Ir para conteúdo

Layam

Membros
  • Total de itens

    11
  • Registro em

  • Última visita

Posts postados por Layam

  1. Betodbf, Lencois e um otimo lugar para a base. Qdo estive la, me hospedei na Nossa Casa Pousada (Av. sete de setembro, 62. Tel: (75) 3334-1258), tranquila, bom cafe da manha e preco honesto. Qto aos passeios, por ser area de preservacao, com limite de vistacoes diarios para varias atracoes, a maioria dos passeios so sao feitos com guia. Como os locais tb sao meio distantes um dos outros, precisando de locomocao, vc vai precisar de alguem p. te levar la. Fiz os passeios com o pessoal do Nas Alturas (R. 10 de novembro, 14.Tel: (75) 3334-1054), agencia de um casal de jovens mochileiros q resolveu fincar pe em Lencois e viver de turismo. Nao deixe de ir ao Poco encantado, Gruta da Lapa Doce, Morro do Pai Inacio e Cahoeira da Fumaca. Abs e boa trip.

  2. Caros mochileiros,

     

    minha ida a MP está se aproximando, so falta alguns detalhes e reversar algum hotel em Cuzco. Quero muito conhecer as Salinas, Maras e Moray mas o tour do vale sagrado que contratei nao passar por la, então pensei em fazer no dia 06 (link do roteiro na assinatura) pela manha saindo bem cedo porque a tarde farei o city tour. Será que consigo um guia e taxi ou taxista guia hehe pra fazer isso? quanto custará????? tenho q está de volta em Cusco até as 13hs estourando... ::sos::

     

    abraçosss

     

    KIRL,

    Não fiz as salinas, por isso não sei te dizer do tempo, mas acredito que seja possível. De qq forma, vc encontra muitos taxistas-guias em Cusco que podem fazer este passeio contigo. Pechinche sempre, os peruanos são bons para negociar. Anote um contato: Wilsof: 984 151491 e 958 247194.

  3. Lico, estes preços são para peruanos, estrangeiros pagam mais caro. As cia aéreas peruanas têm taxas especiais para peruanos, pelo menos todas que fazem Lima-Cuzco.

     

    Vou para o Peru em novembro junto com um grupo de amigos. Vamos à Lima e depois Cuzco.

    Nossa ideia é reservar uns 2 dias para Machu Picchu. Não temos certeza se dá pra sair de Cuzco, ir à Machu Picchu e voltar para Cuzco no mesmo dia... Pelo que li até agora, não encontrei ngm dizendo que fez bate e volta no mesmo dia.

     

    mauricio,

    Se vc só tem 2 dias, sugiro que vc vá à noite p. Aguas Calientes, para já acordar lá. Aí, vc pega o ônibus p. M.Picchu cedo, passa o dia lá e volta à noite no trem para Cusco.

    Ir de Cusco e voltar no mesmo dia fica cansativo, pq vc terá de ir de táxi até a estação de Poroy, de lá pegar o trem p. AC, de lá o ônibus p. Machu Picchu. E fazer tudo isso de novo na volta.

  4. Imagino que vc vá sair de Cusco.

    A Paru Rail é confiável para as passagens de trem, você mesmo pode comprar. E as passagens voce pode acompanhar pelo site http://machupicchu.gob.pe/ e pagar no BAnco de La Nacion.

    Se preferir,pode fechar o passeio (trem e ingresso) com alguma agência. Reservei o passeio por minha conta, achei melhor do que ficar na dependência de guias, sem poder se locomover por lá à vontade.

    Mas caso decida por agência, o Amaru Hostal pode te indicar alguma agência.

  5. Então, o site do governo não permite mais compras internacionais, até mandei e-mail e me responderam para comprar por uma agência ou conversar direto com o Hotel. Por isso perguntei referente a este outro site. Se alguém comprou por favor ajudenos com alguma informação a respeito.

     

    Helio, minha dica é que você pode ir acompanhando a quantidade de vagas que ainda tem no site para subir o Huayna Picchu no dia que você quer. Faça a simulação de compra e o site te mostrará a quantidade de espaços para o horário que deseja subir. http://www.machupicchu.gob.pe/

    Acabo de voltar de Cusco e comprei a minha entrada uma semana antes através de uma agência. Como fui fazer a trilha Salkantay, tive tempo de comprar com antecedência. Comprei no dia 17/08 (ainda tinham 63 lugares) para subir no dia 25/08. No dia 18/08 já não tinha mais nenhum lugar para o dia 25, mas agosto ainda é alta temporada. Se você for chegar em cima da hora, meu conselho é que entre em contato com alguma agência mais confiável e compre os bilhetes. A agência vai te cobrar o valor da entrada (152 soles para adulto ou 76 para estudante) e mais uma comissão (uns 15 soles por cada bilhete). Até essa semana 1 dolar estava 2,60 soles para trocar nas redondezas da Plaza de Armas.

    Outra dica valiosa: compre para o 2o horário. As chances de ter neblina e chuva são menores.

    Li muito sobre agências aqui no site e acredito que a puma's e a hiking peru são agências confiáveis (inclusive fiz a trilha com esta última e adorei).

     

    Helio,

    Também sugiro acompanhar pelo site. Estive lá no início do mês (04/09) e também comprei com apenas uma semana de antecedência.

    Se houver poucas vagas, pode ser interessante comprar pelo hotel. O Casa Wayra (em Lima) e o Amaru II (em Cusco) são bastante prestativos e confiáveis (solicitavam táxis, deixamos bagagens etc. sem nenhum problema).

    Abs

  6. Renata,

    Dê uma olhada nas informações sobre Floripa aqui no site, indo em: Destinos > Brasil > Santa Catarina.

    Nesta página, você encontra informaçòes gerais sobre Floripa, em : "Florianópolis - Guia de Informações" e dicas diversas sobre a cidade, no: "Dicas de Florianópolis".

    Nas Dicas, postei alguns lugares que podem te interessar,como a ida à Fortaleza de Anhatomirim, que une praia, lugar histórico e preço justo.

    Abraços e boa viagem.

  7. PRAIA DO FORTE: A noroeste da Ilha. Bom para comer ostras. Vale também uma visita ao Forte.

     

    FORTALEZA DE ANHATOMIRIM: Passeio histórico. Acho imperdível. Fica na Ilha de Anhatomirim (a ilha toda é o forte). Fiz o passeio pela escuna Capitão Nornonha, a partir da Praia do Forte (acima). Para curtir mais a ilha, não fui até Ratones e o pessoal da escuna topou nos apanhar no fim do passeio (dura meio dia). Em um dia, dá pra fazer o passeio à ilha, curtir a praia do forte e almoçar ou jantar por ali mesmo. Com sorte, dependendo da época, os golfinhos aparecem no caminho.

    [col]20120616003618.jpg|20120616004021.jpg[/col]

     

    PRAIA DO SAQUINHO: No sul da ilha. Supertranquila, sem agitos. Chega-se por uma trilha a partir da Praia da Solidão, com cerca de 1,5km. A trilha é tranquila, cimentada. No trecho inicial, margeando o mar, vista linda. No trecho final, sob a sombra das árvores. Ao final, a supresa: um bar rústico e superagradável. Cerveja gelada, anchovas bem servidas e, com sorte, um violeiro.

    20120616005126.jpg

     

    MOÇAMBIQUE: A praia mais tranquila de Floripa, na minha opinião. Vasta. Zen.

     

    MORRO DAS ARANHAS: Chega-se por trilha de +/- 1,5 km, a partir do Costão do Santinho. Não é difícil, mas é subida, então é bom ter algum preparo. Vale o básico de trilhas/praias: água, filtro solar, tvz um lanche. O Visual de Moçambique e praias vizinhas vale a pena. No Costão do Santinho, é legal programar um tempo antes p. conhecer as inscrições rupestres.

    20120616011353.jpg

  8. Pessoal,

     

    Obrigada por todas as dicas. Não conhecia VItória, mas nem precisei perguntar. Com as dicas dessa páginas, consegui montar o roteiro:

     

    Dia 1 - Saí do RJ e cheguei à Vitória por volta de 9h30. De lá, uma amiga me buscou e me deixou no Formule (perto do aeroporto, nào demora muito p. chegar). O hotel tem boa localização por um bom preço, e um café da manhã bastante bom pelos R$9. Deixei as mochilas no guarda-volumes e peguei um ônibus p. o Centro. Desci perto do Palácio Anchieta e de lá andei pelos arredores, passando pelo Convento de Sto Antônio, Catedral Metroplitana, Convento de São Francisco, Praça Costa Pereira, Teatro Carlos Gomes, Museu de Artes do ES e Parque Moscoso. É tudo bem perto e a caminhada tranquila. O sol é como do Rio, o filtro solar é indispensável. Comi qualquer coisa, andei pelo cais e, pelas 15h peguei outro ônibus e desci em frente ao Centro da Praia Shopping, na Reta da Penha. De lá, andei por outros shopings por perto (procurava uma livraria e nào me pareceram muitas em Vitória) e saí na orla, na Praia do Canto. Fui andando pela orla e peguei outro ônibus até o Shopping Vitória. Voltei ao hotel. Ã noite, uma ida ao bar Augustus, no Centro, boa comida e boa música. De lá, esticamos no Ilha Acustico, com show da Black Sete. Lugar lindo e banda ótima!

     

    Dia 2 - Pela manhã, cedo, uma volta pelo sul da ilha, terminando no Parque da Fonte Grande. Lindo demais! Almoço no Bar do Bigode, para comer a verdadeira moqueca capixada (o resto é peixada, segundo dizem). Realmente maravilhosa! De lá, uma ida à Domingos Martins para conhecer o Parque Estadual da Pedra Azul. Foi rápido, ida e volta no mesmo dia, mas foi inesquecível. Tendo um dia live, vale a pena o passeio. À noite, me hospedei na casa de conhecidos na Mata da Praia e de lá demos uma volta pelo Triângulo, parando em um dos bares do local.

     

    Dia 3 - Pela manhã, uma passada no museu da Vale e visita a Vila Velha. À tarde churrasco na casa de amigos e retorno ao Rio.

     

    Bem, foram 3 dias meio corridos, mas bem proveitosos. A cidade é lindíssima e o povo capixaba muito simpático. Espero voltar sempre.

×
×
  • Criar Novo...