Ir para conteúdo

lordesteves

Membros
  • Total de itens

    19
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Bio

  • Ocupação
    Jornalista e professor universitário
  1. Nobre Augusto, Obrigado pela dica. Abraços, André.
  2. Obrigado Samuel, Na verdade, eu quero mesmo aproveitar um lugar bem demarcado como o Caparaó para treinar orientação em trilha. A partir dessa quarta, vou seguir o roteiro de percorrer os Parques Nacionais do país. Larguei emprego e tudo no Rio para esse projeto e queria ter segurança para percorrer alguns lugares como a Chapada Diamantina sem guias. Vou dar uma olhada no site. Nobre, grande abraço, André.
  3. Nobres, Viajo para o Caparaó daqui alguns dias. Alguém sabe como posso conseguir cartas topográficas do Parque? Abraços, André.
  4. Nobres, Estou planejando um tour pelos parques nacionais brasileiros. No sul da Bahia temos 3: Parque do Descobrimento, Monte Pascoal e Parque do Pau-Brasil. Alguém poderia dar informações sobre visitação desses parques e redondezas? Abraços, André.
  5. Nobre e bom Marcelo, Valeu mesmo pelas dicas. Como estou sou da Região Sudeste e nesse fim de ano estou me iniciando na lida das coisas da Região Norte, vou desfilar aqui outra lista de dúvidas sobre coisas práticas do dia-a-dia na região. Algumas coisas devem te fazer até rir. Me desculpe mesmo a ignorância: 1 - Como funciona o kit rede para dormir? É a rede e duas cordas? É difícil prendê-las ou fácil de aprender como fazê-lo? Nas viagens de barco para uma pessoa sem frescura está tranquilo pegar um lugar mais barato de rede? Deve ser melhor comprar a rede aí, né! Algum tipo recomendado? 2 - Na viagem de barco para Belém para Manaus, encarece muito descer em Santarém, ficar dois dias e seguir para Manaus? 3 - Vou estar viajando com uma mochila cargueira. Nos barcos como fazemos para guardar nossa bagagem e evitar furtos? 4 - Cara, sou vegetariano. Vou passar muito perrengue com alimentação na região? Bem... não ria muito desse pobre carioca desinformado.[8D] Grande abraço, André
  6. Nobres e bons companheiros, Em a partir de 15 de Dezembro vou iniciar uma viagem na tentativa de chegar ao Pico da Neblina. Vou sair do rio de ônibus até Belém, daí pegar barca até Manaus e de Barco também chegar à São Gabriel da Cachoeira. Tenho um mês para fazer essa jornada e uma longa lista de dúvidas, que são partilhadas agora no site com o objetivo de que alguma alma mocheleira, mais experiente e sabida, possa me dar algum auxílio: eis as perguntas: 1 - Nesse roteiro Rio-Belém-Manaus-São Gabriel da Cachoeira-Pico da Neblina, que lugares outros podem ser conhecidos sem fazer maior desvio da rota planejada. 2 - Que tipo de roupa levar numa expedição da região Norte. Para baratear a viagem, eu costumo levar minha barraca fox para todo lugar. Nesse caso, posso deixá-la aqui no rio e usar rede por toda a viagem. E sobre calçados: sempre faço expedições com minha bota snake. Ela é adequada para o clima quente e úmido da região Norte. Não é melhor uma papete ou um tênis? 3 - Vi numa mensagem de 2004, que talvez o Parque do Pico da Neblina estava fechado. Alguém tem notícias a respeito. 4 - Em São Gabriel não quero entrar no esquema de companhia de turismo. É difícil no local encontrar um guia ou se juntar a algum grupo que esteja se organizando para a excursão. Alguém tem contato e telefones. Queria também sondar o preço atualizado da expedição nesse esquema. Bem são muitas as perguntas... mas também somos muitos,nós mochileiros. Fico no aguardo de contribuições de almas viajantes sabidas. Grande abraço a todos, André.
  7. Repasso a mensagem do Rogério e reforço sua sugestão. Para evitar cair em furada, o melhor contato no Roncador é o Maurinho Caros A migos de Estrada! Regério escreveu: Sempre é importane a dica de alguem da região, mas não menosprezando a boa vontade das pessoas boas de Barra do Garça, é que passei dez dias na cidade e só conheci o Roncador nos três ultimos dias, porque saí para dar umas voltas até Nova Xavantina. As informações adquiridas dentro da cidade foram truncadas demais, é tanto que tiveram pessoas que ficaram como eu, presas na cidade devido as informações de dentro dela. Me mandaram até para aquela serra que tem o cristo e o disco voador perto da cidade dizendo que lá era o Roncador. Pode issooo? Você pode ir a Barra do Garça e conhecer as praias de rio que não é nada de bom, ou pode se aventurar em conhecer as cahoeiras da região(General, serra do roncador etc...) Tudo de ótimoooo!!! E´só entrar em contato com o Maurinho. O Maurinho por exemplo é muito bloqueado na região "triste" pois ele é quem conhece e tem contato em toda area. Quando forem a Barra do Garça e quiserem conhecer o Roncador vocês devem pedir informaçoes para Nova Xavantina que fica depois da serra. Vocês vão passar por um vale muito mistico. depois dele 7 km. fica a casa do maurinho no bico da serra, lá tem hospedagem e camping. meu fone é 61 84062077 e meu e-mail é [email protected], passo todas as informações que quiserem Aproveitem e levem equipamentos de mergulho e rappel. Vocês não vão ficar desapontados com o Roncador. Um abraço para todos!! André vamos entrar em contato irmão!!!! Fui...!!!!!!!
  8. Gente, desculpem-me. Eu fiz confusão. Era o Thiago e não o Willian que pedia informações sobre a região do Roncador. Fica, então, a dica para ti, Thiago. Grande Abraço, André.
  9. Nobres, tudo bom?! Rogério, desculpe não fazer contato contigo antes, mas é que eu tenho entrado pouco no site. Como podemos pensar em algo como auxílio ao Portal do Roncador?! Willian, eu daria a mesma orientação que o Rogério: Faça um contato com Mauro. Samuel, também acho interessante fazer contato com o Maurinho. Para uma semana na Região eu pensaria: 2 dias em Barra do Garça e o resto conhecendo a Serra... por isso é importante a conversa com o Mauro na elaboração de uma agenda de viagem. Um último detalhe tantem acessar o Mauro por telefone... a comunicação com ele por e-mail fica muito truncada já que ele só acessa a rede uma vez por semana e é daqueles que ainda briga com computador. Forte abraço a todos, André.
  10. Nobre e bom Samuel, Bom saber que você não desistiu do Roncador. Meus planos de ir agora em julho furaram em função de trabalho e grana. Talvez fique para o ano que vem. Sobre hospedagem no Roncador você encontra lugares baratos em Barra do Garça, que é a entrada da Serra. Mas se você tiver indo de carro o ideal é ficar na propriedade do Mauro, localizada num lugar chamado bico da serra. Ele cobra barato por uns chalezinhos... e você pode inclusive acampar. Aí, sim, você está aos pés do Roncador... e de carro, podes conhecer lugares super-legais. A chácara do Mauro fica a caminho de Nova Xavantina...uns poucos quilômetros além do Vale dos Sonhos. Diversas pessoas chegaram lá através dos texto que eu disponibilizei no site... para todas valeu à pena. Sobre mapas e maiores informações, são escassos. Se você clicar no google: "roncador barra do garça" você pode buscar um site que eu já achei com diversas informações... inclusive de lugares para conhecer. Sobre o Xingu. As visitas às aldeias tem se transformado num programa complicado. Ouvi vários relatos de grupos que tiveram que deixar seus carros e pertences nas aldeias, sequestrados pelos índios. Nem sei se contato com a Funai resolve. Me parece que existem ongs que organizam visitas. Mas maiores informações tem que ser no local... ou então num contato quente. Nobre, boa sorte e tudo de bom! Abraços, André.
  11. Olá, Mirian, Tudo bom!? É dificil não lembrar do Roncador, né? Estive no Vale dos Sonhos, sim. Mas é tanta coisa para conhecer que prercisam umas 30 idas lá. Abraços, André
  12. Nobre e bom Odílio, Saíndo de São Paulo, o melhor caminho para Barra do Garça é ir para Goiania de ônibus e lá mesmo, da rodoviária, pegar um ônibus para Barra do Garça, que leva uma seis horas para chegar e custa cerca de 35 reais. Para conhecer os lugares interessantes na região, que estão ligados à Serra do Roncador, um carro quebra muito o galho. O Mauro é um proprietário de um sitiozinho no pé da Serra, que leva as pessoas para todos os lugares mais conhecidos e outros que ninguém conhece. Estou planejando passar umas duas semanas lá em julho também. Poderíamos combinar algo em conjunto. Abraços, André.
  13. Olá, Juliana, Não acredito que a região esteja lotada não. Pode procurar o Mauro que é um bom contato. O problema é que ele não tem telefone - ou não tinha até o último contato. Mas saindo da Barra do Garça em direção a Nova Xavantina, passe pelo Vale dos Sonhos e , após uns kilometros você chega no bico da Serra - que é uma formação com duas pontas muito conhecida da Serra. O sítio do Mauro fica ali. Ele é guia e pode levar você para onde quiser ir na região. Abraços, André
  14. Nobres, Só para colcluir esse tópico. Mandei uma mensagem para a snake. Eles me responderam que a tecnologia simpatex não é aplicada no couro, mas no tecido que forra a bota. Logo nenhum produto aplicado no nobuk interfere. Sobre a revitalização do couro, me disseram que existe um produto no mercado chamado Renova que é utilizado para isso. Ivãozim, obrigado pela atenção. Abraços, André
  15. Nobres e bons, Eis algumas informações sobre minha dúvida. Foram encontradas num site de um clube de montanhismo. Mas toda informação adicional é bem vinda. Abraços, André. Cuidado com as botas de couro Botas são feitas de couro porque ele é confortável, resistente, naturalmente à prova d'água e respirável. Quanto menos água for absorvida pelo couro, mais ele dura e por mais tempo você terá sua bota confortável. Uma vez molhado, o couro esgarça e enfraquece, podendo rachar conforme seca. O couro precisa então repelir a água para manter suas propriedades e ter uma performance ótima por vários anos. Para qualquer produto de couro que deva ser á prova d'água, recomenda-se o uso de graxa especial com propriedaddes à prova d'água. O mesmo serve para botas "Nobuk", que precisam de uma graxa especial. Para as botas de Gore-Tex a recomendação é a mesma, já que os produtos não afetam as propriedades do tecido id="Arial">
×
×
  • Criar Novo...