Ir para conteúdo

casal100

Membros de Honra
  • Total de itens

    1.602
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

22 Excelente

4 Seguidores

Sobre casal100

Outras informações

  1. Lua de Mel e Mochilão

    Já saí de Quito e fuI até a patagônia de ônibus em 32 dias, foi muito corrido e desgastante, revi muitos lugares neste trajeto. Vocês precisam definir as prioridades, quais serão as prioridades? Museus, praias, parques, cidades históricas, capitais. ...e assim por diante. Definindo isso, vai facilitar para nós tentarmos opinar a respeito.
  2. Lua de Mel e Mochilão

    Concordo com o Ricardo, 20 dias é muito pouco tempo para sair de Cartagena e chegar até o Chile, principalmente se for de busao. Ficarão no mínimo uns 8 dias dentro do busao issó se der tudo certo. Lua de mel é um evento único, para muita gente, é o único evento de uma vida.
  3. 16° dia - 10.08.2017 - Quinta-feira Saída de SJB da Serra da Canastra e chegada a SJB do Glória - Mg Trecho feito de carro. Saímos depois das 08 pois o parque só abre neste horário. Passamos na nascente do rio São Francisco, paramos no centro de visitantes mas estava fechado. Almoçamos em São Roque de Minas. Passamos em Piunhim rapidamente e seguimos para Capitólio(tem um pedágio $5,80),conhecemos rapidamente a cidade e fomos até o mirante dos Cannyon na estrada. Uns quilometros a mais pegamos estrada de terra à direita e fomos para SJB do Glória. Hospedagem: Pousada Manga Rosa em SJB do Glória, ver dias anteriores. ÚLTIMO DIA EM MINAS GERAIS 11.08.2017 - Sexta-feira Saída de SJB da Glória-Mg e chegada a Batatais-Sp Trecho de carro Tomamos café da manhã, e partimos rumo a Passos, atravessamos a ponte sobre o rio grande e pouco depois chegamos a Passos. Atravessamos a cidade rumo a Franca-SP, estrada asfaltada com pouco movimento. Reencontramos o Jean e a família dele (aquele que nos deu carona no parque), ficamos 5 horas num animado papo(que pessoal amável), depois partimos e resolvemos pernoitar em Batatais. Hospedagem: hotel Candeias, camas ótimas, tv aberta, ventilador, frigobar, wifi, limpo. Preço $63 por pessoa com café da manhã. RECOMENDO. BATATAIS: Simpática cidade do interior paulista, visitamos o acervo do Portinari na igreja matriz da cidade. Povo muito hospitaleiro. Algumas fotos: Nascente do rio São Francisco Praia artificial em Capitólio -Mg Mirante Cannyon capitólio (próximo estrada) Barragem de Furnas, e aqui que segura toda aquela água do lago. Lembrança de Franca-SP, fábrica da Amazonas (estive nesta fábrica a uns 40 anos atrás). Como o tempo Passa rápido.
  4. 15° dia - 09.08.2017 - Quarta-feira Saída de SJB da Canastra e chegada à garagem de pedra e retorno ao distrito de SJBC. +- 24 Kms em aprox. 04:45hrs Acumulado: 324 kms Tivemos que sair mais tarde, o parque só abre as 08 da manhã. Entramos no parque e pegamos estrada com subida forte e longa, depois algumas retas e descida no final. Passamos por dois trevos para Sacramento, mais à frente passamos pela entrada da cachoeira do Fundão, mais uns 4 kms chegamos a garagem de pedra. Essa atração é bem simples, mas o mirante que fica atrás dela tem um ótimo visual de montanha. Na volta tivemos a grata surpresa de ver, bem de perto, um tamandua-bandeira, ele quase nos "atropelou", passou uns 5 metros na nossa frente. MEMORÁVEL! Retornamos à SJBC pelo mesmo caminho, passamos pela portaria e fomos até o topo de uma cachoeira entrar num lago pequeno com água muito fria. Hospedagem: a mesma do dia anterior. Algumas fotos: Do lado esquerdo entrada para cachoeira do Fundão Chegando a garagem de pedra Garagem de pedra abaixo Lindo visual de montanha atrás da garagem de pedra Aparição do tamandua-bandeira. MEMORÁVEL! Atravessou a estrada na nossa frente. SEM DÚVIDA O MOMENTO MAIS EMOCIONANTE DA VIAGEM Garagem de pedra.
  5. 13° dia - 07.08.2017 - Segunda-feira Saída de Delfinopolis e chegada a São João Batista da Canastra - MG +- 111 kms em aprox. 03:20hrs OBS.: Trecho feito de carro. Abastecemos o carro em Delfinopolis(Gasolina a $4,40 o litro), calibramos os pneus, compramos alguns petiscos. No trevo viramos à esquerda, pegamos estrada de terra com muita poeira e pouco movimento de veículos. Passamos ao lado do lago de furnas com belos mirantes. Depois de uma forte e longa descida chegamos num entrocamento e viramos à direita (esse trecho tem muita costelas de vaca e buracos). Mais alguns kms chegamos noutro entrocamento e viramos novamente à direita (neste trecho tem subidas fortes com buracos). Extensas plantações de milho, soja, sorgo, trigo... algumas criações de carneiros e gado. Após este entrocamento chegamos no topo com estrada mais larga e sem muitos buracos, atravessamos alguns mata -burros. Chegamos a primeira portaria, segundo o guarda pode montar barraca no espaço gramado perto da Guarita (fora do parque), não foi cobrado tarifa pra ingresso no parque. Percorremos mais alguns quilômetros até a segunda portaria e poucos metros chegamos ao distrito de SJB da Canastra. Obs.: A uns 55 kms de Delfinopolis tem algumas casas. Numa das casas serve marmitex mas não tem hospedagem Mais uns 25 kms chegamos na portaria do parque (não estão cobrando entrada). Neste trecho só tem hospedagem a uns 6 kms da rodovia (deve ser caro, pois é hotel fazenda ) não tem nenhum apoio. ALTIMETRIA: Portaria parque saída para Sacramento: 1265 msnm São João Batista da Canastra: 1170 msnm SÃO JOÃO BATISTA DA CANASTRA (distrito de São Roque de Minas): muito pequeno, algumas casas, tem uma mercearia, padaria pequena, algumas 4 pousadas, camping, vi somente um restaurante. Pousada de $55 a $100 por pessoa. Alguns moradores fornecem refeições a $25, na baixa temporada tem que reservar. Hospedagem: Pousada Vila Canastra 035 98818-6366, quarto pequeno, uma beliche com colchão fino, banheiro compartilhado, ventilador, wifi fraca. Preço: $60 por pessoa sem café da manhã. Obs.: Tem área de camping $35 por pessoa sem café da manhã. Tem cozinha mas sem fogão. Tem churrasqueira. Tem opção de quartos mais caro, mas sem café da manhã. Fornece refeição, cara e pouca, não compensa. 14° dia - 08.08.2017 - Terça-feira Saída São João Batista da Canastra chegada a Cachoeira do Fundão e retorno à SJB da Canastra. +-33 kms em aprox. 08:10 hrs Acumulado: 310 kms IDA: Acordamos antes da 05 da manhã, o tempo estava frio com poucas nuvens, no transcorrer do dia o sol foi infernal. Saímos às 05:30hrs, seguimos um bom trecho até o trevo para Araxa, Viramos à direita, passa mata-burro e continue seguindo a principal. . Passa a segunda ponte de madeira e continue na principal(no entrocamento continue à esquerda ) No topo vire a direita chegando num colcho feito de um tronco de árvore do outro lado da cerca. Siga à direita beirando a cerca de arame. Atravessa porteira de ferro. Mais à frente tem um colchete à direita, não entre, continue mais uns metros e atravesse outra porteira de ferro. Quando chegar numa porteira de ferro à esquerda continue reto rente à cerca, vire à esquerda no colchete entre nele e siga, vai ver um curral à esquerda, pegue a trilha que desce até o riacho (trilha bem demarcada) atravesse, pega uma subida forte até estrada. Na estrada vire à esquerda, descida forte com muitos buracos e valas, pedras soltas. Chegamos numa casa, o morador estava trabalhando mais a frente. Seguimos à estrada até entrada da trilha, seguimos pela encosta com muita pedra e precipícios até base da cacheira, lago bem grande. Chegamos em 03:55horas, altitude na base da cachoeira: 955 msnm RETORNO: Fomos por outro caminho, por dentro do parque. Pegamos uma subida fortíssima de uns 7 kms num sol forte. Chegamos na estrada principal do parque e viramos à direita, mais alguns quilômetros chegamos num trevo e viramos à direita e seguimos até outro trevo, seguimos à direita até portaria do parque, anotaram nossos dados e logo chegamos ao distrito de SJB. A mulher que disse que faria o almoço não tinha chegado até às 16 horas, resolvemos ir na mercearia e comprar alguns petiscos pois na pousada não tinha fogão. Topo dentro do parque : 1350 msnm Tempo: 04:15hrs Hospedagem: o mesmo do dia anterior Algumas fotos: Amanhecendo A lua cheia foi nossa companhia por um bom tempo Cacheira do Fundão fica naquelas montanhas no horizonte Lindo amanhecer Primeira porteira em companhia com uma moradora que encontramos Caminho Já depois do colchete Depois do riacho sempre subindo até estrada Atravessando o rio, já dentro do PN Entrada da trilha para cachoeira do Fundão. Cachoeirado Fundão Primeira subida Na crista da montanha Lindo visual de montanha Viemos lah de baixo Quase no final da subida Chegada a SJB da serra da canastra
  6. Urgente...ajuda com roteiro!!Peru Out/17

    Vai sempre acompanhando os preços dos dias subsequentes, procure pesquisar os mapas dos hotéis nesses sites de hospedagem. Suerte!
  7. 12° dia - 06.08.2017- Domingo Saída da Cachoeira do ouro e chegada a Delfinopolis -Mg +-20 kms em aprox. 05:15hrs Acumulado: 277 kms Pousada cachoeira do ouro: +- 850 msnm topo: 1200msnm na descida pra Delfinopolis. Acordei às 03 da manhã pra ver o espetáculo da lua cheia, maravilhoso! Dormi novamente e acordamos às 05:30hrs, o proprietário perdeu a hora e não preparou café da manhã para nós, comemos o que tínhamos e partimos. Tem 03 caminhos para Delfinopolis: voltando pelo mesmo caminho; voltando até estrada principal e virar à direita passando pelo condomínio de Pedras (trecho que fizemos no primeiro dia aqui), ou seguir morro acima através da trilha dos motoqueiros Resolvemos ir pelo último. Começa com uma subida fortíssima (sentido casa proprietário), viramos à esquerda numa trilha estreita e continuamos subindo, sempre seguindo trilha dos motoqueiros, depois começa descida leve até um riacho, atravessamos pelas pedras. Começa com uma subida leve, logo após outra subida fortíssima com pedras soltas e valas, novamente outro trecho leve, chegamos num entrocamento, vire à esquerda, outra subida fortíssima com muitas pedras soltas e valas, e no final outra subida fortíssima com pedras grandes. Caminhamos um pouco na crista da montanha, trecho quase plano com subidas leves. Chegamos noutro entrocamento, vire à direita e logo abaixo descortina um visual estonteante (a represa de furnas na sua frente e Delfinopolis à direita). Descemos rapidamente num trecho de estrada com piso gramado. Chegamos na "casinha branca", perguntamos ao morador como era a descida. Segundo ele, o trecho de trilha tem alguns proprietários que proíbem a passagem, mas não fomos oportunados por ninguém. Dali tem dois caminhos: um pelo "caminho de pedras" e outro descendo a trilha. Trilha: da casinha branca atravesse o riacho e segue uns 100 metros até virar à esquerda pegando outra trilha. Esse trecho tem muitas pedras soltas e, em alguns trechos, pedras grandes. Chegamos numa porteira e viramos à direita, atravessamos pequeno riacho e seguimos retos até outra estrada, seguimos à direita (vimos uns 20 tucanos numa árvore), atravessamos outra porteira e seguimos num trecho com subidas e descidas bem leves. Chegamos noutra estrada, viramos à esquerda (à direita vai pra cachoeira do Ezio). Mais à frente chegamos na estrada principal e viramos à direita, depois de alguns quilômetros estávamos no centro de Delfinopolis. Almoçamos Self-service próximo do hotel e fomos ao supermercado comprar mantimentos para o outro dia. Hospedagem: hotel Jp Delfinopolis. Algumas fotos: Trecho depois da primeira subida ao amanhecer Atravessando o riacho Segunda subida forte, como é trilha de moto, muitas valas e pedras soltas. Viemos laaaa debaixo Mais uma subida forte em pedras grandes. Término das subidas, lindo visual Caminhando na crista da montanha Vista de toda região e começo da descida, no primeiro plano a casinha branca, do lado direto dela começa a trilha para Delfinopolis. Porteira informando que passamos numa propriedade particular Comendo Jatoba no pé. Chegando a Delfinopolis
  8. 11° dia - 05.08.2017 - Sábado Saída de Delfinopolis e chegada a Cachoeira do ouro. +-32 kms em aprox. 06:45hrs Acumulado: 257 kms Acordamos antes das 05 da manhã, o hotel deixou um cafezinho somente (aí que saudades da Vanda). Tempo frio e sem nenhuma nuvem no céu, depois abriu um solao até o término do trecho, como estávamos caminhando num vale, não tinha aquele ventinho frio da montanha. Caminhamos até o trevo, viramos à esquerda e pegamos estrada de terra(sentido Sacramento) com algum movimento de veículos e muito pó. Depois de uns 6 kms de estrada com poucas subidas e descidas, viramos à direita e começamos uma subida bem forte com bela vista para o lago de furnas, mais um pouco e chegamos no início do vale da Gurita(uma placa indica). Esse trecho tem muitas retas e algumas subidas e descidas fortes, principalmente no final, como era sábado o movimento de motos era muito grande, tem que tomar muito cuidado. Obs.: no vale da Guarita tem algumas opções de hospedagem, e 2 bares que estavam fechados. Depois desse trecho viramos à direita(conforme placa indicativa da cachoeira do ouro) e pegamos uma forte descida até a pousada. Chegamos na cachoeira do ouro e já Almoçamos $25 por pessoa à vontade(comida ótima). Nem fomos visitar a Cachoeira. Hoje uma linda noite com lua cheia e céu estrelado. Hospedagem: Pousada cachoeira do ouro 035 99931-6541, camas boas, tv aberta, wifi, limpo. Preço: $70 por pessoa com café da manhã. Fica no meio da serra num lugar lindo e com uma cachoeira para curtir(não fomos, apesar de ser a alguns metros da pousada) Algumas fotos: Saímos da estrada que ia para Sacramento-MG, começa uma subida bem forte. Visua do lago Placa indicando o início do Vale da Gurita Muita poeira depois que as motos passaram Estrada de terra com lindo visual de montanha, sem nenhuma nuvem e sem vento. Animais dóceis Começando subida forte Descida forte com visual maravilhoso das montanhas. .show Aqui funciona um bar mas estava fechado
  9. Urgente...ajuda com roteiro!!Peru Out/17

    Por curiosidade fiz uma simulação para hospedagem amanhã dia 05.08 em Cuzco, impressionante a disponibilidade de quartos até $180 o CASAL. https://www.booking.com/searchresults.pt-br.html?aid=309654;label=hotels-portuguese-pt-row-TD0h*RuMZDSObBm4SbHO*gSM58154165572%3Apl%3Ata%3Ap1%3Ap2814.000%3Aac%3Aap1t1%3Aneg%3Afi%3Atiaud-146342136790%3Akwd-135245597%3Alp1001552%3Ali%3Adem%3Adm;sid=815823f141fe0e2e5982f0fb84875c9f;checkin_monthday=5;checkin_year_month=2017-9;checkout_monthday=6;checkout_year_month=2017-9;class_interval=1;dest_id=-345275;dest_type=city;dtdisc=0;group_adults=2;group_children=0;inac=0;index_postcard=0;label_click=undef;latitude=-13.5183;longitude=-71.978104;no_rooms=1;postcard=0;raw_dest_type=city;room1=A%2CA;rows=20;sb_price_type=total;search_form_id=8164977b41cc02ac;search_selected=1;src=index;ss_all=0;ss_label=Cusco;ss_raw=cuzco;ssb=empty;sshis=0;ssne_untouched=Colinas do Sul&;;nflt=pri%3D1%3B;lsf=pri|1|503 Faz simulações antecipadas que terá uma visão do preço futuro. Um ou dois dias antes vc reserva. Sem contar que vai conhecer muita gente onde hospedar e vai receber várias dicas.
  10. Urgente...ajuda com roteiro!!Peru Out/17

    Uma coisa que nunca preocupei no Peru foi em reservar hospedagem . São tantas opções em praticamente todos as cidades turísticas. Nem em Cuzco fiz reserva. O que pode acontecer é vc não encontrar lugar naquele hostel que vc estava planejando, aí vc anda um pouco e arruma outro. Ou paga um pouco a mais. TEM MUITA OPÇÃO.
  11. Urgente...ajuda com roteiro!!Peru Out/17

    Lima foi uma grata surpresa para mim, gostei muito de lá. A questão é que vc terá somente 17 dias para conhecer tudo. Portanto, acho que 2 dias e meio está bom. Chegando lá se vc não gostar muito de Lima vc pode antecipar sua partida. Vá com o roteiro aberto, chegando lá vc vai acertando. Espero ter ajudado.
  12. No nosso planejamento inicial era para somente ir de Delfinopolis a Cachoeira Casca d'anta, mas a região é muito bonita que resolvemos ir até SJB do Glória, terminando assim nossa estada na região. Até aqui, pois quando chegamos em Delfinopolis-MG bateu uma vontade de conhecer outros caminhos, resolvemos algumas pendências em nossa cidade, via fone, e conseguimos mais alguns dias. COMO É BOM VIAJAR. Tudo resolvido, fomos atrás de informação, nisso o dono da sorveteria da praça da matriz de Delfinopolis (recomendo, ótimo sorvete. E gente muito boa), falou sobre a Cachoeira do Ouro e do Vale da Gurita (que vimos no primeiro dia de caminhada ). Pronto vamos conhecer! Negociamos com o hotel deixar o carro no estacionamento de novo(pois ficaríamos um dia fora). No final não cobraram pelo estacionamentorno. 9° e 10° dia - 03 e 04.08.2017 - Quinta-feira e Sexta-feira. Saída de SJB do Glória e chegada a Delfinopolis-Mg (de ônibus ) - e um dia para planejar outros caminhos na região. Deixamos nosso carro no estacionamento do hotel JP em Delfinopolis, tínhamos que buscá-lo. Pensamos em ir à pé(mais 2 dias), mas não compensava, pois era somente estrada de terra com muita poeira e muito trânsito de caminhões grandes e, até ali, já íamos embora para casa. Dia 03.08.2017 - Quinta-feira Acordamos e tomamos café, saímos as 10 da manhã e conversamos na praça da matriz com pessoal da cidade de SJB do Glória (até nos convidaram para almoçar nas casas deles). Em cidades pequenas o pessoal gosta de uma boa prosa. Almoçamos Self-service à vontade na praça $18 por pessoa. Como o ônibus só sairia as 15:30hrs, tirei uma soneca num banco da praça onde tem uma parada de ônibus, que vai para Delfinopolis (COMO É BOM A LIBERDADE). Esperamos o ônibus que faz SJB DO GLÓRIA a DELFINOPOLIS da empresa Cisne (só tem um horário às 15:30hrs que saiu às 15:45hrs preço: $26,40 por pessoa). Estrada com muita poeira e trânsito de caminhões enormes transportando cana-de-açucar. Grandes plantações de banana, sorgo, milho, cana-de-açucar, e criações de gado de leite e corte. Do lado esquerdo rio grande e do direito a serra da canastra. A uns 25 kms tem Ponte Alta, lugar pequeno, vi propaganda de uma pousada. Mais 17 kms chegamos ao distrito de olhos d'água, bem pequeno, tem somente uma pousada. Mais uns 23 kms e chegamos a Delfinopolis, gentilmente o motorista do Ônibus nos deixou na porta do hotel, onde ficamos semana passada e o carro ficou estacionado. Esse trecho tem aprox. 63 kms e fizemos em 3 horas, estrada ruim. Hospedagem: hotel Jp em Delfinopolis. Ver dia anterior. Obs.: quando deixei o carro estacionado negocie o preço a $20 por dia. Depois percebi que estava pagando caro, então negociei o preço, no final me cobraram $10 por dia. Dia 04.08.2017 - Sexta-feira Acordamos cedo, tomamos café da manhã, fomos ligar o carro e nada...a bateria arriou. Tentamos dar um tranco na descida e nada..pqp. Nisso passou um rapaz e ofereceu ajuda, demos uma Chupeta e tudo resolveu. Como atrasamos um pouco neste dia devido ao problema no carro, resolvemos conhecer mais alguns lugares na região, então fomos atrás de informação. O dono da sorveteria da praça matriz sugeriu a Cachoeira do ouro. Resolvemos algumas pendências na nossa cidade, via fone, compramos algumas coisas para levar na caminhada. Fomos até a balsa para preencher o tempo. Dormimos à tarde. Balsa entre Delfinopolis e Cassia
  13. Urgente...ajuda com roteiro!!Peru Out/17

    Luiane, Seu roteiro está muito bom, incluiria uma visita às linhas de nazca, pois fica no percurso que vai fazer. Por você ter esse problema de pressão, sugiro que vc mude a ordem de seu roteiro. Comece por Lima e termine em Cuzco. Cuzco está a uns 3.300msnm, depois vc vai para puno que está a quase 4.000 msnm. . Cannyon del coca em alguns trechos vc pegará mais de 4.000 msnm. E o inverso vc começa ao nível do mar e vai subindo. Sobre visita produtor de pisco: Os passeios em huacachina (Ica) são realizados na sua maioria à tarde, então vc terá boa parte do dia para conhecer uma vinícola de pisco em Ica. Bem próximo de ica (pode ir de taxi) tem vinícola de pisco, inclusive a que eu fui tinha restaurante com uma ótima comida. Espero ter ajudado! Achei o trecho do meu relato sobre a vinícola de pisco em Ica. REFEIÇÃO: Achamos um ótimo restarante, perto da panamericana norte, numa paralela, do lado direito, tem que se informar, chama-se RESTAURANT CAMPESTRE LA OLLA DE JUANITA, EM ICA. Esse restaurante é administrado pelos proprietários de uma vinha que produz Pisco da marca "TRES GENERACIONES"- muito premiado aqui no Perú, inclusive ele(restaurante) é dentro da vinha). O lugar é muito legal, as mesas estão dispostas debaixo de uma enorme parreira de uvas ótimas, vc pode degustá-las à vontade. Conhecemos processo de fabracação do Pisco, desde a "pisagem" até o destilação. Comemos um excepcional cordeiro com arroz, aspargos.... que estava ótimo.
  14. Urgente...ajuda com roteiro!!Peru Out/17

    Luiane, Seu roteiro está muito bom, incluiria uma visita às linhas de nazca, pois fica no percurso que vai fazer. Por você ter esse problema de pressão, sugiro que vc mude a ordem de seu roteiro. Comece por Lima e termine em Cuzco. Cuzco está a uns 3.300msnm, depois vc vai para puno que está a quase 4.000 msnm. . Cannyon del coca em alguns trechos vc pegará mais de 4.000 msnm. E o inverso vc começa ao nível do mar e vai subindo. Sobre visita produtor de pisco: Os passeios em huacachina (Ica) são realizados na sua maioria à tarde, então vc terá boa parte do dia para conhecer uma vinícola de pisco em Ica. Bem próximo de ica (pode ir de taxi) tem vinícola de pisco, inclusive a que eu fui tinha restaurante com uma ótima comida. Espero ter ajudado!
  15. 8° dia - 02.08.2017 - Quarta-feira Saída da pousada da dona Vanda e chegada ao centro de São João Batista da Glória - Mg +-43 kms em aprox. 10:10hrs Acumulado: 225 kms Acordamos mais tarde, nossa intenção era dormir a uns 30 kms de distância, na descida da serra. Tomamos um excelente café da manhã preparado pela Dona Vanda. Saímos despreocupados e tranquilos, o sol estava reinando com poucas nuvens no céu. Passamos rapidamente na pousada Babilônia para conhecer($150 por pessoa com café da manhã e almoço, muito caro). Até o término da vale da Babilônia(tem várias opções de hospedagem) foi rápido, depois começou uma subida fortíssima, logo a seguir descida forte, parte em pedras de cimentos, com lindo visual de montanhas. Chegamos num entrocamento onde tem uma casa com alguns bois, seguimos reto até o topo com linda vista de outro vale. No topo visualizamos a pousada Boa Esperança abaixo (lindo aquilo lá). A descida foi tranquila e chegamos numa ponte com um rio transparente e começou uma subida fortíssima novamente, paramos numa pousada que tem um bar na frente (essa pousada cobra $120 por pessoa (café da manhã e almoço) - poderíamos dormir ali, mas achávamos que as outras pousadas estavam abertas. Chegamos ao topo e na descida visualizamos algumas cidades abaixo (Passos...). Pensamos, agora é só descer e arrumar uma pousada, passamos em várias na estrada, e todas fechadas, decidimos seguir até a cidade de SJB da Glória, pensamos que era somente descida. Ledo engano, muitas subidas e descidas fortes e para atrapalhar, muito movimento de caminhões e carros, comemos muita poeira. No final deu tudo certo, chegamos a praça matriz e conseguimos uma ótima pousada, como os restaurantes ficavam distantes, fui no supermercado e comprei uns petiscos e cama. São João Batista do Glória , cidade pequena com algumas pousadas e Restaurante. +-750msnm. Hospedagem: Pousada Manga Rosa 035 3524-1445 , atrás da igreja matriz, camas ótimas, ventilador, tv aberta, wifi, limpo e confortável. Preço $66 por pessoa com café da manhã. RECOMENDO Algumas fotos: Pequeno trecho com sombra Um sobe e desce dentro do belo Vale da Babilônia Desendo para outro vale, pegaremos aquela estrada subindo Subindo e sendo observada pelo bezerro Outra descida forte e abaixo a pousada Boa Esperança Ponte sobre o rio de águas cristalinas Chegamos ao topo e logo abaixo a cidade de Passos -MG, agora é só descer. .ledo engano Olha a subida à frente e outra e outra... Subindo e comendo poeira Entardecendo e ainda na estrada de terra, pelo menos o visual de brinde Árvore seca e com lindas flores.
×