Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

fernandos

Membros
  • Total de itens

    439
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

10 Boa

1 Seguidor

Sobre fernandos

  • Data de Nascimento 15-01-1979

Outras informações

  • Lugares que já visitei
    RS:
    Agudo;
    Alegrete;
    Arambaré (Praia e Figueira da Paz);,
    Balneário Pinhal (Abelhas, Tunel Verde);
    Cacequi (Bossorocas);
    Cachoeira do Sul (Zoológico Municipal, Chateau D'eu);
    Caibaté (Caaró);
    Caçapava do Sul (Guaritas);
    Candelária (Auqueduto);
    Canela (Catedral de Pedra);
    Capão da Canoa (Acqua Lokos e Marina Parque);;
    Cidreira (Camarões);
    Dona Francisca (Tobogã e Teleférico);
    Faxinal do Soturno;
    Fontoura Xavier (Parque das Tuias);
    Garibalde;
    Gramado (Gramadozoo);
    Imbé (Ceclimar);
    Itaara (Museu ufológico);
    Ivorá (Memorial das Águas);
    Jaguari;
    Jari (Rincão da Glória);;
    Julio de Castilhos (Jardim das Esculturas);
    Lajeado (Parque dos Dick);
    Magistério;
    Mata (Jardim Paleobotânico, Cachoeiras);
    Mato Queimado (Prefeitura);
    Nova Esperança do Sul (Gruta);
    Nova Palma (Balneário Municipal);
    Nova Petrópolis (Praça das Flores);
    Novo Cabrais (Parque Witeck);
    Osório (Memorial, Morro da Borrussia);
    Paraíso do Sul;
    Pelotas (Laranjal, João Gilberto Bar, Caixa D'Agua de Fero, e etc);
    Porto Alegre (Cidade Baixa);
    Santa Cruz do Sul (Oktober);
    Santana Do Livramento;
    Santo Angelo (Igreja Angelopolitana);
    São João do Polesine (Vale Veneto);
    São Martinho da Serra (Cruz dos Degolados);
    São Miguel das Missões (Ruinas Jesuiticas);
    São Francisco de Assis;
    São Pedro do Sul- (Sitio Arqueológico da Pedra Grande);
    São Sepé;
    São Vicente do Sul (Bal.Umbu);
    Silveira Martins (Buraco de Vento);
    Restinga Seca (Balneário das Tunas);
    Rio Grande (Praia do Cassino);
    Tapes (Bal. Pinvest);
    Teutônia (centro Adm);
    Toropi (Fenda da Mãe de Ouro);
    Torres (Guaritas);
    Tramandái;
    Venâncio Aires (Centro);
    Vera Cruz;
    Viamão (igreja);


    SC:
    Araranguá;
    Arroio do Silva;
    Criciúma;
    Laguna;
    Floripa;
    Garopaba;
    Ferrugem;
    Praia do Rosa;

    PR:
    Foz do Iguaçu (Cataratas, Centro Budista);

    BA:
    Porto Seguro;
    Arraial D'Ajuda;
    Santa Cruz Cabrália;
    Trancoso (O Quadrado);

    AR:
    Puerto Iguazu (Ice Bar);
    Buenos Aires (Cassino, Puerto Madero; San Telmo);
    Tigre (Delta do Tigre);

    URU:
    Rivera;
    Rio Branco;

    PAR:
    Ciudad del Este
  • Próximo Destino
    Derrubadas
  • Meus Relatos de viagem
    http://rotasetrips.blogspot.com.br
  • Ocupação
    Policial Civil
  • Meu Blog

Últimos Visitantes

549 visualizações
  1. Dia de sol lindo na Serra Gaúcha, e o destino escolhido é Jaquirana/RS, acerca de 130 km de Caxias do Sul. Uma das cidades que compõem a região dos Campos de Cima da Serra, próxima a Cambará do Sul e Bom Jesus. Não fazia muita ideia do que me esperava, sabia que os atrativos da cidade são: Cachoeira Princesa dos Campos, Passo do "S", Cristo Libertador, Cachoeira dos Venâncios e Rio Tainhas (segundo o blog:pesquisandocidades.blogspot.com.br). O caminho até Jaquirana é tranquilo, e 99% asfaltado, primeiro pela RS 453 e depois mais 48 km pela RS 110. As paisagens na RS 453 já são bem bonitas, caminho para São Francisco de Paula, coxilhas e cercas de pedra. Mas na RS 110 a coisa aumenta de nível, as paisagens a beira da estrada são embasbacantes, vales, morros, abundantes florestas de araucárias, e várias outras arvores, um cenário de filme realmente. Pena não conseguir registrar direito, pois, se fosse parar a cada quadro lindo que visse, não conseguiria chegar nunca ao destino. Indo a Jaquirana realmente a atração principal é o percurso, um verdadeiro paraíso verde. E no caminho avisto uma placa Passo do "S" a 7 km. Por quê ir? Por quê não ir? Vamo-lo. Estrada de terra, com muitas pedras, mas muitas pedras mesmo! Me fez lembrar a cidade de Mata, onde trabalhei por 9 anos, a cidade da pedra, mas Jaquirana não perde muito. Os 7 km são dos grandes, parecem 10 km ou mais, muito buraco, barro e pedregulhos. As paisagens são bonitas, mas é difícil se concentrar quando seu carro esta sendo triturado pelas pedras. Percurso para fazer de Jeep, e não num 1.0 popular (meu caso). Quando parecia que não ia chegar nunca, mais um pouco e chego, uffa! O lugar é deslumbrante, um bonito percurso d'agua, e uma cachoeira, que estava jorrando água forte e abundante. Que lugar! Valeu o sacrifício. Fico um tempo admirando o local, e volto o caminho tortuoso rumo a Jaquirana. Mais uns 35 km de asfalto, repleto de belas coxilhas verdejantes e chegamos. Logo na entrada da cidade, fica o Cristo Libertador no alto de um morro, mais de 100 degraus, é bom estar em forma para subir. O monumento é bem interessante, e da para tirar boas fotos de lá. Mais umas voltas pela pequena cidade, com bonitos casarões de madeiras, uma bonita praça, um igreja de madeira em frente a praça, curiosíssima. A cidade rende boas fotos, e parece fazer parte de um tempo distante, por sua arquitetura e calmaria. A fome bateu e fui fazer um lanche, como não havia muitos lugares, fui no primeiro bolicho que achei, lugar meio insalubre, com um individuo sentado tomando um latão de cerveja, mas mesmo assim, me arrisquei a pedir um pastel duvidoso e uma água. E esse foi meu passeio por Jaquirana, repleta de campos verdejantes, colinas, coxilhas, florestas, morros, um lugar incrível pra quem gosta de um programa mais hots. Outras Imagens: Rota: Blog:https://rotasetrips.blogspot.com/
  2. Um Paraíso Verde nos Campos de Cima da Serra. Jaquirana.RS.jun.2018 Dia de sol lindo na Serra Gaúcha, e o destino escolhido é Jaquirana/RS, acerca de 130 km de Caxias do Sul. Uma das cidades que compõem a região dos Campos de Cima da Serra, próxima a Cambará do Sul e Bom Jesus. Não fazia muita ideia do que me esperava, sabia que os atrativos da cidade são: Cachoeira Princesa dos Campos, Passo do "S", Cristo Libertador, Cachoeira dos Venâncios e Rio Tainhas (segundo o blog:pesquisandocidades.blogspot.com.br). O caminho até Jaquirana é tranquilo, e 99% asfaltado, primeiro pela RS 453 e depois mais 48 km pela RS 110. As paisagens na RS 453 já são bem bonitas, caminho para São Francisco de Paula, coxilhas e cercas de pedra. Mas na RS 110 a coisa aumenta de nível, as paisagens a beira da estrada são embasbacantes, vales, morros, abundantes florestas de araucárias, e várias outras arvores, um cenário de filme realmente. Pena não conseguir registrar direito, pois, se fosse parar a cada quadro lindo que visse, não conseguiria chegar nunca ao destino. Indo a Jaquirana realmente a atração principal é o percurso, um verdadeiro paraíso verde. E no caminho avisto uma placa Passo do "S" a 7 km. Por quê ir? Por quê não ir? Vamo-lo. Estrada de terra, com muitas pedras, mas muitas pedras mesmo! Me fez lembrar a cidade de Mata, onde trabalhei por 9 anos, a cidade da pedra, mas Jaquirana não perde muito. Os 7 km são dos grandes, parecem 10 km ou mais, muito buraco, barro e pedregulhos. As paisagens são bonitas, mas é difícil se concentrar quando seu carro esta sendo triturado pelas pedras. Percurso para fazer de Jeep, e não num 1.0 popular (meu caso). Quando parecia que não ia chegar nunca, mais um pouco e chego, uffa! O lugar é deslumbrante, um bonito percurso d'agua, e uma cachoeira, que estava jorrando água forte e abundante. Que lugar! Valeu o sacrifício. Fico um tempo admirando o local, e volto o caminho tortuoso rumo a Jaquirana. Mais uns 35 km de asfalto, repleto de belas coxilhas verdejantes e chegamos. Logo na entrada da cidade, fica o Cristo Libertador no alto de um morro, mais de 100 degraus, é bom estar em forma para subir. O monumento é bem interessante, e da para tirar boas fotos de lá. Mais umas voltas pela pequena cidade, com bonitos casarões de madeiras, uma bonita praça, um igreja de madeira em frente a praça, curiosíssima. A cidade rende boas fotos, e parece fazer parte de um tempo distante, por sua arquitetura e calmaria. A fome bateu e fui fazer um lanche, como não havia muitos lugares, fui no primeiro bolicho que achei, lugar meio insalubre, com um individuo sentado tomando um latão de cerveja, mas mesmo assim, me arrisquei a pedir um pastel duvidoso e uma água. E esse foi meu passeio por Jaquirana, repleta de campos verdejantes, colinas, coxilhas, florestas, morros, um lugar incrível pra quem gosta de um programa mais hots. Outras Imagens: Rota: Blog:https://rotasetrips.blogspot.com/
  3. Passeio na Orla do Guaíba. Guaíba.RS.Jun.2018. Passando por Nova Milano Destino da vez Guaíba, Berço da Revolução Farroupilha. Saímos de Caxias, passadas 11 horas, difícil acordar cedo com esse frio que anda fazendo aqui no Sul. No caminho passamos pela cidade de Farroupilha, e demos uma paradinha rápida na localidade de Nova Milano, que fica bem a beira da estrada do lado direito, quem passa o Centro de Compras de Farroupilha. No local existe um monumento que chama a atenção do viajante, uma grande estatua de ferro, parecendo um pássaro estilizado ou algo assim. É onde fica oParque da Imigração Italiana, de Nova Milano, um parque bonito, com pracinha para as crianças, várias bandeiras, esse monumento e uma Gôndola Veneziana, presente do governo da Itália, em comemoração aos 100 anos da imigração, feitos em 1975. Ainda demos uma passada no centrinho da localidade, onde há uma bela igreja, e havia uma feirinha de produtores rurais. Seguindo o baile descemos a RS 122, rumo a GPA (Grande Porto Alegre). Umas 2 horas de viagem e chegamos em torno das 13 horas e 30 min. em Guaíba. E fomos direito a Orla, o lugar que surpreende pela organização e pela beleza. A vista do Lago Guaíba desse local é linda, a aguá reflete o céu azul, e o calçadão convida ao passeio. Demos uma caminhada admirando a bela paisagem, a vista do Catamarã partindo rumo a Porto Alegre é bem legal. No entorno existem diversos restaurantes para todos os gostos e bolsos, que servem de frutos do mar, a Ala Minutas. Escolhemos um para almoçar, já que já eram quase 2 horas da tarde. E voltamos a apreciar a linda vista, o lugar não da vontade de ir embora, ainda mais um belo dia de sol, numa tarde fria do inverno gaúcho. Um cenário perfeito para quem gosta tomar um chimas, ou tirar fotografias, e decidimos ficar por ali mesmo nos deleitando com a paisagem, na saída ainda passamos pela Escadaria: de onde se pode ter uma vista mais completa do Lago, mas a quantidade de degraus desanimou a subida. E assim conhecemos mais esse belo recanto do Rio Grande. Que segundo pesquisas possui como atrativos: O Catamarã: que nada mais é que o barco que faz a travessia Guaíba-Porto Alegre; A Jardineira: ônibus especial modelo Jardineira, o passeio turístico conta com guia local. O ponto de partida e chegada é na Hidroviária de Guaíba (nesse dia que fomos não enxergamos); Casa de Gomes Jardim: Construída em fins do século XVIII, era sede da Estância de Gomes Jardim no período da Revolução Farroupilha. Erma de Gomes Jardim– Encontram-se os restos mortais do líder Farroupilha; Ruínas do Matadouro São Geraldo: Construção de 1927, foi um dos mais importantes do Rio Grande do Sul. Rua São Geraldo, Guaíba; Cipreste Farroupilha: Árvore símbolo da cidade. Na sua sombra líderes da Revolução Farroupilha planejaram a tomada de Porto Alegre em 1835. Rua Gomes Jardim; Erma de Gomes Jardim: Encontram-se os restos mortais do líder Farroupilha;Vitrine Cultural: A Vitrine Cultural é um espaço desenvolvido através de uma parceria da Prefeitura Municipal de Guaíba e da Fundação Toyota do Brasil que tem por objetivo conservar, divulgar e promover os atrativos culturais e históricos do município e da região; Museu Carlos Nobre: Construção de 1908 – ao longo do tempo foi residência, hotel, biblioteca, prefeitura e hoje encontramos objetos, fotografias, documentos pessoais do comunicador e humorista conhecido internacionalmente. (Terça a Sexta – 8h30min às 12h – 13h30min às 17h30min/ Sábado, Domingo e Feriado – 13h30min às 17h30min)(Fonte:pesquisandocidades.blogspot.com). Mais Fotos: Rota: Postado há 1 hour ago por Sant' Anna Blog:https://rotasetrips.blogspot.com/
  4. JUN 18 Passeio na Orla do Guaíba. Guaíba.RS.Jun.2018. Passando por Nova Milano e Esteio/RS Destino da vez Guaíba, Berço da Revolução Farroupilha. Saímos de Caxias, passadas 11 horas, difícil acordar cedo com esse frio que anda fazendo aqui no Sul. No caminho passamos pela cidade de Farroupilha, e demos uma paradinha rápida na localidade de Nova Milano, que fica bem a beira da estrada do lado direito, quem passa o Centro de Compras de Farroupilha. No local existe um monumento que chama a atenção do viajante, uma grande estatua de ferro, parecendo um pássaro estilizado ou algo assim. É onde fica oParque da Imigração Italiana, de Nova Milano, um parque bonito, com pracinha para as crianças, várias bandeiras, esse monumento e uma Gôndola Veneziana, presente do governo da Itália, em comemoração aos 100 anos da imigração, feitos em 1975. Ainda demos uma passada no centrinho da localidade, onde há uma bela igreja, e havia uma feirinha de produtores rurais. Seguindo o baile descemos a RS 122, rumo a GPA (Grande Porto Alegre). Umas 2 horas de viagem e chegamos em torno das 13 horas e 30 min. em Guaíba. E fomos direito a Orla, o lugar que surpreende pela organização e pela beleza. A vista do Lago Guaíba desse local é linda, a aguá reflete o céu azul, e o calçadão convida ao passeio. Demos uma caminhada admirando a bela paisagem, a vista do Catamarã partindo rumo a Porto Alegre é bem legal. No entorno existem diversos restaurantes para todos os gostos e bolsos, que servem de frutos do mar, a Ala Minutas. Escolhemos um para almoçar, já que já eram quase 2 horas da tarde. E voltamos a apreciar a linda vista, o lugar não da vontade de ir embora, ainda mais um belo dia de sol, numa tarde fria do inverno gaúcho. Um cenário perfeito para quem gosta tomar um chimas, ou tirar fotografias, e decidimos ficar por ali mesmo nos deleitando com a paisagem, na saída ainda passamos pela Escadaria: de onde se pode ter uma vista mais completa do Lago, mas a quantidade de degraus desanimou a subida. E assim conhecemos mais esse belo recanto do Rio Grande. Que segundo pesquisas possui como atrativos: O Catamarã: que nada mais é que o barco que faz a travessia Guaíba-Porto Alegre; A Jardineira: ônibus especial modelo Jardineira, o passeio turístico conta com guia local. O ponto de partida e chegada é na Hidroviária de Guaíba (nesse dia que fomos não enxergamos); Casa de Gomes Jardim: Construída em fins do século XVIII, era sede da Estância de Gomes Jardim no período da Revolução Farroupilha. Erma de Gomes Jardim– Encontram-se os restos mortais do líder Farroupilha; Ruínas do Matadouro São Geraldo: Construção de 1927, foi um dos mais importantes do Rio Grande do Sul. Rua São Geraldo, Guaíba; Cipreste Farroupilha: Árvore símbolo da cidade. Na sua sombra líderes da Revolução Farroupilha planejaram a tomada de Porto Alegre em 1835. Rua Gomes Jardim; Erma de Gomes Jardim: Encontram-se os restos mortais do líder Farroupilha;Vitrine Cultural: A Vitrine Cultural é um espaço desenvolvido através de uma parceria da Prefeitura Municipal de Guaíba e da Fundação Toyota do Brasil que tem por objetivo conservar, divulgar e promover os atrativos culturais e históricos do município e da região; Museu Carlos Nobre: Construção de 1908 – ao longo do tempo foi residência, hotel, biblioteca, prefeitura e hoje encontramos objetos, fotografias, documentos pessoais do comunicador e humorista conhecido internacionalmente. (Terça a Sexta – 8h30min às 12h – 13h30min às 17h30min/ Sábado, Domingo e Feriado – 13h30min às 17h30min)(Fonte:pesquisandocidades.blogspot.com). Mais Fotos: Rota: Blog:https://rotasetrips.blogspot.com/
  5. MAY 3 Feriadão do dia do trabalhador (2018), e como todo feriado é um convite para viajar, mais ou menos... Porque sou da opinião que viajar em feriado é fria, muito trânsito, engarrafamento e tranqueiras a quatro. Corrigindo é um convite para passear, pois, não fui contemplado com o feriadão, e o jeito foi me satisfazer que um passeio pela Serra Gaúcha mesmo, o que não é de todo mal. Destino da vez Nova Prata.RS, e suas famosas Caldas do Prata, balneário com águas termais, bastante divulgando, e se desse tempo passaria por Serafina Corrêa, destino a muito desejado, por suas réplicas de castelos medievais, e até um do Coliseu diz que tem. 1ª Parada: Vila Flores.RS: Vila Flores é um pequeno município a poucos km passando veranópolis e antes de Nova Prata. O atrativo maior da cidade é a Pousada dos Capuchinhos, e o tal Filó, que confesso não sie bem o que é, mas o pouco que sei que é uma comemoração da cultura Italiana, predominante na região. O que ví de V. Flores, foi uma pequena réplica de moinho na entrada da cidade, um bonita igreja, um relógio feito de flores, o que achei um encantando. Até procuramos um restaurante, devido ser passado meio dia, mas não rolou 40 pilas, por café colonial, e comilança sem fim, não me pega. Pra turista que curto até entendo, mas não meu tipo de turismo. Seguimos rumo a N. Prata. 2ª Parada; Nova Prata.RS: Chegando a Nova Prata, já me surpreendi com o letreiro escrito: Capital Nacional do Basalto. Mas se o for é basalto, porquê Nova Prata: Enfim... Não fiz essa pesquisa. Mas na entrada existe um belo painel, em basalto, que vale a pena uma parada para fotos. seguimos rumo ao centro, para procurar um lugar para almoçar. A praça é muito bonita diga-se de passagem, a cidade toda aliás, esta parte noroeste da Serra Gaúcha, é muito bem desenvolvida, chega a dar um orgulho pra quem é gaúcho. Enfim... Nos deparamos com o restaurante Paradiso. Grata surpresa, buffet por kilo, excelente, e a bom preço, pagamos uns 30 para o casal, lugar amplo, limpo, e comida ótima e bem servida. Aí sim vi vantagem! (recomendadíssimo). Bem almoçados, demos uma volta na praça, e seguimos os 13 kg até as tais Caldas do Prata. O caminho é quase todo de calçamento, razoável até, e parte em asfalto, e bem sinalizado. O lugar possui realmente uma boa infraestrutura, 5 reais, por pessoa a entrada. Se quiser desfrutar as piscinas de águas termais, são 25 por cabeça. Como o dia estava quente, não me interessei muito. Ir nas águas termais e não ver as águas termais, pois é... Enfim... Mas! O lugar tem piscinas livres, free, de grátis também! Que estavam bem movimentadas, e trilhas pela natureza, restaurantes, uma bela cachoeira para se admirar, enfim... Muitas atrações. Lugar legal. Deu para curtir um pouco e relaxar por um tempo, curtindo a natureza e admirando as águas da cachoeira. 3ªParada: Nova Bassano.RS: Saindo de N. Prata, avistei uma placa indicando Nova Bassano, porque visitar? porque não visitar? Visitamo-la. Já havia lido sobre a cidade possuir diversos atrativos, como cita o blog: pesquisandocidades. Tirei umas fotos do pórtico e fui adentrando a cidade, que é bem maior e desenvolvida do que esperava, supreendeu positivamente. Mas não encontrei placas indicando os atrativos, e fui passando um pouco frustrado. Acredito que seja um destino para ser visitado com mais tempo e dedicação, para aproveitar suas belezas. Tais como: Cascata da Boa Fé; Galpão de Eventos no Parque de Rodeios; A Capela e a Cruz do Monte Paréo; Balneário do Rio Carreiro; Casa das Feiras Maria Roveá; Campanário; Gruta Nossa Senhora de Lourdes; Cemitério Polonesa, Rota Turística da Boa Fé; Rota Turística das Sensações ;Rota Turística dos Navegantes e Rota Turística Polonesa. 4º Parada: Paraí.RS: Seguindo o baile, deu tempo para mais uma parada, desta vez em Paraí. Que segundo meus estudos, possui um monumento inusitado, a MAIOR CADEIRA DA AMÉRICA LATINA, construída por uma fabrica de móveis. Logo na entrada da cidade existe um bonito painel, com desejos e um letreiro com nome da cidade, logo a diante, encontramos o Cadeirão. Grande mesmo, feito em cimento. Um atrativo curioso, mas a cidade possui outros, como: A Gruta na estrada da Salete; Cascata na Comunidade de São Caetano, Praça da Matriz, dentre outros. 5ª Parada: Serafina Corrêa.RS: Enfim Serafina Corrêa, vizinha a Vespasiano Corrêa e Guaporé. A cidade como as outras é muito bonita, limpa, bem urbanizada. E fomos direto ao que interessa, a VIA GENOVA, onde estão os atrativos que fui visitar. Chegando ao local, as construções realmente impressionam. São réplicas de construções medievais como o Castelo de Romeo, o Castelo de Julieta, La Rotanda (uma réplica de casa de campo da aristocracia Italiana), réplica do Coliseu, Castelo de Marostica e La nave degli immigranti. Imagina uma rua repleta dessas construções, é de impressionar o visitante, da um ar medieval ao local. As que mais me surpreenderam foram o Castelo de Morostica, muito bem feito, e caracterizado, e La Nave Degli Immigranti, este ultimo todo em ferro, com impressionantes estatuas em cima. Encantados com o lugar, sentamos em frente a prefeitura para fazer um "picknick", para refazer as energias para o retorno. Após desbravar mais um pouquinho dessa nossa Serra Gaúcha, que sempre nos reserva belas atrações. Mais Fotos: Rota: https://rotasetrips.blogspot.com.br/
  6. MAY 3 Uma Volta pela Serra Gaúcha: De Águas Termais, Coliseu, Castelos Medievais até a Maior Cadeira da América Latina. De Nova Prata.RS à Serafina Corrêa.RS. Passando por Vila Flores, Nova Bassano e Paraí.RS.Abr/2018. Feriadão do dia do trabalhador (2018), e como todo feriado é um convite para viajar, mais ou menos... Porque sou da opinião que viajar em feriado é fria, muito trânsito, engarrafamento e tranqueiras a quatro. Corrigindo é um convite para passear, pois, não fui contemplado com o feriadão, e o jeito foi me satisfazer que um passeio pela Serra Gaúcha mesmo, o que não é de todo mal. Destino da vez Nova Prata.RS, e suas famosas Caldas do Prata, balneário com águas termais, bastante divulgando, e se desse tempo passaria por Serafina Corrêa, destino a muito desejado, por suas réplicas de castelos medievais, e até um do Coliseu diz que tem. 1ª Parada: Vila Flores.RS: Vila Flores é um pequeno município a poucos km passando veranópolis e antes de Nova Prata. O atrativo maior da cidade é a Pousada dos Capuchinhos, e o tal Filó, que confesso não sie bem o que é, mas o pouco que sei que é uma comemoração da cultura Italiana, predominante na região. O que ví de V. Flores, foi uma pequena réplica de moinho na entrada da cidade, um bonita igreja, um relógio feito de flores, o que achei um encantando. Até procuramos um restaurante, devido ser passado meio dia, mas não rolou 40 pilas, por café colonial, e comilança sem fim, não me pega. Pra turista que curto até entendo, mas não meu tipo de turismo. Seguimos rumo a N. Prata. 2ª Parada; Nova Prata.RS: Chegando a Nova Prata, já me surpreendi com o letreiro escrito: Capital Nacional do Basalto. Mas se o for é basalto, porquê Nova Prata: Enfim... Não fiz essa pesquisa. Mas na entrada existe um belo painel, em basalto, que vale a pena uma parada para fotos. seguimos rumo ao centro, para procurar um lugar para almoçar. A praça é muito bonita diga-se de passagem, a cidade toda aliás, esta parte noroeste da Serra Gaúcha, é muito bem desenvolvida, chega a dar um orgulho pra quem é gaúcho. Enfim... Nos deparamos com o restaurante Paradiso. Grata surpresa, buffet por kilo, excelente, e a bom preço, pagamos uns 30 para o casal, lugar amplo, limpo, e comida ótima e bem servida. Aí sim vi vantagem! (recomendadíssimo). Bem almoçados, demos uma volta na praça, e seguimos os 13 kg até as tais Caldas do Prata. O caminho é quase todo de calçamento, razoável até, e parte em asfalto, e bem sinalizado. O lugar possui realmente uma boa infraestrutura, 5 reais, por pessoa a entrada. Se quiser desfrutar as piscinas de águas termais, são 25 por cabeça. Como o dia estava quente, não me interessei muito. Ir nas águas termais e não ver as águas termais, pois é... Enfim... Mas! O lugar tem piscinas livres, free, de grátis também! Que estavam bem movimentadas, e trilhas pela natureza, restaurantes, uma bela cachoeira para se admirar, enfim... Muitas atrações. Lugar legal. Deu para curtir um pouco e relaxar por um tempo, curtindo a natureza e admirando as águas da cachoeira. 3ªParada: Nova Bassano.RS: Saindo de N. Prata, avistei uma placa indicando Nova Bassano, porque visitar? porque não visitar? Visitamo-la. Já havia lido sobre a cidade possuir diversos atrativos, como cita o blog: pesquisandocidades. Tirei umas fotos do pórtico e fui adentrando a cidade, que é bem maior e desenvolvida do que esperava, supreendeu positivamente. Mas não encontrei placas indicando os atrativos, e fui passando um pouco frustrado. Acredito que seja um destino para ser visitado com mais tempo e dedicação, para aproveitar suas belezas. Tais como: Cascata da Boa Fé; Galpão de Eventos no Parque de Rodeios; A Capela e a Cruz do Monte Paréo; Balneário do Rio Carreiro; Casa das Feiras Maria Roveá; Campanário; Gruta Nossa Senhora de Lourdes; Cemitério Polonesa, Rota Turística da Boa Fé; Rota Turística das Sensações ;Rota Turística dos Navegantes e Rota Turística Polonesa. 4º Parada: Paraí.RS: Seguindo o baile, deu tempo para mais uma parada, desta vez em Paraí. Que segundo meus estudos, possui um monumento inusitado, a MAIOR CADEIRA DA AMÉRICA LATINA, construída por uma fabrica de móveis. Logo na entrada da cidade existe um bonito painel, com desejos e um letreiro com nome da cidade, logo a diante, encontramos o Cadeirão. Grande mesmo, feito em cimento. Um atrativo curioso, mas a cidade possui outros, como: A Gruta na estrada da Salete; Cascata na Comunidade de São Caetano, Praça da Matriz, dentre outros. 5ª Parada: Serafina Corrêa.RS: Enfim Serafina Corrêa, vizinha a Vespasiano Corrêa e Guaporé. A cidade como as outras é muito bonita, limpa, bem urbanizada. E fomos direto ao que interessa, a VIA GENOVA, onde estão os atrativos que fui visitar. Chegando ao local, as construções realmente impressionam. São réplicas de construções medievais como o Castelo de Romeo, o Castelo de Julieta, La Rotanda (uma réplica de casa de campo da aristocracia Italiana), réplica do Coliseu, Castelo de Marostica e La nave degli immigranti. Imagina uma rua repleta dessas construções, é de impressionar o visitante, da um ar medieval ao local. As que mais me surpreenderam foram o Castelo de Morostica, muito bem feito, e caracterizado, e La Nave Degli Immigranti, este ultimo todo em ferro, com impressionantes estatuas em cima. Encantados com o lugar, sentamos em frente a prefeitura para fazer um "picknick", para refazer as energias para o retorno. Após desbravar mais um pouquinho dessa nossa Serra Gaúcha, que sempre nos reserva belas atrações. Mais Fotos: Rota: www.rotasetrips.blogspot.com.br
  7. Passeio Fotográfico pelo Alto Taquari.RS. Marques de Souza.RS, Pouso Novo.RS, São José do Herval e Fontoura Xavier.RS.Abril/2018 Data 06 de abril de 2018, dia lindo e convidativo a um bom passeio, e a bola da vez foi a região do Alto Taquari. Já havia visitado a região bem sem querer, certa feita, quando peguei a saída errada de Lajeado, e fui parar no Parque das Tuias em Fontoura Xavier. Descrito no relato de Março de 2016 (Atravessando o Rio Grande de Carro: De Candelária, Teutônia, Fontoura Xavier. Mar.2016). E como daquela vez era noite, e não pude aproveitar muito, dessa vez resolvi refazer parte do caminho de dia, e vamos lá: 1ª Parada- Marques de Souza.RS: A cidade é conhecida por seus campings, cascatas e pela pratica de esportes radicais. Claro que como meu tempo era curto, deu apenas para dar uma passada pela cidade e fazer alguns registros fotográficos. A cidade é de fácil acesso pois fica a beira da Br 386, onde também ficam os acessos aos campings e comunidades. Achei divertido um pouco antes de chegar a entrada do município avistar, várias placas em formato de cogumelos. Depois fui saber que a cidade possui uma empresa chamada Ecogumelo, que se dedica a esse cultivo. meu tour pela cidade foi bem básico estacionei em frente a igreja central, Igreja Luterana, tirei fotos da igreja e da praça, e segui viagem, sob o olhar atento de alguns moradores locais. O que ocorre quase sempre em cidade pequena. Tirei umas fotos em frente a prefeitura do busto do Marques de Souza, que fui saber que nada mais é que o Conde de Porto Alegre, Tenente-General Manoel Marques de Souza III. E na saída da cidade deu ainda para ver ao longe a bela vista da localidade de Tamanduá, um dos atrativos turísticos de Marques de Souza. Os outros são: Camping da Pedra, Camping do Germano, Camping Riacho Doce, Camping do Stackão, Cascata do Dalmoro e Cascata de Fão. Pouso Novo.RS: Dessa cidade confesso que nada sabia, e nem estava no roteiro. De Pouso Novo conheço apenas aquela rede de restaurantes famosos, que tem filial no litoral e Gramado. Será que tem alguma relação com o município? Só sei que ao passar em frente ao Pórtico da cidade, decidi não perder a oportunidade e entrar. Cidade bem organizada, como a maioria do Vale do Taquari, ainda enfeitada para a Pascoa. Tirei umas fotos na bonita igreja, do pórtico, e segui. Diz que o maior atrativo turístico da cidade é a Gruta Nossa Senhora de Lourdes, que recebe turistas o ano todo, com maior concentração de visitantes no segundo domingo de fevereiro devido à ocorrência de uma festividade no local (informações do site Turismo.RS). São José do Herval: Outra grata surpresa no passeio. Nem sabia da existência desse município. O que só aumentou a alegria em conhece-lo. Na entrada da cidade existem simpáticos bonecos, que para mim parecem arbustos de erva-mate. Afinal São José do Herval né... A igreja central é linda, com belos arbustos de ornamentação e uma colossal estatua de São José (acredito eu). Fora isso um cachorrinho me perseguindo na saída da cidade. Seus atrativos são: Paróquia Nossa Senhora do Rosário e Cascata da Linha São Sebastião. Fontoura Xavier: Na chegada em Fontoura Xavier fui surpreendido, pelo belo Pórtico, formado por três grandes estatuas, em formato de cuias. A cidade também é conhecida como terra do Pinhão. A cidade já era um destino conhecido, pois, já havia visitado o Parque das Tuias, a noite. Um dos centros de lazer mais impressionantes do estado. E dessa vez de dia pude fazer outros belos registros da parte externa do lugar. Parada obrigatória por quem passar pela região. Para o turista os maiores atrativos de Fontoura Xavier são: Centro de Lazer Parque das Tuias, Gruta da Localidade de São João e O Pinheiro Gigante. Mais Fotos: Rota:
  8. Caçapava do Sul é uma ótima pedida, tem a pedra do segredo, guaritas e minas do camaquã.
  9. Vinte e quatro anos depois, retorno a Lavras do Sul/RS, "A Terra do Ouro". Minha primeira incursão por essas paragens foi quando tinha 15 anos de idade, a convite de um colega de aula natural de Lavras. Lembro pouca coisa: de demorar umas infindáveis 5 horas a viagem de ônibus desde Santa Maria; que era um inverno bastante frio, e fui apresentado ao vento minuano, e senti na pele, o sentido literal do proverbio gaúcho "frio de renguiá cusco". Um dos maiores frios que já passei, parecendo cortar a alma do vivente; lembro também de ter visitado um barzinho chamado Telúrica, comido umas boas batatas fritas. Fora isso Lavras volta e meia retomava meu imaginário, pelas lendas que meu pai contava, do tal Barão do Serro Formoso, Francisco Pereira de Macedo, que segundo meu pai, era um ancestral ilustre da família, por parte da família Macedo de minha avó. Que segundo a história conta certa feita o tal Barão hospedou D. Pedro II, em Lavras do Sul, no início da Guerra do Paraguai. E Amante da música teria recepcionando o imperador com uma banda composta por escravos, tocando o Hino Nacional. Consta que em 1884 teria alforriado todos seus escravos, se antecipando à Lei Áurea o que influenciou os fazendeiros da região a fazerem o mesmo. Figura interessante esse Francisco, mas nunca consegui comprovar esse parentesco. Realmente Lavras é uma cidade cheia de histórias, sendo também o único município do Estado surgido e formado em torno da mineração de Ouro. O que fez com que Lavras recebesse a fama de “Terra do Ouro” (mas até onde sei, não tem mais ouro lá). Voltando a vaca fria... No final de semana do Carnaval de 2018, consegui revisitar Lavras. E o reencontro não poderia ser melhor, a cidade estava linda, toda enfeitada para o Carnaval, com as ruas decoradas, as casinhas estilo colonial primorosamente bem cuidadas, um encanto! Realmente não tinha essa recordação em mente, mas confesso que fiquei muito bem surpreendido. Em minha modesta opinião Lavras é um dos destinos arquitetônico/histórico mais interessantes, e bem conservados do Rio Grande. O centro é repleto dessas casinhas estilo colonial, a maioria muito bem conservada, formando um belo cenário, muito convidativo a um turismo fotográfico. E assim caminhamos pelas ruas de Lavras em clima de preparativos de Carnaval. Carnaval este que segundo meus amigos, lavrenses, é o melhor do estado. Enfim... Não foi dessa vez que tirei a prova. Mais umas fotos na bela igreja da Paróquia Santo Antônio. E não é que achei a Telúrica, e tive que sentar para comer um pastel, momento nostalgia total. Ainda demos uma passada na praia do paredão, que estava atupetada de gente, e não deu nem para descer do carro para tirar fotos. E ao cair da noite seguir a estrada. Mas lavras ainda tem outros atrativos como: Casa de Cultura; Praça das Bandeiras; Gruta Nossa Senhora de Lourdes; Santuário de Santo Antonio. Outras Fotos: Rota: Fonte: https://rotasetrips.blogspot.com.br/
  10. fernandos

    Dicas e passeios pelo Rio Grande do Sul.

    - O Caribe é Aqui. Lagoa Azul ou Lagoa do Bacopari. Mostardas/RS. Jan.2018: https://rotasetrips.blogspot.com.br/2018/01/o-caribe-e-aqui-lagoa-azul-ou-lagoa-do.html?view=timeslide - O maravilhoso parque witeck de novo: https://rotasetrips.blogspot.com.br/2015/07/o-maravilhoso-parque-witeck-de-novo.html - Visita a Caçapava do Sul, Guaritas e Minas do Camaquã (sem Minas). Out.2014:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2014/11/visita-cacapava-do-sul-guaritas-e-minas.html - Cenário de Conto de Fadas no interior do Rio Grande do Sul: Forquetinha.RS. Dez.2017:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/12/forquetinhars-cenario-de-conto-de-fadas.html?view=timeslide - Rota das Terras Encantadas e a Praça de Vitor Gareff: http://goo.gl/4kbWeX - Rota Caminhos da Colônia.RS. Abr/2017– Boa Vista do Sul, Westfália, Imigrante e Colinas.: https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/05/rota-caminhos-da-colonia-abr2017-boa.html?view=timeslide - A Bela Vila de Santo Amaro do Sul, em General Câmara.RS. Passando por Passo do Sobrado, Vale Verde, São Jerônimo e Charqueadas/Dez.2016: https://rotasetrips.blogspot.com/2017/01/a-bela-vila-de-santo-amaro-do-sul-em.html - Conhecendo a Cidade Mais Italiana do Brasil. Antônio Prado e Ipê.RS.Mar/2017: https://rotasetrips.blogspot.com/2017/03/conhecendo-cidade-mais-italiana-do.html - Dia dos Namorados em São Francisco de Paula/RS. Jun.2017:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/06/dia-dos-namorados-em-sao-francisco-de.html?view=timeslide - O maior acervo militar na américa do sul. Museu Militar Brasileiro de Panambi.RS. Mai/2017:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/05/o-maior-acervo-militar-na-america-do.html?view=timeslide - Santa Tereza e Monte Belo do Sul.RS. Cidade 124 e 125. Abr/2017:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/05/santa-tereza-e-monte-belo-do-sulrs.html?view=timeslide - Três Coroas.RS e seu Templo Budista:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/05/tres-coroasrs-e-seu-templo-budista.html?view=timeslide - Uma Cidade Chama Muçum, mais Roca Sales e Encantado. RS. Abr;2017:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/05/uma-cidade-chama-mucum-mais-roca-sales.html?view=timeslide - O Fabuloso Parque do Salto Ventoso. Farroupilha.RS+ Festival de Folclore Nova Petrópolis.RS+ Bento Gonçalves Caminhos de Pedra.Bento Gonçalves.Jul/2017.: https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/08/o-fabuloso-parque-do-salto-ventoso.html?view=timeslide - Conhecendo as Missões Jesuíticas: http://goo.gl/X92xdN - Trilha na Pedra do Segredo. Caçapava do Sul.RS. Fev/2018: https://rotasetrips.blogspot.com.br/2018/02/trilha-na-pedra-do-segredo-cacapava-do.html?view=timeslide - O Canal do Panamá Gaúcho: A Eclusa de Bom Retiro do Sul. RS. Jan.2018: https://rotasetrips.blogspot.com.br/2018/01/o-canal-do-panama-gaucho-eclusa-de-bom.html?view=timeslide - O Filosofo da Praça de Portão, Azas Delta e Paragliders. Entre Portão.RS, Sapiranga e Igrejinha.RS. Dez.2017: https://4.bp.blogspot.com/-IC-8xnjgzdo/Wi7H5CgD50I/AAAAAAAAY9Q/fwrR6BVJvn8hgqZsMu8Q1x2uxl2QsR4PQCLcBGAs/s1600/Sapiranga.RS%2B%2814%29.jpg - Um pedacinho da Suécia na Serra Gaúcha. Museu Sueco. Farroupilha.RS.Nov/2017 :https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/11/museu-sueco-um-pedacinho-da-suecia-na.html?view=timeslide - A Velha Louca do Fusca Azul. Visita a Caxias do Sul: Passando por Lajeado, Teutônia, Carlos Barbosa, Flores da Cunha e Bom Princípio.: https://rotasetrips.blogspot.com/2016/09/a-velha-louca-do-fusca-azul-visita.html - Desbravando a Costa Doce Gaúcha...": http://goo.gl/h08cyA - O que fazer em 48 horas em Porto Alegre: http://goo.gl/bk0Gbs - Veranópolis-RS Terra da Longevidade, passando por Fagundes Varela e Vista Alegre do Prata.RS. Ago/2017: https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/08/veranopolis-rs-terra-da-longevidade.html?view=timeslide - Parque Aldeia do Imigrante e Cascata dos Bugres:Nova Petrópolis.RS. Abr/2017- passando por Alto Feliz, Feliz e Vale Real. : https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/04/parque-aldeia-do-imigrante-e-cascata.html?view=timeslide - As várias etnias do Vale da Felicidade Gaúcho. De Caxias do Sul a Salvador. Passando por Barão, São Pedro da Serra e São Vendelino. Abril/2017. : https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/04/de-caxias-do-sul-salvador-passando-por.html?view=timeslide - Conhecendo a terra de Hércules Galló. em Galópolis, Caxias do Sul.RS.Mar.2017: https://rotasetrips.blogspot.com/2017/03/conhecendo-terra-de-hercules-gallo-em.html - Passeando por Nova Pádua, Nova Roma do Sul, Bento Gonçalves e Pinto Bandeira.RS.Mar/2017: https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/03/passeando-por-nova-padua-nova-roma-do.html?view=timeslide - Belvedere Sonda. 2ª Visita ao Pequeno Paraíso Italiano. Nova Pádua.RS. Nov/2017:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/11/belvedere-sonda-2-visita-ao-pequeno.html?view=timeslide - Uma pérola do litoral gaúcho: Morro da Borússia em Osório": http://goo.gl/eW6suz - Nova Petrópolis, Gramando e Canela: http://goo.gl/Bg4x7M - Um passeio pela região central do RS: http://goo.gl/f7TG4u - Brochier e Maratá Encantos do Vale da Felicidade.RS. Cidades Gaúchas 155 e 156. :https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/10/brochier-e-marata-encantos-da.html?view=timeslide - Descobrindo a Região Carbonífera do RS. Arroio dos Ratos. Dez.2016: Descobrindo a Região Carbonífera do RS. Arroio dos Ratos. Dez.2016 - Dicas básicas para quem quer conhecer Santa Maria: http://goo.gl/N9oy99 - O que Fazer em Caxias do Sul.RS:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/04/o-que-fazer-em-caxias-do-sulrs.html?view=timeslide - Caminho das origens. Rumo a Nova Esperança do Sul": http://goo.gl/naAjPa - Taquari.RS e seus encantos. Mar.2017:https://rotasetrips.blogspot.com/2017/03/taquarirs-e-seus-encantos-mar2017.html - Viaduto 13 e Ferrovia do Trigo, passando por Cotiporã, Vespasiano Corrêa e Muçum.RS.Jan.2018:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2018/02/viaduto-13-e-ferrovia-do-trigo-passando.html?view=timeslide - Viagem interiorana. Mais de 200 km de estrada de Chão, entre Santa Maria RS até Sobrinho.RS, passando por Silveira Martins, Ivora, Dona Francisca, Agudo, Paraiso do Sul, Lagoa Bonita do Sul, Cerro Branco e Passa Sete. Dez.2016: https://rotasetrips.blogspot.com/2016/12/viagem-interiorana-mais-de-200-km-de.html - O que dizer de São Leopoldo.Jan.2017:https://rotasetrips.blogspot.com/2017/02/o-que-dizer-de-sao-leopolodojan2017.html - A cidade do Monte Calvário. São Marcos.RS .Mar.2017: https://rotasetrips.blogspot.com/2017/03/sao-marcosrs-cidade-do-monte.html - Otávio Rocha. Flores da Cunha.RS.dez.2017:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2018/01/otavio-rocha-flores-da-cunharsdez2017.html?view=timeslide - Presidente Lucena e Lindolfo Collor. Abril/2017:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/04/presidente-lucena-e-lindolfo-collor.html?view=timeslide - Rio Grande Profundo. Gramado Xavier, Boqueirão do Leão e Sério.RS. Fev.2018:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2018/03/rio-grande-profundo-gramado-xavier.html?view=timeslide - Estrela, Mato Leitão e Santa Clara do Sul. + 3 Cidades do Vale do Taquari/RS. Jun.2017: https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/07/estrela-mato-leitao-e-santa-clara-do.html?view=timeslide - Já ouviu falar de Cerro Branco.RS? Dez.2017:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2018/01/ja-ouviu-falar-de-cerro-brancors-dez2017.html?view=timeslide
  11. fernandos

    Dicas e Passeios pelo Rio Grande do Sul

    São dicas e relatos de passeios feitos nesses últimos anos feitos pelo Rio Grande; - O Caribe é Aqui. Lagoa Azul ou Lagoa do Bacopari. Mostardas/RS. Jan.2018: https://rotasetrips.blogspot.com.br/2018/01/o-caribe-e-aqui-lagoa-azul-ou-lagoa-do.html?view=timeslide - O maravilhoso parque witeck de novo: https://rotasetrips.blogspot.com.br/2015/07/o-maravilhoso-parque-witeck-de-novo.html - Visita a Caçapava do Sul, Guaritas e Minas do Camaquã (sem Minas). Out.2014:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2014/11/visita-cacapava-do-sul-guaritas-e-minas.html - Cenário de Conto de Fadas no interior do Rio Grande do Sul: Forquetinha.RS. Dez.2017:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/12/forquetinhars-cenario-de-conto-de-fadas.html?view=timeslide - Rota das Terras Encantadas e a Praça de Vitor Gareff: http://goo.gl/4kbWeX - Rota Caminhos da Colônia.RS. Abr/2017– Boa Vista do Sul, Westfália, Imigrante e Colinas.: https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/05/rota-caminhos-da-colonia-abr2017-boa.html?view=timeslide - A Bela Vila de Santo Amaro do Sul, em General Câmara.RS. Passando por Passo do Sobrado, Vale Verde, São Jerônimo e Charqueadas/Dez.2016: https://rotasetrips.blogspot.com/2017/01/a-bela-vila-de-santo-amaro-do-sul-em.html - Conhecendo a Cidade Mais Italiana do Brasil. Antônio Prado e Ipê.RS.Mar/2017: https://rotasetrips.blogspot.com/2017/03/conhecendo-cidade-mais-italiana-do.html - Dia dos Namorados em São Francisco de Paula/RS. Jun.2017:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/06/dia-dos-namorados-em-sao-francisco-de.html?view=timeslide - O maior acervo militar na américa do sul. Museu Militar Brasileiro de Panambi.RS. Mai/2017:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/05/o-maior-acervo-militar-na-america-do.html?view=timeslide - Santa Tereza e Monte Belo do Sul.RS. Cidade 124 e 125. Abr/2017:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/05/santa-tereza-e-monte-belo-do-sulrs.html?view=timeslide - Três Coroas.RS e seu Templo Budista:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/05/tres-coroasrs-e-seu-templo-budista.html?view=timeslide - Uma Cidade Chama Muçum, mais Roca Sales e Encantado. RS. Abr;2017:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/05/uma-cidade-chama-mucum-mais-roca-sales.html?view=timeslide - O Fabuloso Parque do Salto Ventoso. Farroupilha.RS+ Festival de Folclore Nova Petrópolis.RS+ Bento Gonçalves Caminhos de Pedra.Bento Gonçalves.Jul/2017.: https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/08/o-fabuloso-parque-do-salto-ventoso.html?view=timeslide - Conhecendo as Missões Jesuíticas: http://goo.gl/X92xdN - Trilha na Pedra do Segredo. Caçapava do Sul.RS. Fev/2018: https://rotasetrips.blogspot.com.br/2018/02/trilha-na-pedra-do-segredo-cacapava-do.html?view=timeslide - O Canal do Panamá Gaúcho: A Eclusa de Bom Retiro do Sul. RS. Jan.2018: https://rotasetrips.blogspot.com.br/2018/01/o-canal-do-panama-gaucho-eclusa-de-bom.html?view=timeslide - O Filosofo da Praça de Portão, Azas Delta e Paragliders. Entre Portão.RS, Sapiranga e Igrejinha.RS. Dez.2017: https://4.bp.blogspot.com/-IC-8xnjgzdo/Wi7H5CgD50I/AAAAAAAAY9Q/fwrR6BVJvn8hgqZsMu8Q1x2uxl2QsR4PQCLcBGAs/s1600/Sapiranga.RS%2B%2814%29.jpg - Um pedacinho da Suécia na Serra Gaúcha. Museu Sueco. Farroupilha.RS.Nov/2017 :https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/11/museu-sueco-um-pedacinho-da-suecia-na.html?view=timeslide - A Velha Louca do Fusca Azul. Visita a Caxias do Sul: Passando por Lajeado, Teutônia, Carlos Barbosa, Flores da Cunha e Bom Princípio.: https://rotasetrips.blogspot.com/2016/09/a-velha-louca-do-fusca-azul-visita.html - Desbravando a Costa Doce Gaúcha...": http://goo.gl/h08cyA - O que fazer em 48 horas em Porto Alegre: http://goo.gl/bk0Gbs - Veranópolis-RS Terra da Longevidade, passando por Fagundes Varela e Vista Alegre do Prata.RS. Ago/2017: https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/08/veranopolis-rs-terra-da-longevidade.html?view=timeslide - Parque Aldeia do Imigrante e Cascata dos Bugres:Nova Petrópolis.RS. Abr/2017- passando por Alto Feliz, Feliz e Vale Real. : https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/04/parque-aldeia-do-imigrante-e-cascata.html?view=timeslide - As várias etnias do Vale da Felicidade Gaúcho. De Caxias do Sul a Salvador. Passando por Barão, São Pedro da Serra e São Vendelino. Abril/2017. : https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/04/de-caxias-do-sul-salvador-passando-por.html?view=timeslide - Conhecendo a terra de Hércules Galló. em Galópolis, Caxias do Sul.RS.Mar.2017: https://rotasetrips.blogspot.com/2017/03/conhecendo-terra-de-hercules-gallo-em.html - Passeando por Nova Pádua, Nova Roma do Sul, Bento Gonçalves e Pinto Bandeira.RS.Mar/2017: https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/03/passeando-por-nova-padua-nova-roma-do.html?view=timeslide - Belvedere Sonda. 2ª Visita ao Pequeno Paraíso Italiano. Nova Pádua.RS. Nov/2017:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/11/belvedere-sonda-2-visita-ao-pequeno.html?view=timeslide - Uma pérola do litoral gaúcho: Morro da Borússia em Osório": http://goo.gl/eW6suz - Nova Petrópolis, Gramando e Canela: http://goo.gl/Bg4x7M - Um passeio pela região central do RS: http://goo.gl/f7TG4u - Brochier e Maratá Encantos do Vale da Felicidade.RS. Cidades Gaúchas 155 e 156. :https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/10/brochier-e-marata-encantos-da.html?view=timeslide - Descobrindo a Região Carbonífera do RS. Arroio dos Ratos. Dez.2016: Descobrindo a Região Carbonífera do RS. Arroio dos Ratos. Dez.2016 - Dicas básicas para quem quer conhecer Santa Maria: http://goo.gl/N9oy99 - O que Fazer em Caxias do Sul.RS:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/04/o-que-fazer-em-caxias-do-sulrs.html?view=timeslide - Caminho das origens. Rumo a Nova Esperança do Sul": http://goo.gl/naAjPa - Taquari.RS e seus encantos. Mar.2017:https://rotasetrips.blogspot.com/2017/03/taquarirs-e-seus-encantos-mar2017.html - Viaduto 13 e Ferrovia do Trigo, passando por Cotiporã, Vespasiano Corrêa e Muçum.RS.Jan.2018:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2018/02/viaduto-13-e-ferrovia-do-trigo-passando.html?view=timeslide - Viagem interiorana. Mais de 200 km de estrada de Chão, entre Santa Maria RS até Sobrinho.RS, passando por Silveira Martins, Ivora, Dona Francisca, Agudo, Paraiso do Sul, Lagoa Bonita do Sul, Cerro Branco e Passa Sete. Dez.2016: https://rotasetrips.blogspot.com/2016/12/viagem-interiorana-mais-de-200-km-de.html - O que dizer de São Leopoldo.Jan.2017:https://rotasetrips.blogspot.com/2017/02/o-que-dizer-de-sao-leopolodojan2017.html - A cidade do Monte Calvário. São Marcos.RS .Mar.2017: https://rotasetrips.blogspot.com/2017/03/sao-marcosrs-cidade-do-monte.html - Otávio Rocha. Flores da Cunha.RS.dez.2017:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2018/01/otavio-rocha-flores-da-cunharsdez2017.html?view=timeslide - Presidente Lucena e Lindolfo Collor. Abril/2017:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/04/presidente-lucena-e-lindolfo-collor.html?view=timeslide - Rio Grande Profundo. Gramado Xavier, Boqueirão do Leão e Sério.RS. Fev.2018:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2018/03/rio-grande-profundo-gramado-xavier.html?view=timeslide - Estrela, Mato Leitão e Santa Clara do Sul. + 3 Cidades do Vale do Taquari/RS. Jun.2017: https://rotasetrips.blogspot.com.br/2017/07/estrela-mato-leitao-e-santa-clara-do.html?view=timeslide - Já ouviu falar de Cerro Branco.RS? Dez.2017:https://rotasetrips.blogspot.com.br/2018/01/ja-ouviu-falar-de-cerro-brancors-dez2017.html?view=timeslide
  12. Trilha na Pedra do Segredo. Caçapava do Sul.RS. Fev/2018 Feridão de Carnaval/2018, visitando parentes em Santa Maria da Boca do Monte/RS, e que destinos optar? Por minha mente corriam vários destinos inexploradas, como: Visitar a cidade das Pedras Preciosas (Ametista do Sul/RS), ou a Maior Queda D'Água longitudinal do Mundo (Derrubadas/RS), mas como o passeio não dependia exclusivamente de minha vontade, e esses destinos demandavam mais de 500 km de estrada, minhas opções ficaram restritas a região centro do estado. Então o jeito foi negociar com a patroa, e dei as seguintes opções a ela. 1) Poço Azul em Ivorá/RS; 2) Pedra do Segredo em Caçapava do Sul/RS; 3) Usina do Quebra Dente em Quevedos/RS ou 4) Balneário da Toca da Tigra em Santana da Boa Vista. E a escolhida foi... Pedra do Segredo - um conjunto de cerros formado por conglomerados e arenitos ferruginosos, com aproximadamente 100 metros de altura-. E "Sefomos"! Eu minha esposa, e minha cunhada, fazer trilha em Caçapava do Sul, a mais ou menos 1 hora de Santa Maria. Caçapava é realmente um destino esplendido no centro do Rio Grande, possuindo lugares incríveis como as Guaritas, Minas do Camaquã (destino já conhecido), e o Parque da Pedra do Segredo; além do patrimônio histórico, pelo fato de ter sido umas das capitais Farroupilhas. A viagem foi tranquila, e no centro da cidade paramos para umas fotos em frente a Casa VX, uma residência em estilo exótico, com colunas gregas; e em frente existe uma estatua bem divertida, conhecida como o Burrico do Nóca. Depois foi seguir para o interior sentido Lavras do Sul. Andamos uns 5 km pelo asfalto, depois há uma placa e mais alguns km por estrada de chão, razoável, existem placas até indicar 2 km para a Pedra, depois não mais. E óbvio nos perdemos um pouco, até pelo fato de ir acompanhando as formações rochosas do lado esquerdo da estrada, após andar uns 10 km e nada. Fui forçado a pedir informações, e me indicaram que teria que voltar, e chegar em uma casa do lado direito da estrada, com troncos de arvores caídos na frente. Foi o que fizemos, e chegamos na casa, onde fomos recepcionados por alguns escaladores. E atrás da casinha, as incríveis formações rochosas, que para muitos se assemelham ao rosto de dois gorilas, algo bem surreal. O local tem esse nome, pois reza a lenda que é na Pedra, que teria sido enterrado em segredo o líder indígena Sepé Tiarajú, ao lado do tesouro dos padres jesuítas. Lendas a parte. O parque é uma concessão pública, mas esta em vias de troca de administração, então não ha guias no momento. Mas fomos orientados a seguir as trilhas, que são auto-guiadas, e teríamos que ir costeando a rocha, por uns 2 km de subida, chegando ao topo da pedra, e depois descer pelo campo mais 5 km de caminhada. O início da trilha é tranquilo, indicado por placas, fomos subindo algumas escadarias feita na pedra outras na terra. Até chegar a primeira caverna: Caverna da Escuridão: A caverna é legal, e tem que usar lanterna para explora-la. Entramos um pouco, mas por falta de informação não fomos até o fim da caverna, que segundo o site turismocacapavadosul.com.br, possui um túnel com extensão de 60 metros que atravessa a pedra e chega a sua parte mais elevada. Assim, continuamos subindo pela trilha, até a 2ª caverna: O Salão das Estalactities: É bem maior que a primeira, possuindo um grande afloramento, e sendo um bom lugar para descanso, e fotos. Segue o baile, e continuamos subindo até a 3ª caverna, que e para mim é a mais legal de todas a: Percival Antunes: Que recebeu esse nome em homenagem a seu descobridor. Localizada a uns 35 metros de altura, proporcionando uma visão incrível da região. Ficamos por ali um tempo curtindo a paisagem. Depois tentamos subir seguindo a trilha e fazer a volta na pedra como indicado, mas não conseguimos, pois as trilhas estão um pouco sujas, e faltam placas a partir desse ponto, talvez pela falta de manutenção. Enfim... tivemos que voltar, e como o tempo estava para chuva, nos demos por satisfeitos. E essa foi nossa exploração da Pedra do Segredo, um excelente destino para quem gosta de fazer uma trilha, contato com a natureza, e conhecer pontos exóticos de nosso Rio Grande. Mais fotos: Rota: Blog:http://rotasetrips.blogspot.com.br/2018/02/trilha-na-pedra-do-segredo-cacapava-do.html?view=magazine
  13. Feridão de Carnaval/2018, visitando parentes em Santa Maria da Boca do Monte/RS, e que destinos optar? Por minha mente corriam vários destinos inexploradas, como: Visitar a cidade das Pedras Preciosas (Ametista do Sul/RS), ou a Maior Queda D'Água longitudinal do Mundo (Derrubadas/RS), mas como o passeio não dependia exclusivamente de minha vontade, e esses destinos demandavam mais de 500 km de estrada, minhas opções ficaram restritas a região centro do estado. Então o jeito foi negociar com a patroa, e dei as seguintes opções a ela. 1) Poço Azul em Ivorá/RS; 2) Pedra do Segredo em Caçapava do Sul/RS; 3) Usina do Quebra Dente em Quevedos/RS ou 4) Balneário da Toca da Tigra em Santana da Boa Vista. E a escolhida foi... Pedra do Segredo - um conjunto de cerros formado por conglomerados e arenitos ferruginosos, com aproximadamente 100 metros de altura-. E "Sefomos"! Eu minha esposa, e minha cunhada, fazer trilha em Caçapava do Sul, a mais ou menos 1 hora de Santa Maria. Caçapava é realmente um destino esplendido no centro do Rio Grande, possuindo lugares incríveis como as Guaritas, Minas do Camaquã (destino já conhecido), e o Parque da Pedra do Segredo; além do patrimônio histórico, pelo fato de ter sido umas das capitais Farroupilhas. A viagem foi tranquila, e no centro da cidade paramos para umas fotos em frente a Casa VX, uma residência em estilo exótico, com colunas gregas; e em frente existe uma estatua bem divertida, conhecida como o Burrico do Nóca. Depois foi seguir para o interior sentido Lavras do Sul. Andamos uns 5 km pelo asfalto, depois há uma placa e mais alguns km por estrada de chão, razoável, existem placas até indicar 2 km para a Pedra, depois não mais. E óbvio nos perdemos um pouco, até pelo fato de ir acompanhando as formações rochosas do lado esquerdo da estrada, após andar uns 10 km e nada. Fui forçado a pedir informações, e me indicaram que teria que voltar, e chegar em uma casa do lado direito da estrada, com troncos de arvores caídos na frente. Foi o que fizemos, e chegamos na casa, onde fomos recepcionados por alguns escaladores. E atrás da casinha, as incríveis formações rochosas, que para muitos se assemelham ao rosto de dois gorilas, algo bem surreal. O local tem esse nome, pois reza a lenda que é na Pedra, que teria sido enterrado em segredo o líder indígena Sepé Tiarajú, ao lado do tesouro dos padres jesuítas. Lendas a parte. O parque é uma concessão pública, mas esta em vias de troca de administração, então não ha guias no momento. Mas fomos orientados a seguir as trilhas, que são auto-guiadas, e teríamos que ir costeando a rocha, por uns 2 km de subida, chegando ao topo da pedra, e depois descer pelo campo mais 5 km de caminhada. O início da trilha é tranquilo, indicado por placas, fomos subindo algumas escadarias feita na pedra outras na terra. Até chegar a primeira caverna: Caverna da Escuridão: A caverna é legal, e tem que usar lanterna para explora-la. Entramos um pouco, mas por falta de informação não fomos até o fim da caverna, que segundo o site turismocacapavadosul.com.br, possui um túnel com extensão de 60 metros que atravessa a pedra e chega a sua parte mais elevada. Assim, continuamos subindo pela trilha, até a 2ª caverna: O Salão das Estalactities: É bem maior que a primeira, possuindo um grande afloramento, e sendo um bom lugar para descanso, e fotos. Segue o baile, e continuamos subindo até a 3ª caverna, que e para mim é a mais legal de todas a: Percival Antunes: Que recebeu esse nome em homenagem a seu descobridor. Localizada a uns 35 metros de altura, proporcionando uma visão incrível da região. Ficamos por ali um tempo curtindo a paisagem. Depois tentamos subir seguindo a trilha e fazer a volta na pedra como indicado, mas não conseguimos, pois as trilhas estão um pouco sujas, e faltam placas a partir desse ponto, talvez pela falta de manutenção. Enfim... tivemos que voltar, e como o tempo estava para chuva, nos demos por satisfeitos. E essa foi nossa exploração da Pedra do Segredo, um excelente destino para quem gosta de fazer uma trilha, contato com a natureza, e conhecer pontos exóticos de nosso Rio Grande. Mais fotos: Rota: Blog:http://rotasetrips.blogspot.com.br
  14. FEB 15 Viaduto 13 e Ferrovia do Trigo, passando por Cotiporã, Vespasiano Corrêa e Muçum.RS.Jan.2018 Saímos de Caxias do Sul as 11 horas rumo ao famoso Viaduto 13 (V13), na cidade de Vespasiano Corrêa, o mais alto Viaduto Férreo da América Latina, com 143 metros de altura. No caminho cruzamos por Bento Gonçalves, sentido Veranópolis, pegamos a estrada para localidade de Farias Lemos. 1ª Parada. Balneário do Rio das Antas. Cotiporã.RS: Certa altura vejo uma placa indicando o acesso secundário para a cidade de Cotiporã, não dei muita bola, ao passar avistei uma ponte, um rio, com suas margens repletas de pedras. Meia volta! Vamos ver do que se trata. Era o Balneário do Rio das Antas, já em Cotiporã, a uns 10 km do centro da cidade. Era quase meio dia, o sol estava forte, mas o lugar é bonito, uma ponte antiga, o rio caudaloso, algumas pessoas fazendo churrasco, outras nadando, um lugar tranquilo para se refrescar num dia de sol forte. O curioso que as margens rio nesse ponto, são cobertas por pequenas pedras, ao invés de terra como é mais comum em outros balneários. Pra mim o nome mais apropriado para o lugar seria "Praia de Pedras", enfim... O lugar rende belas fotos. Como não estava preparado para tomar banho, seguimos viagem. 2ª Parada. Vespasiano Corrêa.RS: O plano era almoçar em Vespasiano Corrêa, mas era domingo, e a cidade bem pequena, com seus 2.000 habitantes, e após darmos algumas voltas pelo centro não encontramos nada aberto. Ainda bem que havíamos tomado um café reforçado, e rumar ao V13. Já no centro de Vespasiano, existem placas indicando o caminho, são uns 13 km, de estrada de terra, estreita, morro abaixo, com pedras soltas, tem que se ter muito cuidado. E no caminho somos brindados com a visão dos viadutos V11 e V12. Chegando ao local onde fica o V13, já na chegada avistamos muitos carros, estava havendo uma festa de alguma comunidade rural. Um grande aglomerados de pessoas, maioria mais velhas. Debaixo V13 impressiona por sua grandiosidade. E rumo ao dito cujo, são 1, 3 km morro a cima, mas da para fazer de carro, deixamos o carango, na via de entrada, junto com os muitos que estavam lá. Dia de casa cheia na Ferrovia do Trigo. Primeiro tratamos de explorar os Tuneis Férreos, muito legal, os tuneis são extensos, e a medida que se adentra, a escuridão toma conta, aqui uma dica: TEM QUE LEVAR LANTERNA! (É completamente escuro lá dentro). Legal ver apenas as luzes das lanternas das pessoas dentro do Túnel. Não foi muito fácil tirar fotos, pelo completo breu, e por estar muito movimentado esse dia. mas mesmo assim a experiência é muito interessante, vale a pena. Fomos até o final do túnel que deve ter uns 600 metros, sentamos e fizemos um lanche, já que o almoço não rolou. Retornamos pelo túnel, rumo ao V13. Chato foi nos depararmos com muitos turistas bêbados, e sem educação no local. Gente riscando as paredes dos tuneis com pedras, e por aí vai. Lá de cima a vista encanta, de um lado da para ver o Rio onde bote descem de rafting e do outros algumas belas cachoeiras. dessa vez o trem não passou (graças a Deus!), o que seria bem tenso, mas no local tem alguns refúgios, caso isso ocorro. É um passeio bem divertido passar por cima do viaduto, da para tirar boas fotografias. Ficamos ali um bom tempo curtindo o visual. Depois descemos e fomos em direção as cascatas, seguindo as placas. Tem um balneáriozinho no local, e novamente muita gente bêbada, e sem noção. Um bando de velhos, borrachos, tomando long neck, e atirando as tampas na cachoeira. É o Fim da Picada! Esse foi o unico porém da viagem, a falta da educação de nosso povo. Acho que não deve ser sempre assim, com certeza pegamos um dia ruim, mas mesmo assim o lugar é lindo. E infelizmente não pude tomar banho na cachoeira, pois, não levei roupa, pois, em Caxias estava friozinho quando saímos, no V13 bem calor. Então via das duvidas leve roupa de banho. 3ª Parada. Muçum: Para voltar e escapar da subida ingrime de volta, decidi ir em direção a cidade de Muçum, 14 km diz a placa, mas se anda uns 20 até o centro da cidade. Muçum intitulada a Capital das Pontes, destino já visitado. Possui uma bonita ponte de Brochado Rocha, e o Chafariz de Pedra da Praça Central. A cidade é impressionou pelo desenvolvimento, para seus ditos 5000 hab. Possui até prédio, e no entorno da praça, em frente a igreja, existem duas ruas cobertas, e diversos quiosques e estabelecimentos para lanche. Acabamos no Don Fulano, onde comemos um bom pastel, uma soda italiana, e uma Taça de Sorvete, tudo ótimo, e a bom preço. O ambiente é bem legal também. Muçum encantou pela beleza, e limpeza da cidade. Mais uma atração de nosso RS visitado, e um ótimo passeio para recarregar as baterias. Mais Fotos: https://rotasetrips.blogspot.com.br/?view=magazine
  15. Saímos de Caxias do Sul as 11 horas rumo ao famoso Viaduto 13 (V13), na cidade de Vespasiano Corrêa, o mais alto Viaduto Férreo da América Latina, com 143 metros de altura. No caminho cruzamos por Bento Gonçalves, sentido Veranópolis, pegamos a estrada para localidade de Farias Lemos. 1ª Parada. Balneário do Rio das Antas. Cotiporã.RS: Certa altura vejo uma placa indicando o acesso secundário para a cidade de Cotiporã, não dei muita bola, ao passar avistei uma ponte, um rio, com suas margens repletas de pedras. Meia volta! Vamos ver do que se trata. Era o Balneário do Rio das Antas, já em Cotiporã, a uns 10 km do centro da cidade. Era quase meio dia, o sol estava forte, mas o lugar é bonito, uma ponte antiga, o rio caudaloso, algumas pessoas fazendo churrasco, outras nadando, um lugar tranquilo para se refrescar num dia de sol forte. O curioso que as margens rio nesse ponto, são cobertas por pequenas pedras, ao invés de terra como é mais comum em outros balneários. Pra mim o nome mais apropriado para o lugar seria "Praia de Pedras", enfim... O lugar rende belas fotos. Como não estava preparado para tomar banho, seguimos viagem. 2ª Parada. Vespasiano Corrêa.RS: O plano era almoçar em Vespasiano Corrêa, mas era domingo, e a cidade bem pequena, com seus 2.000 habitantes, e após darmos algumas voltas pelo centro não encontramos nada aberto. Ainda bem que havíamos tomado um café reforçado, e rumar ao V13. Já no centro de Vespasiano, existem placas indicando o caminho, são uns 13 km, de estrada de terra, estreita, morro abaixo, com pedras soltas, tem que se ter muito cuidado. E no caminho somos brindados com a visão dos viadutos V11 e V12. Chegando ao local onde fica o V13, já na chegada avistamos muitos carros, estava havendo uma festa de alguma comunidade rural. Um grande aglomerados de pessoas, maioria mais velhas. Debaixo V13 impressiona por sua grandiosidade. E rumo ao dito cujo, são 1, 3 km morro a cima, mas da para fazer de carro, deixamos o carango, na via de entrada, junto com os muitos que estavam lá. Dia de casa cheia na Ferrovia do Trigo. Primeiro tratamos de explorar os Tuneis Férreos, muito legal, os tuneis são extensos, e a medida que se adentra, a escuridão toma conta, aqui uma dica: TEM QUE LEVAR LANTERNA! (É completamente escuro lá dentro). Legal ver apenas as luzes das lanternas das pessoas dentro do Túnel. Não foi muito fácil tirar fotos, pelo completo breu, e por estar muito movimentado esse dia. mas mesmo assim a experiência é muito interessante, vale a pena. Fomos até o final do túnel que deve ter uns 600 metros, sentamos e fizemos um lanche, já que o almoço não rolou. Retornamos pelo túnel, rumo ao V13. Chato foi nos depararmos com muitos turistas bêbados, e sem educação no local. Gente riscando as paredes dos tuneis com pedras, e por aí vai. Lá de cima a vista encanta, de um lado da para ver o Rio onde bote descem de rafting e do outros algumas belas cachoeiras. dessa vez o trem não passou (graças a Deus!), o que seria bem tenso, mas no local tem alguns refúgios, caso isso ocorro. É um passeio bem divertido passar por cima do viaduto, da para tirar boas fotografias. Ficamos ali um bom tempo curtindo o visual. Depois descemos e fomos em direção as cascatas, seguindo as placas. Tem um balneáriozinho no local, e novamente muita gente bêbada, e sem noção. Um bando de velhos, borrachos, tomando long neck, e atirando as tampas na cachoeira. É o Fim da Picada! Esse foi o unico porém da viagem, a falta da educação de nosso povo. Acho que não deve ser sempre assim, com certeza pegamos um dia ruim, mas mesmo assim o lugar é lindo. E infelizmente não pude tomar banho na cachoeira, pois, não levei roupa, pois, em Caxias estava friozinho quando saímos, no V13 bem calor. Então via das duvidas leve roupa de banho. 3ª Parada. Muçum: Para voltar e escapar da subida ingrime de volta, decidi ir em direção a cidade de Muçum, 14 km diz a placa, mas se anda uns 20 até o centro da cidade. Muçum intitulada a Capital das Pontes, destino já visitado. Possui uma bonita ponte de Brochado Rocha, e o Chafariz de Pedra da Praça Central. A cidade é impressionou pelo desenvolvimento, para seus ditos 5000 hab. Possui até prédio, e no entorno da praça, em frente a igreja, existem duas ruas cobertas, e diversos quiosques e estabelecimentos para lanche. Acabamos no Don Fulano, onde comemos um bom pastel, uma soda italiana, e uma Taça de Sorvete, tudo ótimo, e a bom preço. O ambiente é bem legal também. Muçum encantou pela beleza, e limpeza da cidade. Mais uma atração de nosso RS visitado, e um ótimo passeio para recarregar as baterias. Mais Fotos: https://rotasetrips.blogspot.com.br/?view=magazine
×