Ir para conteúdo

Helderzito

Membros
  • Total de itens

    344
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre Helderzito

  • Data de Nascimento 11-07-1988

Outras informações

  • Próximo Destino
    Patagônia
  1. 39,40 – Muie Ne Cheguei por volta das 12:30 em Mui Ne, o Onibus me deixou aproximadamente 500 metros do meu hostel, dessa vez fiquei no Mui ne Backpacker Village, mesmo esquema de hostel party de Hoi An, piscina, mesa de bilhar, bar e etc, só 90.000 por dia, nada mal... Nesse dia o bar ofereceu jantar especial com direito a uma cerveja, e também teria um DJ no bar até meia noite, acho que fizeram isso só porque era meu niver, concordam?haha Então comecei a comemoração por lá mesmo, conheci uma Holandesa linda que estava no mesmo quarto que eu, ficamos na piscina um pouco e depois ela descobriu que uma amiga dela estava no Brasil, elas estavam falando no whats app e amiga mandando varias mensagens em português e eu tendo que responder hehe Foi a deixa que eu precisava para me aproximar, presente de aniversário mais do que merecido haha Enfim, encontrei uma galera que conheci em Hoi An e estavam por lá, ficamos bebendo no hostel e depois fomos todos pro Dragon Bar e foi até tarde... A cidade esta meio vazia, a praia é bonitinha, mas o hostel é melhor que os clubs por la, acho que 1 dia inteiro é suficiente nessa cidade. O passeio mais famoso é para ver o por ou nascel do sol, eles te levam para as dunas vermelhas, branca, cachoeira e uma vila de pescadores....Eu só gostei mesmo da Dunas Brancas, os demais lugares eu pularia... Para ver o nascer do sol o Jipe sai as 4:30am, ou seja eu fui virado esse dia hehe Para ver o por do sol sai as 13:30, eu não fui ver o por do sol.... 41 – A travessa da fronteira entre Vietnam x Camboja Chegou o dia de dar tchau para o Vietnam, um lugar realmente incrível onde é necessário pelo menos 30 dias para conhecer tudo que vale a pena, eu comprei minha passagem de volta 2 semanas atrás, calculei os dias e achei que daria tempo de ver tudo, acabei errando no calculo e agora terei que fazer Camboja e as Ilhas da Tailandia com muita pressa, odeio isso, mas não vou reclamar né?rsrs Enfim, já pensando na minha passagem de volta, eu resolvi pular a capital do Vietna (Saigon mas nome atual é Ho Chin Minh), não passaria nenhuma noite aqui, mas obrigatoriamente o Bus que sai de Mui Ne passa por lá para seguir para o Camboja... Paguei 31 USD para ir de Muie Ne até Siem Riep, se você estiver em Saigon vai pagar em torno de 25USD. Peguei o bus das 7am que me deixou em uma avenida em Saigon, a menina que me vendeu a passagem me alertou antes que eu teria que andar uns 300metros para achar o escritório onde eu pegaria o próximo bus, então cheguei la por volta das 12:00am e meu bus sairia as 13:45, perfeito para dar uma volta em Saigon ,comprar lanches para viagem e almoçar. Cheguei por volta das 13hr, estava no facebook falando com uma alemã que já esta em casa e conheci no Slow Boat do Laos, de como foi incrível a galera que formamos no boat, que ela sentiu muita falta, que queria estar aqui, e que espera ver todos novamente, e ela simplesmente me perguntou “ Será que vc vai ver alguém do boat de novo ainda?” Juro, nesse mesmo momento entraram onde eu estava os 2 Ingleses que tb estavam no boat e viajaram comigo por todo o Laos e parte do Vietnam junto com o Australiano, é incrível como as coisas acontecem numa viagem hahaha Infelizmente eles estão indo para a capital Phnom Penh, mas estamos aqui de novo nesse momento dentro do mesmo bus, eles vão ficar lá e eu vou seguir viagem, vou tentar encontrar eles em Siem Riep. Enfim, o bus sai as 13:45, aqui esta o ponto que queria chegar, eu li muita informação em Ingles e em Portugues em fóruns de viagem sobre essa fronteira, o custo do visto é 30USD e pode ser obtido na fronteira, você só precisa ter 2 fotos, o dinheiro em dólar ( aceitam dong mas a conversão não vale a pena, vi uma menina vendendo dólar lá), preencher a papelada e ter seu visto concedido....Mas o que acontece é que existe uma “máfia” entre empresas de ônibus e funcionários da imigração dos dois lados, esse esquema cobra 35usd de cada turista e diz que é apenas um “serviço”. Enfim, quando você entra no ônibus o funcionário (educadamente e com bom inglês) li relatos diferentes, pede seu passaporte e 35USD, fala que esse é o valor para não termos que fazer praticamente nada, eu geralmente gosto de brigar por essas coisas, não pelos 5usd, mas para não alimentar um esquema corrupto desse, não é honesto....Mas eu era sozinho, os ingleses e demais gringos não quiserem discutir, simplesmente pagaram, e então eu não quis tentar sozinho....paguei os 35usd e dei meu passaporte... Basicamente quando chegou na fronteira ele desceu, entregou os passaportes na saída do Vietnam, saímos do ônibus e nos chamaram um de cada vez pelo nome, o passaporte já estava com o carimbo de saída e com os papeis de entrada no Camboja preenchido, tudo isso em 5 minutos. Então entramos no bus novamente e em 2 minutos estávamos na entrada do Camboja, então descemos novamente e esperamos nos chamar pelo nome, simplesmente fomos nos apresentar para o oficial que nem olha nos seus olhos e carimbou e devolveu o passaporte para você ficar 1 mês no Camboja...Entramos no bus e seguimos viagem... Li relatos que se vc não pagar vc vai conseguir o visto, mas com ameaçar de que vc vai ter que esperar muito tempo lá, e que o bus não poderá te esperar e seguira viagem sem você, a fronteira estava vazia hoje, não sei como é nos demais dias, mas fiquei com muita vontade de saber como seria se eu não pagasse, espero que alguém possa nos contar por aqui... Agora estou no caminho para Phnom Penh, onde provavelmente esperarei 1 hora ou mais e as 22:30, pego o sleeping bus para Siem Riep, meu destino final...Então, paguei os 3 onibus em Mui Ne e agencia organizou tudo pra mim, isso é muito comum aqui e pode ir com fé... Eu e minhas viagens malucas de ônibus que duram 1 dia, haha mas to economizando uns 100 doláres que é o que gastaria voando até la, então vale a pena...e lembre-se...tudo acontece por um acaso... Ansioso pelo Camboja.. Abraço
  2. Valeu irmão Entao cara, o espanhol não sabia o nome do templo então ele colocou no Maps Me para mim....Meu celular molhou no Laos, tive que comprar outro, não deu para fazer backup de tudo, então eu acabei perdendo o nome do templo, também to tentando resgatar isso pois sei que muita gente vai perguntar...Eu acho que vou mandar um email pro espanhol...mas se não der certo, quando estiver em Chiang Mai é só ir no hostel dele, ele é muito gente boa... Opa, se conseguir seria legal se nao tento ir la mesmo! Qual nome do hostel?! Abraço Entao, chama Champion Hostel, tem 2...ele fica no 1...te recomendo a ficar la também e assim ele já te explica tudo, ele chama Daniel
  3. Valeu irmão Entao cara, o espanhol não sabia o nome do templo então ele colocou no Maps Me para mim....Meu celular molhou no Laos, tive que comprar outro, não deu para fazer backup de tudo, então eu acabei perdendo o nome do templo, também to tentando resgatar isso pois sei que muita gente vai perguntar...Eu acho que vou mandar um email pro espanhol...mas se não der certo, quando estiver em Chiang Mai é só ir no hostel dele, ele é muito gente boa...
  4. 36,37,38,39 – Hoi An – Uma linda cidade no litoral e uma das noites mais agitadas da Asia. Bom, como sempre os ônibus na Asia acabam demorando mais do que o esperado, então chegamos em Hoi An por volta das 14hrs com um calor de 38graus na cabeça, quando eu não sei onde o ônibus vai me deixar eu nunca reservo hostel com antecedência nesses casos...O ônibus parou perto do centro então só foi andar e procurar um lugar barato, os mais baratos estavam a partir de 5USD, as Austriacas gostam de ficar em quarto privado e pagar um pouco mais, então ficamos em lugares diferentes...Eu fiquei no Hotel Kho Pho bem na entrada da Old Town, serviu para a primeira noite e o café da manha até que era razoável, mas achei o quarto com 6 camas bem apertado e o wifi não era nada bom...Tirei um cochilo e a noite fui encontrar as meninas no Bob Bar, tomamos uns drinks, fumamos um narguilé e fomos todos para o Tiger Tiger, quase todo mundo acaba indo para lá no fim da noite, mas acaba meia noite e depois abre o Tiger Tiger 2 que vai até tarde hehehe Não poderia deixar de mencionar o festival das luzes, onde praticamente todas as luzes em volta do rio se apagam e você pode ver diversas velas flutuando no rio, e também fazer um passeio de barco no meio do rio, é muito bonito... Hoi An é para mim junto com Luang Prabang e Chiang Mai uma das cidades que mais achei bonita, Hoi An sempre foi um dos principais portos da Asia, junto a isso entenda dinheiro, junto com dinheiro entenda belas ruas e melhor estrutura, é muito gostoso andar no meio das vielas com as casas amarelas, alugar uma bicicleta e ir para praia que foi o que fiz, e rodar pelos templos da cidade também é uma boa pedida...Atualmente para entrar no centro antigo você tem que pagar 120.000, isso também te permite entrar em alguns templos, os comerciantes de dentro estão meio bravos com isso, pois nem todos turistas querem pagar....Fica a dica para vocês, a noite ninguém pede o ticket, então você só precisa comprar se for durante o dia, eu não concordo com esse tipo de cobrança, pois lá dentro não tem nada demais... No dia seguinte eu conheci uma canadense no meu quarto e ela me disse que tava indo para um Party Hostel, perguntei para ela o nome e fui olhar no booking, custava apenas 1 dólar a mais, era localizado no meio entre praia e city, eu já havia andando quase tudo na city e é realmente muito quente ficar batendo perna lá...Então reservei e fui com ela, paguei 160.000, isso incluía piscina, café da manha tipo buffet ( melhor café até aqui), 1 drink free, mesa de sinuca, penbolin e muita festa e mulher...Então ficou bem barato, eu já estava querendo dar um perdido nas Austriacas então fiz a melhor escolha...O local chama Sunflower hotel, mas é totalmente um backpacker, gente do mundo todo, sendo a maioria Ingleses ( como tem Inglês aqui...nossa), muito fácil para fazer amizade no bilhar, na piscina e etc... Na noite anterior eu tinha encontrado a Eve, uma brasileira que ta viajando faz uns 4 anos, nós combinamos de ir no dia seguinte para o Vietnam Backpackers, é um local na mesma pegada que o Sunflower e na mesma avenida, mas é um pouco mais caro, mas também bem mais estruturado, fomos lá de tarde pois estava rolando no telão o jogo de Rugbi entre os All Blacks x Lions, para quem não sabe, Nova Zelandia x Reino Unido, parecia copa do mundo pros caras e estava lotado, foi uma vibe firmeza e deu para fazer umas amizades para a noite...Encontrei uma galera que eu tinha conhecido em Hanoi por lá e o grupo foi crescendo...Combinamos todos de estar no Sunflower as 8pm, porque pagando 100.000 voce poder beber tudo que quiser por duas horas, o open bar vale a pena haha Então já eramos um grupo com uns 10 de novo, gente de todo lugar, o jeito foi beber e ir para o Tiger Tiger, mas nos empolgamos no hostel e chegamos la de madrugada, e já não estava muito bom ...rsrs Minha ideia nessa dia era comprar passagem para Mui Ne para o próximo dia, ou reservar mais uma noite no Sunflower, acabei não fazendo nenhum dos dois.... Então de manhã fui primeiro comprar o ônibus, e estava lotado...Não teria mais lugar, então fui para o Sunflower reservar mais uma noite e também estava lotado, ou seja, fiquei sem busão e sem hostel haha Como eu sempre dou um jeitinho, encontrei uma guesthouse, cerca de 50 metros do Sunflower, negociei com o dono e paguei somente 110.000 para um quarto privado haha tudo acaba dando certo no final, deixei minhas coisas lá e passei o dia no Sunflower, não tem controle nenhum de quem usa a piscina e etc, na verdade é liberado porque eles ganham muita grana no bar da piscina, então qualquer um de fora pode sim entrar...reservei o ônibus para o dia seguinte e tudo ficou certo de novo... Nessa noite encontrei uma Inglesa que eu conheci em Cat Ba, tinha gostado muito dela mas no dia estava com as Austriacas, chamei ela pro Open Bar e depois disso paramos por aqui de contar ehehe Mas você ve que no final tudo acontece por um motivo, sair do Sunflower, ficar no guesthouse, enfim...nada é por acaso... No dia seguinte fiz meu Check Out e fui para o Sunflower, tomei café lá haha e esperei meu ônibus até as 5pm por lá, jogando sinuca e relaxando na piscina...A única parte triste é que agora estou no Onibus, faltam 3 horas para eu chegar em Mui Ne, já São 10:00am, e é oficialmente meu niver, ou seja to passando parte dele no bus, por isso eu queria ter ido um dia antes...Eu não estou muito chateado, porque tenho certeza que tudo acontece por um motivo...e veremos assim que chegar em Mui Ne... Estou usando o wifi do sleep Bus e pela primeira vez o post vai ser realmente ao vivo. Abraço
  5. Entao cara, depende muito do que vc procura...se quiser uma viaja mais espiritual e encontrar poucos turistas vai pra Myanmar...se vc quer festa, mulher e zueira vai pro Vietnam rs...jeito mais simples de tirar sua duvida...
  6. Entao cara, depende muito do que vc procura...se quiser uma viaja mais espiritual e encontrar poucos turistas vai pra Myanmar...se vc quer festa, mulher e zueira vai pro Vietnam rs...jeito mais simples de tirar sua duvida...
  7. 33,34,35 – Cat Ba & Halong Bay Bom galera, agora o relato esta ficando um pouco mais famoso ( O mochileiros acabou de publicar no facebook deles, vou fazer questão de caprichar mais haha) Cheguei em Cat Ba por volta das 14pm, o ônibus te leva até o local da saída do boat, a travessia é rápida porém o que demora é para você entrar nele, esperei praticamente 1 hora, e só quando toda população local entraram, podemos entrar. Chegando em Cat Ba não tem como ir andando até o centro, é bem distante, tinha um ônibus esperando, já incluso no que paguei em Hanoi que me deixou exatamente no Full Moon Party Hotel, ou seja, paguei em Hanoi pelos 2 buses, boat e me deram o hotel free, valeu a pena, principalmente pela localização que é na frente da praia. Chegando no hostel conheci um argentino, quem me deu as primeiras dicas sobre Cat Ba, ele me falou que tinha umas praias que eu poderia chegar andando, então eu coloquei no maps.me e fui procurar....São 3 praias, distantes no máximo 10 minutos do centro, porém são lotadas, realmente cheias, parece a praia grande em SP no novo haha apesar de serem praias bonitas, não dava para ficar ali, só tomei uma breja e voltei pro hotel, aliás a breja mais famosa aqui é a BIA, acho que ainda não mencionei, não sei porque esse nome, mas é provavelmente porque tem quase o mesmo som de dizer BEER hahaha. Então fui nas agências ver o preço dos passeios para o próximo dia, como disse antes, no Vietnã eles dizem o preço das coisas em dólar e convertem no dia, eu encontrei o mesmo tipo de passeio pelos valores de 13 até 20 USD, acabei fechando no mais barato, estava incluso o boat que me levaria para Halong Bay, passeio de kaiak por lá, parada em uma praia e depois na Monkey Island, além do almoço. Achei o preço razoável, tendo em vista que eu poderia fazer as mesmas coisas que um cruzeiro inclui, claro que sem o mesmo luxo, mas com a mesma vista...Aliás quem quiser fazer o cruzeiro, com certeza vai sair mais barato fechar em Cat Ba do que em Hanoi, Cat Ba é uma ilha grande e bem estruturada, bom lugar pra ficar alguns dias se você tiver tempo. No dia seguinte então foi dia de acordar cedo e chegar 8am na porta da agencia, logo já fiz amizade com 3 meninas e um casal da Austria, e que meninas...ai ai meu coração... nos demos muito bem desde o começo, então sentamos juntos no ônibus e ficamos juntos em todo o passeio e almoço. O barco tem poltronas como de ônibus e vc pode ir confortável lá dentro, mas como somos aventureiros nós gostamos de ir no teto fazendo bagunça certo? Então levei meus novos amigos pro teto do barco também, é sempre o melhor lugar e a melhor visão haha fica a dica O barco rapidamente entra no meio da região que se denomina Halong Bay, são enormes montanhas verdes e ilhas no meio do oceano, e você vai com o barco no meio disso tudo, é realmente um paraíso, infelizmente o dia estava meio nublado, e eu li diversos relatos de pessoas que foram em diferentes meses e também estava nublado, afinal quando faz sol por lá? Vai muito da sua sorte, mas deve ser muito mais bonito em um dia limpo. Quando paramos para fazer o passeio de kaiak eu reparei na quantidade de lixo que estava na agua, você pode entrar no meio de cavernas e remar quase que até o mar aberto, e em todo lugar você vai encontrar lixo e mais lixo, garrafa, sacolas, comidas e etc...è muito triste. Eu pensei que a culpa era dos turistas, mas você vão saber mais tarde que não é bem assim... Voltamos para o barco e tivemos nosso almoço, pratos bem fartos com tofu, ovos, legumes, peixes e arroz, claro que almoçamos no teto do barco haha Quando terminamos eu vi os staffs do barco recolhendo todo o lixo, colocando em sacolas e simplesmente jogando tudo no mar, minha vontade era de jogar eles no mar junto com o saco, mas eu me contive, eu simplesmente não consigo entender como o ser humano chega a um nível tão extremo de estupidez, afinal é o seu ganha pão levar pessoas para passear naquela região, como eles podem não cuidar disso? È revoltante...depois vi alguns peixes mortos flutuando...porque será né? A ultima parada foi na ilha dos macacos, onde escalamos, isso mesmo escalamos uma montanha muito difícil ( leve tênis para fazer isso) descalço foi foda...mas eu e duas das austríacas fizemos numa boa, a vista é incrível, basicamente existem diversas rochas na montanha e você tem que ir encontrando um caminho para chegar no topo, mas vale a pena. Foi ai que comecei a me aproximar de uma delas, afinal sou cavalheiro e fiz questão de ajudar a subir e descer das pedras e ela achou incrível haha po, já tava me apaixonando pela terceira vez na viagem.... ( Só para ficar uma observação, nas cidades grandes e mais famosas é party pra todo lado e pegação geral na Asia, mas to dando sorte de encontrar “algo mais” as vezes, quando não rola, vai só pegação mesmo, mas essas nem vou contar senão daria um livro, fica pros amigos no brasa haha) Por volta das 17hrs chegamos em Cat Ba, trocamos contato e decidimos todos tomar umas brejas de noite. Fomos para o Oasis bar bebemos algumas e a noite foi parar em um bar que não sei o nome, onde jogamos bilhar, beer pong, e escrevemos Brasil & Austria na parede hahah foi uma noite incrível... Ambos iriamos coincidentemente para Tam Coc no próximo dia de manhã, então compramos o mesmo ônibus que custou 200.000. 35,36 – Ninh Binh & Tam Coc As 9:30 partiu nosso ônibus de Cat Ba, até o porto onde pegamos o ferry e fomos para Tam Coc, chegamos lá por volta das 15hrs, o ônibus apesar de você comprar para Ninh Binh ele vai deixar você em Tam Coc, bem no centro, e é exatamente lá que você deve ficar hospedado, não se preocupe em reservar com antecedência. Para minha surpresa assim que desci do ônibus me ofereceram um hotel gratuito pois eu estava chegando naquele ônibus, quarto com 4 camas, café da manha, centro da cidade...Nada mal haha minhas 3 amigas toparam ficar lá, e o casal estava indo para outra cidade, eles não foram para Tam Coc. Esse dia estávamos quebrados com ressaca do dia anterior, então a ordem foi só tomar umas brejas de leve e ver o que fazer no próximo dia, incrível como me dei bem com essas meninas. Tam Coc é uma cidade no meio das montanhas e plantações de arroz, é conhecida como a Halong Bay na terra, é realmente parecida, ela tem duas ruas principais onde se concentram quase todos restaurantes e hostels, mas é bem calma, então não tem balada e etc, no máximo bares. Aqui você tem algumas opções, sair andando fazendo trekking por sua conta pelas montanhas, alugar uma bicicleta, moto ou um boat tour. Como eu só tinha um dia eu aluguei uma moto, me custou 80.000 e coloquei 20.000 de gasolina. Valeu a pena, basicamente não faço muitos planos, eu uso o maps.me e vou parando em tudo que aparece estrela, e quando vejo uma estrada que parece me levar para um caminho legal eu simplesmente entro para ver onde vou parar... As meninas também alugaram motos, mas elas queriam sair 7am para em ir em templos primeiro, como eu já vi bastante templos e sei que teria que pagar, eu acabei indo fazer esse role sozinho as 9am. Foi a melhor coisa que fiz, porque eu posso entrar onde quiser, parar quando quiser e etc, sem perguntar pra ninguém... Meu foco era pilotar a moto no meio das plantações de arroz, perto do rio e ir o mais perto possível das montanhas, foi isso que fiz, eu não anotei nome de nada, mas tem muitos templos nas montanhas que vc não paga, cavernas e muito verde....A paisagem e maravilhosa, seus olhos se encantam...Sem falar que você passa no meio dos vilarejos dos plantadores de arroz, e eles são lindos, sempre acenam e sorriem para você, eu parei algumas vezes para fazer amizades, mas eles praticamente não falam inglês, é difícil rs Em um dos caminhos conheci uma Francesa de Lyon, ela estava sozinha fazendo trekking, já estava andando tinha 3 horas, então chamei ela pra ir comigo e ela topou....Foi muito boa essa companhia, ela tem lindas histórias, já escalou até o Everest, você olha para ela e nem imagina....finalizamos o dia tomando uma breja na rua principal, e foi quando encontramos as Austriacas novamente, foi muito bom para a Sah ficar com um pouco de ciúmes hahah a Francesa namora e vai encontrar ele aqui, mas a Sah não precisava saber haha Bom, nesse dia pegamos o Sleep Bus para Hoi An, e é aqui que estou agora escrevendo, é dia 7/7, 9:30am, estou deitado na minha “cama no bus”, e as Austriacas logo atrás de mim, é logico que convenci a ir comigo rsrs Enfim, o Bus sai as 21pm de Tam Coc, custou 300.000, nos deixou em uma cidade que não sei onde é, onde esperamos 1 hora para trocar de ônibus e espero chegar lá por volta do 12pm. Descobrimos que hoje vai rolar o festival das luzes, só acontece algumas vezes no ano, então estamos com muita sorte. Vamo que vamo que é sexta-feira.... Para não se perderem, até agora meu roteiro foi: Melbourne,Singapore,Bangkok,Yangon,Golden Rock, Mandalay, Bagan,Chiang Mai, Luang Prabang, Vang Vieng,Hanoi,Cat Ba, Tam Coc, Hoi Na Namaste.
  8. 33,34,35 – Cat Ba & Halong Bay Bom galera, agora o relato esta ficando um pouco mais famoso ( O mochileiros acabou de publicar no facebook deles, vou fazer questão de caprichar mais haha) Cheguei em Cat Ba por volta das 14pm, o ônibus te leva até o local da saída do boat, a travessia é rápida porém o que demora é para você entrar nele, esperei praticamente 1 hora, e só quando toda população local entraram, podemos entrar. Chegando em Cat Ba não tem como ir andando até o centro, é bem distante, tinha um ônibus esperando, já incluso no que paguei em Hanoi que me deixou exatamente no Full Moon Party Hotel, ou seja, paguei em Hanoi pelos 2 buses, boat e me deram o hotel free, valeu a pena, principalmente pela localização que é na frente da praia. Chegando no hostel conheci um argentino, quem me deu as primeiras dicas sobre Cat Ba, ele me falou que tinha umas praias que eu poderia chegar andando, então eu coloquei no maps.me e fui procurar....São 3 praias, distantes no máximo 10 minutos do centro, porém são lotadas, realmente cheias, parece a praia grande em SP no novo haha apesar de serem praias bonitas, não dava para ficar ali, só tomei uma breja e voltei pro hotel, aliás a breja mais famosa aqui é a BIA, acho que ainda não mencionei, não sei porque esse nome, mas é provavelmente porque tem quase o mesmo som de dizer BEER hahaha. Então fui nas agências ver o preço dos passeios para o próximo dia, como disse antes, no Vietnã eles dizem o preço das coisas em dólar e convertem no dia, eu encontrei o mesmo tipo de passeio pelos valores de 13 até 20 USD, acabei fechando no mais barato, estava incluso o boat que me levaria para Halong Bay, passeio de kaiak por lá, parada em uma praia e depois na Monkey Island, além do almoço. Achei o preço razoável, tendo em vista que eu poderia fazer as mesmas coisas que um cruzeiro inclui, claro que sem o mesmo luxo, mas com a mesma vista...Aliás quem quiser fazer o cruzeiro, com certeza vai sair mais barato fechar em Cat Ba do que em Hanoi, Cat Ba é uma ilha grande e bem estruturada, bom lugar pra ficar alguns dias se você tiver tempo. No dia seguinte então foi dia de acordar cedo e chegar 8am na porta da agencia, logo já fiz amizade com 3 meninas e um casal da Austria, e que meninas...ai ai meu coração... nos demos muito bem desde o começo, então sentamos juntos no ônibus e ficamos juntos em todo o passeio e almoço. O barco tem poltronas como de ônibus e vc pode ir confortável lá dentro, mas como somos aventureiros nós gostamos de ir no teto fazendo bagunça certo? Então levei meus novos amigos pro teto do barco também, é sempre o melhor lugar e a melhor visão haha fica a dica O barco rapidamente entra no meio da região que se denomina Halong Bay, são enormes montanhas verdes e ilhas no meio do oceano, e você vai com o barco no meio disso tudo, é realmente um paraíso, infelizmente o dia estava meio nublado, e eu li diversos relatos de pessoas que foram em diferentes meses e também estava nublado, afinal quando faz sol por lá? Vai muito da sua sorte, mas deve ser muito mais bonito em um dia limpo. Quando paramos para fazer o passeio de kaiak eu reparei na quantidade de lixo que estava na agua, você pode entrar no meio de cavernas e remar quase que até o mar aberto, e em todo lugar você vai encontrar lixo e mais lixo, garrafa, sacolas, comidas e etc...è muito triste. Eu pensei que a culpa era dos turistas, mas você vão saber mais tarde que não é bem assim... Voltamos para o barco e tivemos nosso almoço, pratos bem fartos com tofu, ovos, legumes, peixes e arroz, claro que almoçamos no teto do barco haha Quando terminamos eu vi os staffs do barco recolhendo todo o lixo, colocando em sacolas e simplesmente jogando tudo no mar, minha vontade era de jogar eles no mar junto com o saco, mas eu me contive, eu simplesmente não consigo entender como o ser humano chega a um nível tão extremo de estupidez, afinal é o seu ganha pão levar pessoas para passear naquela região, como eles podem não cuidar disso? È revoltante...depois vi alguns peixes mortos flutuando...porque será né? A ultima parada foi na ilha dos macacos, onde escalamos, isso mesmo escalamos uma montanha muito difícil ( leve tênis para fazer isso) descalço foi foda...mas eu e duas das austríacas fizemos numa boa, a vista é incrível, basicamente existem diversas rochas na montanha e você tem que ir encontrando um caminho para chegar no topo, mas vale a pena. Foi ai que comecei a me aproximar de uma delas, afinal sou cavalheiro e fiz questão de ajudar a subir e descer das pedras e ela achou incrível haha po, já tava me apaixonando pela terceira vez na viagem.... ( Só para ficar uma observação, nas cidades grandes e mais famosas é party pra todo lado e pegação geral na Asia, mas to dando sorte de encontrar “algo mais” as vezes, quando não rola, vai só pegação mesmo, mas essas nem vou contar senão daria um livro, fica pros amigos no brasa haha) Por volta das 17hrs chegamos em Cat Ba, trocamos contato e decidimos todos tomar umas brejas de noite. Fomos para o Oasis bar bebemos algumas e a noite foi parar em um bar que não sei o nome, onde jogamos bilhar, beer pong, e escrevemos Brasil & Austria na parede hahah foi uma noite incrível... Ambos iriamos coincidentemente para Tam Coc no próximo dia de manhã, então compramos o mesmo ônibus que custou 200.000. 35,36 – Ninh Binh & Tam Coc As 9:30 partiu nosso ônibus de Cat Ba, até o porto onde pegamos o ferry e fomos para Tam Coc, chegamos lá por volta das 15hrs, o ônibus apesar de você comprar para Ninh Binh ele vai deixar você em Tam Coc, bem no centro, e é exatamente lá que você deve ficar hospedado, não se preocupe em reservar com antecedência. Para minha surpresa assim que desci do ônibus me ofereceram um hotel gratuito pois eu estava chegando naquele ônibus, quarto com 4 camas, café da manha, centro da cidade...Nada mal haha minhas 3 amigas toparam ficar lá, e o casal estava indo para outra cidade, eles não foram para Tam Coc. Esse dia estávamos quebrados com ressaca do dia anterior, então a ordem foi só tomar umas brejas de leve e ver o que fazer no próximo dia, incrível como me dei bem com essas meninas. Tam Coc é uma cidade no meio das montanhas e plantações de arroz, é conhecida como a Halong Bay na terra, é realmente parecida, ela tem duas ruas principais onde se concentram quase todos restaurantes e hostels, mas é bem calma, então não tem balada e etc, no máximo bares. Aqui você tem algumas opções, sair andando fazendo trekking por sua conta pelas montanhas, alugar uma bicicleta, moto ou um boat tour. Como eu só tinha um dia eu aluguei uma moto, me custou 80.000 e coloquei 20.000 de gasolina. Valeu a pena, basicamente não faço muitos planos, eu uso o maps.me e vou parando em tudo que aparece estrela, e quando vejo uma estrada que parece me levar para um caminho legal eu simplesmente entro para ver onde vou parar... As meninas também alugaram motos, mas elas queriam sair 7am para em ir em templos primeiro, como eu já vi bastante templos e sei que teria que pagar, eu acabei indo fazer esse role sozinho as 9am. Foi a melhor coisa que fiz, porque eu posso entrar onde quiser, parar quando quiser e etc, sem perguntar pra ninguém... Meu foco era pilotar a moto no meio das plantações de arroz, perto do rio e ir o mais perto possível das montanhas, foi isso que fiz, eu não anotei nome de nada, mas tem muitos templos nas montanhas que vc não paga, cavernas e muito verde....A paisagem e maravilhosa, seus olhos se encantam...Sem falar que você passa no meio dos vilarejos dos plantadores de arroz, e eles são lindos, sempre acenam e sorriem para você, eu parei algumas vezes para fazer amizades, mas eles praticamente não falam inglês, é difícil rs Em um dos caminhos conheci uma Francesa de Lyon, ela estava sozinha fazendo trekking, já estava andando tinha 3 horas, então chamei ela pra ir comigo e ela topou....Foi muito boa essa companhia, ela tem lindas histórias, já escalou até o Everest, você olha para ela e nem imagina....finalizamos o dia tomando uma breja na rua principal, e foi quando encontramos as Austriacas novamente, foi muito bom para a Sah ficar com um pouco de ciúmes hahah a Francesa namora e vai encontrar ele aqui, mas a Sah não precisava saber haha Bom, nesse dia pegamos o Sleep Bus para Hoi An, e é aqui que estou agora escrevendo, é dia 7/7, 9:30am, estou deitado na minha “cama no bus”, e as Austriacas logo atrás de mim, é logico que convenci a ir comigo rsrs Enfim, o Bus sai as 21pm de Tam Coc, custou 300.000, nos deixou em uma cidade que não sei onde é, onde esperamos 1 hora para trocar de ônibus e espero chegar lá por volta do 12pm. Descobrimos que hoje vai rolar o festival das luzes, só acontece algumas vezes no ano, então estamos com muita sorte. Vamo que vamo que é sexta-feira.... Para não se perderem, até agora meu roteiro foi: Melbourne,Singapore,Bangkok,Yangon,Golden Rock, Mandalay, Bagan,Chiang Mai, Luang Prabang, Vang Vieng,Hanoi,Cat Ba, Tam Coc, Hoi Na Namaste.
  9. 30 Junho, 1,2,3 Julho – Hanoi – Vietna Galera foi uma loucura, se você quiser curtir a experiência de viajar em um sleep bus eu recomendo, mas é cansativo, eu curti minha viagem mas muitas pessoas só reclamavam, acho isso muito chato, todos sabem que a viagem é longa antes de embarcar. O ônibus tem assentos cama, como se fossem beliches todas individuais, eu acabei tendo que dividir as únicas camas compartilhadas com mais 2 pessoas, mas acabei me dando bem porque depois vi que o espaço é muito maior, então fiquei muito mais confortável... A viagem começou as 10am, quando sai de van de Vang Vieng até Vientiane, a van nos deixou no meio da city por volta das 15hrs, e nos disseram para estar la as 16:30 que um tuk tuk iria nos buscar e levar para rodoviária, esse tuk tuk apareceu só as 17...Chegando na rodoviária , eles não tem nenhum controle, eles só vão colocando as pessoas nos ônibus e quando enche ele sai, simples assim...Então acabamos saindo apenas por volta das 19hrs...A viagem foi tranquila, paramos umas 4 ou 5 vezes e o ônibus tinha banheiro...Quando você chega na fronteira, tem que descer do ônibus carimbar a saída do Laos e pegar o ônibus de novo para que ele te deixe na entrada do Vietnam, nesse local já troquei minhas ultimas notas do Laos pela grana do Vietnam....Eu achei que não pagaria mais nada, mas os oficiais cobraram 1 dólar só para carimbar o passaporte, absurdo...Essa é a fronteira mais bagunçada que já atravessei na minha curta historia de vida hehe Bom, chegamos por volta das 20pm em Hanoi, então a jornada inteira durou 34hrs...Eu faria tudo de novo, mas provavelmente dormiria um dia em Vientiane porque todos os ônibus vao sair de la de qualquer jeito, então ficaria muito mais fácil a viagem...A experiência de viajar em um ônibus cama foi incrível, espero fazer isso novamente. Sobre Hanoi Cheguei em uma sexta a noite, de final de semana muitas ruas são fechadas, e você ve a população por todos os lados, as crianças e adultos brincando na rua com diferentes games, street food por todos os lados, ahhh como é incrível comer na rua na asia, como a culinária asiática é incrível...se sobrar grana farei um curso de culinária aqui, vamos ver.. A maioria dos hostels e muitos bares possui happy hour, onde você bebe cerveja de graça porá 1 hr ou mais...Eu fiquei no primeiro dia no Central Backpackers Hanoi, paguei 115.000Dong com café da manha, o hostel é muito animado, é party hostel, mas os quartos e banheiros são excelentes...eles também possui um walk tour todos os dias de graça, eu fui e recomendo, a guia é irlandesa e nos levou até para tomar um café com ovo, eu gostei muito haha Só fiquei la porque eu não havia reservado, e conheci uma Croata no busao muito gente boa e ela tinha reservado....Depois mudei para o Funky Jungle Hostel, pelo booking era 80.000 e na porta 110.000, então reservei duas noites lá, também inclui café da manha, free beer e mesa de bilhar, a localização é bem melhor e eu recomendo com certeza. Hanoi em si não tem muita coisa para fazer, é descansar, andar pelas ruas e visitar os museus e a partir daqui escolher onde ir, eu cortei o cabelo, comprei um celular porque o mel molhou e já era, e sai todos os dias, 3 noites aqui e já tenho muita historia para contar...haha Mas fica em sigilo... È de Hanoi que a galera compra uma moto e vão até o Sul de moto e chegando lá vendem, eu queria fazer isso mas preciso economizar grana e tempo, mas seria incrível, conheci muita gente fazendo, só é difícil vender a moto depois, então muitos acabando pagando 200USD e vendendo por 50USD, isso mesmo 50USD.... Aliás, qualquer roteiro no Vietnam tem que começar pelo sul ou pelo norte, porque o pais é estreito mas comprido, então você tem que ir subindo ou descendo...E agora eu sei porque um mês aqui é pouco, tem muita coisa para ver, muito lugar bonito ...é demais... Saindo de Hanoi você pode fazer alguns tours de bate volta, como trekking em Sapa, o cruzeira na famosa Halong Bay ou ir até Tam Coc em Ninh Bin...Como gosto de fazer tudo por conta para salvar dinheiro...Estou agora indo de Minibus até Cat Ba, é de lá que saem os cruzeiros e boats para o Halong bay, como não farei cruzeiro, vou comprar algum passeio por lá, exatamente como sei que fazem no cruzeiro...e aposto que pagarei menos, mas muito muito menos haha Para chegar lá paguei 15usd em ônibus já incluso a travessa do ferry porque Cat ba é uma ilha, eu fiquei barganhando e ele me deu uma noite de graça no hotel deles, comprei direto no hostel... Aqui muitos preços eles dizem em dólar, então convertem com a cotação do dia, e esse foi um deles, pesquisei em mais lugares e o preço ta bem tabelado. Chegando la vou decidir onde ir depois, ainda não faço idéia, mas provavelmente Ninh Bin. È isso galera... Abração
  10. Se você soubesse o que é o VIETNAM....

    ei,...vc ta por onde? To em Cat Ba e indo para Ninh bin em 2 dias...se quiser companhia
  11. 21/22/23 – SLOW BOAT – A travessa da fronteira da Tailândia com o Laos Bom, existem algumas formas de chegar ao Laos saindo de Chiang Mai, sendo que a mais fácil certamente é avião, você também pode pegar ônibus e táxis para chegar e sair da fronteira, até o local que deseja, a minha escolha vai mais longa, o famoso Slow Boat, percurso que demora 3 dias para serem percorridos até chegarmos em Luang Prabang, calma gente, não são 3 dias inteiros dentro do boat... No primeiro uma van me buscou as 9am no hostel, eu fui o primeiro passageiro, logo ele buscou mais duas alemãs com quem eu rapidamente fiz amizade, e logo em seguida ele buscou mais pessoas...no primeiro dia ele faz uma parada de 30 minutos no famoso Wat Rongkhun (White Templo), acredite você não precisa mais tempo do que isso lá, apesar de ser bem bonito, eu não vi nada de sagrado, só um lugar turístico e com várias pinturas de super heróis nas paredes...não entendi nada hahah você pagar 50bath para entrar. Nesse dia dormimos na cidade de ChiangkHong, é de lá que sai o primeiro boat, já esta incluso no pacote que paguei, o hostel dessa cidade, jantar, café de manha e um almoço para levar para o boat, assim como todos os transportes. No meu hostel estavam mais 3 alemãs e uma americana, então rapidamente fizemos amizade e formamos um grupo legal para prosseguir essa trip... As 8am a van nos buscou no hostel e nos levou até a fronteira, carimbamos nossa saída da Tailandia em menos de 1 minuto e pegamos um ônibus que nos levou até a entrada do Laos, nesse ponto você tem só que preencher os papéis de sempre e pagar 30USD, tem que ser em espécie, eles não aceitam outra moeda ou cartão, como estava viajando com dólar australiano, eu troquei meu Thai Money por USD no hostel, mas a conversão não foi das melhores...Enfim, foram apenas 10minutos e eu já estava dentro do Laos, ou seja, você não precisa tirar visto antecipado do Laos, ele é no Arrival ok? Saíndo de lá tinha um truck nos esperando, o veículo que finalmente nos levaria para o pear onde sairia o primeiro Boat. O primeiro boat saiu por volta das 11am, e as 18pm nos deixou em Pagbang, pequeno vilarejo onde tivemos que dormir aquela noite. No boat estavam mais ou menos umas 60 pessoas, não sei ao certo, e fiz algumas amizades, entre elas um Australiano que falava um pouco de português. Quando você chega em Pagbeng você não precisa se preocupar com hospedagem, porque os donos das acomodações estarão esperando por você no pear, então não reserve antes, deixe para barganhar o preço na hora, já que com certeza você vai pagar bem menos do que imaginou. Peguei um quarto duplo com o Australiano e as alemãs um quarto triplo, pagamos 20.000Kip cada um, 1AUD é mais ou menos 6.000Kip, o restante da galera foi para outro hostel. Tomamos banho e combinamos de sair para comer algo e beber a primeira BeerLao, achamos um barzinho com os preços bem atraentes e ele estava oferecendo Banana Whisky for free, então com certeza escolhemos esse hehe A cerveja foi 12.000 sendo a large, como foi a primeira, ainda não sei se o preço estava legal ...rs Voltamos para o hostel e ficamos tocando violão e cantando na calçada, foi uma vibe bem incrível para finalizar um dia incrível, por volta das 23pm os donos do hostel mandaram a gente entrar haha Hoje as 9am o boat partiu novamente, estou nesse momento cruzando o rio Mekong, com as paisagens incríveis de um rio que se destaca ao meio das incríveis montanhas do Laos, das aldeias que podemos ver ao redor, dos inúmeros pescadores que nos acenam quando passamos, das crianças nadando peladas no rio e do sorriso contagiante desse povo que aos meus olhos, vive bem feliz...Bom a idéia é chegar por volta da 17pm e procurar um hostel para dormir em Luang Prabang...depois conto como foi... Galera lembrando que to tentando escrever em tempo real, mas nem sempre consigo postar, então pode ser que antes de eu postar eu já tenha escrito mais coisas...só para não ficar confuso hehe Bons ventos.. 23,24,25 Luang Prabang Chegamos finalmente em Luang Prabang, depois da experiência incrível no Boat, era por volta das 18hrs, o boat não vai até a city como eu havia imaginado, ele te deixa aproximadamente 9km de lá, onde você precisa pegar um tuk tuk pagando 20.000, nesse lugar você vai ver diversas pessoas oferecendo hospedagem e o transporte até la, mas pelos mesmos 20000kip, então não tem como escapar de pagar isso... Escolhemos a guesthouse Sokdee, o grupo cresceu pois conhecemos mais pessoas no boat, sendo assim ficamos em 14 pessoas nessa guesthouse pagando 30.000kip por noite, com free lao whisky e dinner(noodles) toda a noite. Confesso que Luang Prabang me surpreendeu em todos os sentidos, ela mais parece uma cidade europeia do que uma cidade asiática, é tudo realmente muito lindo, ela é também é uma cidade protegida pela UNESCO, cercada por lindas montanhas é um destino incrível para esportes de aventura, você também pode encontrar santuários de elefantes lá, provavelmente mais baratos que na Tailandia...Enfim, é muito gostoso andar pelas ruas, na Main Street eles tem um Night Market todo dia, não tem como deixar de ir. No mesmo dia que chegamos fomos todos para o Utopia bar que tem uma vibe incrível, uma decoração foda para relaxar, mas a musica é horrível, então corta um pouco o clima...acaba cedo, então a moda é ir para o boliche, você vai ver vários motoristas de tuk tuk oferecendo carona até la, eu não esperava por isso hehe como estávamos em uma boa galera foi muito legal, não esperava jogar boliche na asia hhahao boliche fecha umas 3am... Segundo dia fomos de tuk tuk até a cachoeira Kuang Si, provavelmente o lugar mais bonito que vi por aqui até agora, aguas realmente azuis, muito espaço para nadar, e no caminho para chegar você ainda pode ver um parque com diversos ursos que foram resgatados de maus tratos ou que estavam doentes.. ou seja, não pode faltar em qualquer roteiro para lá. No domingo eu decidi ir para Vang Vieng, porque queria aplicar meu visto para o Vietnam por lá, já na segunda feira de manhã. Peguei uma van pelo preço de 100.000kip, estava chovendo bastante e demorou mais ou menos 7hrs, é muito desconfortável ficar esse tempo todo em uma van, então foi horrível, se puder pegue um ônibus, porque é o mesmo preço , só demora mais... Fui junto com o australiano, 2 ingleses e 2 francesas... Chegando lá estava chovendo muito, então a primeira guesthouse que vimos entramos e pegamos 3 quartos duplos com banheiro dentro, pagamos só 30.000, dividi o quarto com o australiano novamente. 25,26,27,28,29 Vang Vieng Nós comemos alguma coisa estragada em Luang Prabang, porque eu e os demais estávamos meio doentes e como posso dizer, ficando muito tempo no banheiro por alguns dias hehe Então acabamos ficando nesse lugar uns 2 dias antes de mudar para um Party Hostel, porque era bem confortável e quieto para descansar. Vang Vieng é uma cidade com ruas bem feias, mas é totalmente backpacker, ela não é uma cidade para ver templos, monges e etc, ela é uma cidade para curtir as montanhas, os lagos e o famoso tubing, além é claro dos bares que você pode encontrar baseado, happy pizza, happy baloons...é só perguntar pro garçon se ele não te oferecer... Se você não estiver afim de festa, bagunça, gente bêbada para todo lado, não vá para Vang Vieng. No primeiro dia alugamos uma moto cada um e fomos os 6 para o Blue Lagoon, você pode ir de tuk tuk mas de moto é mais barato, além de você poder ir para mais lugares e ficar quanto tempo desejar....Eu não sei quantos blue lagoon eles tem, mas eu vi até o numero7...Acabei indo só no 1 que não gostei muito mas que tem uma caverna bonita....e no 3 que adorei, esse é bem mais longe , 5 km na estrada de terra com pedras , é só ir devagar com a moto, tome seu tempo a paisagem é bonita...os ingleses estavam com pressa e os dois caíram, mas nada aconteceu...quem foi devagar saiu de lá sem acidentes, simples.... em todos você vai ter que pagar 10.000kip para entrar...e a moto automática foi 35.000kip pelo dia todo, coloquei 2 litros de gasolina por 12000 e até sobrou....eu nunca tinha pilotado moto na vida e agora to até querendo comprar uma haha Nesse mesmo dia de noite, o restante dos nossos amigos chegaram em Vang Vieng, eles ficaram no Chillao, é guesthouse mas na verdade é mais um hostel, é demais tem mesa de bilhar,pinbolin, free whisky todo dia das 7 as 10pm...é o lugar que que a galera acaba se reunindo, porque qualquer um pode chegar de fora e ficar la também....jogamos diversos drink games por lá.. No outro dia reunimos a galera e fomos fazer o famoso tubing, que é a descida do rio usando boias de pneu de caminhão, eu já fiz isso algumas vezes no Vale do Paraiba em SP, eles tem uma data que chama ecobóia e acontece uma vez por ano...Enfim, voltando ao Laos hehe Voce aluga a boia por 55.000kip e vai no rio se divertir, você vai encontrar alguns bares no caminho e você tem que parar, porque todo mundo para , e é lá que o pessoal passa dos limites, fica bêbado e volta pro rio e etc...é realmente perigoso se você beber, se não beber mesmo que não saiba nadar é só ficar na boia....Com a nossa galera não teve freio, paramos em todos os bares que na real são 3 agora, mas 10 anos atrás eram mais de 20 no caminho..com isso chegamos no final depois de umas 5hrs...experiencia bem diferente... Nos outros dias aluguei moto de novo, fui com a galera que não tinha ido para o Blue Lagoon, fiquei só Chilling e saindo a noite para beber e dançar com a galera, ahhh também mudei pro Chillao com certeza.... Agora estou em uma van, no pior assento possível, indo para Vientiane onde vou pegar o sleep bus para Hanoi no Vietnam, disseram que tudo vai durar 22hrs, mas to estimando 30...vamos ver... paguei 230.000kip nesse bus. Sobre o Visto do Vietnam Você pode fazer o visto online, na verdade você tem que contratar uma empresa que faz para você, mas no google você encontra muitas, porém com o e-visa você tem que chegar lá de avião, não sei porque, mas isso atrapalha todo mundo. Caso você atravessa a fronteira de bus igual eu, você vai ter que aplicar o visto em alguma embaixada ou fazer com alguma agencia...Voce pode encontrar embaixadas em Bangkok, Luang Prabang, Vientiane e outras cidades, então não se preocupe muito....Eu apliquei na segunda feira com uma agencia em Vang Vieng, porque achei mais fácil do que estar mais dias em Luang Prabang ou ir para Vientiane só para aplicar na embaixada, eu paguei 70USD por 2 dias de serviço, para 3 dias é 60usd, eu não sei exatamente quanto custa na embaixada, não encontrei na internet, mas vai ser quase a mesma coisa, além do trabalho de ir até lá...enfim, na quarta feira a noite já estava pronto, e por isso na quinta de manha (hoje) já peguei o ônibus para Hanoi... Agora é ver o que acontece no Vietnam...ansioso demais 
  12. 17,18,19,20,21 – CHIANG MAI Detalhando a viagem... Peguei um ônibus de Bagan até Yangon, esperei uma hora em Yangon e peguei o próximo até Myawaddy sendo o ônibus noturno, essa é a ultima cidade de Myanmar até a fronteira. Quando cheguei em Myawaddy olhei no maps.me e eu estava a apenas 2km da fronteira, então fui andando, mas uma moto até lá custa uns 1000k, demorei mais ou menos 5 minutos para carimbar o passaporte com a saída de Myanmar, depois disso é só atravessar andando a ponte e você já poderá ver a imigração da entrada da Tailandia e a cidade de Mae Sot, demorou uns 15 minutos para eu preencher toda papelada e entrar na Tailandia, a missão depois disso foi chegar na estação e pegar o primeiro ônibus para Chiang Mai, peguei um transporte no truck que é o caminhão que leva quantas pessoas couberem atrás, paguei 20Bath e ele me deixou em 10 minutos na frente da estação. Na parte da manhã os ônibus para Chiang Mai são as 6 ou 10 am, como já era quase 8 eu tive que esperar lá, eles até que possuem uma rodoviária legal e eu consegui descansar bem em um banco por lá, esse ônibus custou 280bath e só uma empresa estava fazendo. Se precisarem trocar dinheiro, tem diversos ATM’s nos dois lados da fronteira de Myanmar e Tailandia. Bom, cheguei em Chiang Mai por volta das 16:30, peguei novamente o transporte do truck e paguei 20bath, ele me deixou na região central onde eu sabia que tinha diversos hostels, andei por lá e encontrei o Me U Hostel, paguei 130bath no quarto com ar, só com ventilador era 100bath, sai para comer e beber uma breja e capotei na cama depois heheh O total da viagem foi de 32hrs, na real o que ficou cansativo é que eu sai de Bagan, o certo é vc fazer isso quando já estiver em Yangon, então esse tempo vai cair muito...claro que é muito mais fácil pegar o avião, mas eu adoro a sensação de atravessar a fronteira andando. Nos demais dias eu fiquei no Champion Hostel, paguei só 99bath por noite e foi incrível, o dono é espanhol e muito gente boa, o hostel tem capacidade para umas 10 pessoas, então todos acabando ficando amigos e saindo juntos, quase não fiquei sozinho durante meus dias lá, dei sorte de encontrar umas pessoas bem legais também, mas o melhor do hostel é o dono que é muito prestativo, ele te ajuda em tudo e realmente faz vc se sentir em casa e querer ficar mais lá...Eu fiquei 4 noites em Chiang Mai, estava pensando em ficar 2 antes, e achei que 4 foram pouco, porque a cidade é maravilhosa, é o centro cultural da Tailandia, nas montanhas e muito bem estruturada, sendo assim ela tem muita coisa para fazer, gostei mais do que Bangkok, o problema é que acabei gastando mais do que imaginei, mas com certeza em nenhum outro lugar vou gastar como gastei por lá. ELEFANTES Eu pesquisei muito na internet sobre os lugares, eu sou vegetariano, mas mesmo antes de ser eu já não apoiava esse tipo de turismo, então se você gosta de montar no elefante pode parar de ler agora para não ficar bravo comigo rsrs O lugar mais famoso de todos é o Elephant Nature Park, eu realmente acredito que eles salvam e ajudam muito esses animais, buscando eles de circos, lugares que fazem serviço de taxi e etc, li muitos comentário de quem foi até lá e vi muitas coisas boas, porém hoje é o lugar mais caro de todos, por half day você paga 2500bath, e existem outros programas bem mais caros, junto com a fama veio a elevação dos preços e a grande procura, por isso acabam indo grupos enormes e você acaba tendo que disputar os elefantes com as pesssoas, acredito que eles realmente devem ficar incomodados quando muitas pessoas estão com eles , tirando fotos , brincando e etc....voce não ficaria? Então eu resolvi escolher um lugar menor, com apenas 2 elefantes, onde o dono do hostel me indicou, paguei 1500 por um dia inteiro e foi a melhor escolha, combinei com as duas francesas do hostel e nos juntamos com uma argentina de outro hostel, então fomos em 4 para ver 2 elefantes, não em 20 para 6 como em outros locais, o local se chama Baan Elephant Home. O motorista fala bem inglês e nos explicou toda a vida dos elefantes, eles são um casal, um estava no circo e o outro era taxi, antes eles tinham 4 elefantes, mas como o local é novo eles não tiveram grana para manter eles lá, e esses elefantes foram levados por outras pessoas que provavelmente estão os explorando. O pacote inclui tudo, dar comida pra eles, fazem medicina, tomar banho no rio e etc....Voce também ganha um almoço e depois para em uma cachoeira, foi um dia bem legal. No fundo eu acho que os animais não gostam de ver pessoas diferentes lá todos os dias, mas eles precisam encontrar uma forma para ganhar grana e cuidar dos elefantes, e esse é um dos caminhos, nesse lugar eu senti eles bem felizes e o elefante man, que é criador, fala com eles e eles obedecem tudo, é incrível. Para quem não sabe o elefante é sagrado na Tailandia e em muitos lugares da Asia, mas mesmo assim eles são explorados pelo turismo, muitos lugares deixam você montar neles e ficar passeando, como se ele fosse uma bicicleta, eles não foram feitos para isso, a sua coluna vertebral é super frágil apesar de ele ser bem forte, quando peso excessivo pode causar fraturas irreversíveis, por isso pessoal não seja idiota, não ache que montar em um elefante é bonito, porque não é e nunca vai ser, faça o turismo correto. MULHERES GIRAFA? NÃO, TRIBO KAREN, PLEASE! Não muito longe de Chiang, 21km para ser exato, você vai encontrar a tribo das mulhres girafas que foi a maneira estupida que encontram no Brasil de chamar esses mulheres nas reportagens, o termo que usam na Tailandia é longneck, ou seja pescoço longo, uma maneira respeitadora de chamar elas. Em sua maioria são refugiadas de Myanmar de quando o local vivia conflitos étnicos, elas usam sua aldeia para vender artesanatos muito bonitos e para atrair turistas, essa foi a forma que elas encontraram de sobreviver, e elas nunca saem da aldeia. As crianças a partir dos 5 anos já começam a colocar as joias, e na verdade não é o pescoço que aumenta, ele só afina, é o tronco que abaixa e com isso da a sensação do pescoço grande mas não é, elas também podem tirar isso quando quiser que não morrem. Na tradição deles é também um item de beleza, e quem tem os maiores acaba sendo a mulher mais cobiçada. Conversei ou tentei rs com algumas mulheres e crianças, achei eles muito felizes e acho que estão vivendo em paz neste local, conseguem seguir os costumes e estar de bem com a vida, então valorizei muito isso. ALUGAR MOTO Voce pode alugar uma scooter por 200 bath, é o jeito mais fácil e barato de conhecer os templos pertos e lugares como a Tribo Karen, todos alugueis são de 24hrs, então você pode fazer muita coisa, é importante ter a carteira internacional, mas se vc não tiver lá tb tem o jeitinho que existe no Brasil, pagar algo para os policias deixaram vc seguir. Eu aluguei por um dia e não fui parado, mas andei sempre certo com capacete e devagar, me ajudou muito para ir nos lugares que eu queria, pois Tuk Tuk ou taxi sairiam caros demais. SAK YANT – A tatuagem abençoada pelos monges Esse foi um dos momentos que mais esperava nessa viagem, eu já tinha ouvido falar muito das tatuagens de bambu na Tailandia e Asia, mas eu não sabia como funcionava realmente, comecei a me aprofundar no assunto quando li um relato aqui de um cara que fez, e desde então eu tenho colhido informações e mergulhei profundamente na cultura Tailandesa da Sak Yant, eu tinha que fazer isso. Voce pode ver vários estúdios de tatuagem que fazem a de bambu pelas ruas, a Sak Yant não é feita com bambu, mas é um processo parecido...Você pode até encontrar um local em Chiang Mai onde você pode fazer com um monge, ele indo até o estudio ou você indo ate o templo com a orientação de um tipo de agencia, ou seja você vai ter que pagar por isso, mais ou menos 3000bath. Eu queria fazer da maneira tradicional, tudo por minha conta, gostaria de correr atrás por mim mesmo e se eu conseguisse achar o monge eu seria merecedor....Mas não foi fácil.... Conversei com o Daniel, dono do hostel, no primeiro dia sobre a minha vontade, ele tem 2 e então ele me indicou o templo que eu deveria ir, e me falou como eu deveria fazer... No dia escolhido então eu fui com ele ao mercado de manhã, comprei algumas bananas, flores e incensos, essa seria a oferenda para o Monge, peguei uma moto porque o templo ficava mais ou menos 40km de distância e chamei uma das francesas para ir comigo, pois ela entendia o significado disso tudo para mim e seria legal ter uma companhia. Coloquei o templo no maps.me e fui tentando me localizar na rodovia, me perdi algumas vezes e quando me achei saí da rodovia para uma entrada bem estreita, bem estreita mesmo, do tipo que só da para passar um carro por vez, a estrada era no meio de plantações de arroz, estava meio nublado e o verde das plantações estava lindo demais, parecia que eu estava flutuando com a moto acima das plantações, depois disso cheguei em um vilarejo que é dos trabalhadores da plantação, estava em duvida se eu estava no caminho correto, encontrei uma senhora e perguntei do templo e ela só dizia (no monks, no monks), não quis acreditar que não teria monges por lá, então fomos verificar. O templo é bem bonito, com altares lindos e com muitas cores bonitas, é também um monastério, mas realmente parecia um lugar deserto, afinal onde estariam os monges? O portão estava aberto, mas la dentro todas as portas estavam fechadas, chamamos em uma casinha que fica la dentro e ninguém saiu....Entao já estávamos indo embora frustrados quando eu vi um incenso acesso, ou seja, alguém provavelmente estava por lá pouco tempo antes, então eu voltei na casa e bati na porta e chamei mais uma vez, até que alguém respondeu, meus olhos logo se encheram de emoção e expectativas. Logo, um monge do corpo todo tatuado com Sak Yant abriu a porta, expliquei o motivo da minha visita, mas ele não falava muito inglês, porém ele aceitou me tatuar sem negar em nenhum momento. Ele disse para eu preparar minha oferenda em uma cesta, então ele pegou um caderno e começou a desenhar e dizer algumas palavras em outro idioma, logo ele aceitou minha oferenda, disse para eu me sentar, se dirigiu até o altar e começou a rezar ofertando a cesta para o Buda, nesse momento meus olhos já estavam cheios de lágrimas e um filme já estava passando pela minha cabeça ...Então pediu para eu tirasse minha camiseta pois a tatuagem seria feita nas minhas costas, foi ele também quem escolheu o desenho que é para me proteger e dar boa sorte no meu caminho já que sou um viajante. Fiquei de joelhos e ele começou a emanar palavras, rezando por aquele momento lindo, então eu sentei no chão de costas para ele que estava na cadeira, e a tatuagem enfim começou....Toda a vez que a agulha tocava a minha pele, era como se todos os meus chacras entrassem em sincronismo ao mesmo tempo, me senti tão bem que a dor foi apenas um detalhe, pois ela estava sendo prazerosa...Comecei a ver então amigos e familiares, pessoas especiais que cruzaram meu caminho começaram a vir na minha mente, não era mais do que eu sentia, era prazer, como se toda a energia boa de todas as pessoas que querem o meu bem estivesse lá presente naquele local....Tudo o que aconteceu deve ter demorado no máximo 30 minutos, mas a experiência valeu por uma vida, foi lindo e emocionante e assim como eu a minha amiga francesa também deixou cair algumas lágrimas... A Sak Yant é uma tutuagem sagrada e espiritual dos monges, ela atravessa os séculos e a tradição continua, são formas geométricas que representam o Buda e vários outros caminhos, não é para a pele, é para a alma, até mesmo por isso ela não é e nunca vai ser bonita igual em um estúdio, ela é diferente, na real não penso que é uma tutuagem, isso é um presente que me sinto honrado de ter recebido...Eles acreditam que ela tem poderes mágicos mas que só serão desenvolvidos se você seguir as regras do budismo....Porque não acreditar nisso também, não é mesmo? Acredito que tudo acontece por um motivo, se não tivesse lido o relato nesse site eu não saberia da tatuagem, e se eu não tivesse me hospedado nesse hostel eu não saberia o melhor lugar para ir e provavelmente faria tudo do jeito turístico e não tradicional.... Bom, antes que me perguntem...A higiene é um mistério, não sei dizer...mas eu faria tudo de novo. Agora estou dentro de uma Van que vai me deixar em uma cidade, onde durmo hoje e amanha cedo pego o Slow boat até o Laos, depois eu explico direito como essa travessia de fronteira funciona. Bons ventos galera
×