Ir para conteúdo

jeanleite

Membros
  • Total de itens

    7
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Já tem tanto tempo esse tópico que vc já deve ter jogado fora, mas vamos lá, vai que tem outro amigo na sua situação precisando de ajuda. Eu tenho um desses (foi um dos primeiros que tive) da náutica que empresto pra algum amigo quando vai acampar, se entupiu é porque provavelmente caiu comida ou derramou algum líquido na abertura que tem embaixo da boca de onde se propaga a chama, é só vc girar segurando a boca do fogareiro e quando ela abrir, vc vai ver na base um parafuso com a cabeça sextavada, pegue um alicate de bico, ou uma chave de boca caso tenha, e com muito cuidado vá tirando o parafuso, com ele em mãos observe que existe bem no meio dessa "cabeça sextavada" um micro furo por onde passa o gás e qualquer párticula pode ali se alojar impedindo assim a passagem do gás, geralmente com um forte assopro se resolve, assopre pela parte que se encaixa na base para a parte que fica exposta. Geralmente isso resolve, mas se não resolver tem algo que infalível, os desentupidores de fogão convencional, é baratinho e qualquer loja de 1,99 vende esse artigo que é do tempo da minha avó... aí é só passar pelo orifício do parafuso sextavado, desentupir e pronto. Agora, se nada disso der certo, é porque provavelmente o registro do seu fogareiro está ferrado, aí infelizmente vc pode jogar fora e comprar outro. Espero ter ajudado, antes tarde do que nunca, abraço!
  2. jeanleite

    Lampiões

    Postei um tempo atrás em um tópico que um bom lampião é fundamental na mochila se tratando de mochileiro de primeira viagem, gostaria de saber da opinião da galera, se o velho lampião (estou falando dos lampiões leves rosqueáveis, que usam tekgás, com peso de 130gr. aproximadamente) ainda é usada pela maioria?
  3. Olá Jean! Sinceramente, lampião a gás é um artigo meio ultrapassado, a não ser que vá usar em camping estruturado, para iluminação ambiente. Para propósitos gerais, creio ser mais prática (menos peso) e econômica uma lanterna de cabeça. Com cerca de R$ 120,00 já se consegue comprar alguns modelos consagrados, com iluminação bem forte.
  4. Aqui no Rio de Janeiro rola um certo preconceito entre os trilheiros com a marca Bull Terrier, enfim tenho uma bota bt modelo desert, acho q já não se fabrica mais esse modelo o qual tenho o maior carinho, tenho essa bota uns 3 anos e fiz a travessia Petrô-Terê em junho de 2011 e ela resistiu bem, faço muitas trilhas pela floresta da tijuca, a última trilha agora ela descolou uma parte na lateral o solado, coisa mínima e tive que mandar para o sapateiro que me cobrou 25 pratas para costurar (o par) todo o solado... acho q fiz uma boa compra, gosto dos modelos e da marca... nunca m deixou na mão e recomendo por ter uma boa relação de custoXbenefício... espero ter contribuído... :'> Ah, e sempre levo comigo um rolo de silver-tape, vai que...
×
×
  • Criar Novo...