Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

MICHRIS

Membros
  • Total de itens

    23
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Obrigada mochileiros amigos, todas as informações são muito importante. Abração a todos e ótimo final de semana, VOTEM CONSCIENTE!!!!
  2. Olá Luciana, sei que tem um trem que passa pelo Parque da Tijuca, mas não sei exatamente até onde ele chega... Qual é a melhor forma de se chegar até o Corcovado?? Obrigada
  3. Rapha o que seria mais legal: ir de trem ou de van ao Corcovado? Vi estas duas opções nos relatos que li. Obrigada
  4. Muito obrigada, farei isso sim. Valeu!!!
  5. Olá pessoal, bom dia! Estou precisando de ajuda para montar um roteiro de passeios, envolve criança e idosos...serão 4 dias, o que vocês me sugerem? Nenhum tem problema de locomoção, mas não queria nada muito 'hard', tipo longas caminhadas, subidas intermináveis, etc...eles não aguentariam...Agradeço a quem puder me ajudar.
  6. MICHRIS

    relato Foz do Iguaçu/Argentina/Paraguay

    Que beleza de viagem! Estou pensando em ir para lá em dezembro, será que vai ter toda essa água? Abs. Obrigada.
  7. MICHRIS

    relato Aracaju, Canindé, Piranhas

    Olá Victor...é muita coisa boa para ver em pouco tempo, mas posso afirmar que nós gostamos muito. Acredito que a divulgação deveria ser maior, pois muitas pessoas não se interessam em ir para Sergipe, principalmente para o interior, por falta de conhecimento, do que as cidades oferecem. Eu amei mesmo. Caso eu vá novamente farei contato. Abraço.
  8. MICHRIS

    relato Aracaju, Canindé, Piranhas

    Olá mochileiros, como forma de agradecimento de tantas dicas que aproveito nas minhas poucas viagens, segue um resuminho do que fizemos nestas férias. Período total: 06/04 a 16/04/14 Cidades visitadas: Canindé de São Francisco, Piranhas, Paulo Afonso, Aracaju, Mangue Seco. Carro alugado (R$75/dia) por 4 dias para os passeios mais distantes, demais passeios fizemos a pé ou de transporte coletivo (R$2,35). Pousada dos Caminhos em Aracaju (R$110/dia com café da manhã) Pousada Mariha em Piranhas (R$140/dia com café da manhã) Domingo chegamos a Piranhas no final do dia, nos hospedamos e não saímos mais. Segunda feira já fomos conhecer o centro histórico de Piranhas e em seguida partimos para Canindé para fazer o passeio ao Cânion Xingó (R$70,00/pessoa, sem almoço). O passeio sai do restaurante Karrancas, total de 3 horas de passeio: 1 h para ir, 1 h voltar, e 1 h para aproveitar a piscina do Rio. Na minha opinião poderia ficar mais tempo, porque é fantástico. http://www.karrancas.com.br/ Terça feira como havíamos agendado, partimos para a Fazenda Mundo Novo (R$70/pessoa): trilha, banho de rio, refeição (divina) e soneca na rede. Este passeio vale muito a pena, mais do que o do Karrancas. É necessário agendar. http://ecofazendamundonovo.com.br/banho-real/destaque-banho-real/ Quarta feira rumo a Aracaju paramos no Parque dos Falcões (R$20/pessoa) e na cidade de Laranjeiras. http://www.parquedosfalcoes.com.br/ Quinta feira fomos a Mangue Seco-Ba: passeio caro e TOTALMENTE DESNECESSÁRIO, lancha para travessia R$100 comporta 4 pessoas, passeio de Buggy R$130 comporta 4 pessoas. O buggeiro para num pontos estratégicos para fotos, se ele ficou 10 minutos com o motor ligado foi muito, na verdade uma roubalheira, sugiro não irem, não tem nada de mais, nem na praia, nem na duna. Sexta feira Parque da Cidade, longe da Orla de Atalaia, mas é bem legal...tem um zoológico dentro do parque, dá para fazer umas caminhadas, tem um mirante, tem teleférico. Só se paga se quiser andar no teleférico o restante de graça. Após este passeio devolvemos o veículo na locadora próximo ao Aeroporto, e voltamos caminhando até a pousada. A tarde fomos a pé até a praia de Aruanda, fica um pouco antes de Aruanã, é muito bom...o barzinho não é caro, mar de água limpa e morna, uma delícia e bom atendimento. Sábado Centro Histórico, Museu da Gente Sergipana, Catedral, Praças, Mercadão, Palácio do Governador, dia muito proveitoso. Pegamos o transporte público na Orla de Atalaia e descemos em frente ao Museu. Nenhum destes lugares paga-se para entrar. Almoçamos dentro do centro de artesanato, comida boa e barato. Após almoço comprinhas básicas de artesanato. Domingo praia Aruanã, barraca enorme, preços altos. Sem contar que chovia e parava toda hora. Foi legal. Fomos e voltamos de bus. Segunda feira fomos para o Shopping dar uma volta, fomos em uma praça próxima do Shopping, assistimos um filme e voltamos felizes. Terça feira: dia do retorno, massss...o voo foi cancelado, hehehe, voltamos para um hotel...com piscina, aproveitamos claro, depois jantamos lá mesmo no hotel e saímos dar uma última voltinha na Orla. Quarta feira: voo direto da madrugada, tranquilo. Enfim, foi isso que fizemos nas nossas férias. Espero que possa ajudar alguém com o meu relato. Abraço a todos.
  9. MICHRIS

    relato Cavernas do PETAR

    Olá colegas mochileiros! Em se tratando de cavernas no estado de São Paulo este é o lugar, PETAR: Parque Estadual Turístico Alto da Ribeira. Optamos por ir pela rodovia Castelo Branco e depois pegar sentido Guapiara/Apiaí. Pegamos muita chuva na estrada até chegar em Apiaí, de lá para frente só curvas e mais curvas, 26km de terra até chegar na Pousada Pedras Preciosas, no bairro da Serra em Iporanga. Quando encontramos a pousada, quase meia noite da sexta feira, loucos de cansaço...Lá estavam a Cida e o Paulo nos esperando, conversamos o mínimo e fomos dormir, pois no sábado cedo já havia passeio programado. A melhor coisa foi termos escolhido uma pousada no Bairro da Serra, bem próximo a entrada do parque. Programação - Sábado: Caverna Morro Preto; Caverna Couto; Caverna Água Suja. - Domingo: Caverna Santana; Trilha Betary; Cachoeiras Andorinhas e Beija Flor. - Segunda-feira: Caverna Ouro Grosso; Caverna Alambari de Baixo; Cachoeira Sem fim. - Terça-feira: volta para casa Cada guia tinha um grupo de 8 pessoas, nosso guia Jacques, EXCELENTE, soube nos animar e cativar nossa amizade, este é o e-mail dele: [email protected] Cada caverna tem uma beleza diferente, a qual eu mais gostei foi Água Suja e Ouro Grosso, são magníficas; das Cachoeiras foi a Andorinhas e Beija Flor, realmente vale a pena a caminhada de 2h30 (ida) na trilha Betary, são lindas, e geladas, muito geladas. É interessante levar uma malha de manga longa, pois dentro das cavernas é meio geladinho. Alimentação para as trilhas É legal levar alimentos leves para as trilhas, pois elas duram o dia todo. Levamos lanches de pão de forma com frios, colocamos num saquinho plástico para não molhar, também salgadinhos de pacote, barrinhas de cereal, garrafinhas de água e isotônicos. O ruim é o peso durante a trilha, mas não tem o que fazer, ou leva ou fica sem comer. Alimentação na Pousada A pousada que escolhemos forneceu café da manhã e jantar, o que realmente foi ótimo, devido ao cansaço não conseguiríamos ir até a cidade para jantar. E, no bairro não há opções de restaurante. A comida da Cida – Dona da Pousada Pedras Preciosas é muiiiito boa, feita com muito amor. Todos os dias ela variou o cardápio, comidinha caseira depois de muita canseira é a melhor coisa. Muito Importante Levar plásticos para forrar os bancos do carro, não levamos roupa reserva e nem calçado reserva, mas deu para se virar muito bem com os plásticos, não sujou e nem molhou os bancos. Caso seja daquelas pessoas que não suportam ficar meio sujinha, melhor levar roupa reserva para vestir, MAS só no final do passeio, porque será inútil vesti-la antes. O mais importante de tudo é um tênis bom, que não te machuque, não escorregue, pois as trilhas são pesadas, já vá ciente que o seu lindo tênis vai ficar molhado todos os dias de passeio, vai voltar para casa com um cheiro meio estranho...rs rs...talvez o destino dele seja o lixo. Tem uma lanchonete lá no Bairro da Serra que serve pastéis deliciosos, pode encarar sem medo. Também o caldo de cana e o sorvete da barraquinha do lado!!! :'> Nosso Carnaval foi ótimo, conhecemos pessoas muito legais e os lugares fantásticos. Valores: Pousada: R$600/casal/4 dias com café da manhã e jantar. Passeio: R$250/pessoa pelos 3 dias (se contratar o guia diretamente é mais barato, nós fomos por agência) Abraço e boa viagem!!!
  10. Pessoal, será que é viável alugar um carro em Aracaju e partir para Piranhas? Alguém pode me informar que condições tem as estradas e se são sinalizadas? E na cidade de Aracaju...é mais fácil andar de carro ou o transporte público funciona bem e vai até os pontos turístico??? Obrigada pessoal.
  11. Olá pessoal, algumas dicas sobre Brotas. Fomos no feriado de 15 de novembro, a cidade estava cheia, mas mesmo assim suportou. Trânsito: fomos pela Rodovia do Açucar, estava bom o tráfego, nas volta também. Sentido Piracicaba/Águas de São Pedro/São Pedro. Pousada: Rota das Cachoeiras fica na estrada +-20 km da cidade de Brotas, muito bons: café da manhã, cama, chuveiro. os donos sempre preocupados com limpeza e com seu bem estar. Refeições: na verdade só jantamos, pois durante o dia estávamos em passeio...Bar Paulistano: porção é farta e o preço é justo. :'> Passeios: Rafting deixou a desejar pois o rio Jacaré estava baixo...não houve emoção, mas quem sabe da próxima vez. R$80/pessoa com transporte, capacete, colete salva vidas inclusos, achei caro, mas era o que tínhamos para o momento. Muitas pessoas no rio, congestionamento de botes na água, todas as agências lotadas...Tivemos sorte pois pegamos um guia muito bom, apesar dos apesares ele tentou animar e dar um pouquinho de adrenalina na galera. Fazenda Recanto da Cachoeira: Day use R$30/pessoa, é legal, tem duas cachoeiras que pudemos entrar e aproveitar bem, tem uma piscina, que voce pode usar o dia inteiro. Nesta mesma fazenda tem Arvorismo, Tirolesa e Rapel, mas não achamos muito seguro, percebe-se bem a falta de profissionais para acompanhar estas aventuras. Bom foi isso...para um feriado foi bem básico. Abraços
×