Ir para conteúdo

Fredo

Membros
  • Total de itens

    137
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Fredo postou

  1. Ok, Ramon!! Realmente eu não conhecia estes equipamentos. Mt interessantes. E, como tenho planos de outras viagens e por lugares diversos, sempre é bom aprender mais. Me parece que vc é Cirurgião Dentista. Não sei se vc sabe, mas tb sou formado pela Universidade de Marília, mt embora não esteja excercendo a profissão. Então, Ramon. Estou estimando o tempo de viagem em torno de 28 a 32 dias para nós, que sairemos aqui do suldeste. Vai depender mt por exemplo, do tempo que a transamazônica irá nos tomar. Em nossa viagem passada, levamos 3 desgastantes dias para vencer os 1100 km de terra da 163! Nesta, só o trecho da transamazônica terá 2150 km! Imagino que o que iremos pegar, apesar da diversidade de terrenos pela distância, seja semelhantes ao da BR163. Já na BR319, nosa intenção é varar seus 700 km em 1,5 a 2 dias! Depois só teremos asfalto pela frente. Uma coisa que eu queria deixar claro Ramon, é que procuramos não perder tempo onde não mereça, mas não cometemos loucuras pelas estradas, ok! Qto ao clima na Venezuela, o Flamel pode te dizer melhor. Pelo que me disse, é bom levarmos roupas de frio, para uma parte do trecho venezuelano. Lógicamente, devido a maiores altitudes. Será um grande prazer, se quiser se somar ao nosso grupo! Um abraço a todos
  2. Ah!! Estava com o Adolfo de Manaus no MSN e ele está interessado (já estava a tempos) em ser nosso 4º elemento! Pra quem não se lembra, a viagem dele saiu na revista 2 Rodas nº329 (de Manaus a Eldorado/SP) e serviu de start para nossa de 2005. Além de nos ajudar com várias informações, ainda na fase de estudos E, ainda tivemos o prazer de tomar um chopp juntos, qdo estivemos por lá!! http://upload7.postimage.org/16300/photo_hosting.html Ele é o cara em que estou com as mãos sobre seu ombro, por trás... hehe
  3. ÔPPPAA!!! Falou Sudeste??? Então, vcs já tem casa aqui!!!! Na verdade meu mano Edinho, nem precisaria de te convidar, né!! Vc sabe que a minha casa é a extensão da sua, ok?? Abração
  4. Fala, meus queridos! Primeiramente: - EU JURO SOLENEMENTE E COM A MÃO DIREITA E ESQUERDA POSTADA SOBRE O LIVRO SAGRADO QUE NUNCA MAIS NA MINHA VIDA TOCAR NAS PALAVRAS "PINHÃO DE 14 DENTES"!!! Então Edinho, usei o pinhão de 14 dentes de BH para Garça (800 km) e na época, tb não senti uma diferença significativa. Embora tenha voltado andando a 120/125 km/h, o que para a Tornado é uma boa velocidade. Desta vez, como vamos pegar bastante asfalto, pensei até em reavivar a idéia, mas, estava pensando também na possibilidade de pegar chuva nos trechos de terra. E com essa ajudinha dos amigos, descartei a idéia já! Ramon! Essa viagem que vc fará faz parte das que eu farei tb, no seu momento. Se não fosse este nosso projeto agora, eu iria até me convidar pra irmos juntos. Aliás, se vc quiser adiá-la e quiser ir conosco (sinta-se convidado), ano que vem rumamos para lá! Um dos lugares que pretendo passar qdo for para lá, é aquela estrada boliviana, que está entre as mais perigosas do mundo, no meio da serra. Desculpe a minha ignorância, mas o que seriam parka fleece? Bom pessoal! Cheguei ontem de viagem de trabalho e uma coisa que estive pensando foi sobre a diferença da gasolina venezuelana (pura) e a brasileira, com 25% de etanol. Nossa motos são carburadas. Será que necessitam de regulagem para aquela gasolina. Sei que mal não faz, mas tipo, pode ocorrer uma queda de rendimento ou o não aproveitamento ideal daquela gasolina!! T+
  5. Iai!! Estive analizando bem aquestão do pinhão 14. Resolvi ir com a relação da moto original, de novo! Logicamente, a opinião dos amigos me ajudou a tomar eeta decisão. Quanto ao tanque de plástico, estou quase 100% de não usá-lo. Flamel! Estou em viagem de trabalho pelo PR e SC. Quando for pra Santos na semana que vem, terei de ir São Paulo, para ver meus filhos. Aí vou dar uma pesquisada legal por lá, ok?? Ramon, abortamos a idéia de voltar pelas Guianas exatamente pela burocracia da Guiana Francêsa. Portanto, a volta será pelo mesmo trecho de ida, de Manaus até Ciudad Guiana! Boa essa dica da vistoria em Santa Helena de Uayren. Acredito que por pior que estejam as estradas por lá, não teremos grandes problemas com motos trail. E o seu projeto para o Perú aí?? Vai sozinho? É em setembro mesmo? Vai de BMW novamente? Dá umas dicas aê. Bom pessoal, amanhã tô de volta, e se Deus quiser, de Garça. Grande abraço a todos Fredo
  6. Fala, pessoal!! Fala, grande Roger! Ontem eu e o Flamel tivemos uma conversa de aúdio pelo MSN, por cerca de 3 horas, onde discutimos um roteiro "macro" para a parte venezuelana da viagem. Mt bom aliás esse esquema do MSN, pois o escutava tão bem que ele parecia até estar sentado no meu colo!! E chegamos a essa conclusão: http://upload6.postimage.org/490621/photo_hosting.html Por questão de pouco tempo disponível para todos acredito, optamos por paradas somente nos principais pontos turísticos e, que estarão no nosso caminho. E terão muitos. Por essa mesma questão de "tempo", resolvemos mesmo abrir mão de Isla Marguerita, que aliás, não tivemos boas referências. A primeira delas partiu do próprio Flamel, que já esteve por lá. Se ainda fossemos contar com a travessia de balsa, ida e volta e ainda ficar pelo menos 2 dias por lá, parados e morgando... preferimos desfrutar dos R$0,07 o litro da gasolina!! Mas, teremos um roteiro muito variado, incluindo também praias, mas no continente mesmo. Andaremos bastante pela Venezuela e não só ficaremos em um só lugar. Pelas informações que tive, a grande maior parte do asfalto por lá é de excelente qualidade, exceto na região de Caracas, com estradas esburacadas. Será preciso atualizar os passaportes. Outra coisa, lá tb será obrigatório a tal Carta Verde??? Acho que sim, né? Já estou decidido a ir com o tanque original. Não sei ainda se vale a pena adotar o pinhão de 14 dentes, pois desta vez andaremos por bastante asfalto. Por hora é isso! Um abraço a todos
  7. Grande Flamel de las Candongas!! Realmente foi muito produtiva nossa conversa ontem. Com as macros que foram decididas ontem, agora é partir pra botar os detalhes na pauta. Bom. Mapa rodoviário da Venezuela, acho que já cansamos de procurar aqui na internet! Estarei em SP na semana que vem e quero ver se procuro em alguma grande livraria. Aliás, aqui pela internet o mais próximo que conseguimos de distâncias rodoviárias por lá foi o mapa deste site, e que quero disponibilizar também aos amigos que possam precisar: http://www.venezuelatuya.com/geografia/ciudades.htm?yInkrrEhYjF3þ Tenho falado com o Roger, sim!! É outro que tb está na expectativa. Como já dissemos, está de mudança de Cuiabá para Guarujá. Me disse ontem que a mudança deve estar td concluída até 15/3. Qto a sua correria aí, eu entendo perfeitamente! Aliás, dela tb depende a gente conseguir R$ e tempo lá pra julho... Só não podemos bobear, pois, o tempo não pára e julho já está aí. Verei aqui em SP preços dos equipamentos que precisamos, ok? Fique frio... Ah! Essa mala de 25 litros é suficiente para levar nossa bagagem... Desta vez, também estou querendo levar o mínimo de peso possível. Como já foi falado ontem, na nossa viagem anterior, os 1100 km de terra da BR163 judiaram demais e, agora só de tranasamazônica serão 2150 km de terra. E ainda por cima, teremos na sequência, mais 700 km de 319!! Phóda com "F"... Mais tarde quero postar de novo, mas com o mapa da parte venezuelana e outros detalhes mais. Scooby-doo! Salchisha!! Roger!! Cadê vcssssss... Abraços pra galera
  8. Oba! Pretendemos sair de SP e ir para a Venezuela agora em julho. Vamos em 3 motos, pelo menos por enquanto. Tb estou estudando roteiros e a parte burocrática. Neste Site tem umas fotos bem interessantes do roteiro, feita por um casal. http://www.huarache-feliz.net/ Abraços
  9. Estive estudando algumas alternativas de roteiros, na parte venezuelana! Visando principalmente não passar pelas mesmas estradas da ida. Esta é uma delas: aproveitarmos ao máximo os R$0,07 da gasolina e rodar até dizer chega. Próximo a Ciudad Guayana rumarmos para a esquerda e dar um giro no Páis pelas principais carreteras. Ao invés de irmos para Isla Marguerita, na qual perderiamos tempo e dinheiro com travessias, do ponto mais leste do litoral, embarcarmos as motos. Obs: não tenho ouvido boas referências da Isla. Aqui, temos duas alternativas para chegarmos até a cidade de Oiapoque, já no Amapá. - Uma delas é a de descermos em Georgetown, (Guiana Inglêsa) e seguirmos por asfalto, atravessando o Suriname e a Guiana Francêsa. - A outra é a de seguirmos de barco mesmo, direto para Oiapoque. Isso vai depender da burocracia para se entrar nestes Países! Nosso amigo Jonas, aqui do mochileiros está nos dando uma mão a respeito dos trâmites burocraticos das Guianas. Já em Oiapoque, seguir pelos 600 km até Macapá ( 325 de estrada de terra), e de lá, para Belem, via barco. Bom! Definido esta (macro) rota, aí sim elaboramos um roteiro mais detalhado pelas cidades na qual passaremos. Na Venezuela é que não faltam pontos para serem visitados. http://upload6.postimage.org/414987/AmdoSul_Detalhes2.jpg Senão, é entrar por Roraíma e sair por lá novamente. Sem dúvida é mais fácil. O que será que vale mais a pena?? Vamos decidir meio rápido isso, pessoal! Fredo
  10. Valeu Ramón!! Rapaz! Qtq dificuldade para achar mapas detalhados aqui na Internet. Eu tenho esse Site aqui. Espero que ajude a mais pessoas: http://www.multimap.com/index/ Sorte a vc também no seu projeto.
  11. Fala, moçada!!! Alguém sabe onde acho aqui na Net um mapa rodoviario da Venezuela?? Mas, teria de constar as distãncias entre as cidades. Flws
  12. Grande Edinho!! Pelos mapas, vi que esse trecho tem mesmo mais cidades. Com a gente aconteceu a msm coisa na BR319, pois fizemos médias melhores, tb. kkkkkkkkkkkk caminhão tanque no comboio é ótimo... Aê, Flamel!! Olha só que belo exemplo!!! Qto a usar os tanques originais, estou pensando que um tiro mt longo, acima da capacidade do tanque original (11,5 lts), seria desnecessário! E, qq possível falta de combustível em algum trecho, os Pet´s são mt fáceis de se lidar. É isso msm que vc disse! Tivemos as msm dificuldades nas ultrapassagens, qdo passamos na Cuiabá/Santarém e tb no trecho da Transamazônica. E fique frio aí, que questionamentos é o que não vai te faltar. Grande Flamel de las Candongas!!!! É nóis... Agora chegou a hora de finalizarmos! Estou com bastante idéias na cabeça, tipo de roteiros e parte técnica, além de, claro, mts etcs... Mais tarde volto aqui para o PC para dividí-las com o povo, ok?? Abçs Fredo
  13. Shwertner!! Como vai? Estamos precisando de algumas dicas suas, a respeito de um roteiro. Vamos de moto para Venezuela em julho próximo! Não temos roteiro da volta ainda, pois estamos estudando a possibilidade de retornar pelas Guianas. Mas, não sabemos se há estradas que nos trariam da Venezuela para o Amapá e, pricipalmente sobre a burocracia, na qual já ouvimos dizer que é mt grande!1 Te agradeço pela atenção Fredo
  14. Opa!!!! Começamos com o pé direito!! Contar com as duas primeiras respostas no tópico com presenças ilusters como essas, é sinal de sorte!! Meu grande e querido irmão Guimarães!! É uma pena desta vez não poder contar com sua presença neste novo projeto! A tempos vc vem falando da vontade de ir pra Fortaleza de moto. portanto, entendo sua ausência desta vez. Estaremos aqui contando com a sua ajuda, tanto como nos colocando a sua disposição para ajudá-lo, se precisar!! Meu grande e querido irmão Edinho!! (vou com um "d" só"" Chega de frescuraiada, pô!!) Se não tivessemos tão pouco tempo pra fazer esta aventura, lógico que o ideal seria começar a BR 230, a tranasamazônica pelo seu km zero!! Então, a parte de terra dela vai ter de nos satisfazer. Mas, a maior pena é a de não podermos estar pessoalmente com essa truma boa aí de Natal!! Lógico que contaremos com a sua ajuda, tb. Especialmente sobre o trecho da 230 que vcs fizeram. Irei ler lá no seu tópico sobre os trechos que faremos tb, assim como reler (e com prazer) a sua reportagem na revista Duas Rodas, em busca de mais informações. Bem!! Tenho algumas dúvidas e colocações: - Edinho, qual a frequência de postos de abasteciemnto no trecho da 230 que vcs fizeram? Teve algum trecho mais longo sem postos? - E de cidades? Mt tráfego na estrada? E as "curecas" hehee??? - O trecho em que a BR - 230 sobrepõe a BR 163 (Cuiabá/Santarém), de Rurópolis até o "Setentão", próximo a Itaituba já conhecemos. - Flamel, Roger!! Desta vez estou pensando em ir com os tanques originais, mesmo. Qq coisa, levaremos combustível em Pet´s, mesmo. Bem, ainda estamos em busca do nosso quarto companheiro, e de preferência, alguém que tenha um perfil semelhante ao nosso. Por hora é isso, pessoal!! Abraços Fredo
  15. Falaê, meu povo estradeiro!!! De novo estamos por aqui para dividir com os demais irmãos mochileiros mais uma aventura! Desta vez do interior de SP até a Venezuela!! Será a expedição "Venezuela 2007", em julho próximo. Iremos em três! O grande Flamel, o grande Roger e eu! Infelizmente tivemos a impossibilidade de contar com o Guimarães. O Roger, para os que não sabem, está se mudando de Cuiabá para o Guarujá, onde seremos vizinhos, pois também passei a morar em Santos. O Flamel continua em Teresina. Bem! Já temos um destino definido, mas não temos ainda parte do roteiro. Ainda estamos planejando e pesquisando as alternativas que temos. Aqui mesmo, no "MOCHILEIROS" temos muitos tópicos interessantes! O certo até aqui é que para chegar ao nosso destino, sairemos eu e o Roger de Santos e nosso ponto de convergência com o Flamel será em Marabá/PA. Depois pretendemos fazer quase 100% da parte de terra da transamazônica (BR230) até Humaitá, no Amazonas. Este trecho, de 2150 km aproximadamente. De lá, subir pela BR319 até Manaus e seguir para a Venezuela! Nossas dúvidas estão justamente aí. Em montar um roteiro no País vizinho. O mais lógico seria ir para Isla Marguerita, no mar do Caribe. Mas, como lá a gasolina (de 1ª) custa apenas R$0,07, nossa idéia seria aproveitar a chance e rodar bastante por lá! Por enquanto é isso!! Um grande abraço a todos, Fredo
  16. Nidão!!!!! Beleza?? hehehe O pessoal anda mais sumido que nota de cem no meu bolso!! Parabéns aí, pela publicação. Ainda esses dias, eu estava lendo outra vez. Uma grande viagens com grandes amigos: PERFEITO!! Um excelente 2007 pra vcs e famílias!! Diga ao grande Eddinho que liguei várias vezes no celular dele na noite de Natal, mas não consegui dar um abraço nele. Até mais...
  17. O número da Revista Duas Rodas em que foi publicada essa viagem/aventura é o 369!!! Abraços a todos.
  18. Oba, Roney!! Blz?? Você achou o cara certo pra te dar umas dicas de roteiro!! E essa viagem também saiu na revista Duas Rodas, no meio do ano. Vou confirmar o número da edição e depois posto aqui!!! Fredo!
  19. Por ser uma 125 não há problema nenhum!! Somente estar atento ao fato de que está moto tem suas características, sejam de ultrapassagem, peso da bagagem e no trânsito pesado, com carretas vindo atrás. Concordo com o Ary. Optaria por uma trail também, pois nestes 20000 km vc terá todo tipo de estrada, seja de asfalto, terra ou estradas asfaltadas mas mal cuidadas.
  20. Fala, meus queridos!! Grande Ramon!! Td jóia, meu companheiro!! Então, Artur. Não leve em conta quantos dias nós gastamos e nossa kilometragem. Fizemos a 319 sinplesmente curtindo. Lógico q tiveram trechos q enrolamos o cabo tb. Teve amigo meu que já fez e 1 dia também. Mas, vc não deve se esquecer que vcs vão em dezembro, mês de chuvas aí no norte. Isso é um fator que vcs não podem desprezar. E não só pelo tempo de viagem, mas tb pela possibilidade de encontrarem pontes caídas. Então, se vcs tiverem se programado, com alimentação e gasolina pra 1 dia, furou... Mesmo pq, num terreno com barro, o consumo aumenta e o rendimento cái. Descobrimos depois que em Careiro Castanho tem um posto novo. E de lá vcs podem abastecer. Todo peso que puderem evitar será benvindo. Portanto, façam um estudo legal antes, sem se esquecer de uma margem de segurança. Ainda assim, imagine se vcs conseguirem passar por vários obstáculos e chegar, por exemplo, no terço final da estrada. E se nesse terço, se depararem com uma ponte caída e que seja intransponível!! E a gasolina pra poder voltar, como fica?? Calma que é só uma hipótese, Artur. Mas td tem de ser pensado. É fd, cara... Abraços
  21. 20 litros, mais o tanque pra cada moto! Foram 4 motos. No caso, eu resolvi sair com 17 litros!! Estava muito preocupado com o peso. Optei por fazer uma pilotagem bem conservadora, evitando acelerações bruscas, andar com o giro um pouco mais baixo, etc. Sobrou mais meio litor do Flamel, que me cedeu. Ainda assim, cheguei até Manaus antes da reserva. Quanto aos pneus, levamos os de cravo para as partes piores. Mesmo nos trechos de asfalto, apesar de perder muito a segurança da moto, dá para andar legal. Levamos 3 dias de Humaitá até Manaus. Optamos por ir nesta estrada sem ter pressa. Dormimos duas noites no trecho ruim da BR319. Uma, na sede da Fazenda dos Catarinas e a outra numa torre da Embratel. Elas são protegidoas por um alambrado e é segura. Os alforges não são caro não. No meu, paguei R$200,00 depois de umas horas brigando com o vendedor... hehe []ão
  22. Ah!! Esse é o meu profile no Orkut. Tem umas fotos lá... http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=5262049295861659617 []
  23. Nesta viagem, conseguimos alguns pequenos patrocínios. Mas, acreditamos que para a próxima as coisas serão mais fáceis, que essa publicação na revista Duas Rodas devem abrir algumas portas para nós. O lance da gasolina, a melhor maneira de vocês levarem a quantia extra é em garrafas Pet. Muito mais fáceis de manusear e de acomodar na bagagem. Saimos de Humaitá com 20 litros de gasolina extra. E, com uma pilotagem mais conservadora (ali não tem como ser mt diferente, visando economia de gasolina, segurança e poupar os equipamentos), foi o suficiente para chegar até Manaus. Ah!! E os nossos tanques eram da Gili Motos, com capacidade de 15 litros. O original da Tornado é 11,5 litros!! Flws
  24. E aí, grande Arthur!! Td bom? Muito legal essa viagem que vcs pretendem fazer. Fiz viagem semelhante em julho de 05! Bom, não entendi bem quando vc falou que a primeira parada seria em Manicoré, pois da BR319 até essa cidade são uns 80 km mais ou menos. Só que essa estrada está realmente intransitável, ou seja, a não ser que tenham mexido por lá, ela não existe mais. A época escolhida por vcs é a mais crítica, pois estarão no período das chuvas. Não é só pela dificuldade de condução, mas pela possibilidade de encontrarem pontes caídas no percurso. Na BR163, creio que as dificuldades que vcs encontrarão são a possibilidade de falta de gasolina nos postos (na 319 nem isso, vc sabe) e o terreno por lá também não deverá ser fácil. Esse ano que vem estamos com o projeto de fazer a BR230 (transamazônica) de Marabá até Humaitá, e de lá seguir para Manaus, indo até a Venezuela. Ah!! A nossa viagem, que também tem um tópico aqui (interior de SP até Manaus) saiu na edição nº 373 deste mês de outubro da Revista Duas Rodas, ok?? Abração
×
×
  • Criar Novo...