Ir para conteúdo

ellencris

Membros
  • Total de itens

    84
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que ellencris postou

  1. Muito legal o seu relato, Afonso!!! Você foi de trem para Bolzano??? Bolzano é uma cidade muito gostosa!!! Amo!!!
  2. Estou planejando ficar uma semana na região de Puglia. Estarei viajando sozinha durante essa semana. Depois encontrarei com a minha irmã em Bari onde pegaremos um ferry para Grécia. Gostaria da sua opinião sobre o que fazer na região, melhores praias e se dá para fazer de trem e ônibus. Você acha que terei dificuldade por estar sozinha, que dicas pode me dar???
  3. ellencris

    Ferry

    junio.fernando, obrigada pela dica do site dos ferry!!!
  4. ellencris

    Ferry

    AdrianoLB, pesquisando os preços das passagens aéreas, eu decidi para Croácia e Montenegro e depois ficar só nas Ilhas Jônicas, alí por perto de Corfú. Resolvi seguir seu conselho e chegar a Dubrovnik de avião. Para Corfú, tá ficando mais barato ir de Dubrovnik para Bari de ferry, e de lá para Corfú também de ferry. Sei que parece loucura e muito cansativo mas as passagens aéreas estão saindo muito caras. Gostaria de saber o que fazer de bacana durante uma semana tendo como base Corfú. Desde já obrigada.
  5. ellencris

    Ferry

    Pois é, Adriano LB, estou percebendo isso. Acho que voltarei de Dubrovnik para Bari, e então pegarei um outro ferry para Corfú. Acho que de Corfú para Pireus, ou mesmo para as outras ilhas, pode ser mais tranquilo para ir a de ferry. O que você acha??
  6. ellencris

    Ferry

    Vou chegar a Europa provavelmente por Roma em 4 de setembro, pretendo ir de trem até Bari e de lá pegar um Ferry para Dubrovnik onde ficarei uns quatro ou cinco dias. Depois gostaria de para a Grécia também de ferry. As ilhas que gostaria de ir são Corfú, Santorini e Mikonos. Depois quero voltar para Atenas, onde pegarei um vôo para a Alemanha. Gostaria de fazer tudo de ferry apartir da Itália (Bari) e só pegar vôo para ir para a Alemanha. Alguém sabe se isso é possivel??? Quais companhias devo pesquisar??? Desde já agradeço.
  7. Não sei se você já fez a viagem, então, não sei se o que eu vou dizer tem alguma relevância, mas uma boa maneira de chegar a Dubrovnik na Croácia é pelo mar, a partir da cidade Italiana Bari, em um ferry. Para Kotor, em Montenegro, vale a mesma dica. As duas vezes que estive em Dubrovnik cheguei pelo mar. Dubrovnik é uma cidade belíssima que vale super a pena. A partir de Bari você chega de ferry a algumas ilhas gregas também. Vale a pena conferir.
  8. Obrigada, pela resposta. Então, agora falta pouco pra minha viagem, e decidi subir de carro de Barcelona a Alemanha e depois retornar de carro. Terei 10 dia entre a viagem da Espanha para Alemanha e a volta. O que mais você acha que dá pra ver além da região do vale do Reno?
  9. Simone, eu também fiz esse Cruzeiro pela Grécia e foi tudo de bom!!! Realmente não teria dado tempo para conhecer tantas ilhas e gastando tão pouco. A diferença do roteiro que eu fiz para esse que vocês fez foi que, em vez de Split, conhecemos Dubrovnik, na Croácia. E sua dica é ótima ao indicar a Royal Caribbean!!! Já fiz dois Cruzeiros pela Costa Cruzeiros, mas depois que fiz o primeiro pela Royal, nunca mais quis outra vida. Abç.
  10. Olá Vinicius!!! Desculpe a demora em responder. Olha, eu faço como a Simone, procuro diretamente nos sites das empresas de Cruzeiros. Já fiz pela Costa Cruzeiros e pela Royal Caribbean. Não é necessário procurar agências de viagem, você mesmo faz as reservas sozinho no site, sai mais em conta pois não paga a taxa da agência e não tem erro, é super seguro. Uma excelente dica, também da Simone, é comprar o cruzeiro de última hora, pois sai muito mais barato. Eu particularmente não consigo fazer isso pois sou muito ansiosa e gosto de tudo com alguma antecedência e tal. Viste a: http://www.royalcaribbean.com.br/ http://www.costacruzeiros.com Qualquer dúvida é só perguntar.
  11. Uma das formas mais incríveis de conhecer a Europa é viajar num navio de Cruzeiros. O navios são ícones de glamour e romantismo, verdadeiros Resorts ou Shoppings de luxo sobre os mares. Uma verdadeira cidade flutuante onde se tem de tudo, além dos portos e paisagens incomparáveis que permitem viagens seguras, de custo relativamente baixo, para não dizer barato. Barato sim, no sentido do que um navio lhe oferece, principalmente a oportunidade de conhecer vários países/lugares e culturas num só roteiro pagando um preço único e fechado. Claro que alguns são mais caros que outros, o negócio é pesquisar e ter cuidado para não viciar após fazer o primeiro, fato inegável que aconteceu comigo. O preço de qualquer cruzeiro, por mais caro que seja, ainda é mais em conta que ir por conta para todos os lugares em que o navio aporta, considerando toda abundância em conforto, atendimento, hotelaria, entretenimento ( shows, festas, jogos, academia, pista de corrida, spa, etc ... ) e refeições inclusas ( alguns chegam a oferecer 15 refeições diárias ); você faz seu horário de refeições caso não queira participar dos horários padrões, conhecendo vários lugares sem precisar fazer as malas. Alguns chegam a ter montanha de escalada, campo de golf e ainda piscina com ondas além das piscinas tradicionais e das jacuzzis ao ar livre que são um verdadeiro chamativo. É absolutamente inquestionável a vantagem econômica que se faz viajando de cruzeiro se você for comparar ir para todos os lugares que o navio vai parar pagando deslocamento aéreo, hotéis e alimentação numa mesma viagem. Para quem não é afortunado é sem dúvida a grande vantagem. Infelizmente, alguns lugares não é possível se visitar de navio. É por isso que eu gosto de sempre incluir um cruzeiro em minhas viagens pela Europa. Faço parte da viagem por conta própria e parte em um cruzeiro. As melhores épocas para quem fazer um cruzeiro pela Europa são os meses de maio e outubro. São épocas não muito frias e que ainda assim é possível fazer reservas com descontos incríveis nos cruzeiros. O primeiro cruzeiro que fiz na Europa foi um cruzeiro de 7 dias, saindo de Veneza percorrendo o Mard Adriático até o Mar Egeu, onde vistamos respectivamente, Ancona, Dubrovnik, Santorini, Mikonos, Atenas e Corfú. Todos os dias o navio aportava em uma cidade diferente. Desembarcávamos e passávamos o dia passeando, retornando a tarde para o navio, onde havia uma série de atividades a nos esperar, como: peças teatrais, shows de música ou dança e baladas para todos os gostos e idade. Sem contar o jantar, que todos dias é uma grata surpresa, e aoportunidade de encontrar as pessoas à mesa e conversar sobre as "aventuras" vividas durante o dia. Sobre as desvantagens de um Cruzeiro: Eu, particularmente, vejo poucas. Uma delas é que, na maioria das vezes, o tempo de escala em um porto não é o suficiente para conhecer toda a beleza do lugar. Isso algumas vezes pode ser frustrante. Mas costumo dizer que a descida em um cruzeiro é apenas um "aperitivo", pois ao menos você já saberá para onde retornar com mais tempo, caso surja a oportunidade, ou se apaixone mesmo pelo lugar. E a situação que eu considero incômoda é quando acontece de chegar ao mesmo porto vários navios num mesmo dia ... aí mesmo que você faça as excursões pelo navio, os pontos turísticos estarão lotados, pois todos vão para os mesmos lugares. E se for sair sozinho por conta, se o destino for um lugar pequeno ( ilha por exemplo ), a quantidade de táxis ou meios de deslocamento pode não ser suficiente para trazê-lo de volta em tempo. É preciso tomar cuidado, pois o navio tem horário certo para sair. Essa para mim é mais uma desvantagem. Como cada pessoa é uma pessoa, muita gente também não gosta de navio. Ou porque teve uma primeira impressão ou experiência ruim ou porque realmente não se adaptou ou ainda porque já está de saco cheio de navegar ( também acontece já que tudo o que é demais pode cansar ... ) ... Por isso, não faça apenas um cruzeiro, faça no mínimo duas viagens de navio para saber se realmente gosta ou não gosta ... e faça com companhias diferentes em lugares bem diferentes para poder ter uma visão melhor de como é esta emoção. Nada de fazer o mesmo roteiro ou o mesmo navio, escolha lugares diferentes Mas o que mais me surpreende é que existem pessoas que dizem não gostar de cruzeiro sem ao menos haver experimentado. Experimente!!! Estar cada dia em um país diferente em uma semana é uma experiência fantástica!!!
  12. Marcos, muito obrigada pelas dicas. Vou dar uma olhada nesses links que você me enviou e avaliar as minhas possibilidades. O tempo será curto, mas existem muitas possibilidades, desde que eu não gaste muito tempo dentro de trens e ônibus. Como você mencionou, realmente estaremos cansadas do navio, serão 14 dias quase que sem atracar em porto algum. Uma loucura!!! Estou acostumada com Cruzeiros, mas não ficando tanto tempo em alto mar. Mais uma vez, obrigada. Abraço.
  13. Obrigada, Marcos!!! Tenho fotos lindas de Veneza. Sou apaixonada por Veneza!!! Se pudesse voltaria todos os anos... Tenho essa mania de querer revisitar sempre as mesmas cidades, mas é preciso explorar novos lugares. Abraço.
  14. Ai Marcos... nem fala!!! Eu já estava mesmo repensando essa loucura de subir e descer de trem e reconsiderando a possibilidade de conhecer outras cidadezinhas no interior da França. Mas é que a minha filha quer porque quer conhecer o castelo do "maluquinho da Baviera", o Neuschwanstein, e é por isso essa que tô indo me enfiar naquela região. Já me encantei pelo Vale do Mosela só de dar uma olhada nas imagens doo Google!!! Será que é fácil fazer de transporte público???
  15. Farei a travessia do Atlântico de navio em abril de 2014. Dessembarcaremos em Barcelona. Gostaria de subir de Barcelona, pela França, até a Alemanha de trem, onde faria a rota romântica até Fussen. Sei que se alugasse um carro seria bem melhor. Mas optei por transporte público, pois me sinto mais tranquila. Não sei por onde começar esse roteiro. Não é a minha primeira vez na Europa, sempre vou por conta própria, mas dessa vez estou meio perdida na elaboração do roteiro. Quero ir a Strasbourg, Alsácia e Lorena, na França, e depois às cidadezinhas e aos principais castelos da rota româtica, essas são as minhas prioridades. A travessia durará 14 dias no navio, depois terei 8 dias para esse roteiro, voltarei apartir de Frankfurt. Alguém me ajuda???
  16. Val, gostaria de saber que meio de transporte você utilizou na sua viagem pelo Leste Europeu. Gostaria de fazer de uma maneira ecnômica sem que precisasse dirigir. Você pode me sugerir algum coisa??? Tenho interesse em conhecer principalmente a Eslovênia, Montenegro, Sérvia, e Croácia. Eu estive duas vezes rapidamente na Croácia, e me apaixonei e dsejo voltar com calma. Desde já agradeço.
  17. Silvio, a Grécia faz parte do Acordo de Schengen, então a formalidade para entrar lá, em tese, é a mesma para entrar em outros países da Eutropa que fazem parte do tratado. Quando eu fui à Grécia entrei na Europa por Portugal, pois fui de TAP, depois na Itália embarquei em um navio e segui... Então, passei pela imigração em Portugal, onde me perguntaram o que eu iria fazer na Europa, quantos dias eu iria ficar e tal... ao que eu respondi que estava indo para Itália e depois pra Grécia. Foi bem tranquilo. Normalmente depois que você já passou pela imigração de um dos países que fazem parte do tratado eles dificilmente te fazem muitas perguntas... Pode acontecer, mas é raro. Mas, ainda assim, eu aconselho que você leia o tópico do Trânsito Schengen - Formalidades. Um grande abraço e boa viagem.
  18. Pois é, estive duas vezes em Veneza, em dois anos seguidos, e não andei de gôndola... Na primeira vez o dinheiro tava curto e fiquei com medo por estar bem no início da viagem ; e dessa última vez não tinha companhia e achei que seria chato fazer sozinha e assim adiei para uma próxima oportunidade. Veneza é uma cidade única, maravilhosa e que pretendo visitar muitas vezes. Mas se por algum motivo você imagina que irá a Veneza uma única vez, eu aconselharia a fazer o passeio.
  19. ellencris

    Milão

    Boa dica, Priscila... Mas você onde posso adquirir esse SIM CARD logo que chegar em Milao??? Desde já, obrigada... Abç
  20. Eu tive uma experiência muito bacana no ano passado quando pela primeira vez optei por fazer viagens interestaduais de ônibus nos Estados Unidos e gostaria de dividir aqui nos mochileiros. Talvez até nem seja novidade para alguns. Obtive a dica no site "NY para Mão de Vaca", que falava de uma empresa de ônibus chamada MEGA BUS que opera em alguns estados, que possui uma frota de ônibus super-mais-ou-menos, isso é, não era para esperar grande coisa, mas que os preços eram bem em conta. Enfim, o site não era nada encorajador. Mas resolví experimentar. Comprei os bilhetes aqui mesmo no Brasil para ver qual era. Paguei no cartão visa, 3 passagens de Boston a NY, gastei $ 14,99 por passagem e fiquei na expectativa, morrendo de medo de dar errado pois estava viajando com a minha irmã e uma amiga, que não possuem "espírito mochileiro"... Qual não foi a minha surpresa... O ônibus era muito bom!!! Daqueles enormes, dois andares, com banheiro e rede wireless. Tudo de bom!!! Fizemos uma viagem muito tranquila e chegamos no tempo previsto. De NY resolvemos ir para Washington DC e fomos de Mega Bus novamente, e depois voltamos para Boston... ótimo!!! Fiquei fã e recomendo para quem quiser rodar o Estados Unidos de ônibus, pagando pouco e com conforto. Pode ir tranquilo. O valor das passagens depende mais do horário escolhido do que da distância a ser percorrida, mas a média é $ 14,99, e alguns trechos possuem tarifas promocionas de $ 1,00. A má notícia é que não opera em todos os estados. Fica aí a dica: http://www.megabus.com/
  21. Oi Mariana!!! O aeroporto Marco Polo é grande e possui locker sim... quanto ao tamanho desses, se cabe ou não a sua mala, isso eu não sei informar. Não posso nem dizer que é bem provável que caiba e que esses lokers têm tamanho padrão, porque nem sempre é assim, já passei um perrengue uma vez porque a minha mala não cabia num locker no aeroporto de Brasília. Mas queria te dar uma dica já que você vai passar apenas uma noite em Veneza... Talvez seja melhor pra você hospedar-se em Veneza Mestre, fica em torno de 10 minutos do aeroporto e menos de 15 minutos de ônibus de Veneza. Você não vai precisar arrastar malas pelas pontes de Veneza e além disso os hotéis são mais baratos em Mestre. Você poderá hospedar-se em um bom hotel de rede, pagando menos. Acredito que seja mais confortável para você, principalmente pelo fato de estar viajando com a sua bebezinha. Abç
  22. Eu fui no mês de maio. Temperatura amena e poucos turistas. Concordo com o Mauro, a troca da guarda é mesmo imperdível... fiquei encantada com os "sapatinhos" dos guardas com um pompom em cima.
  23. ellencris

    Valência

    Fábio, eu acho que são esses preços mesmo Anna falou o trecho Madri X Barcelona, tanto de trem como ônibus... Pelo menos foi alguma coisa parecida com isso que eu ví nos sites que você me indicou, o que me fez optar pelo aluguel do carro.
  24. Oi Bele, em primeiro lugar vou tentar responder as suas perguntas aqui mesmo, pois mensagens privadas ajudam unicamente quem está recebendo a mensagem, e o objetivo aqui é que todos se beneficiem com as respostas. Então, o transporte mais em conta na Itália é o trem regional (Trenitália), e quanto mais barato, mais lentinho. Mas tem a opção de comprar com uma certa antecedência bilhetes para os trens mais velozes pagando uma tarifa menor, mas ainda assim não chega a ser tão barato quanto "o mais lentinho". Quanto a melhor ordem de visitação... Dê uma olhadinha no mapa da Itália... e vejamos as suas informações: você disse que vai chegar por Roma e partir por Roma, vai ficar apenas 6 dias na Itália e depois vai pra França apartir de Milão... Se você vai chegar por Roma e quer ir a Nápoles, vai ter que descer e depois subir novamente para Veneza e depois subir pra Milão, onde embarca pra França, pelo que entendí, você parte de Roma para o Brasil, então terá descer de Milão até Roma... O problema que eu vejo é que 6 dias é pouco tempo para fazer esse " sobe e desce", pricipalmente em se for no trem regional. Você vai ficar muito cansada e não vai ter tempo de se aprofundar em nenhuma dessas cidades. Não sei quanto tempo você dispõe para fazer essa viagem, mas se eu fosse você, colocaria mais uns dias pra a Itália, ou tiraria Nápoles do roteiro... Ir a Nápoles sem tempo para Pompéia e Costa Amalfitana é uma tremenda furada. Outra coisa que eu faria seria entrar por Milão em vez de Roma. Entrando e saindo por Milão você economiza tempo e dinheiro, pois ao voltar da França não precisará descer até Roma para embarcar para o Brasil. Espero ter ajudado de alguma forma... Abç
×
×
  • Criar Novo...