Ir para conteúdo

Tinoco77

Membros
  • Total de itens

    29
  • Registro em

  • Última visita

Tudo que Tinoco77 postou

  1. Chego na Bolivia amanhã. Tentarei ajudar a atualizar a cotação por aqui tb. Se alguém estiver por Santa Cruz, indo para Uyuni, amanhã, estarei por la.
  2. Dia 15/08 A van chegou por volta de 7.40hs e partimos rumo ao Aconcágua. Não é possível descrever a beleza do tour, passando por vários lugares fantásticos, através da Cordilheira, é de tirar o fôlego. Um frio do car***. Paisagens surreais. Altamente recomendado. Como estou postando do tablet, não consigo postar fotos, mas caro mochileiro, você DEVE fazer esse tour uma vez na vida. Cheguamos por volta de 19hs no hostel. Tomei um banho, pensei que ia descansar, mas acabei saindo com um pessoal que conheci por aqui. Baladinha mais ou menos, galera muito nova (to véio) , voltei por volta de 2am e partiu cama.
  3. Dia 14/08 Dia de explorar a cidade andando. Acordei cedo, fui ao Parque, que tem uma vista do lago, de tirar o fôlego. No inverno o parque fica bem charmoso, com as folhas secas forrando o chao. O parque é grande e toma um tempo. Andando um pouco tem o Cerro de onde se ver a cidade com a cordilheira ao fundo. Pel tarde andei pelo centro. Fui até o prédio da prefeitura, de onde se tem uma vista panorâmica da cidade, mas como tudo em Mendoza, ela também fecha as 13hs. O jeito foi andar, e conhecer as praças, cafés, ruas e ir ao shopping. Voltei por volta das 22hs, fiz um social no hostel, tomamos uma cerveja, e fui dormir, pq havia reservado o passeio ao Aconcágua para o dia seguinte, e a van nos pegaria as 7.15hs. Passeio de aprox. 11hs de duração, custo de 390 pesos.
  4. Dia 12/08 Acordei cedo, check out e partiu rodoviária. Comprei a passagem para Mendoza direto na rodoviária, é o mesmo preço do site. O busão iria sair as 14hs, então tinha duas horas livres. Almocei e fiquei de bobeira esperando. As 14hs embarquei, viagem tranquila, apesar do pinga-pinga, que poderia ter encurtado a viagem em muitas horas. O legal é que incluso no valor do bilhete, ganha-se um jantar simples, com bebida. O jantar aconteceu por voltar das 19hs em alguma parada no caminho. A internet prometida na funcionou no ônibus, dessa forma não consegui reservar um hostel online, esse era meu plano. 13/08 As 7hs da manhã, temperatura de 1ºC, chegamos em Mendoza. Eu estava congelando, e só queria avhar um lugar para dormir. Mas sem chance de encontrar um hotspot ou sinal aberto na rodoviária. Depois de andar em círculos um pouco, vi uma placa distante onde se dizia "Hostel", ouvi anjos dizendo OOOOHHHH, e corri para o hostel, na pior das hipóteses teria internet. Bom, resumindo, o hostel era um lixão daqueles bizarros que ficam próximo a rodoviárias. Mas pelo menos tinha internet, enrolei um pouco lá, busquei um hostel no booking, inventei uma desculpa e dei o fora. Como ainda era cedo, peguei um táxi, muito barato, que me deixou no hostel Chill Inn, ótimo hostel, no melhor ponto to da cidade. Lavanderia, restaurantes, tudo em questão de alguns passos. Reservei um passeio pelas vinícolas e produção de azeite para as 14.30hs, por 200 pesos. Passeio bem legal, nos buscam na porta do hostel. Conheci uma vinícola de grande porte e depois fomos para uma de pequeno porte, artesanal, com vinhos de melhor qualidade. Vale muito o passeio. Dura cerca de 5hs. A noite jantei pela redondeza e fui descansar.
  5. 10/08 Como já conheço Buenos Aires, não fiquei muito preocupado em turistar, mas em curtir a cidade. Saí para tomar um café e comer umas empanadas e fiquei vendo movimento na rua. Estou hospedado perto do Obelisco, região central, não tão badalada quanto Palermo, mas barata e tem seu charme. A tarde uma amiga russa que mora em BsAs foi me encontrar no hostel e saímos para um passeio. Passamos a tarde no parque em Palermo, próximo a Plaza Itália. BsAs é uma cidade linda, bem européia, uma mistura de prédios de arquitetura francesa, italiana e espanhola. Vale a pena sair sem rumo andando. A noite fomos em um restaurante árabe badalado no Soho. Acho que o nome é Sinkis, algo como isso. Abre as 20hs, mas 19.30h já tem fila na porta. Boa comida, não sou fã de comida árabe mas valeu. E comer bem na argentina é muito mais barato que em SP. Depois do jantar voltamos para o hostel e a galera de Israel já tava a todo vapor bebendo. Compramos vinho na rua e ficamos no hostel com o pessoal até de madrugada. Ótima noite. 11/08 Decidi ficar mais um dia em. BsAs, mas queria dormir bem antes de encarar uma viagem longa de ônibus (seja para Mendoza ou El Calafate), pelo booking achei um hotel muito bom próximo ao hostel com diária de 23 obamas. Praticamente fiz a reserva na porta do hotel pela internet, mas deu tudo certo. Hotel lindo, estilo antigo mas muito bem conservado e limpo. A tarde fiquei em um café com acesso a internet lendo um pouco. Depois fui encontrar minha amiga russa novamente que havia feito reserva no La Cabrera. Pra quem não conhece, o La Cabrera foi eleito por vários sites, revistas e blogs d viagem como um dos melhores restaurantes da AL. E o melhor, das 19 as 20hs todo o menu, inclusive a carta de vinhos, fica com 40% de desconto. comemos muito bem e conta saiu 120 pesos para cada um, cerca de 30 reais, muito barato para o nível do restaurante. Caminhada pela 9 de Julho depois e voltei para o hotel. Estava em dúvida se iria rumo a Mendoza ou para o Sul. Decidi ir para Mendoza e curtir a cordilheira e o Aconcágua passagem cerca de 650 pesos, pelo site plataforma10.com Agora é ter uma noite tranquila, sem música israelense tocando alto.
  6. 09-08 Usando um teclado configurado para Israel, nao sei como acentuar, desculpa ae pessoal, depois corrijo. Fiquei assistindo filmes ate tarde no hostel e acabei perdendo a hora. Fiz check out voando e partir para a rodoviaria. Viagem tranquila ate Colonia e de la pegamos o barco para Buenos Aires. A travessia dura cerca de 1h30m, mas perdemos um bom tempo na imigracao lotada em Colonia. Chegando em BsAs, no porto, nao achei ATM pra sacar dinheiro, entao fui caminhando em direcao ao hostel e no caminho consegui sacar. EStou hospedado no Hostel CAsa de Papa, um hostel meio bizarro, mas barato, $10 dolares-day e me foi indicado por um pessoal em Montevideo. Eh um hostel de dono israelense, e a maioria dos hospedes sao jovens israelenses viajando pela America do Sul. Encontrei 3 caras que conheci no Uruguay e estao hospedados aqui tambem. Basicamente a festa rola aqui 24hs, musica alta, bebidas e por ai vai ãã2::'> ãã2::'> ãã2::'> ...sinceramente fiquei meio arrependido de ter vindo pra ca, porque foi impossivel descansar essa noite, mas ok, a festa foi boa . POr outro lado conheci um casal frances bem gente boa e fomos comer uma boa carne argentina.
  7. 08-08 Acordei tarde, perdi o café no Hostel. Trampei um pouco e fui com um amigo que fiz no hostel comprar passagem para Buenos Aires. Fomos andando, longe bagaraio. Passagem Montevideo-Colônia-BuenosAires comprada com sucesso. (880 pesos a mais barata). Indo de barco direto de Montevideo custa mais que o dobro disso. Encontramos outro brasileiro na rodoviária e fomos comer na praça de alimentação do shopping em cima da rodoviária. Depois do almoço fomos caminhar pelas ramblas, fomos andando até o Parque Rocó e de lá caminhando pela costa. Somando tudo andamos 10km! Tava podrão, pegamos um ônibus e voltamos pro hostel. A noite fui jantar no região, queria comer uma boa carne e experimentar um doce uruguaio. Tarefa realizada com sucesso. O plano agora e dormir cedo e aproveitar a manhã do dia seguinte pela região antes de partir para BsAs.
  8. Dia 07/08/14 - imigração rápida, nenhuma pergunta. Como já era madrugada, não havia ônibus, peguei uma van que me deixou no hostel. 280 pesos, e tava tocando "Esse cara sou eu" em espanhol. Me hospedei no Caballo Loco Hostel, $18 obamas/noite, fica no centro, próximo de tudo. Pessoal do Hostel bem legal. Cheguei por volta das 2 da manhã, uma galera estava acordada ainda, conversei um pouco e sai com brasileiro em busca de um lugar pra comer. Nada aberto, depois de andar um pouco achei um carrinho de hamburguer, mandei ver. 75 pesos. Voltei para o Hostel e fui dormir. Acordei por volta de 9hs, trabalhei um pouco (trabalho online), e pelas 11am fui fazer reconhecimento de área e comprar pasta de dente e outras coisas. Parei um tempo em uma pequena praça, Praça "Entrevero", no centro pra observar as pessoas. O povo uruguaio parece ser bem sossegado e amigável, tirando alguns nóias que ficam oferecendo maconha (a noite), o povo é bem amistoso. Indo em direção ao mercado municipal (comida cara), descendo a Av. 18 de Julho, no centro velho, há belíssimas praças e o calçadão. vale a pena perder um tempo caminhando. Almocei em um pequeno restaurante no caminho, comida mais ou menos (mas tomei um vinho e to de boaz e parei pra tomar um café e ver o movimento. Não usei ônibus, fiz tudo a pé. Indo para o "meeting" da galera do CouchSurfing em Montevideu.
  9. Meio sem rumo! Relato sendo escrito durante a viagem. Passagem promocional Gol Guarulhos-Montevideo ( mais uma vez Obrigado. Melhores Destinos): R$ 320,00 + taxas Destino inicial Montevideo. Dia 06/08/14 - O trânsito estava feio em SP por isso decidi sair cedo, por volta das 17.00hs, já que usaria metrô e ônibus para chegar em Guarulhos, apesar de meu vôo ser as 22.15hs. Pra quem ainda não sabe, o meio mais barato de se chegar ao aeroporto de Guarulhos é pegando um ônibus direto na estação Tatuapé. Custa cerca de R$ 4,90 e te deixa no terminal. Acabei chegando cedo, saindo da Moóca, em cerca de 40 minutos estava em GRU. Check-in somente a partir das 19.15hs o jeito foi comer e enrolar. Decidi entrar na sala de embarque ás 21.15hs, e pra minha surpresa, imigração lotadassa! Parecia o encontro nacional de pessoas que dizem "Só no Brasil acontece isso!", mas eu tava de boa, já vi coisas piores lá fora. Vôo decolou com sucesso e cá estou eu escrevendo, enquanto degusto o sensacional sanduíche de alface servido pela Gol. E não tem tv e a revista é da época da Copa com a Seleção na capa, desanimei de ler (trauma do 7x1). Postando da fila da imigração.
  10. Rachei de rir com as tiradas, ótimo relato! To indo em Setembro, mó preguiça, vou usar esse roteiro.
  11. Tinoco77

    San Andrés

    AHHHH Saudades dessa água mineral. Foto feita do iphone com protetor para mergulho para celular comprado na ilha mesmo.
  12. Tinoco77

    San Andrés

    Pat, estava ai mês passado e pagamos 15.000 cop Acuario e Johnny Key. E todas as pessoas com as quais conversei pagaram o mesmo! Lembrando que compensa muito mais comprar o equipamento de snorkel. Custa entre 10.000 e 15.000 cop e vc vai usar muuuito! A cidade é um caos mesmo hahahha quando cheguei achei um lixo...mas quando dobrei o quarteirão e vi o mar.....ah.....tudo mudou....ficaria ai uns seis meses na boa. Comer é um desafio. Tem uma barraca muito boa e limpa, um pouco afastada da orla, que tem a MELHOR arepa de huevo da cidade! E ceviche de camarao tb. Os precos sao baratíssimos. As outras refeições eu fazia em restaurantes italianos (tem pelo menos 4 muito bons na cidade)
  13. Tinoco77

    San Andrés

    estarei em san andres do dia 17/4 até 22 no el viajero. Pretendo fazer os passeios johnny cay, cayo bolivar e santa catalina/providencia. 1 dia para cada passeio. Vai ficar onde? Santa Catalina y Providencia em 1 dia vai ser corrido hein, vai de avião ou barco?
  14. Tinoco77

    San Andrés

    Amigos Mochileiros, acabei de chegar de San Andres. Se tiverem alguma dúvida, ficarei feliz em poder ajudá-los. Lugar TOP TOP TOP, não queria vir embora
  15. Amigos, gostaria de uma ajuda, estou pensando em fazer Israel-Jordânia-Egito em 15 dias. É possível? Sei que de Israel para Jordânia é relativamente fácil, mas gostaria de aproveitar a viagem e conhecer as famosas pirâmides. Meu plano é ir em Janeiro e ficar 6 dias em Israel, e o restante dividir entre Jordânia e Egito. Se alguém está planejando ir em jan/2014 podemos nos encontrar por lá. Obrigado!
  16. Acho que isso responde sua pergunta: http://www.brasil.diplo.de/Vertretung/brasilien/pt/06__Sao__Paulo/Visa/Aufenthalt__bis__90__Tage.html O governo Francês assinou um acordou com o ogv. Brasil para que mochileiros possam ficar até um ano no país e até trabalhar nesse período. Mas não sei quando começará a vigorar esse acordo.
  17. Quantos dias vocês acham necessários para conhecer todas as atrações do deserto do Atacama no Chile e rola ir de onibus desde SAntiago? Desde já obrigado.
  18. Parabéns pelo relato! Ainda não decidi o que fazer no final do ano, Ushuaia parece uma bela opção. Fiquei meio em dúvida quanto a roupas de frio. Vc precisou levar alguma especial ou dá pra se virar com nossas roupas de frio? abraços!
  19. Acredite se quiser, mas aconteceu dessa forma comigo. No consulado americano: -bom dia, qual o propósito da viagem? -turismo. - quem vai pagar sua passagem? -eu mesmo -pode comprovar renda? -moço, o senhor acredita que eu não trouxe nada? Perdi a hora e sai correndo. -como posso saber que vc tem como custear a passagem? Daí eu comecei a rir muito (de nervoso) e disse: -o senhor pode confiar em mim, eu nao tenho nenhum comprovante aqui, mas eu tenho condicoes de bancar minha viagem. -nem declaracao de IR? Ri novamente: -não senhor, me desculpe, eu realmente estou fazendo isso errado, mas eu só quero o visto pra turismo, acredite! -Qual a última vez que vc viajou para o exterior? -Abril deste ano. (Ele verificou o passaporte) Silencio... - ok! Boa viagem, seu visto foi aprovado. Se eu pudesse dar algumas dicas, eu diria que: -seja sincero, responda com clareza. -aja com dignidade, vi gente lá tremendo como se estivesse portando 10 kg de cocaína na bolsa e passando pela alfandega. -nao precisa ir arrumado como se fosse pra entrega do Oscar (acredite, tem gente vai) -se tem outro passaporte com carimbos de viagem leve-o, e sutilmente deixe o entrevistador ver que vc traz outro passaporte hahahah
  20. Pessoal, acabei de voltar da Europa. Levei um iphone e o ipad e posso dizer que valeu muito a pena. Logo que cheguei em Roma, na estação Termini, em menos de 5 minutos adquiri por 20 euros um plano pré pago 3g na TIm (sim, la funciona bem). Precisei apenas apresentar o passaporte. Isso facilitou demais a minha vida. No hotel usava o ipad para navegar na internet e salvar para leitura offline páginas que descreviam os monumentos e lugares que eu iria visitar. Isso fez toda a diferença, em Florença, li tudo que foi possível sobre Renascimento, Michelangelo, familia Médici, etc... Já no iphone, google maps fez com que eu andasse tranquilamente. Mal usei metro em Roma, andava sempre á pé. E quando via algo interessante conseguia postar fotos na mesma hora, o que foi muito legal, pois meus amigos e parentes podiam interagir comigo em tempo real. Consegui usar o plano até em Paris. E ainda ganhei creditos no valor de 20 euros, ligava sempre que necessario para o Brasil a um custo infinitamente mais barato do que usando um roamming internacional de uma operadora brasileira. No metrô extremamente complicado de Paris, um aplicativo do metro (que pode ser usado offline) me salvou. Eu recomendaria sim o uso de smartphones e tablets. Sem contar que vários pontos turisticos tem wi-fi gratuito.
  21. Poxa, que legal, vou pra Londres mês que vem, e vou aproveitar suas dicas. Valew
  22. Estive visitando a Europa durante o último Natal e Ano Novo 2013 e voltarei no final de fevereiro. Minha pergunta é, existe algum problema em sair e voltar em um periodo curto de tempo? Planejo ir para Londres e voltar em Paris. Fiquei 15 dias na minha última viagem. obrigado.
  23. Infelizmente to sem tempo para terminar o relato do restante da viagem - Florença e Paris. Mas se alguém precisar de alguma informação é só perguntar
×
×
  • Criar Novo...