Ir para conteúdo

PedrodePortugal

Membros de Honra
  • Total de itens

    156
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que PedrodePortugal postou

  1. Oi Juliana. Foi tudo tranquilo. O que pode incomodar mais são as viagens de ônibus pela falta de espaço e muito tempo sentado. Mas você vai ter uma oportunidade de treinar para isso durante o vôo para a Europa. Além dos desenhos da tv do avião, levei o tablet com coisas que o meu filho gosta e também cadernos para ele pintar e riscar; e de vez em quando me levantava e levava ele no banheiro para esticar as pernas; levei também umas bolachas e pirulitos. Ainda assim dei com ele debaixo dos assentos da frente tentando furar pelo meio das pernas das pessoas De carro é tranquilo. Além do mais, em Portugal nas auto-estradas, que são as vias rápidas de lá, tem vários pontos de parada onde dá para fazer uma pausa. No dia-a-dia a gente sempre deixava ele correr em algum parque ou jardim, ás vezes até em algum monumento onde fosse possível, para ele não andar sempre agarrado a nós. Quando ele não queria ir, eu arranjava algo que despertasse o interesse dele, por exemplo, para ir no castelo de São Jorge, em Lisboa, que fica no cimo do morro, falei para ele que tinha umas estátuas de leões e canhões de guerra e aí ele se interessou e quando chegou lá até quis tirar foto junto. Então é tudo uma questão de não deixar ele perder o interesse no passeio; deixa-lo fazer ou ver coisas que goste (uma tarde foi passada no zoológico de Lisboa), pausa para lanche, tudo isso ajuda. De resto, aquela experiência que nós pais temos do dia-a-dia, vai ajudar na hora de resolver problemas. As situações não vão ser muito diferentes Qualquer dúvida, podes perguntar. Boa viagem.
  2. E aí Ratto, tudo certo? Como está POA? Se organizando para festejar a revolução em setembro? Quanto ao elevador, sei que estava em andamento a construção. Quando estive lá em 2012 só ouvi falar nesse projeto. Ia ser na rua dos Fanqueiros e subiria até à rua da Madalena. Aí perto, no Largo do Chão Loureiro tem outro elevador que leva até a Calçada do Marquês de Tancos. Não tenho a certeza mas acho que no momento apenas o Chão Loureiro até Tancos está em funcionamento, o primeiro ainda está em fase de acabamentos. Depois ainda seria preciso subir mais um pouco, até porque não vejo estrutura para colocarem um elevador á porta do castelo. Para mim o interessante é percorrer as ruelas até ao castelo, mas para quem tem dificuldade em caminhar obviamente facilitará. Quanto a Sintra, existe sim um elétrico. Sai da zona da estefânia e leva até á praia das maçãs. Pelo que sei funciona só de 6a a domingo e até setembro e custa 2 euros. Não sei se após a temporada de verão vão mantê-lo. Um abraço.
  3. Oi Flávia! Obrigado pelos elogios. Lisboa e Sintra são duas cidades muito interessantes. Lisboa mistura monumentos imponentes com vielas estreitas e bairros típicos; e Sintra tem um charme muito especial. Acredito que não vai se arrepender. Um abraço e boa viagem.
  4. Capitão, respeito a tua opinião até porque já comi leitão frio algumas vezes, principalmente em sandes de leitão. Gosto muito de leitão e é uma das minhas carnes prediletas mas não entendo muito sobre as suas características e modo de preparo. No entanto, enquanto aí morei (e ainda hoje os meus pais), sempre que se foi a um restaurante o leitão foi servido quente. Mesmo em localidades supostamente especializados em leitão como a Mealhada. Lembro-me de ás vezes comentarmos que o leitão não era "fresco" porque não tinha acabado de sair do forno e dava para sentir a diferença de sabor, mas ainda assim ele foi servido quente; o que eu particularmente aprecio pela crocância da pele (apesar de aquecido ela ser bem menor) e por uma questão de gosto mesmo . Sei que tem muita gente que gosta da pata e até da mandíbula do leitão mas nunca precisamos de pedir uma parte específica para colocarem na mesa pedaços diferentes do leitão. Daí a nossa estranheza e espanto com toda aquela situação já que não conhecíamos essa ideia sobre o leitão. Se soubessemos, continuaríamos a não gostar mas não ficaríamos escandalizados. Enfim, vivendo e aprendendo. Um abraço.
  5. White Cat, não consigo indicar-te nenhum restaurante em particular, mas se andares pelo centro histórico, vais encontrar restaurantes ou as chamadas tascas com o prato do dia ou a ementa na porta. Não vai ser difícil achar um, mas às vezes podem passar despercebidos porque são locais pequenos sem grande publicidade. No meu caso, quando estive lá, acabamos por estacionar no Guimarães Shopping e então na volta almoçamos lá. Fica perto do centro histórico.
  6. White Cat, no teu caso Óbidos estaria fora de questão. Sobraria muito pouco tempo para um local tão interessante. Como a tua mãe é idosa, vais ter de abrandar o ritmo, então aconselho-te a ir a Fátima e depois Batalha e/ou Alcobaça. A escolha entre estes últimos vai de cada um. Há quem prefira a Batalha, há quem ache Alcobaça mais bem preservado. Eu gosto de ambos. Mas sou suspeito porque adoro história, então uma pedra suja com 500 anos para mim é uma coisa fantástica... O Mosteiro da Batalha fica mais perto de Fátima. Inclusivé na entrada da cidade, numa rotatória tinha uma placa indicando o caminho. Se tiveres um bom mapa e dispondo de tempo, consegues voltar da Batalha para Lisboa, passando por Alcobaça. Mas acredito que não sobre tempo para isso. Só mais uma coisa: se não queres multidões em Fátima, não vás nos dias 12 e 13 de Maio a Outubro. Os dias 12 e 13 de Maio são onde ocorrem as grandes enchentes, mas a celebração das aparições ocorre até Outubro então vai ter muita gente nos outros 12 e 13. Neste período, o melhor seria ir durante a semana.
  7. Oi Fabi. Não sei se você viu, mas respondi por email ás questões que me enviaste via MP.
  8. Oi Lucas. Não tive a oportunidade de conhecer Óbidos mas com certeza vale a pena. É diferente de Sintra. Sintra tem palácios e casarões espalhados pela sua área, é romantica e misteriosa. Óbidos é uma vila muito antiga com edifícios menos elaborados, limitada por muralhas e com o castelo do lado. É o regresso a um passado mais distante. Com muita história à mistura.
  9. Oi Marthinha. Obrigado. Sintra é qualquer coisa de espetacular. Tem um ambiente místico. Acessei o teu blog. Viagem interessante pela Argentina. Os locais que visitaste estão todos na minha lista. Pretendo descer até ao "fim do mundo" e depois subir por Torres del Paine, passando por Bariloche e Mendonza. Só não sei se subo ainda mais até Jujuy ou volto a Buenos Aires. Agora data não sei... com dois filhos pequenos os gastos são maiores então vou fazendo o roteiro e espero a oportunidade surgir.
  10. Pessoal desculpem a demora mas novidades na minha vida pessoal fazem com que tenha pouco tempo disponivel. Rodnucd, não sei se a minha informação ainda vai a tempo, mas de fato não dá para sair numa estação e depois seguir com a mesma passagem. Tem de pagar outra da estação intermédia até ao destino final. Resumindo: compra do local de partida até Coimbra e depois compra outra de Coimbra ao Porto. Nâo tenho conhecimento de nenhum passe que te permita entrar e sair do trem quando quiseres sem pagar nova passagem. Abraço.
  11. Ferlui, como vais usar o carro no pouco tempo que vais ficar no Porto, sugiro que fiques um pouco afastado do centro histórico. Perto seria uma boa mas início da manhã e final da tarde o transito é intenso e tem muitas ruas estreitas, o risco de você se perder e perder bastante tempo seria grande. Então poderias ficar na região da Boavista ou das Antas/Estádio do Dragão. Ambos os locais têm estação de metro e em poucos minutos estarias no centro histórico. Se olhares no google maps ou no google earth vais reparar que esses dois locais têm bons acessos para a A1 que vai ser a estrada que vais pegar desde Aveiro. Talvez faça um pouco de confusão no início mas achando os locais no mapa é fácil de apontar também a entrada/saída dali. Quanto a hoteis não conheço nada nestes locais mas uma pesquisa no próprio google earth, www.portoturismo.pt, hostels.com e afins vão aparecer várias opções. Roteiro: saindo do metro na estação São Bento, vale a pena dar uma olha na arquitectura e azulejos da própria estação; depois seguir para a Sé Catedral e descer até á ribeira. Atravessar a ponte para ter uma panoramica de toda a zona. Dependendo do tempo e do interesse, aqui ficam as Caves de Vinho do Porto que têm visitas guiadas. De novo na margem direita, igreja de São Francisco que fica no seguimento da ribeira, em direção á foz. Subir até á avenida dos aliados com a Camara Municipal no topo e subir uma lateral para a Torre dos Clérigos e praças adjacentes.
  12. Carol, esses locais que mencionaste são todos na região oeste do Algarve. Se queres permanecer por ali, no quesito história além de Sagres, que se visita rapidamente, e Lagos, sugiro Silves. Fica no interior e é muito interessante. No quesito praias, a Carrapateira não conheço pessoalmente mas deve ter praias bonitas, no entanto a água é mais fria e costuma ter mais ondulação. Outra sugestão seria Portimão que tem boas praias e a água normalmente é mais quente. No entanto este ano o Algarve foi um fiasco em termos de temperatura da água! Bem abaixo do normal. E Outubro já é mais aconselhável para passeio do que para banhos apesar de ainda conseguires alguns dias de praia.
  13. Atenção que quando estive em Portugal em junho, passei por auto-estradas que não tinham esse sistema de ticket. Tinha um sistema eletronico por cima da via e quando os carros passavam, era captada a matricula e se o carro tem o sistema Via Verde, o valor é descontado direto na conta bancária, se não tiver, a pessoa recebe em casa a conta para pagar. Da experiencia que teu tenho de aluguel de carros, eles costumam "segurar" uma determinada quantia no cartao de crédito que "soltam" depois de entregar o carro e verificar que está tudo ok. Talvez com esses dados do cartão eles debitem o valor da portagem posteriormente. É uma hipótese...
  14. Bom, como a pergunta continua aqui e você vai em Setembro, vou colocar aqui mesmo. Obviamente 2 dias são muito pouco para o Algarve. Mas se você quiser História, sugiro Silves e Tavira. Se quiser apenas praia, então Tavira também é interessante, junto com a ilha de Tavira, e Portimão. Sugiro uma localidade para os dois dias ou no máximo uma por dia, explorando as redondezas. Mais irias perder muito tempo nas deslocações. Quanto a alojamento, Setembro é finalzinho de temporada e deverás encontrar os preços mais baixos. Em qualquer cidade você caminha na rua e vê casas com placas "alugam-se quartos/rooms/zimmers", fora os apartamentos e hoteis. Não vai ser difícil. Não te posso indicar nenhum nome de pousada ou hotel porque sempre que fui para o Algarve fiquei em apartamento, mas as Pousadas da Juventude (www.pousadasjuventude.pt) costumam ser baratas e aceitáveis para poucas noites, o único senão é que nem sempre ficam numa boa localização.
  15. João, daquilo que eu conheço, a Autna é a mais rápida porque tem um serviço direto Porto-Vigo se não me engano. No Porto os locais de embarque que eu me lembro são na Av. dos Aliados em frente ao Mcdonalds ou perto da rótula da Boavista. Tem outras companhias que também fazem o trajeto, a Internorte e a Alsa. A Internorte acho que fica um euro mais barato que a Autna mas tanto ela como a Alsa demoram mais. O comboio demora bem mais e é mais caro. Perto de 15euros, acho. Só para quem não se importar de pagar mais para ter uma bonita paisagem ao longo do percurso.
  16. Obrigado Arnóbio. Você consegue visitar o Palácio da Pena e o Castelo dos Mouros de ônibus, no entanto ficará corrido. Pega ônibus no centro, sai no Castelo. Daqui pega outro para o Parque da Pena. Na entrada, quer tenha carro ou não, sobe a pé até ao Palácio ou paga 2euros para ir e voltar num ônibus. Finalmente novo ônibus para voltar ao centro. Ou seja vai perder bastante tempo com tanto ônibus apesar do mesmo só fazer este percurso. O Convento dos Capuchos fica distante e não tem transporte público até lá. Teria de ir de táxi e não deve ficar barato. E estamos falando de três locais apenas. Tem outros, como o Palácio de Montserrate que também fica afastado e seria necessário outra linha de õnibus. Então com um carro fica bem mais prático e rápido; mas não espere visitar tudo em um dia. Eu não consegui visitar o Castelo dos Mouros nem o Palácio da Vila que fica no centro. O tempo voa como nunca. Quanto a estacionamento, em Sintra se você chegar até umas 9h30 no centro ainda consegue achar vaga fácil. Depois os turistas vão chegando e aí fica mais complicado e você terá de vagar um pouco por ali. A solução seriam os parques privados mas como as ruas são estreitas e com bastante sobe e desce, não fica fácil acha-los. Eu consegui vaga bem no centro porque cheguei umas 9h. Agora no Palácio da Pena e no Convento dos Capuchos foi tranquilo. O Palácio tem vários parques, todos eles com vagas, pelo menos fora da temporada e exceto domingos. O Convento tem um parque mais pequeno mas como fica mais afastado, tem menos visitantes e então não é difícil achar vaga. Por acaso ia justamente com receio de não achar estacionamento e foi tranquilo em todo o lado. Em Lisboa estacionei fácil na Pousada de Juventude e depois usei trem e metro que levam a praticamente a todos os locais interessantes. Se não chegarem, ainda tem os ônibus. Ir para o centro da cidade de carro é uma aventura por causa do transito e por falta de conhecimento da cidade. Para quem não conhece, recomendo que deixe o veículo no hotel e ande de transporte público. Vai perder menos tempo, vai se estressar menos e acaba por gastar menos.
  17. Nicole, pelo que sei a Avanza (www.avanzabus.com), a Alsa (www.alsa.es) e a portuguesa Internorte (www.internorte.pt) saem da Estação do Oriente. Estas duas últimas parecem ter um sistema integrado. Quanto a vagas acredito não teres dificuldades, exceto no período do Natal até ao Ano Novo.
  18. Vinicius lá no aeroporto de Barajas enquanto você caminha vai ver umas placas com indicação dos terminais e do tempo previsto para chegar lá. Então terá pelo menos uma referência. Eu de cada vez que fui para lá andei quase meia hora do terminal de chegada até o terminal do vôo seguinte. Como você vai para o 4 vai demorar menos. Mas se prepara para andar porque aquilo é enorme. Até metro ele tem! A alfandega costuma ter bastante gente mesmo com vários policiais atendendo. Mas não é uma demora imensa exceto se eles resolverem fazer muitas perguntas; não sei se é uma questão de sorte mas vi gente na minha frente cheia de comprovantes e não lhe pediram nada, outras tiveram que mostrar tudo e mais alguma coisa. Não esquece que tem dois tipos de filas: aquelas para os cidadãos da União Europeia e as outras para os restantes. Não compre antecipado as passagens justamente porque você não sabe o tempo que vai gastar, nem a hora de chegada. Num vôo sai no horário, noutro saí cerca de 40 minutos depois. Bem vindo a Guarulhos!
  19. Pri, do jeito que o forum está organizado, é melhor fazeres a pergunta no tópico "Portugal - Roteiros e Meios de Transporte " ou "Portugal Geral - Perguntas e Respostas". Digo isto porque o mais certo é o editor colocar lá esta tua questão e aí você acaba por não saber para onde ela foi. Tenho umas sugestões mas dai respondo quando você colocar lá.
  20. Eu acredito que implementaram esse sistema recentemente. Mas foi confirmado hoje, diretamente com o pessoal do terminal. :'>
  21. João, dá para guardar a bagagem na própria rodoviária. 2,50eur por volume. Salgado mas é a lei da oferta e da procura!
  22. Os cartões que eu falo são do Porto Card. O que eu quis dizer é que o Porto Card de 5eur valeria a pena para ti mas não me lembrei que precisarias de visitar a Torre dos Clérigos, a Casa da Música e as caves num só dia o que ficaria muito corrido. Então esquece. Por exemplo, se você anda várias vezes de metro e visita locais que são gratuitos com o Porto Card, poderia compensar. Mas no teu caso, vais andar basicamente a pé e nos locais que vais visitar apenas tens desconto. Resumindo, não compensa nenhum Porto Card para você. Mas é como eu te disse, tudo vai depender do que queres ver nesses 2,5 dias. Por falar em locais, recomendo uma visita á Igreja de São Francisco de Assis. Fica na zona da ribeira. Não dá para tirar fotos do interior mas a sua arquitetura e decoração interior são muito interessantes. E a estação de S. Bento com os seus paineis de azulejos com temas históricos. Quanto ao transporte do aeroporto você compra uma passagem para o metro que custa 1,80eur e vai até ao centro da cidade. Daí vai a pé até ao Gallery.
  23. Sim, tendo em conta todos esses locais, é melhor não incluir mais nada senão, mesmo em 20 dias, as coisas ficam muito corridas.
  24. A pergunta foi feita há muito tempo mas aproveito para deixar aqui a resposta para possíveis interessados. A empresa Rodoviária do Tejo (www.rodotejo.pt) faz o trajeto Fátima - Batalha e também Fátima - Alcobaça onde se encontra o mosteiro com o mesmo nome.
  25. Sim, Coimbra fica entre Porto e Fátima. É mais viável do que ir a Óbidos. Se sair do Porto por volta das 7 (mais tarde acho que só depois das 9h e aí já fica meio apertado porque chegará em Coimbra ao final da manhã) chegará em Coimbra entre as 8h30-9h. Pode visitar o centro histórico, entrando por exemplo pelo Arco de Barbacã e subir em direção á Sé Velha, depois Sé Nova e Universidade, uma das mais antigas da Europa e que vale uma visita ao seu interior; acho que dá para fazer sem problemas e acredito que chegarias em Fátima o mais tardar 17h, o que lhe dá tempo para visitar o Santuário e umas 20h seguir para Lisboa. Mas você estará sempre preocupado com os horários para não perder os ônibus e tem de sair bem cedo do Porto. Uma experiência que eu tenho é que imagino que vou demorar x tempo em algum lugar e acabo sempre por demorar mais, seja por algo que me chamou a atenção, alguma loja... Um opção seria ficar em Fátima, no dia seguinte de manhã ir até Ourém visitar o magnífico castelo, ou ir até ao Mosteiro da Batalha, ou Mosteiro de Alcobaça (atrações não faltam nas redondezas), voltar a Fátima (http://www.rodotejo.pt - atenção que finais de semana e feriados os serviços são reduzidos) e depois seguir tranquilamente para Lisboa onde chegarias provavelmente a meio da tarde.
×
×
  • Criar Novo...