Ir para conteúdo

Mineirim

Membros
  • Total de itens

    120
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutra

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Que eu saiba não vem nenhuma espécie de certificado. Se quiser posta fotos da faca, em detalhes. Eu conheço a faca e posso TENTAR dar um parecer, dependendo das fotos. Posta foto da embalagem também, embora qualquer um possa usar uma embalagem original para vender uma produto falsificado (basta conseguir a embalagem original) ela pode dar alguma pista. Essa faca custa cerca de 80 dólares. Se você encomendar direto de alguma loja dos Estados Unidos ela vai sair pra você por cerca de 430 reais, incluindo o frete e imposto de importação. Desconfie de preços muito baixos no mercado livre.
  2. Mineirim

    Torres del Paine

    Sempre teve e sempre vai ter ratos. Mas basta não comer na barraca, ou próximo a ela, que não terão problemas. Também é importante saber como guardar a comida e o lixo, para não atrair os rodedores.
  3. Nessa época no ano é insuportável dormir em barraca. Se fosse acampar mas sem fazer trilhas longas carregando esse equipamento eu levaria um colchão inflável e um lençol (ou uma canga de praia) pra cobrir, se esfriar um pouco. Mas carregar um colchonete na travessia?? Esse colchonete não é pesado não? Eu já fiz a volta da Ilha em fevereiro e levei só o isolante inflável e um liner de saco de dormir. Choveu e esfriou um pouco em alguns dias, mas nada demais, e eu usei o liner nesses dias. Todos os outros dias eu dormi sobre o isolante sem nada e ainda ssim morrendo de calor.
  4. Mineirim

    Torres del Paine

    Xi, tá complicado a questão da barraca. Eu também sou adepto do ultralight backpacking, mas na Patagônia eu uso uma barraca pesadona da Manaslu, bem adaptada pra suportar ventos muitos fortes (botei mais pontos de amarração em locais estratégicos). Mas como eu disse, já ouvi dizer que em março não venta tão forte como em janeiro. E mesmo em janeiro eu sempre vi algumas pessoas com barracas super frágeis, só não sei como eles sobrevivem. No ano que eu peguei a pior ventania no Grey e no Paine Grande tinha um cara com uma barraquinha frágil igual a que eu uso aqui no Br, mas no Grey ele acampou
  5. Eu não como só comida liofilizada. Aliás eu nem gosto. Eu faço uma mistura, levo um strogonoff liofilizado, um purê de batatas liofilizado, mas faço um "arroz de verdade", sacou? Mas já decidi: vou de navio. A viagem parece ser bem legal. E volto de avião para Punta Arenas.
  6. Mineirim

    Torres del Paine

    Bullseye, Pra quem tá acostumado a fazer travessias aqui na Serra da Mantiqueira e Serra do Mar,o circuito O em TDP é a Disneylândia, não se preocupe. Apesar da quilometragem alta o terreno é sempre muito prazeroso de caminhar. As subidas são poucas, são curtas e nenhuma delas é muito íngreme. Se vc levar até uns 12 kg tá ótimo, vai achar tudo fácil. Só algumas considerações: 1 - saco de dormir com temperatura de conforto -18 graus eu acho muito exagero. Mesmo para março. Se você tem um saco de dormir para uma faixa de temperatura acima, e ele é mais leve, leve-o. Eu já fiz o circ
  7. Qualquer um desses vai servir. O menos quente é o segundo da Conquista. O da Trilhas e Rumos não tem especificação técnica nenhuma. O segundo da Quechua parece ser modelo feminino (o site da decathlon é péssimo), o modelo masculino é esse: http://www.decathlon.com.br/montanha/roupas-36561/fleece/polar-forclaz-500_39663 Eu compraria um dos dois modelos da Quechua. Conheço esses agasalhos da Quechua com esse tecido stratermic e acho muito bons. O tecido é bem mais resistente a vento (não é à prova de vento) que todos esses fleeces dos links que você colocou. O Forclaz 500 (o modelo do
  8. Mineirim

    Torres del Paine

    Joseluizsp, para o seu equipamento a mochila de 40 litros vai dar sim pra levar tudo dentro. Você precisa de 2 coisas: 1 - um saco estanque que seja também compressor, e que deixe escapar o ar quando comprimido. Nele vc vai colocar o saco de dormir junto com as roupas. Um desse tamanho XL vai servir (talvez o tamanho L sirva, mas não conheço o seu saco de dormir): http://www.arcoeflecha.com.br/p-3088-Saco-de-Compressao-Impermeavel-XL-30L-Event-Summit.html 2 - medir a sua mochila para ver se a barraca cabe dentro, verticalmente, encostada no fundo da mochila. As medidas da sua barr
  9. Sim, voce vai encontrar toda comida que precisa lá. Afinal, as pessoas da ilha precisam comer senão morrem.... Hahaha, acho que não. Eu sei o que as pessoas lá comem e isso não dá pra levar pra trilha. Não tô botando fé nesses mercadinhos não. Sei que tem um mercado bom, mas a informação que tenho é que vende só para os militares. Acho que vou rever o roteiro. Valeu!
  10. Mineirim

    Torres del Paine

    Aqui: http://www.fantasticosur.com/en/ e aqui: http://www.verticepatagonia.com/
  11. katiasantos, normalmente não se faz essa trilha em janeiro, porque além de ser bem desconfortável, por causa do calor, há o perigo de raios. A trilha toda é bem exposta, com grande parte acima dos 2000 m. Janeiro é o pior mês pra fazer essa trilha, qualquer guia vai dizer isso pra você. A trilha tem algumas marcações e está bem mais fácil do que há alguns anos atrás, mas mesmo assim tem trechos que podem ser bem confusos para quem não tem boa experiência com navegação, principalmente sob neblina forte. Não dá para comparar com Torres del Paine. Em Torres del Paine, mesmo o circuito com
  12. Mineirim

    Torres del Paine

    Eu acho um exagero uma mochila de 80 litros pra fazer o circuito O, mas entendo que depende do equipamento que você quer levar. Agora, levar uma mochila de 80 litros + outra de 40 acho um absurdo! Quando fui à Torres del Paine pela primeira vez fiz o Circuito O em 12 dias (naquela época tinha menos restrições, então fui até Punta Puma, acampei no Vale Balder, e no Francês). ainda não era adepto do "Ultralight backpacking", então levei sozinho uma barraca de expedição, para 2 pessoas, e usei uma mochila de 60 litros. E foi tudo dentro da mochila, nada de penduricalhos. Hoje uso uma de 50 l
  13. Guilherme, se você estiver falando sério acho que está procurando encrenca, pois é inexperiente, como você mesmo disse. Antes de partir pra experiências como essa você deveria procurar algum curso de sobrevivência, para aprender pelo menos o básico. E mesmo assim saiba que mesmo para quem é expert em sobreviência no mato não é nada fácil. Programas de TV e seriados estilo "Bear Grylls", ou mesmo os mais sérios, passam uma idéia falsa de situações de sobrevivência. Na vida real o buraco é bem mais embaixo.
  14. Alguém pode dar alguma informação sobre supermercados em Puerto Williams? Eu pretendo fazer de avião o trecho Punta Arenas - Puerto Williams, mas há o limite de 10 kg para a bagagem. Meu equipamento não passa de 10 kg, mas se eu tiver que levar comida de Punta Arenas não vai dar. Não queria chegar via Ushuaia porque fica mais caro e não pretendo fazer nada por lá.
  15. Botas TNF não prestam. São bonitas e servem pra mochilão urbano, ou para trekkings leves ou ocasionais. Conheci de perto botas TNF através de 2 amigos, e elas apresentaram em pouco tempo os mesmos defeitos das botas nacionais que eu conheço: perda precoce da impermeabilidade e descolamento do solado. Não adianta fabricante usar os melhores materiais, não é só isso que faz uma boa bota.
×
×
  • Criar Novo...