Ir para conteúdo

danielkwl

Colaboradores
  • Total de itens

    27
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutra

Sobre danielkwl

  • Data de Nascimento 28-01-1981

Bio

  • Ocupação
    Servidor Público

Outras informações

  1. Muito boas as dicas dos passeios, com os preços! Estou a planejar uma ida a Ushuaia e essas informações caíram como uma luva!
  2. Jony, Eu passei rapidamente pela rodoviária de Sucre eu creio que havia bus direto pra Uyuni sim... porém, o que muitos fazem, e eu fiz também, é pegar um táxi até Potosí (claro que dividindo com mais pessoas) e de lá para Uyuni. Saindo de Potosí há milhares de horários e empresas que fazem o trajeto... Eu dividi o tal táxi com mais 3 belgas que conheci em Sucre, deu 20 bol pra cada (numa viagem que foi mais rápida e mais confortável e agradável), e lá em Potosí, pagamos 30 bol pro trajeto até Uyuni, pela Transemperador (saída meio-dia), empresa que muitos recomendaram aqui, e que eu recomendo também (dentr do universo de linhas de ônibus bolivianas, realmente é a menos ruim! ahahahaha)...
  3. Amigos, Estive na Bolívia e Peru entre 25/2 e 16/3 e li tudo sobre a viagem aqui no mochileiros, inclusive muito sobre o Soroche... quem fizer uma pesquisa vai ver que perguntei bastante, me responderam e me ajudaram muito aqui... O que posso dizer...? A primeira coisa é que percebi que realmente a experiência com a altitude é muito individual, mas acaba pegando a todos, mesmo que um pouco somente. Eu planejei ir subindo aos poucos (cheguei em Santa Cruz, depois fui pra Sucre, depois pro Salar, passando por Potosí, depois para La Paz)... em Santa cruz mesmo comprei as famosas Soroche Pills, e aqui no Brasil eu tomei umas vitaminas (que já citaram aqui)... não tive coragem de tomar o tal diamox, e na verdade, não sei se fez tanta falta assim. Em sucre, a 2.800m, não senti quase nada. Somente quando subi para o Convento da Recoleta, que fica no final de uma ladeira, é que senti muito cansaço, um cansaço que não era compatível com o fôlego que sei que tenho, e com o esforço pra subir uma ladeira. Mas nada absurdo também. Sucre foi muito tranquilo. Passei por Potosí somente, e em Uyuni, senti um pouco mais a altitude. Lá não havia ladeiras, mas mesmo assim, uma pequena cominhada até o outro lado da rua, me deixava ofegante, mas também, nada aflitivo. Lá tomei minha primeira Soroche pill... e intensifiquei a ingestão de água (já bebo muita mesmo, lá então... era um absurdo). Daí pensei que passado por Sucre, algumas horas em Potosí, e Uyuni, La Paz não seria problema... pois foi. Cheguei lá às 2pm, e no hostel uns 20 minutos depois. Entrei no quarto (que ficava no segundo andar, ou seja, dois lances de escada) quase morrendo, com a sensação de que havia corrido uma maratona com a mochila nas costas... tomei um banho, comprei 2 garrafas de 2 litros de água na recepção, e fiquei deitado, com a janela aberta, até o amanhecer do dia seguinte... uma sensação horrível de abafamento, coração acelerado... sabendo (mas entranhando) tratar-se da altitude, tentei me acalmar, ficar sussegado, beber muitaaaaa água, e abusei das soroche pills... que realmente ajudam! No dia seguinte, acordei bem, tomei chá de coca no café da manhã, e já sai caminhando pela cidade... claro que cada ladeira era como correr 5km, mas não mais senti o que havia sentido no dia anterior. Reitero a dica de deixar, mesmo que esteja muito frio (eu peguei 2ºC lá), a janela aberta, nem que seja uma frestinha... pois a sensação de abafamento é horrível. Água, muita água! E muita calma pra relaxar e ajudar o corpo a se adaptar. A coca, seja em chá ou cápsulas, ajudou muito. Eu masquei as folhas, mas não gostei da sensação, então, tomem o chá ou comprem a Soroche Pills, que vende em qualquer farmácia. Depois disso, passei por Copacabana e fui pra Cusco... não mais senti nada. Subia e descia as escadarias numa boa (claro que nada comparado aos nativos, mas sem stress). E em Cusco conheci uma brasileira que havia recém chegado à altitude, e que estava sofrendo com a adaptação... abraços!
  4. Mochileiros! Que notícia é essa... !?!?! Estive um bom tempo ausente do site (até devo relatos e dicas sobre minha viagem pela Bolívia e Peru, em retribuição a ajuda que tive de todos aqui) e agora que entro, vejo essa notícia (já até velha)! Eu cheguei em VVI em 25/2/12, no voo da GOL, e no dia seguinte, fui pela Aerosur para Sucre: tudo ok, atraso no voo, mas nada que me afligisse. Depois, em 11/3, voei de La Paz para Cusco, e em 16/3, de Cusco para VVI, tudo pela Aerosur, e nestes casos, sem quaisquer problemas, nem um minuto de atraso! E nestes dias que compareci aos aeroportos, via voos da Aerosur saindo pra Miami e GRU normalmente... que coisa estranha! A dica para quem está a comprar passagens internas na Bolivia, é a BoA e a Amaszonas tmb. Muitos dos turistas que conheci na minha viagem usaram estas empresas e não tiveram problemas.
  5. Galera, estive no salar em 1º de março.... estou muito atrasado com meu relato e com a postagem de dicas aqui, mas já começando a pagar minha dívida com o site (que me ajudou MUITO na formatação da viagem), pelo que averiguei lá em Uyuni, os preços variam (para os 3 dias de salar) entre 800 e 1000 bolivianos mesmo... eu só pude fazer o tour de 1 dia (para o qual paguei 150 bol) pela Wara del Altiplano, que fica na avenida Ferroviária, logo ao lado da imigração mesmo... e concordo com o colega que a recomendou! Serviço muito bom, muito anteciosos e honestos, e a comida farta e boa. Procurem pela Sra. Fátima, digam que são do Brasil e que leram recomendações aqui no site... sobre o protetor solar no Salar: USEM USEM USEM... no dia que fui, estava um tempo louco: primeiro um sol de rachar, depois um tempinho nublado, depois sol de novo... mesmo assim (por pura burrice e por ter deixado o protetor dentro do mochilão, que ficou no escritório da agência) não usei... no dia mesmo não senti nada, mas já faz quase 2 meses que estive lá e ainda estou tostado... literalmente, fritei naquele Salar, descasquei o resto da viagem inteira, e até hoje não voltei à cor normal... sem contar que ardeu muito... não façam isso... No mais, o salar é uma aventura inesquecível...!
  6. danielkwl

    Potosí e Sucre

    Alguém estará em Sucre nos dias 27 e 28/2? Logo depois, no dia 29, sigo pra Potosi, onde passo o dia... Qq coisa, meu email: [email protected]
  7. Galera, Chegarei em Uyuni no dia 1/3/12... Alguém estará por lá neste dia? Qq coisa, email: [email protected] Daniel
  8. Amigos mochileiros, Chegarei em Santa Cruz no vôo da gol, por volta de 1:20am (caso não atrase). Fico um dia na cidade e embarco no dia seguint pra Sucre... A questão é: neste horário que chegarei, é tranquilo encontrar algum hotel/hostel aberto pra fazer check in? Obrigado!
  9. danielkwl

    La Paz

    Valeu Léo! Que alívio!
  10. danielkwl

    La Paz

    ... mochileiros! Vou postar aqui uma dúvida que tive (um pouco sem pé nem cabeça) e que, na verdade, poderia ter postado em qualquer outro tópico (ou talvez nenhum??).... bom, estava lendo (por outros motivos) as especificações técnicas do meu netbook HP e vi que recomendam sua utilização numa altitude máxima de 3000m, em ambiente despressurizado, claro. Isso me chamou a atenção, pois no meu roteiro na Bolívia, somente Santa Cruz e Sucre estão abaixo desta marca de 3000m. Por curiosidade fui olhar as especificações do meu iPhone e há a mesma recomendação... Portanto pergunto: alguém esteve na Boívia e Peru e levou e usou estes equipamentos numa boa? Obrigado!
  11. Elias, seu relato acima me deixa mais tranquilo com minha viagem, por chego na Bolívia dia 27/2, e fico até dia 17/3... bom saber que o clima estará razoavelmente favorável...! Abraço!
  12. Elias, muito obrigado pelas respostas! Aliás, obrigado por todas as dicas, foram muito úteis mesmo! Abraço!
  13. Caro Elias, Muito bom seu relato: sucinto, bem escrito, e repleto de informações úteis. Eu farei um trajeto parecido com o seu (um pouco maior entretanto) na mesma época que vc esteve lá. Desembarco em Sta. Cruz no dia 27/2 e termino o roteiro em Cuzco, no dia 16/3. Algumas coisas que vc escreveu me chamaram a atenção. Primeiramente, o seu comentário sobre a forma com a qual devolveram a bagagem despachada no percuso Oruro - Uyuni, de trem. Não havia percebido, mesmo lendo inúmeros relatos e fóruns aqui, o quão isso pode ser significativo na Bolívia. Então pergunto a você se vc despachou sua bagagem (creio que uma mochila cargueira) em todos os seus deslocamentos? Eu pegarei este mesmo trem, só que de Uyuni para Oruro. Em segundo lugar, já havia lido não-sei-onde que as tomadas na Bolívia e Peru são iguais às nossas antigas (dois pinos redondos ou dois pinos retos), só que com a voltagem de 220. Como vc comentou, se não lhe chamou atenção, é porque não teve problemas, ou seja, tomadas comuns para nós, brasileiros!!!! Uma coisa a menos para ter que carregar, um conversor/adaptador. Outra pergunta sobre algo que me chamou atenção: vc disse que mantinha sua câmera ligada, com o visor voltado para vc, de modo que vc ia tirando fotos sorrateiramente. Mas, isso é uma mania, um hobby, um estilo, ou foi por que havia lugares onde fotos não eram bem quistas, havia algum tipo de proibição...? Em suma, pq tirar fotos "escondido"? Fiquei muito curioso. Mas foi bom atentar para o fato de que estarei no Salar durante 3 noites, e terei que economizar bateria... por falar nisso, nas pernoites do salar, vc não tinha acesso à tomadas, nem que por meia-horinha? Você fez seguro saúde/viagem para sua estada lá? Usou VTM ou levou somente papel moeda mesmo? Ufa... desculpe o interrogatório... e obrigado desde já! Abraço! DANIEL
  14. hahaha... Prazer Marcos... então, como aqui é um tópico sobre Albergues e Hotéis em Buenos Aires, e que já relativizamos demais o tópico falando sobre a Seacat, câmbio, etc... vou deixar meu email pra ti, e conversemos sobre MVD por lá, pode ser? Abraço!
  15. Eu comprei, com antecedência, tudo pela internet, nos mesmos moldes de se comprar uma passagem aérea. Comprei, claro, com cartão internacional e não somente para mim, mas também para a turma que ia junto comigo. Preenchi os dados, com os respectivos números de passaporte, etc e imprimi a página de confirmação que vinha com um "localizador". E olha que não tem tanto tempo assim... digo, eu viajei em abril de 2011 e comprei as passagens Seacat em janeiro... e não tive problema algum.
×
×
  • Criar Novo...