmo dia que você escreveu as mensagens!!! Monte Roraima e Salto Angel estão na minha mira, seu relato deu para esclarecer bastante!!! Depois vou mandar umas perguntas lá rsrsrs Quanto ao Hostal de Vilma, ele fica na Av. Charles Darwin (principal avenida de Puerto Ayora). Estando no porto, vá umas 2 ou 3 quadras na direção do Centro de Pesquisa Charles Dawin, é por ali. Mesmo que você não encontre, não tem problema, existem muitos por lá e são bem baratos!! Em relação aos horários dos barcos, Santa Cruz - San Cristobal: Sai um de manhã, às 7:00 e um de tarde às 15:30 San Cristobal - Santa Cruz: Não sei Santa Cruz - Isabela: Não sei Isabela Santa Cruz: 6:00 e outro no período da tarde, acho que 15:30. NÃO EXISTE BARCO ENTRE SAN CRISTOBAL E ISABELA!!! CUIDADO!!! É necessário fazer duas viagens se quiser ir de uma ilha para outra, no caso, você precisaria pegar, por exemplo, um barco de manhã de Isabela para Santa Cruz e de tarde o de Santa Cruz para San Cristobal. Espero ter ajudado =)
  12. Olá Mochileiros!! Vou registrar aqui minha visita ao Arquipélago de Galápagos. Sem sombra de dúvidas foi a viagem que MAIS aproveitei o tempo, eu acordava quando o sol nascia e só voltava quando o sol ia embora. Foi a primeira viagem que fiz sozinho, uma experiência INCRÍVEL em um lugar INCRÍVEL!!! Tudo na base do improviso: comprei somente as passagens de ida e retorno, não fiz nenhuma reserva. Fui apenas tendo ideia de algumas coisas que queria fazer, com o capítulo do Lonely Planet sobre Galápagos e tendo lido o relato do allanavila ( galapagos-por-conta-propria-dicas-fotos-t88575.html ). No começo fiquei um pouco desesperado porque achei que não ia dar tempo de fazer metade das coisas que eu queria, mas calhou que coube tudo com tranquilidade Pessoal, é muito fácil, tranquilo e, acredite se quiserem, BARATO conhecer Galápagos (Exceto pela passagem (cara), que paguei R$2100 incluindo impostos e taxas, gastei 800USD durante a viagem inteira, isso porque gastei 120USD com uma SUPER extravagância que vou contar adiante, daria para viver sem ela).. É um lugar bastante seguro, tudo é de fácil acesso, o povo é simpático e estão sempre dispostos a ajudar. Vou colocar o máximo possível o preço das coisas. Do arquipélago, são 3 as principais ilhas: Santa Cruz, San Cristobal e Isabela. A moeda usada lá é o Dolar Americano e o idioma é o Espanhol. Uma dica para quem vai do Brasil: mantenha seu corpo para o fuso horário do Brasil, assim você acorda lá às 6 da manhã como se estivesse acordando às 10!!!! Da mesma forma você acaba indo dormir cedo, já que não tem muita coisa para fazer de noite. Vamos lá: 25/10 – Mochileiros, este foi o dia que peguei meu voo para Galápagos saindo de São Paulo com conexão em Lima e Guayaquil. Em Guayaquil, antes de embarcar para Galápagos, é necessário passar em um guichê especial, onde você deve pagar uma taxa de 10USD, vão te dar algumas fichas para preencher e vão examinar sua bagagem (entrar com produtos orgânicos é PROIBIDÍSSIMO). Certinho, fiz tudo isso e embarquei para Galápagos! Foram umas 2 horas de voo até começarmos a chegar perto da Isla Baltra, que vista INCRÍVEL!!! Para quem jogou pokemon Red/Blue, parece a Seafoam Island rsrsrsrs. O aeroporto foi construído pelos americanos na época da guerra, por isso ele tem um arzão bem militar. Novamente temos que passar por um guichê, pagar mais uma taxa (LEVEM DINHEIRO EM CASH) (50USD para países do mercosul... Para quem é estrangeiro sai 100USD e para os equatorianos sai 5USD), eles carimbam o passaporte com o logo do Parque Nacional de Galápagos e dai você pode entrar para pegar sua bagagem (mas antes são examinadas por um cão farejador hehe) IMG_6541 by fmatsusaki, on Flickr Do aeroporto saem ônibus das próprias companhias aéreas que nos levaram de graça até um ponto onde pegamos a balsa (1USD) da Isla Baltra para Isla Santa Cruz (menos de10 minutos). Nestes trechos já me dava o sentimento de que eu estava num lugar extraterrestre, COMPLETAMENTE diferente de tudo!!!! IMG_6546 by fmatsusaki, on Flickr Nesta época que eu fui, de calor, os palos santos (árvore muito abundante na ilha) perdem as folhas, então o que você vê é uma floresta branca, sem folhas, parecendo um espinhal, por todos os lados!! Outra característica marcante são os cactos com tronco, lá é o único lugar do mundo onde os cactos nascem como árvores (sério, dá muita vontade de levar para casa!!). IMG_7166 by fmatsusaki, on Flickr Saindo da balsa e pisando na Isla Santa Cruz, é necessário cruzar a Ilha inteira para chegar em Puerto Ayora (de longe a maior cidade do arquipélago). Haviam várias opções: vans, taxis etc. Peguei um ônibus por 1USD e depois de 1 hora cheguei na cidade (por volta de 17h). Eu estava com o guia do lonely planet, que foi bastante útil, dei uma olhada nele para encontrar um hostal por perto e acabei ficando no Hotel Lírio del Mar por 17USD a diária (sem café da manhã. Aliás, nenhum dos hostals que fiquei serviam café da manhã). O atendimento e o quarto eram bons, mas a água do chuveiro era fria... por isso, recomendo que procurem outros hostals, existem MUITAS opções com o mesmo preço que oferecem um pouco mais. Neste dia só me restou ir dar uma olhada na cidade, jantar e dormir. 26/10 – Acordei às 6:00 com um tempo muito bom!!! Comi alguma coisinha no restaurante da frente e #partiu vida!!! IMG_6562 by fmatsusaki, on Flickr A primeira coisa que fui fazer foi conhecer o Charles Darwin Research Station. É muito fácil chegar, basta seguir a avenida principal até o fim. No caminho vi uma entradinha no meio de um monte de árvores para um pequeno cais e entrei para ver. Havia um pelicano ENOOOOOORME no chão e foi o meu primeiro susto!!!! Eu não sabia se ele atacava ou não, mas por via das dúvidas não quis chegar muito perto, estava voltando de fininho quando vi DEZENAS de pelicanos gigantes pousados nas árvores que eu tinha ACABADO de passar!! KKKKKKKKK IMG_6574 by fmatsusaki, on Flickr Pessoal, uma coisa MUITO interessánte de lá é que os animais simplesmente não se importam com os humanos!! Eles não atacam e não ligam se você chega perto (exceto pelas Galápagos, que se enfiam no casco). O mesmo valia para os pelicanos, eu tinha tomado o susto inicial mas eles nem ligam para o que você faz ou deixa de fazer (AAAAH se a humanidade também fosse assim rsrsrs). Beleza, continuei meu caminho e cheguei no CDRS (para entrar é de graça), existe lá uma trilha que você faz de onde pode ver as tartarugas gigantes (mas só à distância, tipo zoológico) e umas iguanas amarelas. O bom é que só tinha eu, e foi todo aquele OOOHH, OOOHH!! IMG_6610 by fmatsusaki, on Flickr Depois de lá fui conhecer a Tortuga Bay. Também é muito fácil de chegar: basta seguir a avenida até a outra extremidade da cidade, virar aqui, virar ali e tem a entrada da trilha para a praia. Mochileiros, que trilha IMPRESSIONANTE!! Era uma floresta de palo santos, ou seja, você passa por uma floresta branca e espinhenta, onde também há várias árvores de cactos. Leva mais ou menos uns 30 minutos caminhando. IMG_6666 by fmatsusaki, on Flickr Cheguei então na Tortuga Bay: uma praia branca com mar prateado, vasta e vazia, parecia cenário de filme! IMG_6672 by fmatsusaki, on Flickr Esta praiona não é boa para banho porque as correntezas são muito fortes. Indo para a direita até o fim da praia existe uma outra praia que sim é própria para banho. Fui caminhando até lá e tive o meu segundo OOOHHH!!! Chegando quase no fim da praiona me deparei com MUITAS iguanas ENOOOORMES a paisana na praia!!!! Mochileiros, e acho que essa é a melhor parte de conhecer Galápagos, você se sente fazendo parte do lugar!!! Não é aquela coisa de “ah, estou vendo os animais à distância”, eles simplesmente estão ali, NA SUA FRENTE, eles cruzando nossos caminhos e nós cruzando o deles!!! IMG_6777 by fmatsusaki, on Flickr De uma praia para outra toma-se um caminho aberto onde haviam MUITAS muitas mais iguanas preguiçosas, sóó tomando sol rsrsrs Chegando na outra praia, onde eu ouvira dizer que haviam tubarões, raias, tartarugas etc, tive uma bad news: a maré estava baixa, e por isso não teria, neste momento, nenhum daqueles animais ali T,T. De qualquer forma fiquei lá na praia por um tempo, que tinha uma paisagem muito bonita!! IMG_6691 by fmatsusaki, on Flickr Ali perto tinha um lugar com água cristalina onde os peixinhos te atacam quando você se aproxima rsrs . IMG_6713 by fmatsusaki, on Flickr Abri um pacote de bolacha para comer e veio uma horda daquele passarinho, o Darwin Finch, filar boia!! Os mais ousados subiam no meu pé e ficavam batendo as asas na minha perna para chamar a atenção heheh. IMG_6737 by fmatsusaki, on Flickr Depois de curtir a praia voltei para a cidade, era por volta de umas 14h e fui conhecer Las Grietas e a Playa de los Alemanes. Novamente para chegar é muito fácil: vá até o porto e tome um taxi aquático por 50 ou 60 centavos de dólar. Você toma 2 ou 3 minutos de barco até chegar no início de uma trilha. No caminho você passa pela playa de los alemanes (deixei para passar na volta), vai seguindo as plaquinhas e ATENÇÃO, tem uma hora que você pode virar para a direita e para a esquerda, e não tem placa. Isso porque você não deve ir nem para um lado nem para o outro, mas seguir adiante por uma porta de madeira que fica semiaberta e atrás dela sim tem uma placa indicando que é por ali o caminho rsrsrsrsrs. Beleza, dai você segue por uma trilha IMG_6786 by fmatsusaki, on Flickr até chegar em Las Grietas. Galera, é IMPRESSIONANTE o azul daquela água!!!! É um Azul escuro bem transparente, lugar LINDO!!! Não deixem de levar um snorkel para mergulhar nas profundezas das grietas (tem uns 30 metros de profundiade, é lindo ver os paredões debaixo dágua). Por sorte estava vazio, só tinha eu mais uns 3 caras. Nadei bastante e começou a chegar mais uma tchurma. Troquei uma ideia com uma galapagueña que me disse a coisa mais marcante da viagem. Eu disse “quiero volver a Galapagos” e ela respondeu: “TODOS quieren volver a Galápagos”. Fala sério, essa mulher deveria ganhar um prêmio!!!! IMG_6830 by fmatsusaki, on Flickr IMG_6813 by fmatsusaki, on Flickr Depois de curtir lá, tomei o caminho de volta e dei uma parada na Playa de los Alemanes. Chegando na cidade no fim da tarde, tomei um banho, comprei uma passagem de barco para San Cristobal (30USD) no dia seguinte, fiquei no porto pintando mandalas, jantei e fiz uma coisa MUUUITO da hora!!! Tinha um carro centopéia parado na praça, paguei 1USD e o motorista levava a tchurma toda para dar uma volta de 15 minutos por Puerto Ayora HAHA comédia!! IMG_6876 by fmatsusaki, on Flickr 27/10 – Pessoal, neste dia acordei para pegar o barco para San Cristobal. Eu havia lido no relato do allanavila, aqui no forum mochileiros, que a viagem era barra pesada, mas não imaginei que fosse tanto =S São 2 horas e meia de pancadaria, o barco vai em alta velocidade e, como são muitas ondas altas, você fica literalmente voando e levando tranco, 2 horas e meia voando e caindo, voando e caindo... Que mal danado faz pra coluna! Chegando lá, por volta das 9:30, eu não fazia a mínima ideia de onde ficaria, mas havia lá um senhor que me perguntou se eu estava buscando hospedagem. Ele me ofereceu uma por 15USD e, sinceramente, foi a MELHOR estadia da viagem inteira!!! Se chama “Posada Turística Terito” e SUPER recomendo: quarto impecávelmente limpo e arrumado, banheiro privado limpíssimo com um chuveiro delicioso!! O seu Homero e a esposa dele são pessoas MUITO amáveis, eles adoram conversar e se interessam muito pelas histórias dos estrangeiros!! A esposa do Homero tem uma coleção de regalitos que os visitantes dão para ela, chaveiros e outras pequenas coisas que as pessoas dão de seus respectivos países, e é uma felicidade ENOOOOOORME para ela mostrar as coisas, contar sobre as pessoas que deram aqueles presentes. Todos os dias que eu chegava eles queriam saber todos os detalhes de como havia sido o dia, queriam ver fotos e torciam pelo sucesso da viagem. =D Pois bem, passada a propaganda, eles me recomendaram ir conhecer Las Tijeretas, uma trilha nos morros logo depois do Centro de Interpretação (para entrar é de graça) (achei o mais bonito e completo de todos, conta toda a história de Galápagos). IMG_6899 by fmatsusaki, on Flickr Não deixem de levar o snorkeling, por ali tem um ponto muito bom com água bem transparente! IMG_6908 by fmatsusaki, on Flickr Em seguida, a trilha leva a vários mirantes lindos e depois até a Playa Punta Carola, INFESTAAAADA de lobos marinhos!!! Eles ficam dormindo e, quando você se aproxima, eles levantam a cabeça, olham para a sua cara e voltam a dormir rsrsrsrs. Tinha um filhote que tentava a todo custo atazanar uma iguana. IMG_6991 by fmatsusaki, on Flickr Voltando para a cidade eu queria ainda conhecer a loberia neste dia. Parei um taxi que me cobrou não sei se 3 ou 6USD para me levar até lá. No caminho ele foi puxando assunto, perguntou o que eu ia fazer naquele dia e se ofereceu para me levar para me levar para conhecer a parte alta da ilha por 60USD... Chorei e consegui por 50USD. Combinei que ele me deixaria na loberia e que dentro de uma hora ele estaria de volta para me buscar. Para chegar na loberia é uma trilha super curta na areia. Novamente MUITOS lobos marinhos na praia causando demais!!Me haviam dito que ali haviam tartarugas marinhas. Gente, não tem tartarugas marinhas, lá CHOVE tartarugas marinhas!!! Tantas que quando você está no mar você tropeça nelas, e elas são ENOOOOOORMES! Leve seu snorkel para ver esses animais fantásticos!!! IMG_7041 by fmatsusaki, on Flickr IMG_7051 by fmatsusaki, on Flickr Passada uma hora me encontrei com o taxista no local marcado. O primeiro ponto de parada é a Laguna el Junco, a única fonte de água potável de todo o arquipélago!! É a boca de um vulcão onde se acumulou água e formou um lago, você sobe as escadas e chegando lá em cima você ve aquele espelho d'água perfeitamente redondo, os pássaros pescando e aquele vento delicioso!!! Existe uma trilha pela qual você faz toda a circunferência do lago, vale muito a pena, pois de alguns pontos você tem a visão tá ilha inteira, belíssimo!! IMG_7094 by fmatsusaki, on Flickr IMG_7104 by fmatsusaki, on Flickr O próximo ponto é a Galapaguera de Cerro Colorado, onde eles criam as tartarugas gigantes para repovoarem a ilha. É bem legal, você entra e tem uma trilha pela qual você vai passando e vendo as tartarugas gigantes, no final da trilha é o centro de criação das tartarugas recém-nascidas, uma belezinha =) IMG_7115 by fmatsusaki, on Flickr O último ponto de parada é o Puerto Chino, uma praia pela qual você faz uma trilha de 15 minutos para chegar. É uma praia bem pequena e bonita, também com muitos lobos marinhos descansando. IMG_7131 by fmatsusaki, on Flickr IMG_7119 by fmatsusaki, on Flickr Desta praia tem uma trilha BEEM escondida na qual você sobe e tem alguns piqueros de patas azules no topo das pedras!! É impressionante o azul da pata deles. IMG_7136 by fmatsusaki, on Flickr Voltando para a cidade, fiquei pensando o que fazer no dia seguinte. O Seu Homero e a esposa dele me falaram de uma alemã que havia se hospedado ali que tinha feito snorkeling no León Dormido (uma pedra gigante no meio do oceano) e que havia visto uma horda de tubarões martelos!! Fiquei doido para fazer, eles me recomendaram onde e fui lá fechar negócio. Era 80USD mas negociei e ficou por 70USD. Pessoal, neste momento eu tinha uma preocupação: para chegar em Isabela eu teria que tomar 2 barcos (não existe barco direto de S. Cristobal para Isabela), seriam mais 2 viagens para arrebentar minha coluna e perderia um dia INTEIRO viajando... Contei este meu drama para o Homero e para a esposa. Eles me falaram que era possível tomar um aeroplano direto. Fui até o aeroporto que não era longe, mas já estava fechado. Jantei por 6USD num restaurante (vi uma barata passando =S), mas com muita fartura de comida e depois fui dormir. 28/10 – Acordei cedo e tive uma corrida ENOOOOOORME contra o tempo!!!! Eu precisava comprar a passagem do aeroplano antes de embarcar p o snorkeling, que saia às 9:00. Cheguei correndo na companhia aéra, mas ela só abria às 8:30. Fiquei fazendo plantão na porta e, quando abriu, expliquei p a moça a minha situação urgente, e que eu precisava de uma passagem p o dia seguinte p Isabela. Comprei a ÚLTIMA passagem (a avioneta só tem 6 vagas), aproveitei também para comprar de Isabela para Santa Cruz, paguei 120USD em cada passagem (esta é a parte que eu disse no começo do relato que era extravagância). Jajá vou contar mais sobre isso. Enfim, eles só aceitam cash, fui VOANDO em um caixa eletrônico para tirar dinheiro, voltei VOANDO para pagar e fui VOANDO² para o porto pegar o barco!!! UFA, deu tempo até de passar na padoca pegar um sanduba de queijo e presunto!!! O tempo estava perfeito para navegar!! Havia eu mais umas 7 pessoas. O guia e o capitão eram gente finíssimas =)) Paramos primeiro em uma praia LINDA de azul!!! IMG_7192 by fmatsusaki, on Flickr Demos uma volta por ali, o guia foi explicando várias coisas e depois fizemos snorkeling na praia (não vi muita coisa, mas tem gente lá que jurou que viu de tudo rsrs). Retomamos o barco e retomamos nosso caminho para León Dormido. Mochileiros, de longe o León Dormido parece uma pedrinha de nada no meio do oceano, mas chegando perto é quase que uma montanha!!!! IMG_7197 by fmatsusaki, on Flickr IMG_7209 by fmatsusaki, on Flickr Pulamos no oceano, eu N-U-N-C-A havia tido uma visibilidade tão boa no mar!!!! Você via a dezenas de metros de distância, e os raios de sol na água faziam parecer que você estava dentro de um cristal, foi uma das coisas mais lindas que estes olhos, que um dia a terra há de comer, já viram!!! Fizemos snorkeling ao redor do León dormido. Vimos 1 tubartão tintonera, 2 tubarões martelos, vários cardumes de peixes, tartarugas, raia.... Foi lindo demais, demais, demais, demais. GOPR3423 by fmatsusaki, on Flickr GOPR3419 by fmatsusaki, on Flickr GOPR3411 by fmatsusaki, on Flickr GOPR3398 by fmatsusaki, on Flickr Voltamos por volta das 15h. Fui dar uma volta e vi uma placa por aí falando da Casa del Ceibo, uma casa construida em cima do maior ceibo do mundo. Fiquei curioso e tomei um taxi para ir lá ver (fica no vilarejo El Progreso) (acho que paguei uns 6usd... coisa assim). Para entrar na casa tem que pagar 1,50USD para entrar nela. Cara, poucas vezes estive em um lugar tão encantado. Parecia uma casa de conto de fadas!!! Você sobe nela por uma ponte, depois escadas. Dela você fica ouvindo o farfalhar das folhas, o ranger dos galhos, e ela é a decoração é de uma sutileza quase que mágica. IMG_7270 by fmatsusaki, on Flickr Só tinha eu por lá. Fiquei sentado um tempo só sentindo, tirei algumas fotos e desci. A menina que cuida da casa me mostrou o que mais ela tinha. Por entre o tronco da árvore tem uma escada que você desce para uma sala subterrânea, que fica entre as raízes!!!!! PIREI PIREI PIREI!!! IMG_7262 by fmatsusaki, on Flickr IMG_7264 by fmatsusaki, on Flickr Ela me mostrou também os brinquedos: uma corda em que você se pendura e se joga de uma pedra para fazer a #Tarzan e um pneu onde você senta, ela te gira gira gira e depois solta a corda, você gira que nem um louco!! Olha, foi uma experiência linda esta casa... A energia daquele lugar me marcou muito! Depois disso dei umas voltinhas pelo vilarejo e tomei um taxi de volta. 29/10- Mochileiro, não sei se vocês perceberam, mas até agora tudo o que eu estava fazendo foi se encaixando perfeitamente bem, tudo estava saindo conforme meus planos, até que chegou o dia de hoje hehehehehe. De manhã me despedi do Homero e da Esposa dele, fui caminhando até o aeroporto e tomei o voo. IMG_7289 by fmatsusaki, on Flickr QUE EXPERIÊNCIA INCRÍVEL!!! Voa que é um beleza!!! A vista lá de cima é linda! Mais impressionante do que ver San Cristobal de cima IMG_7300 by fmatsusaki, on Flickr foi ver Isabela de cima: Várias bocas de vulcão no meio do oceano e a ilha em si era TODINHA preta, pura cinza vulcânica!!! IMG_7312 by fmatsusaki, on Flickr Chegamos no aeroporto, que fica afastado da cidade (Puerto Villamil). Combinei com duas australianas de dividir o taxi. Pessoal, em galápagos TODOS os taxis são pick ups. Coloquei meu mochilão atrás e fomos. As australianas ficaram em um hostal e eu fui para outro, o Coral Blanco porque vi que o allanavila tinha recomendado. A diária dele era 20USD, mas era tão gostoso que, mesmo sendo 5USD mais caro que o usual resolvi ficar (além de tudo ele tem ar condicionado heheh). Fui lá na recepção acertar e quando fui pegar o $$ pra pagar... cade a mala? Mochileiros, EU ESQUECI MEU MOCHILÃO NO TAXI! Repito: EU ESQUECI MEU MOCHILÃO NO TAXI! Pessoal, sério, eu não tinha nada de importante na minha mochila... TUDO o que eu queria era o dinheiro para pagar o hostal e uma bermuda (eu estava de calça jeans e estava pegando fogo). Fiquei desesperado. Acho que a moça da recepção percebeu e por isso começou a ligar para todas as radio taxis divulgarem o perdido, mas tudo o que eu lembrava era que o carro era branco (90% dos taxis lá são brancos), que o cara tinha cabelo espetado (...ok) e que usava óculos escuro (AH! Agora sim hein!), E MAIS NADA. Sai correndo pela cidade olhando na caçamba de cada taxi (HAHAHAH vendo hoje foi hilário). Nada. Já estava me conformando com as perdas, isso já tinham se passado uma ou duas horas, até que <3 o taxi apareceu com a minha mochila <3 (e com um animal morto na caçamba, o que foi muito estranho). Botei a bermuda, conversei com a recepcionista p saber o que tinha p fazer na ilha e toquei o pau. Aluguei uma bike (se não me engaaano paguei era 2 usd a hora e 10 usd o full day), fui numa agência comprar 2 passeios (um deles era para as 15h (Las Tintoneras 30usd) deste mesmo dia e o outro para o dia seguinte (Los Tuneles 85usd)). Chorei o preço mas a mulher não me deu desconto, a única coisa que consegui chorando foi a roupa de mergulho emprestada para o snorkeling no dia seguinte. Ta bom né? Beleza, fui de bike na direção do Muro de Las Lagrimas. No meio caminho até lá existem váárias mini trilhas que você vai parando com a bike para fazer, vá com tempo p fazer tudo tranquilo. Parei em alguns lagos, IMG_7327 by fmatsusaki, on Flickr em uma praia onde haviam hordas de iguanas e piqueros de patas azules, IMG_7362 by fmatsusaki, on Flickr IMG_7385 by fmatsusaki, on Flickr no tunel del estero (uma caverna que você entra enquanto a mare esta baixa, ela parece não ter fim. Assustadora) IMG_7400 by fmatsusaki, on Flickr e no mirante (visão MARAVILHOSA) IMG_7393 by fmatsusaki, on Flickr . Não cheguei até o muro de las lagrimas porque eu tinha que voltar para estar às 15h nas tintoneras, mas tudo o que vi no caminho já fez valer a pena. Bueno, de volta para Puero Villamil devolvi a bike e fui até a loja. De lá um taxi veio buscar eu e mais algumas pessoas. Fomos até o porto e de lá tomamos um barco até as tintoneras. No caminho passamos por algumas pedras onde vivem os pinguins de Galápagos (eles vivem em um número reduzidíssimo... parece que só existem uns mais uns 700 no mundo) IMG_7414 by fmatsusaki, on Flickr Galera, super vale a pena pela paisagem, formada por rocha AA (DIIZZEEEMM QUEEEE ela leva este nome porque ela é pontiaguda e se você pisa descalço você grita AH! AH!), parece o inferno!! IMG_7417 by fmatsusaki, on Flickr IMG_7419 by fmatsusaki, on Flickr E lá é INFESTADO de iguanas, elas ficam todas amontoadas fungando pelo nariz com aquelas caras de bravas, muito engraçadas!! IMG_7427 by fmatsusaki, on Flickr Continuando o rolê, passamos por uma fenda na rocha onde vivem as tintoneras (tubarão de ponta branca). Tem MUUUITOS!! Eles vão até ali para descansar porque a água é mais tranquila. IMG_7450 by fmatsusaki, on Flickr Depois disso voltamos para o barco e fomos fazer um snorkeling. Haviam tartarugas, estrelas do mar, lobos marinhos... Depois disso voltei, comi, tomei um milkshake num lugar ali que estava cheio de gente (e por isso deduzi que deveria ser bom, e era) e fui dormir. (hehehe alguém ainda lembrava que neste mesmo dia eu perdi a mala? Parece que já faz tanto tempo né) 30/10 – Mochileiros, neste dia acordei, abri o e-mail e meu voo para o dia seguinte para Santa Cruz havia sido cancelado por problemas técnicos no avião. No fim foi até bom, mais adiante vocês vão saber o porquê. O taxi passou para me pegar no próprio coral Blanco de manhã, me levou até uma loja de mergulho, onde peguei a roupa e os equipamentos, e levou eu e mais umas 6 pessoas para o porto. Primeiro fomos até a Roca Union, apenas para observar, IMG_7453 by fmatsusaki, on Flickr e depois fomos até um ponto de snorkeling onde era possível ver váááarias tintoneras. GOPR4296 by fmatsusaki, on Flickr Vimos também as raias douradas, o guia tirou uma foto minha que foi a minha favorita da viagem!! GOPR4353 by fmatsusaki, on Flickr Depois disso voltamos para o barco e fomos até Los Tuneles... No caminho avistamos uma raia manta, saltamos todos do barco... Foi tudo muito rápido, ela tinha uns 4m!!!! Infelizmente não tenho foto, mas foi LINDO LINDO LINDO... Galera, chegando nos tineles QUE ESPETÁCULO!!! São túneis de rochas vulcânicas que se formaram no mar IMG_7478 copy by fmatsusaki, on Flickr , fizemos snorkeling ali e vimos cardumes de peixes cirurgiões, cavalos marinhos, tartarugas etc =))) GOPR4647 by fmatsusaki, on Flickr GOPR4672 by fmatsusaki, on Flickr G0024419 by fmatsusaki, on Flickr Depois fomos dar uma caminhada por alí. Os piqueros de patas azules estavam com filhotes, uma graça!!!! IMG_7496 by fmatsusaki, on Flickr IMG_7503 by fmatsusaki, on Flickr IMG_7541 by fmatsusaki, on Flickr SUPER valeu a pena. Depois de voltar fui até a empresa aérea e peguei os 120USD de volta. Depois fui ao centro de crianza de tortugas e até o lago dos flamingos. A trilha é bem gostosa e tranquila. As tartarugas que eles criam ali no meu ver são as mais diferentes, elas parecem ter a pele mais seca e os cascos são menos brilhantes que às das outras ilhas. É uma graça, porque têm MUUUITAS MUITAS MUITAS!!!! IMG_7542 by fmatsusaki, on Flickr O centro de interpretação que tem ali é MUITO fraco, está mal conservado e tem poucas informações. Seguindo pela estrada, chega-se ao lago dos flamingos. =) IMG_7554 by fmatsusaki, on Flickr Voltei, tomei banho e fui dar um rolezinho no porto. Ali tinham raias, pinguins e lobos marinhos nadando no raso (é possível fazer snorkeling) IMG_7566 by fmatsusaki, on Flickr Depois disso voltei para a cidade, tomei banho e sai para jantar. Estava tendo uma apresentação de escola, os alunos passavam vestidos com roupas de vários países da América do Sul. No carro do Brasil estava tocando em último volume “ Beeeijo na boca é coisa do passado...” HA. IMG_7581 by fmatsusaki, on Flickr 31/10 – Às 6:00 tomei o barco para Isla Santa Cruz (30USD). A viagem foi mega tranquila, não teve voos e tombos rsrsrsrs. Cheguei às 8:30, busquei um hostal para ficar (fiquei em um que se chamava Hostal de Vilma, paguei 17USD e tinha água quente). Mochileiros, para este dia eu estava planejando conhecer a parte alta da ilha (los gemelos, rancho primícias, etc) e para isso bolei uma estratégia genial: alugar uma bike, tomar um taxi até los gemelos, que fica no topo da ilha, e ir só descendo de bike até a playa Garrapatera. Bom, como saco vazio não para em pé, entrei em um restaurante para mandar um Xburguer e Batata Frita... Isso, café da manhã bem saudáve. Foi o destino que mandou que eu fizesse isso. Na mesa do lado vi uma menina com um lonely planet aberto, puxei assunto com ela, que estava procurando alguma coisa pra fazer naquele dia. Ela perguntou o que eu ia fazer, gostou da ideia e se juntou a mim ^^ Era uma alemã. Pois bem, terminei o hambúrguer (com bastaante ketchup) e fomos alugar as bikes (pagamos 20USD para alugar o dia todo, eles emprestam o capacete e a corrente). Tomamos um taxi que deu 15 usd e nos levou até los Gemelos. Chegando lá, acorrentamos as bikes e fomos dar uma volta, MUUUITO legal!!!! São 2 crateras vulcânicas onde cresceu uma floresta dentro delas, é um poço gigante!! Muito bonito. IMG_7615 by fmatsusaki, on Flickr Em seguida montamos na bike e foi sóóó alegria!!! IMG_7626 by fmatsusaki, on Flickr Uma descida melhor que a outra (hahaha calma que tudo o que é bom dura pouco) até chegarmos nos tubos de Lava, que fica na mesma fazenda das Primícias. Os tubos de lava são IMPRESSIONANTES!!! Parece que foi construido por mãos humanas!!!! O melhor é que só estavamos nós dois, então não ficou aquela barulheira, tititi dentro do tubo. Tem uma parte que você tem que se arrastar no chão para passar!! KKKK IMG_7642 by fmatsusaki, on Flickr Fomos até o fim e depois voltamos, pois nossas bikes estava na entrada. De lá fomos até o rancho das primícias (6usd a entrada). Mochileiros, é GENIAL! MUITAs tartarugas gigantes que ficam o dia inteiro comendo grama, como se fossem cavalos!!! E sério, elas comem comem comem, dão UM passo e continuam comendo mais grama!! Gostei bastante porque as tartarugas ficam soltas e você pode chegar mais perto delas. São lindas! IMG_7663 by fmatsusaki, on Flickr IMG_7675 by fmatsusaki, on Flickr Depois disso veio o castigo: lembra de toooooodas aquelas descidas deliciosas que falei agora há pouco? Pois é, agora elas eram subidas <3. Fomos lá eu e a Pia, ela bem mais rápida que eu AHAHAH Que vergonha, eu fui capengando para subir... Finalmente chegamos de volta na Vila Santa Rosa, dali até a Playa Garrapatera era mais tranquilo, tinham subidas mas também tinham descidas. No caminho paramos na vila Bellavista para comprar coisas para bebermos (tinha um chá gelado delicioso!!) e lá aproveitamos para combinar com um taxista de nos buscar na praia mais tarde. Continuamos nossa pedalada... QUE VISTA!!!! IMG_7679 by fmatsusaki, on Flickr Depois de passar pelo Vilarejo é só descida, e você vai vendo a praia azul láááá embaixo!!! A estrada era muito bonita e fomo a toda velocidade. Chegamos na praia =))) Deixamos nossas coisas e fomos para o mar. Não dava para ver nada de snorkel, mas nem ligamos, a paisagem por si só já recompensava. IMG_7707 by fmatsusaki, on Flickr Demos uma volta na praia, fomos até o lago dos flamingos que tinha ali no fundo e, depois de 2 horas e meia por lá, subimos para nos encontrarmos com o taxista (já era 17:30). Voltamos e marcamos de jantar juntos. Alguma ruas paralelas acima da avenida principal rola uma rua só de restaurantes. As mesas ficam na rua e é aquela loucura de todo mundo oferecendo peixe, lagosta, etc =) Bem legal o clima. IMG_7719 by fmatsusaki, on Flickr Depois disso me despedi da Pia, ela iria cedo no dia seguinte para a Isla Bartolomé e eu voltaria para casa =(( 01/11 – Galera, eu estava 95% na bad porque era o último dia (só não estava 100% porque dois dias depois eu estaria indo para a Patagônia), mas resolvi levantar a cabeça e aproveitar com dignidade. Fui fazer o que não tinha feito, restavam poucas coisas... Decidi ir conhecer a laguna de las ninfas, que além de ser de graça era ali do lado. Chegando lá dei de cara com os portões fechados, apesar de na plana dizer que abria às 6:00 (já era 7:00). Dei uma volta e voltei lá às 7:30, e fechado... Nisso tinha uma moça por ali que estava tão encucada quanto eu, ela era do Madagaskar e veio me perguntar se eu sabia de alguma coisa. Fomos juntos numa padoca que tinha ali do lado, fomos informados que de fds só abre às 9:00 =P Tudo bem. Fomos os dois dar uma volta pela cidade. Paramos em um mercado de peixe onde uma mulher limpava peixes e ficavam 2 lobos marinhos, 3 pelicanos e uma garça filando boia. E a briga entre eles era feia viu!!! KKK Era uma graça que os lobos marinhos ficavam que nem cachorro pidão, esfregando a cabeça na perna dela, fazendo manha. IMG_7731 by fmatsusaki, on Flickr Depois fomos até a vila dos mosaicos (de graça para entrar). IMG_7763 by fmatsusaki, on Flickr Deu 9:00 e fomos para a laguna (de graça para entrar). Lá existem todos os tipos de mangue (vermelho, preto, branco...) e, se você tiver sorte, acho que é possível ver raias e tubarões. IMG_7769 by fmatsusaki, on Flickr Demos uma volta por ali e nos despedimos. Fiquei lá na cidade matando o tempo, almocei e parti de volta. Me passaram a informação de que naquele horário não tinha mais ônibus até o aeroporto, então peguei um taxi por 18USD, de lá peguei a balsa (1usd) e de lá peguei um busão de graça. Para provar que é verdade que aproveitei até o último segundo, ainda fui ver de perto os geradores eólicos de perto IMG_7789 by fmatsusaki, on Flickr E, por fim, o que eu deveria ter visto no início: IMG_7784 by fmatsusaki, on Flickr Mochileiros, desacreditei a quantidade de coisas que vivi nesses dias em Galápagos... Se fosse para mudar alguma coisa na viagem eu teria ficado um dia a mais para ir conhecer a Isla Bartolomé, onde tem o Pináculo de Darwin. Amei de paixão a viagem, espero voltar um dia para lá para ver os tubarões baleias e fazer mergulhos de cilindro. E para aqueles que nunca viajaram sozinho e têm medo, deixem de ser bobos e VÃO! Sério, é uma experiência MUITO BOA, você faz os seus horários, faz o que está com vontade, dorme onde quer, come quando quer, gasta quanto quer, conhece pessoas novas. Não tenha medo de viver! Grande abraço a todos. Espero que tenham gostado do relato. Até a próxima.
  13. Fmatsusaki

    4 dias em Brotas

    Renan, vai sim que vale muito a pena!! Se sentir falta de alguma informação no relato (foi o primeiro que escrevi) pode perguntar =) Abraço
  14. Fmatsusaki

    4 dias em Brotas

    Aê Galera! Vou deixar aqui registrado o relato de minha viagem SUPER-ECONÔMICA, de 4 dias que fiz de carro com uma amiga para Brotas. Fomos no dia 26.dez.2011 e voltamos no dia 29.dez.2011. Tudo começou com um mês de antecedência de planejamento, tinhamos 2 principais inimigos: dinheiro e clima. Tudo o que fariamos lá dependeria se o clima ajudasse e se o dinheiro permitisse. O primeiro passo foi então pesquisar, pesquisar, pesquisar e rezar. Pesquisando pudemos encontrar opções viáveis de passeio e um bom local para acampar, e rezando, com sorte, teriamos tempo bom (a previsão do tempo indicava MUITA CHUVA todos os dias ). Foram 2 os principais resultados da pesquisa: -Uma planilha com as principais informações dos principais campings da região camping.brotas.xls -Uma lista dos principais passeios que podem ser feitos em Brotas DESCRITIVO ATIVIDADES.pdf Pagamos adiantado uma parte do passeio para garantir a reserva (o que foi indispensável, pois ao chegarmos lá ficamos sabendo que muitos dos passeios estavam lotados). Pegamos um pacote onde pagamos 190R$ cada um para fazer rafting+boia cross+ cachoeirismo na agencia EcoAção. Há outras agências que fazem o passeio: Águas Radicais, Alaya, H2Omem, Território Selvagem e Vaca Nautica. 26.dez- 1ºdia Partimos de São Paulo 7h da manhã, estava garoando, a estrada estava em condições muito boas e tranquila. A medida que nos afastávamos de Sampa a chuva ia ficando para trás. Chegamos lá em aproximadamente 3 horas. Fomos direto para a fazenda Areia que Canta, onde o principal atrativo é... a areia que canta!! Sim, isso mesmo, essa areia, quando esfregada, emite um som parecido com o de uma cuica, no youtube tem vídeos mostrando. A entrada do hotel-fazenda fica próxima a um posto de gasolina abandonado, SSP-225, km 124,5 sentido Itirapina (quem está vindo de São Paulo deve viajar na direção de Brotas e fazer o primeiro retorno depois do km 124,5). É ainda necessário encarar mais uns 3km de descida em estrada de terra (em boas condições) que passa ao lado de um extenso pomar de laranjeiras. Para entrar na fazenda, com direito a visita monitorada para nascente da areia que canta o preço é 30R$. A fazendo possui uma infra-estrutura muito boa, com direito a banheiro com chuveiro, restaurante, piscinas, quadras etc. O uso da piscina, da quadra e de muitas outras coisas, porém, só é liberado para visitantes em épocas de baixa temporada, quando o hotel-fazenda está vazio. Que sorte!! Estava fazendo o maior solzão!! A primeira visita monitorada do dia acontece as 10h. Resolvemos esperar até a próxima, que seria 12h (depois disso, tem visita monitorada de hora em hora). Enquanto isso brincamos na mini-tirolesa e demos uma volta ao redor do lago, onde é possível encontrar árvores de todos os tipos de frutas possíveis. Existe também uma diversidade muito grande de pássaros na região. Chegado meio dia, haviam 3 grupos que fariam a visita. Para ir até a nascente, o monitor pega carona com algum dos visitantes (o monitor pediu carona para mim, pude então sondar mais algumas informações sobre Brotas) e então encaramos um trecho de estrada de terra bem ruinzinho. Chegando perto, estacionamos o carro e fizemos uma trilha bem curta que leva até a areia que canta. O lugar é simplesmente DEMAIS por 2 motivos: a areia, por incrível que pareça, faz MESMO um som quando esfregada. O outro é que você pode experimentar a sensação de areia movediça. Colocando o colete salva-vidas (proibido entrar sem) é necessário flutuar até a parte onde tem areia branca sem pisar no chão. Lá tem uma série de vertedouros de água percolando e ao "colocar o pé no chão" temos a sensação de que ele vai sendo engolido pela areia. Em seguida visitamos um trecho de um rio onde é possível pular de uma pedra bem no trecho onde tem uma queda d'água e ser levado pela correnteza. Tem também uma hidromassagem natural formada nas rochas. Vale MUITO a pena. Toda essa visita leva em torno de 3horas. Quando voltamos já era 15h e estavamos morrendo de fome. Apesar do preço SALGADÍSSIMO, pagamos os 35R$/pessoa para comer a vontade no restaurante (o tutu de feijão, a carne assada e a berinjela à milanesa estavam deliciosas) porque estávamos morrendo de fome. E outra, nos dias seguintes encarariamos somente os alimentos que trouxemos para economizar na viagem: 12 bandeijinhas de Fungini Prato Pronto. Fiquei impressionado com a versatilidade deste produto, tem vários tipos de massa que já vem prontas, não é preciso guardar em geladeira nem nada, é abrir e comer!! (nem esquentar precisa, se não fizer questão de comida quente). A lasanha e o capeleti de frango são até que gostosos, já o ravioli de carne foi difícil de encarar. Pelo resto da tarde, ficamos deitados nas redes que tem na beira do lago, tirei um cochilo e acabei acordando as 17h. Acertamos as contas e fomos para o camping. A princípio iriamos ficar no camping cachoeira escorregador, pois a previsão era de chuva e neste camping eles oferecem quiosques para quem vai acampar. Desta maneira ficariamos mais bem protegidos da chuva. Como não choveu (fez muito calor e poucas nuvens) entramos no primeiro camping que encontramos no Patrimonio: o camping Raio de Sol. Desde a fase de planejamento da viagem eu já estava tentado a ficar neste camping. Quando telefonei fiquei com uma impressão muito boa. Para quem não sabe, Patrimônio de São Sebastião da Serra é a estrada que leva para as cachoeiras da região. O Raio de Sol não só fica perto do centro (uns 15 minutos de carro) como também conta com uma ótima infraestrutura. Para cada barraca existe um poste de luz próximo bem como tomada, os banheiros são LIMPÍSSIMOS e os donos são uma família muito atenciosa. Vivem lá ainda 2 cachorros, o Kuma e o Bóris. O Kuma é bem sossegadão, já o Bóris ADORA brincar com os visitantes, eventualmente roubando chinelos fazendo com que pessoas saiam correndo desesperadamente atrás dele (falo isso por experiência própria rs). Ele também entra na piscina para brincar com as pessoas que lá estão. Armamos as barracas, jantamos o fungini, jogamos baralho e dormimos. 27.dez - 2ºdia Dia de muita agitação!! A programação era rafting 10h e Boia Cross 15h. Saimos cedo para garantir que chegássemos uma hora antes à pedido da agência (acabou sendo bobagem chegar muito cedo, ficamos sem nada para fazer). Comemos um pão de queijo (MUUUUITO BOM) e uma empada de frango (MUUUUITO BOA) numa padaria que ficava ali perto. Antes de ir pro rafting, recebemos umas aulinhas básicas (que é mais para rir do que para aprender). Chegando lá fizemos aquecimento e um jogo bem legal com os remos, todos formavam um grande círculo, o instrutor ficava no meio e dava instrução e tinhamos que correr para pegar o remo da pessoa da direita ou da esquerda, dar rodopios etc. Só estando lá para ter noção do quanto é engraçado. Fizemos então o rafting no rio Jacaré . Vale a pena!!! Valeu mais ainda porque minha amiga foi a única, dentre os 12 botes, a cair no rio RS. Chegando lá 13h, pegamos o carro e fomos para a praça comer nosso almoço (Fungini prato pronto rs), demos uma volta pelo centro e 15h estavamos dnovo lá na agência para fazermos o boia cross, que foi legal, mas as águas do rio são muito mansas. Nesses dois passeios é importante levar um calçado que fique preso ao pé e possa molhar. Quando voltamos, lá pelas 17h, ficamos na piscina do camping. Neste dia também fez um tempo muito bom, muito sol. 28.dez - 3ºdia Dia de Cachoeirismo!! Fomos até o parque Aventurah, que é onde fica a cachoeira, onde nossos instrutores, os irmãos Gian e Giovani nos deram uma aula básica de como deveriamos proceder na cachoeira. Entramos então na velha perua que nos levou até próximo da cachoeira. Descemos uma cachoeira de 45m amarrados por uma corda em pedras escorregadias, nunca havia feito nada do tipo, no começo, que tinha que se jogar de costas na beira da plataforma, deu um leve cagaço mas é bem tranquilo. Na volta encaramos uma trilha de uns 40 minutos no meio da mata para chegar até a perua. Pelo resto da tarde aproveitamos o parque, que tinha piscina, um lago bem grande, onde um menino de 6 anos me ensinou como eu deveria escorregar no tobolago (um tobogã que termina num lago). Ganhamos uma tirolesa aquática para fazer nesse parque, você pula de uma plataforma e no fim termina dentro do lago (muito legal). Tinha também lá uma prancha que era puxada por sistema mecânico para meio que vc surfar em alta velocidade no lago, mas que acabamos não indo. Na saída comemos o sanduba de linguiça com rucula no Tavolaro, que fica grudada no parque. Fomos direto para o centro, dar uma olhada na casa da Cachaça. O lugar é muito legal, vende além de cachaça licores de vários sabores, além de vender o melhor queijo que já comi na vida: um requeijão. Comi uma amostra, e na maior cara de pau pedi para repetir de tão bom que estava. Comprei um licor de leite de onça e um doce de nata. Lá pelo fim da tarde, exaustos e cansados, voltamos para o camping. O que vinhamos esperando há 2 dias finalmente aconteceu: choveu, com direito a muito vento e raio. 29.dez - 4º dia Pela manhã já havia parado de chover e as barracas estavam secas. Guardamos, arrumamos as malas, fechamos as contas e fomos para a nossa última visita em Brotas: escutando uma conversa, ouvimos dizer que a melhor cachoeira para se visitar era a Cassorova. É para lá que fomos. Já estávamos no Patrimônio e fomos entrando cada vez mais adentro. Fomos, fomos e fomos, parecia que o lugar não chegava nunca... já estavamos achando estranho, até que vimos uma placa, direcionada para uma estrada de terra que indicava "cachoeira do cassorova". A estrada está em condições muito ruins. Tem muitas subidas e descidas, que impedem o motorista de enxergar se tem algum carro vindo na direção oposta. Detalhe: é nessa estrada que fica o camping que a princípios iriamos, por sorte desistimos dele. Chegando lá na fazenda pagamos 25 conto cada um pra entrar (um roubo, mas fazer o quê). Lá ficam 2 trilhas, uma de 15 minutos em terreno íngreme com escadaria que leva até a cassorova e outra mais plana, porém 10 vezes mais comprida, que leva 40 min para ser percorrida (dos Quatis). Descemos primeiro na Cassorova sossegado (para minha amiga nem tanto). No pé da cachoeira tem um poço com 6m de profundidade, onde quem sabe nadar pode tomar banho. a única coisa que estraga a paisagem é uma grande corda laranja usada para fazer cachoeirismo que se extende por toda a cachoeira. Voltamos, minha amiga já muito cansada não quis fazer a do Quati, acabei nem indo também. Fomos embora para São Paulo, chegamos em 3h mais ou menos. Talvez tenha esquecido alguma coisa ou outra nesse relato, mas aí vai um super resumo: Gastos: Pedágios: 74R$ (total ida+volta). Confesso que isso foi burrada minha. Segui o GPS e fui pela Anhanguera. Se tivesse ido pela Bandeirantes o gasto com pedágio previsto era 55R$. Gasolina: Não sei exatamente dizer o quanto, mas foi aproximadamente 1 tanque inteiro Camping: 75R$/pessoa ( 25R$ por noite, 3 noites) Comida: Cada refeição daquela fungini custa 7,30R$ Pacote de Passeio: 190R$ Visita na Areia que canta: 30R$ NÃO DEIXE DE LEVAR: -Calçado que fique preso ao pé que possa molhar. No caso do rio do primeiro dia, do rafting e do boia cross era possível usar papete e sandália. No cachoeirismo era obrigatório o uso de calçado fechado, portanto leve um par de tênis para molhar e outro par para usar no dia a dia. -Repelente, ou próximo aos rios e cachoeiras você vai levar muitas picadas de lembrança. -Carro. Sem ele fica difícil se movimentar pela região, pois não existem ônibus que vão do centro até o bairro do patrimônio e até outros locais onde são realizados passeios (que ficam um pouco distantes). NÃO DEIXE DE VISITAR: -Fazenda Areia que canta - A nascente é FANTÁSTICA, e na fazenda dá para tirar um bom cochilo nas redes às margens dos lagos. -Casa da Cachaça - Além de cachaça vende licores caseiros de todos os sabores. Vende ainda doces caseiros e queijos ( o requeijão é FANTÁSTICO). Lá também tem um pequeno museu da cachaça, uma salinha com diferentes garrafas de bebidas alcoolicas. a loja em si é muito legal. O endereço é Pça Benedito Calixto, 221 (centro) - Sorveteria - Infelizmente não sei o nome, mas era uma sorveteria que ficava numa esquina e vende um sorvete de laranja (massa) muito bom por 3R$ a bola. -Tavolaro - Fica grudado no parque Aventurah (SP-225 direçao Jaú, km 142), tem vários tipos de doce caseiro, queijos e na lanchonete deles vende um sanduba de linguiça com queijo e rúcula bastante pedido. Muito bom. NÃO DEIXE DE COMER: - O requeijão que vende na Casa da Cachaça - Pão de queijo na padoca que fica perto das agências - Sorvete de Laranja na rua que é paralela à rua das agências - Sanduiche de Linguiça com Rucula e queijo na Tavolaro. Grande Abraço!! Felipe Matsusaki
×