Ir para conteúdo

joachim.fest

Membros
  • Total de itens

    33
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. Grande Viola! 1) Dá para visitar os dois castelos num período do dia (manhã ou à tarde). Mas se voce for sair de Munique, como eu fiz, tem que levar em consideração o tempo de deslocamento...ai leva o dia inteiro...sobra somente o fim da tarde para outra coisa. Não fui na cidade, apenas nos castelos....almocei um Currywurst depois de Neuschwanstein (tava bão!) 2) Ninho da águia: compramos a visita em Salzburg saindo 8h45 e voltando 13h30. Tarde liberada....
  2. Petroval: Se for para conhecer apenas o centro medieval, sim. Se for incluir os monumentos nazistas e o museu da documentação, não. um abraço!
  3. Patrícia: Esperto ter ajudado com o relato. Quanto ao transporte, acho que você tem que levar em consideração o tipo de passeio que você quer fazer. Se for alugar um carro, as estradas são boas e fáceis de dirigir. Se for de trem, tudo bem, pois funcionam com eficiência. As duas opções são boas. Se você quiser ter mais mobilidade entre as cidades, vai de carro. Dentro da cidade eu prefiro andar de metro pois não precisava ficar preocupado com a direção dentro da cidade, o que me deixou um pouco nervoso pois tem muitas bicicletas, a preferência nos cruzamentos é um pouco diferente
  4. Lembrando que são duas pessoas: Descrição Valor Passagem aérea R$ 4.563,48 Euros comprados aqui (1700) R$ 4.046,00 Seguro viagem R$ 448,02 Hoteis de Nuremberg, Munique, Salzburgo, Vienna e Praga R$ 2.111,48 15 minutos ingles + conversação todas as línguas R$ 60,00 carteira motorista internacional (duas) R$ 213,76 Guia Europa + 15 minutos alemão R$ 111,90 Hotel Wurzburg R$ 203,75 Trem Munique/Salzburg R$ 66,45 Trem Salzburg/Viena R$ 181,26 Trem Viena/Budapeste R$ 98,70 Trem Budapeste/Praga R$ 87,78 Trem Praga/Berlim R$ 182,82 iof´s dos hoteis e trens R$ 42,53 iof's trens R
  5. já tínhamos reservado a entrada no Reichstag, bem cedo. Nosso último dia na Europa. Nosso vôo de volta é no final da tarde. As entradas devem ser agendadas. Parece que não há visitação de terça a quinta, quando tem as atividades parlamentares. A entrada é suuuuuper organizada. Eles montam uma estrutura específica para conferência de documentação, vistoria por raio x, bem em frente ao prédio. De manhã cedo, o portão de brandemburgo fica uma paz só. dali seguimos para a Dom tem que subir! tiramos a tarde para comprar algumas lembranças e arrumar as malas.
  6. nosso trem para Berlin parte ás 12h31; previsão de chegada: 17h16 a estação é a mesma que chegamos. Fomos para lá de metro; o trem estava bem cheio. Os bilhetes desta viagem foram entregues na casa dos nossos amigos em Berlin. Assim ficou mais barato. Tínhamos pegado quando passamos lá. De Dresden até Berlin, ficamos sem lugar, pois não tínhamos reservado. Ai continuamos em pé; Ligamos para nossos amigos, que já estávamos nos esperando na Berlin Hbf;
  7. exploramos pela manha toda a região central da cidade velha: prefeitura e relógio astronômico almoçamos um salmão bem mais ou menos perto do Estates theatre; pegamos um bonde até o teatro nacional atravessamos a ponte que fica em frente e caminhamos até o funicular que nos leva até a torre petri (uma réplica da torre eifel) pagamos para subir de elevador. De lá temos esta ótima visão da cidade: descemos de funicular, pegamos um bonde que nos deixo próximo do memorial to the assasins of Reinhard Heydrich (o carniceiro de praga);
  8. Pegamos o metrô até a estação Staroměstská; Chegamos até a ponte Carlos. Ficamos um pouco assustados com a quantidade turistas. Chega a incomodar um pouco...mas lugar bonito todo mundo que ir né.... Conhecemos a igreja de são Nicolau seguimos pelas pequenas ruelas até o castelo. Pegamos a troca da guarda 12 hs; entramos na catedral de são vito. compramos para entrar na “viela dourada”. Horrível. Pega turista. Uma ruazinha looootaaadaaaa de gente querendo ver as casas dos ourives. Achamos que não vale a pena. linda vista da cidade: (de
  9. o nosso trem sai 5h25 da manha rumo a praga. Previsão de chegada: 12h58; o trem era beem pior que os outros. Estava vazio. Reservamos um táxi no hotel que nos deixou na mesma estação que chegamos. Chegamos um Praga.. Trocamos alguns euros pelas coroas locais numa taxa fura-olho só para pegar o metro e comer alguma coisa. Comemos um fast food, pegamos o metro para nosso hotel: City Central De Luxe. R$ 423, 3 diárias; Horrível hotel. Atendimento péssimo. Café da manhã sofrível. Não recomendo. Sabíamos que o hotel de Praga seria o pior, pois tivemos dificuldade de encontra hotel pert
  10. andamos até a Ponte Széchenyi Lánchíd, a ponte das correntes; pegamos o funicular até o castelo de Buda; demos sorte novamente: + uma feira de vinhos inesperada, no castelo de Buda!!! Conhecemos a igreja de são Matias e o Fishermen's Bastion para quem gosta de segunda guerra, vale a pena o meuseu “hospital in the rock”; lá também foi um abrigo, caso desencadeasse uma guerra nuclear. Visitas guiadas em inglês. a tarde, tentamos ir nos banhos da Szechenyi; não gostamos, por isso não entramos. A praça dos heróis fica ali pertinho. voltamo
  11. acordamos cedo para visitar o parlamento; portão X (dez), se não lota. Tem um segurança que organiza a entrada para na praça para se comprar os bilhetes. Incrível, ele não fala inglês. Nada. O negócio é meio zoneado. Mas compramos. No bilhete tem o nosso horário. Compramos a vista guida em espanhol. Aproveitamos o tempo que tínhamos antes da entrada para conhecer as construções ali em volta como o museu etnográfico e a Basílica de São Estevão: O parlamento: Pegamos o bonde, comemos um fast food perto da estação Jászai Mari ter. fizemos uma visita
  12. nosso trem para budapest parte às 12h09, duas horas de viagem; saimos da estação Meidling, que é pequena, mas bem confortável e organizada, para chegar lá, pegamos o metrô; Chegamos em budapest e ficamos assustados com a estação: bem velha mesmo. Dava um ar de sujeira, coisa velha. Tipo os tempo áureos se passaram e a casa caiu...sem contar um auto-falante em húngaro que parecia o anuncio do trem rumo a morte...he he he... Sabe aquele ar de rodoviária? Povão mesmo? Mas o prédio é muito bonito... Ce fica mais esperto, mas, engraçado, sentimos uma sensação de segurança apesar de
  13. acordamos cedo, pegamos o metro e fomos para o Schönbrunn; tem vários “pacotes” de entrada. Compramos o que dá direito a subir na Gloriette, vistar o palácio (áudio guide), jardins laterais e labirintos; sensacional o passeio!!!!! Pegamos o trem até a karlplatz. Andamos por ali e achamos um lugar para almoçar beleza!!!! Fica perto da casa de ópera, não me lembro o nome. Visitamos a Karlskirche; vale muito a pena pegar o elevador e ver de perto as pinturas domo central. Apesar de dar um medo danado pois fica balançando um pouco e é tudo andaime, sem contar qu
  14. pegamos o metrô para o centro para ver o que faltava: compramos ingresso para ver a escola de equitação espanhola! Que bosta! 11 euros por cabeça.... fiquei revoltado.... uma zona completa.... eles vendem que é uma puuuuuta apresentação....a gente espera uma “adestração” clássica dos cavalos... mas na verdade pode-se visitar apenas o “exercício matinal”.... resumo: fica todo mundo em pé, o negócio é lotado.... eles não tem controle que quem entra e quem sai...e fica os caras dando volta com os cavalos....ri-dí-cu-lo; sai de lá muito puto (o que salva é o in
  15. nosso trem para Viena saía 12h01. tomamos um capuccino na estação e comemos um sanduíche no trem; custou R$ 181,26 (o trem, claro); Uma zona!!! Muito cheio o trem...uma selva para encontrar lugar, para entrar. É comum pessoas viajarem em pé. Fiquei horrorizado.... mas o trem era bem confortável e rápido a estação que chegamos em Viena é péssima (Westbahnhof). Parece que estão construindo outra. Mas é perto do hotel (400 m); ficamos no íbis; R$ 586 (3 diárias). Beleza! Café da manhã muito bom, atendeu! Compramos o “vienna card” no hotel, que nos dá passe
×
×
  • Criar Novo...