Ir para conteúdo

henriquecsilveira

Membros
  • Total de itens

    16
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Maria Emilia, Fiz o Salar com a Colque Tours... recomendo sim!!! O guia era muito bom, apesar dele ter ficado os tres dias sem tomar banho, mas faz parte...rsrs!! A colque tours tem agencia em Uyuni, San Pedro e duas em La Paz!!! Vou colar aqui em baixo os endereços que estavam no email que me mandaram: COLQUE TOURS > BOLIVIAN CHILEAN TOUR OPERATOR > Agencies: La Paz: > Off 1.- Mariscal Santa Cruz av. 1003, Casanovas bl. of. 205, > Ph.: +591 - 2 - 2408230 Fax: +591-2- 2150073 > 0ff 2.- Sagarnaga st. 213, Chuquiago Gallery of. 12, Ph./fax: +591 - 2 > - 2335576 > Uyuni: Potosi av. 54, Ph. 2693-3031,Ph./Fax: 2693-2199 > San Pedro de At.-Chile: Caracoles corner Calama st., Ph.+5655-851109
  2. Então, só peguei voos domésticos pela BoA.. Minha impressão foi excelente.. Não atrasaram nenhum dos voos que eu peguei, o serviço é muito bom, eles prezam muito pelo conforto do passageiro (distribuem até algodões pra colocar no ouvido e diminuir o barulho da aeronave ..), comissários bem simpáticos e atenciosos e o lanche é excelente.. Tudo isso em voos de no máximo 40 minutos.. A única coisa que eu achei estranha foi ter que descer do avião em uma das escalas, passar pelo desembarque, pra depois entrar novamente no msm avião.. De resto, tudo perfeito.. recomendo a companhia!!!
  3. Detalhista????? hahaahahah Acho que sei do que vc ta falando... da minha saga na volta da isla del sol!!!! kkkkk
  4. Valeu pela ajuda, galera bate-volta-em-floripa-1-dia-rodando-pela-ilha-fotos-t76724.html
  5. E aeeee??? Mais uma viagem pra relatar por aqui... Pra começar, a explicação dessa loucura de fazer um bate volta em Floripa... tinha uma passagem em aberto que venceria no mês de novembro, e resolvi gastar da melhor forma possível.. Gastar só R$ 150 ida e volta pra duas pessoas indo pra Florianópolis foi a melhor forma que eu encontrei.. Tivemos que ir e volta no msm dia por compromissos familiares... Mas uma coisa foi boa.. descobri que dá pra aproveitar bastante o dia fazendo esse tipo de coisa!!! Pegamos o voo das 6h41 da Tam saindo do Galeão, torcendo pra não atrasar, já que a volta era às 20h18... Não atrasou, cheguamos em Floripa por volta de 8h30. Alugamos um carro e começamos as andanças por Floripa. Às 9h, Fomos em direção a praia da Joaquina pra conhecer e antes de chegar paramos nas dunas pra conhecer o sandboard. Obvio que não resistimos, e alugamos duas pranchas pra brincar um pouco. Saimos de lá umas 10h30 e partimos em direção a algum lugar... No caminho, vimos umas placar do projeto Tamar, em Barra da Lagoa.. Gostamos da ideia, e lá fomos nós. Excelente o projeto, com tartarugas gigantes e muita curiosidade sobre a vida marinha pra conhecer. No horário do almoço, fomos para o Centro.. e almoçamos um bobó de camarão excelente na Toca da Garoupa.. rodamos um pouco pelo Centro e de lá partimos pra parte norte da ilha.. Fomos a Jurerê, deu pra dar um mergulho e andar pelas mansões de lá.. conhecemos o Café de la Musique e outras boates de praia.. fomos até a Praia do Forte, na volta conhecemos Canasvieiras, Costão do Santinho e Ingleses. No final da tarde, curtimos o por-do-sol na lagoa da conceição, e voltamos pra pegar o voo de volta para o Rio de Janeiro. Se fica alguma dica pra vcs aqui é que se tiver voo a noite, prepare-se para o transito entre a praia Mole e a Lagoa.. Vimos uma família perder o voo por causa disso, e me parece que é bastante frequente. Gastos: Passagem aérea: R$ 218 (por pessoa, se comprados com antecedência... no meu caso, não tive esse gasto) Aluguel de carro: R$ 73 Gasolina: R$ 40 Aluguel de prancha Sandboard: R$ 20 Projeto Tamar: R$ 4 (com carteirinha) Almoço: Depende de vc (o nosso foi bem carinho...) Souveniers: R$ 40
  6. Ai... pra vcs que participaram do meu planejamento... fiz o meu relato depois de muito tempo... Segue no link abaixo: mochilao-bolivia-e-peru-em-agosto-12-com-fotos-t76721.html
  7. Galera, bom dia! Minha viagem foi em agosto, mas só agora consegui parar pra fazer o relato.. Vou tentar lembrar o máximo possível de todos os gastos e todos os tempos que eu gastei de deslocamento, essas coisas! Não acredito que vou ser 100% fiel a tudo, mas espero que ajude quem estiver se planejando pra fazer a viagem. Pra começar, o roteiro planejado e o que eu fiz de verdade: PLANEJADO DIA CIDADE 12/ago Rio/Santa Cruz 13/ago La Paz 14/ago La Paz / Copa 15/ago Copa / Isla del Sol 16/ago Isla del Sol / Puno 17/ago Cusco 18/ago Cusco 19/ago Macchu Pichu (Trilha 2 dias) 20/ago Macchu Pichu 21/ago Cusco 22/ago Arequipa 23/ago Arequipa 24/ago Arequipa 25/ago Arequipa 26/ago San Pedro de Atac. 27/ago San Pedro de Atac. 28/ago San Pedro de Atac. 29/ago Uyuni 30/ago Potosí/Sucre 31/ago Sucre/Santa Cruz 01/set Santa Cruz/Rio REAL 12/ago Rio/Santa Cruz 13/ago La Paz 14/ago La Paz 15/ago Copa / Isla del Sol 16/ago Isla del Sol 17/ago Cusco 18/ago Cusco 19/ago Macchu Pichu (Trilha 2 dias) 20/ago Macchu Pichu 21/ago Cusco 22/ago Cusco 23/ago Cusco 24/ago Cusco 25/ago La Paz 26/ago La Paz 27/ago Uyuni + Deserto 28/ago Deserto de Salvador Dali 29/ago Deserto de Salvador Dali/Uyuni/Sucre 30/ago Sucre 31/ago Sucre / Santa Cruz 01/set Santa Cruz/Rio Bom, então vamos ao relato: 12/08 Rio - Santa Cruz No domingo, primeiro dia, apenas o voo saindo do Aeroporto do Galeão com destino a Santa Cruz, fazendo escalas em São Paulo e Campo Grande. O jantar foram os sanduíches e barrinhas de cereal da Gol. A chegada em Santa Cruz foi a 1 da manhã, horário local, e ai começou a loooonga esperar até o voo pra La Paz. No aeroporto tem umas cabines que vc paga por hora pra dormir, mas não é necessário, é só encontrar uma das famosas poltronas e dormir sem medo de ser feliz. Até ai não tinha gasto nada com comida, já que levei bastante coisa de comer para a viagem. Despesas: Passagem aérea (Rio x Santa Cruz): R$ 110 (+ 20.000 milhas da Gol) 13/08 – Santa Cruz – La Paz Peguei o voo logo as 7 da manhã pra La Paz. Na chegada, fui direto pro setor de desembarque internacional pra tentar trocar alguma coisa, troquei só o suficiente e fui tentar cotação melhor na cidade. Na saída do aeroporto, fica uma dica, pelo menos comigo, as corridas saindo do desembarque internacional estavam muito mais caras que no desembarque nacional. Paguei aproximadamente 40 Bs na corrida até a Sagarnaga. Dei uma volta procurando preços dos passeios que eu tinha programado fazer e sai pra procurar um hostel. Me hospedei no Loki. Daí só sai pra jantar e o dia já acabou, estava muito cansado e no dia seguinte sairia cedo pra fazer o Chacaltaya. Despesas: Passagem aérea (Santa Cruz x La Paz): 620 Bs Táxi: 20Bs (40 por duas pessoas) Almoço: 20Bs Jantar: 15Bs Diária Loki: 50Bs 14/08 –La Paz Acordei bem cedo e já peguei a van para o Chacaltaya, que saiu bem na hora, sem maiores problemas. Só dois perrengues no caminho: o primeiro foi que tivemos que voltar da metade do caminho pra pegar duas pessoas, já que a van tinha duas vagas que foram ocupadas qnd já tínhamos saído do hostel. O segundo foi um pneu furado que não atrasou muito a viagem, foi num lugar tranquilo, que enquanto o motorista e o guia trocavam o pneu, pudemos tirar algumas fotos. No Chacaltaya, apesar da pouca neve, achei a paisagem sensacional, apesar de não ter subido, pois minha amiga estava passando mal da altitude. Falando em altitude, muito relativo, varia de pessoa pra pessoa, la eu não senti nada e minha amiga passou muito mal. Mas acredito que cometemos um grande erro ao subir logo no segundo dia de viagem. De lá, sem almoçar (leve bastantes snacks para o passeio), fomos ao Valle de la Luna e no fim da tarde voltamos a Sagarnaga. Inicialmente, tínhamos planejado ir ainda a noite para Copacabana, mas fechamos com uma agencia um pacote que tinha incluído ônibus La Paz x Copacabana, almoços e jantares, hospedagem na Isla del Sol e guia durante todo o trajeto (saiu um pouco mais caro, mas valeu bem a pena). Despesas: Chacaltaya + Valle: 70Bs Snacks: 10Bs Jantar: 23Bs Diária Loki: 50Bs 15/08 –La Paz x Copacabana x Isla del Sol Acordamos bem cedo e já entramos no ônibus que nos levaria até Copacabana, viagem tranquila, chegamos por volta do horário do almoço. Comemos uma truta deliciosa num restaurante incluído no pacote na avenida principal de Copacabana. No inicio da tarde, pegamos o barco até a Iha, o primeiro arrependimento veio quando escolho viajar no teto do barco. No começo tudo muito legal, mas quando vai chegando o meio do lago, vem um frio desgraçado.. Se não tiver lugar embaixo pra trocar depois, evitem a viagem la em cima. 2 horas de barco com vistas maravilhosas, e chegamos na ilha, um lugar inesquecível. Pegamos um hostel no alto da ilha, na chegada até lá, muito cansaço... acho que subimos em 1 hora o que ao nível do mar, faríamos em 15 minutos. Nos hospedamos e já fomos conhecer as primeiras ruinas, ainda na parte sul da ilha. Depois fomos ao mirador e presenciamos um dos mais bonitos por-do-sol da nossa vida (Uma subida bem cansativa que vale a pena...). Jantar incluído no pacote e cama pra caminhar até a parte norte bem cedo. Despesas: Pacote Isla del Sol (Onibus La Paz x Copa + Almoço + Jantar + Hospedagem com café da manha + Guia + Onibus Copacana x Cuzco): Acho que foi uns 280Bs – não lembro ao certo Passagens de barco + taxas da ilha (descobrimos que não estavam incluídos no pacote): 20 Bs 16/08 Isla del Sol x Copacabana No dia seguinte, acordamos cedo e partimos para a trilha que liga a parte sul a parte norte.. 4 horas de caminhada, que foram bem melhor aproveitadas com auxílio de um guia (inclusive o dia anterior). Passamos pelas ruinas, pelas pegadas do deus Sol, pela pedra onde ele se escondeu no diluvio, essas coisas.... e chegamos próximo a hora do almoço a parte norte. Nessa parte foi onde mais sofri com altitude. Perto de chegar, bastante sangramento no nariz e dor de cabeça. Chegando a parte norte, conhecemos um museu, conhecemos o vilarejo e sentamos pra aguardar o bote... Foi ai que veio a pior decisão da minha viagem: comer um hambúrguer de barraquinha que uma chola tava vendendo... Até que estava gostoso, até entrar no barco pra voltar.. sabendo que seria uma viagem de 2 horas e meia, deu uma dor de barriga muito forte, e o barco não tinha banheiro... foi uma das piores viagens da minha vida... fiquei me contorcendo durante as 2 horas e meia. Quando chegou, a sorte é que tinha um baño publico, obviamente com uma criança boliviana cobrando 2 Bs na porte, que obviamente não parei nem pra olhar na cara dela devido a minha pressa... Resolvido o problema 1, veio o problema 2... Sem papel. A sorte é que eu tinha comprado uma touca daquelas de llama em La Paz que foi muito bem utilizada e jogada fora nesse momento... Com a minha vida salva, partimos pra outro perrengue, a viagem até Cuzco.. saímos no horário e nos preparamos pra dormir no caminho. Pouco tempo após a saída, paramos pra passar pela fronteira. Aquele velho esquema de descer do ônibus, carimbar a saída da Bolivia, atravessar andando uns 300 metros e carimbar a entrada no Peru e ai sim, entrar no ônibus de volta e seguir viagem. Ainda em Puno, tivemos que descer do ônibus, e aguardar um outro ônibus seguindo para Cuzco que sairia dali a 1 hora. Despesas: Passagens de barco + taxas da ilha (não incluídos no pacote): 20 Bs Hamburguer assassino: 5Bs Snacks para a viagem: 10Bs Souveniers: 20 Bs 17/08 Cuzco Ainda na viagem até Cuzco, disseram uns brasileiros que estavam no mesmo ônibus que fomos parados pela policia peruana, que entraram gritando e revirando todas as bolsas e todo mundo ficou com medo, mas eu confesso que tava tao cansado que eu não vi absolutamente nada. A única coisa que eu percebi, como o ônibus era double deck e eu estava no primeiro assento é que o motorista era louco, e fazia todas as curvas na contramão (depois viemos a descobrir que isso é comum a todos os motoristas no Perú). Chegamos a rodoviária de Cuzco bem cedo, aproximadamente as 5 da manhã, e ficamos aguardando o dia amanhecer para pegar um táxi até a plaza de armas. Chegando a Plaza de Armas, aqui vai uma dica. Até as 7 da manhã, que o horário que termina a missa e não tem muitos turistas na praça, vc pode entrar na catedral sem pagar (não sei quanto é, mas economizamos alguma coisa ai..) Daí começamos a andar pra encontrar hostel, e depois de 1 hora e meia de caminhada, nos hospedamos no Milhouse (Calle Quera 270, bem próximo a plaza de armas) pagando 30 soles e com um excelente café-da-manhã. Como de praxe, descansamos no primeiro dia, além de conhecermos a Plaza de armas e os locais mais próximos a ela. O mais importante no primeiro dia foi descobrir um Mc Donalds salvador na Plaza. Despesas: Táxi (Rodoviária x Plaza de Armas): 2 Soles (4 pessoas) Almoço: 20 Soles Jantar (Mc Donalds): 17 Soles Diária: 30 Soles Boleto Turistico: 70 soles (meia entrada) 18/08 Cuzco No segundo dia em Cuzco, encontramos com a agencia de viagens que tínhamos fechado Machu Picchu pra pegar os bilhetes de trem e de entrada em MP. E depois fomos conhecer os sítios arqueológicos no entorno de Cuzco (Qoricancha, Saqsayhuamán, Q’enqo, Pukapukara e Tambomachay) Despesas: Almoço: 20 Soles Jantar: 25 Soles Transporte City Tour: 6 Soles Diária: 30 Soles 19/08 Cuzco x Machu Picchu x Aguas Calientes De manhã, saímos e pegamos um taxi rumo a Ollanta, desde já adianto que todas as despesas deste dia já haviam sido pagas quando fechamos o pacote pra MP, incluindo o taxi. O pacote que fechamos foi no site Brasil de Mochila e custou USD 325 (detalhes no link: http://www.brasildemochila.com/novo/index.php/pacotes-turisticos/america-do-sul/peru/1158-machu-picchu-trilha-inca-2-dias-e-1-noite.html).. Não precisa levar lanche.. Eles estregam uma sacola cheia de snacks para a caminhada. Foram 7 horas de caminhada passando pelos sítios arqueológicos de Chachabamba, Wiñaywayna, com vistas impressionantes, e após um dia inteiro de sol, quando finalmente chegamos ao Inti Punku, quando teríamos a primeira vista de Machu Picchu, começou a chover. Descemos logo pra pegar um ônibus pra Aguas Calientes. Nos hospedamos, e saímos pra comer pizza num restaurante próximo a linha do trem (Excelente..). Despesas: Pacote completo Machu Picchu: 325 Dólares Souvenir: 10 Soles 20/08 Aguas Calientes x Machu Picchu x Cuzco Acordamos bem cedo, compramos uns lanches, e pegamos um ônibus com a guia pra conhecer Machu Picchu. A guia era excelente, passamos por todos os principais pontos de Machu Picchu, com uma verdadeira aula de história da cultura Inca. No início da tarde, ela teve que descer para regressar a Cuzco e nós ficamos rodando mais um pouco por Machu Picchu, tirando fotos. Descemos pela trilha e chegando em Aguas Calientes fomos passear pela cidade fazer hora pra nosso trem que saia as 19 horas. Andamos, conversamos com um bêbado que só falava Quechua, jogamos baralho e faltando 10 minutos para o trem descobrimos que o nosso trem tinha quebrado e nossa passagem tinha sido transferida para sair apenas as 22h30. Mais um boom tempo esperando... Desenrolei com a gerente da PeruRail e depois de muita conversa, consegui que eles pagassem uma janta pra mim e pra minha amiga. Depois conhecemos alguns brasileiros, e após uma longa discussão sobre capitalismo com um socialista ferrenho, levantamos e fomos pega o trem para retorno. Dormi, e ao chegar a Ollanta, pegamos uma van a Cuzco. Chegando a Cuzco, o pior aconteceu, esqueci minha câmera no trem, junto com o pen drive que continha o backup das fotos. Sorte que algumas fotos tinham sido tiradas na câmera da minha amiga. Despesas: Snacks: 20 Soles Jantar: cortersia da PeruRail Diária: 30 Soles 21 a 24/08 Cuzco Nesses dias, que inicialmente tínhamos reservado para Arequipa e sequencia de viagem rumo ao Chile, tivemos que ficar em Cuzco, pq disseram que não encontraríamos passagens de ônibus entre Arequipa e San Pedro de Atacama. No primeiro dia, tive que correr atrás da minha câmera, que obviamente não encontrei, e nos demais, conhecemos a fundo a cidade e descansamos bastante. San Blas, Museus, Mama Africas, Campeonato de Ping Pong e churrasco americano no hostel e muitas outras coisas não deixaram nossos dias serem sem emoção. Mas não vou detalhar tanto pq não lembro com detalhes as ordens e tal. Despesas: Refeições: 200 Soles Diárias: 90 Soles + Gastos com entradas de museus, festas e souvenires 25 e 26/08 La Paz No dia 25 de manhã, chegamos de volta a La Paz, e no fim de semana fizemos city tour por La Paz, conhecemos a Calle Jaen, Mirador Killi Killi, comemos frijollada mexicana num excelente restaurante na Sagarnaga, e fomos conversar com a agencia sobre a troca do Salar, que inicialmente tínhamos previsto para sair de San Pedro, e mudamos para sair de Uyuni. A noite, pegamos o ônibus para Uyuni. Despesas: Refeições: 120Bs Diária: 54 Bs + Gastos com souveniers 27/08 Uyuni O ônibus saiu de La Paz no dia anterior a noite, e essa viagem foi uma das piores. O ônibus batia o tempo inteiro nos buracos, muito barulho, crianças chorando, curvas fechadas e após uma noite interminável chegamos a Uyuni. Detalhe que o banheiro do ônibus tinha um buraco no chão que jogava as necessidades das pessoas diretamente no chão. Tomamos café da manhã numa pensão excelente que uma mulher nos ofereceu na rua. Banho quente (muito necessário pelo frio), comida gostosa e atendimento receptivo (na Avenida Ferroviaria) nos prepararam pros 3 longos dias dentro de um 4X4. Saimos as 10 da manhã e partimos pro cemitério de trens, paramos pra almoçar na entrada do Salar, fomos ao Salar, paramos pra tirar fotos e dormimos no hostal de sal na entrada do deserto. Sem banho quente e com energia elétrica até 9 da noite. Nossos companheiros de viagem eram um casal de franceses, dois japoneses e nosso guia que marcava folha de cocas ininterruptamente todos os dias. Dormimos cedo. Despesas: Café da manhã: 15Bs Pacote Salar: 750 Bs Isla Incahuasi: 15 Bs 28/08 Lagunas Altiplanicas Acordamos bem cedo pra seguir viagem e conhecer as lagunas altiplanicas, hedionda, colorada, laguna blanca e todas as outras pelo caminho O almoço nos dois dias foi até razoável pra o que eu estava esperando. Seguimos até chegar no alojamento que passaríamos a noite por volta de 4 da tarde. O banho quente era pago, e acreditem, muito necessário pelo frio que começou a fazer no entardecer. Como a refeição seria servida apenas as 20 horas, passamos o tempo jogando poker e bebendo vinho. DICA IMPORTANTE: ao chegar nesse alojamento, pegue uma mesa bem próxima ao aquecedor. Pq é muuuuuito frio a noite. Quando acabou a primeira garrafa de vinho, combinamos que o perdedor da próxima rodada sairia para comprar mais. Obvio que eu perdi, e quase perdi o pé ao tentar sair de chinelo com o frio de -5 graus que estava fazendo. Depois de 2 garrafas de vinho e muitas rodadas de poker, chegou o jantar, com mais uma garrafa de vinho incluída no pacote, e fomos dormir já bem tontos devido ao álcool na altitude. Despesas: Banho caliente: 10 Bs Vinho: 25 Bs Entrada Deserto (não incluída nos pacotes): 150 Bs 29/08 Deserto de Siloli (Geiseres, Arbol de Piedra, Laguna Colorada, Vulcão Licancabur) O dia 29 já começou intenso e terminaria muito mais. Com um frio de -15 graus, começamos a nos preparar pra chegar cedo aos gêiseres. Nunca senti tanto frio na vida. Visitamos os gêiseres e nos banhamos nas aguas termais, muito aguardadas (as mulheres ficaram de fora). A sensação térmica melhorou consideravelmente após o banho termal. Prosseguimos viagem pelo deserto e terminamos na fronteira com o Chile, local no qual percebi que algo estava faltando na minha bagagem: MEU PASSAPORTE. A segunda coisa perdida e a única que me faria retornar ao Brasil. Comecei a me desesperar e voltamos pra Uyuni. Em Uyuni, tentei fazer contato com os últimos lugares que tinha passado desde La Paz, mas o Espanhol por telefone (que é muito mais difícil que presencialmente pela ausência de gestos) me impediu de achar. Sem saber o que fazer, decidir comprar passagem para Sucre, que por ser uma cidade maior, me ofereceria mais recursos nessa situação. Peguei o Onibus em Sucre, e em Potosi, ofereceram por 20 Bs a mais que eu descesse do ônibus e pegasse um taxi até o destino final. Melhor coisa que eu fiz, já que teria que ficar esperando mais 1 hora até a saída do ônibus. Chegamos em Sucre a 1 da manha, e começamos a procurar hostel. A cidade é bem esquisita a noite e dizem que muito perigosa.. Deu bastante medo. Até que nos hospedamos no hostal las torres, em frente a uma praça que parece a Lapa em miniatura. O hostal tinha quartos individuais bem caros, mas tinha um quarto compartilhado por um preço em conta e que não tinha ninguém. Ou seja, pagamos bem mais barato por um quarto privado. Comentário sobre o ônibus para Potosi: o ônibus que eu comprei tinha na foto a imagem de um ônibus grande e confortável, e quando embarcamos, o ônibus era um daqueles velhos e pequenos, que as bagagens vão em cima...Logo a frente vi um ônibus muito melhor, saindo no mesmo horário pelo mesmo preço. Então cuidado. Despesas: Passagem (Uyuni x Sucre): 60 Bs Táxi (Potosí x Sucre): 30 Bs Jantar: 25 Bs Hospedagem: 50 Bs 30/08 Sucre A saga do passaporte começou bem tranquila, e eu achei que ela estaria resolvida. Fui a policia de imigração, expliquei minha situação, e me foi informado que eu deveria fazer um B.O. e que com o B.O. em mãos eu não teria problemas pra embarcar de volta. Fiz o B.O. que ficaria pronto no dia seguinte as 15 horas, quando meu voo era as 11 da manha. Desenrolei com o policial e ele me mandou voltar as 9 pra pegar que ele daria um jeito (sem pedir dinheiro). Aproveitei que tudo estava “resolvido” e fui conhecer a cidade. Despesas: Diária: 50 Bs Lanches: 30 Bs Refeição: 50 Bs Souveniers: 70 Bs (Comprei pra todo mundo.. por isso o preço) 31/08 Sucre x Cochabamba x Santa Cruz De manhã, peguei meu B.O. e parti para o aeroporto. Fizemos uma escala em Cochabamba, na qual, inteligentemente, nos fizeram descer do avião para entrar no mesmo avião novamente. Chegamos a Santa Cruz no início da tarde, e começamos nossa peregrinação para o voo da volta, que seria as 4h40 da manhã do dia seguinte. Dormimos, comemos, jogamos baralho, conhecemos brasileiros que estavam na msm situação, dormimos e comemos de novo e nada do tempo passar. Quando chegou as 2 da manhã, os funcionários da Gol chegaram e fomos fazer o check-in. Viagem chegando ao fim, alegria de voltar pra casa, só que....... “NÃO ACEITAMOS ESSE DOCUMENTO PARA EMBARQUE, SENHOR”... Ai minha casa caiu, até chorar eu chorei.... falei com a polivia boliviana, com gerente da Gol, com o aeroporto inteiro e nada. Teria que ir até o consultado no dia seguinte, emitir um documento pra voltar ao Brasil. A sorte é que no dia 01/09 seria o primeiro voo de Santa Cruz pra São Paulo as 14 horas, se não teria que esperar até a madrugada do dia seguinte. Após muito desespero, me despedi da minha amiga (não ia fazer ela perder o voo e pagar taxa), remarquei meu voo pro dia seguinte e fui dormir no banco do aeroporto. Despesas: Refeição: 60 Bs Passagem aérea (Sucre x Santa Cruz): 391 Bs Remarcação GOL: R$ 80 Taxa de Embarque: não lembro quanto foi, mas considere isso em todos os embarques na Bolívia, seja em ônibus ou avião. 01/09 Santa Cruz x Brasil Acordei bem cedo e peguei o ônibus que sai do aeroporto pro centro da cidade. Ao chegar no endereço do Consulado, descobri que tinha mudado a pouco tempo de endereço. Tive que procurar uma lan house pra pesquisar o novo endereço e pegar um taxi até la (o dinheiro estava perigosamente acabando..) Cheguei enfim ao consulado, e me deparei com uma placa dizendo que o consulado estava fechado e só abriria na SEGUNDA-FEIRA. Desespero total , ia virar um mendigo brasileiro na bolivia. Até que o segurança do consulado apareceu e me deu o telefone de uma secretária do consulado, ai as coisas começaram a se resolver. Pedi o telefone emprestado a uma dona de barraquinha na rua, liguei pra mulher e graças a Deus, ela já atendeu dizendo: “É você que está sem passaporte e tem alguém ligando pra mim do aeroporto?” Fica tranquilo que já tem alguém indo ai resolver seu problema. Respondi dizendo que não era eu, mas que eu estava com o mesmo problema. Então ela me mandou esperar na porta do consulado. Resumindo: esperei sentado uns 20 minutos e apareceram o cara do aeroporto, o consul e o vice-consul pra resolver nosso problema, emitiram uma autorização de retorno, peguei o táxi rumo ao aeroporto, embarque, e fim de aventura!!!!!! Despesas: Refeição: 20 Bs Onibus até Santa Cruz: bem barato Táxi de um consulado ao outro: 20 Bs Táx até aeroporto: 60 Bs Resumo Desculpem se tiver algum preço errado, desculpem a demora no relato e pra fechar, coloco aqui o meu post no facebook um dia antes da volta ao Brasil: Fim de viagem.. amanha começa a volta pra casa.. Como jà disse por aqui: A Bolivia è surpreendente. Tao pobre, tao bagunçada, tao perto, tao barato, tao bonito e tao esquecido pelos brasileiros. La Paz, Chacaltaya, Valle de La Luna, Copacabana, Isla del Sol, Salar de Uyuni, Deserto de Siloli.... Muito a ver e pouco a gastar! Cuzco e Machu Pichu igualmente bonitos, mas nao tao barato!!! Contrastes absurdos.. desde sociais ate de temperatura (-7 a 30)! Resumo da viagem: Muito perrengue, muita saudade e paisagens de tirar o folego.. tanto pela beleza quanto pela altitude. Menos uma camera, um passaporte e um celular, mais experiencia de vida e historias pra contar! E aqui temos ainda mais noçao do quanto nosso Deus è grande e nòs absurdamente pequenos!!! Brasil, ai vou eu!!!!
  8. Valeu, galera! Ajudaram bastante... Infelizmente, não vou poder ficar mais dessa vez.. Então foi tirar esse tempo pra deixar agua na boca pra uma proxima viagem!!!! Eu aluguei um carro.. Então acho que vou fazer isso mesmo.. Talvez Pantano do Sul pra conhecer um pouco, Lagoa da Conceição e as praias mais proximas.. Talvez umas aulas de kite seriam uma boa pedido... Valeu a dica, pessoal!! Depois aviso por aqui o que eu fiz.... Abs
  9. henriquecsilveira

    Floripa - 1 dia

    E ai, galera?? tudo bem? Alguém conhece algum roteiro de 1 dia por Floripa.. To indo pra lá com minha namorada em nov/12 e gostaria de ajuda. Valeu.. abs
  10. Galera, faltando menos de duas semanas pra viagem, acho que meu roteiro ta perto de ser finalizado... Fiz algumas alterações baseadas no que vcs me falaram por aqui e algumas pesquisas... Bom, meu tempo vai ser corrido mesmo, mas acho que vai ser tranquilo de conhecer os lugares que eu quero, e claro, como eu disse acima, nada está 100% definido... se rolar de ficar mais um tempo em algum lugar, sem problemas... a unica coisa já fechada é a passagem de ida e volta e machu picchu... Meu roteiro ficou assim: DIA CIDADE 12 Santa Cruz (Avião para La Paz) 13 La Paz 14 La Paz / Copa 15 Copa / Isla del Sol 16 Isla del Sol / Puno 17 Cusco 18 Cusco 19 Macchu Pichu (Trilha 2 dias) 20 Macchu Pichu 21 Cusco 22 Arequipa 23 Arequipa 24 Arequipa 25 Arequipa 26 San Pedro de Atac. 27 San Pedro de Atac. 28 San Pedro de Atac. 29 Uyuni 30 Potosí/Sucre (Avião para Santa Cruz) 31 Santa Cruz
  11. Entrei nesse grupo ai tb!! Minha trip começa em 13/08 e termina no mesmo dia que a sua.. Vc volta por Santa Cruz??
  12. Cara, vou fazer um roteiro parecido tb em agosto... Já postei um tópico com o meu roteiro, datas e algumas pessoas deram algumas dicas... se te interessar, segue o link: mochilao-bolivia-peru-chile-agosto-2012-t68124.html Abs
  13. Cara, podemos conversar.. A principio, vou eu e uma amiga apenas... Me add ai pra combinarmos alguma coisa... [email protected] Abs
  14. Varga, valeu a ajuda ai.. Então, primeira coisa é que eu ganhei um dia na minha viagem.. Tinha esquecido que agosto vai até 31...rsrs Depois, eu mudei um pouco o meu roteiro.. sem fixar todos os locais que eu tenho que ir.. Seguindo as dicas de um amigo, coloquei alguns “checkpoints”.. Que no meu caso serão: 13/08 – La Paz 17/08 – Cusco 23/08 – Canion Del Colca 27/08 – San Pedro 01/09 – Santa Cruz.. Entre esses lugares, eu fico um dia a mais ou a menos, dependendo do que eu achar dos lugares... até dei uma olhada no seu roteiro, mas o problema é que eu já fechei caminho inca (o de 2 dias) pros dias 19 e 20 (já que esse seria o principal objetivo da viagem).. De qualquer forma, já segui uma de suas dicas, que foi colocar esse dia a mais pra conhecer San Pedro.. Pensei Tb em tirar Ica e Nazca do dia 22 e seguir direto pra Arequipa, mas isso eu decido lá.. Valeu!!!! abs
×
×
  • Criar Novo...