Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

faustosantos

Membros
  • Total de itens

    18
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre faustosantos

  • Data de Nascimento 13-12-1983

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    Peru, Bolívia, Colômbia, Venezuela, Espanha, Itália, Alemanha, Rep. Tcheca, Holanda, Inglaterra

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. faustosantos

    Barraca Guepardo Everest 1 Pessoa

    Galera, usei minha barraca everest esse final de semana pela segunda vez, e pela primeira vez na chuva. Choveu bem forte durante toda a noite, eu montei ela com todas as cordinhas pra esticar bem, mas molhou um pouco por dentro sim. Parece que tá entrando água pela costura de cima, e fica pingando naquele laço do teto para amarrar a porta. Fiquei decepcionado porque na internet falam que essa barraca não entra água de jeito nenhum. Ela ficou um bom tempo guardada sem uso, acho que quase 1 ano, será que pode ter influenciado? Alguém sabe se tem algum produto que eu possa passar para tentar arrumar essa infiltração?
  2. faustosantos

    MOCHIMA E ISLA DE MARGARITA

    Olá Ataide Junior, obrigada! Em nenhum momento foi solicitado o seguro viagem, nem o cartão de vacinação da febre amarela, mas esse último é bom ter. Então, Desde 2014 se não estou equivocado. O seguro viagem tornou se obrigatorio para viagens dentro do território venezuelano, por isso lhe perguntei Valeu pela info Não precisa mais de seguro não: seguro-sera-obrigatorio-para-turistas-a-partir-de-janeiro-de-2014-t89981.html
  3. faustosantos

    Lima

    Isso, tem que sair do aeroporto, durante o dia é tranquilo, mas como o amigo falou passam meio cheias, se tiver muita bagagem é difícil.
  4. faustosantos

    relato Travessia de ônibus Colômbia - Venezuela

    Sim que eu saiba só tem um terminal lá, a cidade é pequena. Boa viagem
  5. faustosantos

    relato Travessia de ônibus Colômbia - Venezuela

    Esse que peguei era pra caracas sim, mas é melhor vc ligar e confirmar o horário qdo estiver lá, tem um 0800 no site da empresa: http://www.expresobrasilia.com/ E eu acho que vc só chega no sábado viu, é bem longe... o lance do passaporte carimbado penso que já resolve, mas mesmo assim vão te dar um papel de imigração lá, como eu tava só com RG, era a única forma de provar que tava legal.
  6. faustosantos

    Lima

    É isso mesmo, a S vai até miraflores, a viagem é um pouco demorada e se tiver bagagem grande vão te cobrar duas passagens, mas já tomei várias vezes sem problemas. Mas é lotação, passa na avenida que fica na frente do aeroporto (avenida faucett se não me engano), vc vai ter que pedir pro cobrador te avisar quando chegar perto do ovalo de miraflores. Só não recomendo sair do aeroporto a noite, pois a região é perigosa.
  7. faustosantos

    relato Travessia de ônibus Colômbia - Venezuela

    Eu paguei pra maracaibo, mas tenho quase certeza que o destino final desse ônibus era caracas. Vai preparada porque é uma viagem longa, e cuida muito bem da permissão da imigração, porque com toda certeza vão te pedir.
  8. Bom galera, vou deixar aqui o meu relato de travessia da Colômbia para Venezuela de ônibus. Quando estava pesquisando antes da viagem, achei relatos de pessoas que fizeram o inverso, mas nesse sentido quase nenhum. A preocupação era grande por conta dos problemas que muita gente relata com a guarda bolivariana e também devido a situação política do país. Fiz essa travessia com um amigo em setembro de 2014, saímos na sexta-feira de manhã do terminal de ônibus de Santa Marta, na Colômbia. Pegamos um ônibus da cia Expreso Brasilia, direto para Maracaibo. A passagem custou COP 95.000 e o ônibus saiu às 14hs. Quando chegamos na fronteira já era noite, umas 18hs e pouco se não me engano. Todos desceram do ônibus, fizemos a saída da Colômbia e fomos a pé até a entrada da Venezuela, no meio do caminho muita gente querendo trocar COP por BsF, por sorte não troquei meus últimos pesos. Na imigração da Venezuela foi bem tranquilo, viajamos só com o RG brasileiro, mas não tivemos problema, o cara já chegou brincando perguntando por que não tinhamos trazido nenhuma brasileira pra ele, carimbou a entrada e voltamos para o ônibus. Mal entramos na Venezuela e já começaram as famosas alcaballas, postos da guardia nacional bolivariana, que param os veículos para revistar. Acabei dormindo e acordei com um barrigudo do exército, de fuzil, inspecionando os passageiros dentro do ônibus com uma lanterna. Ficou por isso mesmo e ele desceu, fomos até Maracaibo sem mas nenhuma parada. Já eram 22hs e o ônibus parou no meio da rua, fiquei tranquilo pois nos falaram que esse ônibus entrava no terminal. Algumas pessoas desceram e ai o motorista perguntou se eu ia pra Maracaibo, respondi que sim, ele falou que era ali mesmo. Perguntei porque não ia ao terminal, ele falou que a polícia não deixava mais entrar após certa hora, até agora não sei se é verdade ou não, só sei que tivemos que descer com mochila e tudo no meio de uma avenida deserta de Maracaibo às 22hs da noite. Só passava carro, não tinha ninguém na rua além de dois muleques de rua que estavam ajudando a parar táxi para os gatos pingados que desceram com a gente. Perguntei para os que haviam descido também como iam embora, me falaram que tinham uma carona chegando pra buscar eles, e falou pra tentar pegar um táxi que parecesse oficial. Meio difícil pois todos os taxis pareciam falsos. Parou um taxi, perguntei pro cara do terminal de ônibus e que precisava sacar dinheiro, fiquei meio desconfiado e resolvi deixar ir embora e parar outro. Nisso chegou a carona da galera, ficamos só eu, meu amigo e os dois muleques na rua, ai bateu o desespero, pegamos o primeiro táxi que parou. Pedi para ir ao terminal, ele perguntou "de rico ou de pobre", eu falei "o que tiver mais perto, eu preciso sacar dinheiro tb", ai ele falou que o caixa tava muito longe mas ia levar a gente lá. Eu tava muito desconfiado já achando que o cara ia levar a gente pra algum lugar e roubar, então não parei de fazer perguntas, ele percebeu e me falou que era táxi oficial, pra ficar tranquilo mas prestar atenção que tem muita malandragem lá. Nisso perguntei se ele não aceitava pesos colombianos, o cara arregalou os olhos hahaha no final das contas paguei COP 20.000 pela corrida, com certeza muito acima do preço, mas pagaria até mais pra chegar no terminal naquele momento. Chegamos no terminal ás 23hs, era um lixo, tava tudo fechado fora alguns taxistas na porta e alguns gatos pingados na sala de espera. Falei para o brother ficar com as mochilas na sala de espera que eu ia tentar trocar dinheiro. Dei uma volta pelo terminal só tinha mendigo e maluco lá dentro, usando droga dentro do terminal mesmo, tentei trocar dinheiro não consegui. A solução foi ir pra um motel sujo que fica atrás do terminal passar a noite, com toda certeza foi o lugar mais sujo que já dormi, o quarto tava todo pixado, o lençol sujo, tinha moscas, e a porta parecia que já tinha sido arrombada algumas vezes. Mas pelo menos conseguimos descansar um pouco. Acordamos no dia seguinte, fui trocar dinheiro, perguntei pra um vendedor, ele chamou um amigo e me levaram pra trocar dentro de um guichê. Troquei o dólar a 75 BsF, sabia que tava abaixo mas nem tentei negociar. Ao longo da viagem aprendi que quase todo mundo troca dólar na venezuela, depois consegui trocar outras vezes a 85 BsF. Partimos em um ônibus pra Valencia, mal saiu da cidade já fomos parados pela guarda. Mandaram todos descerem pra verificar documentos, quando mostrei o rg a mulher fez uma cara estranha, mas já fui falando que brasileiros não precisam de passaporte pra viajar lá, ela foi conversar com um outro cara, mas no final das contas deixou a gente ir. Isso se repetiu diversas vezes durante a viagem, os caras não entendiam o documento, tinha que falar que fizemos a imigração só com rg. O mais importante é sempre levar a permissão de entrada da imigração. Andamos mais uns 30 minutos, fomos parados de novo e mandaram descer. A cada parada eu já pensava que ia dar merda. Dessa vez um cara mandou fazer uma fila de homens e outra de mulheres, pra revistar. Chegou no meu amigo, perguntou umas 5x se ele não fumava maconha hehe me revistou também, perguntou sobre o maço de bolivares no meu bolso, falei que tinha trocado no terminal, e deixou irmos embora também. Ufa. E foi assim até chegar a Valencia, pararam mais algumas vezes pra dar uma olhada, as vezes davam carona pra alguém da guarda, mas não tivemos nenhum problema. Dessa vez sim chegamos em um terminal, de dia e a partir daí foi tudo mais tranquilo. Recomendo bastante conhecer a Venezuela, é um país muito bonito, que infelizmente está passando por essa crise. No resto dos dias que ficamos lá deu pra ver que a situação tá bem difícil, escassez de bens de higiene o que causava filas enormes nas farmácias quando chegavam, vários apagões de energia e racionamento diário de água. Mas para conhecer, vale a pena, e para nós fica muito barato trocando dólar no mercado negro. É isso, até o próximo relato!
  9. Acabo de voltar de lá, entrei pela fronteira da colômbia de ônibus e fui até caracas, não pediram nenhum seguro.
  10. faustosantos

    Lima

    Pegue táxi dentro do aeroporto, e de preferência um que esteja em bom estado. O peru tem histórico de roubos em táxi. Não saia a pé do aeroporto pois a região é bem perigosa. Não pague mais de 50 soles pela viagem até miraflores.
  11. Foi revogado sim, mas a única notícia que achei na net foi essa ai ... liguei no consulado pra confirmar.
  12. O seguro obrigatório para viajantes foi revogado, confirmado com o consulado da venezuela: http://www.venezuelaaldia.com/2014/04/seguro-de-viaje-ya-sera-obligatorio-2/
  13. faustosantos

    Lima

    Pra ir de transporte público de miraflores até punta hermosa: em miraflores tem uma avenida principal que chama-se jose larco, que cruza com outra avenida grande chamada alfredo benavides: https://goo.gl/maps/S1QRx Lá vc vai tomar uma kombi que vai até a universidade ricardo palma (fica na benavides com a carretera panamericana sur), fala pro cobrador te avisar quando for o paradero (ponto) da panamericana. Ai vc desce lá, desce uma rampa até a estrada, ali embaixo do viaduto da benavides saem kombis para punta hermosa... vc pede pra descer em pachacamac, que é um pouco antes de punta hermosa. Depois pode tomar outra kombi até punta hermosa e já era. Pra voltar é a mesma coisa, no final da avenida garcia rada (https://goo.gl/maps/VaGGp), que é a avenida principal lá de punta hermosa, passam várias kombis que vão pra lima, vc pode pegar qualquer uma que te leve até o centro, e do centro tomar outra para miraflores, ou então desce no mesmo lugar que vc desceu pra chegar, na panamericana com o viaduto da avenida alfredo benavides, ai vc sobe a rampa e toma outra kombi na benavides sentido miraflores. É mais perto assim do que ir até o centro, só fica ligeiro e fala com o cobrador ou algum passageiro pra te avisar o ponto certo. Os preços não lembro direito, mas acho que essa kombi pra voltar a última vez que peguei em fevereiro do ano passado tava S./3,50.
  14. faustosantos

    Lima

    Andre, maio em lima já começa a fazer um friozinho, mas nada muito absurdo, se prepare para temperaturas de 20 graus ou talvez um pouco menos. Lá normalmente é nublado, ainda mais nessa época, então provavelmente vc não verá sol. Nunca chove forte, só garoa. Mas dá pra conhecer punta hermosa sim, só não espere clima de praia como estamos acostumados aqui, a água é muito gelada. Táxi do centro até pachacamac ou punta hermosa acho que vai ficar muito caro, melhor contratar um tour. Dá pra ir de transporte público sim, já fui algumas vezes, vai economizar muito mas é um pouco mais complicado pra quem nunca esteve em lima, o transporte público lá é meio caótico. Se tiver nessa pegada mesmo, me manda uma msg que te passo mais detalhes. E um dia inteiro em pachacamac é muita coisa, acho que vc não gasta mais de 3 horas lá.
  15. Pessoal, quem foi após janeiro fez o seguro? Pode-se fazer por outras agências mesmo como diz o comentário do amigo em cima, ou só pela travel-ace?
×