Ir para conteúdo

Marcos_Wanderer

Membros
  • Total de itens

    22
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Estamos indo (dois adultos e uma menina de 11 anos) para Bangkok no início de dezembro, ficando 21 dias inteiros por lá. No momento tenho uma grande dúvida: com essa quantidade de dias, fico apenas na Tailândia e em Cambodia ou incluo outro país no roteiro? Já montei vários itinerários, mas vou elencar aqui os possíveis destinos em ordem de prioridade: Imperdível: Bangkok, Siem Reap, Andaman Coast Desejável: Bagan (Myanmar) Interessante: Myanmar (outros destinos), Vietnam Com 21 dias, o itinerário mais tranquilo seria fazer Bangkok, Chiang Mai, Siem Reap e o litoral. No entanto, Bagan é pra mim muito mais atrativa, só que com a logística bem mais complicada (mesmo supondo que eu faça todos os trechos de avião). Sem contar que, estando em Myanmar, já dá vontade de ir a Inle, passar pelo menos uma tarde em Yangon ... e com isso diminui o tempo para o litoral (em um dos roteiros que eu montei, ficariam só 5 dias inteiros, o que me parece ser pouco). Assim, minhas perguntas são: quantos dias eu devo reservar, no mínimo, para o litoral da Tailândia - considerando-se que eu vou apenas para a Costa de Andaman (já descartei ir para o "outro lado")? Alguma outra sugestão de destino na Tailândia, ou talvez em Cambodia? Valeu!
  2. Estupendo relato! Um estilo de viagem muito parecido com o meu, sem querer enfiar milhões de atividades todos os dias, até porque eu tenho uma filha de 10 anos, que vai conosco para lá. O meu problema é que eu tenho apenas 21 dias, então vou usar esse roteiro como base, tirar algumas coisas e ver se tem algo que seja "imperdível" para mim que não está na lista. Eu estava pensando em incluir Singapura e quiçá Hong Kong mas agora me convenci que não vale a pena. Por outro lado, acho que vou focar a parte de Cambodia em Angkor Vat e a do Vietnã no cruzeiro. Mas a viagem é só em dezembro, tem tempo para planejar. De qualquer forma, valeu!
  3. Marcos_Wanderer

    Cuba

    Pessoal, vocês tiveram a experiência de comprar passagens da Viazul online ? Deu certo ? Estou pensando em fazer isso pelo menos para dois trechos mais "críticos" da minha viagem. Outra dúvida: depois de tudo que eu li aqui e em outros lugares, achei que não conseguiria reservar casas particulares para a viagem. Como eu sou meio control freak, eu tentei fazer isso mesmo assim, por e-mail, e surpreendentemente fui respondido em quase todos os casos em menos de 24 horas. Será que dá para confiar nessas reservas ? Eu usei como critério de seleção casas bem colocadas no TripAdvisor, desconsiderando as que estavam com avaliações mais "suspeitas".
  4. Marcos_Wanderer

    Cuba

    Pessoal, agora que tenho as datas certas estou ajustando o meu roteiro, e surgiram algumas dúvidas: - alguém pegou o ferry Jagua em Cienfuegos ? O Rough Guides fala que é muito legal mas não vejo ninguém falando dele. - alguém andou no trem Hershey ? Novamente uma indicação do Rough Guides. - Eu vou chegar em Havana às 11h30. É viável ir para Trinidad no mesmo dia? Não queria ficar uma noite só em Havana, e não quero começar a viagem em Havana porque quero estar no sábado na cidade (devido ao encontro de carros antigos) e depois no dia 1º de maio (devido ao desfile). O ônibus da Viazul sai às 13h, o que faz com que fique um pouco apertado o itinerário - mas eu me pergunto se não consigo chegar entre 13h30 e 14h no terminal e conseguir um táxi compartilhado. Muito arriscado ? A ideia é de qualquer forma ficar com um plano B caso não dê certo (vai que a mochila não chega ou o avião atrasa), mas se vocês acharem muito inviável eu nem vou considerar a possibilidade. - Eu vou ter basicamente do sábado (26/04) até sexta (02/05) em Havana. Estava pensando em ir a Viñales no meio desse período, mas sem gastar muito tempo. Se eu alugar um carro, consigo sair de Havana bem cedo, dormir uma noite em Viñales e voltar na tarde do outro dia? Ou será que assim não vou ganhar tanto tempo em relação a ir de ônibus? Pelo que eu vi, de ônibus eu ficaria +ou- 24h em Viñales (chegando no começo da tarde de um dia, saindo no começo da tarde do outro). Estou pensando se de carro consigo passar também em Las Terrazas, alguém foi lá ? Alternativamente eu posso deixar Viñales para outra viagem e ficar (quase) uma semana em Havana, mas não sei se é pra tanto também. Muito obrigado ! Marcos
  5. Marcos_Wanderer

    Cuba

    Eu vou entre a páscoa e o 1º de maio. Infelizmente serão apenas 10 dias inteiros, mas devido a outros compromissos eu não posso ficar mais tempo. Como não vou à praia/mergulhar acho que vai dar para aproveitar bem, sem contar que estou curioso para ver os desfiles do 1º de maio por lá.
  6. Marcos_Wanderer

    Cuba

    Para quem está pensando em ir a Cuba (como eu), a Copa está com preços promocionais hoje. Eu comprei a minha passagem por R$ 1.830,00, saindo de Brasília, sendo que o preço "normal" era ao redor de R$ 2.300-2.400,00. Não é um desconto sensacional mas já paga uns mojitos ... Depois eu posto meu roteiro no fórum apropriado para pedir mais algumas sugestões!
  7. Marcos_Wanderer

    Cuba

    Pessoal, em Viñales vocês fizeram passeios guiados ? Eu encontrei as seguintes opções no Rough Guide to Cuba: Recorrido por Viñales: A tour of the valley that takes in all the major attractions, with lunch included. $28-35 CUC Sendero por el Valle: This three-hour hike from the village into the valley is a great way to explore beyond the roads that most visitors stick to, visting a tobacco plantation along the way. $10 CUC Tenho pouco tempo em Viñales e gostaria de saber o que vocês fizeram lá. Falando em tempo, há outro espaço no fórum para postar roteiros né ? Já fiz o meu e gostaria de colocá-lo para ser criticado ... Valeu, Marcos
  8. Marcos_Wanderer

    Cuba

    Então, depende do estilo de viagem que a pessoa quer fazer ... no meu caso, penso que posso voltar com a família para ver as praias quando o país estiver com uma infraestrutura melhor, o que eu acho que é uma questão de 10 a 15 anos, se muito. Pensei em ir um dia para Maria la Gorda (ou quem sabe outro destino mais "no caminho") apenas para matar um pouco a vontade de fazer snorkel, mas não é imprescindível (e não sei se vale a pena ficar carregando o equipamento por conta de um dia só, portanto estou quase desencanando). Quero ir agora para conhecer um país socialista "antes que acabe", já que a Coréia do Norte fica um pouquinho longe - bem que eu queria ir para lá também Assino embaixo, me poupou de escrever uma resposta muito parecida :'>
  9. Marcos_Wanderer

    Cuba

    Jaumz ... eu havia tirado Santa Clara porque me pareceu "revolucionária" demais. O Che não é uma figura que me interessa muito, e o meu interesse histórico pela revolução parece ser saciável pelo museu de Havana. Agora realmente vi que fica no caminho, se eu optar por alugar um carro realmente parece fazer sentido ao menos "passar" por lá. Eu a princípio havia descartado Viñales exatamente pelo motivo que você disse, mas li tanta coisa positiva do lugar que comecei a rever meus conceitos ... no entanto vou dar uma pesquisada sobre o Valle de los Ingenios, valeu pela dica! Por outro lado, estou achando 10-12 dias muito tempo "apenas" para Havana e Trinidad. Como eu vou estar sozinho, prevejo um ritmo de viagem mais acelerado, mas certamente há o problema das estradas ruins e possíveis contratempos diversos, então talvez colocar uns dias de "buffer" no meio do plano seja prudente. De qualquer forma, continuo aceitando sugestões de possíveis destinos que caibam nesse itinerário e não fiquem muuuuuuuuuuuuuuuuuito longe de Havana!
  10. Marcos_Wanderer

    Cuba

    Pessoal, valeu mesmo pelas respostas! Respondendo eu mesmo a uma das minhas perguntas, eu andei pesquisando aqui e deixo as dicas para quem precisar: a Cubacel possui um serviço de aluguel de SIM card (o famoso "chip"), custa 3 CUC por dia. No entanto achei as tarifas elevadas: 1 CUC por SMS internacional, 1.60 CUC por minuto da chamada internacional. Acho que só faz sentido para quem vai ligar muito para números cubanos. O site da Cubacel/ETECSA é http://www.etecsa.cu/. Por outro lado, a Vivo tem acordo com a Cubacel, no entanto não é possível fazer ligações (apenas receber ligações e enviar/receber torpedos). A tarifa por torpedo é R$ 1,24, bem mais razoável. Duro vai ser se comunicar com 160 caracteres...
  11. Marcos_Wanderer

    Cuba

    Pessoal, li ontem e hoje as 60 páginas do tópico - por sinal, muito informativo - e me restaram algumas poucas dúvidas: - como vocês fizeram para lavar roupa ? Eu pretendo ir em abril e ficar uns 10 a 12 dias, mais ou menos. Gostaria de viajar leve, o que eventualmente implica em ter que lavar roupa na viagem. - estou com um grande dilema: gosto muito de fotografia e tenho uma câmera reflex com algumas lentes e mais algumas câmeras compactas. Eu consigo colocar essa "tralha" toda em uma backpack que não dá tanta bandeira, mas de qualquer forma fico um pouco mais vulnerável, e também não conseguirei carregar minha backpack de viagem ao mesmo tempo. Será que eu deixo a câmera grande para trás e levo só uma das pequenas? Eu fiz isso quando fui ao Rio de Janeiro e até que consegui tirar algumas fotos legais (e minha câmera pequena era inferior à que tenho hoje), mas tanta gente fala que Cuba é segura que eu fico com pena de não levar o equipamento mais "profissional". O que vocês acham? - meu outro dilema é se alugo um carro ou faço os passeios de ônibus/táxi. Eu havia lido este relato na Internet (http://www.arquivodeviagens.com/category/cuba/) e me fascinou a ideia de viajar de carro pela ilha, ouvindo as histórias dos caroneiros no caminho. Mas me preocupa a segurança (o casal de fato foi roubado) e o custo-benefício é duvidoso, dado que estarei sozinho. Alguém mais fez o trajeto de carro e quer relatar suas experiências? - eu vou deixar a minha esposa e filha em casa (temo que elas não iam curtir Cuba nem um pouco e, ademais, minha filha tem aula), mas queria encontrar uma forma razoável de manter contato. Estrangeiros não podem comprar chips de celular cubanos ? O roaming funciona, pelo menos para trocar mensagens ? Que estratégias vocês usaram para manter contato com o Brasil ? - para quem foi a Maria la Gorda, vocês levaram o snorkel do Brasil ? Eu não ia colocar praia no roteiro a princípio, mas as fotos de lá estão me tentando. Por último, considerando-se 10 a 12 dias, será que eu fico só no trio Havana-Cienfuegos-Trinidad ou incluo o lado oeste (Viñales + Maria La Gorda) também ? Dois lugares que eu gostei, já tive que descartar por conta da distância: Baracoa e a Isla de la Juventud. Meu objetivo com a viagem é mais de curtir a arquitetura, os carros antigos e apreciar o "socialismo decadente" antes que ele acabe de vez, vai que o Obama resolve acabar com o embargo - o que é a coisa correta a se fazer, mas que graça vai ter ir a Cuba e se deparar com um McDonald's no Malecón? Muito obrigado pelas vossas sugestões !
  12. Ricardo, no final das contas eu vou fazer mais ou menos isso. Como é uma época de chuva, decidi marcar duas noites em Posadas para ter um tempinho de reserva caso haja algum impedimento no roteiro. Daí, na volta saio cedo de lá e vou direto para as cataratas do lado argentino. Não vou precisar do dia inteiro porque, com filha pequena, não vou conseguir fazer todas as trilhas mesmo ... de qualquer forma, obrigado pela dica!
  13. Olá a todos, eu acabei de ler o tópico "de cabo a rabo", e restaram algumas dúvidas, até porque algumas das mensagens são bem antigas. Originalmente eu havia preparado o seguinte roteiro, a ser executado agora em dezembro, pouco antes do natal: Dia 1 - saída do interior do PR, almoço em Puerto Iguazú, continuando a viagem até San Ignacio, visito as ruínas, durmo em Posadas Dia 2 - ida a Encarnación para visitar as missões paraguaias, retorno via Argentina, dormindo em Foz do Iguaçu Pretendo ficar mais dois dias em Foz, na verdade já fui várias vezes para lá, no entanto faltam duas coisas que eu não fiz ainda: a Itaipu de dia e as cataratas do lado argentino. Eu vou estar com meu próprio carro e minha mulher e filha de 7 anos. Minhas dúvidas são: 1. eu li em algum lugar gente falando que o show de luzes à noite não vale muito a pena ou é meio "brega". Teoricamente, como vou estar de carro, posso até seguir para Posadas depois do show, mas talvez fique meio cansativo. Então, se eu resolver ficar para o show de luzes, terei que ajustar meu plano e dormir em San Ignacio. O que vocês acham? 2. se eu fizer as formalidades aduaneiras e tirar a tal documentação que tem que tirar, será que ainda corro muitos riscos da polícia paraguaia "encher o meu saco"? Eu fico com dó de pagar uma grana de táxi para ir de Posadas até o PY, sendo que já estarei com o meu carro lá mesmo. Eu já fui algumas vezes a Salto del Guairá de carro e não tive problemas, mas já ouvi várias histórias de horror, inclusive de amigos próximos, em relação a CDE. Se Encarnación for assim também vou ter que repensar meus planos. 3. ainda quanto a Encarnación, será que ainda vale a pena trocar pneus do carro lá, mesmo com o dólar mais elevado? 4. Em Posadas alguém recomenda um supermercado grande para comprar vinhos, doce de leite, alfajor, e essas outras tentações que a gente não resiste a comprar quando vai para a Argentina? Ou é mais negócio comprar o que tiver para comprar no free shop de Puerto Iguazú mesmo? Bem, é isso, quaisquer dicas ou sugestões serão muito bem-vindas !
  14. Daniel, eu achei aqui no fórum mesmo o contato de um guia que presta esse tipo de serviço: Luis Rojas Fuentes LARFTOURCHILE www.larftourchile.cl Tel.: (56 2) 535 99 54 Ao menos por e-mail ele me pareceu ser bem atencioso. No entanto, como ele queria 160 dólares por um tour privado para uma vinícola em Casablanca, Valparaiso e Viña del Mar, preferi alugar um carro, que me saiu (entre aluguel, combustível, estacionamento e pedágio) por uns 110 dólares mais ou menos. A diferença não é tão grande mas como eu gosto de dirigir, pessoalmente eu adotaria essa opção, principalmente se você conseguir colocar mapas do Chile no seu GPS/celular.
  15. Quando eu fui à Undurraga, um casal no grupo havia estado na Concha y Toro antes. Eles deixaram claro que a visita à Concha foi mais "pirotecnia" do que qualquer outra coisa. O próprio guia da Undurraga (que não tem papas na língua, como já discutido muitas vezes aqui no fórum) foi muito irônico em relação ao estilo do tour da Concha y Toro, dizendo que eles não explicam realmente o processo de fabricação do vinho. Eu pessoalmente fui na Undurraga e na Casas del Bosque e não me arrependo de jeito nenhum, inclusive acho que as visitas foram complementares - a da Undurraga foi mais "básica" e a da Casas del Bosque foi "avançada", se eu tivesse feito na ordem inversa talvez não teria gostado tanto. Recomendo as duas tranquilamente (embora a Casas del Bosque seja mais complicada - e potencialmente cara - de se chegar).
×
×
  • Criar Novo...