Ir para conteúdo

zahiranader

Membros
  • Total de itens

    4
  • Registro em

  • Última visita

Conquistas de zahiranader

Novo Membro

Novo Membro (1/14)

0

Reputação

  1. Roteiro de Viagem: Brasília – Chapada dos Veadeiros – Goiás Vamos para mais um roteiro? Para os mochileiros e os que querem ser mas tem medo! Dessa vez conheci uma parte do Centro-Oeste, mais precisamente Goiás. Passagem de ida e volta promocional de Campinas para Brasília: R$ 299,00 Total da viagem contando com passagem , alimentação, passeios, hospedagem e compras: 2.058,64 Tempo de viagem mochliando: 23 dias Brasília Chegamos dia 27/12/11, e pegamos um ônibus coletivo de 2,00 para W3, conseguimos a informação no aeroporto e fomos direto para a Ala que tem pousadas bem baratas. Apesar que no fim da viagem soubemos que lá é uma área de prostituição. Quem não se importar... ficamos na Pousada Ala Norte, como uma diária de 80,00o quarto. O endereço exato é: pela via W3 Norte, quadra 703 e 704. www.conhecendobrasilia.com.br A comida é super em conta, o que mais tem na W 4 Norte são restaurantes baratos que oferecem comida a vontade por R$ 7,00 ou R$ 8,00. Da onde estávamos hospedadas, fomos andando para o eixo monumental, onde tem vários pontos turísticos que todos devem conhecer: Congresso Nacional, Catedral Metropolitana de Brasília, Museu de Arte de Brasília, Praça dos 3 poderes e etc. Primeiro dia foi isso, porque no dia seguinte seguimos para São Jorge. Mas no fim de viagem ficamos mais 2 dias por lá e conhecemos outros lugares lindos: ponte JK, o Lago Paranoá, e Erminda Dom Bosco. No último dia íamos no Parque Nacional de Brasília (Água Mineral) e Jardim Botânico porém fomos premiadas por uma bela chuva que nos impediu de fazer os passeios. O ônibus para São Jorge sai das duas rodoviárias em Brasília e tem duas companhias: Real Expresso e Santo Antonio Chapada dos Veadeiros – Vila de São Jorge O ônibus sai da rodoviária nova ou na velha em Brasília, o valor é 39,00 e a viagem dura em média 3 horas. Vale a pena ficar lá, onde tem o agito e fica na entrada do Parque Nacional. A estadia lá não é barata, por isso vale a pena acampar, e mesmo assim tem uns campings maravilhosos com uma super estrutura que cobram uma fortuna. Maaaas ficamos no 4 º Crescente no qual cobrou 15,00 por pessoa, chorando um desconto pagamos 12,50. Ficamos 4 dias no lugar e não deu tempo para conhecer tudo. De lá, dá para fazer alguns passeios a pé, através de trilhas para as cachoeiras do Vale da Lua, Mirante, Cahoeira do Abismo e Raizama. Cada uma é aproximadamente 3km e sempre rola carona na ida ou na volta, porque tem muita gente que vai para os lugares de carro. Eu não tive essa sorte rs... E tem milhares espalhadas em toda região. Nós optamos em fazer os dois passeios no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros: 18 km de caminhada para ver as trilhas das cachoeiras e dos canyons – valeu super a pena, se você tem condicionamento para isso, faça! O guia custa R$ 100,00, fechamos um grupo de 7 pessoas e saiu R$ 30,00 para cada um. Vimos os Saltos do Rio Preto, os Canyons e as Cariocas. Lugares maravilhosos de rara beleza, nos quais fiquei lá boba e agradecida por Deus, só sentindo a energia positiva do lugar e do grupo – lavou a minha alma! Rs Chapada dos Veadeiros – Cavalcante Para chegar à Cavalcante deve pegar um ônibus que sai às 7h da manhã em São Jorge (inclusive pegamos lotado) com destino a Alto do Paraíso, e custa R$ 6,50. Ele passa num ponto pertinho do Camping Tauã. Do Alto do Paraíso, sai um ônibus direto para Cavalcante, na rodoviária, às 11h30 custando R$ 15,00 Como fomos na época de chuvas (dez e jan), esse foi um lugar que não conseguimos fazer nada, passamos dois dias na pousada porque não parou de chover. Quando deu uma calmaria de 2 horas foi o momento de pegar informações sobre os passeios e conhecer um pouco da cidade. Infelizmente nem olhamos a Cachoeira Santa Bárbara... por isso que voltarei em julho! Para ver esse lugar em uma outra época, sem chuvas. Ficamos numa pousada boa mas bem simples, era a mais barata e oferecia uma boa comida caseira: Pousada do Ceará. Pagamos o quarto duplo R$ 40,00, com café da manhã e as refeições eram 7,00 por fora, para comer a vontade. Também tem outra pousada boa a barata, inclusive e da filha do Ceará: Morada do Sol – lá também a diária custava 40,00. Formosa – Goiás Para mim essa cidade foi uma furada, depois de ter passado por outras bem mais interessantes. Ela é bonita, bem estruturada mas sem nenhuma estrutura para o turismo. E os táxis e moto-táxis são loucos para enganar turistas. Fomos enganadas, cuidado com as opções para o passeio para o Tiquira, eles nos largaram na entrada da estrada e ainda faltavam 13 km... em fim, experiência a mais de viagem. Passa na cidade se tiver tempo. Pegamos um ônibus único de Cavalcante que parava em Planaltina, saindo às 14h30 direto e que custou R$ 40,00. Descendo nessa cidade pegamos um coletivo de 3,50 com ponto final em Formosa. Conseguimos negociar com uma pessoa, pagamos a gasolina e assim fomos para a cachoeira do Itiquira, e chegando lá a entrada era 18,00: caríssimo! Mas é lindo! Os outros pontos que nós queríamos muito ir ficava super longe e como eu já disse, não havia estrutura, portanto... não houve jeito de irmos no Buraco das Araras e nem no Poço Azul – passeios para uma próxima viagem. Ficamos numa pousada ao lado da Rodoviária, bem no centro, barata: diária 40,00 o quarto duplo – se chama Pousada São Francisco. Pirenópolis – Goiás Essa cidade sim vale a pena ficar pelo menos 5 dias: linda, estruturada, com várias opções de hospedagem – uma delicinha! Amamos. A cidade tem um ar nostálgico, romântico, como é histórica conserva bem sua arquitetura. Oferece passeios, possuindo dois postos de vendas e todos os passeios é com o guia, alimentos e água. Há várias cachoeiras por perto e é possível fazer as trilhas a pé. Uma que é linda e vale muito a pena são as Cachoeiras Bom Sucesso , que são aproximadamente 3 km da cidade e lá na fazenda apreciamos várias cachoeiras. Também vale a pena ir no Vagafogo que oferece uma trilha super gostosa, um rio uma pequena queda d’água mas que dá para relaxar, apreciar e tomar um banho. Não deixa de tomar o chá de hibisco deles, muito bom e melhora a caminhada! Como pegamos chuva não conseguimos fazer outros passeios, mas já valeu por curtirmos a noite e esses passeios. Eu fui em pontos que não são conhecidos e nem divulgados e minha amiga fez o passeios das Cachoeiras dos Dragões, que são 32 km do centro e que é um passeio maravilhoso com 8 cachoeiras e uma trilha linda passando num mosteiro budista. O ônibus sai de Brasília para Pirenópolis na rodoviária nova. Há duas empresas e fomos pela Santo Amaro que possuía duas opções de horário: 8h30 e 14h30. A passagem foi R$ 23,00 e a viagem durou 3 horas. De Formosa há ônibus para Brasília a cada 10 min, então foi bem tranquilo e a passagem foi R$ 13,80. E em Pirenópolis ficamos na Pousada Imperial, o dono é super atencioso, nos deu um bom desconto e seus quartos são ótimos com um bom café da manhã. Nessa cidade rola muito aluguel de kitchnets, que saem bem mais em conta – soubemos disso só depois maaaas também, naquele momento estávamos querendo um quarto bem aconchegante para curtir aquela cidade linda. Tem muitos campings, mas todos bem longe da cidade, é necessário estar com condução própria. Pagamos pelo quarto duplo R$ 75,00, com ar, limpeza, tv, frigobar, piscina e etc... Caldas Novas – GO Para chegar a esse lugar fizemos a maior peregrinação! Mas vale a pena porque é possível economizar muito na passagem. Fizemos o seguinte: de Piri pegamos um coletivo até Anápolis pagando R$ 4,75 – de lá fomos de coletivo até Goiânia pagando R$ 5,55. Chegando lá pegamos o ônibus na rodoviária para Caldas Novas, custando R$ 27,26 – ao todo a viagem foi de 5 horas. Essa cidade tem a oferecer parques com águas quentes maaas gente! O único que tem água quente de verdade, saindo das profundezas do solo é o Hot Park que fica em Rio quente. Mesmo assim vale a pena, mas já é cidade grande com ar de interior, com muito barulho, bagunça e muvuca. Me parecia praia do litoral sul de SP sabe? Mas é gostoso, tem lugares bem lindos para conhecer como o Lago de Corumbá, o Sesc, o Jardim Japonês, Igreja Matriz. A Feira do Luar foi uma furada: tudo caro e nada de novidade! Parecia que eu andava no Brás. Para comprar malhas e lembranças, assim como doces caseiros, um bom lugar é uma rua no caminho do Di Roma, a rua Coronel Cicilo ou a avenida Orozimbo C. Neto. O Hot Park é lindo e uma delicinha! Mas não oferece toboáguas radicais, mas é o melhor comparando com os outros parques. Super bonito e organizado porém não deu para não notar o banheiro sujo e mal cuidado, com torneiras e descargas quebradas. Comparando com o Beach Park... quanta diferença!! Lá é tudo caro! Leve seu próprio lanche! Nós levamos e não passamos o mesmo nervoso que algumas pessoas passaram ao comprar um cachorro quente por R$ 7,00, que era pão com salsicha seco! Absurdo!! Outro parque aquático que conhecemos foi o Di Roma. Legal, gostoso, mas... povão. Posso parecer fresca falando mas as algumas piscinas estavam sujas, e com um cheiro forte. A piscina dos toboáguas são rasas e bati meu cóquis as duas vezes que cai nela... em fim achei péssimo! Vale para passar um dia, adorei tomar um sol, nadar em algumas piscinas na parte nova que já eram melhores e jogar vôlei com a galera do esporte. Ai sim! Rs Voltei aos 15 anos jogando! Que massa!! Brasília Fim de Viagem Ônibus de Caldas direto para Brasília custa R$ 49,00 e sai em dois horários, às 7h e 14h. A viagem dura 5 horas, para mim foi a mais cansativa. Assim ficamos na mesma pousada de antes e... foi bom demais esses dois últimos dias... [creditos]www.sipoulain.blogspot.com[/creditos]
  2. Roteiro de Viagem: Brasília – Chapada dos Veadeiros – Goiás Vamos para mais um roteiro? Para os mochileiros e os que querem ser mas tem medo! Dessa vez conheci uma parte do Centro-Oeste, mais precisamente Goiás. Passagem de ida e volta promocional de Campinas para Brasília: R$ 299,00 Total da viagem contando com passagem , alimentação, passeios, hospedagem e compras: 2.058,64 Tempo de viagem mochliando: 23 dias Brasília Chegamos dia 27/12/11, e pegamos um ônibus coletivo de 2,00 para W3, conseguimos a informação no aeroporto e fomos direto para a Ala que tem pousadas bem baratas. Apesar que no fim da viagem soubemos que lá é uma área de prostituição. Quem não se importar... ficamos na Pousada Ala Norte, como uma diária de 80,00o quarto. O endereço exato é: pela via W3 Norte, quadra 703 e 704. www.conhecendobrasilia.com.br A comida é super em conta, o que mais tem na W 4 Norte são restaurantes baratos que oferecem comida a vontade por R$ 7,00 ou R$ 8,00. Da onde estávamos hospedadas, fomos andando para o eixo monumental, onde tem vários pontos turísticos que todos devem conhecer: Congresso Nacional, Catedral Metropolitana de Brasília, Museu de Arte de Brasília, Praça dos 3 poderes e etc. Primeiro dia foi isso, porque no dia seguinte seguimos para São Jorge. Mas no fim de viagem ficamos mais 2 dias por lá e conhecemos outros lugares lindos: ponte JK, o Lago Paranoá, e Erminda Dom Bosco. No último dia íamos no Parque Nacional de Brasília (Água Mineral) e Jardim Botânico porém fomos premiadas por uma bela chuva que nos impediu de fazer os passeios. O ônibus para São Jorge sai das duas rodoviárias em Brasília e tem duas companhias: Real Expresso e Santo Antonio Chapada dos Veadeiros – Vila de São Jorge O ônibus sai da rodoviária nova ou na velha em Brasília, o valor é 39,00 e a viagem dura em média 3 horas. Vale a pena ficar lá, onde tem o agito e fica na entrada do Parque Nacional. A estadia lá não é barata, por isso vale a pena acampar, e mesmo assim tem uns campings maravilhosos com uma super estrutura que cobram uma fortuna. Maaaas ficamos no 4 º Crescente no qual cobrou 15,00 por pessoa, chorando um desconto pagamos 12,50. Ficamos 4 dias no lugar e não deu tempo para conhecer tudo. De lá, dá para fazer alguns passeios a pé, através de trilhas para as cachoeiras do Vale da Lua, Mirante, Cahoeira do Abismo e Raizama. Cada uma é aproximadamente 3km e sempre rola carona na ida ou na volta, porque tem muita gente que vai para os lugares de carro. Eu não tive essa sorte rs... E tem milhares espalhadas em toda região. Nós optamos em fazer os dois passeios no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros: 18 km de caminhada para ver as trilhas das cachoeiras e dos canyons – valeu super a pena, se você tem condicionamento para isso, faça! O guia custa R$ 100,00, fechamos um grupo de 7 pessoas e saiu R$ 30,00 para cada um. Vimos os Saltos do Rio Preto, os Canyons e as Cariocas. Lugares maravilhosos de rara beleza, nos quais fiquei lá boba e agradecida por Deus, só sentindo a energia positiva do lugar e do grupo – lavou a minha alma! Rs Chapada dos Veadeiros – Cavalcante Para chegar à Cavalcante deve pegar um ônibus que sai às 7h da manhã em São Jorge (inclusive pegamos lotado) com destino a Alto do Paraíso, e custa R$ 6,50. Ele passa num ponto pertinho do Camping Tauã. Do Alto do Paraíso, sai um ônibus direto para Cavalcante, na rodoviária, às 11h30 custando R$ 15,00 Como fomos na época de chuvas (dez e jan), esse foi um lugar que não conseguimos fazer nada, passamos dois dias na pousada porque não parou de chover. Quando deu uma calmaria de 2 horas foi o momento de pegar informações sobre os passeios e conhecer um pouco da cidade. Infelizmente nem olhamos a Cachoeira Santa Bárbara... por isso que voltarei em julho! Para ver esse lugar em uma outra época, sem chuvas. Ficamos numa pousada boa mas bem simples, era a mais barata e oferecia uma boa comida caseira: Pousada do Ceará. Pagamos o quarto duplo R$ 40,00, com café da manhã e as refeições eram 7,00 por fora, para comer a vontade. Também tem outra pousada boa a barata, inclusive e da filha do Ceará: Morada do Sol – lá também a diária custava 40,00. Formosa – Goiás Para mim essa cidade foi uma furada, depois de ter passado por outras bem mais interessantes. Ela é bonita, bem estruturada mas sem nenhuma estrutura para o turismo. E os táxis e moto-táxis são loucos para enganar turistas. Fomos enganadas, cuidado com as opções para o passeio para o Tiquira, eles nos largaram na entrada da estrada e ainda faltavam 13 km... em fim, experiência a mais de viagem. Passa na cidade se tiver tempo. Pegamos um ônibus único de Cavalcante que parava em Planaltina, saindo às 14h30 direto e que custou R$ 40,00. Descendo nessa cidade pegamos um coletivo de 3,50 com ponto final em Formosa. Conseguimos negociar com uma pessoa, pagamos a gasolina e assim fomos para a cachoeira do Itiquira, e chegando lá a entrada era 18,00: caríssimo! Mas é lindo! Os outros pontos que nós queríamos muito ir ficava super longe e como eu já disse, não havia estrutura, portanto... não houve jeito de irmos no Buraco das Araras e nem no Poço Azul – passeios para uma próxima viagem. Ficamos numa pousada ao lado da Rodoviária, bem no centro, barata: diária 40,00 o quarto duplo – se chama Pousada São Francisco. Pirenópolis – Goiás Essa cidade sim vale a pena ficar pelo menos 5 dias: linda, estruturada, com várias opções de hospedagem – uma delicinha! Amamos. A cidade tem um ar nostálgico, romântico, como é histórica conserva bem sua arquitetura. Oferece passeios, possuindo dois postos de vendas e todos os passeios é com o guia, alimentos e água. Há várias cachoeiras por perto e é possível fazer as trilhas a pé. Uma que é linda e vale muito a pena são as Cachoeiras Bom Sucesso , que são aproximadamente 3 km da cidade e lá na fazenda apreciamos várias cachoeiras. Também vale a pena ir no Vagafogo que oferece uma trilha super gostosa, um rio uma pequena queda d’água mas que dá para relaxar, apreciar e tomar um banho. Não deixa de tomar o chá de hibisco deles, muito bom e melhora a caminhada! Como pegamos chuva não conseguimos fazer outros passeios, mas já valeu por curtirmos a noite e esses passeios. Eu fui em pontos que não são conhecidos e nem divulgados e minha amiga fez o passeios das Cachoeiras dos Dragões, que são 32 km do centro e que é um passeio maravilhoso com 8 cachoeiras e uma trilha linda passando num mosteiro budista. O ônibus sai de Brasília para Pirenópolis na rodoviária nova. Há duas empresas e fomos pela Santo Amaro que possuía duas opções de horário: 8h30 e 14h30. A passagem foi R$ 23,00 e a viagem durou 3 horas. De Formosa há ônibus para Brasília a cada 10 min, então foi bem tranquilo e a passagem foi R$ 13,80. E em Pirenópolis ficamos na Pousada Imperial, o dono é super atencioso, nos deu um bom desconto e seus quartos são ótimos com um bom café da manhã. Nessa cidade rola muito aluguel de kitchnets, que saem bem mais em conta – soubemos disso só depois maaaas também, naquele momento estávamos querendo um quarto bem aconchegante para curtir aquela cidade linda. Tem muitos campings, mas todos bem longe da cidade, é necessário estar com condução própria. Pagamos pelo quarto duplo R$ 75,00, com ar, limpeza, tv, frigobar, piscina e etc... Caldas Novas – GO Para chegar a esse lugar fizemos a maior peregrinação! Mas vale a pena porque é possível economizar muito na passagem. Fizemos o seguinte: de Piri pegamos um coletivo até Anápolis pagando R$ 4,75 – de lá fomos de coletivo até Goiânia pagando R$ 5,55. Chegando lá pegamos o ônibus na rodoviária para Caldas Novas, custando R$ 27,26 – ao todo a viagem foi de 5 horas. Essa cidade tem a oferecer parques com águas quentes maaas gente! O único que tem água quente de verdade, saindo das profundezas do solo é o Hot Park que fica em Rio quente. Mesmo assim vale a pena, mas já é cidade grande com ar de interior, com muito barulho, bagunça e muvuca. Me parecia praia do litoral sul de SP sabe? Mas é gostoso, tem lugares bem lindos para conhecer como o Lago de Corumbá, o Sesc, o Jardim Japonês, Igreja Matriz. A Feira do Luar foi uma furada: tudo caro e nada de novidade! Parecia que eu andava no Brás. Para comprar malhas e lembranças, assim como doces caseiros, um bom lugar é uma rua no caminho do Di Roma, a rua Coronel Cicilo ou a avenida Orozimbo C. Neto. O Hot Park é lindo e uma delicinha! Mas não oferece toboáguas radicais, mas é o melhor comparando com os outros parques. Super bonito e organizado porém não deu para não notar o banheiro sujo e mal cuidado, com torneiras e descargas quebradas. Comparando com o Beach Park... quanta diferença!! Lá é tudo caro! Leve seu próprio lanche! Nós levamos e não passamos o mesmo nervoso que algumas pessoas passaram ao comprar um cachorro quente por R$ 7,00, que era pão com salsicha seco! Absurdo!! Outro parque aquático que conhecemos foi o Di Roma. Legal, gostoso, mas... povão. Posso parecer fresca falando mas as algumas piscinas estavam sujas, e com um cheiro forte. A piscina dos toboáguas são rasas e bati meu cóquis as duas vezes que cai nela... em fim achei péssimo! Vale para passar um dia, adorei tomar um sol, nadar em algumas piscinas na parte nova que já eram melhores e jogar vôlei com a galera do esporte. Ai sim! Rs Voltei aos 15 anos jogando! Que massa!! Brasília Fim de Viagem Ônibus de Caldas direto para Brasília custa R$ 49,00 e sai em dois horários, às 7h e 14h. A viagem dura 5 horas, para mim foi a mais cansativa. Assim ficamos na mesma pousada de antes e... foi bom demais esses dois últimos dias... [creditos]www.sipoulain.blogspot.com[/creditos]
  3. Olá Tiago Anotei as dicas! Quero conhecer Goiás... tdas as cidades que puder, e queria saber a melhor rota. Pensamos em partir de Brasília, ir pra Chapada, qq coisa voltar ou ver o que dá por lá... conhecer Goiânia, e outras cidades mais... qual a melhor rota? obrigada
  4. Olá gente Adorei tdas as dicas, e comecei a traçar um roteiro... terei pelo menos 20 dias para conhecer Goiás... penso em começar por Brasília, ir pra Veadeiros e de lá seguir viagem para outros lugares.... conhecer Goiânia e essas cidades q já citaram... Quem fez isso? Quais as dicas e o melhor roteiro? Começar por onde? bjão
×
×
  • Criar Novo...