Ir para conteúdo

Diego G Cardoso

Colaboradores
  • Total de itens

    128
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

6 Neutra

Sobre Diego G Cardoso

  • Data de Nascimento 01-08-1984

Bio

  • Ocupação
    Eng. Eletricista

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Jéssica Antigamente o problema da Policia Corrupta da Argentina estava nas províncias de Missiones, Corrientes, Chaco e Entre Rios. Mas hoje, pelos relatos de viajantes o problema maior esta só nas províncias de Corrientes e Entre Rios, nos trechos da RN-14 e RP-127. Nas demais estradas Argentina, é muito comum a Policia estar no meio da estrada parando todos os carros, mas isso é padrão, sempre param perguntam para onde vai e liberam.
  2. Jéssica Se você for por Riveira, até Tacuarembó a estrada é boa, depois entrará na Ruta 26, a notícia que tenho é que não é muito boa, mas depois que chegar em Paysandú e descer até Fray Bentos ficará bem melhor. Este caminho já é suficiente para escapar dos policiais da RN-14. Caso tenha a opção de fazer a entrada no Uruguai pela Cidade de Barra do Quarai, me parece melhor. Como estou viajando agora, no retorno estou querendo fazer este caminho por Riveira que lhe passei, só para conhecer, mesmo sabendo que a estrada é um pouco pior.
  3. Eduardo É bem assim que acontece mesmo. Hoje no Brasil os carros novos já vem SEM o extintor, nossa lei mudou e não é mais obrigatório. Para estes casos existe alguns documentos que peguei aqui no site do mochileiros mesmo, que é uma lei Argentina que diz o que é obrigatório e um documento para você relatar a multa que levou e entregar para o governo Argentino investigar a multa, dizem que só mostrando este documento os policiais já desistem de multar. Estou viajando com os dois documentos impressos no carro. Vou anexar aqui. Estou escrevendo agora de Córdoba(AR), estou a caminho de Bariloche também, mas vim por Dionísio Cerqueira (SC), Posadas, Resistência e Córdoba, pela Ruta 11. De Dionísio Cerqueira até Resistência fomos parados umas 10 vezes, mas todas as vezes super tranquilos, só perguntavam para aonde iriamos e liberavam. De Resistência até Córdoba só pararam 1 vez. No retorno irei fazer o mesmo trajeto por dentro do Uruguai, já estou montando o relato dia-a-dia. Formulário incidente Argentina.pdf Viaje en Coche.pdf
  4. O problema de passar pelo Buquebus é o custo, fiz o orçamento antes de viajar e para cruzarmos em 5 pessoas mais o carro ficou muito caro. Evitar este custo possibilita aumentar a viagem uns 5 a 7 dias, dependendo o tipo de viagem. Só acho vantagem cruzar pelo Buquebus se você fizer uma viagem somente pelo Uruguai e quiser fazer um bate-volta em Buenos Aires sem carro, assim acaba valendo a pena este custo.
  5. Olá Mochileiros Em Julho de 2017, fiz uma viagem de carro até Buenos Aires, ficamos uma semana na cidade. Não consegui ainda fazer o relato desta viagem para postar aqui, mas fiz uma rota alternativa para fugir da polícia corrupta argentina, ou pelo menos evitar algumas. No meu trajeto de ida, fiz a fronteira em Uruguaiana-RS e segui pela Ruta 14 até Bs.As., passei diversas barreiras policiais e não fui parado, somente na cidade de Mocoreta é que fui parado, ainda na província de Corrientes , notei que aquela policia é uma policia quase que municipal, na abordagem já pediram vários documentos e eu tinha todos, ai pediram para ver meu extintor de incêndio, e por azar ele estava descarregado, neste ponto foi falha minha em não olhar antes de viajar. Como já é sabido, assim que estes policiais encontram um motivo para multar começa a novela, me falaram em 1000 pesos de multa se pagasse na hora, fiz uma choradeira e mostrei que só tinha reais e que os poucos pesos que eu tinha era para o pedágio, ai o chefe do posto policial até me levou com a viatura até um banco na pequena cidade para sacar, o que achei muito estranho mas topei ir, no banco me fiz de louco e voltei para a viatura e disse que não havia conseguido sacar porque aquele banco era muito pequeno e provavelmente estrangeiros não podiam sacar ali, no caminho de retorno ao posto policial falei para o policial que só tinha R$100,00, ele acabou aceitando e me liberando. Depois desta cidade entrei na província de Entre Rios, e em todos os postos que passei não fui parado. Como a melhor rota de retorno de Bs.As. era pelo mesmo caminho, e eu havia ficado muito indignado com todo o ocorrido, resolvido retornar por um caminho que havia estudado pelos mapas, e com este caminho só passei por um posto policial que acredito não ser de corruptos, pois é num trecho muito movimentado da rodovia. Enfim, a rota que fiz foi, retornando de Bs.As., fui até a cidade de Gualeguaychú-AR e cruzei a fronteira para o Uruguai, chegando na cidade de Fray Bentos, depois peguei a Ruta 24 até a cidade de Paysandú, depois a ruta 3 até a cidade de Bella Unión, cruzando a fronteira para o Brasil na cidade de Barra do Quaraí-RS, o trajeto é todo em asfalto de pista simples em ótimo estado, somente 2 pedágios sendo 1 na fronteira e outra dentro do Uruguai, e somente um trecho de uns 20km com buracos mas que está em reforma, e o mais importante é que não tem policiais corruptos. Com este trajeto evitei de passar pelo menos uns 5 ou 6 postos policiais. Algumas observações sobre este trajeto: - Abasteça antes de entrar no Uruguai, pois a gasolina está mais de R$6,00 o litro; - Você fará uma aduana a mais, mas é bem tranquilo, não precisa nem descer do carro pois é num guichê semelhante aos postos de pedágio, rápido e sem enrolação. - Este trajeto tem pouco movimento, então a viagem rende bem. Vou anexar uma imagem da rota que fiz. Estou planejando em uma próxima viagem fazer outro trajeto semelhante, pelo Uruguai, mas quero fazer a rota Riviera até Fray Bentos, já vi que a estrada é um pouco pior, mas acredito que possa valer a pena, somente para não ter que viajar com medo da policia de Corrientes e Entre Rios. Qualquer dúvida estou a disposição dos colegas mochileiros. Abraço.
  6. Muito bom saber que nossa informações ajudam outras pessoas, assim como outros relatos nos ajudaram muito antes de partirmos para nossas viagem... Estou a disposição sempre que precisar...
  7. Olá Dê uma olhada no relato do Guilherme, roadtrip-paraguai-argentina-chile-e-bolivia-12600-km-sozinho-de-bandeirante-t110511.html, ele cruzou o Paraguai em 2015, mas já ouvi histórias que a estrada estrada esta bem melhor e a policia parece que esta melhorando... Sem contar a garolina dentro do paraguai que parece estar em torno de R$3,00. Se for nos conte como foi a experiencia. Abraço.
  8. Olá Lucas Com certeza o norte Argentino tem muito lugar legal para visitar. Dê uma atenção especial para Iruya, Tilcara e Pumamarca. Caso queira ir com seu Fiesta até o Salar de Uyuni aconselho ir pela Ruta 09 Argentina até La Quiaca, depois seguir até Potosi e retornar até Uyuni, mas não entre com seu carro no Salar, será fatal. Esta rota é asfaltada e em boas condições, para maiores informações sobre esta rota veja o relato do casal gaúcho no site http://viajandodecarro.com.br/. Não se arrisque tentando ir com seu carro através do Chile para a Bolívia, no trajeto que fiz na minha viagem, este caminho só da para encarar se for com uma camionete. Caso queira explorar mais o norte Argentino veja no mesmo site que coloquei ali que este mesmo casal andou por alguns lugares pouco turísticos mas muito interessantes, como Antofagasta de la Sierra, Antofalla e outros. Abraço
  9. Hlirajunior Agora em 2015, fui pra Bonito-MS, Fronteiras do Paraguai e Missões Argentinas. Fiz metade do relato para postar, mas não consegui terminar, muita correria.... E agora estou planejando as férias deste ano, que vão ser em julho... Estou esperando as suas informações atualizadas sobre o cambio e preços na ARG e CHL... hehe .... para ver se vale a pena fazer a minha viagem. Abraço e no aguardo do relato....
  10. Olá Juliana!! Pode entrar em contato sim, é sempre um prazer ajudar, principalmente quando o assunto é viajar. E-mail: [email protected] Abraços.
×
×
  • Criar Novo...