Ir para conteúdo

rmilho

Membros
  • Total de itens

    15
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra
  1. rmilho

    [[Template core/front/global/prefix is throwing an error. This theme may be out of date. Run the support tool in the AdminCP to restore the default theme.]] Pucón

    Acompanho os colegas nessa! Você foi muito abençoado de presenciar essa erupção. Estive em dezembro, escalei até o topo e fiquei impressionado com a beleza e a imponência desse vulcão, a natureza é muito exuberante mesmo. Vendo as fotos aqui fiquei maravilhado... imagino você aí, pessoalmente. Isso é sorte demais, agradeça! Vc tem o resto da sua vida pra fazer rafting.
  2. rmilho

    Vulcão Villarrica

    Pessoal, fiz a subida ao Vulcão Villarrica agora em dezembro e gostaria de relatar pontos que considero importantes. Os vendedores não explicam todos os detalhes necessários, pois obviamente pretendem tão somente vender e ganhar sua comissão. No meu caso, fechei o pacote assim que cheguei na cidade, no período noturno, e só depois que fiz o pagamento ele me avisou dos itens que precisava carregar comigo, e alguns deles não haveria tempo hábil para comprar, já que as lojas estavam fechadas devido ao horário. Fechei o pacote na agência "Pucon Aventura", que fica na avenida principal, esquina com a Calle Arauco. A subida é bem cansativa e exige um bom preparo físico. Não caiam no papo de que é uma "easy climbing", pois é conversa pra vender pacote. Eu cansei tanto que fiquei uns três dias sentindo as dores musculares. Levem muitas frutas, chocolates e barras de cereais. Não caiam na besteira de oferecer aos guias pois eles aceitam (hehehe). Água nem preciso falar, né? Muito importante a proteção contra o sol, não esqueçam das orelhas, lábios e pescoço! Se possível, levem cachecol e lenço para o rosto. Isso ninguém fala na agência. Bom, infelizmente houve pontos negativos na escalada. Eram três guias: um chileno típico, alto magro, moreno; um meio loiro visual "surfista anos 70", de barbixa e cabelos compridos, loiro; e um senhor dos seus 60 anos, que é alemão. Os guias são rudes, mau humorados e o tempo todo ficam empurrando a galera, sem chance para fraqueza lá em cima. Eles prometem pausas para fotos e "relax", mas fazem paradas de poucos minutos que mal permitem a reaplicação do protetor solar. Agora o principal: eles odeiam brasileiros. No meu grupo havia um casal que necessitou de cuidados a mais, o rapaz desistiu logo no começo, mas a moça continuou, mas num ritmo menor. Os guias ficavam o tempo inteiro reclamando entre si, em espanhol, e falando mal do "grupo brasileiro" (como se eu estivesse lá atrás, atrasando, mas não, estava lá no pelotão da frente e subindo junto). Eles faziam questão de classificar os mais lentos como "brasilians". Tenso! Senti um imenso desprezo e desrespeito por nós. Além do que eles estavam falando um monte de besteiras em espanhol, como se nós não pudessemos entender o que estavam dizendo. Cara de pau demais. Enfim, não acredito que nas outras agências teria sido diferente, parece que todas tem essa fama de tratar mal os brasucas. Mas cheguei ao topo, e isso que importa! Recomendo demais, é algo indescritível o momento que você atinge a cratera e tem aquela vista de toda a região, realmente supremo!
  3. Pessoal, fiz a subida ao Vulcão Villarrica agora em dezembro e gostaria de relatar pontos que considero importantes. Os vendedores não explicam todos os detalhes necessários, pois obviamente pretendem tão somente vender e ganhar sua comissão. No meu caso, fechei o pacote assim que cheguei na cidade, no período noturno, e só depois que fiz o pagamento ele me avisou dos itens que precisava carregar comigo, e alguns deles não haveria tempo hábil para comprar, já que as lojas estavam fechadas devido ao horário. Fechei o pacote na agência "Pucon Aventura", que fica na avenida principal, esquina com a Calle Arauco. A subida é bem cansativa e exige um bom preparo físico. Não caiam no papo de que é uma "easy climbing", pois é conversa pra vender pacote. Eu cansei tanto que fiquei uns três dias sentindo as dores musculares. Levem muitas frutas, chocolates e barras de cereais. Não caiam na besteira de oferecer aos guias pois eles aceitam (hehehe). Água nem preciso falar, né? Muito importante a proteção contra o sol, não esqueçam das orelhas, lábios e pescoço! Se possível, levem cachecol e lenço para o rosto. Isso ninguém fala na agência. Bom, infelizmente houve pontos negativos na escalada. Eram três guias: um chileno típico, alto magro, moreno; um meio loiro visual "surfista anos 70", de barbixa e cabelos compridos, loiro; e um senhor dos seus 60 anos, que é alemão. Os guias são rudes, mau humorados e o tempo todo ficam empurrando a galera, sem chance para fraqueza lá em cima. Eles prometem pausas para fotos e "relax", mas fazem paradas de poucos minutos que mal permitem a reaplicação do protetor solar. Agora o principal: eles odeiam brasileiros. No meu grupo havia um casal que necessitou de cuidados a mais, o rapaz desistiu logo no começo, mas a moça continuou, mas num ritmo menor. Os guias ficavam o tempo inteiro reclamando entre si, em espanhol, e falando mal do "grupo brasileiro" (como se eu estivesse lá atrás, atrasando, mas não, estava lá no pelotão da frente e subindo junto). Eles faziam questão de classificar os mais lentos como "brasilians". Tenso! Senti um imenso desprezo e desrespeito por nós. Além do que eles estavam falando um monte de besteiras em espanhol, como se nós não pudessemos entender o que estavam dizendo. Cara de pau demais. Enfim, não acredito que nas outras agências teria sido diferente, parece que todas tem essa fama de tratar mal os brasucas. Mas cheguei ao topo, e isso que importa! Recomendo demais, é algo indescritível o momento que você atinge a cratera e tem aquela vista de toda a região, realmente supremo!
  4. rmilho

    Etiópia

    valeu, já vi mesmo esses videos deles, são bem legais.
  5. rmilho

    Etiópia

    Também tô nessa, aguardando mais respostas. Gostei do relato da marianesg.
  6. Eu fui a Monteriggioni pois é a cidade em que se passa um grande jogo de videogame (assassins creed), mas como turismo não recomendo a visita, é uma pequena vila toda fortificada e só... não tem nada demais por lá. Só tem essa curiosidade do jogo.
  7. Outra coisa: bate volta a Nápoli? também não recomendo, Napoli é suja e perigosa, mas ao mesmo tempo tem uma bela visão do Vesúvio e muita coisa pra oferecer ao turista que quer sentir a verdadeira Itália... eu adorei. Sem falar que ali pertinho tem a cidade de Sorrento, que é muito legal, de onde saem os barcos para Capri, mas tem festivais de rua e outras coisas interessantes. O que pretende ver em Siena? Estive lá e mal desci do carro, o meu guia não sugeria nada e me limitei a ver as igrejas por fora... considero que para mim foi um tempo perdido. Vi que você destinou três dias a essa cidade (!!!) Cuidado com o carro. Em Florença levar multa é quase certo. Mas ele é indispensável para rodar pelas cidades próximas, para ir a Pisa etc. Minha dica: alugue um apenas em Florença! Coloque o GPS para traçar rotas SEM PEDÁGIO, o que tirará do seu caminhos as grandes estradas e te trará um belo visual pelas estradinhas italianas... um espetáculo à parte; Em Roma, carro é dispensável. Em Veneza nem preciso comentar, certo? Esse trajeto de trem (Roma Veneza) pode te fazer perder meio dia, até mais. Fora o cansaço. Compre sempre o "freccia argento", os mais rápidos e com menos paradas, às vezes nenhuma. Senão você vai perder 5 horas fácil num trem, o que compromete o seu cronograma, que já está meio curto.
  8. Só um dia (na prática) para ver a cidade de Florença? Eu fiquei três e foi pouco. Pisa te consome no máximo meia hora, é olhar a torre, subir, tirar fotinho e ir embora... Lucca é legal, mas meio dia resolve. Florença é uma cidade para ver com calma, não se resume aos museus... se você der sorte de pegar um dia movimentado, a simples presença no centro antigo já compensa a sua viagem inteira. É lindo demais, parece uma volta no tempo.
  9. Tem um guia (Alejandro) que faz traslados e cambio no próprio carro. Ele não tem uma cotação tão boa, normalmente é uns 40 centavos mais baixa que o paralelo, mas pra quem chega de noite pode ser a salvação.
  10. Não mude de ideia quanto ao Leste, eu também quero fazer essa parte e bem em agosto. Mas começo no dia 08 e quero ir para a Turquia primeiro. Eu tiraria a Itália, ela merece uma viagem com muito mais tempo. Florença mesmo eu fiquei 3 dias e saí de lá com dor no coração, dá pra passar 10 dias passeando pela região da Toscana, e sem exagero. Minha sugestão: tirar a França e a Itália! Coloque aí a Turquia e divida melhor os dias para os países do Leste. Já fui a Praga e também cometi o mesmo erro de Florença, coloquei apenas dois dias no roteiro, não aproveitei nada.
  11. Eu aluguei carros na Itália, Rep Tcheca e Alemanha por esse site: www.easyterra.com é sucesso total, só levar a PID (carteira internacional) que é mais garantido. E aí, povo, vamos formar um grupo para agosto? Tenho férias de 08 a 30! Tenho interesses nesses países que foram citados. Se alugar carro, melhor ainda!
  12. Que belo post, belo relato, estou um pouco "chateado" por não ter visto nenhum post seu a respeito da viagem... em 2012 eu ia para o Irã mas na hora "H" meus amigos desistiram e eu acabei indo para um roteiro mais normal, fiz Itália e outros lugares. Se eu soubesse de um brasileiro indo em setembro para lá certamente teria feitos uns esforços para me juntar. É uma viagem que ainda pretendo fazer! Valeu pelos relatos, o guia do lonely chegou em quanto tempo? abrç.
  13. Olá, fiquei uns 3 dias em Frankfurt e não achei muita coisa para fazer, usei a cidade como ponte para outros destinos. Eu iria lá na praça velha, e não deixaria de passar pela Kaiser Strasse (acho que escreve assim), que é um grande centro comercial, tipo um calçadão como chamamos no Brasil. Lá tem as principais opções para compras. Só pegar o trem no aeroporto e descer na estação principal, atravessar e estará na Kaiser. Boa sorte.
  14. Quantos dias em Nápoles? Só posso opinar sobre a Itália, pois passei uns 20 dias lá em agosto deste ano. Na minha opinião você cometeu dois grandes pecados: não colocou FLORENÇA e VENEZA nos seus roteiros. Tudo bem, Veneza até pode tirar, mas Florença é imperdível. Nápoles não recomendo, usaria como ponto de partida para a costa amalfitana. A cidade de Sorrento (de onde saem os barcos para a ilha de Capri) é muito legal, pequena e linda. Mas a cidade de Nápoles, apesar de igualmente bela, com a visão do Vesúvio ao fundo, é muito perigosa e suja. Eu gostei de lá mas não recomendaria a uma moça sozinha. Roma está ótimo, realmente demanda vários dias para ver tudo. Pisa eu não vejo graça, estive lá, tirei umas fotos bobas e fui embora. O trajeto de carro pela Toscana vale a pena, use estradas não pedagiadas para um visual legal. Boa sorte.
  15. Olá, irei exatamente na mesma data que você! Meu destino é o Irã, mas antes passarei por Amsterdã, gostaria de me juntar a você. Um abraço.
×
×
  • Criar Novo...