Ir para conteúdo

fabiob1982

Membros
  • Total de itens

    35
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre fabiob1982

  1. Barraca / 1 Pessoa / Resistente / ótimo custo beneficio

    A Minipack não é autoportante, mas no Youtube tem um vídeo mostrando como usar varetas adicionais pra deixá-la de pé, uma conversão gambiarra. Acho que é a melhor barraca pra uma pessoa no nosso mercado.
  2. Botas VENTO (Antiga Nômade)

    Esse modelo é inspirado na famosa Yellow Boot da Timberland. Acho que é um desenho antigo, e o cano é um pouco alto, então acho que não é qualquer pessoa que gosta de usar. Imagino que você se interessou por ele por ter um visual mais aceito socialmente, estou certo? Nunca usei botas nesse estilo, mas avaliando por alto, me parece que há opções mais confortáveis, já que você não tem a necessidade de um cano tão alto. Se você andar demais com um cano te prendendo a canela, você pode sentir dores ali, já senti muitas usando uma bota para uso em neve da Columbia, comprei sem saber nada só pra fugir do inverno de NY, e como andava o dia todo comecei a sentir dores fortes no tornozelo. Se eu fosse você daria uma olhada num cano médio. Como você não pretende usar no mato, você tem muitas opções pois não precisa ficar neurótico com a questão da impermeabilidade funcionar 100%. Sobre o frio, é importante você comprar meias adequadas para aquecer seu pé, pois essas botas não fazem milagres se você estiver em 0 grau ou menos. Existem botas com material que mantém calor ("insulated") porém você não vai conseguir usá-las em Recife depois. Eu recomendaria botas com o desenho similar à Finisterre da Vento, para andanças. Eles tem modelos com o cano um pouco mais baixo e mais aberto também. Eu não pensaria em canos muito altos para proteger do frio, para isso é só comprar uma meia adequada cano longo e/ou usar uma segunda pele pra não sentir o frio entrando na calça. Se for pra pisar em neve o dia todo aí é bom pensar em vários outros detalhes, e a impermeabilidade vai ser crucial.
  3. Isolantes Térmicos

    Pesquisei bastante essa marca, tem produtos deles que são bons (eu só tenho um saco estanque deles e dois mini mosquetões), mas não dá pra dizer que qualquer produto deles é bom. Acho que equipamentos mais sensíveis você vai sentir a diferença. Vi umas análises das barracas deles, e tem alguns detalhes de problemas no acabamento, mas no geral é usável para quem tá sem grana pra coisa top, eu imagino. Os sacos de dormir da NH não vi nada sobre, nem li ninguém por aqui relatando, mas segui o conselho do pessoal que põe em dúvida a eficácia termal dos produtos que não seguem legislações rigorosas e comprei Deuter. Aparentemente um saco de conforto 0 grau de verdade serve para dormir no verão da Patagônia, por isso já comprei o meu dessa temperatura, pois não queria um de montanhas brasileiras e outro pra Patagônia, um provável destino meu no futuro.
  4. Isolantes Térmicos

    Pessoal, queria compartilhar aqui a informação de que os isolantes térmicos M50 e M200 da Quechua não são feitos de EVA, pelo menos atualmente. O M50 possui a tal espuma branca de polietileno aluminizada e tem 5 ou 6mm (não lembro ao certo, é muito leve. O M200 possui a espuma escura, meio verde escuro e de longe parece um EVA, mas também é outra fórmula, é uma espuma muito mais macia que o EVA e tem 10mm. Pode ser que seja de polietileno também, provável que sim. Não sei se muda alguma coisa no conforto, mas me parece que o EVA é a opção mais rústica e pesa um pouco mais que esses Quechua, aparentemente. Edit: A loja Centauro vende um modelo similar ao M50, um pouco mais caro, da marca Polipex.
  5. A loja TrekkInn é confiável?

    Muito estranho esse site, o frete é barato e eles usam a logomarca dos nossos Correios. Não falam em momento algum sobre possível taxação, não avisam que o produto é enviado da Espanha. Pagando pelo Paypal dá pra reclamar qualquer coisa, mas quem precisa do equipamento pode se meter numa enrascada, fica esperando, não recebe depois fica aguardando semanas até o Paypal resolver. Ou então toma uma taxa que faz o produto ficar mais caro que comprar aqui às vezes. Tem que pensar. Eu queria uma bússola e tá saindo em conta lá..
  6. A Sea to Summit tem versões bem mais caras com fatores mais altos de isolamento, inclusive tem um que serve para alta montanha segundo o fabricante, se não me engano. Os mais básicos pelo que vi tem fator por volta de 1 mesmo, incluindo os da Quechua. Ou seja, não dá pra comprar um colchão básico e aposentar o isolante, se for dormir em lugar frio. Eu li no tópico grande algumas pessoas dizendo que encararam montanha com colchão simples desses, mas é o mesmo tipo de pessoa que pega 0 graus com saco Dream Lite, não acho que se deva registrar esses fatos como conselhos. Pra quem tá na dúvida como eu, acredito que o que deve ser decidido é qual isolante e qual colchão comprar, a menos que parta pros 700 reais pra cima e pegar os modelos com isolamento embutido. Eu ainda teria medo pela questão do furo, eu gostei do conselho do pessoal que recomenda usar um isolante fino e tratar o colchão só como conforto. Nesse caso, se um chinês furar você ao menos não morre de frio, pode ser uma combinação interessante, mas que não vai ser tão adequada para quem quer ir mais leve. Quem conseguir fazer um colchão isolante "infurável" vai revolucionar o mercado...
  7. Isolantes Térmicos

    Obrigado pelos esclarecimentos! Eu estou meio inclinado agora a carregar um isolante fino e tomar coragem de gastar com esses colchões trekking. O isolante seria mais como medida emergencial caso o colchão fure, mas também serviria para lugares frios pois os colchões baratos não isolam muito pelo que falam. Se essa manta protege do frio mesmo tão fina já me parece uma boa idéia para aliar com o colchão, menos peso e volume.
  8. Feline ou vento (nômade)

    Vou tentar ajudar, pois ano passado comprei minha primeira bota impermeável. Optei pela Vento Finesterre Nanox pois prefiro não usar couro e a achei confortável. Outro fator que me fez escolher foi o fato de que o corpo da bota geralmente é em couro (ou similar sintético) e esse tipo de material naturalmente é difícil de ser penetrado por água, não precisa de substância impermeabilizante. As botas que tem o cabedal todo em malha, mais leves, são tratadas com um impermeabilizante e é isso que desgasta com o tempo. Tem gente que compra spray pra repor a impermeabilização (até esfregam parafina, alguns), porém isso causa um problema, que é bloquear a respirabilidade da bota. Ou seja, a Vento só tem vulnerabilidade pra água na língua, é ali que eu posso ter que impermeabilizar no futuro, e aí é menos área para ficar sofrendo de falta de respirabilidade por conta da impermeabilização caseira. Essa GS3000 aparentemente é uma versão para uso de forças especiais, que possui uma biqueira pra dar mais resistência, algo que considero realmente importante e sinto falta na Finisterre. Já dá pra ver os sinais das pedras que eu acabei chutando no caminho, algo que uma biqueira ia tirar de letra. Eu te recomendaria a GS3000 de nanox por não levar couro e ter a biqueira, e o resto das vantagens da Finisterre. Essa bota só precisa de um solado um pouco melhor pra ficar perfeita na minha opinião, pelo que vejo, um solado Vibram é mais garantido de durar e evitar escorregões. Outra bota que eu gostei mas não testei é a da Homero, modelo Odysseus Vibram. Ela tem o mesmo estilo da GS3000 porém o material é couro, o que me faria desistir da compra hoje, mas pode ser uma opção. E eles usam o solado Vibram, que aparentemente a faria ser uma compra muito boa. Sobre a outra marca que você citou, eu não conheço, mas te indico uma informação que li aqui no fórum e faz todo o sentido. Comprar botas importadas é um perigo, assim como qualquer bota de estoque velho, saldão de estoque de anos atrás. O motivo é que os materiais e a cola se deterioram no calor e abafamento dos estoques. Há muitas pessoas aqui que tiveram experiências péssimas com marcas importadas renomadas e o motivo era esse. Botas que descolam do nada, esfarelam, etc. Claro que existem fabricantes ruins ou fabricantes com problemas no controle de qualidade, colocando botas perfeitas e outras muito defeituosas no mercado, mas levo pra vida esse conselho. Só arriscaria em promoção e estoque encalhado se o dinheiro cobrado valesse demais o risco. Sugiro comprar em sites e lojas grandes que movem muita mercadoria e você provavelmente vai conseguir um exemplar fresquino. As botas Vento vem na etiqueta da língua a data de fabricação, você pode conferir na hora da compra também se quiser. Abraço
  9. Underwear (segunda pele)

    No site da Solo quando vc clica no produto, tem um menu chamado "tabela de medidas", deve ajudar. http://www.solo.ind.br/produto/blusa-x-thermo-ds-zip-preta/ O problema é que essas roupas que esticam tem medidas menores do que o tamanho da peça vestida no corpo, aí fica arriscado comprar sem vestir... Obrigado
  10. Underwear (segunda pele)

    Obrigado pessoal. A numeração da Solo é fiel aos tamanhos tradicionais? Vi o pessoal reclamando no site da Decathlon que tiveram que comprar tamanhos até 2x maiores que o habitual. Não sei se eles querem que a segunda pele fique folgada (não deveria, pelo que sei) ou se é coisa de numeração européia.
  11. Underwear (segunda pele)

    Eu nem considero decathlon.... O X-thermo e o da curtlo são mais ou menos parecidos...tenho um x-power da solo e acho excelente. A duvida ficou intermediário ou grosso, depende...no Brasil o X Thermo pode ser adaptar mais facilmente (frio + ou -), mas se vc for friolento (como eu) vai querer o x power...para a Patagônia eu recomendo o x power (evita perrengues) Você considera os da Decathlon ineficazes? Até para usar no Brasil? Os modelo X-Power estão bem carinhos, na faixa de 300 reais cada peça pelo que vi. Da Curtlo o mais grosso é na faixa de 200. Na Decathlon o mais grosso deles que vi é 60 reais, pensei que esse poderia servir pro Brasil. Obrigado
  12. Underwear (segunda pele)

    Pessoal, estou pesquisando sobre segunda pele e percebi que as marcas nacionais vendem umas 3 versões. Uma fina (para "verão" segundo eles), uma intermediária e uma mais grossa. Estou na dúvida sobre o que comprar. Meu interesse é ter o que vestir na hora de dormir e usar durante a trilha se acontecer um frio grande, em montanhas brasileiras (Mantiqueira, Itatiaia, Serra dos Órgãos). De antemão já imagino que a versão verão não vai me interessar, me parece algo mais usado por esportistas de performance. Fica a dúvida se compro a intermediária ou a mais quente. Tenho interesse em um dia fazer a Patagônia no verão e se pudesse comprar algo que já servisse para lá seria interessante para mim. Vi as da Decathlon e eles não especificam a espessura (ao menos o modelo da Wedze) então não entendi se elas são adequadas para neve ou frio de montanhas brasileiras. Por exemplo, a marca Solo tem a linha X-Sensor (fina), X-Thermo (média, para "frios amenos a moderados" segundo o fabricante) e X-Power (me parece para uso polar, neve, etc). A Curtlo também tem modelos similares. Eu tenho uma luva X-Power e o vendedor me disse que era usada pelo pessoal que ia para a Patagônia, mas vestir o corpo todo com isso não sei se seria adequado para as montanhas brasileiras. O que me dizem? Obrigado
  13. Isolantes Térmicos

    Polietileno expandido aluminizado procura em loja de material de construção. Pede pelo nome ou "aquela manta que se usa em cobertura, duto de ar condicionado, etc". Encontrei em todas as lojas de construção que fui, tem de várias espessuras. Pra comprar coisa da Naturehike vai no Aliexpress. Só ter paciência de esperar chegar. Sai muito mais em conta. Mas essas mantas de construção tem alguma durabilidade no uso prático? Pois elas não foram feitas pra serem carregadas e serem usadas dormindo em cima. Eu queria algo de 20mm mas não sei se faz alguma diferença na prática. Eu compro muita coisa da China, mas esses isolantes são grandes demais, muito provável que venha taxa, por isso queria comprar algo que já esteja no Brasil e seja mais moderno e confortável do que o EVA fininho aluminizado. Obrigado!
  14. Barracas AZTEQ

    Interessante isso sobre a comida. Eu tinha visto várias instruções de que o correto é deixar a comida de fora pois evita que os animais invadam a barraca (no caso, muita gente cita os ursos norte-americanos). Ou seja, eles julgam que o faro do animal será superior à nossa tentativa de esconder a comida. Mas no Brasil as ameaças são outras, li sobre esses ratos que aparecem na Mantiqueira. Se o truque de esconder no saco estanque dentro da barraca realmente funciona para você, vou adotar!
  15. Barracas AZTEQ

    Obrigado. Minha dúvida principal era essa do local de botar o equipamento. Se é prática comum deixar mochilas no avanço eu fico mais tranquilo. Não gostaria é de ser o "imprudente" que depois de ser furtado ainda vai ter que ouvir "mochila se dorme acorrentada no corpo!". Acabei pensando assim pois na maioria dos reviews que eu vi, comentaram que essas barracas pra dois eram mais adequadas para um pois cabia o equipamento dentro, parecia que estavam insinuando que colocar dois nela é botar o equipamento fora e com isso correr riscos. E pelo que vi, numa alta temporada pode ter até 100 pessoas acampadas numa travessia Petrópolis-Teresópolis o que me deixa um pouco ressabiado pois mal daria pra guardar a cara de todo mundo. Realmente a compra é pra trekking e eu usaria ela em camping normal só pelo teste e prática mesmo, se tomasse gosto de campings recreativos provavelmente eu iria adquirir uma barraca grande. Eu com certeza irei experimentar espalhar o equipamento na barraca, deixar de fora coisas como comida e fogareiro, mas é sempre bom ter em mente que se ficar apertado posso deixar no avanço pra não sofrer demais com o aperto. Acho que pra quem tá começando é importante pensar nisso, pois uma experiência de terror (meter duas pessoas com mais de 1,70 numa Mini Pack e duas cargueiras de 60L dentro, com chuva e ventos fortes) pode desestimular o hobby ou forçar o sujeito a comprar outra barraca...
×