Ir para conteúdo

fmoreira

Membros
  • Total de itens

    22
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    2

fmoreira venceu a última vez em Fevereiro 5

fmoreira tinha o conteúdo mais apreciado!

Reputação

19 Boa

Bio

  • Ocupação
    Contadora

Informações de Viajante

  • Próximo Destino
    Guatemala

Últimos Visitantes

794 visualizações
  1. Depois de descobrir a tortilha de harina minha vida mudou. Essa foi minha segunda vez, fui antes fotografar a festa de finados, mas só fui até Morelia. O México merece umas 10 visitas.
  2. @debalves Vamos convencer o marido... Minha primeira vez no México foi em 2015 e passei 20 dias sozinha, completamente sozinha... nessa viagem fiquei 6 dias na Cidade do México, não me senti insegura, mas sou do Rio de Janeiro e quem vive aqui tira de letra qualquer lugar. Essa última vez fiquei só dois dias. O bairro que fiquei na primeira vez foi mais seguro (agora fiquei no Centro) e pra turistar optei pelos ônibus de turismo que lá tem 4 linhas interligadas e são baratos. Uma das linhas leva ao circuito Frida (bairro lindo, tranquilo), outra ao luxo (onde fica o Museu MARAVILHOSO
  3. @mad-br Eu paguei 70 euros. Não lembro no nome da agência, foi uma no lobby de um hotel na rua principal, um pouco antes da Mesquita Kotubya. Mas no final, acho que é tudo uma coisa só, tipo uma cooperativa. No dia do tour, uma van foi nos buscar no riad, nos levaram para uma zona da cidade que devia ter umas 20 vans, nesse momento eles nos dividiram: as pessoas que iriam no tour de uma noite e as que fariam o tour de duas noites. No caminho fizemos várias paradas com as outras vans (e com o pessoal que estava de 4x4, que em teoria é o pessoal dos tours privados que pagam 400 euros...
  4. A decisão pelo Marrocos foi uma desses acidentes da vida, decorrente de uma excelente oferta do destino por milhas, chegando por Marrakech. A princípio íamos em dois, mas logo a notícia se espalhou e a dupla virou praticamente uma excursão quando mais quatro integrantes pularam no barco. Tinha tudo para dar errado: idades diferentes, nem todos conhecidos diretos, bolsos com capacidades diferentes e temperamentos muito distintos. Mas uma força invencível atribuída ao rumo e aos diversos acontecimentos da vida, também conhecida como sorte, deu o ar da graça e fez com que tudo desse certo, mas
  5. Nada. Frio administrável à noite e camiseta durante o dia.
  6. Em 2019, voltei à Manaus para trabalhar por uma semana e consegui esticar o fim de semana e então me aventurei à fazer as Anavilhanas por minha conta, escapando dos hotéis de selva (como o Anavilhanas Lodge e o Mirante do Gavião). Afinal, quase quatro mil para um pacote individual está longe léguas do meu orçamento. Então minha viagem foi no modelo econômico. O Parque Nacional de Anavilhanas foi criado em 2008, antes a área era classificada como unidade de conservação por um decreto de 1981. 70% do parque está localizado em sua maioria em Novo Airão, distante aproximadamente 180 Km de Man
  7. MÉXICO, DE NOVO!!!! E DE NOVO SEM CANCUN!!!! Por que o México de novo? Porque dessa vez não escolhi o destino, ele me escolheu. Na verdade, foi a companhia aérea que escolheu pelo valor irrecusável da passagem. Juntar cinco cabeças, com personalidades, bolsos e objetivos de viagem distintos é um exercício para lá de desafiador! A minha cabeça sempre objetiva a viagem fotográfica e por isso me fez priorizar mais dias em Yucatan que em Quintana Roo, enquanto o pessoal foi para Cancún eu fui para Mérida, assim pude curtir mais sítios arqueológicos. Definida essa primeira pa
  8. Eu poderia começar falando que 14 dias é pouco e que cometi o erro em ficar 3 dias em Paris na ida e 3 dias em Barcelona na volta, mas isso seria injusto porque Paris é Paris e a Espanha sempre tem vez! Mas a vida é feita de escolhas... e nessa viagem, mais acertamos que erramos e assim começamos e terminamos por Istambul, recheando com Izmir, Pamukkale, Capadócia e Konya. De Paris pegamos um voo para Istambul pela Air France e chegamos ao “estalando de novo” Aeroporto Internacional Atatürk (inaugurado em novembro de 2018). Mesmo sendo madrugada, pareceu ser muito longe de Sultanamet, o c
  9. Encontramos um guia pelos fóruns na internet e tivemos uma maravilhosa surpresa ao contratá-lo. O serviço prestado pelo Hassan é fantástico, desde nossos planos do roteiro, passando pela recepção no aeroporto até às dicas sobre os detalhes da cidade. Ele tem conhecimento histórico muito bom, tornando o tour no Museu Egípcio uma aula de história e arte. O português é impecável e tem uma personalidade muito agradável e divertida. Sem falar que pratica preços que super cabem no nosso bolso brasileiro. Contato: [email protected] Whatsapp: +201006594827 Facebook: https://www
  10. @mmClarissa Vai dar... Foi o país em que me senti mais segura nessas minhas andanças.
  11. @Alice Possani, desculpe a demora em responder... A internet não é barata, tipo 2 euros meia hora... você compra um cartão tipo uma raspadinha, que apresenta login e senha e acessa via browser o site da operadora estatal e digita esses dados... daí entra normal, mas lento. Dá pra acessar whatsapp e redes sociais. Não funciona em todos os lugares, algumas praças específicas com sinal. Eu normalmente acessava perto da Sorveteria Copelia ou no Hotel Havana Libre, na praça do Vedado (era o caminho para meu quarto alugado). Em Havana Vieja também pega na Calle O Bispo. O cartão eu compr
  12. @bebelcro meu critério foi a festa mais tradicional, por isso escolhi Morélia. Particularmente, acho que um dia volto para Oaxaca, gostei muuuuito de lá!!! Quanto às borboletas, eu não tive sorte de conciliar com o dia dos mortos... elas começam a migrar em novembro, mas o ápice creio que não seja no mesmo momento. Temos que pesquisar!
  13. @licealvess Oi Alice... desculpe a demora em responder...me virei muito bem de jeans e camiseta. Jaqueta para noite e usei fleece algumas vezes. Dias lindos de céu azul.
  14. É impossível estar em Cuba pensando somente em fotografia, que normalmente é meu motivo para viajar, pois acabamos provando superficialmente o gosto do socialismo imposto por Fidel na revolução cubana, que muitos cubanos chamam de "fidelismo". Eu, particularmente, não sou fã do regime, mas é também é impossível não ficar fã do homem que teve coragem de enfrentar os americanos e o embargo imposto por eles, inclusive depois da crise com a quebra da URSS. Conversei com muitos cubanos, dos idosos aos jovens e nenhum deles falou mal de Fidel e fica claro que ninguém estava feliz com a "segunda col
×
×
  • Criar Novo...