Ir para conteúdo

Iza Raz

Membros
  • Total de itens

    13
  • Registro em

  • Última visita

Conquistas de Iza Raz

Novo Membro

Novo Membro (1/14)

0

Reputação

  1. Ju, pode me informar quanto custou o Salar com os hotéis melhores? Estou indo dia 13 de novembro e ainda não decidi pela agência para o Uyuni. Obrigada.
  2. Olá Géssica, Estou indo dia 03/11 - fiz muita pesquisa aqui nos Relatos, como vc vai ficar só cinco dias, acho que não dá tempo para grandes aventuras. Para o atacama é impossivel, pois mal daria tempo de voces chegarem e já teriam que voltar. Por tudo que li, faça - 1º dia city tour; 2º dia - Cerro San Cristoban; 3º dia - viniculas ou valle nevado, restaurante giratório, jantar no Bali Hai, conhecer Valparaiso e Vina del Mar, ir a Isla Negra conhecer o museu Pablo Neruda. Pesquise passeios no sitio - Interhabit.com, lá voce terá idéia de custos etc. Não sei se estas dicas te ajudam, mas estão dadas. ( eu vou até Puerto Montt/ vou fazer a travessia dos andes/Pucon/Valparaiso etc.- 23 dias) Boa viagem!!! Abraço Iza
  3. Vinicius, Eu sou do Sul e fui em maio, todo mundo falava sobre muito frio e ,eu não senti isso. Aconselho: Uma jaqueta impermeavel, + uma para um pouco mais de frio, uma blusa tipo 2ª pele. Calça tipo moleton e + 1 -2ª pele. Compre aqui no brasil uma capa de chuva- daquelas baratinhas e coloque na mochila, sempre pode quebrar um galhão. Um gorro para o frio- compre por lá ( cerca de 7/10 soles). Em Cusco tem um centro de artesanato, no final da rua dos bancos - lá tudo é baratinho. Boa viagem!!!!!
  4. Wagner, Não conheço os hostels que voces vão ficar, mas no geral o preço esta bom. Para ter melhor idéia veja os preços no http://www.hostal.pe, para hospedagem em Lima ( em maio p/casal pagamos Usd 35,00 por noite) e em Cusco é bastante concorrida a cidade, por prevenção, reserve antes , ficamos no Hotel Cusco Plaza II, por Usd 50,00 a noite. Boa sorte e tenha uma ótima viagem, voces vão amar.
  5. [creditos][creditos] Mimi, se voce se refere a total de gasto em Cusco/Machu Picchu para 2 pessoas e 6 dias, fique feliz!! É isto mesmo. Abraço Ah, agora entendi! =) Foram 6 dias em cusco então... não pretendo ficar tantos dias lá náo... acho que uns 3 tá bom! =) Vou mostrar seu relato para meus pais!! Eles morrem de vontade de ir a Machu Picchu mas não vão por medo da altitude e passarem mal! Vcs sofreram com o mal da altitude?? Mimi, Permita um conselho: se você vai ficar uns 3 dias, isso não dá tempo para conhecer Cusco e os templos, + 1 dia para Maras, Moray e Salineiras ou então Sitio Arqueologico + 1 dia para MPicchu. Pense que os gastos com passagem não mudam e creio compensar gastar um pouquinho mais para conhecer tudo. Afinal, quanto tempo vai levar para você retornar ao lugar??? Quanto a seus pais: diga a eles irem com tranquilidade. Se andam bem, não haverá problemas. O mal da altitude: um dia em Cusco, andando devagar e tomando chá de coca ( não há efeito colateral ) tudo dará certo. Meu marido é hipertenso, foi ao cardiologista antes da viagem e foi liberado ok. Não sentiu nada, foi como se estivesse em casa. Eu que não tenho nada, senti tontura no 1º dialá no Canyon do Colca onde estivemos em altitude de 4.910m, o sintoma foi como se estivesse com labirintite, mas nada que atrapalhasse. Depois do 1º dia, tudo volta ao normal. Então quando chegamos a Cusco o corpo já estava aclimatado. O conselho é devagar, calma no 1º dia e chá de coca. Incentive seus pais, em MPicchu vi pessoas de idade e bengala!! Admiravél, eles estavam lá. Abraço [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110815172306.JPG 500 375 Legenda da Foto]Escreva seu texto aqui. Apague este texto mas tome cuidado para não deletar as chaves [ ]. Onde está escrito Legenda da Foto, coloque o Nome da Foto e se quiser ver como fica antes de escrever seu texto clique no botão Prever[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110815172306.JPG 500 375 Legenda da Foto]Escreva seu texto aqui. Apague este texto mas tome cuidado para não deletar as chaves [ ]. Onde está escrito Legenda da Foto, coloque o Nome da Foto e se quiser ver como fica antes de escrever seu texto clique no botão Prever[/picturethis] [picturethis=http://www.mochileiros.com/upload/galeria/fotos/20110815172757.JPG 500 375 Legenda da Foto]Escreva seu texto aqui. Apague este texto mas tome cuidado para não deletar as chaves [ ]. Onde está escrito Legenda da Foto, coloque o Nome da Foto e se quiser ver como fica antes de escrever seu texto clique no botão Prever[/picturethis][/creditos][/creditos]
  6. Mimi, se voce se refere a total de gasto em Cusco/Machu Picchu para 2 pessoas e 6 dias, fique feliz!! É isto mesmo. Abraço
  7. Seguir um destino.... seguir o sol.... e ler relatos são formas de aprender e eu fiz isso. Através de você posso dizer: obrigada mochileiros!! Foi assim que fui, será assim que irei... Quero ver seu relato, abraço.
  8. Encorajando???? Coloco fé em todos que queiram sair por aí... tudo o que postei foi o meu 1º mochilão e deu nisso aí. Vou contar só prá você e então não espalha: meu marido tem 63 anos e eu 53, quer mais coragem??????? Abraço
  9. Gutto.7 Vá, vá e vá.... vai dar certo!! Mochila nas costas, fé no coração e um bom calçado dá para andar por aí. Os peruanos quando querem te agradar e gostam de voce dizem: cuida-te e suerte!!!
  10. Mimi, tai, tudo o quee posso te ajudar para fazer uma linda viagem. Lembre-se: O Peru não é só Machu Picchu. Vale a pena andar por lá. Segurança, tudo de bom, nada para incomodar. Arrume a mochila e vá em frente. Foi minha 1ª e nunca mais será a última! Abraço
  11. Olá Pessoal, Sim tenho planilha de custos e contatos, para ver se minhas contas estavam certas e para não gastar além do planejado, o custo está por cidade e são sempre para 02 pessoas. Os hostals são sempre nível médio. Nada tão ruim ~tire o prazer da viagem, nada tão bom quanto nossa cama.Então tenha paciencia! Aí esta o catatau, para a viagem, tenha tenham fé, façam um roteiro e sigam em frente, tudo vai dar pé. DETALHES CUSTOS PARA 02 PESSOAS TOTAL GASTO - EM REAL - COTAÇÃO DE 1,71 ( era o valor em abril) R$ 7.106.90 OS VALORES ABAIXO ESTÃO EM DOLAR - COTAÇÃO 1,71/ABRIL LIMA TRANSFER AEROPORTO 18 HOSTAL A PORTA -02 NOITES 70 CITY TOUR 60 TAXI DO HOTEL PARA ONIBUS 10 ALIMENTAÇÃO ESTIMADA 68 ONIBUS DE LIMA A PARACAS 39,74 EXTRAS 31,63 TOTAL GASTO 297 PARACAS TAXI ENVIADO PELO HOSTAL HOSTAL SANTA MARIA RESIDENCIAL- 01 NOITE 36,10 RESERVADO - JORGE ARAGÓN TOUR ISLAS BALLESTAS 25,29 TAXA PORTO ISLA BALLESTAS 4,33 TOUR RESERVA NACIONAL DE PARACAS 25,29 ENTRADA NO PARQUE DE PARACAS 3,61 ALIMENTAÇÃO ESTIMADA 70,00 TRANSFER PRIVADO PARACAS- NAZCA 160,00 EXTRAS ESTIMADO 7,70 TOTAL GASTOS 332,32 NAZCA TAXI- RODOVIARIA E AEROPORTO 7 HOTEL PAREDONES INN – 01 NOITE 46 RESERVADO - ROSARIO TAXA AEROPORTO 18,06 RESERVADO SOBREVOO 180 RESERVADO - ISABEL CITY + CEMITÉRIO DE CHAUCHILLA + AQUEDUTOS DE CANTAYOC - PRIVADO 69,00 ALIMENTAÇÃO ESTIMADA 42 ,0 ONIBUS NAZCA-AREQUIPA 92,68 EXTRAS/ ENTRADAS MUSEUS ETC. 25 TOTAL GASTOS 479,68 AREQUIPA TAXI – INCLUIDO NO PREÇO HOTEL 2 RESERVADO POSADA NUEVA ESPANÃ – 3 NOITES 130 RESERVADO – JOSE MANRIQUE CITY TOUR 25 ENTRADAS MUSEUS 36 ALIMENTAÇÃO ESTIMADA 53 EXTRAS/SOUVENIRS/FARMACIA 26 TOTAL GASTO 272 CANYON DE COLCA CANYON DO COLCA E CRUZ DO CONDOR PACOTE DA POSADA DE AREQUIPA – 2 DIAS 72,24 RESERVADO – JOSE MANRIQUE TAXAS ENTRADA CANYON/ BANÔS 30,00 ALIMENTAÇÃO 20 ARTESANATOS 70 TOTAL GASTO 192 CUSCO TAXI 15 HOTEL EMPERADOR PLAZA – 4 NOITES 200 TOUR CUSCO E SITIOS ARQUEOLOGICOS 41 TOUR MARAS, MORAY E SALINEIRAS 41 TOUR VALE SAGRADO 86 BOLETO TURISTICO 93,84 BOLETO ENTRADA MAPI 91,00 ENTRADA TEMPLO QORIKANCHA 7,21 ENTRADA CATEDRAL 6,80 TREM OLLANTAYTAMBO/ A.CALIENTES 70 TREM A.CALIENTES/CUSCO 150 HOTEL LA PEQUENÃ CASITA – 3 NOITES 120 CONFIRMADO CONTATO LUZ VAN ACALIENTES/MAPI 31 ALIMENTAÇÃO ESTIMADA 167 EXTRAS - ARTESANATOS 381 GUIA MAPI 18 TOTAL GASTO 1398,85 DICAS PARA ECONOMIZAR -em Cusco pesquise o preço das lembrancinhas - No centro de Artesanato existe uma infinidade de lojinhas, pechinche tudo o que encontrar. O otur privado foi luxo. Pode passar sem ele. Alimentação com um pouco de esforço e dependendo do gosto também economiza.ATENÇÃO- NO PERU NÃO FUNCIONOU O VISA TRAVEL MONEY DO BANCO DO BRASIL. NÃO CONTE COM ELE, VOCE PODE FICAR SEM DINHEIRO DETALHES 1º DIA -15/05- domingo – CHEGADA A LIMA A) Sair do aeroporto até a rua para tomar um táxi, sai + barato. B) Hostal Porta, em Miraflores na Calle Porta, 686 - http://www.hostal.pe , TAXI CONTRATADO ESTARÁ AGUARDANDO. C) Pernoite em Lima 2º DIA- 16/05- segunda-feira – LIMA A) Agencia Andes Peru- Calle Colina 151- Miraflores- [email protected]/[email protected] B) Comprar Passagem para Paracas - Ônibus - empresa Oltursa. Pegar táxi até o terminal (Lima não tem rodoviária e cada empresa de ônibus tem seu terminal). Saída às 4:00 hs. C) Que tal ir ao Restaurante Rosa Náutica? http://www.larosanautica.com D) Museu do Oro. Fica dentro do shopping Larcomar, Museu de La Inquisicion, Igreja São Francisco, http://www.museocatacumbas.com. E) A noite ir ao Circuito Mágico de Águas, fica no Parque de la Reserva , verificar se não é o passeio que o bus turístico faz a noite. Horário - 21:00 CONFIRMAR. F) Ter bastante moedas para poder negociar o taxi. G) Pernoite em Lima 3º DIA- 17/05 – terça-feira – LIMA- PARA PARACAS – 237 km/ 4 hs de viagem A) O hotel vai enviar taxi B) Hostal Santa Maria C) Acertar os tours reservados pelo hostal - Ilhas Balestas e Reserva Nacional de Paracas D) Conhecer Huacachina Lagoon/ Sanctuary of the lord of luren E) Comprar passagem para Nazca – dia 18 a tarde- F) Pernoite em PARACAS 4º DIA – 18/05- quarta-feira – PARACAS- NAZCA – 98 km/1:15 hs de viagem A) Conhecer ilhas ballestas e Parque Nacional B) Visual incrível na viagem A) Comprar passagem com cama para Arequipa – dia 19 - as 22:00 hs - Empresa de ônibus Oltursa C) Pernoite em Nazca – Hotel Paredones Inn – reserva feita com Rosario 5º DIA - 19/05- quinta-feira – NAZCA A) Comprar passagem para Arequipa – a noite B) HOTEL PAREDONES INN- Jr. Lima 600 – Nasca - Telef. (056) 522181- Fax (056) 523686 [email protected] - http://www.paredonesinn.com - contato : Rosario J. Huamaní Torres C) AEROPARACAS – contato: Isabel - feito reserva - [email protected] D) Sobrevôo pela manhã - não vá de co piloto, é mais difícil para tirar fotos/ não coma absolutamente nada 4 horas antes de voar/ DARA ENJOO – Aeroparacas, Alas Peruanas, Airtravel, há diferenças – na Aeroparacas contornam as figuras e nas outras só passam sobre elas. E) Passeios de taxi - Cemitério, Aqueduto, Museu Antonini e Planetário F) Pernoite no ônibus 6º DIA – 20/05- sexta-feira - NAZCA – AREQUIPA - 550km/ 6 hs de viagem A) A Posada vai mandar taxi B) POSADA NUEVA ESPANÃ – Antiquilla 106, Arequipa – Telfax +51-(0)54-252941 http://www.nuespana.com - http://www.hostel-nuevaespagna.com.pe- contato : José Manrique C) Dia Livre D) Verificar no hotel a reserva tour 2 dias p/canyon E) Visitar a cidade, Monastério Sta. Catalina e Museu que esta a Múmia Juanita (01 quadra da praça das armas F) Agencia Peruvian Highland Travel G) Agencia Colcatours - Rua La Merced nº125, escritório 128 / no meio da quadra Phone: (+51) 54 231046 / Celular: (+51) 54 95 995 5514 / 959715948 E-mail: [email protected] H) Agencia EcoTours - [email protected] Ludwing /[email protected] - Fone Agencia (054) 202562498387/ 959256870/ 959998787 I) Agencia Tranvia Tour – http://www.tranviatour.com city tour + múmia juanita + Monastério Sta. Catalina J) Doces típicos de Arequipa na doceria tradicional Antojitos K) http://www.redturcomunitario.com contato do Edwing [email protected] - informações , pacotes, dicas, hotéis. L) Pernoite em Arequipa 7º DIA -21/05 –sábado - AREQUIPA A) City Tour B) Pernoite em Arequipa 8 ºDIA- 22/05- domingo – CHIVAY/CANYON DO COLCA A) Tour Reservado pela Posada Nueva Espanã B) Hotel reservado pela Posada Nueva Espanã C) Pernoite em Yanque 9º DIA- 23/04- segunda-feira – CANYON DO COLCA A) Voo do Condor - Retorno e Pernoite em Arequipa 10º DIA -24/05- terça-feira – AREQUIPA/CUSCO - AEREO A) Sai as 06:00hs/chega as 8:30 hs B) Dia livre C) Hotel Emperador Plaza II- Santa Catalina Ancha, 377, Cusco D) Agencia Machu Picchu Brasil E) Comprar City Tour e localidades próximas Koricancha, (Templo do Sol), Sacsayhuaman, Q'enko, Puca Pucara, Tambomachay - Preço por pessoa - USD 15,00- Bus e Guia F) Comprar também o Vale Sagrado- Saídas- 3ª, 5ª e domingo Horário: 09:00 às 19:00 hrs, ficar em Ollantaytambo e pegar o trem das 19 hs para Águas Calientes e dormir lá. Aquisição do bilhete turístico obrigatório para visita de 16 monumentos U$ 45,00 + bilhetes separados extras para entrada para a Catedral U$ 9,00+ Entrada Koricancha (Templo do Sol) US 4.00 para visita ao longo do rio Urubamba Valley, ruínas de Pisac e típicas do mercado, almoço na cidade de Urubamba, Ruínas de Ollantaytambo e Ruínas e Chinchero/ Preço por pessoa USD 25,00 - Bus, Guia e pequeno almoço G) Boleto de trem de Águas Calientes para Macchu Pichu - comprado via internet pela Perurail H) Em Cusco comprar o boleto turístico do Tour do Vale Sagrado, se desligar do tour em Ollantaytambo e esperar o trem das 19:10, para Águas Calientes e dormir lá. Chegar as 6 h da manhã em Mpichu,. Após as 11 lota, ai nesta hora vc já vai estar entre os 400 felizardos do dia.!! para subir Wayna Picchu. I) Pernoite em Cusco 11º DIA – 25/05- quarta-feira – CUSCO A) Tour Maras, Moray e Salineiras B) Pernoite em Cusco 12 ºDIA- 26/05 – quinta-feira– CUSCO A) Tour City Cuzco e Sítios Arqueológicos B) NAO ESQUECER A PEDRA DOS 12 ANGULOS FICA NO CENTRO FACIL DE CHEGAR. C) Pernoite em Cusco A) Pernoite em Águas Calientes 13 º DIA- 27/05- sexta-feira – AGUAS CALIENTES A) Tour Valle Sagrado- Ficar em Ollantaytambo e pegar o trem das 19 horas para Aguas Calientes B) Hostal La Pequeña Casita Av. Hermanos Ayar Mz 13 Lt 11 – contato: Luz Telefono fax: 0051 84 211153 *Cel-RPC: 0051 84 974792965 CEL: 0051 84 984379328 [email protected] [email protected] - http://www.casadeluzperu.com C) Ir para MAPI às 5 Horas da manhã. Se não for subir Waina Picchu entre em um tour guiado/ pague uns 10 a 15 soles somente ao guia do tour. D) Para chegar a Machu Picchu pegar trem que sai de Cusco ou de Ollantaytambo até a cidade de Águas Calientes e de Águas Calientes pegar uma Van, são microônibus que a partir das 5:30 hs formam filas e sobem até a entrada de MachuPicchu ou ir caminhando mesmo de Águas Calientes até a entrada de Machu Picchu (uma caminhada de 1 hora mais ou menos). Reservar com 4 dias de antecedência. Os trens que saem de Ollantaytambo tem mais horários e são mais baratos e você pode aproveitar o Tour do Vale Sagrado para já ficar em Ollantaytambo. E) Em Machu Picchu guia F) De Ollantaytambo/ Van para Cusco no terminal ($15,00 por pessoa) ou taxi, tranqüilo, sai $$ 20,00 , na saída do terminal da vam H) Pernoite em Aguas Calientes 14 º DIA 28/05- sabado - AGUAS CALIENTES – WAINA PICCHU A) Subir a montanha B) Pernoite em Aguas Calientes 15º DIA - 29/05 - domingo - AGUAS CALIENTES - CUSCO A) Visitar MAPI B) Retorno de trem, as 15:20 horas, para Cusco C) Pernoite em Cusco 16º DIA-30/05 – segunda-feira - CUSCO/LIMA/ VOO LAN 17 DIA – 31/05 – terça-feira – LIMA/SÃO PAULO/CURITIBA OUTRAS INFORMAÇÕES DICA - quando for pagar hostel ou outra coisa, as vezes compensa pagar em dólar mesmo. Ficar atento para o valor da cotação de câmbio. Podem super valorizar o soles quando forem te falar o valor. Ficar atento. DICA - Quando chegar em Águas Calientes o ideal é ir para a fila do ônibus até 4:30 para se conseguir a senha para subir Huayna Picchu. Estar as 4:15 na fila do ônibus. Às 5:30 começam a sair os ônibus, um atrás do outro. Às 6:00 estar na entrada de MP, lá se forma outra fila para carimbar as entradas de quem vai subir Huayna Picchu. São distribuídas 400 senhas, 200 para às 7:00 e 200 para às 10:00. Subir às 7:00. a vantagem é que vc não cruza com ninguém descendo. Na fila para subir Huayna Picchu tinha alguns brasileiros que não tinham conseguido a senha, mas que deram uma chorada com a pessoa que controlava a entrada, inventaram algumas desculpas e no final conseguiram subir, só pediram que eles esperassem todo mundo entrar antes. DICA - Tour em Arequipa tb ...acertado aqui no Brasil e paguei la no dia....pelo Hostel DICA - Faça tour vale sagrado - desligue do tour em Ollantaytampo (por volta das 15 h) espere ate as 19h e va de trem para A. Calientes (compre passagem em Cuzco ida e volta) vai chegar por volta das 21 30 em A. Calientes. Durma ate as 4h manha e va para a fila de bus para m. pichu (duração da viagem 30 min), ou compre o boleto de entrada para MAPI e se tiver coragem suba a pé o trecho até a cidadela. Se tiver tempo é um passeio legal. DICA - Ao chegar em M.Pichu ainda na fila o funcionario de M. Pichu ira perguntar quem quer subir a Wayna Pichu. Diga que quer subir no horario das 10h (n tem cerração). Ele vai carimbar seu ticket para subir as 10 h.Mas se não der o horario não desista, suba às 7:00 e retorne quando quiser, afinal o hárario de descida é até as 14:00, então nada impede que voce fique lá em cima até enjooar. Mas não vai acontecer... DICA – O horário para ficar no Parque de MAPI é até as 17:00 horas ONDE COMER - Para quem quer comer bem, e pode gastar, o Café Inkaterra (km 110 da linha férrea; http://www.inkaterra.com/en/machu-picchu/services/cafe-inkaterra), restaurante que faz parte do Machu Picchu Pueblo Hotel, é a pedida. Também conhecido como Café Amazônico, tem boa comida e uma vista privilegiada do rio Urubamba e das montanhas vizinhas. Experimentar os especiais sabores da comida peruana preparados ao estilo francês no Indio Feliz é indicado para quem valoriza boa comida em um lugar aconchegante. Indico tambem o Brava - comida legal!!! Mochileiros e viajantes podem encontrar opções mais baratas nos restaurantes que estão concentrados nas duas principais vias da cidade: a da linha do trem e a avenida Pachacútec. O Clave de Sol Chez Maggy Pizzeria é indicado como um bom lugar para conhecer outros turistas. LOJAS DA PERURAIL Larcomar Shopping Center , Lima Malecón de la Reserva 610, Stand 11, Larcomar, Miraflores Monday – Friday: from 11.00h to 22.00h Saturday, Sunday and Holidays: from 11.00h to 22.00h Lima International Airport / Jorge Chavez Local Flights, 2nd floor, between Gates 14 and 13 Monday – Friday: 24 hours Saturday, Sunday and Holidays: 24 hours Se puder ajudar em mais alguma coisa, façam contato. AS FOTOS VOU POSTAR DAQUI ALGUNS DIAS, PROMETO. Agora estou organizando um roteiro - CHILE/ARGENTINA/URUGUAI - EM OUTUBRO - DE CARRO. Abraços [list=]
  12. Antes de contar sobre esta trip, vou contar uma história. Eu era pequena e morava às margens da BR 277, próximo a Foz do Iguaçu. Por ali sempre passavam mochileiros e paravam em nossa casa em busca de comida e água. Na ponta da varanda, contavam sobre suas andanças e comiam um prato de comida que minha mãe nunca negava. Ali naquela ponta de varanda nasceu minha vontade de ser mochileira. Agora sou. E então resolvi ir ao Peru e junto com meu marido Carlos colocamos o pé na estrada. Nosso roteiro foi: Curitiba – São Paulo - Lima- Paracas – Ica – Nasca- Arequipa – Canyon do Colca - Cusco –Lima – São Paulo – Curitiba. O trajeto foi elaborado após pesquisa sobre lugares interessantes, roteiros dos mochileiros e de agencias de turismo. Enfim tudo o que pudesse fornecer informações. A viagem durou 17 dias e foram três meses de preparativos. Demorado? Calma, afinal estávamos inaugurando as mochilas. Saímos de Curitiba às 12:00 horas e a noite voamos a Lima onde chegamos às 23:00 horas , o Sr. Victor enviado pelo hostel , estava esperando. No caminho contou sobre o Parque do Amor, onde aos sábados casais apaixonados e recém casados vão tirar fotos e o lugar enche de turistas. Tudo certo, o dia seguinte nos esperava e partimos para um city tour. Visitamos a Catedral e suas catacumbas, Praça das Armas, a zona arqueológica de Huana Pucllana- significa sagrado em quéchua- e o local servia para sacrifícios, especialmente de mulheres e crianças. Assim aprendemos que o povo de Lima adorava o mar e os inkas adoravam o sol. Também visitamos San Isidro e suas oliveiras, algumas com mais de 500 anos e, os troncos retorcidos, merecem um olhar detalhado. Não deixamos de conhecer o bar do hotel El Bolivar, onde o pisco souer foi inventado. Enfim se tomar três goles de pisco, qualquer um fala em quechua. Ao encerrar o passeio feito na parte da manhã, ficamos num simpático restaurante próximo a Miraflores onde experimentamos o ceviche e a títia morada, um delicioso suco de milho preto. Comemos e bebemos e, dali seguimos, a pé, pelas ruas de Lima, aproveitando a tarde para visita ao Parque do Amor e a noite o Shopping Larcomar. Lima é uma cidade cinza, sem sol a maior parte do ano, mas linda e limpa. No 2º dia em terras peruanas acordamos cedo para e fomos para a estação de saída do ônibus com destino a Paracas. Tinha comprado passagem pela internet. Incrível! Mal entreguei o voucher e as passagens estavam esperando prontas. Mais uma vez o hotel enviou o Wilmer para nos esperar na parada do ônibus. Um simpático rapaz que em seguida nos levou conhecer o Parque Nacional de Paracas. A primeira visão do deserto ninguém esquece. Lá o deserto encontra o Pacífico e damos de cara com a Praya Supay – que em quechua significa praia do diabo. No deserto deixamos nossas apanchetas – aquelas pedras umas sobre outras, formam uma figurinha e significam que deixamos uma pessoa cuidando do deserto. Agora seguimos para Islas Ballestas e no caminho encontramos aquele enorme e enigmático candelabro. Fantástica a visão que ali estava, 60 metros de altura por 12 de largura. Incrustado sabe-se lá como, em um paredão de areia. Sem ascender às velas, deixamos o candelabro e fomos em frente. Pinguins, lobos marinhos e milhares e milhares de pássaros habitam as ilhas. Em toda minha vida jamais verei tantos, milhares. Vou repetir: fantástica visão. Parque Nacional de Paracas/Praia Roxa Na tarde do 3º dia, Wilmer se tornou nosso guia e com ele fomos rumo a Ica, cidade que foi destruída por terremoto de 2008 e que ainda esta em reconstrução. No roteiro passamos por uma adega de pisco, palavra quechua que significa ave. Para comemorar a bebida os peruanos têm duas datas - no primeiro sábado de fevereiro é O dia do Pisco Sour e no quarto domingo de julho é o Dia Nacional do Pisco. De uma produção de 1600 litros de suco de uva somente 400 se transforma em álcool para industrializar o pisco e é guardado em botigas em uso desde 1856. Depois de tomarmos os diferentes tipos de pisco, seguimos em frente, não sem antes aprendermos que do alambique – primeiro sai água, em seguida álcool, e depois, Dios me perdone! sai os borrachos! Um brinde ao bom e forte pisco! Final de tarde e chegamos a Nasca. O primeiro lugar a visitarmos foi o Cemitério de Chauchilla, onde esta enterrado o povo indígena Poroma. Foi pura emoção encontrar as inúmeras múmias expostas. O sol se punha e tingia o lugar com tons de laranja, tornando o cemitério misterioso. Um silencio no deserto e ninguém além de nós. Chorei pela paz e beleza do lugar. Ali, meu coração ficou enterrado. Acordamos muito cedo e sem comer nada fomos para o aeroporto para fazermos o sobrevôo das linhas de Nasca. Tinha acertado, via internet com a Aeroparacas que o valor seria de US 80 por pessoa e na hora inventaram histórias e cobraram US 90. Não foi correto, mas pagamos e voamos. Muito rápido a passagem do avião sobre as figuras e quando você percebe a figura... já era. Não recomendo muito dinheiro para pouco beneficio. À tarde dedicamos aos Aquedutos de Cantalloc, Museu Maria Riche e Museu Antonini. Caminhamos pelo rio seco e, que é caudaloso quando há degelo nos Andes e a noite, seguimos para Arequipa. Já tínhamos as passagens, compradas via internet. A viagem foi tranqüila e dormimos a noite toda. Seiscentos quilômetros depois, Arequipa nos esperava. Linda cidade. Descemos na rodoviária e por poucos soles fomos para o hostal . Como era cedo foi nos servido chá de coca – 1º experimento – Ganhamos mapa da cidade, explicações e, a rua. Lá fomos fazer um reconhecimento. Outra visão dos sonhos – o vulcão Misti. Espreita e te segue por toda a cidade. É lindo ver um vulcão, majestoso com seu topo levemente nevado. Ao lado do Misti também os vulcões Chachani e Pichu-Pichu. Arequipa é uma cidade onde foi usado material vulcânico nas construções. O ciliar esta presente na arquitetura e ornamentos das belíssimas e inúmeras igrejas. Na catedral construída no século 19, há um altar em mármore de carrara e um púlpito todo esculpido em madeira onde na parte debaixo tem a figura do diabo, isto para que ao falar, a palavra de Deus contenha o diabo. Histórias contadas, histórias aprendidas. Seguindo o roteiro e, acertado com o hostel fizemos um tour de dois dias para o Canyon do Colca. A cidade base é Chivay, a 160 km de Arequipa. No caminho a guia avisou que faríamos uma parada para comprarmos folhas de coca e assim chegamos a 4800m de altitude. Eu estava levemente mareada e Carlos – meu gato, meu marido, hipertenso, feliz e sem nenhum sintoma do mal da altitude. Subimos mais e no Mirador Pata Pampa a altitude é de 4910m. Naquele dia ensolarado, mascando coca, conhecendo kuanacos, lhamas e alpacas, curtindo a viagem e a paisagem, chegamos a Chivay, pequeno vilarejo localizado em um vale que vale a pena conhecer. Após o percurso por entre precipícios de um lado e montanhas do outro, estamos a 3600 m de latitude. Adrenalina e deslumbramento definem o Canyon do Colca com profundidades que variam de 2300 a 3600m de profundidade. Nosso objetivo era ver os condores que começaram um balé em sobrevôo. São enormes, magníficos e é emocionante ver os bichos surgindo à frente e fazendo exibições. A imensidão do lugar deixa a paisagem à disposição do olhar, subir até a Cruz Del Condor e debruçar-se sobre seu mirador é uma oração de contemplação a natureza. Deixamos este deslumbrante lugar e retornamos a Arequipa no dia seguinte, dali partimos para a última etapa da viagem. Já estávamos no 10º dia de nosso percurso e voamos para Cusco. Deixamos a bagagem no Hostel e saímos pelas ruas. Ao chegarmos à esquina da Praça das Armas uma manifestação dos sindicatos de campesinos nos presenteou com a beleza da cultura, vestimenta e música peruana. Um instante para fotos. Viva Cusco, chegamos! Em seguida fomos tratar de comprar nossos passeios e boletos turísticos. Como tudo já havia sido pesquisado, aqui do Brasil, as surpresas da viagem foram as paisagens e pessoas que encontramos. De resto tudo saiu como programado, não houve variação no roteiro financeiro e isto nos deu tranqüilidade. Compramos passeios para Maras, Moray e Salineiras, City Tour, Sítios Arqueológicos e Vale Sagrado. Maras é uma vila perdida no Peru. Poucas ruas e casas construídas com adobe. Lugar para se pensar e rever alguns conceitos. Moray é a entrada ao mundo inca. Ali esta uma pequena amostra de quem foi este povo que desperta a curiosidade de milhares de turistas. Ainda nos dias de hoje não há definição do que pode ter sido. Um laboratório, um lugar para oferendas? Não sei ninguém sabe. Mas lá, no centro do último circulo, conversamos sobre a oportunidade de vivenciar e conhecer . Mereceu um obrigado! A visão ao chegar a Salineiras - um riacho salgado nascendo na montanha e longe do mar, é para por em um quadro. Pequenos quadrados, que formam centenas de tanques um ao lado do outro e cada um produz cerca de 300 quilos/mês de sal, todo exportado para o Japão. No city tour visitamos a catedral e todo seu ouro e prata, o templo do Koricancha, Sacsayhuaman, Kenko, Pucapucara e Tambomachay. Lugares especiais por sua historia, pelo inusitado e por exercer certo ar de magia. Afinal estamos em território inca. Como tínhamos comprado o boleto turístico que nos dava direito a visitar os vários lugares, me interessei pela dança típica que seria exibida ao final da tarde no Centro Cultural. Ao irmos para o local, vimos uma grande aglomeração de pessoas próximas ao Templo de Koricancha. Curiosa, solicitei a uma guarda informação de que era aquilo e ela amavelmente me disse que era a abertura oficial das comemorações do centenário de Machu Picchu. Deus salve os incas, eu estava lá! Ao nos aproximarmos das grades que separavam o povo e as autoridades, vi uma arquibancada quase vazia. Pedi ao segurança se podíamos sentar naquele privilegiado lugar e, ele disse sim. Não pensamos duas vezes, subimos a arquibancada, o espetáculo começou e nós fotografamos tudo. Seguiu-se um espetáculo de teatro e dança contemporânea da cultura andina. Os quentes sentimentos peruanos, sobre as pedras sagradas de Cusco invocaram os espíritos para divulgar o legado cultural. Naquele ritual de dança da água e do fogo, da adoração ao sol, do patrimônio religioso, de reverencia a Pacha Mama, mais uma vez chorei. Todo o sonho de conhecer Machu Picchu estava concretizado. No dia do tour ao Valle Sagrado e, após termos feito todo o belo percurso de conhecimento e paisagens, ao final da tarde ficamos em Ollantaytambo. Vilarejo gostoso até para falar o nome. O trem saiu de Ollantaytambo pontualmente e percorreu 43km. Chegamos a Aguas Calientes onde mais uma vez o Hostel enviou o José para nos buscar na estação. Luz, a dona do hostal, ainda na recepção nos deu uma aula sobre Machu Picchu e nos tranqüilizou sobre Waina Picchu, a montanha dos sonhos. Nela nós queríamos estar. Mal deu tempo de fecharmos os olhos. Às 3:00 horas eu não conseguia mais dormir e então levantamos para o grande dia. Às 3:40 horas eu era a 3ª da fila para comprar ingresso de entrada em Machu Picchu. Carlos estava na fila para comprar as passagens de ônibus. Eram 4:00 horas, caia uma fina garoa e eu me protegia embaixo da marquise. Sentada no piso, sem café da manhã, aguardava a abertura da bilheteria. Nada mais importava, era o dia de conhecer Machu Picchu. As 5:30 horas saiu o 6º ônibus e nós estávamos dentro. A garoa persistia e então chegamos à fila de entrada. Nosso objetivo era a conquista da montanha Waina Picchu e, fomos para a fila da senha. Conseguimos para subir as 7:00 horas. O coração batia forte e sem olharmos para nada fomos para o portão de entrada da subida a Waina Picchu. Enquanto aguardamos, pedi a meus antepassados inkas para que a garoa cessasse no que fui atendida. Firmes, fortes, cansados e felizes, chegamos ao topo da montanha. Visão deslumbrante, acima de nós, o sol e abaixo a cidadela sagrada. A morada dos deuses deveria ser nossa também. Quase meio dia, então retornamos e encontramos um casal de brasileiros. Com eles contratamos um guia e percorremos a cidadela. Tinham, os inkas, vasto conhecimento de arquitetura, agricultura, hidráulica e sabedoria para nos deixar loucos pelo legado que permitiu ao mundo conhecer o patrimônio cultural da humanidade. Nós vivemos um pouquinho do Peru, o suficiente para ficar com saudade de sua gente! MALA EXTRA DE AGREDECIMENTOS: Aos mochileiros, por todas as dicas. Ao marido Carlos, pelo companheirismo e fotos.
×
×
  • Criar Novo...