Ir para conteúdo

criskeune

Membros
  • Total de itens

    625
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que criskeune postou

  1. Quanto à passagem aérea Brasil-Europa, como já disse o Adriano, a melhor opção é fazer a pesquisa usando a opção "múltiplos destinos" ou "múltiplas cidades", pois assim, você pode comprar a passagem iniciando a viagem pela cidade ""X e terminar pela cidade" Y" sem ter de voltar no últmo dia para a cidade X. Geralmente uma passagem do tipo "múltiplos destinos" não é tão mais cara do que uma passagem ida e volta para a cidade X. Se você usar a TAP, por exemplo, pode fazer esse voo saindo direto de Porto Alegre para a primeira cidade a ser visitada e voltando diretamente da ultima cidade
  2. Sou cliente da Confidence desde 2011 e nunca tive nenhum tipo de problema com essa corretora. É uma empresa bastannte confiável, sim. O cartão VTM que eles disponibilizam é super bem aceito e eu acho que tem uma margem de aceitação de uns 95% do lugares que eu já passei, desde sites de vendas de passagens de trem e ingressos de atrações turísticas e de apresentações musicais. Foram poucas as situações em que foi recusado. No início de dezembro do ano passado, eu suspeitei de uma fraude nos meus cartões de crédito, pois houve uma tentativa de compra de uma passagem no site da AZUL, usa
  3. Hoje em dia, é quase impossível fazer reserva de hotel on-line sem os dados do cartão de crédito, seja no Brasil ou no exterior. O hotel pede os dados do cartão para garantir a reserva, seja via sites especializados, tipo Booking.com, ou no próprio site do hotel. O hotel usa esses dados de acordo com sua polítca de reservas, para não ter prejuízo caso a pessoa faça uma reserva e não apareça no dia marcado. Os hotéis geralmente usam os dados do cartão para as seguintes situações: 1) Para uma reserva com pagamento antecipado e sem possibilidade de cancelamento ou reemboso, o valor total da r
  4. Não conheço ninguém que tenha feito tal coisa (levar dinheiro e abrir uma conta na Europa) só para viajar a turismo, mesmo que em estilo mochilão...... Será que vale toda essa burocracia? Eu sempre escolho levar uma parte em dinheiro e outra parte no cartão/VTM. Na verdade, eu prefiro miuito mais usar o VTM do que o cartão de crédito, porque pelo menos para mim, "psicologicamente falando", eu controlo melhor meus gastos com o VTM do que com o cartão de crédito, porque o valor carregado no VTM já está em Euros e então, não preciso me preocupar com a conversão ou ficar encucada para
  5. Também não arriscaria. O aeroporto de Frankfurt é uma coisa totalmente louca, meio confuso e muito grande! Eu, que tenho ótimo senso de localização espacial, me senti meio desorientada kkkk. Para você tem ideia, tem até "aeromóvel" (monorail) para ir da região A para a região C do Terminal 1, além de uns carrinhos motorizados que os funcionários usam dentro do aeroporto (!!) para ficar carregando passageiros idosos que não tem condições físicas de se locomover com rapidez entre as conexões (!!!) Em novembro, eu fiz duas conexões em Frankfurt. Na chegada, a conexão foi de duas horas e mal d
  6. Meu caso, kkkk! Tenho ascendência direta na linha paterna desde o antepassado que saiu da Alemanha (de Wolfenbüttel, perto de Hannover e Bremen) até a minha pessoinha, mas ele saiu da Alemanha para o Brasil (SC) em 1857 (!!!). Um de seus filhos, já nascido no Brasil em 1867 veio para o RS e é desse ramo que eu sou descendente (são cinco gerações, mas tudo na linha paterna). O "tatataravô" que veio da Alemanha morreu em SC em 1906, ou seja, para mim vale a regra essa anterior a 1914, mas provavelmente ele nunca deve ter feito o registro no consulado alemão após 10 anos de permanência aqui.
  7. Eu desisti de fazer esse mesmo trecho (no sentido inverso), vindo da Suíça, porque a logística é ruim demais! Eu teria que "queimar" dois dias da viagem para ter de pernoitar em Tirano, saindo de Chur cedo pela manhã. Tinha imensa vontade de fezar o trecho do trem panorâmico Bernina Express, mas acabei desistindo por causa dessa logística do cão, além das passagens serem bem salgadas (pois estávamos em três pessoas, eu, minha mãe e meu irmão). No fim, pude ver a paisagem da Suíça pela janela do trem EC (Euro City) no trajeto Milão - Lucerna e achei que ficou muto bom, pois as paisage
  8. Não há como você ter os carimbos de todos os países que você pretende passar no seu passaporte. Quase todos os países da Europa fazem parte do Tratado Schengen (ou "Espaço Schengen", que é o espaço comum da União Europeia sem controle de fronteiras). Isso basicamente significa que a partir do momento em que você entrar no primeiro país de desembarque (no seu caso, Portugal), você somente passará pelo controle imigratório em Portugal e somente terá o carimbo de Portugal em seu passaporte. A partir daí, você entrará e sairá dos outros países (seja de trem, carro ou avião) sem passar pelo con
  9. Apenas complementando o que o Adriano já disse, e sem querer assustar ninguém, atualmente a imigração em Frankfurt está beeeem rígida. Desembarquei em Frankfurt na última terça-feira (01/11/16) e já no final do finger tinham vários políciais verificando passaportes e documentos de todas as pessoas que estavam saindo do avião, perguntando insistentemente para onde iam, quantos dias iam ficar, etc. Eles fizeram isso inclusive com um grupo de uns 10 casais de uma excursão da "terceira idade" e os pobres tiozinhos tiveram de tirar às pressas os documentos das pastasse tiveram todos eles que
  10. Acho que sei onde é, no Mezzanino no Terminal 2, onde tem resuarantes, caixa automático de bancos, etc. Eu já fiz o checki-in da Easy Jet e pedi para salvar o cartão de embarque em PDF para depois imprimir, apesar de ter o aplicativo deles no meu iPhone também (tô "bege" com a minha burrice, podia ter feito o check-in pelo aplicativo e pegar o código e colocar no Wallet). As passagens da Trenitália eu fiz a mesma coisa, assim como as reservas dos hotéis. Que vai dar certo, eu sei que vai. Eu tenho todos esses documentos guardados no iBooks do iPhone e também tenho tudo organizado numa
  11. Pessoas, Estou desesperada!! Amanhã embarco para mais uma viagem para a Europa e pasmem, deixei para a última hora para imprimir as reservas das passagens e cartão de embarque de avião, passagens de trens, vouchers do seguro viagem, reservas de hotréis, etc.. Só que as malditas das DUAS impressoras que eu tenho em casa (que nem estava sendo usadas mesmo), estavam quase sem tinta, e droga, as primeiras três páginas que eu imprimi ficaram com tinta fraquinha (nem aparece dieeto os códigos de barra dos cartões de embarque da Easy Jet e os E-ticekts da Trenitália, e depois, acabou a ti
  12. Eu não conheço Hannover ou Dusseldorf para entrar no mérito da questão, mas de qualquer forma, eu acho que talvez seria mesmo mais interessante a sugestão do Adriano de trocar essas cidades por Hamburgo e Bremen. Já estive tanto em Hamburgo quanto em Bremen e achei dois ótimos destinos (e isso que eu não levava muita fé em Hamburgo!!). A cidade me surpreendeu positvamente e para conhecê-la bem, com certeza você precisa de pelos menos dois ou três dias (eu diria três dias, para ter uma idéia da cidade um pouco mais aprofundada). Quanto a Bremen, no meu caso era mais uma questão "sentim
  13. Em Londres e Paris, o clima *deve* ser mais ameno e agradável nessa época que você pretende ir. Periga você precisar até mesmo um casaquinho à noite. Já em Roma, creio que por junho as temperaturas já devam estar mais elevadas mesmo. Roma é muito quente no verão. Muito mesmo: está a uma baixa altitude e não é perto de orla. Conheço um casal que foi no verão e nunca passaram tanto calor na vida. Levaram tênis para poder caminhar bastante e tiveram de comprar chinelinhos tipo havaianas porque não dava sequer para ficar com os tênis... Eu já estive três vezes em Roma: a primeira vez fui
  14. Comida típica vienense é o Wiener Schnitzel, que é um bife de carne de porco à milanesa. O melhor lugar para comer isso em Viena é o Restaurante Fuglmüller. Tem umas duas ou três filiais, bem no centro da cidade, perto da Catedral de São Estevão. Eu recomendo MUITO!! O Schnitzel é quase do tamanho do prato, hehe, e você pode pedir como acompanhamento umas batatas cozidas com um molho, acho que de moranga ou sei lá o quê, só sei que é divino! Não lembro do endereço exato do restaurante, mas joga no Google que você consegue facilmente. O preço também não lembro bem, mas era algo bem razoável
  15. Sobre a segurança (em relação a assaltos, roubos e furtos), eu creio que a Alemanha é um dos países mais seguros do mundo. Pelo menos de minha parte, eu já tive a oportunidade de cruzar a Alexanderplatz (aquela perto da torre de televisão) sozinha, à meia-noite, com uma câmera Nikkon pedurada no pesçoço e ainda tirando fotografias com o celular, e mesmo assim me senti segura, não vi nada de ameaçador. Isso é uma coisa que eu jamais faria nem mesmo em um bairro residencial aqui em Porto Alegre.... (obs: o que eu fazia sozinha à meia-noite no meio da Alexanderplatz? Eu só estava voltando pa
  16. Obrigado, vou anotar o nome deles e procurá-los. Você sabe me dizer se esses mercados usam debitar no cartão de crédito? até mais. Em Berlim tem pequenos supermercados a cada esquina. Mesmo pequenos, tem de tudo nesses mercadinhos. Eu adoro ir nesses supermercados da Alemanha! Certamente deve ter um perto de onde você vai ficar. Além do Lidl e do Aldi, tem também o EDEKA, que provavelmente é o mercado que tem na Hauptbahnhof (tem em várias estações de trem ou nas grandes estações de S-Bahn por lá). Se você é um tanto "anti social", apenas tenha cuidado na hora de passar no caixa. Os(a
  17. criskeune

    E

    Nas duas vezes que houve ataques terroristas na França em 2015 eu estava na Europa. Na primeira vez, em janeiro de 2015, inclusive eu iria para Paris depois de Londres e Berlim (o atentado ao Charlei Hebdo aconteceu quando eu estava no aeroporto embarcando de Londres a Berlim) e nos dias seguintes, por achar que a situação estava muito nebulosa, resolvi cancelar a estadia em Paris e fui para Praga de última hora. A reserva do hotel em Paris era com cancelamento gratuito, eu consegui uma pechincha num hotel em Praga e na passagem de trem Brelim - Praga, como também consegui emitir com milhas n
  18. Julia, Obrigada pelos links! Vão ser de grande ajuda, sim, pois o meu problema é justamente depender dos horários e frequências dos ônibus... rs Por outro lado, PQP eu adorei aquele "Samll tour Brunello di Montalcino wine tasting" (no último link), que inclui nao apenas a degustação em TRÊS vinícolas, mas também um almoço e visita a uma abadia!! Putz, gostei mesmo, mas pena que parte de Siena e não de Florença e que deve ser os olhos da cara de tão caro, kkkkk EDITADO: consegui abrir a pesquisa e o dito tour para degustar o Brunello di Montalcino custa 140,00 EUR!!! Morryyyy!!! In
  19. Eu apenas acrescentaria que se não é tua intenção entrar (subir) na torre de televisão, talvez não seja necessário ir exatamente até ela. Você consegue vê-la à disância de vários locais em Berlim, incluindo o Berliner Dom e o Portal de Brandenburgo. Num dia de sol você consegue vê-la perfeitamente até mesmo da rotatória onde está a coluna Siegsäule (dese local, você consegue vê-la perfeitamente em um efeito que eu acredito que seja ilusão de ótica formado pela grande avenida 17 de Junho em diagnal: você vê a torre enooorme, mas se tirar uma foto dali, ela vai ficar pequeninha, é claro -- eu vi
  20. Julia, Eu não dirijo (para mim, dirigir é um verdadeiro stress), então minha opção vai ser mesmo fazer o esquema "ônibus + táxi" até alguma vinícola da região do Chianti. Vou começar a pesquisar quais seriam as mais indicadas e tal. Em último caso, vou pesquisar também a opção de fazer um tour contratado, mas espero não ser preciso recorrer a essa opção! ...kkk Me esqueci que tu pretendes ver as vaquinhas na paisagem da Suiça, então realmente o trajeto Veneza - Lucerna de avião não faz muito sentido ...rs. Não sabia que existe trem diretíssimo entre Milão e Lucerna. Vou averiguar.
  21. JuliaD, Sem pernoite em Milão, acho difícil você fazer esse trajeto entre Veneza e Lucerna de forma menos cansativa. Há, sim, outra forma de ir de Veneza a Lucerna, que envolve ir de avião até Basel (Basileia) e de lá ir até Lucerna. de trem (trajeto de aproximadamente 1 hora). A rota Veneza - Basiléia é feita pela Easyjet. Po outr lado, eu vi no site http://www.rome2rio.com que tem outra rota de trem entre Milão e Lucerna: Milao - Arth Goldau (3h29min) + Arth Goldau - Lucerna (30 minutos). Tem também trajeto direto Milao - Lucerna de ônibus pela Eurolines (3h01minutos), mas
  22. JuliaD, exatamente de quando a quando é a tua viagem? Entre setembro e outubro ainda constuma ter bastate gente na Itália. Sem querer te assustar, seguem uns relatos, hihihi: Florença. Outubro de 2011: Eu só fiquei hospedada um dia em Florença em outubro de 2011 (entre os dias 06/10 e 07/10). E olha, tinha bastante gente, sim. A fila para entrar na Galleria della Accademia era algo de duas a três quadras, tanto é que resolvi pagar uns euros a mais na bilheteria para marcar horário fixo de entrada mais ao final da tarde, porque se não, eu iria perder muito tempo. A região em frente ao
  23. Complementando a resposta: A TAP costuma fazer as promoçoes de "metade das milhas" no mês de março de cada ano, geralmente do início d emarço até o dia 14/03 ou apenas no dia 14/03 mesmo. E a "janela de datas", digamos assim, é bem grande também. Por exemplo, ano passado a promoção era valida para passagens emitidas com datas que iam de 15 de março a 15 de novembro, excluindo apenas a semana da Páscoa e os meses de julho e agosto. Eu emiti minha passagem para ida em 29/10/15 e volta em 15/11/15 (bem no último dia possível). Esse ano, parece que a promoção foi para período ainda maior,
  24. A TAP costuma fazer pelo menos uma vez por ano uma promoção para emissão de passagem ida e volta por apenas metade das milhas. Para a emissão "'normal", você precisa de 70 mil milhas para ida e volta do Brasil para Lisboa e 80 mil milhas para ida e volta do Brasil para qualquer cidade da Europa (partindo de qualquer cidade do Brasil que tenha voo direto a Lisboa, podendo fazer inclusive a opção múltiplos destinos na Europa - ida para uma cidade e volta por outra). Nas promoções "metade das milhas", você só precisa de 35 mil milhas para ida e volta Brasil - Lisboa e 40 mil milhas para
  25. Mário, obrigada pela resposta. Não sabia do trem que sai de Malpensa a Lugano. Pode ser uma opção, sim. Todavia, fui fazer umas pesquisas e percebi que no dia 02/11/16 tem uma apresentação no Teatro all Scalla que me interessa muitíssimo, então estou tentada a ficar em Milão nos primeiros dias mesmo. Depois, essa mesma apresentação se repete nos dias 05/11, 10/11 e 16/11, ou seja, quando ainda estarei por lá. Para iniciar com Lugano, precisaria sincronizar o roteiro para estar em Milão num desses outros dias. Quanto à minha ideia de fazer um tour rápido pela Suíça, é a mesma ideia
×
×
  • Criar Novo...