Ir para conteúdo

EduardoAssis

Membros
  • Total de itens

    25
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que EduardoAssis postou

  1. Pessoal, obrigado pelas infos!!! Acho que vou deixar pra outra época... Abs
  2. Pessoal! Alguém da região sabe se pra pegar uma "praia" na primeira quinzena de junho... Tem gente na areia? Dá pra vestir uma sunguinha? Ou esquece? Aqui no sul sem chances, e aí? Abs
  3. Pessoal! Quando fomos ficamos no Hostel Los Troncos.... Recomendo demais!!! Bonito, Limpo, Atenciosos, Etc... Melhor que muitos Hotéis 3 estrelas no Brasil... Fica perto da praça Mitre, umas 3 ou 4 quadras (saindo da muvuca) e tem vista para o Lago... Lá tem tudo o que precisa, além do preço legal... Dali vc consegue fazer tudo a pé, exceto os passeios aos cerros é claro, porém eles ajudam nas reservas dos passeios, roupas, etc, etc... Dá pra falar com eles por email ou reservar pelo booking.com... http://www.hostellostroncos.com.ar.............. Outra dica: Se tiver um dia livre ou tarde livre, vá caminhando alguns metros depois da fábrica de chocolate e encontrará o Cerro Viejo... Ninguém fala dele, mas é uma "gracinha", visto total do Lago, teleférico, tobogã muito legal descendo lá de cima, e tudo barato demais, acho que paguei 25 pesos o passeio.... Vc tem direito a subir de teleférico, descer pelas trilhas e mirantes por um trecho e pegar o tobogã para fechar o passeio... Passeio BBB, bom, bonito e barato... além de estar ali, na area central... fomos caminhando... Dizem que nas férias escolares e finais de semana não é recomendável, pois tem muita fila da criançada querendo o tobogã... Valeu!
  4. Oi pessoal! Sou morador de Foz e tenho que falar para os amigos que estavam em dúvida: - O Macuco Safari vale a pena com CERTEZA! Inesquecível! Fui 2 vezes e as 2 ficarão na memória pra vida toda! - Se quiser barzinhos, fast-food e restaurantes bacanas e seguros a noite, tem a Av. Jorge Schimmelpfeng no Centro... na altura da praça do Mitre.... Essa avenida tem 1km de extensão mais ou menos, ali dá pra andar mais tranquilamente e escolher o que quer comer ou fazer... Vá a noite, cedo, caminhe e escolha onde vai se escorar (PizzaPark, CapitãoBar, RafainChopp, MacDonalds, PizzaHut, SubWay, Oficina do Sorvete, Bier Garden, baladinha sertaneja na Woods, entre outros...). Mais tarde qdo for embora dali, pra evitar caminhar de volta ao Hotel por ruas escuras, prefira um táxi... Enfim, é uma avenida que dá pra aproveitar melhor... Existe mais locais bacanas em Foz, mas são mais espalhados, dificultando a locomoção... - Há tb o Shopping JL Cataratas entrando na cidade, que caso precisarem, tem todas as comodidades de um grande shopping... - Passeio na Itaipu, faça o circuito especial que é TOP, pois se fizer o panorâmico é melhor olhar as fotos pela internet, rsrs - A locomoção em Foz pode ser quase toda em ônibus urbano....exceto Templo Budista, que fica dentro de um bairro meio boca quente pra estar a pé, então é melhor de carro ou com alguém da cidade... O Marco das 3 Fronteiras IDEM, porém não vale muito a pena ir lá, pois é fora vizualizar os 3 marcos em meio ao verde e o rio, não tem nada de bom... Fica a opinião pessoal! Abs
  5. Galera, voltamos quarta da nossa viagem maravilhosa a Bariloche e Buenos Aires.... Segue umas dicas rápidas, se quiserem seguir: A) Sobre os passeios, a vista de cima dos cerros na parte da tarde e fim de tarde são mais claras e abertas. Sem tanta neblina ou nuvens atrapalhando as lindas vistas. Então concluimos que os passeios pela manhã são melhores para esquiar, skibunda e apreciar a neve, devido a que o céu e a vista estavam encobertas. A tarde o céu abria na maioria dos dias, e vista ficava melhor. B) Fizemos skibunda no Cerro Otto mesmo por 40 pesos. Bem bacana a descida, tem direito a descer 4 vezes. Fizemos lá pq achei caro o skibunda do Piedras Blancas. Para ir para o Cerro otto, pegasse o ônibus próprio do Cerro no Centro. C) Apesar do Circuito Chico incluir o Cerro Campanario, se quiser voltar lá depois é só pegar o ônibus 20 saindo do centro por 6 pesos. A subida por teleferico é 40 pesos, mas vimos umas pessoas que subiram por uma trilha de graça, que disseram que leva uns 30 minutos de caminhada. D) Queriamos em alguns dias emendar dois passeios, mas nem sempre é possível, pq as vezes o pessoal demora para abrir o cerro para limpar a neve, etc. Aconteceu com a gente em Piedras Blancas, Cerro Viejo, demorou umas 2h para abrir. Aconteceu coisas parecidas com colegas, portanto, deixe sempre um plano B ou C para o dia. E) Não sabia que existia o Cerro Viejo. Uns amigos falaram que iam pra lá e fomos junto caminhando mesmo. Muito perto do centro, ao lado do Museu do Chocolate. Custa apenas 25 pesos. Parece que a tarde só abre para estudantes, portanto cuide a hora de ir. Fomos lá pelas 11hs. Lá tem um teleférico, lá encima, tem umas trilhas bem bacanas com uns mirantes a cada trecho, além de uma "Casa de Te" com uma sacada com uma bela vista do lago e montanhas. Lá encima também tem um tobogã de 1km para descer (incluso no passeio), bem divertido. Enfim, Cerro Viejo, um passeio rápido, perto, belo e barato. F) A lasanha do Las Pastas del Alberto é muito boa. Se for em casal, peça uma só, se falar eles dividem em 2 cumbucas...achamos suficiente. Mas tem muitos outros lugares bacanas para comer na própria rua Mitre. G) Achamos que se come muito melhor em Bariloche do que em Buenos Aires. De 45 a 60 pesos para o casal comer em lugares bacanas e beber bem, achei excelente. H) Guarde um dindin para comprar, tomar e comer chocolates no RapaNui e Mamuska na rua Mitre. Tem coisas lindas para trazer de presente e se esbaldar. I) No supermercado da rua Mitre, tem produtos que só vendem na Patagonia, ótimos para trazer de lembrança ou presente (cerveja, doce de leite, etc). J) Na "Galeria Jardim" na rua Mitre, tem uma loja de artesanato entrando no corredor a direita, bem completa. K) Hostel Los Troncos, uma boa pedida, localização, atendimento, café, passeios, sossego, etc. L) Tem cachorros são bernardo em todo lugar, mas o que achamos mais em conta e que deixaram tirar foto com a nossa máquina mesmo foi no Centro Civico. E o cachorro também era lindo, além de estar com os filhotes. Foi 20 pesos e tiramos 3 fotos. Havia lugares que era 50 a foto impressa, 40, 15 (uns meio vira-latas), e outros tb por 20 mas dobravam o valor se quisessemos com a nossa máquina ou em arquivo. M) A moeda lá é o peso mesmo. Lógico que aceitam outras, mas não nos pediram dólares ou reais, só pesos. N) Não se preocupe com roupas. Roupas para alugar tem a cada 10 metros, além dos caras que ficam te oferecendo na rua. Pagamos pela diária, 50 pesos por roupa completa nova no primeiro dia, e 30 pesos por roupas já usadas completas nos dias seguintes. Vestia roupas minhas: apenas uma meia-calça por baixo (melhor mobilidade), touca de lã, óculos de sol normal, uma camiseta, 2 blusas de lã e 2 duas meias normais. Daí complementava com o kit aluguel: jaqueta com capuz, calça, luva e botas com meia anexa. Na loja de aluguel, deixam trocar a roupa, cor, etc, todos os dias se quiser. O) No Centro Civico tem a Secretaria de Turismo. P) Achamos a Feira de Artesanato bem pobrinha. A Mitre tem praticamente tudo que tem lá por valor igual ou similar. Q) Como chegamos de onibus vindo de Buenos Aires, e sentamos nas poltronas encima e a primeira da frente, vimos paisagens, lagos e montanhas belíssimas. Quando falta uns 300km para Bariloche fique atento as paisagens. Se pudesse, parava a cada 2km. rsrsrs R) No Catedral, se não for esquiar, ou se o tempo estiver fechado com nuvens e neblina, não sei se compensa muito subir os meios de elevação (115 pesos). Talvez seja melhor ir a tarde, se for esquiar, ou se o tempo estiver aberto para admirar também as paisagens. Isso se vc tiver tempo para ir outra hora, se não, vá mesmo assim, que Catedral tem que fazer parte da viagem. Isso tudo são apenas dicas e opiniões pessoais do que vimos e assimilamos, OK!? Um abraço a todos.
  6. FRaventureiro! o hostel e muito bonito, recepcao atenciosa, cafe maravilhoso, localizacao muito bacana, duas quadras do centro civico, por ai.... a limpeza poderia ser 10% melhor. dormimos so uma noite ate agora, e teve um pouco de barulho ate 2h da madruga, barulho de molecada conversando, mas demos um pito e parou... vamos ver hoje... Mas no geral e nota 9..... Sobre o onibus, compramos via bariloche na rodoviaria de puerto iguazu, cidade vizinha nossa, e escolhemos as poltronas.... Mas quando fomos embarcar em Buenos aires nos colocaram no VIA TAC....que è da mesma parceria parece....mas è otimo tb...comida boa, filmes bons, nota 10.... Hj nevou muito de manha, neve grossa, ate umas 14hs... a tarde neve fina com um pouco de chuva fina... vamos ver amanha... Fomos no circuito chico, muito 10 o cerro campanario, tava nevando demais, ate a vista de la ficou prejudicada, mas a neve e o chocolate compensou... Bariloche esta demais, tomara que esteja assim pra vcs... Ate as lojas na Mitre sao muito massa, baratas, chocolates, lembrancas em geral, roupas, supermercado com cervejas artesanais da patagonia, etc.... As pessoas estao ou sao amaveis demais, muito diferente do que achei de buenos aires.... Estamos sendo muito elogiados e recebendo agradecimentos pelo pessoal daqui por termos vindo mesmo com as noticias que falam mal... Abs
  7. Oi pessoal! Sobre o tema do limite da data de expedição do RG, se são 5 ou 10 anos o prazo máximo admitido.... Isso eu não sabia. Mas para tranquilizar aqueles que estão muito preocupados com isso, segue algumas informações interessantes. O site do consuldado brasileiro diz apenas em "o documento estar em boas condições". Link da info: http://www.conbrasil.org.ar/CONSBRASIL/info_tur_brasileiro.asp#1 Também posso dizer que moro na fronteira com a Argentina, e quando passo com carro, eles pedem o RG para cadastrar e consigo passar com o meu que tem 9 anos de expedição. Mas acredito que seria interessante consultar alguma autoridade argentina se desejam confirmar. Abs
  8. Olá pessoal! Estou com passagem comprada para Bariloche em 10/07. Porém com essas cinzas do vulcão, comecei a pensar em planos B, C, D.... Existe alguma estação de esqui ou cidade por aquela região que não foi afetada? Chapelco? Etc? Abraços, Eduardo.
  9. EduardoAssis

    Maragogi

    Oi Brupikk! Não foi nada. qualquer coisa, entre em contato. Ah! No passeio de catamaram de Carneiros (Porto de Galinhas), se for caminhar até a Igreja, não demore muito, pois a maré começa a subir a tarde e em alguns trechos a faixa de areia some e vc tem que caminhar com agua na canela ou invadir a cerca para caminhar normalmente. Já que falou que vai com sua filha, vá meio ligeiro nesta caminhada e deixe para descansar no restaurante depois (se não quiser carregá-la o tempo todo)... Mas esse passeio é bacana, pois é um diferente dos demais e quebra a rotina da viagem...tem mais natureza, mangues, etc, além de mar é claro.... Ah! E o catamaram é bem tranquilão, devagar quase parando... Abraço
  10. EduardoAssis

    Foz do Iguaçu

    Olá Pessoal! Além do ótimo guia criado pelo membro abaixo, como morador da cidade, tenho algumas dicas básicas mais abaixo.... foz-do-iguacu-guia-de-informacoes-t30067.html Dicas pessoais de passeios imperdíveis da cidade de Foz do Iguaçu: - Passeio às Cataratas (Brasil), pegando ônibus urbano do centro para lá (Parque Nacional do Iguaçu)...ele pára na porta do Parque, onde há saídas guiadas para vários passeios dentro dele. Lá, faça o passeio normal que te levam às quedas das Cataratas. O passeio "normal" dá para ver as quedas e andar por suas passarelas e pequenas trilhas. Pode reservar umas 2 ou 3hs. - Passeio do "Macuco Safari", que fica dentro do Parque Nacional do Iguaçu, simplesmente inesquecível em qualquer época, carinho infelizmente, mas dá pra tentar negociar com antecedência e grupos. Você pode fazê-lo na volta do passeio às quedas das Cataratas. O ônibus de dentro do Parque faz parada obrigatória no Macuco Safari antes de encerrar o tour. Lá você é guiado a um passeio no meio da floresta, naqueles carrinhos estilo Africa, e pára em diversos pontos bacanas, se der sorte avista animais, desce em cachoeira (se quiser), faz uma parte a pé (se preferir), e ao chegar a beira do rio, faz o passeio de bote e vai até embaixo das quedas, toma um super banho natural inesquecível. Antes de embarcar é possivel plastificar seus pertences, etc. Não se preocupe, quando fui (2 vezes), me ensopei, quase morri de frio em uma delas, mas nem liguei pelo calor da emoção...Dura umas 3h. - Passeio no Parque das Aves, fica na entrada do Parque, estilo zoologico, bem bacana, dá uma 1h de passeio, mas dá pra ficar o quanto quiser... - Compras em Ciudad del Este, vá e volte de ônibus internacional urbano desde o centro. É o mais seguro para turistas, acredite. Ao passar a Aduana paraguaia, ande uns 100mts e já estará exatamente no centro de tudo... Lá pesquise e ande bastante, pois ainda existe picaretas tanto no preço abusivo quanto a equipamentos recondicionados, portanto vai algumas dicas: Em Informática? No lado esquerdo da avenida, fica o Lai-Lai (shopping confiável e barato de Informática - Lojas Master e Nave). Bujigangas gerais e brinquedos baratos? No lado Direito tem a Loja do Real (baixe na escadaria ao lado do estacionamento do Shopping Americana (fundos)), tem de tudo quanto é bujiganga barata, só não compre eletronicos lá pois é caro. Tênis? se quiser tênis original aconselho as lojas do Shopping Vendome (terreo e subsolo) no Lado esquerdo. Video-games? Vá na Olympic Games na Galeria Jebai. Celulares? Na Cell Motion na galeria Jebai do lado Esquerdo. Outros eletronicos em geral? Mega Eletronicos no lado esquerdo. Roupas? Na ultimo andar da Bonita Kim no lado direito e também a Mina India...Lá em Ciudad del Este, não leve bolsas a mostra e evite ao máximo demonstrar que é turista perdido e deslumbrado. Seja objetivo ao caminhar pelos camelos e ruas. Se tiver perdido e quiser informações, entre e peça dentro das lojas, se possível para vendedores brasileiros (tem muitos por lá).....Evite (se quiser economizar) os lugares careiros e feitos pra ganhar dinheiro de turistas como Shopping Americana, Casa China, Monalisa e lojas muquifentas. - Passeio da Lua Cheia (Cataratas da Argentina) - Tem que ser um dia de lua cheia (óbvio), a noite, fui com um guia amigo meu e as esposas....terá que se informar a respeito de valores e como chegar lá.....mas é bem romantico e belo....você passeio com um trenzinho pela mata a noite e caminha por uma passarela sobre o rio até a garganta do diabo...lá vc terá vocês e a lua iluminando as quedas e o cenário todo.... - Passeio rápido ao Templo Budista - Fica no caminho para a ITAIPU, no bairro Porto Belo em Foz, é mais seguro ir de carro com alguém que conheça, vai por mim. Tem pouca coisa pra ver, mas dá belas fotos. - Passeio na Usina de ITAIPU, tem de dia, visita guiada e imponente....e tem também a noite, focada em um show de luzes e iluminação da barragem...os dois são bons....... - Dar uma passeada a noite na Avenida Jorge Schimmelpfeng e tomar um chopp no Capitão Bar.... Não tão imperdível: - Argentina (cidade de Puerto Iguazu), existe o Casino Iguazu para chegar a noite, fica logo após a Aduana Argentina. Confesso que não há muito o que fazer em Puerto Iguazu. No centro há roupas de inverno, couro, comida barata, mas tem que ir com alguém que conhece para achar os locais corretos.....por isso acho meio ruim..... Há também uns bares e discotecas, que os brasileiros invadem, mas também não são tão imperdíveis assim...a polícia de lá é bem severa com brasileiros, sempre tenho amigos e parentes que voltam de lá, seja de dia ou de noite, com um carro apreendido, uma multa, etc, para contar.... - Quando for na ITAIPU, terá outros menores atrativos como o Ecomuseu de ITAIPU, Refugio Biológico (zoo, etc), que poderiam ficar de fora, na minha humilde opinião...são meio "normais"....mas se tiver muit tempo livre na cidade, porque não?! Hotéis e alimentação: Pesquise bastante e não se assuste com os primeiros orçamentos. Tenha paciência em procurar. Foz do Iguaçu é a terceira do país em número de hotéis. Portanto amigo, tem preços de todos os tipos, de 1 a 5 estrelas, além de bons hostels no centro. Locais para comer também muitos, desde caríssimos e com chefs maravilhosos até os restaurantes pequenos. Aconselho os restaurantes acessíveis dentro dos supermercados do centro (BIG (WallMart), SuperMAXX, Muffato). Outros passeios nao posso opinar, pois nao fui ainda, apesar de morar aqui. Abraços.
  11. EduardoAssis

    Maragogi

    Brupikk! Fui pra Maragogi em março de 2010. Vou tentar ajudá-lo. Outubro e novembro, não sei, mas ouvi falar bem de novembro... É mais perto chegar a Maragogi, saindo de Recife. Porém, poderia fazer como eu fiz, chegar por uma cidade, ir parando por cidades, e sair por outra (MaceióXMaragogiX Porto de GalinhasXRecife). Transporte Fui de avião para Maceió, depois fui de ônibus para Maragogi pela empresa Real Alagoas, saiu por cerca de R$ 15,00, esse ônibus sai da rodoviária de Maceió e passa por vários pontos de ônibus da cidade até sair para Maragogi. Nós pegamos ele na esquina do Hotel (Hotel Sesc Guaxuma) e paramos na rodovia em Maragogi e tivemos que caminhar um pouco com as malas. De Maragogi até Porto de Galinhas, tinha ônibus barato mas resolvemos apelar para um táxi pela comodidade de estarmos com dindin sobrando aquela altura....pagamos R$ 120,00, mas outro casal que saiu antes de nós conseguiu pela metade do valor com muita pesquisa e negociação...pelo centro da cidade ser muito pequeno, é fácil sair caminhando e negociar as coisas...De Porto de Galinhas até Recife, apesar de ter ônibus urbano barato (Viação Cruzeiro), resolvemos apelar para um táxi por miseros e chorados R$ 70. Maceió, acho que 4 dias de sol são mais que suficientes. Indico a praia do Gunga (dia todo), fui de ônibus urbano mesmo, baratinho e organizado...Lá, dá pra fazer passeio de quadriciclo, subir no mirante, se deleitar no mar (com onda e sem onda), ouvir uma mpb legal e até almoçar razoavelmente barato (R$ 35 o casal). Pra chegar lá, se quiser mais emoção, deça na praia anterior, Barra de São Miguel, e pegue uma lancha até o Gunga...paguei 60 o casal... Tem a praia do Francês no meio do caminho ao Gunga (meio dia dá), praia mais parecida com as do Sul do Brasil...tem ondas fortes e também tranquilas (contida por arrecifes)......também no meio do caminho tem a cidade histórica de Marechal Floriano, mas não cheguei a entrar... No centro na orla, tem a Praia de Ponta Verde, Pajuçara e Jatiuca...A orla é muito bonita, estilo Rio/RJ, fiquei meio inseguro de entrar na agua, pois não tinha ninguem nadando...lá ficamos só nas caminhadas, jantares, etc... A praia de Ipioca no norte, dizem que é bem bacana, e que tem um bar nota mil (Hibiscus)...não tivemos tempo pra ir lá por causa de chuva..alguns falam que a maré tem subido muito lá e tá difícil de usufruir, mas não sei se é verdade... Outro passeio que é bacana e diferente é para Dunas de Marapé...dê uma pesquisada... Na Praça Zumbi dos Palmares do centro, tem ônibus e vans para ir pra todo lado, muito bom....utilizamos muito...no segundo dia já estávamos habituados... Maragogi (2 ou 3 dias) Ficamos em Maragogi por 3 dias, na Pousada Mariluz bem no Centro, por um preço legal e atendimento nota 10. Pousada simples, mas café da manhã muito bom, dão muita atenção e orientações para passeios e tem uma piscina legal na frente com vista para o mar. Essa Pousada Olha D'água, cotei valores e passei pela frente. Parecia bom, porém não vou opinar. Em Maragogi, peça indicações de passeios (por conta) na Pousada para não ser enganado, pois é só andar na beira-mar (quase única rua por lá) pra ter um monte de gente oferecendo as mesmas coisas...difícil saber quem é confiável. É bom agendar um dia antes, porque tudo lá depende do horário das marés...tem dia que não dá pra fazer quase nada....se atente ou aprenda sobre as tábuas de marés para marcar sua viagem...quanto menor os valores da tábua, mais raso e melhor para ver as coisas... Eu fiz o passeio para as Galés pra mergulhar com os peixinhos, paguei R$ 50,00. De lancha é mais prática do que de escuna, pois na escuna tem muita gente, e na lancha você é o rei, além de ser o mesmo preço. Alguns barcos oferecem snorkel e oculos na faixa, e outros cobram a parte. Se ligue nisso...uns até dão refri... Estando nas Galés, deixe suas coisas na lancha, e se não tiver máquina sub-aquática, tem uns caras lá que tiram 50 fotos por R$ 50, gravam e te entregam num CD no Hotel (tente rachar o fotografo com alguma outra pessoa como eu fiz, tirando 25 fotos cada). Neste passeio, fique esperto para te levarem para as Galés (a maior piscina natural), alguns caras dão o golpe, vendem ela e te levam para taoca, etc... Outro passeio por lá, é o de Bugue pelas praias do Norte de Maragogi (melhores que as do Sul). Cara, é o Caribe no Brasil. Geralmente é feito pela manhã, dura ums 3h, levam em conta a maré, etc...agende dia antes... Perguntei na Pousada Mariluz, e indicaram o bugueiro Amilton, dizem que é o melhor, e realmente é gente fina, cuida das nossas coisas durante as paradas, tira fotos, dá umas indicações baratas e legais, paciente....cobrou R$ 120 o Bugue, mas cabe 4 pessoas, portanto 30 por cabeça, se conseguir um grupo na pousada... No dia seguinte, fomos por conta para as praias do Norte que conhecemos no passeio de Bugue...pois a praia do centro é meio "normal" perto das outras, que são mais estilo caribe e mais desertas....Estávamos a pé, e pra não pagar táxi ou alugar carro, pegamos uma van (kombi) no centro por R$ 2,00 e pedimos para parar na rodovia, onde pudessemos andar até as praias do Norte (Antunes, Ponta do Mangue, Barra Grande, etc)...foi tudo tranquilo, apesar da simplicidade do povo, acho que tinha ums 20 pessoas na Kombi...rsrsrs...Pra voltar, decidimos voltar caminhando, foi interessante, porém alguns perrengues como, tenha protetor solar a mão, tivemos que atravessar um braço de riozinho (ainda bem que a maré tava baixa), além que levamos um hora caminhando....portanto se não quiser se aventurar, volte de van nos pontos da rodovia... Se chover, não se assuste, aguarde o tempo bom, porque Maragogi na chuva é igual qualquer praia na chuva (cinzenta)....somente com o sol poderá ver suas belezas... Porto de Galinhas (3 ou 4 dias) Ficamos em Porto de Galinhas nos Chalés Recanto da Coruja, muito romântico, barato e atenciosos. O táxi até o centro era R$12, mas usávamos ônibus e vans e economizamos muito nisso. No primeiro dia, faça um passeio de Bugue para conhecer tudo, é muito bacana, pagamos R$ 100 pelo bugue que cabe 4 pessoas. A pousada chama e eles pegam na pousada e deixam onde quiser depois...dura umas 3h e passa por tudo que existe em Porto de Galinhas....é ótimo para ter noção de tudo para voltar mais tarde... No segundo dia, faça o passeio para praia de Carneiros (dia todo), pagamos R$ 30 por pessoa...Eles pegam no hotel, levam ´por uns R$ 60km até um deck para pegar um catamaram, que faz um belo e animado passeio, passando por diversos pontos bacanas...no almoço eles te deixam no restaurante (só há dois restaurantes numa espécie de ilha)...comemos uma macarronada pq tudo era caro, pagamos R$25 para o casal numa sombra maravilhosa embaixo de arvores nativas. Após o almoço, dá pra dar uma caminhada na orla até uma bela igreja do século 17 (a qual vc vê do catamaram)....tem até passeio de cavalo por lá... Ao final do dia te recolhem e deixam no Hotel... No terceiro dia, passeie pelas praias que mais gostou e guarde a noite para badalar nos bares do centro e comprar umas lembranças....pelo centro, há opções mais baratas pra almoçar, se vc sair da muvuca da praça principal (beira mar)... Bom, uffaaaa, acho que é issoo.... E rezar pra não chover...mas se chover espere um pouco, pois as chuvas lá tendem a ser passageiras... Abraços
×
×
  • Criar Novo...