Ir para conteúdo

silvadeia

Membros de Honra
  • Total de itens

    155
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

3 Neutra

Bio

  • Ocupação
    guia de ecoturismo

Outras informações

  1. Tempoamigo, realmente deve ser maravilhoso!!! Claro que existem lugares melhores do que o Brasil para a pratica de montanhismo, mas isso nao nos torna orfaos de montanhas. Temos muitas por aqui!
  2. O Brasil possui vááárias montanhas lindas! Me sinto privilegiada por não precisar sair do meu país para escalar, aliás, nem preciso sair do meu bairro, mas as vezes queremos algo diferente do que costumamos fazer, esse ano estarei indo para o Aconcágua, um sonho que tenho a muito tempo.
  3. Oi Luli, eu ia falar isso agora! rs A lista é bem util, mas tá grande demais. Costumo levar coisas diferentes na mochila, dependendo do tipo de trilha que vou fazer. Tipo, de um dia, Travessia, que leva muitas horas, poucas e dependendo também do nível de dificuldade.
  4. quote:Originally posted by ivaozim Bom, particularmene nao compraria a Trilogia......pq? Porque e muito cara....vcs acham ke compensa pagar esse preço todo por uma bota ke vai durar no meu pe uns 2 a 3 anos...a minha Agrest ta prevista a durar isso ae....e e metade do preço..... Particularmente nao disponho de muitos recurços...e é essa a minha opniao...o ke vcs acham? eu to muito errado ou ate ke tenho um noçao a coisa? Vamos discutir que e assim ke agente vai aprendendo! id="quote">id="quote"> Eu também não tenho muita grana, mas se tratando de equipamentos, como uso muito, não tenho pena de pagar caro, o importante pra mim, é a qualidade do material independente de preço, mas é claro que se vc tem um produto tão bom quanto o outro, sendo mais barato, não tem porque comprar o mais caro. O ideal é unir custo/benefício. Acho que vc está certo, já que a vida útil das duas botas é a mesma, fique com a mais barata. Agora...não é só a vida útil que conta, o conforto também conta, tipo de solado, se entra agua ou não...Bjs.
  5. Muito boa! Mas existe mesmo? rsrsrs ótimo preço. Que bota é essa?
  6. Oi Batata, eu tenho a Discovery e estou gostando muito dela. Pro nível de barraca acho que o preço de 490,00 esta muito bom. O modelo que tenho é a Light, mas pretendo pegar a Mountain agora. Eu não achei pesada não e fechada fica um tamanho muito legal para levar na mochila. Bjs
  7. quote:Originally posted by trotatorres Andrea, um amigo comprou a triologia semana passada, fez M.? id="quote">id="quote"> Trota, não sei mesmo! rs. O Snake ficou de me ligar para dar mais informações, mas não ligou. Ele disse que não tem a mesma qualidade das que ele fabricava, mas não disse que é ruim. Vamos esperar pra ver né? Já foi comprada mesmo! rs. Seja o que Deus quiser... hahaha
  8. silvadeia

    Fleece

    cmcf, pra ficar fácil de entender, os fleeces são os casacos térmicos que usamos por baixo dos Anoraks, esses nos protegem do vento e chuva e o Fleece, também chamado de Pile, são usados para proteger do frio.
  9. silvadeia

    Fleece

    Olá Batata, acho que texto vai ajudar bastante na sua dúvida sobre Fleece: Denominado "fleece pile" é uma categoria de tecidos com um tipo de construção definida, largamente utilizada para criar camada de isolamento térmico para atividades em ambiente natural, esportiva ou não. O desenvolvimento dessa categoria de produto levou a diversificação e atualmente são tantas opções disponíveis que o termo fleece acabou ficando mais vago do que algumas categorias clássicas como lã. O lado bom disso tudo é o fato de hoje existir tecidos dessa categoria especificamente desenvolvida para todo tipo de uso. Para se ter uma idéia, muitos bichinhos de pelúcia são confeccionados em fleece. Existem vários fabricantes de fleece no mundo. Provavelmente o mais conhecido para esportes ao ar livre é a série Polartec da Malden Mills. No entanto existem uma infinidade de similares mesmo de fabricação nacional. Independente do fabricante ou da procedência todos os fleeces possuem alguns adjetivo em comum: 1- Normalmente tem como matéria prima básica fibras de poliéster. 2- São tecidos leves se considerar a espessura. 3- Não retém umidade e secam relativamente rápido. 4- Não impedem o fluxo de ar, exceto os ditos windproofs (Wind Bloc, Windstopper e afins). 5- Não requer cuidados especiais para limpeza. 6- Tendem a formar bolinhas de fibras com o uso, pelo menos em uma das faces. Como Escolher um Fleece para Você Como existem muitos produtos diferentes no mercado você deve tomar cuidado para não fazer uma compra inadequada para o seu fim. Na hora da escolha deve-se considerar alguns parâmetros. 1- Gramatura: Assim como qualquer outro tecido, existem fleeces de diferente gramatura. O volume e o peso do produto são diretamente proporcionais à gramatura e as roupas para atividades esportivas aeróbicas normalmente limitam este parâmetro em torno da equivalência ao Polartec 200. As roupas casuais, por vezes utilizam tecidos mais pesados. 2- Fluxo de ar e transpirabilidade: Esta característica depende de quão fechada ou aberta são as tramas do tecido. Existem também produtos que utilizam tecnologia que os torna virtualmente à prova de vento (Windstopper da Gore e Wind Bloc da Malden Mills). Se você for utilizar a roupa para atividades aeróbicas como corrida ou mountainbike provavelmente seria melhor ter um modelo leve, bem ventilado, que não esquenta tanto durante a atividade, seca bem o suor e serve de abrigo quando você parar. Se a sua atividade for de baixa intensidade talvez seja melhor optar por algo mais pesado ou que tenha trama do tecido mais fechado. 3- Compressibilidade: Independentemente do peso, muitas vezes o volume é um fator limitante na sua mochila. Um produto bem compressível é mais fácil de ajeitar na sua bagagem. O fato de ser compressível significa que o material, em termos relativos tem uma boa relação volume/capacidade de isolação térmica. 4- Elasticidade: O tecido mais elástico permite fabricar roupas mais justas ao corpo, o que os torna mais leves e menos volumosos. Além do mais as roupas mais justas confeccionadas com tecido elástico tende a formar menos dobras nas articulações. Isso permite criar um conjunto de roupas com corte mais técnico e que minimize o problema de fuga de ar quente por bombeamento com a movimentação. 5- Textura: Os tecidos mais macios são mais confortáveis. Os tecidos mais felpudos ao toque tendem a formar mais dobras nas articulações do que os mais lisos. Os tecidos mais fofos tendem a deixar passar mais ar do que os mais densos. Todas estas características podem tanto ser qualidade quanto deficiência dependendo do seu objetivo. Tendo-se os parâmetros para o tecido você deve também atentar para características da roupa em questão. 1- Pulôver (Pullon): Os modelos tipo pulôver com zíper até o meio do peito normalmente são produtos confeccionados em tecidos de gramatura baixa a mediana. Este tipo de corte permite formatar produtos relativamente mais leves e se a trama for aberta são ótimas para atividades aeróbicas como corridas, mountainbike e mesmo caminhada pesada. O fato de não abrir toda a frente não prejudica a versatilidade desde que a trama do tecido permita uma boa ventilação e não retenha a umidade. São ideais para uso esportivo em ambientes não gelados ou como roupas complementares em frio. 2- Jaquetas: Abertura total na frente torna o produto um pouco mais casual, mas isso não significa que não existam alpinistas profissionais utilizando jaquetas para projetos de grande porte. Em ambientes gelados normalmente utilizam-se as jaquetas pois a gramatura necessária para esse tipo de atividade acaba neste grupo de produto. 3- Ventilação: A maioria dos fleeces tem uma boa capacidade de ventilação. Obviamente os produtos com trama mais aberta ventilam mais do que as fechada. Uma atenção deve ser dada para os produtos confeccionados com tecidos à prova de vento (Windbloc, WindStopper, etc) pois caso queira utilizar produtos desse grupo para atividades esportivas estes necessitam de abertura axial ou painéis de ventilação. 4- Corte: Existem roupas desenhadas para diferentes fins. Num extremo está o uso esportivo e profissional. Noutro está o uso puramente casual. As roupas desenhadas para alpinistas tende a ser diferentes dos que foram desenvolvidas para corredores de trilha. Também devemos considerar que nos países temperados os trabalhadores (pescadores, carpinteiros, carteiros, operários entre outros) usam este tipo de roupa. Então existem produtos para todos os fins. Defina o seu. 5- Composição: Uma roupa não precisa ser integralmente confeccionada com um único tecido ou tipo de fleece. Pode haver uma composição de diferentes produtos (mesmo dentro de uma mesma categoria) para otimizar os adjetivos desejáveis. Isso possibilita a confecção de roupas que apresentem áreas de características definidas como pontos de retenção térmica, ventilação, evaporação, etc. Existe também a tecnologia que possibilita formatar essas zonas de funções no mesmo tecido sem a necessidade de costurar diferentes produtos. - Polartec: Série de fleeces produzida pela Malden Mills. - Windbloc: Fleece a prova de vento da Malden Mills. Retém muito mais calor. - WindStopper: Fleece a prova de vento da GORE. - Polartec Wind Pro: Fleece Polartec que oferece resistência superior em cerca de 4 vezes em termos de capacidade de ventilação. A retenção de calor é inferior aos materiais a prova de vento. - Polartec 100: Não é um produto específico e sim qualquer fleece da Malden Mills que enquadre na referida gramatura (leve). Idem para 200, 300, etc. - Polartec Thermal Pro e Polartec Regulator: Dos mais compressíveis dos fleeces Polartec, portanto também são aqueles que têm a melhor eficiência térmica em regime de confinamento (em termos relativos com relação ao peso). - Polartec Powerstretch: Fleece de alta elasticidade multidirecional e com superfície externa mais lisa do que o padrão normal (as fibras têxteis que compõem a parte externa do tecido é nylon) é utilizado normalmente para roupas técnicas para uso atlético. - Aleutian Fleece (ou Pile): Define uma gama de tecidos desenvolvidos para diferentes níveis de otimização térmica resultados de trabalho conjunto entre LOWE ALPINE e Malden Mills. Os meus preferidos são Mont Blanc e Solo. Não fazem bolinha e são muito macios e maleáveis. Espero ter te ajudado, bjs.
  10. silvadeia

    Anorak

    Trota, digo que é uma sauna, para o clima do Brasil. Eu sei que os Anoraks não foram feitos para esquentar, mas até o da Trilhas e Rumos, quando vc coloca no calor, esquenta. Tenho o anorak da Trilhas e Rumos, e também acho que entre os nacionais ele é melhorzinho mesmo, gosto de usar ele, mas depois que passei a usar o da Manaslu, vi que é muito melhor. Pelo menos para mim esta sendo.
  11. silvadeia

    Mochilas EQUINOX

    Gosto muito da Equinox.
  12. Bom, eu tenho todos os modelos da Mont Blanc, então posso diser que é a melhor marca nacional.
  13. Anita, tu calça muuuito pouquinho, rs. Nem sabia que existia número assim pra adulto. Não me leve a mal, não estou fazendo críticas ao seu pé, rs, mas achei fofo! Vc ja teve alguma bota? Se sim, procure da mesma marca. A única que acho que possa ter é a Timberland, que trabalha com calçados, desde números infantis até adulto.
  14. Esse lance de preço é complicado saber, porque o fabricante muitas vezes passam para o lojista uma tabela com preços sugeridos, que podem variar de uma localidade para outra. E ainda vai depender da quantidade que cada lojista compra.
  15. Paulo, veja bem, eu não disse que as botas estão dando problemas. Disse que mudou o dono e o novo dono não trabalha com a mesma qualidade do Snake(palavras ditas por ele). Se elas vão dar problema, aí é outra história. Só estou avisando, para o pessoal não achar que estão comprando as velhas Snakes. Bjs
×
×
  • Criar Novo...