Ir para conteúdo

Rezzende

Colaboradores
  • Total de itens

    452
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    16

Rezzende venceu a última vez em Julho 3

Rezzende tinha o conteúdo mais apreciado!

5 Seguidores

Informações de Viajante

  • Próximo Destino
    ??

Outras informações

Últimos Visitantes

3.886 visualizações

Conquistas de Rezzende

Super Colaborador

Super Colaborador (7/14)

  • Incentivador
  • Muito Popular
  • Dedicado
  • Uma semana de Mochileiros.com
  • Um mês de Mochileiros.com

Distintivos Recentes

263

Reputação

  1. Explica melhor qual seria sua ideia de roteiro. Quantos dias vai durar sua viagem? Pretende ir mais onde além de BH? Ouro Preto, Inhotim, que mais vc tem pensado? Colocando um pouco mais do seu interesse dá pra pensar num roteiro mais aproveitável
  2. Cada viagem traz mais um pouquinho de bagagem pra sua vivência, pra sua experiência. Tirando o fato de conhecer outros viajantes, fazer amizades (aí eu tenho uma facilidade enorme de fazer amizade com argentinos kkk) conhecer lugares, isso me parece que é a expectativa de todo mundo em relação às viagens; o que mais me acrescenta como pessoa depois de uma viagem é que eu sinto que sou cada dia mais tolerante com tudo, por ver pessoas com outras culturas, por aceitar as dificuldades que porventura eu encontre nos caminhos, por ter que lidar com situações que não estavam no meu roteiro, todas essas vivências me fizeram (e continuam fazendo) uma pessoa mais tolerante. Com tudo. Acho que isso eu só consegui somando minhas experiências de viagem. Creio que não seria algo que as pessoas vivendo todos os dias em suas bolhas, tenham facilidade de conseguir. Pra mim, esse é um legado dos meus mochilões
  3. Vai a pé! Senão vai fazer igual eu, subi de bus por causa de umas meninas que tavam comigo e não queriam ir a pé. Agora quero voltar pra ir a pé. Salkantay sou loko pra fazer
  4. sério isso? Que sorte eu tive então de ter ido em abril/2019, lá é espetacular. Lembro que a área pertencia a comunidade local tanto que diziam que a taxa que pagava pra entrar era pros locais. Essa decisão do fechamento partiu deles?
  5. Era 31 de janeiro de 2020. Os jornais falavam sobre um tal vírus que tinha aparecido na China. Eu (e a maioria das pessoas no resto do mundo) não dava muita bola pra isso. Já tinha um roteiro programadinho pras minhas férias de maio em Portugal e na Espanha e encontrei um preço legal pra Lisboa. Comprei a passagem e já estava super animado pra pisar pela primeira vez na Europa. Naquele dia, ninguém tinha a dimensão do que ia desencadear aquelas notícias "quase irrelevantes" do tal vírus. Diante do desenrolar dos fatos, viagem cancelada, férias adiada e um perrengue de quase 1 ano pra pegar o dinheiro de volta. A partir daí comecei a pensar em outras formas de viajar. Como trabalho numa cidade vizinha, nesses tais serviços essenciais, meu trabalho presencial não parou um dia sequer. Todos os dias, voltando pra casa no final da tarde, passava pelo alto de serra e parava lá as vezes pra olhar o por do sol. Um dia vi um carinha armando a barraca pra passar a noite lá. Pensei: nunca acampei na vida! Será que eu consigo? Fui amadurecendo a ideia e comecei também a cogitar a ideia de viajar de carro. Afinal passagens de ônibus e avião estavam sendo canceladas, mas meu carro é meu e ninguém vai cancelar. Comprei uma barraca, fiz a revisão no carro e em novembro eu fui, cara e coragem, pra minha primeira viagem longa de carro e com barraca de camping. Deixei até um relato dessa viagem aqui. Fui pra Cumuruxatiba, sul da Bahia, voltei pelo Espirito Santo, lugares pequenos, praias isoladas, campings lindos, pra mim que já gostava de uma viagem com vibe trilhas e natureza, foi bom demais. Gostei tanto de acampar que fui pra Serra do Cipó no reveillon e pra Carrancas em março, sempre no meu carro e com minha barraca. Agora minhas próximas férias serão em setembro. Tô até cogitando a ideia de comprar uma passagem aérea e ir pra Jeri, mas tô ainda muito inseguro com a instabilidade da pandemia, talvez prevendo o trauma de comprar uma passagem com antecedência e passar de novo todo o perrengue do ressarcimento, prefiro esperar mais perto da data e ver se o preço não aumenta demais pra eu animar. Ando com um pé atrás (talvez os dois) com esse lance de programar viagens longas. Mas esse é plano B. Na verdade, já comprei um saco de dormir, olhei uns roteiros, o carro e a barraca são meus e ninguém tira, dá pra fazer um rolê legal pro Sul de Minas, Monte Verde, Cunha, Paraty, Trindade, Serra dos Órgãos... A Europa no momento me parece um sonho bem mais distante. Se não estou seguro pra planejar uma viagem aérea nacional, imagine pra Europa! Também não quero conhecer uma Europa "arredia"; provavelmente só vou cogitar Europa de novo quantos as coisas estiverem bem mais "normais" lá e cá. É interessante, eu que sempre viajava planejando comprar passagem aérea e ficando em hostel, agora me peguei viajando no meu carro e acampando. Me reinventei. E quem não se reinventou no último ano? É como diz o ditado, vamos dançar conforme a música!
  6. E ae @Jônatas Aarãoblz Eu acho que seria melhor colocar um dia em San Cris pra equilibrar seu roteiro 3 dias em cada uma vc pode fazer: Oaxaca: Monte Alban, Hierve el agua e a cidade (1 dia pra cada) San Cris: Chamula, Cañon del Sumidero e a cidade (1 dia pra cada tb) CDMX eu fiquei 4 dias tb e foi suficiente. Vc pode ler meu relato aqui que as coisas que eu fiz tá tudo lá, por isso não vou escrever aqui nesse post
  7. Acho a segunda opção melhor. Terminar na praia é mais legal depois de vários dias rodando o interior, descansa no final, pega os melhores dias de Oaxaca e a quantidade de dias e roteiro vai ficar quase igual a minha viagem que eu relatei aqui.
  8. Sim, são nesses dias mesmo. Vi uns vídeos de um cara que foi lá no cemitério na noite do dia 1°/nov, tava maior festa, pessoal leva comida e bebida, tinha mta música... O ideal pra ficar em Oaxaca pra conhecer os pontos de interesse são uns 3 dias mesmo, então podendo estar lá nesses dias 31 ao dia 2 seria incrível. Eu fui em abril, nada relacionado a essas festas, mas estando por lá nessas datas com certeza deve valer mto a pena
  9. Então @dieguin02 eu não aluguei carro pq eu tava sozinho, daí acho que financeiramente não ia compensar. Consegui fazer esse trecho todo de onibus sem problemas. Essa época que vc tá programando ir é pra pegar as festas do Dia dos Mortos? Se for, procure estar em Oaxaca no dia de finados, embora isso seja fora de mão pro roteiro já que Oaxaca tá depois da CDMX e Puebla então não vai ser uma cidade onde vc vai passar no fim da viagem mas na primeira metade. Também tem a questão que esse ano tá meio incerto viajar pensando nessas festividades, mas se a situação até lá estiver favorável, estar em Oaxaca numa data dessas deve ser uma experiência inesquecível e culturalmente mto rica e impactante pra nós.
  10. https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2021/04/17/interna_gerais,1258039/sao-tome-das-letras-permite-a-entrada-de-25-de-turistas-na-cidade.shtml Ultima atualização de 17 de abril, tá permitindo 25% de ocupação nas hospedagens. Um amigo meu que teve por lá disse que precisava apresentar um comprovante da hospedagem na barreira sanitária.
  11. Eu fiz mas foi por minha opção. Também não fiz direto. Peguei um onibus de 8 horas até Medellin onde fiquei uns dias, depois peguei um onibus de 16h de viagem até Santa Marta onde fiquei uns dias tb e depois fui pra Cartagena, mas tem como ir de bus de Medellin pra Cartagena tb, deve dar umas 16h de viagem. Vale a pena se vc fizer como eu e ir parando nas cidades pelo caminho. Pra fazer o trecho direto por terra de Bogotá a Cartagena acho que não vale a pena não
  12. O roteiro mais certo seria CDMX>Oaxaca>Cañon del Sumidero>Valladolid>Bacalar>Tulum Não faria sentido vc ir de Bacalar pra Oaxaca nem procurar tour pro Cañon saindo da CDMX como o colega já citou acima Eu fiz esse roteiro todo com 22 dias, já viu meu relato? Dá uma olhada nele aqui, pode ajudar Nunca tinha ouvido falar em Mazunte, mas aí fui pesquisar no mapa e vi que é perto de Puerto Escondido. Não fui lá mas conheci mtas pessoas que foram e adoraram
  13. Acho que o seu problema vai ser maior com a passagem. Eu fui em 2017, 15 dias na Argentina, 13 na Patagônia sendo 4 em Ushuaia. Gastei ao todo 4 mil reais sem contar as passagens aéreas que ficou em R$ 2100, então acho que 3 mil ao menos pra uma semana em Ushuaia dá sim. Por mais que a Patagônia e especialmente Ushuaia sejam lugares bem caros, o peso desvalorizou bem de lá pra cá (apesar que o real também) mas dá pra fazer muita coisa em Ushuaia sem pagar, várias trilhas por exemplo. Passeios pagos lá que são mais caros é a Pinguinera e alimentação eu achei cara mas nisso dá pra se virar. O que eu acho incerto atualmente é esse cenário econômico que a gente não sabe como vai ficar no pós pandemia, passagens atreladas ao dólar, esse tipo de coisa. O valor de compra de 3 mil reais hoje pode ser bem pior no pós pandemia, mas isso é só achismo de minha parte mesmo. Com base no que eu fiz em 2017, é um valor que dá pra vc aproveitar Ushuaia, mas o problema mesmo vai ser a passagem mesmo. 3 mil com a passagem, sei não...
  14. E ae @Eloyza blz Vou me intrometer aqui sem muito conhecimento de causa pq eu não fui em Mahahual, mas eu passei bem perto e não vou dar dicas de Mahahual mas vou indicar Bacalar que é bem perto, tem uma estruturazinha boa pra turismo e ainda é um pouco desconhecido. Tem uma lagoa linda com vários tons de azul e por isso chama Laguna de 7 colores. Eu acho que é bem mais aproveitável que Mahahual (que não conheço, então não posso "desindicar") pois toda aquela região de praias no México tem muito sargaço e a lagoa é super limpa além de opções de passeios e a praça da cidade à noite é muito agradável tb. Realmente a região é mais longe, vc tá quase na fronteira com Belize. Eu tava em Valladolid e fui de busão, umas 4 horas e depois fui pra Tulum de busão tb, umas 3 horas. Assim como vc, Cancun não me interessou, eu passei reto, conheci aeroporto, rodoviária e o porto onde pega o ferry pra Isla Mujeres. Eu fiquei em Isla, achei mais jovial, mais casual, muita gente faz passeio em Isla mas eu achei que vale a pena demais ficar em Isla. É outra vibe, nada a ver com Cancun Em Playa eu fiquei uma noite, só pra conhecer, mas não curti mto não. É tipo uma mini Cancun, muito glamour, gente chique, um povo nada a ver, não fazia meu estilo, acho que não faz o estilo da maioria das pessoas que estão inscritas nesse site que tem um perfil mais casual, mochileiro mesmo Tulum é bem meio termo, gostei mais. Muito turista mas uma vibe mais mexicana, menos turistão. Eu recomendaria Isla, Tulum e Bacalar. Não sei quantos dias vc quer viajar nem por onde vai passar, mas se quiser mais algumas informações pode ler meu relato nesse link e perguntar qq coisa a vontade Abração
×
×
  • Criar Novo...