Ir para conteúdo

Elaine Cristina Fran

Membros
  • Total de itens

    24
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Arequipa Chegamos em Arequipa as 9h da noite, e fomos direto para o Baviera Hostal, que estava reservado desde o Brasil, mas chegando lá o pessoal veio com uma conversa fiada de que não tinham quartos pois alguns turistas haviam ficado mais tempo que o espero e pediram para que fôssemos até o outro albergue deles na mesma rua. Quando chegamos lá achei o lugar meio sinistro e pedi logo pra ver o quarto, ainda bem que fiz isto! O quarto era um terror, cheio de mofo nas paredes e tinha um cano de água no lugar do chuveiro no banheiro. O taxista, que ainda nos espera no carro, vendo aquela sit
  2. Calama A estrada de SPA para Calama é muito bonita! Tem um visual do Valle de la Luna / Muerte incrível, e é cheia de mirantes. Chegamos à rodoviária de Calama por volta das 16h... Calama parece ser uma cidade bem legal, só que um pouco mais desenvolvida, tem até shopping! Descemos pro terminal e lá nos instalamos, pois seriam muitas horas até a saída de nosso ônibus. Como era domingo todo o entorno estava fechado, comemos na lanchonete do terminal um hot dog e um refri por 4.000 pesos (muito caro na minha opnião). Conhecemos um casal de brazucas do Pernambuco que também esperavam ônibus,
  3. Sorrent, Gostaria de agradecer publicamente sua ajuda! Com seu relato e com as msg privadas... Meu mochilão deu tudo certo e até já um post de meu mocchilão. Tb fiquei no Corvatsch e adorei. Valeu mesmo! Bjs
  4. 11/02 – Bye bye SPA Antes de pegarmos o transfer não aconteceu muita coisa que precise de relato! Só a frustração de que os passeios começariam a ser liberados na parte da tarde. Almoçamos em lugar que valeu muito a pena: fica bem próximo a praça central, na rua principal que dá acesso à ela (sempre confundo mas acho que é a Tacopilla) e vende frango frito e batata frita com gostinho de comida brasileira. Abre depois das 11h e fica aberto até bem tarde. Uma porção muito bem servida sai por 2.000 pesos. A viagem para Calama foi super agradável, se você sentar do lado do motorista dá p
  5. Depois de almoçar fomo atrás de caixas eletrônicos para fazer um “giro”. Aqui aconteceu uma situação muito inusitada! A maioria dos relatos que eu lia e até informações deste meu primo que esteve lá em Julho passado alertavam que em SPA só tinha um caixa eletrônico e que neste não aceitava mastercard e blá blá blá... mas não tivemos problemas, havia dois cajeros automáticos do banco privado BCP e uma agência do banco do Chile em frente ao Museu, sempre havia dinheiro para sacar mesmo com a cidade cheia de turistas que não podiam entrar ou sair da cidade. Demos mais uma enrolada conhecendo
  6. SPA – Continuação... Quando nos acomodamos no quarto, rolou uma D.R.! Meu noivo e minha prima estavam decididos a encerrar a trip e voltar pra casa. Não aguentavam mais perrengues, se sentiam esgotados e pra piorar, estávamos sem comida (apenas com um pote de Pringles e uma garrafa de 2,0l de água), chovia torrencialmente no deserto mais seco do mundo, não tinha iluminação e o banho que diziam ser quente era na verdade temperatura ambiente! Eu os deixei bem à vontade para retornarem mas eu não pararia ali! Não eu queria mais... Pedi para que não tomassem nenhuma decisão com cabeça chei
  7. Diego, tudo bem? Vamos lá! Acho, que antes de pensar nas passagens, pense um pouco na logística de seu roteiro. Por exemplo, se fizer roteiro parecido com o meu (que é um clássico dos mochileiros por lá!), o melhor realmente é ir e voltar pela Bolívia, e neste caso eu aconselharia ir e voltar por La Paz. Agora, se sua viagem termina, por exemplo, no Peru e você não tem intenção em voltar para a Bolívia na região do Titicaca, volte por Lima. Conheci umas pessoas que estavam mochilando por 15 dias mas fizeram um roteiro tão mal projetado que tiveram que excluir algumas cidades devido fa
  8. Ritters, tudo bem? É, relamente levei mala de rodinhas.. e ainda era das grandes Eu não tive nenhum problema de locomoção por conta da bagagem (exceto a do meu noivo que quebrou as rodinhas, mas fizemos uma gambiarra), só passei um pouco de raiva no Atacama que quando chegamos estava chovendo e as ruas um barro só e eu tive que carregar a mala no braço em alguns momentos! Eu sempre deixava a mala no hotel, mesmo quando os passeios eram depois do check-out, eu conseguia deixar a mala guardada sem problemas. No caso de Machu Picchu foi a mesma coisa, fechei o pacote coma agência (que ia
  9. Então... Primeiro vc precisa fechar seu roteiro, ou ter uma ideia dele, pra saber de "onde pra onde" vc vai! Depois disso, decide se deseja fazer o trajeto entre os países de ônibus ou de avião. Por exemplo, eu fui e voltei de avião de SP para Sta Cruz, o restante, exceto a volta de La Paz para Sta cruz que optei por avião, fiz tudo de ônibus. Mas não pense apenas na comodidade, pense também nas paisagens surreais que vai perder se decidir fazer tudo de avião.
  10. Por falar em roupas de frio, vale destacar que eu não levei nenhuma peça especial para montanhismo ou coisas a fins... Como eu não tinha muita grana disponível, levei o que tinha no armário mesmo: calça jeans, calça de moleton e leggings, blusas de moleton e de algodão maga longa, jaqueta mais grossinha, além de tênis de uso diário. Eu não passei aperto e nem senti falta de nenhum artigo técnico. Mas lembrando: fui em fevereiro! Quem estiver indo no inverno deve investir em camadas e mais camadas de roupas. Para compras, achei Arequipa mais barata que La Paz, mas eu não fui com a intençã
  11. Bom! Quando eu fui estava em pleno verão, então qdo saí de Sta Cruz os termometros marcavam por baixo 35°C, a noite fez um friozinho suportável para um moleton comum. Mas eu acho que vc vai estar mais preocupado em rezar pro ônibus não cair do que com o frio!
  12. Oie.. Gente, obrigada pelos elogios... vou continuar o relato sim! Esta semana foi super corrida e não consegui escrever nada, mas na próxima teremos novidades. Bjs à todos
  13. SPA O motorista que nos levou até o atacama nos disse que estava chovendo muito em San Pedro. Como assim? O atacama não é o deserto mais seco do mundo? Que não chove nunca? Rimos e pensamos que o cara estava tirando um sarro da cara dos brazucas! Para passar na fronteira e entrar no chile tenha MUITA paciência! O país chato a região um caos. Ficamos na fila umas 3h e na chuva. Sim! Na chuva... estava chovendo realmente. Com a entrada autorizada e embaixo de muita chuva, voltamos para o carro que nos deixou no centro. E mais um perrengue à vista! Estávamos os três com malas de rodinhas, poi
  14. 07/02 - Salar 2º dia Fomos em direção as lagunas e paramos para almoçar em frente a laguna hedionda. Que lugar f***, não tenho palavras para descrever a beleza e as cores que vimos naquele lugar, tudo isso com uma montanha com picos nevados atrás. Nunca vou esquecer aquele almoço nos pés da laguna. Fomos à Cañapa, arvore de pedra, parque das rocas e laguna colorada, que também é linda (mas a Hedionda é mais ). Estávamos em um grupo muito legal, adoramos os cariocas e a viagem com eles foi maravilhosa, quando chegamos no hostel compramos umas cervejas para comemorar e nos despedir, afi
  15. 04/02 Sucre No final daquela estrada começamos a subir e muito para chegar em sucre. Era tão alto que passamos dentro das nuvens, e quando chegamos na entrada da cidade, elas estavam mais baixas que nós. Chegando no terminal compramos uma passagem direto para Uyuni (60 bol) pois não queríamos fazer nada em Potosí (o ônibus acaba passando por toda a cidade e você não vai se arrepender de não ficar por lá). Pegamos um táxi e fomos para o Casa Verde B&B, que recomendo totalmente... o quarto é super confortável, ótimas instalações, piscina, cozinha equipada e muito bem localizado! Não lemb
×
×
  • Criar Novo...