Ir para conteúdo

Mirian Lizandra

Colaboradores
  • Total de itens

    91
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Mirian Lizandra postou

  1. O preço da lancha e catamarã é o mesmo, paguei por volta de 96 reais (comprei por agência, rota tropical turismo, pela internet).
  2. Fui em maio para Morro, ida de lancha e volta de catamarã. Não recomendo, tomei remédio para enjoo mas fiquei 2 hs passando mal (e diziam que estava um mar calmo). Pensei em trocar a volta por terrestre, mas acabei deixando... além de que afirmaram que o catamarã é melhor, realmente é menos pior, mas 2h passando mal com o estômago no pescoço é ruim de qualquer jeito... Só uma dica: a Ilhabela tour coloca lancha rápida, foram 50 pessoas, lotaram duas lanchas, mas não colocaram o catamarã!!
  3. Oi Michel, qual a documentação necessária para alugar carro? Os hotéis costumam ter vagas? tem alguma dica para quem pretende fazer a sicilia de carro?
  4. Voltando de Olimpia: o Parque me surpreendeu, muito bom! e mesmo tendo ido no feriado (março/2016) não estava lotadérrimo como imaginei. Alugamos uma casa próxima ao parque, assim deu pra ir a pé. Quanto aos ingressos fiz reserva através de uma agência que a dona da casa nos indicou, assim chegamos lá e pagamos os ingressos sem fila, diretamente no guiche da agência. Uma dica legal é o cartão do parque, você carrega com o valor que quiser e anda só com este cartão, deixei documentos, cartões de crédito, roupa, tudo no armário. Para carregar este cartão é só em dinheiro (as lanchonetes aceitam também cartões de débito). Outra dica é que se você não quer perder tempo escutando os promotores de venda te oferecendo para conhecer um stand de empreendimento, onde querem te convencer a comprar um apartamento, fale que não é casado. Não sei porque mas estava com alguns amigos, e quando falava que não era meu esposo agradeciam e iam embora. Uma casal amigo ficou com um tempão escutando que indo no stand teriam brindes e etc...
  5. Quando você vai? decidiu o translado? Vai de catamarã ou aéreo? Vou em maio com meu filho de 2,5 anos. Alguém sabe informar se no mês de maio o mar é mais bravo ou o u mais calmo, ou se é sorte...?
  6. E ingresso? onde é melhor comprar? Direto no Parque? pelo site? em alguma agencia?
  7. Dica: não deixe para comprar ocartão de ônibus em um domingo, pois você pode não encontrar bancas abertas (como no meu caso, em Palermo). Como os õnibus SÓ aceitam cartão, não utilizamos este transporte, ficamos de metrô (que vende bilhetes avulsos) e apé. Deu para conhecer muita coisa!
  8. Eu pretendo visitar Montevideo e Colonia del Sacramento de Carro, por isso queria um hotel no meio do caminho e não em montevideo, para passar um ou dois dias na região das vinicolas, mas vou dar mais uma procurada
  9. Há alguma vinícola com hospedagem? nos moldes da Casa Valduga? Ou qual o melhor ponto para se hospedar para ir a vinícola? Alguma dica para conhecer e se hospedar na região de Canelones ou Santa Lucia?
  10. É bem espaçosa mesmo, e ter a sala fez com que o quarto ficasse livre das tranqueiras, além da altura da sala que permite ficar em pé (muito bom!). É fácil de montar e passou no teste da chuva.
  11. Fomos caminhar, meu filho no carrinho dormiu mais um pouco.... ele no carrinho, agente nas cadeiras: sim valeu a pena acampar, mas por outro lado meu marido tem um trabalho pra terminar e pensando na zona que a casa ficaria se voltarmos domingo a noite. Ficamos mais uma noite ou vamos embora? Meu filho acordou, fomos para perto da piscina, mas na sombra! Meu filho almoçou (nisso o pessoal do restaurante foi muito gente boa, apesar de termos montado o fogão, microondas para aquecer a comida é muuuuiiiittto mais prático. Entramos na piscina e já começamos a estudar onde seria um bom lugar na sombra para acampar na área de cima do camping, sim, vamos voltar sim! Mas para uma primeira experiência achamos que tava bom, resolvemos esquentar a comida e depois levantar acampamento hoje mesmo. Almoçamos e começamos a desmontar tudo, organizar, etc..... Carro arrumado voltamos pra perto da piscina onde fizemos uma lista do que ainda precisamos comprar para acampar, entre elas um colchão que não murche e um ventilador para a barraca!! Acampar com cachorro e bebe juntos foi tranquilo, eles estavam super de boa, ambos pareciam adorar! O problema foi que nós nos estressamos, e chegamos a conclusão e que para acampar precisamos ser mais organizados, o stress veio do montar a tralhas e depois desmontar e juntar tudo, enquanto nossos vizinhos, chegaram, montaram organizaram e pronto... Mais um motivo para levar nosso filho a acampar, além do espaço e ar livre é apreender a organizar as tralhas! E isso vale mais pra gente do que pra ele! É cansativo, estressante, programa de índio, mas vamos de novo sim!
  12. De manhã o colchão já estava mais murcho, e meu filho acordou com o maior bom humor, ao ver que estava acordando na barraca ficou super alegre!! Agora mais calmos, montamos o fogão, fizemos café, comemos nossa bisnaguinha e veio a dúvida: ficamos até domingo ou vamos embora hoje? Nada definido...
  13. De noite, mesmo que mais fresco ainda estava calor, meu filho já dormindo, a cachorra dormindo na sala, eu dormindo até que..... meu marido, que tava mais vermelho que camarão e com calor, começou a reclamar que não conseguia dormir, e claro que pra isso tinha que me acordar, ... saiu, entrou, reclamou, colocou a cadeira pra fora, voltou, deixou quarto aberto ( o que até então não tínhamos feito desde que montamos a barraca, ou seja, até agora a salvo dos mosquitos), e o colchão que tava cheio, já tava menos cheio..... ai, ai.... Nessa de me acordar, precisei ir no banheiro de madrugada. Outro ponto positivo pro camping, saí e vi que tinha segurança na área das barracas (acho que era..) Depois começou a chover mais forte, o que foi muito bom: barraca aprovada contra chuva e clima mais fresco, conseguimos dormir. Isso eu e meu marido, porque meu filho já estava dormindo e nem acordou, "foi direto"!!
  14. A muito tempo não acampava, a mais de 15 (ou 20) anos, e que nem pensava mais no assunto, mas este ano resolvi acampar, confesso que um pouco de nostalgia e um pouco de achar que meu filho tem que ter contato com espaço aberto, e nada melhor que começar cedo! Cismei que a família iria acampar e comecei a pesquisar, primeiro item: camping, por estar com bebe tinha que ter uma boa estrutura, não ser longe de onde moro e ...... aceitar cachorro, claro família completa. Ficamos entre 3 camping e optamos por um em itu, Camping Fazenda Paineiras, muito bom, os espaços de camping bons, banheiros limpos, bom espaço para lavar roupa e louça, boas piscinas e bom restaurante! Recomendo este camping sem dúvida! dois poréns: precisaria de mais postes de elétrica (220v) e não tem churrasqueira no camping. Fiquei com vontade de ter um motorhome, neste camping tem uma estrutura bem legal e tinham uns 4, mas aí é outra história..... Segundo item: barraca, nossa barraca antiga é uma iglu que mal cabem 2 pessoas com as malas, além da idade (mais de 20 anos), então começamos a procurar.... optamos por uma com sala e um quarto, com alguns detalhes: quarto que caibam um colchão de casal e um de solteiro, sala com piso e altura que desse para ficar de pé! Como não sabíamos se ia dar certo optamos por uma com custo benefício bom, optamos pela Quenchua Arpenaz 4.1. Boa escolha! Com o camping escolhido e e barraca comprada, foi hora de organizar todo o resto:toalha de picnic e banheirinha inflável agente já tinha; cadeiras, colchão de ar de casal , saco de dormir para o bebe (que dobrado ao meio dá um bom tamanho e ficou fofo para ele dormir), caixa térmica, fogãozinho de duas bocas e gás emprestados do meu pai; aí compramos só pratos e copos de plástico e um kit de lanternas led para barraca (iluminam bem, prendem com imã ou no suporte para pendurar, controle remoto e recarregáveis em USB), e extensão. A principio queria uma de 20 metros, mas achei muito caro, achamos que uma menor daria, mas não deu Montamos o carro na quinta (fomos viajar na sexta), malas, roupas de cama, kit cozinha, kit ferramentas, kit comidas, frutas, carne e comidas do meu filho congeladas, e arroz com frango e feijão tropeiro pra só esquentar no camping. Assim saímos cedo na sexta, chegamos ao camping umas 10:30. Ao chegar no camping, primeira dúvida era onde montar a barraca: mais perto da árvore, ou perto do poste de luz que não ficava perto de sombra, na área perto do lago ou de cima, e onde o iria ter sombra a tarde????.... discute, discute, discute, resolvemos num lugar que imaginamos bater sombra a tarde, mas não muito longe da luz. Começamos a montar a barraca, e enquanto montávamos o sol já estava subindo, bem no alto, quase 1/2 dia...... e bate aquelas porcaria de estaquinhas, sem ponta, que entortam, chão duro (imagino que pela seca em SP), martelo de borracha (outra burrada, precisa bater mil vezes mais pra entrar a estaca), já era hora de dar almoço pro meu filho, ele no sol, sem protetor solar e a barraca ficando um forno.... aí já comecei a estressar Enquanto isso meu cachorro se esfregando na grama e meu filho pra lá e pra cá, "ajudando' a martelar as estaquinhas, a puxar os cabos, eles de boa, na maior diversão. E meu marido nas estaquinhas, em baixo de sol (sim, ao meio dia e meia a barraca tava no sol). Hora da pausa: comido pro filho, cerveja pro marido e suco pra mim, mas confesso que ainda estressada, precisava montar todo o resto: colchão de ar, tirar as coisas do carro, montar fogão para esquentar nossa comida..... e Nessa meu marido falando em mudar a barraca de lugar, depois de tanta discussão a barraca estava no sol, longe do ponto de luz, nossa extensão era curta e não alcançava a barraca, e nada da sombra chegar na barraca como havíamos planejado. E meu filho todo sujo, suado com sono e sem querer dormir..... Quem tem filho sabe o que é esta combinação nas crianças.... Já me arrependendo de ter comprado a barraca e chamando tudo de programa de índio Eu e meu filho entramos no chuveiro e ambos acalmamos, era hora de trocar a barraca de lugar..... Um pouco pro lado, mas onde havia sombra de manhã e de tarde também, tudo mudado e......... carrapato (outra burrada, escolhemos a área perto do lago..... onde costuma ter carrapato!!). Desencanamos deles, tiramos as coisas do carro, montamos o colchão de ar, a alegria do meu filho entrando no quarto da barraca, como deve ter achado aquilo incrível! fomos para piscina. Eu e meu marido não tínhamos almoçado, cansados e com fome, hora de outro banho, e acabar de montar acampamento, e meu filho adorando nos ajudar na barraca. Agora quem estava estressando era meu marido, com meu filho que tirava tudo da caixa (caixa com tampa é uma boa "contra" bebes, se bem que ele adora brincar com caixas, arrastar, subir.... esquece, tanto faz com ou sem tampa... )já se arrependendo de ficar longe do poste de energia, que tava tudo errado, não queria que ligasse a lanterna pra economizar ( e a luz da lanterna muito boa), desencanamos de montar o fogão, já tava escuro, e fomos almoçar/jantar no restaurante. (até agora nada de fotos...) A cachorra sempre grudada com agente, meu filho tomou o leite e dormiu no carrinho, janta boa, começando a chover fraquinho (ou seja, clima mais fresco), pronto, fomos dormir.
  15. Mac, eu não fiz o sobrevoo, como fiquei somente um dia preferi conhecer as linhas pelo mirador, assim deu para conhecer os outros pontos: os aquedutos, o cemitério, um atelier de cerâmica, etc... Mas de qualquer forma, se quiser encarar o voo dá pra fazer de manhã e os aquedutos a tarde.
  16. Depende quanto tempo vc tem e o que vc quer conhecer. Eu particularmente gosto de viajar por "temas", não gosto muito de roteiros do tipo 5 capitais em 6 dias"! Se eu fosse para Paris tentaria conhecer o interior da França, se fosse para capadócia tentaria conhecer uma parte da Turquia e com certeza Istambul. Mas se quiser passar de Paris para Capadócia: nada que um avião não resolva!
  17. O Ibirapuera fica descendo a av. brigadeiro luis antonio, no sentido o posto ao centro de são paulo, acho fora de mão pra ir a pé, fora que para conhecê-lo é preciso de tempo, além das áreas livres sempre tem atrações. Descendo na sé é melhor passar primeiro na 25 e depois na pinacoteca e delá fica fácilparea chegar na estação tiete.
  18. A prórpia 25 já é referência!! A estação de metro mais próxima é a São Bento (linha azul), saída da ladeira Porto Geral. Na região , além das compras, tem o Mosteiro São Bento, o Mercado Municipal, o prédio do Banespa (que tem um mirante no topo, onde se tem uma vista de 360° de são Paulo), o Centro Cultural Banco do Brasil, a Catedral da Sé.........
  19. Oi Flávio, com pouco tempo o mais rápido é ir de taxi de guarulhos a são paulo. Existe tbm um onibus executivos (não costumam ser baratos), e tem horários espaçados, então no seu caso de passeio de 5 horas o mais prático é taxi mesmo.... Existe um aplicativo que marca com pessoas no aeroporto para dividir o taxi em guarulhos, nunca usei, só vi reportagens, chama "me leva". Existe também um onibus de linha que lava a uma estação de metro da zona leste de são paulo - linha vermelha (não sei bem qual), mas para você ter uma idéia, da estação Itaquera do metro até a região da Paulista, leva cerca de 1 hora, fora o tempo do percurso do ônibus. o site do onibus: http://www.airportbusservice.com.br/ a reportagem do aplicativo: http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,aplicativo-busca-cliente-para-dividir-valor-de-taxi-,969868,0.htm Quanto ao o que fazer, recomendo escolher uma região: ou centro histórico ou avenida paulista e ficar andando por lá, o tempo não é muito para entrar em museus e coisas do gênero. Fora tudo o que já foi citado aqui, no site da secretaria de turismo tem alguns roteiros temáticos, dê uma olhada: http://www.cidadedesaopaulo.com/sp/br/o-que-visitar/roteiros/roteiros-tematicos só mais uma coisa, em São Paulo o trânito é sempre uma surpresa, portanto planeje voltar bem antes para o aeroporto, se seu checkin é as 19:30 planeje chegar as 16:30!! pode ser neurose minha, mas sempre tem uma chuva, acidente, ou etc que prejudicam o transito, mas vou torcer paar que vc pegue um dia atípico em São Paulo: sem nenhum contratempo!
  20. Vou repetir uma dica que parece óbvia: "Leve o que consegue carregar" Parece óbvia, mas depois de ouvir relatos de amigas que levaram duas malas mais uma mochila (e lógicamente não conseguiam carregar na viagem), que dependiam do namorado para carregar as malas, ou de levarem secado de cabelo, ferro de passar , fora os sapatos: duas botas de cano longo mais dois tenis e um sapato meio social...... Tive que pesar minha mochila pois iria pegar um voo que o limite de bagagem era 15kg, a minha deu 14! e achei o peso ideal pra mim (claro que isso varia de pessoa para pessoa), numa viagem de 25 dias. A minha é pesda, meio mala meio mochila, daquelas com rodinhas, que abrem feito mala e não mochila e tem alça para carregar feito mochila, aí vão os prós e contra: Prós: rodinhas (adoro rodinhas! são muito boas em aeroportos, rodoviárias e as poucas cidades que tem calaçadas boas). abrir feito mala: ótimo para organizar! (mas para quem tem mochila com abertura superior e inferior fica uma dica que meu esposo faz: separa os tipos de roupa em sacos plásticos: aí para tirar e por de volta é bem mais simples!!! além da roupa suja ficar bem isolada do resto!! ) Contra: a alça é meia boca e não tem alça da cintura, ou seja, serve para deslocamentos, não me atreveria a fazer trilha com ela!! se pretende fazer isso realmente é necessário uma mochila de verdade ou, se possível, deixar a maior no hotel e fazer a trilha com uma menor. só para ilustrar: a alça quebra um galho, mas o maior tempo andando com ela nas costas foi de 40min. a 1h, e aí já estava cansando. isso porque não tenho dó das rodinhas, se o chão não é prefeito, mas não trava as rodinhas eu uso as rodinhas, a alça são para lugares muito irregulares ou com muitas escadas....
  21. Acabei indo para Londrina em outo fim de semana, fica a dica de parada para quem vai pela BR 369: KISAKI restaurante e café, no Km 107 em Uraí, um excelente café :'> e a melhor macadâmia que já comi!! Além da simpatia do rapaz que nos atendeu! Vale a pena dar uma parada nesse café!!
  22. Obrigada pessoal, acabei ficando mais em Dourados ("TIVE" que ficar para um churrasco...) e acabei desencanando de pegar praia, mas está anotado para uma próxima!
  23. Fique em Huacachina, esse hostel que o Rogério falou é lá (tbm me hospedei lá e não gostei), mas realmente foi prático quanto a contratação do passeio, mas imagino que todos os hostel de huacacchina fazem o agendamento do passeio. Em nazca há algumas opções perto de onde chega o onibus (da cruz el sur e Soyus), dá pra ir a pé, só não sei se há problema com a recepção (se terá alguém na portaria). No google maps dá pra ver as localizações e agumas hospedagens.
  24. Como não vou conseguir ir tão cedo, acho que até lá as coisas já se acalmaram (espero) ... De qualquer forma, como o parlamento Tuco liberou o presidente para entrar em guerra, é de se ficar com o pé atrás . E afinal, como sofro por antecedência, muuuiitta antecedência (mesmo não querendo ) o que eu andei pensando é que se houver declaração de guerra não vou (estou até pensando em um plano B), mas caso não aconteça, vou deixar o telefone e endereço da embaixada brasileira (e consulados) anotado comigo e com alguém no Brasil... não sei se tem serventia, mas não custa nada...
  25. Arrumar as fotos, selecionar, montar album, pra mim isso faz a viagem "durar" um pouquinho mais.... E ainda depois de anos gosto de ver o album. Mas o que pra mim funciona mesmo é a primeira dica, sonhar alto, mas as vezes me preocupo: parece Vício!!!
×
×
  • Criar Novo...