Ir para conteúdo

casal100

Membros de Honra
  • Total de itens

    2.579
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    50

Tudo que casal100 postou

  1. @angelcb Realmente o Equador tem muita coisa bonita pra se ver. O certo é uns 30 dias pra aproveitar bem o país. Dúvida difícil heim! Eu conheci muitas atrações, para mim, Quito e o centro histórico é imperdivel; como também a rota dos vulcões, quilotoa e Galápagos. Apesar que tem outras atrações bem interessantes(banos, Cuenca, montanita, passeio de trem....), mas seu tempo é escasso. Estive em Galápagos a uns anos atrás, creio que a taxa para sulamericanos deve ser US$50(o valor de Us$100 é para estrangeiros de outras nacionalidades), isso na entrada. Paga-se uns Us$20 no aeroporto(é um tipo passaporte para ir pra lá). Essas não são por dia e sim fixas. Só se mudaram. Obs.: fui sem pacote.
  2. @Rezzende Falou tudo ! Olha caminhamos por uns 20.000 kms em vários estados brasileiros, nunca nos roubaram nada, nunca fui hostilizado ou quaisquer outras coisas. Só nos roubaram 3 peças de roupas no Equador (1) e na Venezuela (2). É claro que, se não ficar atento, dar bobeia ou estar no lugar e na hora errada (estamos sujeitos a isso em QUALQUER LUGAR DO MUNDO), pode acontecer mesmo, não só lá, até numa cidade da Suíça. Vão e curta STL, lindas cachoeiras, pousadas baratas, cidade diferente....e um povo acolhedor.
  3. Não tô entendendo esse medo do pessoal, fiquei alguns dias lá, conheci algumas cachoeiras à pé. Vi pôr-do-sol por 4 dias seguidos até à noite. Vi o nascer do sol, cheguei as 5 da manhã. ...andei a cidade inteira e não vi nada de insegurança. Achei foi que é muito seguro.
  4. Não tô entendendo esse medo do pessoal, fiquei alguns dias lá, conheci algumas cachoeiras à pé. Vi pôr-do-sol por 4 dias seguidos até à noite. Vi o nascer do sol, cheguei as 5 da manhã. ...andei a cidade inteira e não vi nada de insegurança. Achei foi que é muito seguro.
  5. casal100

    Viagem

    @lobo_solitário com esse valor devo gastar na parte terrestre em 3 meses lá, fazendo muito mais coisas. É muita diferença. Os hotéis podem até ser bons, mas precisamos somente de uma cama boa e banheiro limpo. Vi hostel por $90 reais o casal com banheiro privado perto do agito em Bkk e chiang mai. ...ou seja, mil e poucos reais de hospedagem, festa das laternas não vou em festa particular. ..portanto, Devo gastar uns 10 reais dumá lanterna. ..viagem, busão ou trem de noite pra não pagar hospedagem.
  6. PARQUE NACIONAL DO ITATAIA MG 14° dia - 11.07.2019 - Quinta-feira Saída da pousada em Itamonte de carro até posto Marcão, travessia Prateleiras x Couto. +-12 kms em aprox. 04:30hrs Acumulado: 38 kms Acumulado total: 159 kms Como nos outros dias, acordamos antes das 6 da manhã, nas férias é importante chegar mais cedo ao posto Marcão, para assegurar estacionamento no abrigo Rebouças(Tem limite de veículos) e de pessoas no parque. Passamos na padaria em Itamonte para tomar cafezinho e comer biscoitão de polvilho. Deixamos o carro no abrigo Rebouças, e descemos sentido prateleiras num caminho tranquilo. Obs.: o normal dessa travessia é: Couto x Prateleiras, mas tínhamos que treinar para subir o pico da Mina, e neste sentido é um pouco mais difícil(+ subidas fortes). Chegamos na bifurcação viramos a direita (reto é o início da travessia Rui Braga). Seguimos subindo até bifurcação embaixo das prateleiras: 00:47 hrs - 2390msnm A trilha para o Couto começa quase em frente as prateleiras nesta bifurcação, viramos à direita e começa uma subida forte num terreno de terra e pedra até chegar num paredão de pedra. Subimos bem devagar seguindo os totens até o topo (onde tem umas pedras grandes, com lindíssimo visual da região), no último totem descemos uma pequena laje e viramos à esquerda , passamos por um túnel de pedra até toca do índio: 01:23hrs - 2485msnm . Depois da toca do índio pequeno trecho de quase reta. Após placa(prateleiras/reboucas) tem uma certa confusão, mas siga sempre à direita numa bifurcação, depois começa uma sequência de subidas e descidas fortes até o topo da pedra do Couto. Obs.: Tem um ponto para colher água. Até antes da grande subidas/descidas antes do Couto - 02:00hrs - 2430msnm O último trecho para chegar ao Couto é em pedras com bastante inclinação, mas nada preocupante. Até topo do Couto 02:53hrs - 2630msnm Descemos rapidamente(devido ao degelo, a trilha estava bastante escorregadia) até o posto Marcão 03:55horas -2400msnm e viramos à direita na estradinha de terra até o Rebouças. Pegamos nosso carro e fomos novamente para Itamonte. Almoçamos Self-service à vontade por $12 por pessoa à vontade. Hospedagem: a mesma dos dias anteriores. chegando à bifurcação onde começa a travessia. Notem a quantidade de gelo na trilha Subida bem forte neste paredão Vista das prateleiras Túnel de pedra depois da subida forte e a famosa toca do lobo. Caminho tranquilo antes da subida forte até o Couto Mais subidas Lindo visual , ao fundo lago azul duma represa Idem Conversamos tanto com um pessoal no topo do couto que esqueci de tirar foto. Aqui descendo as pedras depois do couto Trilha bem larga até o posto Marcão
  7. casal100

    Viagem

    @Luka Izzo Estou estudando uma viagem no final do ano para Tailândia(se nós ganharmos de presente), primeiramente para conhecer a festa das luzes e lanternas, e depois continuar por lá para conhecer outros lugares.. Por curiosidade vi um pagode de 13 dias para Tailândia, visitando somente 4 cidades, o precinho: US$3.300 por pessoa. Obs.: neste preço não estão incluídos alguns custos, como por exemplo, a passagem até lá, que dá mais ou menos Us$900 . Isso mesmo, 13 dias por mais de R$17.000 https://mulherespelomundo.com.br/roteiros/tailandia/
  8. PN DO ITATIAIA PARTE ALTA MG 13° dia - 10.07.2019 - Quarta-feira Saída de Itamonte ida de carro até posto Marcão/Rebouças, ida pedra do altar, base da asa Hermes e cachoeira das flores. +-10 kms em aprox. 03:45hrs Acumulado: 26 kms Acumulado total: 147 kms Roteiros no PN do Itatiaia - parte alta - Mg Deixamos o carro no estacionamento do Rebouças, tempo menos frio no início da manhã, mas com muito gelo na trilha, céu sem nuvens. Já passamos neste trecho por várias vezes, só faltava o percurso até o topo da pedra do Altar. Até bifurcação pedra do altar: 00:52hrs -2495manm Até topo pedra do altar: 01:10 hrs 2610msnm Como o trecho até a pedra do altar foi bem rápido e sem grandes dificuldades, resolvemos ver de perto Asa Hermes, ao lado do pico das Agulhas Negras, pois o caminho até o topo é bastante complicado, e um guia é fundamental (mas chegamos bem perto): Retornamos pelo mesmo caminho até bifurcação para o Hermes 01:40 hrs - 2365 msnm Até base do Hermes 02:19hrs Resolvemos descer até a Cachoeira das flores para conhecê-la, pegamos trilha que vai pra Prateleiras e logo a seguir descemos numa trilha até a base da cachoeira. O sol neste horário estava bastante quente. Retorno até o Rebouças: 03:15hrs Até cachoeira das flores: 03:31hrs - 2265msnm Retorno ao Rebouças: 03:45hrs Hospedagem: a mesma dos dias anteriores Uns anos atrás era impensável que ela subiria qualquer montanha mais íngreme, mas venceu seus medos. Ela aqui planejando subir o pico das Agulhas negras sem corda e guia(vamos subir ali, descer por ali, descer ali.....pra ela era fácil, depois ela sentiu na pele que o buraco era mais embaixo), mas divertimos demais. Claro que para amador é uma tarefa impossível. Depois contratamos guia e fizemos. .O guia teve que ter muita paciência com o casal viu! Lindo visual do vale e ao fundo as prateleiras O caminho da bifurcação até o topo é bem tranquila mesmo Numa das pedras que compõem o topo da pedra do Altar (sem duvida um dos mais bonitos visuais do parque) Noutra pedra, aqui estudando o caminho para ir até Asa Hermes Mais uma pedra no topo Se não me falha a memória , do lado direito é a região da pedra da Mina, que subimos uns dias depois Asa de Hermes é essa pedra na.junção das duas montanhas (da direita é o pico das agulhas negras Cachoeira das flores
  9. @mcm muito show o seu relato! Por favor, tenho intolerância à lactose e gluten, e devo ir pra a Ásia no final do ano. Vc acha que têm muita comida com esses dois ingredientes na culinária desses países?
  10. 11° dia - 08.07.2019 - Segunda-feira Saída de carro de Aiuruoca e chegada a Itamonte - Mg Passamos em São Lourenço para visita ao dentista. Almoçamos em Pouso Alto-Mg, Self-service a $19 por pessoa à vontade. Hospedagem: Hotel Thomas Itamonte, camas boas, ventilador, tv aberta, wifi, frigobar, banheiro privado, limpo. Preço $60 por pessoa Sem café da manhã. Depois descobri outro hotel em Itamonte do mesmo nível, mais barato. PN DO ITATIAIA PARTE ALTA MG 12° dia - 09.07.2019 - Terça-feira Saída Itamonte de carro até Portaria Marcão PN Itatiaia, ida/volta Pedra do Sino (saímos do Rebouças). +-16 kms em aprox. 06:00 horas Acumulado: 16 kms Acumulado total: 137 kms Acordamos cedo, frio intenso, na madrugada anterior fez -8,1° no PN do Itatiaia (posto Marcão), hoje segundo os guardas fez -3°. Preenchemos a ficha e pegamos a braçadeira, estacionamos o carro no Rebouças. Mesmo nesse horário o frio era intenso. Um casal de Ribeirão Preto(Julio/Vilma) estava fazendo café numa mesa, pedi um "golinho", gentilmente nos deram. Na montanha o clima de camaradagem reina naturalmente. Depois de uns dias encontrei eles no mesmo hotel que estávamos hospedados, batemos um longo papo. Muito gelo nas trilhas no início da manhã e muito barro à tarde, devido ao degelo, mas céu sem nuvens com vento frio (tinha gelo na trilha, em algumas partes, até às 16 horas). Já conhecíamos o trecho até próximo da cachoeira Aiuruoca, do verão passado, então até lá foi bem tranquilo. Bifurcação pico das agulhas Negras 00:30hrs - 2350msnm, vira à esquerda. Começa subida forte em pedras Até bifurcação para pedra do altar - 01:01hrs - 2490msnm, vira à esquerda começa a descida . Até bifurcação para travessia 5 lagos 2460 msnm - 01:16hrs, segue reto, descida mais forte até bifurcação, segue reto atravessando charco e o riacho, depois vira à direita na bifurcação(à esquerda vai para cachoeira Aiuruoca) 01:57hrs - 2295msnm. Depois do charco o trecho é bem demarcado em trilha bem batida, praticamente reto. Chegamos nas pedras de ovo e não subimos para conhecer de perto, pois nosso objetivo era a pedra do Sino. Pedras de ovo embaixo: 2365msnm, começa subida forte até topo. No início atravessamos um pequeno bambuzal, e depois umas subidas em rampas íngremes, tudo bem sinalizado por totens. Até topo 03:10hrs - 2590msnm, com lindo visual de toda região. Obs.: .quando chegar nos ovos de galinha, pegar trilha que passa à esquerda(TEM QUE TOMAR CUIDADO POIS MAIS À ESQUERDA TEM A TRILHA QUE VAI PARA O RANCHO CAÍDO), contorna e entra num bambuzal à direita. onde começa a subida (tem pequena região de charco e uma pedra bem grande à direita(parece o pão de açúcar em miniatura)). .quando chegar próximo ao topo, seguir à direita, passando próximo à algumas pedras enormes, continue à direita, logo que chegar numas Lajes, siga à esquerda subindo(trecho final bem íngreme). Nota: num relato que li, o pessoal no retorno passou pela asa de Hermes e pedra do altar(depois informei melhor, e realmente tem uma trilha que liga essas três atrações), até vi uns totens na direção deles mas não visualizei outros, e resolvemos voltar pelo mesmo caminho. Hospedagem: a mesma do dia anterior. Tudo congelado, as partes brancas são gelo mesmo Atravessando ponte pênsil, detalhe: gelo entre as pedras No vale antes do charco Próximo aos ovos de galinha Pequeno bambuzal e o "pão de açúcar" em miniatura Pedras suspensas Subida forte Mais subida forte e pedras suspensas Próximo das pedras Aqui tem que entrar a direita e subir aquela rampa Lindo visual de toda região, à direita no horizonte (atrás da montanha) pico do papagaio em Aiuruoca-MG, que fizemos dois dias atrás Inicio do ataque ao cune Subida bem íngreme, mas as valas e o piso poroso não deixava escorregar, foi "até" tranquilo Topo da pedra do Sino, com o visual do pico das agulhas negras (que fizemos alguns dias depois)
  11. @Joao Brisotti dá uma olhada neste relato, apesar de não ser muito atual :. http://www.bestriders.com.br/viagem-de-motos-ao-panama/
  12. PICO DO PAPAGAIO - MG 10° dia - 07.07.2019 - Domingo Subida ao pico do papagaio em Aiuruoca - Mg +-13 kms em aprox. 05:25hrs Acumulado total: 121 kms Resumo: Tempo bem frio no início da manhã(segundo pessoal que acampou no topo, fez -3° na madrugada), trechos com muito gelo, principalmente nos trechos de pedra. No topo, dessa vez conseguimos ter uma visão de 360° de toda região, deu para visualizar algumas montanhas do pn do Itatiaia. Na descida muita água na trilha em decorrencia do degelo. Lindo visual de montanha, céu limpo. Sol forte no final. Até pico do papagaio: 02:56hrs na descida gastamos nem 02 horas. Retornamos à cidade e dormimos na mesma pousada. Hospedagem: hotel Kravo & Kanela, Aiuruoca, camas ótimas, tv a cabo, wifi, banheiro privado, limpissimo. Preço $60 por pessoa sem café da manhã. RECOMENDO Gramado com muito gelo no camping, início da trilha à direita Da outra vez a neblina encobria totalmente o pico, hoje o dia estava bem aberto. Mais gelo Depois da placa do sapinho trecho com muito gelo nas pedras Chegada ao topo Sequênciade fotos em direção ao Pn do Itatiaia
  13. 9° dia - 06.07.2019 - Sábado PARQUE DO IBITIPOCA - MG Saída hotel Lima Duarte ida de carro até Portaria do parque, e subida a janela do céu e ao pico do pião, retorno até a portaria. +-14 kms em aprox. 05:33hrs Acumulado total: 108 Como Ibitipoca está no caminho para Aiuruoca, resolvemos visitar novamente o parque (é que idoso não paga). Resumo: saímos bem cedo pois estávamos hospedados em Lima Duarte, dista uns 23 kms. Hoje estava rolando uns shows em Conceição do Ibitipoca, grande movimento de veículos na estrada, principalmente no retorno. O parque não estava tão cheio, deve ser por causa do frio. Nos outros lugares que fizemos, não tínhamos encontrado muita gente, diferentemente daqui. Encontramos, principalmente cariocas, divertimos muito com todos(mas esperava muita gente, inclusive tem limite de pessoas no parque). Como ia ter show de um grupo musical na cidade, o trânsito estava caótico no centrinho da cidade. Tempo/kms: Até antena: 1760msnm - 01:11hrs Até Janela do céu - 1470msnm - 01:52hrs Até pico do pião: 1700msnm -03:58hrs Até portaria 05:33hrs Saímos de Conceição do Ibitipoca-Mg, e resolvemos dormir em Aiuruoca-Mg, pegamos rodovia asfaltada, paramos num restaurante na estrada e comemos Self-service a $17 por pessoa. à vontade. Hospedagem: hotel Kravo & Kanela, Aiuruoca, camas ótimas, tv a cabo, wifi, banheiro privado, limpissimo. Preço $60 por pessoa SEM café da manhã. RECOMENDO Caminho para a janela do céu, o tempo estava nublado mas fez um calor infernal à tarde. Topo do pico do pião
  14. 8° dia - 05.07.2019 - Sexta-feira Saída de carro de Espera Feliz-Mg e chegada a Lima Duarte-Mg. Acumulado total à pé: 94 kms Obs.: no nosso planejamento depois do Pico da Bandeira iríamos até Petropolis e Teresopolis fazer bate/volta. O problema que a previsão do tempo estava informando que faria muito frio nesta região nos dias que programamos. Como no verão passado, subimos o Pico do Papagaio e estava todo encoberto pela neblina e, não aproveitamos o lindo visual, resolvemos fazê-lo novamente, pois já conhecíamos o caminho e o trecho não é tão pesado. Saímos com destino a Carangola, depois pegamos a Br116 até depois de Leopoldina, trecho em pista simples em boas condições e sem pedágios. Comemos Self-service à vontade por $17, próximo de Leopoldina-Mg. Pegamos outra rodovia até Juiz de Fora, trecho com alguns buracos e asfalto gasto, sem pedágio. Atravessamos a cidade e pegamos outra rodovia asfaltada em boas condições até Lima Duarte, porta de entrada ao Parque de Ibitipoca-Mg. Hospedagem: Hotel Gabvini, 032 3281-1887, camas ótimas, tv aberta, wifi, ventilador, frigobar, banheiro privado, sacada, estacionamento coberto. Preço $60 por pessoa com ótimo café da manhã. RECOMENDO
  15. 7° dia - 04.07.2019 - Quinta-feira PARQUE NACIONAL DO CAPARAO - MG Saída de Alto Jequitiba-Mg, ida de carro até Portaria do parque no Espírito Santo, subida ao pico da bandeira (ES) e retorno à portaria . +-9 kms em aprox. 04:50hrs (ida e volta) Acumulado total: 94 kms Acordamos cedo, tomamos café da manhã rapidamente, pegamos rodovia asfaltada até Caparao, atravessamos a cidade e, em frente a delegacia de polícia da cidade, entramos à esquerda numa estradinha de terra, até depois de uma ponte estreita de ferro, onde viramos à esquerda em outra estradinha de terra. Começou subida bem forte com muita poeira, até chegar num trevo, viramos à esquerda numa rodovia asfaltada, atravessamos uma cidade já no estado do ES, e logo chegamos à portaria, passamos no meio de muitas plantações de café. Preenchemos nossos dados, pegamos uma senha que deve ser devolvida no retorno. De Caparao até portaria do parque ES são 25 quilômetros, parte em estrada de terra e asfalto. Portaria: acesso grátis 1405msnm - Para quem vem de BH tem a opção de sair de Alto Jequitiba ir até Espera Feliz e de lá até a portaria do parque no Espírito do Santo em rodovia asfaltada em boas condições. Adentramos o parque através de uma estrada com fortes subidas, trechos bons e outros com muita pedra e buracos. Camping Macieira: 1840msnm(boa estrutura de camping) Continuamos subindo e a estrada piorando, deixamos nosso carro estacionado no Camping Casa Queimada: 2165msnm - grande e linda aérea para armar barracas Da casa queimada até o 1° quilômetro: 00:31hrs - 2345msnm Trecho misto com subidas leves e fortes em pedras. Até o 2° km - 01:02hrs - 2500msnm. Esse trecho é mais difícil, subidas fortes, descida e pequenas retas em pedras. Até o 3° km - 01:38hrs - 2700msnm trecho difícil, subidas fortes. Até o 4° km - 02:18hrs - trecho mais complicado, subidas fortes, descidas, laje exposta com vento muito forte - Obs.: neste trecho passa no topo do pico do Calçado. Só tem um lugar que requer cuidado, o resto é bem tranquilo. Até o topo - 02:51hrs - 2855msnm. Trecho mais tranquilo, subidas em pedras VENTOS FORTÍSSIMOS FRIO Volta também com muito vento, fizemos em 01:58 hrs, o céu começou a ficar encoberto. Chegamos mortos de fome em Espera Feliz, num restaurante só tinha comida fria, comemos assim mesmo (estavam usando o fogão), pois chegamos muito tarde, $12 o prato feito. Hospedagem: Hotel Montanhês, 032 3746-2575, próximo à rodoviária de Espera Feliz-Mg, camas boas, tv aberta, wifi, ventilador, banheiro privado. Preço $50 por pessoa com café da manhã. RECOMENDO Início da trilha Trecho em laje de pedra Trecho em encostas Pico do Calçado, entramos à direita seguindo a seta, onde tem um trecho complicado devido ao forte vento Primeira visão do pico da Bandeira desde o pico do Calçado No primeiro plano o pico do cristal Continuando Lindo perfil do pico da bandeira Cruzeiro no topo do pico da Bandeira Na volta deparamos com esse mar de montanhas
  16. @infdantas Fui em dois verões para lá (janeiro) em carro próprio, da primeira vez foi sem problemas. Na segunda teve muita chuva, inclusive tive que dormir no carros uma noite devido desmoronamento de encosta. Fiz o passeio tranquilamente, vá preparada e, na minha opinião faça MP primeiro, pois teve um ano que tiveram que resgatar turistas em Águas Calientes de helicópteros. Se deixar próximo de retornar ao Brasil e acontecer algo do tipo, terá problema com a passagem.
  17. Estive em julho no Pn do Itatiaia e procurei saber sobre essa questão: De Resende só tem ônibus(Viação cidade do aço) até a garganta mesmo, assim mesmo tem que pagar de Resende até Caxambu e pedir para descer na garganta (a bagagem tem que ir em cima com o passageiro, pois o motorista só para para ele descer (motorista não pode abrir porta mala do ônibus ). Obs.: No trecho entre a Garganta x Resende ou Itamonte o motorista do ônibus não pode pegar passageiro(não tem cobrador essa linha), portanto você só tem como chegar à garganta de ônibus. Mas acredito ser bem fácil pegar carona ali, pois tem muitas lanchonetes, muitos carros e caminhões param ali (tem uma mina de água ótima, e os motoristas param para pegar) Tem o Reginaldo que pode fazer ou arrumar alguém que faça o traslado entre a garganta e o posto Marcão do Pn do Itatiaia, ele mora próximo a garganta, o whattsap dele é : 035 - 99225-4302
  18. Ele também pode comprar manaus x São Paulo, fazer os roteiros que desejar e voltar por outro lugar. Com certeza vai ser bem mais barato, não haverá tanto desgaste físico e vai aproveitar muito mais. Segundo esse site são 5 dias de viagem entre manaus x Belém, mais 5 dias para voltar já é metade da viagem só dentro do barco. http://www.mundoemprosa.com.br/de-manaus-a-belem-de-barco/
  19. Como o @poiuy informou, o custo de vir de carro para São Paulo é muito alto e demorado (o trajeto entre Manaus x Belém deve perder muitos dias e vai lhe custar caro). Talvez saia mais barato vir de avião e fazer os roteiros internos de ônibus. Já fiz de carro Brasília X Belém e depois voltei pelo litoral. A rodovia Belém x Brasília estava em boas condições. Mas já fazem alguns anos, tem que pesquisar no site do dnit o estado das rodovias. Hospedagem vocês não terão problemas, o Brasil está bem servido. Sobre dicas de Lugares: tem que dizer o qual o seu perfil.
  20. 6° dia - 03.07.2019 - Quarta-feira TRAVESSIA TABULEIRO x LAPINHA - 4° dia Saída à pé da pousada Ana Benta e chegada a portaria Parque. Ida de carro até Alto Jequitiba - Mg(próximo Pico da bandeira) +-16 kms em aprox. 03:23hrs Acumulado: 61 kms Acumulado total: 85 kms O Lucas gentilmente preparou ovos caipira cozidos(Que show) e café para nós, batemos um longo papo (nessas viagens o que eu mais gosto é de conversar, felizmente o Lucas é bom ouvinte). Seguimos pelo mesmo caminho, Depois da bifurcação vira na primeira trilha à direita, chegamos na estrada da terra, do outro lado entramos noutra trilha seguindo placa "tabuleiro"(erramos o caminho 2 dias antes), subida bem forte até estrada de terra. (1430msnm - 00:33hrs) viramos à esquerda, e continuamos subida leve até o topo com lindo visual de montanha, atravessamos porteira e já viramos à direita numa trilha(tem placa indicativa), continuamos subida leve, até container dos guardas, topo do caminho (140 msnm - 00:45hrs). Poucos metros depois viramos à direita atravessando porteira de arame, depois de algumas subidas /descida leves, pegamos descida fortíssima com muitas pedras soltas que escorregamos muito, até chegar no camping/pousada do Celi, com banho quente(só camping $15 por pessoa, janta $20 café da manhã $10, quarto $50), faz galinha caipira e pato cozido ($35 por pessoa). Instalações bem conservadas, camas e colchões novos, wifi, banho quente, cozinha completa (sem microondas) tem fogão à lenha também(01:18 - 1370msnm), logo depois chegamos numa ponte de madeira onde erramos na.vinda, e viramos à esquerda e seguimos até a casa do Sr. Zé da Olinta (02:00hrs). Encontramos com 35 militares, descemos rapidamente até o Parque. Gentilmente o pessoal da portaria deixou tomarmos banho no chuveiro quente do banheiro atrás da portaria, trocamos de roupa. Pegamos estrada de terra e depois asfalto até Conceição Mato Dentro. Almoçamos e resolvemos dormir o mais próximo do pico da bandeira. A estrada estava com muito movimento de veículos, chegamos muito tarde(quase 10 da noite) à Alto do Jequitiba-MG, mas um pouco próxima da portaria do parque - lado do estado Espírito Santo. Hospedagem: pousada Jequitiba, 033 98845-4473, camas boas, ventilador, tv aberta, wifi, banheiro privado. Preço $60 por pessoa com café da manhã bem simples. Lindo amenhecer e essa subida forte pela frente No topo do morro anterior, com espetacular visual da região Posto do parque Trecho bem demarcado Chegando novamente ao mirante da cachoeira do Tabuleiro Mais descidas O famoso coração
  21. 5° dia - 02.07.2019 - Terça-feira TRAVESSIA TABULEIRO x LAPINHA - 3° dia Saída de Lapinha da Serra e chegada a pousada Ana Benta +-10kms em aprox. 03:10hrs Acumulado: 45 kms Acumulado total: 69 lms Acordamos cedo, gentilmente a Delma deixou uma garrafa térmica com café, comemos nosso café da manhã e saímos. Como já conhecíamos o caminho foi bem tranquilo. Encontramos com 5 mochileiros de Belo Horizonte, caminhamos com eles até a entrada da pousada da Ana Benta. No dia anterior encontramos com o Lucas (dono da pousada) no caminho, ele avisou que deixaria a chave da casa para nós. Como chegamos bem cedo(pegamos a chave no lugar combinado), e aguardamos ele chegar. Pouco depois ele chegou e começou a fazer o almoço (um capítulo à parte: fez um excepcional FRANGO CAIPIRA COM ORAIPRONOBIS(fresca, colhida do quintal) + arroz + feijão + angu + couve), sem medo de errar, foi a MELHOR comida mineira que comemos até hoje, indiscutívelmente! SIMPLESMENTE DELICIOSA, já valeu a viagem. O caminho é o mesmo do dia anterior, portanto vou resumir: Tempo de caminhada: Até primeiro topo (subida forte em pedras na saída de Lapinha da Serra-Mg - 01:20hrs Até porteira depois charco e subida - 01:51hrs Até pousada Ana Benta: 03:10hrs Hospedagem: Pousada Ana Benta, 31 3681-3486/99525-3252(vivo)/99120-0991(tim) quarto com duas camas de solteiro tudo muito limpo, banheiro coletivo com chuveiro quente, fogão a lenha. Preços: quarto $50 por pessoa; camping $20; refeição normal $20(com frango caipira, combinar preço antecipadamente). Obs.: a pousada é uma antiga casa de fazenda, é toda feita de taipa, é muito limpa, com camas boas, roupas de camas limpas, tem energia elétrica. Felizmente não pega celular. O espírito que emana é de muito respeito para com os peregrinos. Lucas(lembra muito o Roberto de Traituba da estrada real), o dono da pousada, te deixa super à vontade. No quintal ele planta várias hortaliças /legumes/verduras, tem pés de algumas frutas. LUGAR PERFEITO PARA DESCANSAR. Obs.: o Lucas e sobrinho da dona Ana Benta que por muitos anos atendeu o pessoal, ele é guarda-parque. Saindo já ao amanhecer em Lapinha da Serra Subida forte em pedras soltas Lindo visual de Lapinha e do lago Trilha no meio do pasto A pousada Ana Benta fica ali na frente Chegando ao recanto Esse é o Lucas fazendo o nosso rango delicioso, tá segurando a panela de frango. NÃO É TODO DIA QUE COMEMOS UMA COMIDA DESSA! Ele teve muita paciência comigo, pois perguntei tudo para ele, o dia inteiro. Será que sobrou alguma coisa dessa comida toda? Acreditem comemos tudo! SIMPLESMENTE S E N S A C I O N A L
  22. 4° dia - 01.07.2019 -Segunda-feira TRAVESSIA TABULEIRO x LAPINHA - 2° dia Saída da pousada do Zé da Olinta e chegada ao distrito de Lapinha da Serra-Mg +-19 Kms em aprox. 05:32hrs Acumulado: 35 kms Acumulado total: 59 kms Negociamos hospedagem sem café da manhã(nesses lugares o café é basicamente pão, queijo, leite, temos restrição à esses alimentos, mas gentilmente o sr Zé fez um ótimo cafezinho para nós(café do próprio terreno dele, triturado junto com cravo da índia, simplesmente uma DELÍCIA). Saímos com o tempo encoberto e frio, depois o sol deu as caras timidamente. Depois da porteira de madeira da fazenda do Sr Zé, vira à esquerda passando ao lado de uma pequena mata. Depois de uns 10 minutos passamos pelas pedras por cima de um riacho , mais à frente uma porteira e alguns metros depois chegamos numa bifurcação e viramos à direita e atravessamos um pegueno rego dagua, saímos da matinha e entramos num descampado e iniciou um subida forte num piso de terra branca fofa. No topo chegamos noutra porteira e começamos a descer através duma pequena mata. Chegamos em outra porteira de madeira, começando outra subida num outro descampado com muitas pedras. Chegamos num riacho e atravessamos uma ponte de madeira depois de 01 hora de caminhada (1320msnm) logo a seguir viramos à esquerda numa estradinha de terra(o caminho oficial tem que virar à direita aqui(logo a seguir tem uma pousada, que vimos no nosso retorno), é que estávamos fazendo a travessia ao contrário e não existe sinalização igual a estrada real, mas estávamos com o googlemaps e sabíamos que à esquerda também ia para Lapinha, mas é mais longe), atravessamos outro riacho e porteira de madeira, começa um pasto, no topo tem um colchete (porteira de arame) 01:45hrs - 1375msnm)., viramos à direita numa estrada larga de terra. Caminhamos neste trecho de subida até bifurcação e viramos à esquerda (tem placa indicando ana Benta) início descida forte, pouco depois vimos uma boiada e um motociclista atrás, era o Lucas dono da Pousada Ana Benta(batemos um papo rápido pois os bois começaram a dispersar, tivemos a ótima notícia que ele faria galinha caipira para nós no nosso retorno). RECOMENDO DORMIREM UMA NOITE NESTA POUSADA. Despedimos do Lucas e logo chegamos noutra porteira de arame com uma capela à esquerda, mais à frente bifurcação (reto vai para Ana Benta e à direita para Lapinha) 02:30horas - 1300msnm) daqui para frente conhecíamos muito bem o caminho, pois no início do ano erramos o caminho para a cachoeira do lajeado e saímos aqui kkkkk. Mais a frente chegamos num curral e seguimos estrada de terra à esquerda até a prainha (03:10hrs - 1195msnm ) atravessamos o rio duas vezes, entramos num pasto e chegamos numa casa azul do lado direito (03:50hrs ) pegamos trilha subindo e rapidamente chegamos noutra porteira de madeira e seguimos à direita, descemos até um charco, pegamos a última subida forte do dia até o topo 04:30hrs - 1310msnm, começa descida forte com muitas pedras até a base (05:15hrs - 1085msnm), atravessamos duas porteiras e uma ponte e chegamos na praça de Lapinha da Serra-Mg (05:32hrs - 1100msnm). Hospedagem: Casa do Guia Regis/Delma, 031 98431-9136, casa com 2 quartos, próximo matriz, banheiro privado limpo, Wifi, cozinha completa (menos microondas), ventilador, água de mina, tanque lavar roupa, tv aberta. Preço: $50 por pessoa SEM café da manhã. RECOMENDO Obs.: melhor guia da Lapinha. Lindo Amanhecer Primeiro descampado, a trilha está bem demarcada, acima pequena mata que iríamos passar logo a seguir Porteira de madeira Logo após essa porteira viramos erradamente à esquerda Lindo visual de montanha Chegando na bifurcação para Pousada Ana Benta/Lapinha Trilha dentro dum pasto, ao fundo pico do breu Outro ângulo do pico do breu Lindo visual de montanha Chegando a Lapinha da serra, descida forte
  23. @infdantas Você tem a opção de ir a MP pela hidroelétrica. Vai de Van até lá e depois caminha nos trilhos até Águas Calientes e dorme. No outro dia sobe à pé para MP e retorna para hidroelétrica.
×
×
  • Criar Novo...