Ir para conteúdo

Salamander

Membros
  • Total de itens

    18
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Boa tarde senhores. Preciso da ajuda de vocês para ter uma noção de comparação em relação ao aço O1. O que podemos dizer ao compará-lo ao aço 1095 e o D2? A única coisa que sei é que o O1 se bem tratado, chega a durezas na casa do 60HCR. Digo isso pois estou interessado em comprar uma faca desta vendedor e ele trabalha com aço O1. http://fiddlebackforge.com/ Me senti mais a vontade de questionar esta comparação entre os aços aqui no mochileiros. Obrigado desde já pelas respostas.
  2. Cabral, obrigado. Já me esclareceu muita coisa sim. Mas agora vou fazer a parte prática. O que eu queria justamente é não ter que comprar tantas coisas e depois descobrir que não servem para mim. Por isso tantas perguntas. ãã2::'> Vou reler o fórum sobre afiação mais detalhadamente e vou esperar a DC4 chegar. Enquanto isso vou começar a afiar com a pedra de carbodurum mesmo dessas baratinhas. Vou começar a parte prática para valer. Quanto a Chaira folding da DMT vou pegar uma Coarse/Fine e testar com ela na horizontal, foi o que mais ficou lógico para mim, porque ela é plana e larg
  3. Cabral, obrigado. Já me esclareceu muita coisa sim. Mas agora vou fazer a parte prática. O que eu queria justamente é não ter que comprar tantas coisas e depois descobrir que não servem para mim. Por isso tantas perguntas. ãã2::'> Vou reler o fórum sobre afiação mais detalhadamente e vou esperar a DC4 chegar. Enquanto isso vou começar a afiar com a pedra de carbodurum mesmo dessas baratinhas. Vou começar a parte prática para valer. Quanto a Chaira folding da DMT vou pegar uma Coarse/Fine e testar com ela na horizontal, foi o que mais ficou lógico para mim, porque ela é plana e larg
  4. Cabral, voltando a incomodar com o tópico das chairas canivete e das plaquinhas de afiação da DMT. Eu vi alguns vídeos no you tubo e quanto àquelas chairas algumas pessoas deixam a faca fixa com a mão e movem a chaira no ângulo desejado por todo o fio. Outras mantém a chaira não na vertical igual a açougueiros, mas na horizontal fixa e passam a faca, como se fosse um pedra de amolar. Eu sei que é pessoal e eu vou ter que achar meu melhor jeito, mas qual você considera a maneira mais fácil? E quanto ao que comprar, digamos que o fio da faca não se danificou seriamente, uma chaira da ex
  5. Fenrir, fenrir, que massa essa faca da condor! Gostei muito da toloza, obrigado por compartilhar com a gente. Acho que fotos são interessantes, as vezes falamos de uma marca ou modelo de faca, mas o impacto é maior e duradouro com a foto. Fiquei com vontade de comprá-la.... A SOG Fusion Bowie que o VDM me indicou também é muito bonita e interessante. Gostei d+. É uma das coisas que gosto do fórum. É tanta coisa que eu nem imaginava saber até alguns meses atrás. Pra mim, meu universo de facas se resumia a tramontina (comander II, Amazonas, um canivete da nautica, e uma faca de pescoço
  6. Não, você entendeu certo e ao mesmo tempo errado. Merc = Mercenário Worx = Onomatopéia trabalho mesmo. Divindade da cutelaria seria o modo como as facas são encaradas. É quase uma adoração em relação a essas facas.
  7. Gostei da receita... vou fazê-la assim que tiver a oportunidade. O interessante é quando preparamos as bichinhas e servimos para os desavisados de plantão. Todo mundo come e acha deliciosa. Aí no final você revela a surpresa: Era traíra.... Isso é trairagem...
  8. As mercworx pelo que garimpei nos fóruns gringos, seria uma espécia de divindade da cutelaria... Muitos dizem que é a melhor, etc... Assim como dizemos que aqui as facas boas são as artesanais, lá as merc worx são em aço 154CM ou S30V com tratamento criogênico e é lâmina dupla sim, afiada dos dois lados e desing patenteado. Pelo que li, eram artesanais até um tempo atrás, depois o artesão montou empresa e começou a fabricá-la com uso voltado para atividades militares... Achei o preço salgado. Algo girando de U$ 450,00 até 600,00 a unidade.
  9. Quero usar ela para fazer muitos e muitos filés de traíra igual eu aprendi com um senhor mineiro que pesca com a gente. É até engraçado mas aprendi a gostar da danada da traíra. Sabendo preparar... é delicioso. O filé fica parecendo um enorme bife Nem cachorro come...
  10. posso estar sendo levado pelas idéias gringas. Mas meu sonho de consumo atual seriam essas três facas. Se tivesse dinheiro sobrando, só pra ter mesmo... MercWorx Equatorian MercWorx David MercWorx Goliath
  11. Programa de televisão, artista, facas, sobreviver, ser famoso, pagar mico na TV? Tô dentro!!!!! Estou de mudança esse mês, vou embora para João Pessoa - PB. Então estou já pesquisando para alinhar mais um tipo de aventura nos meus momentos de folga. Acampar, trilhas e continuar com as pescarias de julho a setembro no Tocantins. Pelo que pesquisei, existem ainda bons trechos de mata atlântica no litoral do nordeste. A pesca em alto-mar não me agrada. Talvez a pesca de robalos no mangue. Enquanto decido se pego a ka bar com cabo de couro ou kraton, comprei uma BK-11 e encomendei
  12. Caro VDM posso me dirigir assim, correto? Gostei muito da sugestão vou analisá-la sim com muita atenção. No entanto, eu tipo que gostaria de usar uma faca (felizmente não tenho mania de deixar minhas facas no fundo do rio, mas se acontecer, aconteceu... fazer o que?) até o final igual se usa uma caneta bic até o final da tinta... A idéia é meio exagerada, mas é mais ou menos isso. Imagina eu, posso estar errado, que uma faca com high carbon steel (pode ser a ka bar ou outra) afia mais fácil e tem um desgaste maior também. E vocês podem até achar estranho, mas a idéia do tr
  13. Digamos que eu abri o olho para as facas "gringas" agora. Sei que as artesanais também são excelentes. Mas isso fica mais para frente. Digamos que eu sou novo no ramo da febre do aço. E a minha faca que me acompanhava em todas as pescarias até então, era..... Uma tramontina commander II. Eu já estava altamente revoltado com a faca, injuriado, sendo esculachado por meus amigos que usavam uma de aço carbono qualquer, dessas bem baratinhas mesmo e não conseguia entender bem o porquê das coisas. tudo está ficando nítido para mim agora. Obrigado.
  14. Muito obrigado mestre cabral pelas excelentes dicas quanto à chisel ground. com certeza vou tentar sim. Eu a estava afiando com um instrumento tipo o afiador da gerber só que da naútica. Então ela começou a fazer um angulo do lado em que não haveria desbaste. Mas é uma faquinha feita na china e foi barata. Quanto ao afiador da nautica, funciona sim, talvez não tão bom quanto o gerber, mas eu percebi aquilo que você falou. A faca perde o fio rapidamente exigindo que você fique repetidamente passando-a no afiador. Ainda tenho muito que aprender, mas gostaria da opinião de vocês sobre e
  15. Senhores, boa noite. Uma dúvida quanto a afiação de um estilo de lâmina não consegui uma informação satisfatória. Como seria a afiação de uma faca com lâmina Chisel Ground? Já revirei tudo na net, afiação de formão, cinzel, mas não acho um tutorial explicando como afiar este tipo de lâmina. tenho uma faquinha que carrego comigo da smith e wesson (acho que é assim que escreve) e tentei amolar ela e não obtive um bom resultado. Peço ajuda e dicas. Obrigado
×
×
  • Criar Novo...