Ir para conteúdo

anapaulavet

Membros
  • Total de itens

    49
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que anapaulavet postou

  1. Também gostaria de ter uma ideia dos custos...
  2. Sensacional seu relato. Fotos lindissimas. Vc tem ideia dos seus gastos em reais? E um destino digamos"barato"?
  3. Ótimas dicas. Farei Budapeste- Praga- Munich e Viena. Estava indecisa sobre Praga, e não tinha uma boa impressão. Se tivesse lido antes, talvez teria feito uma escolha diferente.. ou não.. ia ter que ver pra crer!!!E Munich?
  4. Sensacional. Parece um guia de viagem. Vou fazer algumas das cidades que vc fez e as informações foram muito úteis. Muito bom mesmo. Parabéns pela coragem de viajar por um tempo tão longo sozinha e pelo relato super bem explicadinho. Um dia eu chego lá!!!
  5. Poxa que legal acompanhar outra Eurotrip sua. Esse ano irei em julho p Budapeste tb e estou bem interessada nas suas dicas. Foi fácil trocar dinheiro em Budapeste? Vc trocou no aeroporto? Estou no aguardo das informações. Boa viagem e aproveite bastante.
  6. Oi tudo bem? Muito legal sua viagem e o relato ficou ótimo. Gostaria de saber se vc comprou essas passagens do trem noturno pela internet ou chegou na hora e comprou? Obrigada
  7. Oi, tudo bem. estou planejando um roteiro para julho e queria se possível, mais deltalhes sobre o trem. Sairei de Budapeste e vqueria fazer Praga e Cracóvia, mas tenho que voltar para Budapeste , de onde sai meu vôo , com conexões para o Brasil. Vc lembra os preços? Qtas horas de viagem entre cada lugar? vc achou muito cansativo? estarei com uma criança de 6 anos, por isso minha pergunta. Muito bom seu relato.
  8. Demais o seu relato.Fotos espetaculares, super detalhado. Acabei de comprar passagens para julho/2014... eu sei, quase um ano de antecedência, alta temporada, mas da semana passada até hj , os preços vem subindo absurdamente. Por vc ter ido no inverno ,talvez vc não tenha visto as pessoas se locomoverem de bicicletas em Praga e Budapeste, mas vc ouviu alguma coisa do tipo? Estaremos lá no verão e gostaria de utilizar bicicletas, assim como fizemos em Amsterdã e Berlin e foi incrível!!!
  9. Oi Andre. Estou planejando uma viagem em julho /2013 também. Estou com dúvidas em relação as passagens áereas. Como costumamos viajar sempre em maio, achei grande diferença entre o preço de passagens para julho. Claro, é férias escolares. O que achei mais em conta foi São Paulo- Madrid. O q vcs pretendem fazer? Que companhia áerea vão sair e chegar no Brasil. Como vcs cotaram? Tks
  10. Comecei em 11/12/2012 uma viagem de 1 semana com minha filha de 4 anos e minha mãe de 78. Minhas melhores férias da vida foram esquema mochilão na Europa com meu marido batendo muita perna, mas agora tudo será diferente. O tempo é curto, o dinheiro é curto, meu marido teve que ficar trabalhando e eu preciso de férias urgentemente antes de trabalhar loucamente no final de dezembro e janeiro todo. Então começaremos agora uma viagem diferente. A pequena está bem ansiosa e a vovó está precisando de novos ares, depois de tantos problemas familiares, então: Buenos Aires! Dia 1 Saímos de SP com atraso de 1 hora pela TAM. Muita burocracia para viaja com minha filha sem o pai. Ao chegarmos em BA tínhamos que passar pela imigração e havia apenas 1 agente para atender todos os passageiros que chegassem. Fila na imigração, fila para pegar o táxi. Ficamos hospedadas na Av Corrrientes, Novotel.Nâo é uma opção barata, mas pensei que estarei com uma criança e uma senhora, então preciso garantir o máximo de conforto a elas. Fiz a reserva em julho e o preço era bem menor do que agora. Tomei um susto agora, pois eles podem debitar do cartão a qualquer momento e claro só debitaram da minha conta hoje. O táxi nos cobrou 60 pesos até o hotel. Durante o percurso do Aeroparque até o centro, manifestações e muito trânsito, mas já dava para ir vendo um pouquinho da cidade. Ao chegarmos no hotel, decidimos ir até o Shopping Abasto no Museu de los Ninõs. Entrada 55 pesos crianças, 20 pesos adultos. A Giulia adorou, ficamos por 1 hora e ½. Mesmo na rua,achei tudo bem caro, uma água 6 pesos, um sorvete 7 pesos, almoçamos em uma espécie de self service na Corrientes mesmo,20 pesos cada.Como andamos muito para chegar até a shopping, decidimos voltar de metrô, 3,50 pesos/pessoa. Na bilheteria disseram que a Giulia pagava, mas na hora de passar a catraca o funcionário a deixou passar sem pagar, embora tivesse mostrado o bilhete. O metrô é sujo, lotado, não existe assento preferencial, mas sempre tem uma boa alma pronta para ajudar uma senhora com uma criança. Chegamos no hotel muito cansadas, mas a Giulia ainda queria uma piscininha. Muito calor na cidade(25ºC).Dessa vez fomos na Corrientes, sentido Obelisco até o Carrefour. Dessa vez a imagem de B.A. tornou-se mais bonita e agradável. Tudo muito caro, um pedaço de queijo, por exemplo 75 pesos. Enfim, compramos alguma coisinhas para fazer um lanche e já se foram mias 75 pesos. Voltamos ao hotel e dormimos cedo. Táxi-60 pesos Museu del Nino- 75 pesos Metro-7,50 Supermercado-75pesos Almoço,água,sorvete-41 pesos Total-258,5 Dia 2 Dormimos muito, mas logo cedo já começamos a correria. Depois do café, resolvemos fazer o passeio do ônibus amarelo, então andamos até o Obelisco e novamente logo pela manhã já haviam protestos. Fomos até a Florida x Diagonal Norte até uma agência onde vendem tickets para o ônibus. Chegando na agência o preço do ticket era 120 pesos/ adulto e 60 criança a partir de 3 anos. Como fiz o roteiro há mais de 1 mês, o preço era menor e não tinha os 300 pesos necessários. Então deixei minha mãe e minha filha lá e voltei ao hotel para pegar mais dinheiro. Talvez o melhor seja sair com muito mais do que vc imagina. O preço da água no mercado hoje era maior que ontem. Voltando ao ônibus:é do tipo Hop on Hop off. São 25 paradas(Caminito, Boca, Porto Madero, recoleta,Zoo, Planetário, Teatro Colón, entre outros), onde vc pode descer, passear e depois volta para o ônibus seguinte. Descemos no Caminito, simpático bairro com as famosas casinhas coloridas , demos uma volta por lá e voltamos para o ponto de ônibus, que teoricamente chegaria em no máximo 30 minutos, mas devido a confusão na cidade, pelos protestos, demorou mais de 1 hora. O ônibus estava lotado , muito calor (30ºC), muito sol . Paramos novamente em Puerto Madero, muito bonito também, mas como minha mãe estava muito cansada e a pequena estava dormindo em pé, decidimos terminar o passeio no Teatro Colón e voltar ao hotel. Já no hotel, muitas pessoas na rua com uniforme do Boca, as ruas sendo fechadas. Descobri que teriam uma comemoração no Obelisco, pelo Boca. Não houve jogo, nem nada. Apenas estavam comemorando o fato de torcerem pelo Boca. Gastos do dia: Passeio do ônibus amarelo – 300 pesos Batata frita- 17,50 Àgua e sorvete em Caminito – 18 pesos Carrefour- 17 pesos Total-352,50 P.S. Café da manhã no hotel Dia 3 Acordei preparada para ir a Lujan. Então eu e minha filha fomos até o Metro e descemos na Plaza Italia para pegar a linha 57, mas para nossa surpresa o guichê estava fechado e só havia outro guichê na estação Palermo. Andamos mais 3 quarteirões e fomos ao Mc tomar um sorvetinho( doce de leite) e comer batata frita 20 pesos. Quando chegamos ao guichê estava novamente fechado para hora do almoço, então desisti de luján e fomos ao Zoo em Palermo. Ótima escolha- 47 pesos a entrada de adulto e a pequena não paga. Bem bacana o zoológico. Os animais ficam bem próximos dos visitantes. Em seguida andamos na avenida até o Jardim Botânico . Percurso muito bonito.Av Sarmiento e toda a região é maravilhosa. Avenidas largas, arborizadas . Tentei alugar uma bicicleta, mas disseram que era proibido andar com crianças na bicicleta, então nada feito. Voltamos novamente de metrô já cansadas, mas já adaptadas. Almoçamos(quase jantar) em um restaurante por kilo na Corrientes(boa opção para quem não quer gastar muito) Em seguida passadinha no Carrefour e já se vão mais 47 pesos. Muita gente nas ruas, principalmente nos teatros. Novamente protestos, dessa vez os pedestres protestam por seus direitos Metro- 2,50 Zoologico-47 Almoço- 18 pesos Óculos-15pesos Carrossel-2,50 Carrefour- 47 Mc donalds 10 Total 95 pesos Dia 4 Primeiramente fomos trocar o dinheiro na Metropolitan(tem em todos os lugares) na Florida, calçadão esburacado, muita sujeira, gente dormindo no chão. Na loja de câmbio um casal brasileiro nos ouviu falar Português e vieram avisar para tomarmos cuidado, pois tinha acabado de ser assaltados. Decidimos is até Tigre com o objetivo de chegar ao Parque de la Costa. Pegamos o metro na linha verde q faz conexão com a linha azul(nem todas as linhas se conectam entre si). Então fomos até a estação final Retiro. De lá pegamos o trem até Tigre. Esse percurso levou quase 1 hora, como pegamos na estação inicial, conseguimos ir em sentadas. Chegando lá parecia outro mundo. Cidade limpa, pessoas educadas, tudo bem diferente de Buenos Aires.Visual lindo. O parque de la costa estava com uma promoção que se levasse 1 pacote de alimentos não perecíveis tinha um grande desconto na entrada. E lá na frente mesmo tinha uma barraquinha de comidas e o cara tava vendedo pacotinhos de macarrão. Compramos 3 , e saiu 18 pesos. Mesmo assim compensou pois a entrada do parque saiu 116 pesos(sem os alimentos o total seria 240 pesos), para nós 3. Minha mãe por ser idosa, teve desconto. Há vários tipos de passaporte. Compramos o mais simples e mesmo assim , tínhamos direito a vários brinquedos, alguns deles até davam medo.Há shows dos personagens da Disney, show de luzes no final. Lugar bem legal . Voltamos a noite, e resolvemos jantar em Tigre. Pedimos uma pizza e uma Coca, o valor foi 98 pesos e no final ganhamos de brinde um cabelo que estava no final da pizza(ECA)))) Falamos para a garçonete mas ela insistiu que não era deles e depois fingiu q não entendia o q falávamos e acabou por isso mesmo. Pegamos o trem quase 9 da noite. 2 pesos /cada.Trem detonado, pior que o da ida, bancos quebrados, sem assentos, mas nos leva p onde queremos. Gente muito esquisita, deu medinho dessa vez. Chegando em Retiro, pegamos o metro e voltamos para o hotel. Dessa vez chegamos com chuva e bem tarde. Durante a madrugada muito barulho perto do Obelisco, pois estavam montando o palco de um show na Corrientes, da Julieta Venegas, que eu adoro e vai dar pra ver o show d janela do hotel.mesmo com o barulho desmaiamos. Dia 5 Acordei cedo e fui até a bilheteria do Teatro Colon tentar arrumar ingressos para o domingo assistir uma apresentação da Orquestra de BA. Não irira, mas como minha mãe gosta e logo de cara, qdo chegamos em BA , ela perguntou para o taxista o que era aquele lugar, resolvi que ela iria assistir algo lá. E no site de BA, vi que eles passam toda a programação cultural da cidade. Então aos domingos há apresentaçãões gratuitas as 11 da manhã.Fui até o teatro e foi super fácil arrumar os ingressos na “boleteria”. Voltei para o hotel , tomamos um solzinho e fomos novamente bater perna.Andamos a Nove de julho toda, no sentido do Parque Thays. Havia uma grande decoração de Natal com Papai Noel, e muitos brinquedos. Muito sol e muito cheio de Argentinos. A Giulia estava muito cansada por causa do sol e voltamos de Táxi( 15 pesos até o Obelisco). Descansamos um pouco e a noite tinha Noches de Librerias. Em vários locais haviam apresentações musicais, teatrais, poesia e recitais e a Av Corrientes estava lotada. Em frente ao palco havia um espaço limitado com algumas cadeiras. Descemos para ver como estava e já nos indicaram a fila para o tal espaço. Ficamos em frente ao palco. Tudo super organizado. Adorei o show, muito bom, muito animado. Conhecia algumas musicas, mas os Argentinos amam Julieta. Todo mundo sentadinho. Quando um se empolgava e levantava, já vinha um segurança pedir para sentar. Após o show, a Avenida toda ficou tomada de gente durante a madrugada. Pedimos uma pizza no Hotel 55 pesos( sem surpresas) Carrefour 12 pesos Pizza- 55 pesos Táxi-15 pesos metro - 2,50 Dia 6 No domingo amanheceu chovendo, mesmo assim fomos no Teatro Colón. Muito lindo, superorganizado. A tarde abriu o sol e resolvi passear com minha filha. O metro (Subte) acabou sendo a melhor opção para nós.Pegamos a linha B na Tribunales e descemos na Scalabrini Ortiz. Andamos a rua toda até a casa da Barbie. Para as meninas é uma realização.Para entrar na sala de jogos, pagamos 34 pesos(30 minutos). Se quisesse ficar 1 hora seriam 44 pesos, mas os adultos tem que ficar do lado de fora e esperar, esperar e esperar. Fomos até o Jardim Japonês, muito lindo também. Pagamos 16 pesos para entrar e estava tendo uma Oficina de Artes. Minha filha participou e gostou muito. Voltamos pela Sarmiento, que por si só já é um passeio. Palermo realmente é lindo. Voltamos para o hotel e pegamos minha mãe para jantarmos. Jantamos em um restaurate simples. Macarrão,salada e bife a milanesa e lá se foram 170 pesos. Uma Coca Cola custa 20 pesos!!!! A noite fomos na El Ateneo. Muito bonita, com milhões de títulos e um grande espaço para crianças. Voltamos e dormimos. Casa da Barbie- 34 pesos Presentinho da casa da Barbie- 50 pesos Restaurante- 17o pesos metro- 2,50 total-256,5 Dia 7 Acabamos nossa jornada , com muitos passeios , muita coisa para contar e muita tristeza por ver a Argentina em uma situação tão ruim, bem diferente do que vi há anos atrás. Pegamos o táxi de volta para o Aeroparque e lá ficamos por horas, já pensando e planejando a próxima.
  11. Se ninguém lesse seria ótimo, mas eu estou planejando uma viagem que inclui Praga-Budapeste- Croácia e acabei de clicar aqui!rsrsrsrs..
  12. fique tranquila. Eu tb fiz isso na Ryanair e na Easy jet. Na Easy jet vc pode mandar um email explicando o problema q eles corrigem na hora,mas sinceramente acho que não tem problema nenhum , pois mo q é necessário é ter apenas um dos sobrenomes.
  13. Oi.Vou me intrometer.Fui sem expectativa para Amsterdã, pois tb fui com meu marido, não tava afim de balada e nem drogas. Posso dizer que superou minhas expectativas. Amei Amsterdã. Ficamos numa boat house, chamada Amiticia e foi incrível dormir e acordar com aquela paisagem maravilhosa. Alugamos bicicleta e andamos por Amsterdã o dia todo. Tem várias coisas interessantes pra ver. Museus, praças.. e o povo foi simplesmente sem comparação com todos os outros europeus que cruzamos pelo nosso caminho. Super educados, prestativos. Acho que vale super a pena conhecer , mas 2 dias acho que é suficiente para isso.
  14. Paulo. Obrigada pelas dicas. Minha viagem foi perfeita. Achei Berlin maravilhosa e o Plus Berlin achei que valeu muito à pena. Ibiza é que me deixou um pouco decepcionada, mas mesmo assim foi ótima!Agora é ir pensando na p´roxima.
  15. Deixa eu terminar o relato: Berlin- 29/05. Deixamos o Plus berlin as 11 da manhã. Tomamos um belo café da manhã e saímos rumo a BerlinHBf para pegar o trem DB até Frankfurt. Já tinha comprado as passagens pela internet 3 meses antes e paguei com um super desconto 79 euros para os dois. Tinha passagens até pela metade do preço, mas fiquei com medo de ficar muito tarde e não conseguir chegar em Frankfurt na hora certa do võo para o Brasil. O trem saiu pontualmente às12:33. Viagem tranquila, paisagem linda. 4 Horas até Frankfurt. Chegando lá, demos uma voltinha próxima a estação central.Megalópole, muito comércio. Da estação Central até o aeroporto demora 15 minutos. Aí chegamos até o balcão da TAM!!!! E aí , toda a pontualidade e eficiência do 1º mundo acabam!!! Na passagem estava escrito que o võo seria às 22:40, mas no check in ficamos sabendo que o vôo era 21:40. Tudo bem... por isso é melhor chegar bem cedo do que ficar em o horário apertado. Espaço mínino para as pernas, mas tb , pois estávamos tão cansados que dormiríamos de qq jeito. Desembarcamos no RJ, passamos pela imigração, ficamos 1 hora na esteira para pegar as malas, fizemos novo check in para Sp, sendo que a empresa era a mesa- TAM. Passamos mais uma vez pela imigração, pois o embarque não era doméstico e sim internacional. Chegamos em SP e mais uma vez: fila na imigração,demora de mais 1 hora para pegar as malas... Mas nada disso... estragaria a sensação de dever cumprido, da realização com mais uma viagem dos sonhos e a esperança de programar a próxima em breve! Agradeço por todas as informações que obtive aqui, por todas as pessoas que cruzaram nosso caminho nessa viagem, desde o planejamento dela, até o final e para mim fica a sensação de que viajar é o enriquece a alma!!! Até a próxima; Praga??? P.S. A Spanair nos reembolsou hj!!! No fim.. tudo dá certo!
  16. Cannidea 90, a Spanair nos ressarciu! Após muitos telefonemas e emails, finalmente consegui o dinheiro de volta!!!
  17. Berlin-27/05-Chegamos às 7:30 da manhã em Berlin. Mias um belo dia de sol, porém tudo completamente deserto. Chegamos no metro e fomos comprar o ticket , mas não conseguimos. Tentei várias vezes ,mas não consegui e não tinha ninguém para perguntar. O jeito foi entrar sem pagar... Seguimos as indicações do hostelbookers e deu tudo certo. Chegamos ao Plus e a primeira impressão foi muito boa. Parecia mais um hotel do que um hostel.O cara que trabalha na recepção é brasileiro. Super atencioso e prestativo.Escolhi o quarto deluxe , cama de casal com banheiro. 25 euros/ pessoa/ noite. Achei a escolha perfeita. Um quero enorme, com banheiro enorme. O hostel tem piscina, sauna, restaurante, onde o café da manhã é 6 euros e vc come a vontade e o janta também é muito bom, com várias opções de comida italiana por 5-6 euros. Tudo muito bom. Andamos por Berlin toda. Estava tendo Carnaval de rua, que mais parecia uma festa das nações do que Carnaval. Mas a população estava bem alegre, todo mundo na rua e bebendo muita cerveja. Depois fomos ao Museu dos Judeus, que é bem interessante por toda a importância histórica do povo judaico .Em seguida fomos ver o Check point Charlie, Portões de Brandenburger, memorial do Holocausto e por último AlexanderPlatz, onde esperamos por mais de uma hora para chegar a nossa vez de subir na torre. 12 euros/pessoa para subir. Como já estva muito escuro, a luz interior refletia no vidro e quase não conseguimos ver a cidade. Acho que não vale a pena subir a noite. Talvez durante o dia seja mais interessante. Berlin- 28/05/12 Alugamos uma bicicleta e foi mais uma vez SENSACIONAL, como diria meu marido. 10 euros/ cada. Berlin é perfeita para andar de bicicleta, plana, com ciclovias por toda a cidade. Todos respeitam o ciclista. Alias todos se respeitam.. ônibus não buzina pra vc, espera a bicicleta, ou o pedreste. Fomos até o muro de Berlim que é bem pertinho do Hostel. Bem legal. Depois fomos novamente até o Portão de Brandenburger e andamos até o final da avenida. No meio dela tinha um monumento em homenagem aos soldados russos mortos durante a tomada de Belrin pela União Sovietica. Seguimos por toda a avenida. Era feriado e o comércio estava todo fechado. Paramos para tomar um sorvetinho Hagen , 2,50 cada... maravilhoso. O Carnaval estava mais desanimado. Muito comércio de roupas, chapéus e esse tipo de mercadoria. Voltamos para o hostel , jantamos e meu marido achou um baile bem próximo ao Hostel com música dos anos 30 e 40.O pessoal tinha em média 30 anos e todos dançando caracteristicamente ao som da banda ao vivo,com uma cantora cantando em um mega fone, como se fosse estação de rádio antiga. Tinha interesse em ir aos campos de concentração, mas talvez pelaa falta de tempo tenha tirado esse “passeio” da minha programação.
  18. Dia 23/05/2012-Londres Estávamos muito cansados pelo dia de ontem, então só conseguimos acordar as 11 da manhã. Perdemos o café ! Nos arrumamos e fomos até Windsor, encontrar com uma amiga aqui de Londres. Pagamos 7 libras do travelcard e mais 6,70 libras de waterloo até Windsor de trem cada um. Saiu bem cara essa viagem. O lugar é bem bonito. Tem um castelo, mas não entramos nele. Passamos o dia em um lugar diferente. Leva quase 1 hora para chegar. Quando voltamos por Waterloo fomos andando por South bank, até Tower Bridge. Muitas pessoas na rua e nos pubs bebendo cerveja. Foi nosso segundo dia em Londres e com SOL!!! As pessoas tiram até foto do sol, de tão raro que é. Na volta a nossa linha de metro Jubilee Line estava fechada, então tivemos que dar muitas voltas para chegar por uma estação mais próxima ao Hostel. Estações fechadas e em manutenção, vemos toda hora. Tudo está em reforma em Londres, provavelmente por causa dos jogos olímpicos. Dia 24/05/2012-Londres – Dessa vez acordamos cedo e fomos encontrar um casal de amigos brasileiros que moram em Londres há 1 ano. Fomos até Oxford St. Que é uma rua super movimentada cheia de lojas para todos os gostos e bolsos. Almoçamos em uma cantina Italiana pertinho da Zara e o plano seria almoçarmos juntos e cada um para o seu lado. Mas por causa do SOL!!! Q não aparecia há 4 meses, todos estavam tão felizes que ninguém queria voltar para casa. Fomos Tralfagar Square e entramos na National Gallery,entrada grátis. Dá pra passar horas e horas lá dentro. Incrível. Em seguida passamos na Harrold’s, gigantesca, tem tudo de tudo mesmo! Caríssima! Depois fomos Palácio de Buckingahan, que estava tendo algum evento ligado ao Jubileu da Rainha, pois vimos inúmeras velhinhas com aqueles chapéus tradicionais. Andamos pelo Regent Park, e muita gente tomando sol no gramado. A noite fomos em um Pub irlandês em Convent Garden e todos os bares da região lotados com pessoas em pé e ainda com roupa de trabalho, mas todos extremamente felizes e agradecidos por ter um belo dia de sol. O metrô funciona até meia noite. Então nosso dia chegou ao fim. Antes de ir dormir, achamos um mercadinho perto do Palmers Lodge que fica aberto 24 horas. Só esse mesmo, pq o resto do comércio fecha bem cedo. Dia 25/05/2012-Londres-/Asterdã- Fizemos o check out às 11 e fomos rumo ao aeroporto de Southend.Ninguém conhecia esse aeroporto, pq fica super longe. Fomos para Liverpool street e de lá pegamos um trem até o aeroporto. Demorou quase 1 hora até lá. Uma região bem rural, bonita. Fizemos o check in, maior confusão pois só tem um portão de embarque para todos os vôos. Uma revista bem reforçada nas bagagens de mão. Mas tudo bem... isso não é problema nenhum. Vôo rapidinho , porém bem turbulento. Na imigração em Schipol, mais uma vez policial pergunta se tenho passagem de volta e dessa vez quis ver. Mas a melhor coisa foi que aqui eu podia entendê-los e eles me entendiam. Diferente de Londres q era um esforço pra isso acontecer. O Inglês aqui flui bem.Pegamos um trem que sai de dentro do aeroporto e vai até a Estação central. 4,20 euros o ticket. Nenhuma fiscalização ou maquinas para validar o ticket, apenas a boa fé! Da Estação Central andamos até o Nemo Museum onde reservei um quarto em uma casa barco chamada Amiticia.33 euros/ pessoa. Um quarto com um beliche e uma pia. Foi maravilhoso. A paisagem ao redor era linda.O barco bem ajeitadinho, o dono , um cara super bacana, atencioso, que nos explicou tudo. Deixamos nossas coisas no quarto e fomos andar. Jantamos em um restaurante brasileiro e comemos muito bem. Andamos pelo Red Light District e foi bem diferente do que imaginei e do que ouvi também. As prostitutas ficam nas famosas vitrines, mas o comportamento delas é normal. Algumas são mais ousadas, mas a ousadia não passa o limite do desrespeito. Muitas famílias, casais, inclusive de idosos andam tranquilamente pelo bairro. As pessoas fumam maconha, em sua grande maioria dentro dos estabelecimentos que a vendem. A cidade estava lotada, mas tudo bem organizado .Voltamos para o barco e dormimos. Achei que ia ter dificuldades para dormir nesse barco, mas o balanço quase inexistente dele, deve ter embalado meu sono. Dia 26/05/2012-Amsterdã Acordamos cedo, pois como as paredes do barco são bem finas, qq barulho é muito forte. Então não deu pra passar muito do horário normal. Logo que saímos alugamos uma bicicleta para cada. 9,25 euros( aluguel da bicicleta+ seguro) e no final me deu 10 % de desconto, por ser indicação do cara do barco. Foi a melhor coisa que fizemos! Foi maravilhoso andar de bicicleta pela cidade. Mais uma vez o dia estava maravilhoso, com um sol lindo. Deu pra conhecer muita coisa sem se cansar tanto. Tinhamos um mapa bem ruinzinho da cidade, então nos perdemos algumas vezes. Vale a pena ter um bom mapa. Fomos ao Vondelpark,em seguida fomos ao estádio Olímpico de Amsterdã.Sem querer saímos no museu Van Gogh, que fica na mesma praça do letreiro Iamsterdam. Tirmaos umas fotinhos por lá e fomos à casa de Anne Frank. Bom.. li o livro e vi o filme antes de vir viajar .Então está tudo bem fresquinho na minha memória.Como o dono do barco nos aconselhou a ir bem no finalzinho da tarde, chegamos lá por volta das 17:30 e tinha uma fia bem pequena. A casa é incrível, tudo aquilo é demais. Ela foi uma menina muito à frente do seu tempo e só uma das milhares de vidas que foram exterminadas. Fiquei extremamente emocionada.Saímos de lá e fomos devolver as bicicletas e no próprio lugar das bicicletas havia um café.De lá demos mais uma volta e fomos pegar nossas coisas para ir até o metrô e ir atá a estação amstel onde sai o ônibus da Eurolines. Paguei 8 euros /cada a passagem Amsterdã- Berlin , além do que economizei uma diária de hotel. Ônibus é relativamente confortável. Os bancos reclinam bem, tem bastante espaço para as pernas, mas não tem banheiro. Fez 2 paradas durante as 8 horas de viagem. Bom, por esse preço.. perfeito!
  19. Dia 19/05/2012- Ibiza Ficamos na praia durante o dia. Um solzinho tímido que as vezes dava as caras e outras vezes sumia. Cada vez que vejo uma praia na Europa, fico pensando que nesse quesito não há como comparar com as praias brasileiras. Saímos para andar por Playa de La Bossa, nada demais. Anoite bastante agitação, pois seria a primeira noite da Pacha. Acabamos indo. Muitas pessoas que nos abordavam na rua para vender as entradas mais baratas. Sou desconfiada, preferimos comprar na porta. 30 Euros/ pessoa , táxi- 12 euros ida, 12 euros volta, uma bebida lá dentro no mínimo 10 Euros. Por problemas matrimoniais acabamos ficando menos de 2 horas lá dentro . Balada, som eletrônico... para mim gastar 100 euros assim, definitivamente não vale à pena. Mas para alguns , como meu marido vale muito à pena. Dia 20/05/2012- Ibiza Nada de interessante. Acho que 4 dias em Ibiza, pra quem não curte balada, é muito tempo! Playa del Bossa tinha bastante gente, os aviões no final de semana não paravam de chegar. Baladas na praia, muita gente doidona. Assim já acho mais legal do que gastar 100 euros e ficar curtindo a claustrofobia. Não me sinto bem .Muita dor abdominal. Não sei se tem relação com a água de Ibiza. Parece uma salmora. Apesar de comprar água em garrafa, nos restaurantes ela vem na jarra e vai saber de onde eles pegam aquilo. Meu marido está ótimo, pois só bebeu cerveja. Acabamos dormindo no hotel novamente e qdo acordamos já eram 3 da manhã. Dia 21/05/2012 –Ibiza- Londres Acordamos tarde. Como ainda estou mal, acabamos pagando mais 25 Euros pra ficar com o quarto até as 18 horas. Quando foi 1pm fomos atrás de um carro para alugar. 31 euros o dia todo. Fomos até a caverna na ponta da ilha. 9 euros cada um para entrar. Bem sem graça, tudo artificial, com quedas de água com produção de luz e som. A paisagem até chegar na caverna é linda, mas não vale entrar e ver tudo articial. Passamos pela Las Figueretes, por San Antonio Portnay. Lindas praias, cada uma mais bonita que a outra. Voltamos para Playa de la Bossa, onde jantamos, deixamos o carro no estacionamento e colocamos a chave em uma caixa, tipo caixa de correio. Pegamos o táxi para o aeroporto de Ibiza, 11 euros e pegamos o vôo Easyjet- London Gatwick às 1 da manhã. Dia 22/05/2012 Easy jet é mil vezes melhor que Rynair. Tudo super organizado, rápido, avião com poltronas bem mais confortáveis, muitos lugares livres. Chegamos em Gatwick as 3 da manha. Na imigração me perguntaram TUDO!!!! Minha profissão, o que eu ia fazer em Londres, qtos dias, se eu já tinha visitado Londres antes, para onde ia depois... Mas tudo bem educado e tranquilo. Aeroporto é bem grande. Saimos de lá e fomos para o Ibis Gatwick de taxi- 14 libras. Chegando lá, vi que não tinha vaga. Isso que um dia antes olhei na internet e tinha quartos. Não quis reservar para não pagar no cartão e ter que pagar IOF... sendo que tínhamos o dinheiro vivo na mão. Coisas de principiante! Viajando e aprendendo! Voltamos para o Aeroporto , pagamos mais 5 euros por um ônibus que entra em todos os hotéis. Isso que já era 5 da manhã e um frio insuportável.Do aeroporto pegamos o ônbus que vai até a Victoria Station- 5 Libras cada e de lá pegamos o metrô. 4 libras cada passe. Aí começou a tristeza do Inglês aprendido nas escolas básicas. O metrô tem muitas linhas , ficamos bastante tempo tentar achar as linhas e qdo íamos perguntar aos funcionários, eles respondiam muito grossos, sem olhar na cara.. London pra eles é LANDAN!!! E assim vai... o sotaque britânico é pesado, mesmo assim o negócio é falar... sorry... e pedir pra repetir até entender. O problema foi que chegamos na hora do rush e é uma loucura, todo mundo correndo de um lado pro outro e a gente perdido com mapa da mão, olhando pra todos os cantos e o pessoal quase passando por cima da gente. Viemos para o hostel Palmers Lodge e o quarto só liberava as 14 e ainda não era nem 7 da manhã. Mesmo assim eles nos deixaram tomar café e ficar em uma sala bem confortável com sofás e internet. Ficamos dormindo no sofá mesmo. Quando liberaram o quarto tive uma agradável surpresa. O quarto q eu tinha reservado era compartilhado com 12 pessoas, mas havia a opção de cama de casal, com aquelas cortininhas. Não sei se foi engano ou não, mas nosso quarto era privado, com uma cama de casal e uma caminha de criança, armários, chá... ótimo! Tem café da manhã e internet grátis. Oferece jantar com preços bons, 4 a 5 libras , prato de lasagnha, nachos, frango à milanesa.. tudo muito bom. Detalhe: Molecadinha de 12- 15 anos no Hostel, mas bem tranquilos. Pelo sotaque a maioria Alemã, que vem ter aula aqui. Tem um professor junto que fica explicando e eles anotando tudo. Legal isso, né... Imagina aprender História,Inglês, Geografia.. deve ser bem mais interessante do que o jeito que aprendemos nas escolas do Brasil. Mas na hora da diversão adivinhem o que eles escutam: MICHEL TELò!!! E cantam!! Até em Português!!! Gente.. o que acontece com esse cara??? Alguém pode me explicar a razão desse sucesso??? Não estou criticando... só estou espantanda com a dimensão do sucesso dele. Sorte do Michel Teló que deve estar milionário! Outra constatação: Em todas as outras viagens que já fiz na minha vida, as pessoas sempre ligavam o fato de ser brasileira ao Carnaval, Pelé e muitas vezes senti um certo preconceito. Dessa vez está sendo bem diferente. Todos falam do Brasil como uma opção para o desemprego. Querem aprender Português, querem saber sobre o Brasil. No fim vão trabalhar no Brasil e por ter mais qualificações arrumam um emprego melhor.
  20. Mark , a balada em Ibiza pra mim foi demais... Não tenho mais esse pique todo e isso acarretou alguns problemas matrimonias...rsrsrsr Adriano.. que legal q está gostando.. estou devagar para escrever.. mas vou tentar agilizar as coisas!
  21. Dia 18-05-2012 – Barcelona-Ibiza Acordamos e já arrumamos tudo , nos despedimos das pessoas que conhecemos no hostel ( essa é a vantagem hostel) e fomos à Agencia Catalã de atendimento ao consumidor para ver se havia o que fazer com as passagens perdidas da Spanair, mas fomos informados que a ação ainda está correndo, mas tudo muito enrolado. Voltamos a Pça Catalunya de metro e lá pegamos o Aerobus 5,25 Euros por pessoa e chegamos em El Prat . A Ryainair no El Prat fica no terminal 2 , então tem que pegar um ônibus no terminal 1 para chegar ao balcão da Ryanair. Nunca vi nada tão atrapalhado na minha vida. Ainda bem que chegamos cedo. Èramos um dos primeiros para fazer o check in. Já tinha imprimido o boarding gate pela net, mas não havia sido carimbado. Como primeiro da fila estava um cara Paquistanês sozinho e de repente tira do bolso uns 30 passaportes e junto com os 30 companheiros de viagem vem mais umas 120 malas. O rolo foi tanto que sem brincadeira eles ficaram mais de 1 hora, pesando mala, abrindo uma, fechando outra, com mil badulaques dignos da 25 de março. Enquanto isso a fila só aumentava. No final qdo faltava uns 15 minutos para fechar o check in , um outro balcão abriu e os funcionários nem pesaram mais nada, carimbaram e mandaram todo mundo correr. Uma zona!!!! Vôo rápido até Ibiza. Eles vendem qq coisa dentro do vôo, água, refeições, cigarros.. . o q quiser! Chegando em Ibiza, pegamos um táxi, que dividimos com outros brasileiros. Alias, como disse o Russo do Hostel, tenho cara da típica brasileira. Nunca tinha ouvido isso, mas tô até começando a acreditar, pois qq lugar que estamos as pessoas chegam perguntando se somos brasileiros e se queremos dividir qq coisa. Melhor pra nós! Em Ibiza, preferi escolher um Hotel, pois imaginei que um Hostel seria muita loucura. Escolhi o Hotel Algarb, um hotel 2 estrelas que li comentários bem ruins sobre ele, mas na verdade, achei bom. Foram 189 Euros pagos no check in por 3 noites com all inclusive. Nada de luxo. Café da manhã, almoço,jantar, tudo simples, mas bom. Bebidas também á vontade: cerveja, whisky, água, sucos.. Quarto grande, com varanda. Tinha até banheira!!! Acabamos jantando e não conseguimos fazer mais nada. Dormimos!!! Acordamos às 3 da manhã e demos uma volta pela cidade. Só os remanescentes de um dia de muita bebida. Acabamos parando em uma barraquinha de cachorro quente e mais uma vez fomos reconhecidos pelos funcionários. Brasileiros que trabalham fazendo lanches. Direto de Porto Seguro para Ibiza. Gente bacana! Voltamos para o Hotel e esperamos pelo novo dia.
  22. No hostel conhecemos um grupo de brasileiros e saímos para comer Kebab e tomar cerveja. A constatação da noite foi que Michel Teló é um sucesso. Dentro dos pubs tocava “ Ai se eu te pego” em Inglês, Português, Espanhol e não importa qual fosse a língua TODOS cantavam. Nessa noite não consegui dormir tamanho o barulho dos hóspedes “ ogros” do hostel . Essa é a desvantagem de um hostel, mas por outro lado tivemos sorte de ter pessoas bacanas dividindo o quarto. Dia 17/05/2012 No dia seguinte pegamos o metrô, 2 euros o passe único; 9, 25 passe com 10 viagens. Fomos primeiro ao Parq Guell, bem bonito, num morro, grande, cheio de turistas. Em seguida comemos uma Paeja , por 10 euros, só para matar a vontade. Novamente pegamos o metrô e fomos a Sagrada Famíia. Impressionante, nunca vi nada igual. Linda, imponente, com uma fila imensa, resolvemos não entrar. No final da tarde fomos a Pça Espanha. Maravilhosa! Começamos a andar junto com o povo, qdo percebemos que aquele povo todo estava indo ao show do Bruce Springsteen. Metrô muito eficiente, leva a todos os lugares. A noite fomos a uma balada, novamente com o pessoal do Hostel. Nada demais, voltamos cedo e andando. Nessa noite a cidade já estava mais povoada, então foi mais tranquilo voltar. Mas que dá medo, dá. Nossa última noite foi mais sossegada.
  23. No Kabul é bom reservar com antecedência sim, pq é muito procurado. Foram 43 euros/dia/2 pessoas em quarto com 4 camas. Vc paga 10% na reserva e o restante no hostel. Faz tb um depósito de 15 euros para cada chave, q é devolvido no check out.Calculei 67 euros/dia, q é o estipulado para poder entrar na Espanha. Mas pra quem não é de comprar muito, dá pra se virar com menos.No kabul tem café da manhã com, e um jantar, que é horrível... isso que não temos frescuras. Ficar sempre esperto com as suas coisas, pois tem pessoas na porta que não estão hospedadas no Hostel, esperando uma brechinha para entrar. Presenciei isso 2 vezes.
  24. Continuando: Kabul realmente muito animado. Estamos em um quarto de 4 pessoas. Todos respeitam seu espaço. O Hostel oferece free walking tour e entrada grátis nas baladas recomendadas por eles. Tem um jantar às 20:30 que é a maior loucura. A hora que acaba a comida, acaba o jantar. Nem deu tempo de pegar 1 pedaço de pizza, mas tudo bem.. is not a big deal! Por volta da 1 e meia da manhã o pessoal se encontra na porta do kabul e divide um táxi até a balada. 2 euros por pessoa. Ontem a balada foi legal: Opium. Mas nada que seja muito diferente das grandes cidades no Brasil. Entrada grátis, mas bebida cara. Eles selecionam quem entra e quem dfica na porta. Tinha um brasileiro com alargador na orelha e não o deixaram entram justificando que ele não era "elegante" para o local. Saímos de lá 4 e meia da manhã e voltamos andando para o Hostel. Achávamos que seria rápido, mas demorou uns 45 minutos. Nenhuma alma viva na rua, mas foi tudo bem.Bom... nem precisa dizer, que não acordamos para o café da manhã. Tinha combinado de encontrar uma amiga espanhola na frente da La Pedreira ás 11 da manhã.Dia 16/05 Saímos da cama, escovamos os dentes e saimos correndo. Subimos a Las Ramblas inteira, passamos pela Plaza Catalunya e La Gracia. Vários ônibus de turismo hop on hop off na Plaza Catalunya e protestos do povo espanhol conttra o desemprego. Tomamos café. Pedi um café da manhã ,chocolate quente e veio uma mistura tipo iogurte. Diferente, mas gostoso. Depois de lá andamos mais pela Pça Catalunya. Muitos brasileiros em todos os lugares. Agora estamos no hostel de novo. daqui a pouco continuo...
×
×
  • Criar Novo...