Ir para conteúdo

maracelis

Membros
  • Total de itens

    8
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutra

Sobre maracelis

  • Data de Nascimento 11-09-1977

Informações de Viajante

  • Próximo Destino
    Porto Seguro dia 05 ao dia 15

Últimos Visitantes

194 visualizações
  1. @Luka Izzo você está lendo as minhas mensagens?. Até agora não me respondeu!!!. Viajo do dia 05 de fevereiro ao dia 15 de 2020. Eu li os seus relatos de viagem e vi o seu vídeo cujo nome é só para descontrair, ri demais por muito tempo. Sabe, se eu pudesse o colocaria em minha mochila de 60 litros porque eu acreditaria que faríamos uma ótima parceria de viagem!!!. Sabe aquela pessoa que gosta de explorar locais diferentes, que não fica na mesmice, que faz da viagem uma verdadeira "viagem". Já não sei mais como convidá-lo, acho que já até queimei o meu filme aqui de tanto falar sobre isto!!!. Vê se responde porque senão eu vou aí em São Paulo e rasgo estas mochilas e passaportes que você tem, kkkkkkkkkkkkk
  2. Nota: Não irei divulgar todos os valores porque estes não são mantidos, entretanto irei divulgar a maneira de como deixar a tua viagem baratíssima. Comecemos pelos preços das passagens aéreas que foram compradas com antecedência de três meses, partindo de Belo Horizonte (BH) a Porto Alegre (POA) O período escolhido foi do dia 05 de Janeiro de 2016 ao dia 18 do mesmo mês. Esta viagem é para quem realmente é mochileiro, ou seja, para algumas pessoas o tipo de viagem que fiz seria abrir mão do conforto, no entanto no meu conceito, não houve desconforto em minhas viagens, então vamos lá... Antes de qualquer coisa, eu faço parte do Couchsurfing e utilizo este site para solicitar hospedagens, mas não é possível confiar 100% na generosidade dos membros, mas para o RS deu certo. Antes da minha viagem ao RS, já sabia quais cidades, além da capital, eu iria conhecer. Escolhi então: Torres, Cambará do Sul, Gramado, Canela e claro Porto Alegre. Antes de viajar solicitei couch em todas as cidades, com exceção de Cambará do Sul, onde não há membros do Couchsurfing. Neste lugar pesquisei sobre camping e encontrei dois: Pousada Pindorama (20,00 a diária) e Fazenda Corucacas (15,00 a diária), mas estava disposta a utilizar o camping caso não conseguisse couch nas demais cidades que conheci. Quando cheguei em POA no dia 05 de Janeiro, a minha host foi me buscar no aeroporto, pois já havia manifestado interesse em fazê-lo!. Lá fiquei do dia 05 ao dia 07, onde interagimos por poucas horas porque ela trabalhava no período da tarde, mas como não vejo nenhum problema explorar uma região desconhecida sozinha, fi-lo e não me arrependo. No dia 05, cheguei às 18:00 h e fui a casa da minha host. Neste dia apenas fomos jantar no restaurante baratíssimo Tudo pelo Social, local limpo, comida gostosa e com preço bastante acessível. Dica: Não peça o Ala minuta (porção ou prato feito) se você não estiver com pelo menos quatro acompanhantes, baaah, o povo gaúcho come que é uma beleza!. Prefira o buffet (11,00 reais ou pilas) que aqui em BH é self service, com a diferença que em POA se você não precisa pesar o prato e por isto pode repetir quantas vezes quiser!. No dia seguinte, dia 06, conheci o centro histórico de POA ,algumas praças , o Mercado Público e o gasômetro, tudo isto sem gastar transporte, pois, saí do bairro onde estava e andei bastante, na opinião de algumas pessoas, até chegar ao Gasômetro, onde não achei interessante, mas há pessoas que discordam da minha opinião!. A noite jantei com minha host na casa dela. No dia 07, fui conhecer: a estação de tratamento de água no charmosíssimo bairro moinhos de vento, os parques moinhos de vento e o Redenção (Farroupilha) e a badalada cidade baixa, imperdível, principalmente a noite. No dia 08, pela manhã dei adeus à minha host e parti para Torres, onde havia conseguido couch do dia 08 ao dia 10, de onde pretendia partir pela manhã no dia 11. Os meus hosts foram um casal e eles foram super atenciosos comigo, embora também estivessem trabalhando, por falha de comunicação prévia de uma das partes, eu tive que deixar a casa deles no dia 10 pela manhã, pois eu havia solicitado o couch até o dia 10, mas não mencionei que sairia no dia 11, enfim couchsurfing não é hotel e quem decide é o host o tempo que você irá permanecer. Cheguei após o almoço na casa deles no dia 08 , conversamos bastante, fiz uma receita de pães de queijo que havia prometido anteriormente e que na hora H, desandou, mas eu tive o discernimento de repetí-la novamente e desta vez ficou apresentável, o problema é que as receitas para mim devem estar nas quantidades exatas em gramas ou em mililitros, pois há várias tamanhos de xícaras diferentes e infelizmente eu não encontrei lugares onde pudesse comprar os ingredientes à granel!. Eles também fizeram um delicioso Chimarrão para mim. Torres é muito pequenina e se você é igual a mim que anda pra caramba, chega a andar uns dez quilômetros ou mais por dia quando quer, então recomendo ficar em Torres no máximo um dia e meio. No primeiro dia, decidi não sair, e no dia seguinte, dia 09 fui à famosa Praia da Guarita, andei bastante pela cidade, conheci a Lagoa do Violão e as principais avenidas da cidade. Dia 10 paguei um camping próximo ao hospital público da cidade. Neste camping era possível cozinhar e lavar roupas, a dona do camping cedeu uma barraca , colchões, lençóis por 30,00, pois a minha barraca é quase descartável, rsrsrsrsr e tive medo de abri-la duas vezes consecutivas. Neste dia repeti praticamente o mesmo itinerário do dia anterior, percorrendo outros bairros da cidade. Eu almocei todos os dias na Rodoviária, onde é possível comer um prato feito ( Ala minuta) por 12,00 ou 14,00 reais. Na janta sobrevive com miojos ou barras de cereais. No dia 11/01 cheguei a Cambará do Sul e procurei o camping de Pindorama, o qual é limpo, organizado, você pode cozinhar e é mais próximo do centro, entretanto, eu seria a única a acampar lá, então eu decidi não ficar lá porque me sentiria muito solitária. A dona deste camping foi amável comigo e telefonou para a outra concorrente, a Pousada Corucacas, um pouco mais distante, aproximadamente dois quilômetros. Nesta pousada lindíssima, havia um lago enorme, pássaros de várias espécies, ovelhas, cavalos e cachorros. A área de camping era enorme, entretanto não há local para cozinhar e os banheiros não são muito limpos, mas dá para usar, desde que tenha alguns procedimentos de higiene, como forrar a tampa do vaso sanitário com papel toalha. Lá encontrei um grupo de motoqueiros (Ases do Asfalto) muito animados e acolhedores, onde havia dois casais de namorados super sociáveis e um rapazgatíssimo solteiro, muito simpático. Fiz questão de ser vizinha deles, pois foi uma forma eficiente para interagir com ou grupo, o qual me acolheu e gentilmente compartilhou o churrasco deles comigo, como eles estavam de moto, eu infelizmente não pude acompanhá-los nos passeios. No primeiro dia havia ido a uma agência e pagado um guia para o trekking Trilha do Rio do Boi, mas infelizmente por motivos biológicos mensais não foi possível fazer este trekking, mas recomendo bastante, é um dos melhores passeios. Troquei no dia 12/01 por um passeio no Parque Aparados da Serra para ver o Canyon Itaimbezinho, que é bonito, mas não era o meu foco!. Por três dias não poderia fazer a trilha Rio do Boi e fiquei um pouco decepcionada comigo mesma. Neste dia eu também fiz algumas amizades na cidade e tive o prazer de ser convidadgatíssimo solteiro, muito simpático. Fiz questão de ser vizinha deles, pois foi uma forma eficiente para interagir com ou grupo, o qual me acolheu e gentilmente compartilhou o churrasco deles comigo, como eles estavam de moto, eu infelizmente não pude acompanhá-los nos passeios. No primeiro dia havia ido a uma agência e pagado um guia para o trekking Trilha do Rio do Boi, mas infelizmente por motivos biológicos mensais não foi possível fazer este trekking, mas recomendo bastante, é um dos melhores passeios. No dia 13/01 tentei encontrar carona para Gramado, mas não consegui, então comprei a passagem para Gramado, no entanto, não há passagem direta, mas isto a rodoviária irá informar, não haverá nenhum transtorno. Gramado é uma cidade para turistas ricos??? . Resposta: depende. Sim, se você quiser comer nos melhores restaurantes, hospedar nos hotéis da avenida principal (Avenida das Hortências) e fazer TODOS os passeios que a cidade oferece e Não se você perambular( andar pra caramba), poderá encontrar restaurantes com preços bastante acessíveis, como por exemplo 15,00 ou talvez até menos!. Também poderá focar em um tipo de passeio, no meu caso Ecoturismo, utilizar o couchsurfing e não pagar nada ou ficar em um Camping, Sim, Gramado tem camping e é bem localizado, barato, na época a diária foi 20,00 reais ou pilas,rsrsr, o lugar é extremamente limpo, incluindo todas as instalações, amplo e bem frequentado, pois há desde muitas famílias nos Motor homes, Trailers, barracas até um solitário músico paulista que está cruzando o país de bicicleta!. Consegui couch em Gramado é sorte?. Pode ser, não vou mentir, pois há vários viajantes procurando couch lá. Um rapaz super educado ofereceu-me couch. Ele morava em um apartamento luxuoso e lindíssimo no bairro da Bavária. Infelizmente ele não pôde sair comigo porque todos os dias ele levantava às 07:00h para trabalhar e retornava apenas às 23:00 h. Eu também acordava no mesmo horário dele, pois quando estou viajando adoro sair cedo para explorar o lugar onde pretendo conhecer!. Ele foi generoso comigo e entregou-me as chaves do apartamento dele e do portão principal também, então podia ficar livre para retornar quando quisesse ao meu couch. No dia 13, fazia frio e fiquei com preguiça de sair, na verdade já estava no final da tarde quando cheguei lá, no dia 14, passeei pelas ruas principais de Gramado, fui em TODAS as lojas de Chocolate e comprei alguns, claro!. Fui ao Dremland (museu de cera), o qual NÃO recomendo, pois a maioria das réplicas NÃO são parecidas com os personagens ou artistas que representam e se não fossem os nomes para identificação seria até impossível saber de quem se trata, não estou exagerando, apenas sou detalhista e esta não é uma opinião pessoal, pois vi várias pessoas dentro do museu dizendo a mesma coisa, enfim já que estava lá, circulei bastante, fazendo jus à meia-entrada que paguei (45,00 pilas). A noite, assisti ao espetáculo do acendimento das luzes de Natal, SIM, para minha felicidade, ainda havia iluminação de Natal! Na sexta-feira deixei o apartamento do meu host porque ele receberia outras visitas, então fui procurar o Gramado Camping que fica na Rua Venerável, dez minutos da Avenida principal!. O dono do camping, o senhor Renato, foi super gentil, educado, atencioso e quase um pai para mim, pois ele ofereceu-me uma cabaninha pelo preço do acampamento. Nunca irei esquecer-me disto!!!. No dia 15/01 entrei em minha casa de bonecas no camping, rsrsrs, sabe aquelas casinhas de bonecas, pois é, era a minha cabaninha, muito fofa!.Neste dia tentei pegar carona até o parque do Caracol e fui um pouco mais longe e paguei para andar de bondinho, só para ter o privilégio de ver aquela paisagem maravilhosa aos meus pés (Cascata do Caracol), mas o passeio é rápido e é preciso programar outras coisas para o mesmo dia, mas eu não havia feito isto, tentei conseguir carona de volta para Gramado, mas felizmente consegui apenas até o Parque dos Dinossauros, próximo de um local onde havia uma placa enorme escrito: vinho 9,99, logo pensei que no imenso terreno houvesse uma vinícola, mas após alguns minutos de espera, pois o local ainda estava fechado devido ao horário de almoço, descobri através de um funcionário que aquele local vendia apenas vinho. Conversei com este senhor educado e respeitoso sobre a minha viagem, sobre o meu sonho de conhecer uma vinícola e o mesmo ofereceu-se para me levar à vinícola Jolimont, onde experimentei vários vinhos deliciosos, saborosos. Quando cheguei lá, avisei ao funcionário que estava de carona e estava preocupada como voltaria, uma vez que lá havia apenas turistas oriundos de hotéis ou pacotes turísticos, mas felizmente, o funcionário conseguiu uma carona para mim com um violinista famoso em Canela. A tarde do dia 15, fui até um lan house onde havia ido anteriormente solicitar couch, para minha felicidade consegui outro couch e não dormiria no camping, onde teria que pagar. Paguei apenas este dia e infelizmente não pude agradecer ao senhor Renato, pois este não se encontrava no momento que saí. No dia 15 a noite o meu host do bairro Piratini veio gentilmente me buscar. Ele também foi super educado, atencioso e teve paciência de me esperar, até que eu terminasse de arrumar todas as minhas bugigangas. Cheguei a casa dele, onde o mesmo morava com a família, a qual foi super acolhedora e atenciosa comigo. Também jamais esquecerei disto. Neste mesmo dia dei uma volta em Canela, onde hospedaria se estivesse de carro ou tivesse certeza que conseguiria caronas, pois nesta cidade, há vários restaurante onde é possível comer por dez reais, as hospedagens são mais baratas e está muito próximo de Gramado. Nesta volta, fui ao centro turístico da cidade e bate um longo papo com o funcionário de lá que recomendou-me o Parque Ecosperry (Zona rural de Gramado) e o Sensacional Parque da Ferradura. No dia 16/01 levantei cedo, às 07:00h e consegui carona da irmã do meu host até Chocolates Prawer, onde ao lado deste há uma estradinha que vai ao Parque Ecosperry, daí fui andando e disseram-me que são 7 Km a pé, mas deve ser mesmo, curti demais a paisagem e a minha companhia,rsrsrs. Fui a primeira visitante do parque e pelo caminho ainda encontrei o proprietário do local, mas em sentido contrário, o qual foi muito simpático comigo, infelizmente não pude pegar carona com ele, mas foi bom porque gastei alguns ATPs.Paguei 12,00 para entrar no parque e vi algumas cascatinhas e uma cachoeira de nível médio para baixo. Não pude tomar banho porque não fui preparada para isto, mas tirei algumas fotos. Recomendo o local para famílias e para quem tem dificuldade de locomoção, uma vez que o terreno do local foi preparado com degraus de madeira nas descidas, corrimões e bem sinalizado, mas para mim foi fraquinho, embora tenha sido interessante também, está lá sozinha, ouvindo o barulho da queda d’água da cachoeira.Na volta, peguei carona em um carro com três mulheres super animadas que estava curiosas sobre a minha viagem e que admiraram da minha coragem de viajar sozinha, na verdade simplesmente porque eu sou do sexo feminino, mas tudo bem. Elas me deram muita sorte, pois me presentearam com um calendário maior do que uma capa de caderno, o qual usei o verso para escrever a seguinte frase: Carona, Parque Ferradura. Neste dia nem estava no meu roteiro, almoçar, mas como estas moças alegres me deixaram no ponto de ônibus para Canela, cheguei mais cedo do que imaginava, então vi um restaurante onde a comida custava 15,90 na Avenida das Hortências, onde também fui questionada por um dos garçons se estava viajando sozinha, a minha resposta foi direta, apenas SIM , mas acho que ele deve ter pensado outras coisas sobre mim, ainda mais que me viu, escrevendo carona no meu calendário, mas não o culpo por isto, afinal de contas, atualmente o que ganha as manchetes são as notícias ruins e quando se refere às mulheres, notícias sobre violência, estupro como se houvesse apenas este tipo de pessoa no mundo que pratica tais atos violentos!. Mas felizmente há pessoas maravilhosas e eu encontrei várias delas no meu caminho!!!. Após o almoço, peguei um coletivo e cheguei em Canela onde fui tentar pegar carona para o Parque da Ferradura e por incrível que pareça peguei uma das melhores caronas para uma pessoa desejaria. Talvez ele estivesse a trabalho, pois vestia o uniforme da empresa e a Kombi também tinha o slogan da empresa. Juliano, o rapaz que me deu carona ao Parque da Ferradura, foi um cara sensacional, não há adjetivos para demonstrar as virtudes dele, enfim ele ultrapassou as minhas expectativas enquanto uma pessoa altruísta. Ele agiu como se fosse meu irmão, mas não um irmão qualquer, alguém que realmente gosta, admira e respeita o outro. Percorremos mais de dez quilômetros até chegar ao destino, onde nem precisei pagar, pois o funcionário do parque não aceitou que eu o fizesse. A entrada do parque custa 12,00 e vale cada centavo para quem pagar,rsrsr. No Parque da Ferradura há lindíssimo mirantes, os quais são acessíveis para qualquer pessoa, há também churrasqueiras para os gaúchos e qualquer pessoa utilizar. Na parte mais acessível, há inúmeras hortências maravilhosas, lindas prontas para serem fotografadas!. Mas a parte mais interessante da minha visita neste parque é parte hard, sim, a descida até a cachoeira da Ferradura. Eu desci sozinha, fazer isto sozinha não é tão legal, mas eu tinha expectativas que houvessem pessoas lá embaixo, após uma descida de uma hora e vinte minutos que valeu cada suor, cada medo de escorregar e desaparecer lá embaixo no abismo, mas felizmente tudo correu muito bem, durante o percurso “salvei” uma criança, cujo pai solicitou-me que eu compartilhasse a água da minha única garrafa de 500 mL, claro que jamais negaria e o ajudei. Fiquei muito feliz por isto, pois tantas pessoas haviam me ajudado naquela viagem até aquele momento!. A volta do parque para Gramado seria outra aventura, pois embora eu tenha conseguido oito caronas durante os meus passeios, não foi tão fácil assim, foram muitas, várias tentativas para consegui-las, ainda sou amadora neste quesito, pois foi a primeira vez que peguei carona em minha vida durante uma viagem!. Algumas pessoas foram abordadas educadamente por mim, mas disseram-me que percorreriam outros caminhos quando na verdade haveria apenas uma única opção. Eu estava vestida de forma muita discreta, calça legue e uma camisa grande, daquelas que tem o nome da cidade, que somente os turistas compram, ou seja, não haveria possibilidade de pensarem outra coisa sobre mim, exceto que eu estava viajando sozinha e que não tinha meios próprios para me locomover, enfim, não sei o que passa na cabeça das pessoas, mais uma vez, as notícias que os jornais, a mídia em geral, espalham todos os dias deixam qualquer pessoa mineira, quer dizer, desconfiada o tempo todo!. Como não sou mineira, não passo por isto com tanta frequência. Ah! um funcionário do parque dissera-me que se eu não conseguisse carona, poderia me levar até o centro de Canela, mas como ele sairia de lá um pouco tarde e eu tinha outras coisas para fazer naquele dia, decidi tentar carona com os visitantes que estavam lá e quando já estava quase aceitando uma carona de um casal para a metade do meu percurso, eis que vejo um casal muito jovem, então resolvi arriscar e perguntar se eles me dariam carona até Gramado, para a minha sorte eles iam para lá e aceitaram na hora. Agradeci ao casal anterior e parti com este casal jovem. Foi muito divertido, pois eles eram bem comunicativos e não sofriam de mineirice (jeito desconfiado de ser). Quando chegamos no centro de Gramado, eles me convidaram para passear com eles, algo que jamais recusaria, então fomos ao belíssimo Lago Negro, umas das poucas atrações gratuitas desta cidade, exceto que você deve pagar para andar nos pedalinhos como em qualquer lugar!. O casal Juliane e Ricardo não se cansavam de ser bondosos comigo e para a minha surpresa, eles perguntaram-me quando iria embora de Gramado para POA e se havia comprado a minha passagem, respondi-lhes que havia comprado, mas eles disseram-me que eu poderia devolver a passagem se quisesse ir com eles a POA no domingo,dia 17, algo que não pensei duas vezes e fi-lo, marcamos para o dia seguinte às 15:00 h da tarde, justamente o horário que havia comprado a passagem da rodoviária. No dia 17, domingo ainda foi possível ir ao Mini Mundo, indicado por meu host, onde paguei 24,00, almoçar com a família do meu host ,comprar vinho, queijo e chocolate e ainda passear pela cidade. Às 15:00h, encontrei-me com meus amigos recentes: Juliane e Ricardo e fomos a POA, detalhe, eles não moravam na capital e sim em Gravataí e como eles transbordavam bondade, ainda me deixaram, sem que eu pedisse, em frente a casa da minha host. Meu Deus, o que eu poderia fazer para retribuir?. Na verdade nada, espero que alguém retribua-lhes por mim, mas eu quis dar-lhes 40,00, com algum resistência, o Ricardo aceitou, mas tenho certeza que não cobraria nada de mim se eu não pudesse ou quisesse pagar-lhes. Mas os gestos de bondade na terminam por aí, embora agora comece com outra pessoa, a minha host de POA que estava na praia,mas deixou as chaves de seu apartamento para mim, peguei-as, abri o apartamento, tomei o meu banho, enviei-lhe uma mensagem dizendo que daria uma volta na cidade e que ela me avisasse sobre quando chegasse para nos encontrarmos e jantarmos. Ela chegou às 20:00h, jantamos, compartilhamos duas cervejas e conversamos bastante. Cidade baixa, onde há pessoas de elevado carisma, enfim uma viagem surpreendente onde terminou pela manhã do dia 18 de Janeiro, na segunda-feira, momento em que pegaria o meu voo.
  3. Que inspiração para escrever!!!. Texto poético que relata uma viagem corajosa e sublime!.
  4. Estou achando que vou a Porto Seguro. Vou aguardar a minha confirmação da viagem e data. Olha se você for engraçado igual ao vídeo que fez, eu vou ter crises de risos durante a viagem caso venhamos a viajar juntos...
  5. Luka eu vi um vídeo que você fez cujo nome não me lembro mais. Eu só sei que você vestia tantas roupas que eu não conseguiria vestir, eu ri demais, não consigo parar de rir.
  6. Olá mochileiros!. Tenho 42 anos e um espírito aventureiro. O meu verbo preferido é...ah, se você pensou viajar, é este o meu verbo. O meu substantivo preferido é Viagem. Se você é homem ou mulher e está na faixa dos 40 aos 50 anos, gosta de praias paradisíacas, trilhas, lugares exóticos, então vamos nos juntar e fazer desta viagem uma viagem inesquecível. Quero fazer tudo SEM luxo, porque não quero luxo, nem quero lixo, o meu sonho é ser imortal... Ah, apesar de ser ousada no enunciado, eu sou heterossexual, só para ficar claro aqui! O meu skype é marinhacelis E o meu destino??? Porto Seguro do dia 05 ao dia 15 de fevereiro de 2020 Legenda da foto: Um grafite inesperado, uma exibicionista e um fotógrafo sensacional!
×
×
  • Criar Novo...