Ir para conteúdo

ekundera

Colaboradores
  • Total de itens

    28
  • Registro em

  • Última visita

  • Dias Ganhos

    2

Tudo que ekundera postou

  1. @Taissa Zangerolami Em Ushuaia a gente acaba passando sempre no centro de atendimento ao turista, daí foi lá que eles indicaram lojas de aluguel de roupas/calçados. O preço deve ter ficado entre 20 e 30 reais pra um dia inteiro, mas eu peguei de manhã e devolvi no fim do passeio, todo enlameado. No trekking do Perito Moreno, eu usei o calçado que eu tinha mesmo, não era impermeável. Depois que os grampões são afixados pra gente andar sobre o gelo, nosso calçado fica elevado pelos ferrolhos que estão embaixo e, por isso, não se molha.
  2. @Taissa Zangerolami Olá, Taissa. Não precisa de bota cara e impermeável. A minha foi barata e nem é impermeável, e também muita gente acaba usando tênis normal mesmo. Então use um calçado confortável e quentinho, que é suficiente. O único trekking que eu acho importante dar mais atenção ao calçado é o da Laguna Esmeralda, que eu acabei alugando. Boa viagem!
  3. @Tito Bosco SSA Para reserva dos passeios, eu entrei nas páginas das agências na internet, enviei mensagem informando data de interesse, hospedagem ou alguma informação relevante. Depois disso, a negociação ocorre basicamente por email. As agências mandam mensagem com as informações e detalhes para pagamento, que é feito por um link que eles enviam do Mercado Pago. Efetuado o pagamento, eu respondia o email, solicitando o voucher. Esse processo aconteceu com quase todos os passeios, com exceção da navegação nas ilhas Marta e Magdalena, em Punta Arenas, porque eles pediram para o pagamento ser
  4. Patagônia - El Calafate, El Chaltén, Puerto Natales, Punta Arenas, Ushuaia - Fevereiro/2019 - 20 dias Planejamento para viagem Meu planejamento para a Patagônia aconteceu com uma antecedência de uns 6 meses, quando achei promoção de passagem pela Aerolíneas Argentinas. Comprei a chegada por El Calafate e a saída por Ushuaia, mas eu penso que o melhor itinerário para conhecer a região seja fazer o inverso, terminando por El Calafate. Acho interessante a viagem ir surpreendendo a gente cada vez mais de forma crescente, para a gente se encantar por cada lugar, sem achar q
  5. @femelo22 Levei dólares e troquei por pesos. Dá uma olhada no terceiro parágrafo, onde escrevi sobre o câmbio.
  6. @L'Brazx Haha, o texto tava muito grande pra eu estender muito sobre alguns lugares. Mas vamos lá. Campeche eu tinha vontade de conhecer por ter pesquisado e lido sobre a história do lugar, que me pareceu fazer dessa uma cidade com muitos atrativos. Mas achei a distância muito grande e o dia muito cansativo, por ser necessário madrugar para tirar o melhor proveito da viagem. A cidade tem o seu charme, mas o calor foi um empecilho muito grande pra mim. Andando um pouco, eu até entrei um um museu do lado da igreja dentro da muralha, mas achei muito resumido e diminuto, apesar de ter algumas
  7. @D FABIANO Pelas regiões onde passei, não percebi diferença na rotina causada pelos terremotos, por isso não sei dizer se ele afetou de algum modo o turismo nesses lugares contidos no relato.
  8. Muito bom o relato, bem detalhado e inspirador para outros viajantes. Parabéns! São dois países que realmente têm muito a oferecer e até dá pra uma segunda viagem escolhendo outras cidades ou se dedicando mais ao que gostou.
  9. Muito bom! Fui à Suíça em 2014, mas não explorei os Alpes, apenas algumas cidades. Apesar dos preços não serem assim uma Brastemp, a organização e a beleza são retornos garantidos para surpreender positivamente os visitantes.
  10. Fiz um relato hoje e também ficou sem o rótulo. Se puder dar acesso para que eu insira... Obrigado!
  11. Minha viagem ao México foi de três semanas em maio de 2018, período distribuído entre seis cidades, de onde fiz alguns bate-volta essenciais para conhecer algumas atrações imperdíveis no país. Chegando no aeroporto da Cidade do México, fui cuidar de três providências para o meu tempo de estadia no país. 1. Câmbio: como eu havia pesquisado antes de embarcar, o câmbio feito pelas financeiras do aeroporto da Cidade do México é equiparado ao que a gente encontra em outros lugares da cidade. A moeda que levei foi o dólar, mas as casas de câmbio trocam também euros. Já fui co
  12. @mikecerqueira Eu fui em 2016 e peguei bastante dica daqui. Acabei subindo teleférico e depois fui descendo a pé pra ir conhecendo as atrações ao longo da descida. Gostei da experiência e achei Barcelona uma cidade encantadora. Obrigado pelo retorno, mesmo tardio. =]
  13. Olá, Cristiane. Você conhece o Airbnb? Muitas vezes ficar em uma casa de um morador local pode sair mais barato que hotel, daí compensa fazer uma comparação. O bom é que também dá pra configurar da forma como preferir. Na plataforma, é possível alugar apartamento inteiro, ou quarto individual em apartamento ocupado pelo dono, ou ainda quarto compartilhado. Quanto maior o desapego por espaço individualizado, mais barato costuma ficar a hospedagem. Talvez seja interessante dar uma guaribada lá no site. Um outro serviço de hospedagem, mas que ainda nunca usei, é o Couch surfing. Algumas pess
  14. Próximo da praça Kennedy, em Miraflores, me indicaram ir em uma “oficina”, que é a loja maior da operadora, já que os quiosques não vendem. Imagino que se você procurar por uma “oficina” da Claro vai ser essa configuração, com atendimento por senha e vários balcões, estilo lojas maiores no Brasil. Achei tranquilo usar. Usei o passaporte e pedi pro atendente deixar preparado pra eu sair de lá com tudo funcionando.
  15. Escolhi o mês de setembro para ir para o Peru, pois havia lido que o período de chuvas vai de outubro a abril e chuva sempre atrapalha qualquer viagem. Na chegada no aeroporto de Lima, a primeira coisa que procurei foi um chip de celular para uso durante o período no país (2 semanas), mas, como eu havia lido antes, a lojinha da Claro do aeroporto não vende mais. O segundo passo no aeroporto foi trocar uns dólares por soles. Como a cotação é um pouco maior que as casas de câmbio, troquei inicialmente 100 dólares para os gastos mais imediatos. Por fim, para sair do aeroporto, era ho
  16. Mike, eu pretendia conhecer Montjuïc e subir usando o teleférico, mas você recomenda que não é uma boa opção. Como foi a sua experiência?
  17. Obrigado, leila.lima. Este foi o apartamento em que fiquei: https://www.airbnb.com.br/rooms/2456319 A localização é bem boa, mas como eu fui em época de calor, achei o espaço abafado e precisando de sol pra tirar um pouco do cheiro de mofo. Sobre localização em Paris: percebi que não é tão importante ficar em determinada região por ser centralizada (além de mais cara). Basta ficar próximo a uma estação de metrô, que o deslocamento fica muito facilitado. Como a gente vai pegar metrô com frequência e o sistema é muito eficaz, ter uma vizinhança tranquila, com alguma estrutura nas imedi
  18. Paris é apaixonante e uma cidade de mil encantos. Nunca esgotamos o que tem lá, cada viagem é única. E o seu relato resgata muita coisa boa. Quando fui em outubro de 2014 tive mais sorte com as filas e o clima. Eu entrava rápido nos lugares, inclusive na Torre, e foi muito bom poder apreciar mais a atração do que a fila. Por isso eu defendo também o Museum Pass, já que evitamos a fila de compra do ticket. Excelente relato!
  19. Issom mesmo, Manoellasb, a estimativa de gastos seria só pra uma pessoa. Com alimentação básica por pessoa, é recomendado reservar pelo menos cerca de 60 euros/dia. Os demais gastos vão depender do tipo de passeio que você pretende fazer pela cidade. Se você conseguir montar um roteiro com antecedência, dá pra estimar os valores a serem gastos com entradas nos pontos de interesse. =)
  20. Obrigado! Como eu emendei outros destinos além de Paris nessa viagem, não fiz as contas separadamente por cidade onde estive. Mas fazendo uma estimativa de valores em uma conta superficial, ficaria próximo disso: - Passagem: 2.000 reais - Estadia: 900 reais - Alimentação: 600 reais - Passeios: 300 reais - Total: 3.800 reais
  21. Através do site Mochileiros, consegui respostas a várias dúvidas que tive na elaboração do meu roteiro de viagem. Como forma de tentar contribuir com quem busca informações, compartilho o relato abaixo. Comecei o planejamento para Paris cerca de 5 meses antes da viagem. Ao pesquisar os hotéis para duas pessoas em regiões mais centralizadas na cidade, o que vimos foram preços impraticáveis, com valores exageradamente altos. E mesmo os que pudemos cogitar, rapidamente se mostravam indisponíveis para o período, tamanha é a procura por turistas para estadia na cidade. Enfim, o plano B que
  22. A dica do Adriano sobre a EasyJet realmente é melhor que o trem entre Itália e Paris. Viajei pela EasyJet mês passado de Veneza para Paris e foi um vôo confortável. O valor ficou bem parecido com o que eu pagaria em um trem noturno, com a diferença do menor tempo de viagem. Só tem que tomar cuidado com o volume de bagagem a ser levado, porque cada acréscimo de mala para ser despachada é pago à parte, assim como a escolha dos assentos. A bagagem de mão só pode ser um volume. Mulheres com bolsa mais uma mala pequena, por exemplo, correm o risco de pagar excesso se a bolsa não couber na mala de m
  23. No site da Trenitalia entrei na opção "Manage your ticket", mas depois de informar email e código de compra, sempre ocorre um erro seguido da informação "Siamo spiacenti, si è verificato un errore. Riprovi piu tardi." Vou acatar a sugestão do site e tentar mais tarde, mas venho tentando desde a sugestão do Tartufo e ainda não tive sucesso. Obrigado pelas orientações sempre muito preciosas!
  24. Ai ai ai! O jeito vai ser andar um pouco mais logo no começo do dia então. A partir da estação Campo di Marte tem muita atração ao longo do caminho pra se ver até chegar ao centro histórico? Parece que são cerca de 3 km até a região próxima à outra estação, uma bela caminhada! E obrigado pela ajuda, me tirou uma aflição dos ombros.
  25. Comprei passagem no site da Trenitalia para usar em setembro para Florença e não escolhi a estação (coloquei “todas as estações”). No entanto, o bilhete foi emitido para uma estação específica (Campo di Marte), mas depois vi que a estação S.M.Novella é mais próxima às atrações turísticas. Posso descer em estação diferente da que está no bilhete? Obrigado se puder ajudar!
×
×
  • Criar Novo...