Ir para conteúdo

Lele Rech

Membros
  • Total de itens

    29
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    2

Lele Rech venceu a última vez em Agosto 3

recebeu vários likes pelo conteúdo postado!

Reputação

36 Excelente

1 Seguidor

Últimos Visitantes

691 visualizações
  1. 4 NOITES EM PHI PHI Uma das minhas maiores expectativas dA Tailândia era Phi Phi porque já tinha lido sobre várias coisas que eu queria fazer lá… então ja deixei programado 4 noites! Não encontrei nenhum hostel com estrutura que tivesse me agradado e com quarto feminino por lá… fiquei com receio de pegar quarto misto então acabei reservando quarto privado em um Hostel ( ibiza pool party)... Eu queria um lugar legal, com piscina e na beira da praia... Mas me arrependi, pq o hostel era muuuito barulhento, a piscina tem uma pool party bem louca que eu não participei e era super caro ( preço de hotel).. então eu deveria ter ficado em um hotel ou pousada mesmo! Mas pra quem é bem festeiro e quer estar dentro da festa talvez valha a pena ficar la... Bom… cheguei em Koh Phi Phi e já fiquei muito feliz de ver tanta civilização ( já que em railay não tinha nada) … La tem farmácias, 7elevens, lojinhas, casas de câmbio… Até mc donalds e Burger King! A cidade é bem movimentada, cheia de jovens andando em bandos 😂 mas também com casais e famílias! Nesse dia acabei ficando mais pela piscina do hostel ( a piscina interna, pois na externa estava rolando a tal da pool party que não me senti muito a vontade de entrar 😂)... à noite encontrei os brasileiros que conheci no dia anterior e fomos provar os famosos drinks vendidos em baldinhos! É literalmente um drink dentro de um balde ( tipo 1 litro) , que custa 150 bahts ( 22 reais)... portanto de qualidade duvidosa! Fomos na praia das festas ( loh dalum) onde rola shows e brincadeiras com fogos em diversos bares… No dia seguinte eu já tinha reservado um passeio de dia inteiro com uma agência brasileira " passeios em phi phi"... Acho que valeu bastante a pena… o barco saiu cedinho e conhecemos Maya Bay ( só de longe pois está fechada), Monkey Beach, pileh lagoon, bamboo island… fizemos snorkel… foi bem bom! O passeio foi um pouco caro 1900 baht ( 280 reais) .. da pra encontrar mais barato com outras empresas ... Acabei conhecendo vários brasileiros nessa ! Fomos jantar à noite no restrestaurante Cosmic no centrinho de Phi Phi que achei bom ! No dia seguinte fomos para Long Beach! Recomendo muito! É uma praia de Phi Phi que se pode chegar de barco ou por uma trilhazinha de uma meia hora! A trilha é tranquila e passa por várias praias lindas de um azul inacreditável!! Da pra passar o dia entre as prainhas do caminho e a Long Beach em si! Lá em Long Beach almoçamos no restaurante de um Resort na beira da praia (Paradise Resort) … Pad Thai ótimo, vista maravilhosa, e a cerveja mais barata de Phi Phi! Acabamos voltando de long beach de longtail (100 baht) que nos largou no píer ao tonsai! Caminhamos até loh dalum e pegamos um caiaque pra ir até a Monkey Beach! Vale muito a pena, é bem pertinho e o trajeto é lindo! Dia seguinte fui até o viewpoint pela manhã! Eu tinha lido que o view point era bem sinalizado mas eu não achei! Vejo que cada pessoa chega lá de um jeito! Primeira vez as flechas me levaram pra uma subida de pedras e terra, ingrime… desisti em alguns minutos !! Aí descobri que tinha outro trajeto, seguindo as flechas ao lado do hotel PP Casita… dessa vez peguei uma estrada de chão de uns 30 minutos morro acima e cheguei lá! Mas depois descobri que a maioria das pessoas chega lá de escada 😂.. voltei pela escada e realmente foi super rápido! O view point é bem lindo! Vale a pena! Tem ate um restaurante bem agradavel la em cima que da pra comer ou tomar alguma coisa! Nesse mesmo dia à tarde voltei a Long Beach de tanto que gostei! No outro dia eu ia pra Koh Lipe! acabei comprando o ticket pela internet pelo site 12goasia e paguei 2000 bahts ( 290 reais) … mas depois descobri que comprando nesses quiosques de turismo estava em torno de 1600-1800… Acabei jantando pizza de rua ( vende bastante lá em fatias) e indo dormir cedo pra seguir viagem no dia seguinte….
  2. 3 DIAS EM RAILAY Cheguei em Railay de longboat via Ao Nang! A praia é dividida em Railay east e West e as duas sao ligadas pela walking street… de uma para outra se chega em uns 10 minutos! A maior parte das hospedagens ficam em East… apesar de Railay East não ter praia pra tomar banho eu achei um charme! Reservei um hostel, o unico Hostel de Railay! Blanco Hideout. Fiquei com um pouco de receio pois eram quartos mistos e ja nao tenho muita paciencia e idade pra muitos perrengues 😂 passei 3 noites lá num quarto misto com 6 camas e me custou 1650 bahts ( 240 reais). O hostel tem uma super escadaria pra chegar lá em cima ( eu estava de mochila então foi tranquilo). A estrutura do hostel é legal, com piscina, bar, restaurante… único problema realmente foi o quarto misto que não gosto muito! Primeiro dia chegando no hostel eu não sabia o que iria fazer, me disseram que iria sair naquela tarde um "Party boat" pro passeio das 4 ilhas! Tambem fiquei com receio que fosse ser uma festa meio louca 😂 mas resolvi fazer por 1000 bahts ( 150 reais)... no fim foi otimo! Tinham poucas pessoas ( umas 10), o barco tinha musica, jantar, bebida para vender! Fizemos caiaque e snorkel e descobri a lindeza do mar e do por do sol da tailandia 💙💙💙 o por do sol do barco foi lindo demais! depois do passeio o mesmo pessoal do barco foi jantar e assistir música ao vivo na walking street! A walking street é cheia de barzinhos com música e thai food… No outro dia resolvi não fazer nenhum passeio de barco… fui a pé bem cedinho pra uma das praias da ilha que é Phra Nang Beach.. De Railay East tem uma trilhazinha de uns 10 minutos e a praia é Linda!!!! Fui de manhã… fiquei algumas horas lá… voltei pra "cidade" e de tardezinha fui de novo pra Phra Nang pra ver o por do sol que é lindo de lá! Nesse dia caminhei bastante e conheci praticamente a ilha toda! Resolvi fechar um passeio pro dia seguinte que é Hong Island! Comprei em um quiosque de passeios em Railay East e paguei 1400 baht (205 reais)... No outro dia acordei bem cedo (6h) e fui ver o nascer do sol em Railay east e valeu muito a pena! É lindo! depois Fui para o meu passeio pra Hong Island! A empresa era " sea eagle"... o passeio foi legal… alguns pontos de snorkel… outras paradas em ilhas… almoço incluído… era um grupo enorme ( umas 30 pessoas) então foi uma coisa beeem "turista" mesmo… hora marcada pra sair, ver as ilhas e voltar para o barco! Nesse passeio conheci uns brasileiros que tambem iam pra koh phi phi no dia seguonte… Chegando em Railay fomos comprar nossos tickets pro Ferry no dia seguinte( várias agências vendendo todas por 400 bahts - 60 reais)... Nesse dia a tardinha fui a railay West ver o por do sol que também é famoso! Foi lindo mas tinham algumas nuvens! Fui dormir e sai na manhã seguinte pra Koh Phi Phi!! O Ferry não chega até a praia… então primeiro pegamos um longtail e fazemos a troca pro Ferry em alto mar… Sobre a estrutura de Railay: é uma ilha bem pequena… tem alguns restaurantes… muitas agências de turismo… alguns mini mercadinhos… E só... opções de thai food tem bastante… o preço de uma refeição ( com cerveja 😂) fica em torno de uns 250 bahts (36 reais)... mas senti falta de uma 7eleven na cidade pra comprar outras coisinhas pra comer! Nos mercadinhos de la tem basicamente alcool, salgadinho e amendoim… fiquei 3 dias em Railay e achei que foi de bom tamanho!! De Railay é isso!! Próximo phi phi… 😊
  3. VIAGEM + AO NANG Meu voo foi Porto Alegre - Bangkok ( comprei poa-sp pela gol, o resto etihad)... cheguei em Bangkok de manha… a viagem é muuuuito longa, foram praticamente 2 dias entre voos e aeroportos! Pensei " essa Ásia tem que valer muito a pena mesmo!" Minha ideia inicial era ficar em Bangkok nesses primeiros dias, mas mudei de ideia e resolvi já ir direto para o sul! Cheguei em Bangkok de manha e marquei voo pra Krabi a tarde! Foi bem cansativo esperar mais essas horas depois de um voo tão longo! Mas acho que valeu a pena! Comprei o trecho Bangkok-krabi pela Thai Smiles Airways mais ou menos uma semana antes da viagem! Comprei pelo site trip.com e deu tudo certo (nao consegui usar meu cartao de credito direto no site da empresa aérea). Paguei 410 reais! Essa empresa da direito a despachar uma bagagem! a Maioria das low Cost aqui não permite, e o peso da bagagem de mão de algumas é só 7 kg! ( minha mochila era pequena mas tinha 8kg)! Lembrando que Bangkok tem 2 aeroportos! Eu saí do principal mesmo! No aero comprei o chip de celular da DTAK… eu tinha lido que era uma empresa boa e pegava nas praias… E realmente, até nas ilhazinhas eu tenho sinal! Paguei 599 bahts ( 88 reais) para 15 dias. Chegando no aero de Krabi, bem na frente do desembarque tem um onibus de transporte pra krabi town e ao nang… 150 bahts ( 22 reais)... a viagem dura em torno de 1 hora ( eu acho) dormi o trajeto todo 😂! Eu tinha reservado um hostel em Ao nang e o o ônibus me deixou na porta. Em Krabi tem a opção de ficar em Ao Nang ou Railay! Eu tinha lido que Ao Nang é mais movimentado e tem mais coisas para fazer… Railay é lindo mas é menor, menos estrutura e tem que chegar de barco! Optei por passar a primeira noite em Ao nang. Os barcos de Ao nang pra Railay saem durante o dia.. Como eu cheguei à tardinha deixei pra ir no dia seguinte! Reservei o Hostel Pop-in em Ao Nang, quarto privado! Paguei 120 reais a diária! Achei ótimo, quarto e cama enormes, banheiro privado (chuveiro meio frio, mas acho que o banho frio me fez bem 😂). Sai para dar uma caminhada à noite em Ao Nang, realmente a rua principal é super movimentada, muitos restaurantes, casas de câmbio, farmácias, lojas de conveniência ( seven/eleven é a mais famosa aqui). Troquei dinheiro, comprei protetor solar que eu não trouxe do Brasil ( são suuuper caros aqui, próxima vez vou trazer) comprei comidinhas na 7/11 e comi no hostel mesmo! O hostel tem um bar de frente pra rua principal, tomei uma Singha ( cerveja local) e fui dormir ! Acordei no dia seguinte, eu já ia fazer check-out e ir pra Railay! Antes disso fui dar uma caminhada na praia, que nao tem nada de incrivel! Tomei cafe da manha no The Coffee Club, é uma rede, vi vários por la..achei maravilhoso, pratos lindos de café da manhã… mas bem carinho! Acho que me custou uns 400 bahts ( 60 reais ). Peguei minha mochila e fui em direção à praia que é de onde saem os barcos pra Railay! o hostel era um pouco longe… na esquina da rua principal com a praia tem uma banca vendendo os tickets! Pedi um de ida para Raialy ( acho que foi 100 baht - 15 reais). É uma bagunça, os barqueiros gritando "Railay, Railay " e eu correndo atrás! Detalhe que o embarque é dentro da água… já fui preparada de bermuda, havaianas e mochila nas costas! Cheguei em Railay….. que vou falar no próximo post 🤗
  4. Oi pessoal!! Vou fazer aqui meu relato de 20 dias na Tailândia 🤗🤗 Estou fazendo esse "diário" durante a viagem… pois se deixo pro final acabo não fazendo… Vim sozinha e organizei tudo por conta… Nao sei se vou conseguir anexar fotos aqui mas estou postando tudo no instagram @aleleviajando Sobre os gastos, não sou uma pessoa faz as contas da viagem direitinho, mas vou tentar ir relatando mais ou menos o quanto gastei 😊 Data: Saída do Brasil 12/02, retorno programado para 03/03! Na Tailândia efetivamente terei 17 dias inteiros! Passagem: peguei uma promoção pela air china por 690 dólares uns 2 meses antes da viagem… pesquisei pela Skyscanner e comprei diteto no site deles...10 dias antes da viagem minha passagem foi cancelada em função do corona vírus! 😫😫😫 pensei em desistir de tudo pois achei q seria impossível encontrar uma nova passagem… mas encontrei de última hora na Etihad por R$ 4,200 … pesquisei pela skyscanner e comprei pela submarino viagens ( que estava vendendo por menos que a própria empresa aerea) 🤷… foi bem mais cara que a da Air China, mas ainda considerei "sorte" por ter sido comprada em cima da hora! Seguro Viagem: faço sempre naquele site "segurospromo" usando cupom de desconto das blogueiras! Gastei 189 reais pros meus 20 dias ! Dinheiro: importante levar dólares ou euros! Difícil trocar reais aqui! Dei esse azar também que na semana anterior a viagem o dólares deu uma disparada… chegou a 4,56… trouxe comigo 700 dólares e cartão de crédito! Mala: vim só com uma mochila de 34 litros! Fui bem econômica na bagagem… biquinis, vestidos, shorts e blusas… uma calça comprida e uma jaqueta que vim usando no voo... de calçado só uma havaiana, uma sandália dessas de trilha ( pra mim substitui o tenis), e uma Melissa mais bonitinha... Uma saia longa e umas camisetas com manga pois vou precisar para os templos! Trouxe liquidos em frasquinhos!! Minha mochila ficou com 8 kg! Como sou meio compradeira talvez na volta eu comprei mais uma mochila e despache a maior! Roteiro: Bom… Tailândia e proximidades tem muuuuuita coisa… com certeza merece uns 3 meses de viagem! Como eu gosto de ficar bastante tempo em cada lugar e fazer as coisas bem com calma resolvi fazer só Tailândia e focar mais em Bangkok e nas praias! Vou deixar o norte da Tailândia pra uma próxima… acabei deixando o meu roteiro mais ou menos pronto antes de ir com alguns dias livres pra decidir aqui! Conheci vaarios gringos aqui que deixar pra reservar tudo de ultima hora… não sabem pra onde vão no dia seguinte… eu já prefiro sair do Brasil com as coisas mais ou menos planejadas! Fiz as reservas de hoteis/hostel pelo booking.com… acabei fazendo uma pelo hostel world e me arrependi… booking por enquanto não me deu problemas! Bom… agora vamos à viagem… no próximo post!
  5. SALKANTAY TREK DIA 2: FOmos acordadas no nosso Iglu bem cedinho, antes das 5h da manhã! Aos nos acordarem ja nos entregavam um chá de coca bem quentinho! Acho que não falei antes, cada iglu tinha 2 camas de solteiro, dividi o meu com a Jules, americana que também tinha ido sozinha! Estava bem frio, nos arrumamos, preparamos as bolsas ( a que iria com a gente e a que iria com os cavalos) e fomos tomar café da manhã. Nesse momento o guia reforçou o que já sabiamos, que esse seria provavelmente o dia mais dificil, com maior subida e maior altitude, e que se alguem quisesse poderia subir a primeira parte de cavalo. Um rapaz do grupo que ja estava super acostumado a fazer trekking acordou se sentindo super mal por causa da altitude, já a menina que estava mal no dia anterior acordou super bem. Eu que nunca tinha feito trekking e nao sou nenhuma atleta tambem estava me sentindo super bem! Ou seja, a altitude é uma desgraça e pode afetar qualquer um! Somente o rapaz foi de cavalo e o resto do grupo seguiu a pé. Nosso acamamento ficava a 3900m de altitude - durante a manha, que seria a parte mais puxada, subiriamos ate o ponto mais alto a 4600m - depois ainda teria uma longa caminhada porem de descida. Eu estava com tanto medo da manhã do segundo dia que me preparei psicologicamente para a pior coisa da vida... E decidi que eu iria devagar e sempre. Então fui assim, sem me apressar, sempre entre as ultimas do grupo, e assim caminhamos durante 3 ou 4 horas, fazendo algumas paradas no meio do caminho, até o ponto mais alto da trilha. Esse dia era frio, pegamos um pouco de chuva, então o tempo tambem não ajudou! Tenho asma e também tive que fazer algumas paradas para usar minha bombinha. Enfim chegamos ao ponto mais alto, uma sensação de alivio e de que não tinha sido tão dificil assim! Lá em cima nosso cozinheiro estava nos esperando com chá de coca e sanduiches ! Tinhamos chegado ao ponto mais alto mas estavamos looonge de chegar ao acampamneto final. Ali iniciariamos nossa descida, aproximadamente 1h e meia ate o local de almoço, que foi um trajeto de descido mas frio e com chuva. Após o almoço ainda caminhamos algumas horas até chegar ao acampamento final. No tota foram em torno de 22 km nesse dia 2. Nesse dia o acampamento era bem mais simples, porem com energia eletrica, chuveiro quente e cerveja gelada !!!! Nosso grupo era tão legal que os primeiros que chegavam ja esperavam os retardatários ( eu) com uma cervejinha gelada aberta! Após a cerveja corri para o banho antes que formasse fila. Melhor banho da vida, só nao fiquei 1 hora por consciencia ecológica mesmo! Depois disso tivemos o lanche com pipoca e biscoitos, logo depois a janta, e novamente dormimos cedo. Nesse dia a estutura era bem mais simples mas tambem não era uma noite fria, então foi tanquilo para dormir. O combinado era acordamos bem cedinho com a promessa que o dia 3 seria um dia de descanso.
  6. TRILHA SALKANTAY DIA 1: Como combinado, uma van da agencia nos buscou em torno das 4:30 no Hostel. Fui com uma mochila que eu carregaria durante todo o dia, nessa mochila levei agua, capa de chuva, celular, go pro, snacks, protetor solar, repelente, chapeu, jaqueta, dinheiro, documentos.. então ela não ficou muito leve... na outra bolsa, que iria com os cavalos, coloquei as outras mudas de roupa, necessaire e o saco de dormir. Viajamos umas duas horas de Van, tomamos café da manhã em Mollepata... pagamos uma tava de 15 soles se não me engano para entrar na região ( cobram de todos os turistas) e depois viajamos mais um pouco até Sayllapata onde a trilha começaria. Lá o guia nos entregou os trekking poles que tinhamos alugados, entregamos as bolsas ao nosso carregador e iniciamos a trilha... o Inicio era numa altitude em torno de 3200m e o destino já era o acampamento em que dormiriamos naquele dia onde chegariamos em torno do meio dia. O acampamento era em Soraypampa em torno de 3800m de altitude ( eu nao lembro de nada disso, estou consultando o mapa que ganhamos no dia ) Essa caminhada inicial foi bem puxada, bastante subidas e muitas pedras. Como era o primeiro dia, os guias fizeram varias paradas para descanso e para aguardar os que ficavam mais para trás ( geralmente eu !). Comecei a triha com blusa curta, blusa longa, jaqueta impermeavel, gorro... 5 minutos depois eu ja estava só de camiseta... aí nas paradas tinha que colocar a jaqueta de volta... por isso foi bom uma mochila espaçosa e roupas não muito pesadas... O dia estava bonito, sem chuva, e a paisagem era linda... chegamos finalmente no acampamento, onde fomos distribuidos em "Iglus". Essa empresa com a qual fiz o passeio tem acampamento proprio nessa primeira noite, e os iglus são uns amores, de vidro, e à noite dá pra enxergar as estrelas ( ou a chuva). As outras empresas ficam em acampamentos na mesma região, em barracas comuns. Bom, nos acomodamos nos nossos iglus, nos quais tinhamos camas com colchão e cobertor, e logo o almoço estava pronto. As refeições eram sempre fartas e deliciosas! Tinhamos 2 cozinheios que nos acompanharam durante todo o trajeto! Outra coisa legal era que eles faziam pratos especiais pro pessoal que era vegetariano e para uma menina que era gluten free! Após o almoço, chá de coca e uma horinha de descanso fizemos uma caminhada até o Humantay Lake! A caminhada é pura subida e o finalzinho cheio de pedras! acredito que uma hora e pouqinho para subir, e um pouco menos para descer. Essa caminhada era opcional, apenas uma menina do nosso grupo acabou não fazendo pois estava ruinzinha pela altitude. O Lago é lindo e fica aos pés da montanha Humantay! Ficamos um pouco la, tiramos fotos e retornamos. Chegamos no acampamneto já era final da tarde... tomamos um chá da tarde com pipoca, biscoitos... e logo já jantamos e dormimos cedo! Eu já sabia que essa seria a noite mais fria de toda a trilha, li alguns relatos assustadores de grupos que sofreram muito com o frio... Fui preparada, levei calça e blusas térmicas ( que comprei em cusco mesmo) e ainda coloquei por cima todas as ropuas que eu tinha, varias meias, luvas, alem do saco de dormir e do cobertor. Com tudo isso consegui dormir bem... acho que o fato de estarmos em camas nos iglus tambem ajudou.. não senti frio e dormi que nem uma pedra.. Realmente é incrivel dormir conseguindo enxergar as montanhas cobertas de gelo... Sobre banho... Nesse dia tinhamos uma estrutura razoavel, com banheiros, porem sem agua quente!! A agua era muito muito gelada, dificil até de lavar as mãos, ou seja, todos enforcaram o banho. ( exceto a mesma menina que passou mal pela altitude, resolveu tomar um banho gelado! E foi terapeutico, no outro dia ela estava ótima!) Se não me Engano o total de caminhada desse dia foram 14 km !
  7. DIA 9: O dia 9 foi um dia de descanso... no dia anterior tinha ido à Rainbow Mountain, e no dia seguinte eu iniciaria a trilha Salkantay. Caminhei pelo cento de Cusco, comprei algumas coisas que eu ainda precisava para a trilha ( lanterna, repelente, protetor solar) e à tarde fiquei decansando no Hostel. Inclusive foi esse o dia que iniciei meu relato aqui no mochileiros À tardinha eu e a Jules (americana que faria a Salkantay junto comigo) fomos até a reunião com o nosso guia. Ele nos deu algumas orientações sobre o que levar e sobre como seria a trilha. Nesse dia conhecemos nosso grupo formado por 11 pessoas, alem dos 2 guias que nos acompanhariam o tempo todo. Na trilha cada um carregaria sua mochila mas tambem tinhamos direito a levar uma bolsa extra, com até 5 kg, que seria levada pelas mulas / cavalos até os acampamentos da noite. Após a reunião fomos jantar num restaurante orgânico muuito bom chamado "Organika"... Depois fomos pro Hostel arrumar nossas bagagens para o dia seguinte... nossa Jornada iniciaria as 4h da manhã... fiz check out e deixei no deposito do hostel uma mochila com coisas desnecessarias que eu nao levaria para a trilha...
  8. DIA 8: A van para a Rainbow Mountain nos buscou no Hostel entre 3-3:30, tinham mais umas 5 pessoas do meu Hostel no mesmo grupo. A viagem até lá duraria umas 3 horas, ainda paramos para tomar café da manha na metade do caminho, que estava incluído no pacote. A paisagem era linda, mas assustadora... Partes da estrada são bem estreitas e próximas a precipicios... cada vez que vinha um carro no sentido contrário era uma emoção... Enfim, chegamos vivos! Eu ja sabia que seria um dia dificil! saimos de Cusco onde a altitude é 3400m e fomos até 4400m. Aí iniciaria uma trilha até as montanhas, e chegariamos a uma altitude final de 5100m. Eramos um grupo de umas 12-15 pessoas, tinhamos um guia que nos orientou que a subida levaria em torno de 2h e 30, 3 horas e nos encontrariamos todos la no topo da montanha para descermos juntos. Bom, começamos a subida e nos primeiros 2 minutos eu ja estava exausta e resolvi ir bem devagarinho, devagar e sempre... Nosso grupo acabou se dividindo, uns chegaram antes, outros depois, outros nem chegaram. A subida é dificil mesmo e o pior de tudo é a altitude... eu ja estava na altitude ha alguns dias e isso me ajudou, não senti taaanta falta de ar. Pros que sentem mais falta de ar ou não querem mesmo se cansar, tem a opçao de subir de cavalo... a qualquer altura do caminho tem cavalos disponiveis, e muita gente acaba subindo algum trecho com eles... se não me engano era algo em torno de 60-80 soles a subida. Lembrando que os cavalos não podem ir até o fim, a parte mais ingrime lá no final todos tem que caminhar mesmo. Bom, a minha estrategia de ir devagar e sempre funcionou, fui fazendo varias paradas no caminho e admirando pois cada pedaço da trilha é realmente lindo, e demos muita sorte com o tempo que estava ensolarado. As paisagens desse passeio são realmente algo sem explicação, para mim foi o dia mais bonito de toda a minha viagem. Chegamos no topo da montanha, acredito que depois de umas 3 horas, eu e duas brasileiras que estavam na mesma excursão. La no topo, nos 5100m, ventava bastante e a maioria das pessoas tinha algum tipo de mal estar ( dor de cabeça, falta de ar).. Tiramos um milhão de fotos, admiramos a vista, e começamos a voltar, o que levou mais uma hora e meia mais ou menos. Na volta paramos para almoçar na estrada e seguimos em direção a Cusco.. ontem chegamos em torno das 17 - 18 horas. Eu e as brasileiras que conheci nesse dia ainda chegamos e fomos em uma pizzaria de Cusco, sem não me engano o nome era El Tabuco e a pizza era deliciosa! Depois fomos dormir, quase mortas
  9. DIA 7: Cheguei em Cusco cedinho e a Peru Hop me largou no Hostel, nesse dia encerrava meu passeio com a Peru HOP. Fiquei no Hostel Pariwana, a mesma rede que eu havia ficado em Lima. O Hostel era bom, era grande, tinha sala de TV, de internet, bar e restaurante, mas não achei a comida muito boa! COmo cheguei cedinho não pude entrar no meu quarto, fiquei um pouco na sala de TV. Meu plano nesse primeiro dia era só dar uma passeada pela cidade e fechar os dois passeios que queria fazer a partir de Cusco: Rainbow Mountain e trilha Salkantay! Eu ja tinha lido muuuito sobre a Salkantay mas tinha deixado para fechar o pacote la por recomendação aqui do mochileiros... No final da manhã fui fazer um Walking tour com uma empresa que achei no google mesmo ( http://www.fwtperu.com/cusco-city.html) .. achei bem bom, caminhamos pelo centro da cidade e terminamos o tour em um bar / hostel na parte mais alta da cidade com uma vista linda! Almocei com um pessoal americano que conheci no tour, fomos no restaurante Uchu, era um pouco caro e porções pequenas mas a comida deliciosa! Provei carne de Alpaca . No almoço conheci uma menina que iria começar a trilha Salkantay no mesmo dia que eu.. Ela me falou que havia fechado com a empresa Salkantay Trekking - eu ja havia lido sobre essa agencia, que era considerada uma das melhores mas tambem a mais cara ... de qualquer jeito acabei fechando com eles nesse dia e não me arrependi pois eles realmente oferecem uma estrutura ótima. Alem de fechar a viagem, aluguei trekking poles e saco de dormir. Na véspera da viagem ainda teríamos uma reunião com o nosso guia para ele nos dar as orientações. Nesse dia fechei também o tour para a Rainbow Mountain que eu faria no dia Seguinte. Fechei com a empresa Rasgos del Peru que tem representante dentro do Hostel Pariwana. Nesse dia ainda visitei o Mercado San Pedro que achei bem legal - cusco tem muuuita loja, muuita coisa para comprar, então realmente da pra deixar pra comprar todas as lembrancinhas lá! Nesse dia jantei no Hostel e novamente fui dormir cedo pois o passeio pra Rainbow Mountain iniciava as 3h da manha!!!!
  10. DIA 6: A Peru Hop me pegou cedinho no Hostel e a proxima parada seria Puno. Chegaríamos em Puno e torno do meio dia. Havia a opção de dormir em Puno ou apenas passar o dia lá e seguir à noite para Cusco, que foi o que eu fiz. Uma observação sobre a altitude. Eu nunca tinha estado em lugares altos, o maximo foi a serra Gaucha aqui pertinho de Porto Alegre então não sabia como meu corpo ia reagir. Lima fica basicamente ao nivel do mar, Arequipa a 2.300m e Puno a 3.800m, entao esse dia seria o de maior subida. Varias pessoas que estavam na excursão comigo sentiram-se mal, eu tive apenas dor de cabeça nesse dia. Chegando em Puno larguei minha mochila num hotel conveniado com a Peru HOP e fui passear pela cidade, entrei em um restaurante aleatorio onde me serviram uma quantidade enorme de comida, chá, sobremesa por 10 soles. A tarde fui fazer o passeio de 2 horas no Lago Titicaca que foi muito legal. COnhecemos as Ilhas Flutuantes e pudemos conhecer a rotina e a moradia de algumas familias que vivem por lá, vale bastante a pena. Algumas pessoas fazem o passeio longo e acabam dormindo em casas de moradores locais nas ilhas, deve ser uma experiencia interessante. Enfim, fiz o passeio curto e voltei para Puno. Lá ainda fomos jantar numa pizzaria ( MUCCHU PIZZA, muito boa !!!) e as 21 horas segui com a Peru Hop em direção a Cusco.. Passei a noite no onibus que tambem foi bem confortavel, chegamos em torno das 5h da manhã em Cusco...
  11. DIAS 4 E 5: Dias 4 e 5 foram em Arequipa. Fiquei no Hostel Wild Rover... Bom, é um Party Hostel... bem animado, talvez um pouco demais pra quem gosta de mais tranqulidade ( cheguei a ser acordada, no meu quarto, pelo cara do bar me oferecendo free shots) ou seja, não é hostel pra quem dorme cedo ... mas achei agradável, tinha uma piscina, um bar, free shots (sim, ate demais) e restaurante... Dei um pouco de azar em Arequipa pois cheguei num sabado e no domingo seria o dia de Censo, e pelo jeito eles levam o Censo muito a sério, pois estava anunciado que nesse dia ninguem poderia trabalhar, sair de casa, fazer passeios. Eu queria muito fazer o passeio do Colca Canyon, tinha programado fazer com a agencia vinculada à Peru Hop mas eles não fariam o passeio no dia seguinte devido ao Censo, Saí pela cidade em busca de uma agencia que fizesse o passeio, até que encontrei a PERU ADVENTURE TOURS que me falou que faria o passeio normalmente então agendei para o dia seguinte. Nesse momento ja me cobraram uma tava de 70 soles ( acho) que os estrangeiros teriam que pagar para entrar na região Colca Canyon. O resto do dia aproveitei para passear pelo centro de Arequipa e sinceramente foi a cidade do Peru que menos me agradou. Acabei ficando grande parte do dia no Hostel, tomei banho de piscina, encontrei uns amigos que tinha feito em Lima no mesmo Hostel e fui dormir cedo pois no outro dia acordaria cedo para o passeio (até ser acordada com o shot na minha boca, mas logo dormi novamente). O passeio foi um desastre, iriam me buscar as 4h e me buscaram as 6h. Nessas 2 horas o recepcionista do Hostel ficou me ajudando tentando ligar para os fones da agencia, que inicilamente atendiam e depois pararam de atender, eu ja estava voltando pra cama quando eles apareceram. Chegando na região, o guia foi pagar nossas entradas, e descobri que a taxa para brasileiros era 40 soles e não os 70 que eles me cobraram, ou seja, fui enganada. Insisti 3 ou 4 vezes pro guia ate que ele me devolveu 30 soles. O Colca Canyon em si era lindo e por isso valeu o passeio, mas a organização foi péssima, NÃO RECOMENDO A AGENCIA. Voltei para Arequipa e novamente dormi cedo pois no outro dia pela manhã a Peru HOP me buscaria no hostel. Uma observação sobre o clima peruano... Arequipa foi a cidade com maior amplitude termica eu acho.. de manha eu usava camiseta, fleece, jaqueta impermeavel, cachecol, calça, bota.. 2 horas depois eu estava tomando banho de piscina num sol de rachar... Antes de ir eu ja tinha visto aqui no mochileiros as dicas para levar camadas de roupas para ir tirando e botando ao longo do dia e realmente me ajudou! Levei um fleece mais uma jaqueta impermeavel / corta vento fininha e acho que foi ideal.
  12. DIA 3: Após mais uma caminhada pelas dunas e almoço no hostel deixei Huacachina no início da tarde com a Peru Hop, nesse dia ainda fizemos um passeio pela região que produz pisco e passamos por Nazca, lá se pode ver algumas das linhas de Nazca ( que são uns desenhos famosos aqui no peru no meio do deserto e existem algumas teorias diferentes de como eles apareceram lá..).. Quem quer ver melhor as linhas tem a opção de fazer um passeio de avião. Como avião não é a minha praia não me interessei no passeio e segui viagem. Nessa noite paramos em um local para jantar por 10 soles e seguimos viajando a noite toda de ônibus para Arequipa! O ônibus era bem confortável, com cobertor, filme e um espaço relativamente bom para as pernas... Chegamos em Arequipa pelas 5 da manhã....
  13. DIA 2: Dia de deixar Lima e começar minha viagem com a Peru Hop! Eles me buscaram cedinho no hostel e o primeiro destino foi Paracas! Optei por só passar algumas horas lá e seguir viagem! A cidade em si é super pequena e fiz um passeio pela reserva natural de Paracas que foi lindo e estava incluído no passeio! Existe também um asseio de barco lá mas para isso teria q passar a noite em Paracas então acabei não fazendo. No mesmo dia segui com a Peru Hop para Huacachina, um vilarejo no meio do deserto. Fiquei no Hostel banana's adventure e achei muito bom! Camas e banheiros bons e uma área com piscina e bar com ótimas comidas! O hostel é mais caro que os outros mas tem o passeio de Buggy e sandboard incluído! Fiz com eles e foi bem divertido! Como a cidade era muito pequena acabei ficando maior parte do tempo no Hostel ou passeando pelas dunas...
  14. DIA 1: Fomos eu e minha mochila (não despachei) num voo da Avianca direto de Porto Alegre para Lima. Cheguei em Lima pelas 9:30. O aeroporto fica longe da cidade e o melhor jeito que encontrei foi ir de táxi mesmo. Logo na saída do desembarque existem várias empresas de táxi mas eu fui direto no guichê da Táxi Green ( já sabia que era a mais em conta) que me cobrou 60 soles para ir até Miraflores, esse preço é tabelado e eles aceitam cartão de crédito. Chegando em Miraflores fui direto na Peru Hop, que é uma empresa que faz o trajeto de Lima até Cusco parando em várias cidades. Descobri essa empresa aqui no Mochileiros e recomendo muito! Facilitou muito a minha vida por aqui. Eu não havia reservado do Brasil pois quando fiz contato me.informaram sobre uma taxa de 8%, então deixei para comprar quando chegasse em Lima, e para a minha tristeza comprando direto na agência também tinha taxa... então o valor seria o mesmo se tivesse comprado do conforto do meu sofá no Brasil 🙄 Por causa do fuso horário eu já tinha feito tanta coisa naquele dia mas ainda eram 10h da manhã... Fui então conhecer o shopping Larcomar e tomar café da manhã ( a vista de lá é linda) , fui no Parque del Amor, parque John Kennedy. Cheguei no Hostel então no início da tarde para fazer o check-in. O hostel que fiquei foi o Pariwana, achei ótimo, o quarto era confortavel, tinha bar e restaurante, acabei almoçando por lá por uns 15 soles... A tarde o hostel ia fazer um walking tour para um bairro chamado Barranco, fiz o tour e acabei ficando por lá para a janta com o pessoal do Hostel... Fomos num restaurante de Ceviche ( Canta Bana) e o Ceviche era em torno de 40 soles... Muito bem servido! Depois disso voltamos para o Hostel de ônibus ( a passagem de ônibus custa 1 sole 😀) e logo fui dormir pois o dia foi longo e no dia seguinte a Peru Hop ia me buscar bem cedinho...
  15. Oii pessoal! Vim para o Peru ( estou aqui agora!) graças a muitos relatos que li aqui e que me encorajaram a pegar minha mochila e vir!! Então agora vou tentar fazer o meu relato também! Bom, eu consegui 17 dias de folga e consegui boas passagens para o Peru, chegando em Lima e saindo de Cusco. Meu plano então era nesses 17 dias ir de Lima a Cusco por terra e fazer Macchu Pichu no final! Sobre a mochila e roupas... Comprei uma mochila Quechua de 40 litros na Decathlon, ela é realmente pequena então não trouxe muita coisa. Não vi ninguém com uma mochila tão pequena quanto a minha 😂, vi a maioria das meninas com mochilas de 50, 60, 70 litros... Como meu plano era fazer a trilha Salkantay já comprei essa mochila menor para usar na trilha. Além disso comprei bota e meias para trekking ( que estou usando durante toda a viagem) e várias camadas de roupas ( camisetas manga curta, camiseta mais grossinha manga longa, fleece e jaqueta impermeável)... Além disso trouxe shorts, vestido de verão, maiô, havaianas e já usei todos eles! Trouxe do Brasil também capa de chuva e capa impermeavel para a mochila... Sobre ir sozinha... Não é a primeira vez que viajo sozinha então quanto a isso eu fiquei bem tranquila... Geralmente fico em hostels e acabo conhecendo outros viajantes solitários 😂 encontrei algumas meninas no Instagram que haviam feito a trilha Salkantay então consegui muitas dicas! Sobre reservas... Reservei antes somente os Hostels pelo HostelWorld pois eu já sabia meu itinerário... Passeios e a trilha deixei para reservar tudo aqui! Sobre gastos... Não sei ainda quanto vou gastar... Mas o Peru é muito barato... Eu trouxe alguns dolares, que rendem muito quando se transformam em soles 💰💰 e mais cartão de crédito... Mastercard é menos aceito que Visa nos lugares...e a maioria dos lugares cobre uma taxa entre 6 e 8% para compras no cartão... alem do IOF que vou pagar depois! Bom vou contar um pouquinho sobre cada dia da viagem abaixo..... Vou tentar colocar umas 3 fotinhos de cada dia nos posts! Quem quiser ver mais pode ver la no meu insta @lelerech !!
×
×
  • Criar Novo...