Ir para conteúdo

Panchovilla

Membros
  • Total de itens

    7
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Estamos no camping do gaúcho que fica na beira mar em Encantadas. Adoramos! Pagamos 25,00 a diária por pessoa, de sábado a domingo - 11/11 a 12/11.O lugar tem boa estrutura, conta com cozinha comunitária com fogão, geladeira com freezer boa (serviu mto bem para nossas cervejas!). Ainda tem panelas, talheres e uns pratos. Há vários postes com iluminação e tomadas pelo camping, que conta com sombras pelas suas variadas árvores. Tem dois chuveiros (água morna) e mais dois banheiros. O camping tem Umas espreguiçadeira daquelas de piscina, que dá pra colocar na areia e curtir a praia. Tem máquina tanquiho pra lavar roupa e varal. A Cris nos recebeu muito bem. Recomendamos e pretendemos voltar!
  2. Há muitos roteiros e relatos sobre a Chapada, bastante detalhados. Por isso tentarei ser objetiva e qualquer dúvida podem perguntar, visto que me sinto em dívida por tantas dicas legais que obtive nesse fórum. Eu e meu namorado fizemos essa viagem final de julho de 2017; foi nossa primeira vez na Chapada. Gastamos cerca de R$ 1500,00 cada, incluindo-se hospedagem, alimentação e passagens aéreas (Curitiba a Salvador). Após realizarmos essa viagem recomendamos o seguinte: 1- A Chapada é enorme. É uma área de preservação ambiental, cuja área equivale à de um país. Não ache que irá conhecer tudo. Perguntamos à diversos guias e eles dizem que nem em uma vida poderia se conhecer tudo. Tendo ciência disso, poderá selecionar atrações para visitar em diferentes viagens. É que muitas levam até mais de um dia para se visitar. 2-Considerando-se isso, recomendamos para quem gosta de cachoeiras informar-se com a associação "bicho do mato". Os preços são ótimos (pagamos R$ 40,00 pela diária) e o pessoal é muito legal. Embora tenhamos feito os pontos mais conhecidos da Chapada, entendemos que uma semana em Ibicoara já teria sido mais que sensacional. Ter percorrido o "mapa" foi cansativo e como nós curtimos cachoeira mesmo, acabamos gostando muito de Ibicoara. As outras cidades são mais trilha e visuais lindos, mas como disse - opinião pessoal mesmo - nos divertimos mais com cachoeiras 3- É imprescindível um carro, na nossa opinião. Alugamos o nosso por R$ 35,00 a diária (bandeira do cartão oferece o seguro). No entanto, para quem for de ônibus é possível tentar conseguir carona. Nós fizemos amigos assim e foi ótimo! 4- O GPS não identifica os trajetos mais ao sul da Chapada. Então quando saímos do Capão com destino à Ibicoara (buracão) acabamos nos perdendo e chegando muito tarde lá. Tivemos que fazer Buracão no outro dia, pq lá só entra até 15h (tem sombra depois disso e fica frio tb). Enfim, é possível perguntar aos locais e chegar à Ibicoara sem precisar passar por Mucugê. 5- Vale à pena comprar o guia impresso. O aplicativo da Chapada é meio vazio de informações. O guia tem tudo e inclusive atualiza os locais a respeito dos passeios. Nós não adquirimos e nos arrependemos. No fim acabamos tirando fotos de um livro emprestado, que nos auxiliou muito. Procure no google "guia impresso diamantina". Não consegui colocar link aqui. Nosso roteiro PREVISTO foi 1- dia chegamos em salvador 16h20. Pegamos o carro e iremos ao Hostel. 2 dia- saimos de salvador e iremos à Lençois. Dá 5h20 de viagem. Nesse dia iremos à cachoeira do mosquito + poço do diabo. Ficam a 15min de lençois. 3-dia saimos de Lençois e vamos para o Vale do Capão. Dá 1h40 de viagem.Nesse dia Faremos a Cachoeria da fumacinha 4- dia. Saimos do Vale do Capão rumo à Ibicoara. Cachoeira do BUracão. 3h 20 de viagem. Podemos dormir em Mucugê ou Ibicoara 5- dia. Iremos aos poços encantados, que ficam em Itaete. Dá 1h58 de viagem (se dormirmos em ibicoara) ou 1h16 (se em Mucuge) 6- dia. Iremos a Iraquara visitar as grutas.Da 3h20 itaete -> iraquara 7 dia- Voltamos para salvador! NÃO CONSEGUIMOS ATENDER essa expectativa. Embora tenhamos montado esse roteiro com base nos relatos do fórum, percebemos que para uma viagem de carro ele não tem muito sentido. Recomendamos deixar Ibicoara por último, pois da para voltar à salvador de lá. Não é necessário fazer o que nós fizemos nos pontos 5 e 6. Recomendamos mudar a ordem e resolver os passeios antes no "norte" da chapa (cidades lençois, capão e Iraquara) para depois descer à Ibicoara e retornar à Salvador. Só tem sentido subir novamente caso se esteja retornando ao aeroporto de Lençois, o que não foi nosso caso. Nosso roteiro ficou 1- dia chegamos em salvador 16h20. Pegamos o carro e fomos ao Hostel. 2 dia- saimos de salvador e iremos à Lençois. Deu 6h de viagem. Chegamos lá à noite só e acabamos dormindo cedo para descansar. 3-dia saimos de Lençois e fomos ao Vale do Capão. Chegamos à Fumaça e começamos a trilha às 13h (chegamos em cima do horário limite. Quase não nos deixaram subir! Vão antes disso) Fizemos a trilha sem guia. Optamos pelo aplicativo Wikiloc - mas só o utilizamos nesse passeio. Achamos a trilha cansativa para quem não tem preparo físico. Quando chegamos lá em cima foi lindo. Porém é absurdamente alto. Para enxergar a cachoeira precisa rastejar pela pedra (por segurança mesmo, acho que pro vento ou a vertigem não te derrubarem) e alguém segura sua perna. Muito louco, quem tem medo de altura esqueça. Não consegue enxergar a cachoeira. Meu namorado não a viu pq ficou com receio. À noite visitamos a vila do Capão, que é bem "roots". Amamos! Lá tem um mercado (flamboyant) que vende umas coisas naturais, produzidas por locais. Barrinhas de cereais e sabonetes, por ex. Tem uma pizzaria que é uma lenda por lá. Apenas dois sabores são fabricados: um salgado e outro doce. 4- dia. Saimos do Vale do Capão rumo à Ibicoara. Chegamos à Ibicoara por umas estradas de Terra. Foi muito louco, andamos demais pq o GPS não identificava caminho para Ibicoara, sem passar por Mucugê. Mas tem esse caminho, depois que fomos saber... 5- dia. Como nos perdemos no dia anterior só fizemos Buracão nesse dia. Foi irado, o pessoal da "Bicho do Mato" foi conosco e o passeio é espetacular. Deixe um dia todo para ele, pq fomos com um pessoal que precisou ir embora antes e dai perdeu o tempo de banho na cachoeira do buraquinho. Ai fazer passeio correndo é uma tristeza... Nós conseguimos otos linda esse dia. Levamos uma câmera DSLR e estávamos preocupados em molhar. Ai fizemos um saco estanque com Ziplock e rezamos para que funcionasse. Foi de boa. De todo modo, o nosso guia tinha um saco estanque e colocou o celular de td mundo lá, as câmeras e etc. No buracão precisa fazer uns 100m de trilha pela água. Quem não sabe nadar, tenha ciência disso. É tranquilo, todos precisam de colete. 6- dia. Visitamos as cavernas em Ibicoara, a gruta azul, flutuação na gruta pratinha e o morro do pai inácio (por do sol). Amamos as cavernas! A gruta azul e a da pratinha ficam numa fazenda, super estruturada. Essa fazenda é bem exploração turística mesmo. Totalmente diferente da vibe dos passeios dos dias anteriores. Para quem tem criança, ou é mais velho, é bem tranquilo. Nós achamos meio cheio demais. A gruta azul é linda, mas tem umas 50 pessoas batendo foto. Sei lá, achamos meio demais... A flutuação é massa. É uma gruta bem escura, precisa ir de lanterna. Vimos uma tartaruga e vários peixes pequenos. Foi ótimo! Mas é um passeio meio caro e bastante curto. Bem turístico esse dia. 7 dia- Voltamos para salvador! Não conseguimos ver tudo, por obvio. Mas foi suficiente para dizermos que foi a melhor viagem de nossas vidas! Para não sobrecarregar o post, coloquei algumas fotos no FLICKR. Na verdade não consegui inserir as fotos por aqui hahahaha.
  3. Mochileiros, adquiri recentemente uma DSLR. Sou iniciante e pretendo levar a câmera para minhas viagens. Como já estraguei uma câmera de celular na praia, por ter entrado areia (um cel da samsung, com zoom manual - S4 ZOOM), estou buscando um meio barato para proteger meu equipamento. Pesquisei sobre bolsa estanque e até comprei uma (dartbag) para camera semiprofissional. Só que, como sou leiga, acabei não me ligando que a lente é comprida e por isso a bolsa não serviu... Vi que as opções para DSLR são caras e não saem por menos de mil reais. Comprei minha máquina já usada pq não pretendo virar fotógrafa. Só quero fotos mais legais! hahahah Enfim, na rede encontrei alguns sites que comentam dos ziplocks como ótima opção de proteção. Pensando seriamente em usá-lo na minha viagem de agosto, resolvi pesquisar neste fórum e não achei nada sobre isso. Medinho Os links que eu vi são esses: http://www.instructables.com/id/Camera-Zip-lock/ (ensina a montar uma bolsa estanque com ziplock) https://dealnews.com/features/Video-Review-Is-a-Ziploc-Bag-as-Good-as-a-Waterproof-Case-for-Your-Gadget-/602430.html (há um teste em que se submerge um iphone com ziplock) Que vcs acham? Já ouviram falar? Recomendam outra opção barata para proteção do equipamento? Heelp
  4. Compramos recentemente o saco de dormir da coleman, green valley, que é acoplavel e também pode ser individualmente aberto, formando um edredom. Nos gostamos bastante, contudo ele é bem volumoso.
×
×
  • Criar Novo...