Ir para conteúdo

Fliperama

Membros
  • Total de itens

    7
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Cruzei de Ticabus a fronteira de Tapachula indo ao DF (México), foi um pouco tenso. Talvez porque era fim do dia, a fronteira estava cheia e lenta, muitos cambistas toda hora em cima. Vimos uma cena triste, a chegada de um onibus lotado de jovens deportados, todos de cabeça baixa e tratados como delinquentes pelos oficiais de migração. Depois do registro de saída na Guatemala atravessa a ponte a pé e chega na migração no lado mexicano. Longas filas, e enquanto esperavamos nos avisam de que todas as bolsas/mochilas estavam no chão, no meio da rua (tinham sido largadas pelo pessoal do Ticabus para serem depois revistadas) e todos correram atrás da sua, foi locura Enfim, quando me atenderam e viram o passaporte brasileiro, com visto ok, a atendente sorriu e brincou: "DO BRASIL!!!". Depois de duas horas na fronteira estavamos no México. PS: cruzei via Tapachula na volta, depois de ter feito a viagem de avião do DF a Tapachula. Foi tranquilissimo, todo o tramite (dos dois lados) levou 15 minutos. É muito mais fácil sair, evidentemente. Ou seja, o México, assim como Guatemala, Honduras e El Salvador, estão fazendo uma "peneira" nos possíveis migrantes aos EUA.
  2. Visto tá sussa, mas não esqueçam do cartão de vacinação com a vacina de febre amarela, de Honduras para El Salvador a fronteira é bem rígida e eles vão pedir... Saludos!
  3. Igor, meio atrasado, mas fica o registro pros próximos tb. Melhor ir a Tegucigalpa e daí a San Salvador, de onibus as duas. http://www.hedmanalas.com/cprenglish.htm Aí tem o bus de Copan a Tegus. Mas atenção, em Tegucigalpa não tem uma rodoviaria como no Brasil, cada empresa tem seu terminal. E esses terminais ficam em Comayaguela que é a cidade vizinha. Então, do terminal da Hedman tu pega um taxi (cuidado com os espertinhos de plantão, é meio no desconfiometro) pra Tica Bus ou King Quality que são os dois buses que vão pra San Salvador. Beleza?
  4. Márcio, desculpa a demora em responder irmão, tem esse lance do preço e tem também o tempo e o cansaço de uma viagem longa de busão, leva isso em conta. Buenos Aires ou Montevidéu seria um meio de caminho e de lá faria o deslocamento até o Chile. Córdoba eu não conheço, mas estive em Rosário que é caminho para Mendoza/Santiago e é uma cidade que vale muito a pena conhecer. Abraço!
  5. Então Márcio, ir de carro é jogo, é muito bonito o litoral mas não esqueça que vai estar muito frio... se no verão em Cabo Polonio tem lobo-marinho imagina no inverno hehe... Agora se montar a base em Montevideu é de boa pra ir a Punta, são duas horas, busão confortável. Ah e em Montevidéu não esqueça de ir na feira de Tristan Narvaja no sábado de manhã, show de bola. Abraço!
  6. Fala Márcio, beleza? Cara fiz a trip parecida com a tua até Buenos Aires, no verão de 2008, mas ficando na casa de amigos em Montevidéu e nas terras portenhas hehe então preço de albergue essas coisas não tenho. Sobre essa parte do roteiro não entendi porque tu não vai direto de SP pra Montevidéu... de lá tu pode ir a Punta e ficar um dia de repente (lembrando que vai estar frio pra caramba), La Paloma e La Pedrera são praias bem bacanas mas devem ficar vazias no inverno, assim como Cabo Polônio (no verão tem que ir). Eu fui de Porto até o Chuí de bus pela Planalto, aí fui descendo e parando nessas praias, muito tranquilo andar de ônibus por ali. Em Montevidéu vale a pena ficar 3 dias, muito legal a cidade especialmente no fim de semana, aí vai pra Colônia de manhã cedo e pega o buque bus a tardinha, Colônia é pequeno, nesse tempo tu já vai sacar a cidade. Pra preços de ônibus no Uruguai: http://www.trescruces.com.uy/ Buenos Aires não sei o que estás pensando, uma dica é alugar uma bike, vale a pena demais. Lá o metrô quebra um galhão também, passeios a pé é tranquilo, andar de San Telmo até La Boca pelo Parque Lezama, da Casa Rosada ao Obelisco, muito bom. Outra coisa boa é estamos nos dando muito bem no câmbio na Argentina. Pra seguir viagem: http://www.tebasa.com.ar/ Espero ter ajudado, abraço!
  7. Galera, quem tiver na pilha do turismo gastronômico vale muito ir numa cevicheria, além de vários tipos de ceviche tem uns pratos bacanas de frutos do mar. Pode ser no Manolo na Calle La Nina ou no Saca la resaca hehehe, na Galeria Espiral, Av. Amazonas (aliás essa galeria é muito bacana, instrumentos musicais, dvds, etc). Se tiver afim de aventurar num rolê "local" pode ir no Mercado Santa Clara (ou Mercado Norte) na Calle Versalles, ali é bem tradicional. Estando lá tem várias coisas pra experimentar, tem muitas frutas que não tem aqui no Brasil, suco de tomate de árvore é uma pedida. Fica perto da Universidade Central e da Mariscal também, vale a pena. As cervejas locais são a pilsener, club e conquer, garrafa de pilsener vale 1 dólar (mais ou menos), club só vi long neck e conquer é a mais barata e pior. Eles fazem uns combos nos bares, pedindo de 3 pilsener fica bem mais barato. Ah, tem um licor chamado Espiritu del Ecuador, bacaninha até pra presente.
×
×
  • Criar Novo...